Nesta sexta-feira, dia 9 de agosto, a partir das 21h, estarei cantando meus rocks & pops (além de alguns covers), declamando uns poemas e lendo uns textos deste blog no show Arnaldo Afonso & Amigos, no Eclipse: Espaço Cultural, Bar e Café , à rua Astorga, 621, ao lado da estação Guilhermina (linha vermelha do metrô). Para esta noite repleta de música e poesia, convidei grandes artistas e amigos: Zulu de Arrebatá, Betto Ponciano, Helen & Kita (foto abaixo), Cordeirovich & Vladinsky, e mais alguns outros cabras muito bons ainda não confirmados. O bicho vai pegar. Veeenhaaa!

Como faço no show dos outros, aqui vai um release do artista (no caso, eu): Arnaldo Afonso publica semanalmente, no portal do Estadão, o blog ‘Sarau, Luau e o Escambau‘. É cantor, compositor e poeta. Paralelamente à sua atuação solo, em que apresenta repertório de pops e rocks autorais, mantém uma dupla com a cantora Helen Torres (foto acima), interpretando músicas românticas, cômicas e passionais. Mora na Vila Maria onde sempre atuou em movimentos culturais. Atualmente é um dos organizadores do ‘Sarau da Maria‘ e do ‘Show da Maria“, eventos mensais que abrem espaço para músicos, poetas e artistas em geral. Siga no Facebook Arnaldo Afonso, Poeta e Músico e acompanhe também a página do Sarau da Maria.

O show de Arnaldo Afonso terá convidados muito especiais: Zulu de Arrebatá, apresentando algumas canções de seu ep Cena de Cinema, o violeiro Betto Ponciano, com canções autorais e alguns clássicos da viola caipira, e a dupla Cordeirovich & Vladinsky, com sua talentosa mistura de som, poesia e performance. Ouça esses caras… (Helen & Kita apresentarão repertório de sua banda, Chero da Poesia, que prepara cd). O evento acontece no Eclipse, um espaço cultural superlegal, amplo e bem decorado, administrado pela poeta Adriana Caló, e que oferece oficinas, biblioteca e cursos, além de abrir espaço para a arte alternativa. Vai lá conhecer!

… … …

SÁBADO – 10 de agosto – 20h … Show de Pérola Negra no Toc Toc Bar, à rua Engenheiro Manuel Osório, em São Miguel Paulista. O grande cantor apresenta clássicos da jovem guarda e canções românticas.

DOMINGO – 11 de agosto – das 8h às 14h … No domingo, Pérola Negra se apresenta novamente, com Carlos Bacelar, Sacha Arcanjo, Rosa Rocha e outros artistas, em programação para o Dia dos Pais. Na Feira de Orgânicos, das 8h às 14h, na praça da Paz, na ZL

… … …

SÁBADO – 10 de agosto – 20h … Dharma Samu … Quarteto de música instrumental liderado pelo músico, compositor e produtor Dharma Samu (sax tenor, alto e soprano) apresenta sonoridade jazzística misturada ao rock e ritmos latinos. Com Fábio Batista (bateria), Bruno Rocha (baixo) e Pedro Rocha (sax tenor). No Rock and Blues bar & adega, à rua Marari, 466

SEXTA-FEIRA – 9 de agosto – 19h … Sarau da Garagem – 51ª edição …  Com palco aberto, rifas, sorteios e a presença do artista plástico Vavá Oliveira, do poeta Paulino Alexandre e do músico Wilson Rocha, que se apresenta com a atriz e performer Aloha de La Queiroz, do Colabor (grupo que milita em prol dos Direitos Humanos dos migrantes vindos de diversos países). Na av. Prof. Manoel José Pedroso, 329 (em frente ao supermercado Pedrosão), em Cotia.

… … …

LIVROSLIVROSLIVROS

… … …

Livro falado alado pesado prensado musicado. Livre leve levado achado perdido. Livro livre lindo relido. Livro é bicho vivo. Conforme o prometido (no post passado) eis aqui mais uma lista de livros de autores do circuito alternativo. Semanalmente nesta seção, alguns registros (não necessariamente de lançamentos). Hoje, cito os livros de seis poetas porretas:

LETRA NA CLAVE É SOL >>> O paulistano Paulo César de Carvalho é bacharel em Direito e mestre em Lingüística pela USP, professor de Gramática, Interpretação de Texto e Redação. É autor dos livros “Toque de Letra”, “Letra na clave é sol”, “Letra Livre” e “Amor: uma palavra & muitas letras”. É ex-vocalista das bandas Os Babilaques e PCC & A Contrabanda. Tem parcerias com Tatá Aeroplano, Pélico, Juliano Gauche e Bruno Roberti (nesta gravação, com participação de Seu Jorge), entre outros músicos. Do livro, destaco:

reticências
você põe um ponto
eu ponho dois
afinal
final com pendências
três pontos
dois tontos
reticências

… … …

ÓBVIO OBLONGO >>> Livro do poeta e performer mineiro Djami Sezostre, que tem mais de vinte livros publicados no Brasil, mais de dez livros traduzidos e publicados no exterior, além de espetáculos apresentados na América, Europa e África. Do livro, extraio o poema “O plantio”:
Eu, o plantador de gente, / Plantei o menino na cova / E deixei ele lá na cova, plantado / Alado para dentro da terra // Eu, o plantador de gente, / Plantei a menina na cova / E deixei ela lá na cova, plantada / Alada para dentro da terra // Se eu, o plantador de gente, / Vivia de plantar gente, / Achei que devia plantar // Também os sonhos / E esperar pela noite / Para, então, dormir // E acordar pela manhã / Para regar o plantio — // A morte essa carpideira.

… … …

CURTO-CIRCUITO >>> Sociólogo e historiador, o escritor e poeta Cesar Augusto de Carvalho publicou os livros de poemas ‘Proesia’ e ‘Lavras ao Vento, pá’. Prepara a edição de ‘Histórias de Quem’, contos, e ‘Brasilidades Contraculturais’, uma narrativa da contracultura pela ótica do I Ching. No prelo, a novela ‘Raul e Eu’, sobre um personagem que acredita ser Raul Seixas. Nesta quinta-feira, dia 8, no Sarau Santa Sede, lança seu novo livro de poemas (detalhes, no agendão).

o poeta lavra
a palavra dura
e tanto lavra
a lavra dura
que o poema flui
r
i
o

a
b
a
i
x
o
e se perde.
imenso.

… … …

PÁTRIA A(R)MADA >>> Livro mais recente de Artur Gomes, poeta, ator e artista gráfico que acumula bagagem de três décadas de carreira com prêmios nacionais e internacionais em teatro, música, literatura e artes gráficas. O multiartista promove saraus e diversos eventos poéticos e performáticos em Campos de Goytacazes, cidade onde nasceu. Ouça o cd “Fulinaíma – Sax, Blues e Poesia” e leia mais poemas dele nos sites Alma de Poeta e BraziLírica Pereira. Do livro, extraio o poema indicativo presente:

olho dentro do teu olho
para que olhe na minha cara
e cara a cara me diga
a quantas anda a nossa briga
do nosso amor pela ética
se é tão estranha a poética
do só pensar lá na frente
que eu já até perdi a conta
nesse pretérito faz de contas
das quantas vezes
que já votei pra presidente
e o nosso país do futuro
que nunca chega no presente

… … …

“QUANDO A ALMA TEM OLHOS DE ZINCO, os sorrisos são de plástico” >>> Livro de poemas, pensatas e desenhos da arte-educadora e multiartista Ligia Regina Lima. Além de poeta e artista plástica (visite sua página Arte-Lirismo), ela é cantora e compositora. Se apresenta em shows e saraus ao lado do parceiro e músico Eder Lima, com quem lançou recentemente o cd Pisagens. Do livro, o poema Ancestralidade:

de olhos fechados
retorno a lugares que já pertenci
e me dou conta
que deles nunca saí

… … …

ALUCINAÇÃO >>> Novo livro do poeta e jornalista Daniel Perroni Ratto. Ele já lançou “Urbanas Poesias”, “Marte mora em São Paulo”, “Marmotas, amores e dois drinks flamejantes” e “VoZmecê”. Foi letrista e vocalista das bandas Loco Sapiens, Criolo Branco e Luz de Caroline. Colabora como cronista do UOL Música. É editor da Algaroba. Do livro, posto o poema Fontes luminosas jorram lantejoulas futuristas:

Diluições noturnas /de odores brutos /em faces mudas

Olhavam entre frestas

Dois caras estavam na picape / passaram pelo cemitério lotado / enquanto o motorista acendia um cigarro /as pessoas se matavam aos milhões

Diversas confusões num instante passado / da descoberta de outro plano existencial / o escape às novas portas das alucinações

Sim,

vivemos uma distopia, / um mundo orweliano, / onde a novilíngua está / em nosso cotidiano
/  o crimideia ou crime / de pensamento, / tornou-se realidade.

As porongas acessas pela cidade / todos temos que passar pela nuvem / cinza prateada fronteira da morte

Eu acho que não haverá uma viagem / de volta quando o grande olho ao norte / apontar sua luz, mas esse dia não é hoje

… … …

MINHAS ANDANÇAS POR AÍ

… … …

Que fique bem claro, seu Januário: não sou cri-crítico musical nem literário. Sou artista que sente pressente pelo insight o valor do objeto emocional criado. Sou fã abduzido seduzido cooptado. Apaixonado pelo belo poético tocado e cantarolado. E ainda estou transtornado (e transformado) lendo e relendo livros, indo e vindo de shows, vendo e ouvindo canções e sentindo reverberar as emoções que vivi. Um pouco do que vi é o que conto aqui:

SEXTA-FEIRA … O Estúdio Aurora (rua João Moura, 503) é um espaço que, além de receber músicos para suas gravações, tem um barzinho descolado e realiza shows e promove encontros entre as bandas e artistas que gravam lá. No local, assisti ao show do cantor e compositor Acauã, de Ilhabela, que mostrou energia dançante e letras com poesia e pegada crítica em sua mistura de rap e ritmos brasileiros (tambores e cavaquinho deram um toque superoriginal na sonzera). Dele, ouçam o vigoroso discaço Canoeiro. Na abertura do evento, o grupo instrumental Liquidus Ambiento, com o trombonista Gil à frenteapresentou delicioso mix de funk e free jazz com pitadas de rock psicodélico. Em novembro a banda lança o cd ‘Oyster‘, com participação de Bocato, Siba e outras feras. Aguardemos…

… … …

SÁBADO >>> E assim foi: rolou de boas mais uma edição do Sarau da Maria. Sou suspeito, pois apresento o evento e fico diretamente envolvido com a vibe dos artistas. Mas que foi bom, foi. O cantor e poeta pernambucano Ortinho (que faz show nesta quinta, 8 de agosto, na Audio Rebel, no Rio de Janeiro) apresentou algumas canções de seu novo cd ‘Nas Esquinas do Coração‘ e o público entoou com ele Meu Coração, seu sucesso em parceria com Arnaldo Antunes. 

As jovens atrizes do grupo de teatro Ansur apresentaram o emocionante espetáculo ‘Progênie‘, retratando preconceitos e opressões sofridos pelas mulheres ao longo da história (texto de Mariana Santana Pitta). O sarau ainda teve o multiartista e professor Claudemir Santos, o ator Ivan Neris (ambos produtores culturais da Aldeia Satélite Espaço Cultural), o poeta Vlado Lima (com poemas de seu livro ‘Sabe de Nada, Inocente‘) e a exposição do artista gráfico Punky, que também mostrou seu lado músico. O cantor Pérola Negra (acompanhado por Ronaldo Ferro) foi ovacionado, como sempre. O público se emociona com o talento e o timbre de voz desse grande artista. O cantor e compositor O Zi Stafuzza apresentou suas canções e ainda fez uma bela releitura da canção Alucinação, de Belchior. O pessoal da Casa Amarela (Akira, Inês, Beto Rio, Xaxá, Sueli) compareceu e ainda nos brindou com uma surpresa: a visita do querido poeta gaúcho José Couto (as fotos são de Célia Maria Ribeiro, a quem agradeço). E ainda teve muita gente (que nem lembro) no palco aberto. Entre eles, Zanatta, Miotto, Ca Berto, Deise & João e a participação da Mariê e do Alan (tocando Guerra Peixe), do sarau da Brasilândia. É como diz a canção do Dorival: ninguém quer saber o trabalho que dá, mas… eita coisa boa!
… … …

DOMINGO >>> Rolou um festival com apresentação de várias bandas de rock na esquina das ruas Padre Chico com Xerentes. Eu soube meio em cima da hora e acabei dando uma passada pra conferir. Tinha umas barracas de comidinhas e bebidinhas, mas tava um frio desgraçado! Mesmo assim a roqueirada foi lá e se esquentou pulando e dançando ao som dos blues e rocks debochados da Uncle & Friends, banda do figuraça Lincoln Baraccat (na foto, entre o guitarrista Caio Durazzo e o baixista Luiz Domingues). Curti de montão. Fiquei fã!

… … …

DOMINGO 2 >>> Já fazia tempo que eu queria assistir ao Sarau Lua Nova, no aconchegante (e agora reformado e melhorado) Bar do Julinho (à rua Mourato Coelho, 585). Lá, tarimbados músicos da noite vão chegando de suas empreitadas e assumindo lugar na ‘banda da casa’. Grandes cantoras vão se alternando ao microfone. O público vai vibrando e cantando junto. Assim, a festa vai rolando: é música brasileira da melhor, aquela, consagrada mundialmente, que não toca mais em nossas rádios e nem aparece nos programas de tevê. Nessa noite ouvi Djavan, Benjor, Beto Guedes, Lô Borges e muito do incrível repertório de Elis (canções de Baden, Milton, Chico, Tom, Edu Lobo e Belchior). Saí de lá flutuando. Foi como seu eu estivesse, por algumas horas, vivendo num espaço-tempo paralelo. Aquelas canções me falaram de ‘utopias’ que alimentam a alma da gente: um mundo melhor e mais solidário, onde o amor e a amizade prevalecem. Um verdadeiro antídoto à truculência e estupidez dessa medíocre era bolsonariana. Vai lá no Sarau Lua Nova ver que ainda dá pra ser feliz: é todo domingo, das 22h até… sei lá… você vai esquecer a hora de sair.

… … …

NA NET, O CD ‘AS MARÉS’,
DE PAULO BARROSO

… … …

E eu continuo falando do álbum duplo As Marés, do cantor e compositor Paulo Barroso, agora disponível nas plataformas digitais. Então, clica aí: você pode ouvi-lo no Spotify, Deezer, Google Play, ITunes e Youtube (acesse também o primeiro disco de Barroso, Vozes da Cidade, inteiro). Hoje, posto “… e só“, uma bela canção do Barroso lindamente interpretada pelo cantor e compositor João Marques (os textos seguintes são sobre esse outro grande artista da Vila Maria)

João Marques é um dos melhores compositores/cantores que conheci. Não é exagero nem papo de amigo. Pena não haver muitos registros a exibir. Os que achei, estão aqui. Letras enxutas e adequadas vestidas como luva em suas finas harmonias. Um grande intérprete de voz econômica e precisa. No universo-João, a canção amplia possibilidades, questiona obviedades, ilumina flores esquecidas. A palavra pesa e dói, nada é gratuito. E ele a leva leve. Em seu cantar convicto tudo ressoa denso, não há sentimento desimportante. João melancólico ou esperançoso, sempre inquieta e encanta. Mas… sabe aquele negócio de pagar contas e prestações? Infelizmente (para nós, fãs), ele deixou de lado as composições e foi arquitetar prédios, lojas e galpões. Com o movimento crescente dos saraus, às vezes o astro ressurge e nos brinda com seus novos desenhos sonoros. Brilha, depois some. No vídeo acima, ei-lo emprestando delicadeza a um tema precioso do cd de Paulo Barroso. Nessa era de radiofônicos e televisivos desastres musicais, de um ostensivo e nefasto balcão de negócios da arte, precisamos demais do seu talento, senhor João Marques. Como você bem disse (à sua personagem Isabel): ‘Fique!’.

Acima, um vídeo do artista quando jovem. Abaixo, outra gravação, mais recente, só com o áudio. Deleitem-se com os finos biscoitos de João Marques. Encerro com meu texto e uma canção recente dele: A Vida é um Sopro (famosa frase de um notável arquiteto). Atentem:

Seu nome completo é João Gilberto Stanev Marques. Seus pais não poderiam supor, mas o criador da bossa nova fez mais que batizar o menino. João Marques, desde as primeiras composições, já exibia a batida clássica e a voz colocada com sutileza e precisão, ao estilo do mestre. Daí às harmonias inusuais e às melodias sinuosas foi uma subida de tom. João Marques bebeu de um só gole o João Gilberto filtrado no pop de Caetano, com pitadas da entonação e da rebeldia poética de Luiz Melodia e Sérgio Sampaio. Juntou todos eles numa garagem ampla do peito onde balançassem fartas as levadas inventivas e o intelecto irrequieto de David Bowie. E mandou ver. Conheço o som do João desde jovem: já era meu ídolo, já era ótimo. Eu, tivesse grana, o ‘descobria’, empresariava, escarafunchava seu repertório repleto de pérolas, botava uma delas na trilha de novela, bancava seus discos e shows. E colheria as glórias eternas desse feito. A música brasileira precisa disseminar sobre sua carente história recente a sensibilidade e o verbo visionário desse admirável João Marques, artista raro.

… … …

O PALHAÇO BOZO

… … …

De antemão, peço perdão à nobre categoria dos palhaços, humoristas e profissionais da alegria que tanto fazem rir as crianças de todas as idades (inclusive aqueles vários Bozos chatorebas do SBT). Não é a eles que me refiro. Este texto fictício elenca frases absurdas proferidas por um Bozo muito específico. Qualquer semelhança com pessoas vivas ou mortas, ou com fatos da vida real, não terá sido mera coincidência.

Sabe o palhaço Bozo, aquele, do SBT? Eu nunca gostei dele. Nem da vovó Mafalda. Não deixava minha sobrinhada assistir. Botava nos programas infantis da tevê Cultura: tinha o Bambalalão, o prof. Poropopó, o palhaço Tic-Tac, a Gigi, o Pam-Pam… Tinha umas brincadeiras participativas, umas piadas pueris, outras mais inteligentes e era recheado de histórias solidárias. Enquanto que o Bozo, era só venda de produtos e a repetição daquele humor antigo, baseado em maliciosos e velhos preconceitos. Ouvi dizer que o Bozo era interpretado por vários atores. Deve ser um deles que anda por aí falando essas asneiras que eu tenho ouvido. Ouvi, por exemplo, que um tal de Bozo fez ‘piadas’ idiotas sobre pinto de japonês, menosprezando nordestinos, zombando de gays e desrespeitando mulheres. Dizem que ele disse que mulher feia nem merecia ser estuprada. Mas que as mulheres brasileiras estão à disposição dos gringos que quiserem vir aqui fazer um turismozinho sexual. Esse Bozo é mesmo um palhaço… Sabe o que mais ouvi dizer que ele disse? Ele disse também que não existe fome no Brasil. E ele teve a cara de pau de falar que não houve ditadura e que ninguém foi torturado nem assassinado durante o regime militar. Tem graça isso? O palhaço Bozo disse também que o Exército não matou aquele trabalhador que morreu com 80 tiros, no Rio. Acredite: um desses palhaços que se veste de Bozo tá dizendo tudo isso por aí. Esse tal de palhaço Bozo não acredita nos dados dos pesquisadores do IBGE, sobre desemprego, nem nos estudos dos cientistas da FioCruz, sobre drogas, nem nos números alarmantes de desmatamanto apontados pelo Inpe. Mas esse palhaço Bozo, diferentemente daquele bobalhão do SBT, tem poder, viu? Nos últimos oito meses, ele liberou o uso de 290 substâncias tóxicas, um terço delas proibidas em toda a Europa. Graças às ‘brincadeiras’ do palhaço Bozo, logo logo a gente vai sentir o gostinho contaminado desses alimentos na nossa mesa.

O palhaço Bozo não gosta do trabalho das ongs, nem do Greenpeace, mas gosta muito dos fazendeiros do Agronegócio. Também é muito amigo de vendedores de armas. Mora no mesmo condomínio em que o assassino da Marielle morava. Mas o palhaço Bozo diz que nunca desconfiou de nada. Ele tem muitos amigos milicianos, mas… ‘é tudo gente de bem’, diz ele. Ele tem amigo que acredita que a Terra é plana… que menina tem que vestir rosa e menino tem que vestir azul… O palhaço Bozo tem umas ideias diferentonas: disse que o nazismo do Hitler era coisa de esquerdista. E que nós, os trabalhadores, vamos quebrar o Brasil, com ‘esse negócio aí de querer se aposentar, talkey?’ Acredite, ele disse tudo isso. O palhaço Bozo acredita que idoso tem que trabalhar até morrer. E as crianças têm que começar logo cedo. Pra dar o exemplo, o palhaço Bozo tá querendo arrumar emprego pra um de seus ‘garotos’ na embaixada americana. O palhaço Bozo também falou que o jornalista que denunciou umas armações tenebrosas do atual governo merecia ‘pegar cana’. Tem muita gente que ri das piadas desse palhaço Bozo. Eu, francamente, não consigo achar graça em nenhuma. Esse palhaço é bem pior que aquele Bozo do SBT…

UM IDIOTA NO MEIO DO CAMINHO
(Ademir Assunção)

não havia uma pedra no meio do caminho
havia um idiota completo com seu olor de ódio
um idiota completo que relinchava
— sem a elegância dos cavalos
um idiota completo com seu fedor de coisa pútrida
babando bílis, bebendo pus, peidando, defecando
sobre bandeiras verdes sem matas
sobre bandeiras azuis de céus sufocantes
sobre bandeiras amarelas de raiva
sobre bandeiras brancas manchadas de sangue
um idiota completo regurgitando e resfolegando
violência, tortura, ameaças, assassinatos
um idiota completo e mentiroso com seu pau hasteado
numa selva escura e sem saída, sem onça-pintada
sem lobo-guará, sem tatu-peba, sem rola-bosta
um idiota completo que berra nos ouvidos de madalena
eu não te estupro porque você é feia!
meu filho não te come porque você é preta!
um führerzinho mal ajambrado em talho tosco
gritando morte aos veados! morte aos vermelhos!
morte aos que ouvem essa música barulhenta!
morte aos montes! morte em marte! marche! marche!
e a turba trevosa e tenebrosa entra em transe
e afia as facas e estala as esporas e engatilha as armas
revelando às crianças uma face dura e rude
sem leveza, sem beleza, sem delicadeza alguma
um idiota tão maligno e digno de pena
que nem vale o esforço de um poema

O poema acima faz parte do livro Risca Faca (ainda inédito), de Ademir Assunção Poeta, escritor, jornalista e letrista de música, Ademir venceu o Prêmio Jabuti 2013, com “A Voz do Ventríloquo” (Melhor Livro de Poesia). Gravou os cds de poesia e música “Rebelião na Zona Fantasma” e “Viralatas de Córdoba”. Letrista de música, tem parcerias gravadas em discos por Itamar Assumpção, Edvaldo Santana e Ney Matogrosso, entre outros. É um dos editores da revista Coyote

… … …

MARIELLE PRESENTE!

… … …

No dia 14 de março de 2018 a vereadora, de 37 anos, foi assassinada no bairro da Lapa, no Rio. Ela era relatora da Comissão dos Direitos Humanos que acompanhava a intervenção militar no RJ. Havia feito denúncia contra abusos policiais e voltava de um evento com jovens negras quando foi baleada. Anderson Gomes, motorista do carro em que ela estava, também foi executado. Desde então, protestos contra o bárbaro crime se repetem diariamente em várias cidades brasileiras. Marielle lutava por justiça, inclusão e igualdade de direitos. Defendia as causas que todos nós, artistas e coletivos dos saraus, também defendemos. Este blog continua aguardando o esclarecimento do caso e a punição dos assassinos e mandantes. As balas que a mataram atingem a todos nós. Não podemos nos calar. Até quando vou ficar semanalmente repetindo esse texto aqui? Será que vai ficar assim? Por que a resposta não vem? Quem matou (e quem mandou matar) Marielle?

Faz um ano e cinco meses que eu repito esse texto. E vou continuar repetindo enquanto este blog existir. É meu compromisso em defesa da democracia e da liberdade, ambas ameaçadas pela impunidade de assassinos ou pela omissão das autoridades. Há um ano repito o texto que eu já sabia que ia repetir. Se temos dois suspeitos presos (a quem ninguém entrevistou, confrontou, nem perguntou os motivos) ainda falta saber quem mandou matar Marielle. Um ano depois, Marielle continua sendo baleada, morrendo todas as noites e renascendo a cada manhã. Porque pessoas íntegras como Marielle não morrem jamais. Se eternizam e viram exemplo de luta. Nós, brasileiros democratas, estamos aqui, de braços dados com ela, esperando que a justiça seja feita. Os assassinos talvez tenham a proteção momentânea de organizações ou de eventuais autoridades fascistas. Que podem ameaçar Marcia Tiburi e Jean Wyllis. E podem mirar nas nossas cabeças. E até nos matar, um a um (‘matar uns 30 mil’, como disse o atual presidente, sem ser punido nem ter sua candidatura impugnada). Só não poderão evitar que Marielle renasça mais forte, todos os dias, no corpo e na mente de cada menina guerreira da cidade do Rio de Janeiro. Marielle presente.

… … …

AGENDÃO

… … …

Aqui as sugestões de programação para esta semana. Acompanhe também as opções contidas na página da Agenda da Periferia. Informe-se, inconforme-se, atue e divirta-se!

… … …

QUINTA-FEIRA – 8 de agosto – 19h … Exposição ‘Corpo e Afeto’ … As obras de Nora Sari, Rosângela Gayu e Nando Paulino abordam as diversas formas de resistência à questões cada vez mais presentes nos dias atuais: as pessoas da vida real, fora do padrão de beleza estereotipado, a valorização e o respeito à cultura negra e do samba e a preocupação com os direitos dos animais abandonados. Até 30 de agosto, no Rio de Janeiro (clique no cartaz)

… … …

QUINTA-FEIRA – 8 de agosto – 19h … Banda Saco de Ratos, do dramaturgo e vocalista Mario Bortolotto (acompanhdo por Pagotto, Brum e Vecchione), se apresenta no Cemitério de Automóveis, à rua Frei Caneca, 384

… … …

QUINTA-FEIRA – 8 de agosto – 19h30 … Sarau no Santa Sede Rock Bar … Lançamento do livro ‘Curto Circuito’, de César Augusto de Carvalho. Presença de vários poetas: Benedito Bergamo, Luiz Perdiz, Macaio Poetônio e Paulo César Carvalho, entre outros. Na av. Dummont Villares, 2104, perto da estação Parada Inglesa do metrô

… … …

QUINTA-FEIRA – 8 de agosto – 20h … Sobrenome Liberdade #96. Sarau acontece no Relicário Rock Bar

… … …

QUINTA-FEIRA – 8 de agosto – 21h … Lançamento ‘Canto-correnteza’, de Thamires Tannous. No Sesc 24 de Maio

… … …

QUINTA-FEIRA – 8 de agosto – 21h … Sons e Furyas em ‘Amor’. Espetáculo concebido pelas cantoras e atrizes Vanessa Bumagny e Helô Ribeiro com o escritor André Sant’Anna. Participação de Rafael Castro. Na Fau Haus, à rua Faustolo, 983

… … …

QUINTA-FEIRA – 8 de agosto – 22h … Quintal do Mau … Mau Santana toca mpb das boas no Julinho Clube

… … …

SEXTA-FEIRA – 9 de agosto – 19h30 … Happy Hour com Rock Bites Acústico (dueto de Allana e Nando). Na Carauari Bar e Mercearia

… … …

SEXTA-FEIRA – 9 de agosto – 19h30 … Sarau na Galeria … Com palco aberto e presença do escritor, educador e cineasta Escobar Franelas, que lança o livro ‘Premiado’. Na Rara Books Livraria e Café, à rua Fernando Pinheiro Franco, 58, em Poá

… … …

SEXTA-FEIRA – 9 de agosto – 19h30 … Lilian Estela visita Bethânia. Show com Lisandro Massa (piano), Humberto Zigler (bateria), Luís Passos (violão), Johnny Frastechi (contrabaixo) e Vinícius Barros (percussão). Na Cemur, à praça Nicola Vivilechio, 334, em Taboão

… … …

SEXTA-FEIRA A DOMINGO – 9 a 11 de agosto – 20h (sex e sab) – 19h (dom) … Barulho D´água ... A Cia Nova de Teatro encena peça do dramaturgo italiano Marco Martinelli sobre o drama de milhares de refugiados que tentam atravessar o mar Mediterrâneo em embarcações precárias. Com Alexandre Rodrigues (o Buscapé, do filme ‘Cidade de Deus’), Márcio Louzada, Amaury Filho de Reis e Rosa Freitas. No Centro Cultural Olido, à av. São João, 473

… … …

SEXTA-FEIRA – 9 de agosto – 20h … Trio Camaradas e dj Luca LK … No repertório do trio, forró e brasilidades. Com PC Canuto (sanfona e voz), Danilo Pêra (triângulo e voz) e Fabio Gagliano (zabumba e voz). No Joaquina Bar e Cozinha, à rua Doutor Alvaro Alvim, 22, na Vila Mariana

… … …

SEXTA-FEIRA – 9 de agosto – 20h … 6 Anos de sarau Clamarte, apresentado pelo poeta Gilmar Ribeiro, o Casulo (programação no cartaz). Na rua Professor Otávio Guimarães, 393

… … …

SEXTA-FEIRA – 9 de agosto – 20h30 … Os Luizes, show com Luiz Pardal e Luiz Cláudio de Santos. No Three Santos Bar, à av. Siqueira Campos, 487, em Santos

… … …

SEXTA-FEIRA – 9 de agosto – 21h … FunTaste toca Stones, Beatles, Doors, Bowie e outros clássicos no Santa Sede, à avenida Luís Dumont Villares, 2104

… … …

SEXTA-FEIRA – 9 de agosto – 21h … Show Brasil dos Festivais. Com Jonathas Queiroz e banda. No Teatro UMC, à avenida Imperatriz Leopoldina, 550

… … …

SEXTA E SÁBADO – 9 e 10 de julho – 21h … Fuck You, Baby … Peça tem texto e direção de Mário Bortolotto, que também atua (veja o elenco, clicando no cartaz). No Teatro Cemitério de Automóveis, à rua Frei Caneca, 384

… … …

SEXTA-FEIRA – 9 de agosto – 22h … Francisco, el hombre – no show Rasgacabeza. Casa Natura Musical, à rua Artur de Azevedo, 2134. Na abertura, o som da banda Abacaxepa

… … …

SEXTA-FEIRA – 9 de agosto – 23h … 2 Anos de Forró na Gruta – Baião Lascado convida Pé de Manacá. Na rua Major Quedinho, 112

… … …

SÁBADO – 10 de agosto – 12h às 20h … III Sebo do Augusto Cerqueira … Artesanatos, brechó e livros a preços populares, com boa música e festividades. No Macambira Sociocultural, à rua Inácio Pais, 89

… … …

SÁBADO – 10 de agosto – 14h … Sarau do Vale … Sarau, brincadeiras, comidinhas e bebidinhas. No Bar do Zé Costa, à rua Wladmir Cardoso, 4

… … …

SÁBADO – 10 de agosto – 15h … Choque-Rosa no Sesc Vila Mariana. Quatro palhaças são obrigadas a se aventurar no tão temido ‘Fora’, um lugar que não foi feito para elas, onde mulher nenhuma pode se aventurar. Mas será, mesmo?

… … …

SÁBADO – 10 de agosto – 15h … 77º sarau da Casa Amarela & Festa dos Leoninos do MPA. No sítio do Edsinho, em São Roque

… … …

SÁBADO – 10 de agosto – 15h … Obirinxá … Exposição com 12 peças em xilogravuras de Laís Oliveira (percussionista do grupo Ilú Obá de Min) retrata orixás femininos. Na abertura, grupo Voz dos Tambores faz show de voz e percussão com cantigas relacionadas às divindades femininas. Na Oficina Cultural Oswald de Andrade, à rua Três Rios, 363

… … …

SÁBADO – 10 de agosto – 16h … Lançamento do Livro “O Lado Sombrio do Sítio”, antologia de contos de terror e suspense que dialogam com a obra de Monteiro Lobato. Organização de Felipe Simmons Mendes. No Eclipse: Espaço Cultural, Bar e Café, à rua Astorga, 621

… … …

SÁBADO E DOMINGO – 10 e 11 de agosto – 16h30 às 21h … 7ª Mostra Bagaceira … Circo, teatro, palhaços e intervenções com Trupe Dunavô, Trupe Lona Preta e outros grupos. Na rua Reverendo Jorge Bertolasso Stela, 200. no Jardim Guarau

… … …

SÁBADO – 10 de agosto – 17h … Circuito Coopermusp de literatura e música traz Ni Brisant e Miúdos de Passarin. Na rua John Adams, 50. Entrada franca

… … …

SÁBADO – 10 de agosto – 18h … Movediça – Mostra de Performance Arte. Com a presença dos artistas Geovanni Lima, articulador de festivais e mostras de performance; Monica Lopes Galvão, uma das articuladoras da mostra Movediça e os artistas articuladores do Proyecto Duraccional Chile. Na Liberdade Galeria, à rua Álvares Machado, 60

… … …

SÁBADO – 10 de agosto – 18h … 3º Sarau TAZ … Sarau com apresentações musicais (Luisa Luizon e grupo Poucas & Boas, entre outros), performances teatrais e dança. Na al. Itu, 174

… … …

SÁBADO – 10 de agosto – 18h às 4h … Love’Art Resistance, projeto cultural de artes integradas. Com expo, sarau, performance. Na Guinard, à rua Ibiraçu, 225

… … …

SÁBADO – 10 de agosto – 18h … Show da Banda da Portaria e discotecagem de Lela. No CavePool, à av. Eliseu de Almeida, 984

… … …

SÁBADO – 10 de agosto – 18h … 123º Sarau Bodega do Brasil, organizado pelo coletivo do cordelista Costa Senna, com palco aberto. Na rua General Jardim, 660

… … …

SÁBADO – 10 de agosto – 18h … Duo Graziela Medori & Juliana Rodrigues homeanageia a cantora Tania Maria. Na Casa Clara, na rua Alves Guimarães, 838

… … …

SÁBADO – 10 de agosto – 18h … Inauguração Espaço Acalanto (com estúdio de gravação). Na rua Acalanto de Bartira, 77, no Rio Pequeno

… … …

SÁBADO – 10 de agosto – 18h … Os Beneditos – Show com rifa de um cajón para ajudar nos custos da turnê do grupo no Chile. À rua Professor Vitor Miguel Romano, 32, em Sapopemba

… … …

SÁBADO – 10 de agosto – 19h … Lançamento do livro: Quanto mais abaixa, mais aparece a bunda, de Henrique Ramos. Com sarau do coletivo ‘Poesia é da hora’ e pocket-show de Alex Uchoa. Na rua Engenheiro Guilherme Cristiano Frender, 1032

… … …

SÁBADO – 10 de agosto – 19h … Escola de Sampa#13 convida duo Cabo Verde-Brasil. No Coletivo Ópera Urbe, à rua Félix Dellka Rosa, 637

… … …

SÁBADO – 10 de agosto – 20h … Rosas de Fogo – Show com Bruno Guedes, Orlando Daniel & Sabrina Carvalho. Na Patuscada, à rua Luiz Murat, 40

… … …

SÁBADO – 10 de agosto – 20h … Carla Passos e Deh Oliveira no Manjericanto, à rua Voluntários da Pátria

… … …

SÁBADO – 10 de agosto – 20h … Banda Esbórnia toca clássicos do rock. No Carauaribar, na Vila Maria

… … …

SÁBADOS – ATÉ 31 DE AGOSTO – 20h30 … Temporada do espetáculo “Vanja bonita do cangaço brasileiro”. Na Rodovia Raposo Tavares, km 14,5 – Sala Irene Ravache

… … …

SÁBADO – 10 de agosto – 21h … Hell’s Brothers Metal Tribute. No tradicional point de roqueiros da Vila Maria, o Lê Rock Bar, à rua Chico Pontes, 1791

… … …

SÁBADO – 10 de agosto – 21h … Crystalship The Doors Tribute. No Santa Sede, à av. Dummont Villares, perto da estação Parada Inglesa do metrô

… … …

SÁBADO – 10 de agosto – 21h … Hector Dub e Peter Young Lion. No Churoots Bar, à rua Dr. Rodrigo Pereira Barreto, 286, em Itaquera

… … …

SÁBADO – 10 de agosto – 22h … La Nuit du Gainsbarre … Celebração da obra do cantor e compositor francês Serge Gainsbourg. No Estúdio Lâmina, à rua Libero Badaró, 560

… … …

SÁBADO – 10 de agosto – 22h … Tributo a Zé Ramalho com Edinho Ramalho e Banda. No Eclipse: Espaço Cultural, Bar e Café, à rua Astorga, 621

… … …

SÁBADO – 10 de agosto – 22h … Blues Jam no Clandestino Estúdio, à rua Augusta, 2366. Na house band, Alexandre Zequi, Diego Basa, Fabio Pagotto e Alex Ac Oliveira

… … …

SÁBADO – 10 de agosto – 23h … Michelando A Frida (Fiesta Latina) na NossaCasa – Confraria das Ideias, à rua Mourato Coelho, 1032

… … …

SÁBADO – 10 de agosto – 23h … La Bodeguera no Al Janiah. Com os cantores cerenses Soledad e Vitoriano e o pernambucano Zé Cafofinho, além dos músicos também cearenses Xavier e Felipe Maia e o paulistano Mau

… … …

SÁBADO – 10 de agosto – 23h30 … Forró na Casa Matahari. À rua Silva Bueno, 729

… … …

DOMINGO – 11 de agosto – 12h … Show ‘Trejeitos’ da cantora Jordana … Participação de Mila Amorim. No Parque Max Feffer, à avenida senador Roberto Simonsen, em Suzano

… … …

DOMINGO – 11 de agosto – 13h … Cantoria do Dia dos Pais no Manjericanto, à av. Voluntários da Pátria

… … …

DOMINGO – 11 de agosto – 14h … Ninguém Lê – Projeto discute se os livros lançados estão mesmo sendo lidos. Poeta Mariana Felix lança ‘Mania’ (no vídeo, a resenha de Emerson Alcalde). Na Casa de Cultura Raul Seixas, à rua Murmúrios da Tarde, 211, em Itaquera,

… … …

DOMINGO – 11 de agosto – 15h … Vivenciando a kalimba … Participantes são incentivados a criar suas primeiras composições com o instrumento de origem africana. Com o músico Guilherme Henrique Valério. No Sesc Guarulhos

… … …

DOMINGO – 11 de agosto – 18h … Raquel Martins apresenta canções de sua autoria e inéditas do ep recém lançado “Música Para (R)Existir”, além de releituras de clássicos da mpb. Nos Parlapatões, à praça Roosevelt, 158

… … …

DOMINGO – 11 de agosto – 18h … Doces Tardes de Domingo #26 … Evento da Jardim Psicodélico Produções abre espaço para bandas do underground: Alienage, Guaribas, Capitão Bourbon e Sentimento Carpete. Com discotecagem, feira de vinis da Charada Discos e churrasco comunitário. No Komb Bar ZL, à praça Miguel Ramos, 171

… … …

DOMINGO – 11 de agosto – 19h … Tributo a Hendrix no Pulo do Gato, à rua Iquiririm, 452, no Butantã … Com o power trio formado por Eder Martins (guitarra e voz), Rob Ashtoffen (baixo elétrico) e Caio Mendes (bateria)

… … …

DOMINGO – 11 de agosto – 20h … Escola… Nova peça apresentada aos domingos no Teatro Cemitério de Automóveis (detalhes no cartaz)

… … …

DOMINGO – 11 de agosto – 20h30 … Camilla Farias & Augusto Teixeira. No repertório, canções dos discos “Singeleza – Para o mundo colorir” (dela) e “Estação Felicidade”, dele, além de memórias do cancioneiro regional brasileiro e composições da nova geração. No Espaço Bossa Zen, à rua José Antonio Coelho, 583, na Vila Mariana

… … …

DOMINGO – 11 de agosto – 23h … Fiesta La.Tina #4. Djs Celina Hernandez Lago e Brito Andrade tocam cumbia, salsa, reggaton e latinidades. No Presidenta – Bar e Espaço Cultural, à rua Augusta, 335

… … …

SEGUNDAS-FEIRAS – ATÉ 23 DE DEZEMBRO – 19h30 … Oficina de ritmos brasileiros no cavaquinho … Curso com o músico Paulo Ramos. Na Cia de Arte Knu, na Lapa. Mais informações aqui

… … …

SEGUNDA-FEIRA – 12 de agosto – 19h30 … Sarau Suburbano … Festival Literário com lançamentos de Emerson Alcalde (Diário Bolivariano), Paulo Rams (Meu Canto em 83 Poemas) e a coletânea das Mulheres Poetas, da Penitenciária Feminina da Capital. Presença de Jaime Queiroga, do Asas Abertas, Poetas do Tietê e Intervenção do grupo InCorpóreo. Sarau com palco aberto apresentado pelo escritor e promotor cultural Alessandro Buzo. Na Livraria Suburbano Convicto, à rua Treze de Maio, 70 – 2o andar – Campainha 3

… … …

TERÇA-FEIRA – 13 de agosto – 16h … Atos Públicos … Manifestantes do “Audiovisual brasileiro contra Bolsonaro e “Tsunami pela Educação Pública” se reúnem no vão livre do Masp.

… … …

TERÇA-FEIRA – 13 de agosto – 17h … Choro da Quitanda + DJ Clariastra tocam no jantar dos refugiados. No Fatiado Discos, à av. Professor Alfonso Bovero, 382

… … …

TERÇA-FEIRA – 13 de agosto – 19h … 3° Encontros Autorais … Com palco aberto e pocket-show de Lucas Golinelli. Na rua São Vicente de Paula, 357, no centro de Guarulhos

… … …

TERÇA-FEIRA – 13 de agosto – 19h30 … Toca do Autor … Sarau organizado e apresentado pelo músico e produtor cultural Alexandre Tarica. As performances são filmadas e postadas posteriormente no Youtube. No bar do Cambridge Hotel, à rua João Adolfo, 108

… … …

TERÇA-FEIRA – 13 de agosto – 20h … Lançamento: A Pandemia da Invisibilidade do Ser, de Paula Valéria Andrade, pela editora Algaroba. No Cabaret da Cecília, à rua Fortunato, 35. Com a presença de vários poetas (clique no cartaz). Veja um dos vídeos produzidos com poemas do livro:

… … …

TERÇA-FEIRA – 13 de agosto – 21h … Show de Alice Antunes … Cantora aniversaria e comemora no palco. No All of Jazz, à rua João Cachoeira, 1366, no Itaim Bibi

… … …

QUARTA-FEIRA – 14 de agosto – 19h … Lançamento de “O cavalo cantor e outros contos”, de Denise Emmer, com prefácio e ilustrações de Álvaro Alves de Faria. Na Casa da Leitura, no Rio de Janeiro. Em São Paulo, no dia 22, na Livraria Martins Fontes, na Paulista.

… … …

QUARTA-FEIRA – 14 de agosto – 19h … ‘Venha tocar rabeca’. Inscrições abertas para o curso. Na Casa dos Arcos, à Al. dos Guaicanãs, 519

… … …

QUARTA-FEIRA – 14 de agosto – 19h … Atelier Desenha-me. Proposta visa treinar a observação da figura humana através a partir de uma dinâmica co-criada entre o modelo vivo e os artistas. No Atelier Travessia, à rua Minas Gerais, 201

… … …

QUARTA-FEIRA – 14 de agosto – 19h30 … 17º Quarta Autoral. Com palco aberto e pocket-show de Silvio Kono. No The Wall Zé Rock Bar, à rua Igarapés, 1219, no Itaim Paulista

… … …

QUARTA-FEIRA – 14 de agosto – 20h … Curtocircuito SP de Slams Pequenos: finalíssima no Sesc Pinheiros, à rua Paes Leme, 195. Concorreendo estão: Menor slam do mundo, Slam do 13zin, Slam do Corre, Slam Petisco, Slam Perplexo, Slam Pavio Curto e Slam Raiz. Convidados especiais: Slam Diversos, Slam Racha Coração e Sarau do Alfinete

… … …

QUARTA-FEIRA – 14 de agosto – 20h … Os Luizes – Luiz Pardal e Luiz Cláudio de Santos se apresentam no Quintal da Véia, em Santos

… … …

QUARTA-FEIRA – 14 de agosto – 20h30 … Quartas in Cena – peça ‘Louca De Amor’, com Lena Roque. Baseada em livro da jornalista Viviane Pereira. No Teatro West Plaza, à av. Francisco Matarazzo

… … …

QUARTA-FEIRA – 14 de agosto – 21h … Dança do Tempo – Swami Jr., Teco Cardoso e Bebê Kramer. Instrumentistas apresentam músicas do cd. No Blue Note, à av. Paulista, 2073

… … …

ATÉ 18 DE AGOSTO … Exposições: “Entre o azul e o que não me deixo/deixam esquecer”, de Juliana dos Santos e “acerca do fracasso das formas”, do Coletivo Cartográfico (Carolina Nóbrega, Fabiane Carneiro e Monica Galvão) em parceira com Jorge Soledar. No Paço das Artes, à av. Europa, 158.

… … …

ATÉ 18 DE AGOSTO … PretAtitude, no Sesc Vila Mariana. Exposição é um recorte da produção afro-brasileira contemporânea com trabalhos de Aline Motta, André Ricardo, Eneida Sanches, Janaina Barros, Laércio, Lídia Lisboa, Luiz 83, Marcelo D’Salete, Marcio Marianno, Peter de Brito, Sidney Amaral, Rosana Paulino, Wagner Celestino e Washington Silveira. Nos dias 18 e 26/6, bate-papo com artistas convidados. De terça a sexta, das 10h às 21h30; sábado, das 10h às 20h30; domingo, das 10h às 18h30

… … …

ATÉ 18 DE AGOSTO … ‘Björk Digital Brasil’ – no MIS SP … Exposição de realidade virtual imersiva da artista islandesa Björk, que une arte e tecnologia para ilustrar as imagens poéticas de suas músicas. A mostra-instalação traz seis trabalhos de Björk extraídos de seu álbum, Vulnicura (as obras podem ser vistas com óculos de realidade virtual). Além dos vídeos, a expo traz o projeto educativo Biophilia e uma sala de cinema onde o público confere diversos clipes da carreira da artista feitos por mestres do videoclipe, como Michel Gondry e Spike Jonze. Clique aqui para mais informações.

… … …

ATÉ 24 DE AGOSTO … Exposição Téo & O Mini Mundo. De Caetano Cury. Na 9a arte galeria, na rua Augusta, 1371

… … …

ATÉ 5 DE SETEMBRO … A Utopia na Era da Incerteza – Imersão Artística Múltipla: Instalação cenográfica com atividades sensoriais e espetáculo teatral. Projeto da Cia Lúdica ocupa o Tendal da Lapa, na rua Guaicurus, 1100

… … …

AGENDÃO >>> Fique ligado, pois o agendão é diariamente atualizado. E toda quinta-feira tem post novo. Até lá!

… … …