Neste sábado, dia 31 de agosto, tem Sarau da Maria na Biblioteca da Vila Maria. Eu, Arnaldo Afonso, estarei lá com meus amigos do coletivo que há décadas batalha pelas questões culturais na ZN: Deise Capelozza, Helen Torres, Nilzete Lalá, Marici Silva, Francisco Fanca e João Emilio. Nóis enverga mas não quebra. Nóis capota mas não breca. Nóis trupica mas não cai. Sem grana, nem trabái, com fascismo, censura e o carái: do jeito que a gente puder ir, resistir, existir… nóis vai!

SÁBADO – 31 de agosto – 19h … Sarau da Maria no Projeto ‘Estéticas das Periferias’ … Na abertura, pocket-show da dupla Cordeirovich & Vladinski. Depois, palco aberto para músicos e poetas. No meio do sarau, bate-papo com o escritor (e editor da Reformatório), Marcelo Nocelli. Pra fechar a noite, pocket-show com a banda Chero da Poesia (Kita, Helen & Giadas). Claro que também vai ter som de Deise & João, deste Arnaldo que vos escreve e da tchurma da Vila que colar por lá…

Os eventos da nona edição do encontro Estéticas das Periferias começaram no dia 24 de agosto e vão até 1 de setembro. Acesse e veja toda a programação 

SÁBADO – 31 de agosto – 18h30 … Zulu de Arrebatá & Convidados … Cantor e compositor lança as canções do ep ‘Cena de Cinema’ acompanhado de muitos artistas convidados: Denise Brasil, Ligia Regina & Eder Lima, Silvia Maria Ribeiro, Jocelio Amaro, Carlos Mahlungo, Meramolim Meramolim, Nivaldo D’avila e Gilberto Braz, entre outros. No Espaço Parlapatões, à praça Roosevelt, 158

SEXTA A DOMINGO – 30 e 31 de agosto (20h) e 1 de setembro (19h) – … A Cripta de Poe … Espetáculo multimídia inspirado na obra do escritor Edgar Allan Poe (baseado nos textos O Espectro, O Corvo, O Retrato Oval, Berenice, Ligéia, William Wilson e o Coração Denunciador). Concebida pela Companhia Nova de Teatro em formato de ‘palco-instalação’, peça tem projeções de vídeo e elementos de suspense e fantasmagoria. Direção de Lenerson Polonini e elenco com Afonso Henrique Soares, Carina Casuscelli, Rosa Freitas, Rafael Schmitt, Claudia Wer e Guil Silveira. No Centro Cultural Olido, à av. São João, 473

 

… … …

I PRÊMIO “SUBURBANO CONVICTO”

… … …

Suburbano Convicto é um sarau e também uma livraria e editora administradas pelo produtor cultural e poeta Alessandro Buzo. Este guerreiro das artes periféricas criou agora (com apoio do coletivo Poetas do Tietê) um prêmio para valorizar os artistas e coletivos que fazem a vida cultural das quebradas da cidade. A partir de 1 de setembro estarão abertas as votações para o ‘I Prêmio Suburbano Convicto‘, com 15 indicados em cada uma de suas dez categorias. São elas: Escritor da Periferia (com livro publicado), Poeta da Periferia, Livro, Sarau, Slam, Músico (cantor ou grupo), Coletivo Mais Atuante, Militância Feminina, Militância Negra e Artista do Ano. Serão 51 premiados (5 em cada categoria e um prêmio extra a uma personalidade, pelo conjunto da obra). As indicações surgiram a partir da vivência de Buzo em seus 19 anos de carreira, sendo 10 deles à frente do Sarau Suburbano. A votação é dividida em três fases e vai até novembro. Vamos lá votar, pessoal? Para conhecer os indicados, clique aqui.

Alessandro Buzo é do Itaim Paulista, na zona leste de São Paulo. Já lançou 14 livros, entre eles ‘Guerreira’, ‘Hip Hop – Dentro do Movimento’, ‘Favela Toma Conta – 1 e 2’, ‘Ruas de Fogo’ e ‘O Filho da Empregada‘. Organizou 13 coletâneas literárias, 7 volumes da coleção ‘Pelas Periferias do Brasil‘ e 6 volumes da coleção ‘Poetas do Sarau Suburbano‘. Dá palestras e é ativo militante dos saraus e slams de SP e de São Sebastião, onde hoje mora. Saiba mais aqui 

MAIS BUZO >>> QUINTA – 29 de agosto – 20h … Alessandro Buzo no Trajetória Literária … Projeto leva autores nacionalmente conhecidos à Suzano para contar sua história e falar de seus livros. Nesta edição, com o escritor e cineasta Alessandro Buzo. No Centro Cultural Francisco Carlos Moriconi, Rua Benjamin Constant , 682

 

… … …

ALEXANDRE LEMOS
LANÇA 11 ÁLBUNS

… … …

O cara é multi-instrumentista, produtor, arranjador, pesquisador, compositor e letrista. Fundou também uma gravadora, a Athanor Arte & Música, onde divulga artistas independentes. Ele é o carioca Alexandre Lemos, que acaba de lançar onze álbuns autorais nas plataformas de streaming. São 138 canções de uma vez, na voz e com arranjos do próprio artista. Para conhecer seu trabalho e ouvir os álbuns, acesse o Spotify por esse link 

E ouçam esta pérola de Alexandre Lemos e Antonio Porto, vencedora do 34ª edição da Feira Avareense da Música Popular (Fampop), em 2016

Durante a década de 1980, AlexandreLemos criou jingles e trilhas para publicidade. Em 1990, fundou ‘A Confraria’, movimento musical que divulgou a cena alternativa carioca. Tem mais de 250 canções gravadas por artistas como Renato Teixeira, Zé Rodrix, Tavito, Fred Martins, Ney Matogrosso, Ceumar, Celso Viáfora, Daniel Conti e Zé Geraldo, entre outros (várias delas incluídas em trilhas sonoras de novelas e especiais de tevê)

 

… … …

”A CONTRA REPÚBLICA
DE CURITIBA”

… … …

Foi lançado ontem, 28 de agosto, na ABI do Rio de Janeiro, o documentário “A Contra República de Curitiba” com direção do cineasta argentino/brasileiro Carlos Pronzato. O filme investiga os impactos que a denominada República de Curitiba causou e causa na política nacional. Num momento político de extrema complexidade no Brasil, a obra confronta depoimentos de investigadores, cientistas políticos, sociólogos, juristas, professores, ativistas políticos e militantes de diversas correntes políticas do campo popular. O documentário já foi exibido na Vigília Lula Livre e em espaços alternativos de São Paulo, sempre seguido de debates.

Carlos Pronzato é cineasta documentarista, diretor teatral, poeta e escritor. Suas obras audiovisuais e literárias destacam-se pelo compromisso com a cultura, a memória e as lutas populares

 

… … …

LIVROSLIVROSLIVROS

… … …

Livro falado alado pesado prensado musicado. Livre leve levado achado perdido. Livro livre lindo relido. Livro é bicho vivo. Conforme o prometido (no post passado) eis aqui mais uma lista de livros de autores do circuito alternativo. Semanalmente nesta seção, alguns registros (não necessariamente de lançamentos). Hoje, cito a sequência da programação que relembra os 70 anos da passagem de Albert Camus pelo Brasil e alguns outros lançamentos e eventos literários que acontecem por esses dias. Confira:

OS 70 ANOS DA VISITA DE CAMUS AO BRASIL >>> Autor de clássicos da literatura moderna como os romances ‘O Estrangeiro’ e ‘A Peste’, e prêmio Nobel de Literatura de 1957, o escritor francês Albert Camus esteve no Brasil em 1949. Camus passou por Rio, São Paulo, Recife, Olinda, Salvador e Porto Alegre, mantendo contato com intelectuais e artistas como Manuel Bandeira, Aníbal Machado, Murilo Mendes e Dorival Caymmi. Para celebrar os 70 anos da visita, a Editora Record organiza, entre 20 e 31 de agosto, o ciclo de eventos ‘Camus: um Estrangeiro no Brasil’. Mais informações sobre a programação aquiA Casa Amarela e a Aldeia Satélite, dois atuantes espaços culturais alternativos em São Miguel, na zona leste de São Paulo, se juntaram para participar das celebrações. Confira seus eventos:

SÁBADO – 31 de agosto – 20h … Leitura dramática de trechos da peça inédita “O improviso dos filósofos”, além de bate-papo e interações musicais. A Aldeia Satélite fica na rua Ten. Luís Fernando Lobo, 118, em São Miguel Paulista

QUINTA – 29 de agosto – 18h30 … Lançamento de “Volta”, prosa poética surrealista (de 1996) do poeta e ensaísta Claudio Willer (restam 100 exemplares). Também estarão à venda exemplares de “Dias ácidos, noites lisérgicas” (2019), livro de crônicas que conta episódios da vida do poeta e da cena literária paulistana. Na rua Fortunato, 117, em Santa Cecília

SEXTA – 30 de agosto – 18h … Todos os cachorros são azuis – Primeiro volume da obra completa de Rodrigo de Souza Leão. Evento com participação dos poetas Leonardo Marona, Ramon Nunes Mello e Vanderley Mendonça. Na Livraria da Travessa Botafogo, à rua Voluntários da Pátria, 97, no Rio de Janeiro

SERTÃO VALENTE >>> O escultor e poeta Euflávio Gois, o Madeirarte, acaba de lançar livro de memórias registrando suas lutas e aventuras desde Coaraci, cidade do sul da Bahia, onde nasceu, até chegar e se descobrir como artista na selva de pedra paulistana. Com arte de Gi Archanjo, o livro pode ser adquirido diretamente com Euflávio, por inbox, em sua página no Facebook 

CONTE OUTRA VEZ >>> Gratuito e exclusivamente digital, o livro traz contos de 36 autores contemporâneos que se inspiraram nas canções de Raul Seixas. Em comum, o fascínio pela figura do saudoso maluco beleza (clique na capa para ler o nome dos escritores)

OS LIVROS DO JOSÉ COUTO >>> Olha ele aí, comigo na foto, no último Sarau da Maria, quando chegou festiva e inesperadamente (mora no Sul) com Akira e a tchurma da Casa Amarela, de São Miguel. Na ocasião, veio a SP e participou de diversos saraus. Vou falar um pouco desse ativista da literatura, que, além de criar obra de valor, está sempre (e generosamente) divulgando novos poetas pelas redes sociais ou organizando e lançando coletâneas importantes. José Couto é professor de geografia, história, filosofia e sociologia. Publicou ‘A Impermanência da Escrita’ e ‘O soneto de Pandora‘, além do infantil ‘Unicórnio do Sul e outras Lendas poéticas‘ (com a artista plástica Luiza Maciel Nogueira). Participou de diversas antologias de poesias, crônicas e contos. Escreveu semanalmente durante cinco anos no jornal O Alvoradense sobre poesia. Finalizo com dois de seus poemas:

QUINTESSÊNCIA
(José Couto)

todas as coisas da terra
a água, a mata, o bicho, o céu
são também uma parte do eu e você

nada mais que tons, nos tatuando
onde há cores e formas, existimos
mesmo na transparência, ali estamos

a alma, o frenesi, a alucinação
o que silencia, o atroz ou a doçura
não se desfazem, permanecem

em você, em mim, nós orixás
são o que são
e somos o que somamos

e se isso lhe consola
depois de tudo
ainda estaremos nas auroras

iluminando astros
consumindo o tempo
e sendo devorado por ele

a arte nos ajudando a lapidar
as inexoráveis fontes
que jorram perguntas

ah, se não fosse a vida!

 

… … …

MINHAS ANDANÇAS POR AÍ

… … …

Que fique bem claro, seu Januário: não sou cri-crítico musical nem literário. Sou artista que sente pressente pelo insight o valor do objeto emocional criado. Sou fã abduzido seduzido cooptado. Apaixonado pelo belo poético tocado e cantarolado. E ainda estou transtornado (e transformado) lendo e relendo livros, indo e vindo de shows, vendo e ouvindo canções e sentindo reverberar as emoções que vivi. Um pouco do que vi é o que conto aqui:

SEXTA >>> Curti de montão participar do Sarau da Vergueiro, organizado e apresentado por Vieira Pato, com a presença de Carlos Buono, Ozian, Tarica, Luana Faddlei, Uriel e muitos outros artistas talentosos. O sarau acontece sempre na terceira sexta-feira do mês, com palco aberto, na rua Vergueiro, 803. Vai lá que é bem legal…

… … …

SEXTA >>> Quando você puder, passe na Gruta (à rua Major Quedinho, 112) qualquer sexta ou sábado desses. Lá rolam sons deliciosos com jovens músicos tocando forró, samba e chorinho para um público que se diverte dançando e cantando com eles. Na última sexta-feira assisti, encantado, ao show do grupo Regional do Seu Fagundes, formado por Fagundes Emanuel (percussão), Gabriel Braga (trombone), Leonardo Matheus (cavaco), Matheus Caitano (violão 7 Cordas), Renato Macedo (bandolim) e William Alexandre (pandeiro). Eles tocaram, com muita competência, lindas canções de Chiquinha Gonzaga, Waldir Azevedo, Luiz Gonzaga e outras pérolas do nosso cancioneiro. Só te digo uma coisa: vai lá, meu filho, vai lá…

SÁBADO >>> A excelente dupla Som da Estrada, formada por Giliane Meireles & Valter Gusmão, também se apresenta com banda. Nessas ocasiões, recebe o nome de Suindara Rock Sertão. São eles juntos que vão apresentar a série de shows ‘Vendaval de Dentro‘, em vários teatros da cidade (o primeiro deles, na Casa Gramo – informarei aqui). No sábado, fui ao ensaio aberto do show, uma mostra do lindo trabalho que eles vêm criando. A voz de Giliane arrepia e comove. As canções de Gusmão são originais e poéticas. A banda complementa encaixando como luva essa sonoridade que mistura latinidades, rocks rurais e mpb da mais alta qualidade. Eu não tenho dúvida de que eles vão longe. Aposto e ganho.

DOMINGO >>> Muita emoção nas oito horas de sarau em comemoração ao aniversário de 9 anos da TV ArtMult Cultural, canal de registro de eventos alternativos do produtor cultural Nicanor Jacinto. Muitos artistas passaram por lá pra deixar seu abraço, cantar e parabenizar nosso querido e guerreiro Nicanor: Aline Lopes, Alexandre Paulino, Zemarcio Kaipira, Sebah de Assis, Vidal França, O Zi & Cris, Carlos Mahlungo, Mauri de Noronha, Lando Suarez, Vieira Pato, Sabrina Carvalho, Carlos Bacelar, Betto Ponciano, Luana Faddlei e muitos outros. Eu fiquei superfeliz de estar entre eles, ouvi-los e cantar minhas canções. Foi um festão maravilhoso. Mesmo! E no final teve um bolo delicioso… Mnhammm mnhammmm…

TERÇA >>> Estive no Sarau Gente de Palavra que homenageou Carlos Galdino, na Patuscada. Faço minhas as palavras desse lindo texto publicado nas redes sociais pela poeta Luiza Silva Oliveira: “poetas & poesias do sarau em homenagem ao poetaço Carlos Galdino. E o jorro do tigre de Rubens Jardim, ontem. Sim, meu coração disparou, não pela ansiedade e sim pela poesia. E a nona Sinfonia ora se inicia… Salve Rubens Jardim, como um barítono, um Pavarotti ressuscitado que umedeceu e emudeceu os corações; soltou seu verbo, num grito de indignação e fúria, como numa bravata, seu vibrato emocionou a todos. Um silêncio ensurdecedor e todos os olhares daqueles poetaços se cruzaram no espaço; se via em cada olhar, uma lágrima encurvada, uma esperança… No início, cada poeta com seu jeito único de ser, em um tom melodioso despretensioso soltou seu verbo. Foi uma apresentação inusitada, amparada pelo sentimento, pela emoção. Celebração e comunhão… Não posso deixar de registrar que toda essa emoção foi arremessada pelos versos do talentoso Galdino, uma poesia belíssima do trivial do cotidiano recheado da sabedoria popular, frenética, amorosa, surpreendente! Gabriel de Almeida Prado cantou e foi acompanhado por Alexandre Mello na execução de seu repertório (foi um show e tanto). Salve os organizadores e poetas, Cesar Augusto de Carvalho, Hamilton Faria, Arnaldo Afonso, Claudio Laureatti, Claire Feliz Regina, Shirlene Holanda, Vlado Lima, Lenita Estrela de Sá, Sergio Rocha, Abel Coelho, Elcio Fonseca e outros presentes nesta noite emocionante”.

QUARTA >>> Pela segunda vez fui à Casa da Luz, lindo espaço democrático no coração da Cracolândia, acompanhar às performances de vários artistas no projeto Macrofonia!, instigante mistura de música, poesia e imagem. Participaram Barulhista, Maíra Mendes Galvão, Natasha Felix e a poeta e organizadora do evento, Jeanne Callegari, com projeções de Guilherme Pinkalsky. O ponto alto da noite foram os novos poemas apresentados por Ademir Assunção (acompanhado dos músicos Vânia Ornelas, Carlos Eduardo Samuel e Rob Ashtoffen) e que estarão em seu próximo livro ‘Risca Faca‘. Há tempos acompanho e admiro a obra de Ademir (Prêmio Jabuti por ‘A Voz do Ventríloquo’), mas, pela mostra de ontem, creio que este será seu trabalho mais vigoroso. Os poemas são contundentes porradas nos broncos governantes (e nos cúmplices defensores) desse mundo fascista que nos impuseram nos últimos anos. A performance de Ademir foi como se um raio descesse e rebatizasse a Casa da Luz: foi uma iluminação na escuridão da noite, um fogo acalentando o vazio frio dos nossos corações oprimidos pela mentalidade rasa e pela censura burra dessa onda retrógrada e direitista que chegou ao poder (e dele deve ser tirada, o mais rapidamente possível). Foi um clarão de alento e esperança. Poesia que contagia. O poeta emocionou nossas ideias.

 

… … …

NA NET, O CD ‘AS MARÉS’,
DE PAULO BARROSO

… … …

E eu continuo falando do álbum duplo As Marés, do cantor e compositor Paulo Barroso, agora disponível nas plataformas digitais. Então, clica aí: você pode ouvi-lo no Spotify, Deezer, Google Play, ITunes e Youtube (acesse também o primeiro disco de Barroso, Vozes da Cidade, inteiro). Hoje, posto Órbita, parceria dele com o poeta Oswhaldo Rosa. Ouça:

 

… … …

MARIELLE PRESENTE!

… … …

No dia 14 de março de 2018 a vereadora, de 37 anos, foi assassinada no bairro da Lapa, no Rio. Ela era relatora da Comissão dos Direitos Humanos que acompanhava a intervenção militar no RJ. Havia feito denúncia contra abusos policiais e voltava de um evento com jovens negras quando foi baleada. Anderson Gomes, motorista do carro em que ela estava, também foi executado. Desde então, protestos contra o bárbaro crime se repetem diariamente em várias cidades brasileiras. Marielle lutava por justiça, inclusão e igualdade de direitos. Defendia as causas que todos nós, artistas e coletivos dos saraus, também defendemos. Este blog continua aguardando o esclarecimento do caso e a punição dos assassinos e mandantes. As balas que a mataram atingem a todos nós. Não podemos nos calar. Até quando vou ficar semanalmente repetindo esse texto aqui? Será que vai ficar assim? Por que a resposta não vem? Quem matou (e quem mandou matar) Marielle?

Faz um ano e cinco meses que eu repito esse texto. E vou continuar repetindo enquanto este blog existir. É meu compromisso em defesa da democracia e da liberdade, ambas ameaçadas pela impunidade de assassinos ou pela omissão das autoridades. Há um ano repito o texto que eu já sabia que ia repetir. Se temos dois suspeitos presos (a quem ninguém entrevistou, confrontou, nem perguntou os motivos) ainda falta saber quem mandou matar Marielle. Um ano depois, Marielle continua sendo baleada, morrendo todas as noites e renascendo a cada manhã. Porque pessoas íntegras como Marielle não morrem jamais. Se eternizam e viram exemplo de luta. Nós, brasileiros democratas, estamos aqui, de braços dados com ela, esperando que a justiça seja feita. Os assassinos talvez tenham a proteção momentânea de organizações ou de eventuais autoridades fascistas. Que podem ameaçar Marcia Tiburi e Jean Wyllis. E podem mirar nas nossas cabeças. E até nos matar, um a um (‘matar uns 30 mil’, como disse o atual presidente, sem ser punido nem ter sua candidatura impugnada). Só não poderão evitar que Marielle renasça mais forte, todos os dias, no corpo e na mente de cada menina guerreira da cidade do Rio de Janeiro. Marielle presente.

 

… … …

AGENDÃO

… … …

Aqui as sugestões de programação para esta semana. Acompanhe também as opções contidas na página da Agenda da Periferia. Informe-se, inconforme-se, atue e divirta-se!

… … …

ATÉ 31 DE AGOSTO … Agosto Indígena. Comida, artesanato, filme, oficinas e rodas de conversa. Veja aqui a programação. No Colabirinto, à rua Francisca Miquelina, 118

… … …

ATÉ DOMINGO (1 DE SETEMBRO) … MIA – Mostra Integrada de Artes – em Poços de Caldas ... Evento ocupa diferentes pontos da cidade mineira com inúmeras atividades gratuitas: música, fotografia, literatura, cinema, teatro, artes visuais, dança, gastronomia, moda, economia criativa e sustentabilidade. Neste sábado, às 10h, a abertura fica por conta da cantora Jesuane Salvador acompanhada pela Orquestra de Cordas. Nas Thermas Antonio Carlos

… … …

QUINTA (19h) E SEXTA  (20h) – 29 e 30 de agosto … ‘Que os Olhos Ruins Não Te Enxerguem’. Filme do coletivo Lentes Periféricas discute a diversidade de gênero, classe e raça dentro da comunidade LGBTQI+ em SP. Na Matilha Cultural, à rua Rêgo Freitas, 542

… … …

QUINTA – 29 de agosto – 19h30 … Periferia e mercado editorial – Estéticas das Periferias no IMS Paulista … Roda de conversa com Ryane Leão e Mel Duarte, sob a mediação de Jessica Balbino. Na avenida Paulista, 2424

… … …

QUINTA – 29 de agosto – 19h30 … Como a arte potencializa a defesa da floresta? Roda de conversa com os advogados Dan Levy e Augusto Luís junto e a artista Vivi Menna. No Colabirinto, à rua Francisca Miquelina, 118

… … …

QUINTA – 29 de agosto – 20h … O Delírio do Verbo: Manoel de Barros em Canções … Musicados por Júlia Tygel, que toca piano no show, os versos do escritor mato-grossense são apresentados na voz de Tatiana Parra, com Neymar Dias na viola caipira. Participação da atriz Marilene Grama e do Coral Guarani Tenonde Porã. No Itaú Cultural, à av. Paulista, 149

… … …

QUINTA – 29 de agosto – 20h … Freud à Deriva interpreta o disco ‘Alucinação’, de Belchior, com participação do jornalista Jotabê Medeiros, que escreveu livro sobre o bardo cearense. No Sesc Santo André, à rua Tamarutaca, 302

… … …

QUINTA – 29 de agosto – 20h30 … Banda Rádio Brazuka toca rock nacional e mpb dos anos 70 e 80 na Quinta dos Infernos, à rua Coronel José Eusebio, 109

… … …

QUINTA – 29 de agosto – 20h30 … Trio Caixa Cubo, formado por Henrique Gomide (teclados, synths), Noa Stroeter (baixo elétrico) e João Fideles (bateria e drum machine) se apresenta no Bona. Participação de Zé Leônidas e Xênia França. Na rua Álvaro Anes, 43

… … …

QUINTA – 29 de agosto – 21h … Jonathan Silva se apresenta com os músicos Filpo Ribeiro, Lucas Brogiolo e Marcos Coin na Casa Teatro de Utopias, à rua Duílio, 46, na Lapa

… … …

QUINTA – 29 de agosto – 21h … Sarau das Imbuias #20. Com a poeta Erica Girassol lançando zines e pocket-show da cantora Lua Nova. Na rua José Solana, 341

… … …

QUINTA – 29 de agosto – 21h … Lumanzin + Frederico Heliodoro, com participação de Marina Marchi. Na Casa do Mancha, à rua Felipe de Alcaçova

… … …

QUINTA – 29 de agosto – 22h … Um som só seu e meu. Com Célia Demézio, Cláudia Ferrari e Adinan Moraes. No Picles, à rua Cardeal Arcoverde, 1838

… … …

SEXTA – 30 de agosto – 18h às 2h … LuPaPaLoZza Fest (clique no cartaz para ler as atrações). Na Ciam Pub Arte e Cultura, à rua Xiririca, 237, na Vila Carrão

… … …

SEXTA – 30 de agosto – 18h … Bandas Cabeça Pilhada + Blanchez tocam no Santa Sede, à avenida Luís Dumont Villares, 2104

… … …

SEXTA – 30 de agosto – 19h … Marina Melo – Lançamento do álbum ‘Estamos Aqui’. Show da cantora paulista tem participação de Lio (Tuyo) e Marcelle Disconexa. Entrada franca. No CCSP

… … …

SEXTA – 30 de agosto – 19h … Carriero, quinem bicho! … Exposição de trabalhos de Fabiano Carriero, artista plástico, gravurista, muralista e caricaturista. Na Goma Arte e Cultura, à avenida Santa Isabel, 518, em Campinas

… … …

SEXTA – 30 de agosto – 19h30 … Meu Caro Amigo Chico Buarque … Coletivo de artistas apresenta a terceira edição do show em que homenageia a obra do nosso grande Chico. No Teatro Rival Petrobras, na rua Álvaro Alvim, 33, subsolo, na Cinelândia, Rio de Janeiro

… … …

SEXTA – 30 de agosto – 20h … Tempos Difíceis – Show no Cineteatro Wilma Bentivegna. Na rua Paraná, 70, em Suzano. Espetáculo tem músicas de Walmir Pinto e Zé de Riba (que se apresenta com Carla Shinabe e banda) e arranjos de Ricardo de Deus

… … …

SEXTA A DOMINGO – 30 e 31 de agosto (20h) e 1 de setembro (18h) … ‘Elas cantam no rádio’ … Cantora dos anos 40 e 50 são homenageadas por jovens intérpretes acompanhadas por orquestra formada especialmente para os espetáculos: Dolores Duran por Patrícia Bastos e Livia Nestrovski (sexta-feira), Elizeth Cardoso por Virgínia Rosa (sábado) e
Dalva de Oliveira por Roberta Campos (domingo. No Sesc 24 de Maio

… … …

SEXTA – 30 de agosto – 20h … Sarau das Águas … Com palco aberto e convidados: a cantora, compositora e multi-instrumentista Renata Lobo e ‘A Flor do Asfalto’, intervenção teatral realizada por 3 atores do Grajaú. Na rua Cambuci do Vale, 109, Cidade Dutra

… … …

SEXTA – 30 de agosto – 20h … Happy Hour com Banda Rock & Tal no Carauaribar, à praça Carauari, 8, na Vila Maria

… … …

SEXTA – 30 de agosto – 20h … Música de Bolso com Ligia Regina & Eder Lima … Dupla apresenta as canções de seu cd Pisagens, além de algumas inéditas. No Memorial Penha de França, à rua Betari, 560

… … …

SEXTA – 30 de agosto – 20h30 … Cantor e compositor Mutzka toca clássicos do rock nacional e internacional na “Sexta Acústica” do Point Do Charuto, à praça Comandante Eduardo de Oliveira, 254

… … …

SEXTA – 30 de agosto – 20h30 … Festa da Resistência. Marcio Policastro apresenta suas canções. Com vários artistas convidados. No Ecla e Toca Do Saci, à rua Abolição, 244

… … …

SEXTA – 30 de agosto – 21h às 5h … Jardim das Delícias … Nos toca-discos, música brasileira de todos os tempos, rock, soul e grooves em geral. Com os djs Fred Lima, Lulamolusko (Bebo Sim), Yuri Tarone (O Sobrado) e Thi Ribeiro. Na Casa Híbrida, à avenida Doutor Arnaldo, 1620

… … …

SEXTA – 30 de agosto – 21h … Shows de Betina e da banda Valentin. Na Casa do Mancha, à rua Felipe de Alcaçova

… … …

SEXTA – 30 de agosto – 21h … Marcos Munrimbau … No show ‘Aquarela de Batons’, o talentoso artista homenageia as mulheres em 14 canções que retratam seu papel na sociedade moderna, sua força, coragem e sensualidade. Lançamento do single e videoclipe da música “Quando Você se Aproxima”. Com Amanda Ferraresi (violoncelo), Anete Ruiz (teclado e piano) e Paula Padovani (percussão e bateria). No Teatro UMC, à av. Imperatriz Leopoldina, 550

… … …

SEXTA – 30 de agosto – 21h … Grupo Fenix toca clássicos do rock no Manjericanto, à av. Voluntários da Pátria, 3558

… … …

SEXTA – 30 de agosto – 21h … Hell Pigs toca rock dos anos 90 e 2000. No Eclipse: Espaço Cultural, Bar e Café, à rua Astorga, 621

… … …

SEXTA – 30 de agosto – 22h … Absurdette! … Festa com música new wave, pós-punk internacional e rock nacional dos anos 80. No Alberta #3, à av. São Luís, 272

… … …

No SÁBADO, dia 31, às 18h, Festa de Aniversário do Coletivo Perifatividade … Comemoração dos nove anos de resistência tem sarau especial com apresentação de grupos musicais (como D’Grand’Stilo, Du Bod e Pânico Brutal) e outras atividades. Na rua José Pereira Cruz, altura do nº 400, no Parque Bristol

… … …

SÁBADO – 31 de agosto … Após o lançamento da Escultura Olho D`Água, no Parque Portugal, em Campinas, o multiartista Ca Cau apresenta novo livro de poesia e ilustrações a nanquim com o mesmo nome, no Atelier Travessia, à rua Minas Gerais, 201

… … …

DOMINGO – 1 de setembro – 12h30 às 18h30 … Bourbon Street Fest 16ª edição – Shows gratuitos no Parque do Ibirapuera (clique no cartaz)

… … …

DOMINGO – 1 de setembro – 19h … Baile do Padilha: Samba, Forró e Ritmos Dançantes. No Bona, à rua Álvaro Anes, 43. Participação de Léo Mendes e Samba Sam

… … …

DOMINGO – 1 de setembro – 20h às 4h … DesConserto – no Presidenta … Festival que rolou por 4 domingos no Centro Cultural Ouvidor 63 faz festa de encerramento no Presidenta. Com shows das bandas Thee Dirty Rats, General Sade & Os Anti Rockstars, Lo-Lovers e os djs Saulo & Persie. Na rua Augusta, 335

… … …

SEGUNDA – 2 de setembro – 20h … Trupe Chá de Boldo: Subterrânea … Banda se apresenta no teatro do Centro da Terra (rua Piracuama, 19). Também nos dias 9, 16 e 23 de setembro. A cada noite, um show diferente. Na estreia, participação de Eduardo Mancha, do projeto Dubdubom

… … …

SEGUNDA – 2 de setembro – 20h … VIII Dinossarau convida o poeta Renato Negrão … Participam também Natasha Felix, Caetano Romão, Viviane Nogueira e Tomaz Amorim. Com palco aberto, apresentação de Daniel Minchoni e projeções de Guilherme Pinkalsky. Na Gruta Bar e Bilhares, à rua Major Quedinho, 112

… … …

SEGUNDAS E TERÇAS >>> Dois espetáculos com o ator Clovys Torres estão em cartaz: ‘Me dá tua mão‘, onde o ator canta, dança, toca acordeon e comove ao abordar temas como amor, solidão e cumplicidade (às segundas-feiras, às 20h30, no Shopping West Plaza, na Barra Funda) e ‘DesolaDor‘, um monólogo sobre a vida do escritor Antonin Artaud (às terças-feiras, às 20h30, na rua Rui Barbosa, 201)

… … …

TERÇA – 3 de setembro – 14h … Vozes Periféricas … A escrita enquanto prática para o empoderamento: as autoras conversarão sobre suas inspirações e processos literários. Na Biblioteca Padre José de Anchieta, à rua Antônio Maia, 651

… … …

TERÇA – 3 de setembro – 19h30 … Adolar Marin convida Marcos Klis. Músicos apresentam repertório autoral na Pinacoteca de São Bernardo do Campo, à rua Kara, 105

… … …

TERÇA – 3 de setembro – 20h … Sarau As Mina Tudo … Rhaissa Bittar e Andressa Brandão organizam a 17a edição do sarau que abre espaço para as mulheres artistas. No JazzB, à rua General Jardim, 43

… … …

TERÇA – 3 de setembro – 20h … Çarau doburro. Toda primeira terça-feira do mês. Espaço para experimentação. Com Daniel Minchoni, na A7MA, à rua Harmonia, 95

… … …

TERÇA – 3 de setembro – 21h … Grupo Cabedal … Lançamento do videoclipe da música ‘Feira Livre’, de Brau Mendonça, produzido e dirigido por Alexandre Tarica. No show, músicas instrumentais e canções arranjadas pelo grupo. Participação de convidados especiais. No Bar Brahma, à avenida São João, 677

… … …

TERÇA – 3 de setembro – 21h30 … Branca Lescher … Cantora faz show de voz, violão e percussão. Com Sérgio Bello e Fabio Bergamini. No All of Jazz, à rua João Cachoeira, 1366

… … …

QUARTA – 4 de setembro – 19h … Trovadores do Miocárdio … Música, poesia e imagens projetadas sobre as performances de Fausto Fawcett, Junio Barreto, Adelita Ahmad, Luna Martinelli, Mário Bortolotto, Caio Juliano e Ian Uviedo. Na Balsa, à rua Capitão Salomão, 26

… … …

QUARTA – 4 de setembro – 19h … Mulheres que Leem Mulheres … Projeto aborda o preconceito de gênero na história da literatura. No Sesc São Caetano, à rua Rua Piauí, 554. Programação diária até 18 de setembro (acompanhe aqui)

… … …

QUARTAS E QUINTAS >>> ‘Zibaldone’, com Clovys Torres e Adriana Londoño, às quartas e quintas, às 20h, na Oficina Cultural Oswald de Andrade, à rua Três Rios, 363

… … …

QUARTAS – 4, 11, 18 e 25 de setembro – 20h30 … Vivaz! – Daniel Medina e Convidados – Temporada Teatro de Arena (à rua Teodoro Baima, 94). Compositor e ator cearense apresenta canções de seu disco “Evoé!”, além de inéditas

… … …

ATÉ 31 DE AGOSTO  … Exposição dos desenhos de Paula Puiupo. Na 9 arte galeria, à rua Augusta, 1371

… … …

ATÉ 5 DE SETEMBRO … A Utopia na Era da Incerteza – Imersão Artística Múltipla: Instalação cenográfica com atividades sensoriais e espetáculo teatral. Projeto da Cia Lúdica ocupa o Tendal da Lapa, na rua Guaicurus, 1100

… … …

AGENDÃO >>> Fique ligado, pois o agendão é diariamente atualizado. E toda quinta-feira tem post novo. Até lá!

… … …