Neste sábado, dia 5 de agosto, a partir das 19h30, acontece mais um Sarau da Maria. Vai ter palco aberto, claro, e alguns convidados muito especiais. Na parte musical, as cantoras Anna Bueno e Susie Mathias. Na poesia tem Maria Giulia Pinheiro e Rafael Carnevalli. E o escritor Oswhaldo Rosa lança dois livros num só: “O Domador de Cometas” (poesia) e “A Bomba que Falta” (contos). Será no Clube Vila Maria, à rua Profa. Maria José Barone Fernandes, 483. Entrada R$8. Eu estarei lá, fazendo a festa ao lado dos meus amigos do Coletivo Sarau da Maria: Deise, Selma, Veronica, Marici, Lalá, Helen e Oswaldo. E o Fanca no som (sem falar na turma que sempre aparece e dá a maior força). Na semana que vem eu conto como foi. Como diz aquele famoso e querido poeta da ZL, ‘quem vier, será bentivindo’. Apareça!

 

 

… … …

O NIVER DO
SARAU DA PAULISTA

… … …

Domingo passado eu estava de plantão no trabalho e não pude ir ao Sarau da Paulista. Os poetas Rubens Jardim, Cesar Augusto de Carvalho e Claudio Laureatti (entre outros organizadores de longa trajetória na literatura paulistana) comemoraram um ano de atividades do Sarapau, sempre reunindo artistas na esquina da Paulista com a rua Peixoto Gomide. Deixo aqui um abração e os meus parabéns à turma, além de algumas fotos do encontro (roubadas das páginas deles): o encontro contou com a presença de Claire, Silvia Maria, Sandra Regina, Eugen Weiss, Marcia Maranhão de Conti, Carlos Ildefonso, Osvaldo Rodrigues e muitos outros amigos.

 

… … …

TUDO A TEMER

… … …

Sabe o PMDB? Aquele velho, conhecido e fisiológico partido, campeão no número de filiados indiciados na operação Lava Jato? Pois é. O presidente desse partido, através de um golpe oportunista muito bem orquestrado, se tornou o presidente tapa-buraco do Brasil, e, desde então, se colocou à disposição para realizar as ‘reformas modernizantes’ que o empresariado espera. Mas, por outro lado, essa velha raposa da política se disse ‘ingênuo’ ao receber em sua casa, à noite, pela porta dos fundos, um bem sucedido empresário, hoje xingado (pelo próprio Temer e por Aécio) de verme, corrupto abominável e bandido notório. Leia as frases (gravadas) que Temer proferiu ‘ingenuamente’ a esse empresário ‘do mal’:
1) ‘TEM QUE MANTER ISSO, VIU?‘ (sobre o dinheiro pago pelo silêncio de Cunha)
2) ‘SEMPRE PELA GARAGEM‘ (sobre as visitas à sua casa, na calada da noite)
3) ‘É DE MINHA ESTRITA CONFIANÇA‘ (sobre seu assessor Rocha Loures, filmado, após a conversa, com R$500 mil na mala).
Essas frases gravadas não foram suficientes para convencer nossos nobres deputados, os mesmos que se indignaram contra Dilma, sem que houvesse nenhuma prova direta que a incriminasse em qualquer dos processos. Temer foi inocentado das acusações de corrupção passiva e continuará na presidência do Brasil (escrevi esse texto na manhã de quarta, antes da sessão, pois já sabia o resultado, que era óbvio). Até esse momento em que o reviso (3h38 da quinta-feira), não ouvi panelas batendo em Perdizes, Pinheiros ou Higienópolis. O que não me surpreende. Afinal, as panelas jamais bateram contra a corrupção. Bateram só contra o PT e contra Lula. Eram os burgueses e seus lacaios batendo panelas contra o ideário de esquerda, contra qualquer mínimo projeto de inclusão social ou de distribuição de renda. Agora, os direitistas pedem a ‘pacificação’ do País que eles mesmos convulsionaram. E conseguirão, pois, com Lula (que pode não ser santo, mas está sendo acintosamente perseguido) cada vez mais condenado e espezinhado por Moro (que fecha os olhos aos corruptos Temer e Aécio), quem tem forças pra sair às ruas e gritar contra o golpe? Sinto dizer aos meus companheiros do movimento dos saraus, mas o (des) serviço já foi feito. A nós, da esquerda, resta fazer autocrítica e mea culpa (que o PT, por exemplo, ainda não fez) e recomeçar a luta. Luta que, não se (des) iludam, sempre continua. Seria só um bordão, não fosse nosso compromisso com um mundo mais justo: a luta continua, sim, todos os dias. E lá vamos nós, de novo e sempre, preparar o terreno e semear novamente. Vem plantar tudo de novo.

 

… … …

RÁDIO BRASIL ATUAL

… … …

Como hoje escolhi falar sobre a rádio Brasil Atual FM – 98.9, fui colocando algumas canções de artistas alternativos que aparecem por lá. Picotei o caminho do texto, mas a viagem é bem boa. Se puder, ouça tudo:

É normal para um jornalista adentrar a madrugada trabalhando. Tem que dar o resultado do jogo do Botafogo pela pré-Libertadores, na Colômbia, ou de alguma interminável votação no Senado, ou das primárias dos republicanos nos EUA. Ou, de repente, chega a notícia de um atentado na Europa, de um tsunami no Japão ou da morte de alguma personalidade. É um ‘barata avoa’ incessante. E corre atrás pra apurar, desenhar, publicar. Isso quando não cai um avião. Toc toc toc… E quando as mazelas e hecatombes se distraem e permitem que o mundo adormeça em paz, aparece sempre um ‘adiantamento’ para o jornal de domingo. É trabalho de coruja, mesmo.

E eu, além disso, ainda tenho um blog honesto pra cuidar, um espaço livre, sem jabá, este meu compromisso semanal com os artistas alternativos. Pra dar conta disso (o que nem sempre consigo – perdão, amigos!), preciso administrar bem o meu tempo. Poemas e romances eu leio durante o dia, no bus e no metrô. Mas é nas madrugadas que eu escrevo, ouço músicas e vejo vídeos de muita gente talentosa que ninguém conhece. Grandes artistas que permanecem anônimos porque o sistema de divulgação das emissoras de rádio e tv está podre, de tão viciado e corrompido. Quem não pagar, não toca. E quem paga não gosta de arriscar seu rico dinheirinho, por isso não inova, nem diversifica. O resultado é a mesmice generalizada, com raras exceções: rádio Usp, Eldorado e uns poucos programas independentes na net.

Após o trabalho, numa madrugada dessas, meu amigo Vasconcelos, motorista do Estadão, me levava pra casa. Foi ele, sempre falante e antenado, quem me indicou uma nova rádio muito boa que estava ouvindo: a Brasil Atual, no 98.9.  No dia seguinte, me lembrei da conversa e sintonizei. Em casa pega com chiado, mas tocou, numa sequência matadora, Itamar, Laya, Los Hermanos, Yzalu e Mautner, com comentários interessantes sobre os compositores e cantores. Fiquei ouvindo com chiado mesmo. Ela tem um bordão que me conquistou de imediato: ‘a rádio que dá a notícia que as outras não dão. E toca a música que as outras não tocam’. De fato, no intervalo das músicas, deram voz a uma empregada doméstica de 57 anos, participante de um protesto, que se queixava da Reforma da Previdência ora em curso, que a faria trabalhar doze anos mais, inviabilizando seus planos de aposentadoria, que se aproximava. ‘Eles nos roubam e ainda dizem que a culpa do rombo é nossa’, afirmou. Não vi no Jornal Nacional, por exemplo, nenhuma reportagem semelhante. Ao contrário, lá só se fala a favor da terceirização, da perda dos direitos trabalhistas e do fim da possibilidade de aposentadoria. E esse retorno às relações trabalhistas do começo do século passado tem sido chamado por eles de “modernização”. Como diria o debochado e insuspeito Paulo Francis: “weeeeelll…”

A rádio Brasil Atual mostra o Brasil atual que as grandes emissoras não estão mostrando. Ouvi-la (assim como assistir à programação da TVT, a TV dos Trabalhadores, canal 44, do mesmo grupo) nos dá a sensação de estar num outro país, onde as informações não são manipuladas por interesses empresariais. Sim, seus mantenedores são sindicatos ligados à Cut. Mas é sempre saudável ouvir um “outro lado”, princípio básico do bom jornalismo, que nem sempre é respeitado pela grande mídia (olha o marco regulatório da imprensa, aí, gente!).

Voltando à programação: ao meio-dia, o apresentador Colibri faz entrevistas ao vivo. Teve um super bate-papo com o grande Edvaldo Santana. E conheci a banda Macumbia, que cantou sua mistura de latinidade índigena com negritude brasileira. São ótimos, e nunca foram ao Faustão, claro. E as cantoras Marina Melo e Juliana Kehl, com trabalhos intimistas, alternativos e muito poéticos. A entrevista com o André Abujamra foi sensacional, recheada de ótimas histórias e canções. Então, chega de blablablá e escuta aqui: escuta lá! O Brasil atual ganhou mais um endereço digno pra se fazer ouvir e se expressar: 98.9, já!

Ao longo do texto, postei algumas dessas canções que tenho ouvido na Brasil Atual. Artistas como Tassia Reis, Alafia, Almerio, Daniel Medina e tantos outros que prezam pela pesquisa e pelo fazer artístico inovador. São sons que nos dizem respeito, mas que a maioria das rádios não toca. Porque não são emissoras representativas dos mil sabores do nosso caldeirão cultural. Não diversificam. Boicotam. Não cumprem seu papel de concessões públicas que nos devem uma ‘contrapartida cultural’. Noutras palavras, roubam o espaço que seria de um amplo leque de artistas e o ‘oferecem’ sempre aos mesmos nomes e estilos viciados. E o grande público (acostumado à repetição) consome, claro. É fresquinho porque vende mais ou vende mais porque é mais fresquinho? O nome disso é propina, jabaculê, business.
Cito Adorno e Max Horkheimer, filósofos dedicados ao estudo dos efeitos e causas da massificação:
a Indústria Cultural é responsável por uma brutal pasteurização da obra de arte, e o artista, transformado em mero funcionário dos grandes meios de comunicação, repete fórmulas prontas ditadas pelas grandes indústrias‘.
Ou uma frase do grande escritor e prêmio Nobel Amós Oz:
O problema é que a política misturou-se às concepções da indústria do entretenimento. Há uma infantilização da raça humana. Adultos sofrem lavagem cerebral da indústria cultural para virar criancinhas, porque as criancinhas são melhores consumidores”.
Por isso esse blog alternativo batalha pela diversidade. Sarau luau e o escambau esclarece e adverte: cuidado, gente: indústria cultural emburrece!

E ao contrário de certas ‘rádios mpb’ que só tocam sucessos dos medalhões dos anos 80, a rádio Brasil Atual abre espaço aos jovens e toca também os discos novos dos artistas famosos. Chico Buarque, por exemplo, prepara o lançamento de seu novo cd ‘Caravanas’ e disponibilizou na net a primeira canção, ‘Tua Cantiga’ (parceria com Cristóvão Bastos). Claro que, mesmo sendo do Chico, não vai tocar em lugar nenhum. Mas lá na Brasil Atual (como aqui) já tá tocando, sim. Sem jabá, claro. Toca porque é legal. Ouve aí:

 

 

… … …

SOBRE A FLIP

… … …

Sobre o que li da Flip, é preciso elogiar o perfil plural e inclusivo da curadoria da jornalista Joselia Aguiar. Todas as matérias que li apontam para uma representatividade maior, dentro e fora das mesas: havia mais mulheres e negros, tanto assistindo quanto palestrando, além de espaço reservado a autores e editoras independentes.
“Essas composições com mais diversidade deveriam acontecer sempre. Os jornalistas e coletivos negros devem se apropriar dessas festas literárias como cidadãos brasileiros”, disse Joselia, encerrando o evento (em sua PÁGINA, há links para vários vídeos das mesas da Flip). Nesta edição, cerca de 30% dos autores eram negros e metade eram mulheres.

Fato marcante dessa Flip foi a intervenção da professora aposentada Diva Guimarães, de 77 anos, que pediu o microfone e fez o relato do racismo sofrido por ela e sua família desde sempre (vídeo acima), comovendo a todos e arrancando lágrimas e um manifesto indignado de Lázaro Ramos, que lia textos de Lima Barreto. Lázaro, ator consciente e reconhecidamente um dos melhores da nova geração, tem um ótimo programa no canal Brasil chamado Espelho. Há tempos quero postar essa entrevista que ele fez com o cantor Criolo. Nela, o rapper aborda de forma crua, simples e direta o preconceito que sofre e o descaso a que é relegado o povo negro brasileiro. É a verdade sobre a miscigenação construída através de estupros em meio à escravidão. Nos arrepia e envergonha. Veja um trecho (e assista ao programa todo AQUI):

Ainda na Flip, veja (no agendão, mais abaixo) a emocionante performance de Adelaide Ivánova, relatando histórias de feminicídio, tanto recentes quanto do período da ditadura militar brasileira.

 

 

… … …

AS DESPEJADAS

… … …

A banda As Despejadas  surgiu a partir de uma atividade escolar e se tornou uma ferramenta de protesto através da música. Formada por Lídia Martiniano (voz e cordas), Nataly Ferreira (voz e cordas), Vitória Silva (voz) e Ariadne Pereira (percussão), a banda marca presença em saraus, festas e encontros culturais e educacionais de Guarulhos e São Paulo. ‘Cantamos as dores do povo que é oprimido, que é despejado da sociedade, sem voz nem vez, e que é visto como ‘resto’: uma realidade que nós, mulheres, negras, da periferia, entendemos bem’, ressalta Vitória.

As Despejadas estão em campanha para conseguir financiamento do seu projeto musical. São jovens comprometidas com a minha e a tua vida. Colabore, participe, capte toda essa poesia:

https://www.catarse.me/asdespejadas

As meninas são talentosas e danadas (leia o que já falei delas AQUI). Termino com o texto onde elas mesmas explicam tudo:
“‘SouFrida Luta’ é o projeto fonográfico que nós idealizamos para levar a mensagem de luta e resistência para mais lugares além das periferias de Guarulhos (SP). O álbum, quase todo autoral, busca escancarar a realidade opressora que mulheres e jovens do povo negro e latino-americano passam todos os dias. Acreditar e ter esperanças em ver algo bom nas coisas é revolucionário. Ter fé no povo e ter fé na vida é revolucionário.”

 

 

… … …

AGENDÃO

… … …

Eis aqui a agenda dos saraus para o seu findi, com fotos e vídeos (clique nas palavras em negrito para acessar os links e nos cartazes para ampliar a imagem e ler detalhes). Acompanhe também as muitas opções contidas na página da Agenda da Periferia. Informe-se, inconforme-se, atue e divirta-se!

… … …

Até 3 de setembro … Exposição #éssepê [fotografias de Tiago Queiroz] … Com curadoria de Marcello Vitorino, o fotógrafo Tiago Queiroz, do Estadão, apresenta conjunto de onze imagens em preto e branco produzidas durante suas andanças pela cidade de SP, utilizando um aparelho celular. Na Casavitorino, à rua dom Antonio de Melo, 114. A entrada é franca, mas as visitas precisam ser agendadas pelo e-mail casavitorinofoto@gmail.com

… … …

Quinta-feira – 3 de agosto – 20h … Fernandes acústico, homenagem a Zeca Baleiro e Zé Ramalho … Cantor e guitarrista Fernandes se apresenta no Grão Espresso, interpretando o repertório de artistas consagrados e também as canções dos seus três cds: Modernas, Sobre Outras Coisas e Paralelo. Na rua Voluntários da Pátria, 3558, em Santana.

… … …

Quinta-feira – 3 de agosto – 20h … Bruna Prado na Sensorial Discos … Bruna é cantora, compositora, pesquisadora e educadora vocal. Lançou seu primeiro trabalho, A Maçã, em 2014. “Doutor” faz parte do cd ‘O Desafino Pede Passagem’, a ser lançado em breve. Bruna integra o grupo feminino de samba Boca de Cumbuca, e faz vocais no Èkó Afrobeat. Participação da cantora Karla da Silva. Na Sensorial Discos, à rua Augusta, 2389
… … …

Quinta-feira – 3 de agosto – 21h30 … 100 anos de Ella – Tributo Ella Fitzgerald … O Grupo Jazz em Si celebra o centenário de uma das maiores cantoras de todos os tempos (pra mim, é a maior). Entrada R$10. No Boutique Vintage Brechó e Bar, à rua Padre Adelino, 949, quase em frente ao sesc Belenzinho.

… … …

Quinta-feira – 3 de agosto – 21h30 … Patricia Bastos – Noites de Marabaixo no Sesc Pompéia … A cantora amapaense Patricia Bastos apresenta as canções do cd Batom Bacaba, com ritmos como marabaixo, cacicó, batuque do Curiaú, carimbó, misturando o som acústico dos tambores aos sintetizadores. Acompanhada por Dante Ozzetti (violão), Marcelo Effori (bateria), Du Moreira (baixo, MPC), Maria Beraldo (clarinete) e Nena Silva (percussão). Participação de Ná Ozzetti. Na rua Clélia, 93.

 

… … …

Sexta-feira – 4 de agosto – 17h … Nós por Nós — ato contra o feminicídio e em memória de Mayara … Mayara Amaral, musicista de Campo Grande, teve sua vida brutalmente ceifada por três homens, incluindo o homem por quem ela estava apaixonada. O último Atlas da Violência do Brasil, de 2015, apontou que 13 mulheres são assassinadas por dia no País. Ato convoca para organização e busca de soluções que transformem a dor em ação efetiva. No MASP, à av. Paulista, 1578.

Sobre o tema, veja a emocionante performance de Adelaide Ivánova, na Flip, relatando histórias de feminicídio, tanto recentes quanto do período da ditadura militar brasileira.

… … …

Sexta-feira – 4 de agosto – 18h30 … Luiz Claudio na Casa Fórum … O talentoso cantor e compositor Luiz Cláudio de Santos interpreta clássicos da mpb e canções autorais. Couvert artístico R$10. Na rua Primeiro de Maio, 57, em Santos.

… … …

Sexta-feira – 4 de agosto – 18h30 … Êxtase (e outras peças) de Walcyr Carrasco – Leitura dramática … Companhia Satélite faz leitura dramática da peça do dramaturgo. Com Dionisio Neto, Gustavo Haddad, Tuna Dwek e Jade Diniz (clique no cartaz para ler melhor toda a programação). As leituras, em tom minimalista, sem trilha sonora, privilegiam o texto e a composição das personagens. Na Livraria Martins Fontes, à av. Paulista, 509.

… … …

Sexta-feira – 4 de agosto – 19h … LP acústico … Banda LP toca clássicos do rock: Metálica, Pearl Jam, Audioslave, Kings Of Leon, Led Zeppelin e Deep Purple, além dos nacionais Legião, Capital, Engenheiros, Raul e outros. Na abertura, a banda Strange Horizon. Entrada franca. No Carauari Bar e Mercearia, à praça Carauari, 8, na Vila Maria.

… … …

Sexta-feira – 4 de agosto – 19h … Pornografia: perspectivas anarquistas … Debate discute a pornografia e suas relações com o feminismo, a exploração da força de trabalho, a subversão e a liberdade sexual. Evento aberto a homens e mulheres, com breve levantamento de como já se tratou esse tema na literatura anarquista (acima, um dos vídeos postados nas discussões sobre o evento). Na Casa da Lagartixa Preta, à rua Alcides de Queirós, 161, em Santo André.

… … …

Sexta-feira – 4 de agosto – 19h … Sobre as Baleias – 2ª Temporada … Peça conta a história de Dona Maria, mulher negra e periférica, que sai em busca de seu filho desaparecido. O tema motor da peça é a luta das Mães de Maio, mulheres periféricas e em sua maioria negras e não brancas, que perdem seus filhos diariamente por conta da ação violenta da polícia militar nas favelas e periferias. Na Oficina Cultural Oswald de Andrade, à rua Três Rios, 363, no Bom Retiro. Até 19 de agosto (sextas às 20h e sábados às 18h). Entrada franca.

… … …

Sexta-feira – 4 de agosto – 19h … Ravi Landim e a conexão entre a música popular e a erudita … O músico, filho de nordestinos e criado em ambiente repleto de cantadores e sanfoneiros, traz canções tanto inspiradas no violão solista quanto no universo rítmico brasileiro. No show, Ravi (violão e voz) é acompanhado por Edvan Mota (percussão) e Paula Duarte (flauta e voz). Couvert R$10. No local, veja a exposição “E$TOPIM”, de Renan Oliveira. à rua Oscar Freire, 2529, em frente ao Metrô Sumaré.

… … …

Sexta-feira – 4 de agosto – 21h … Bar Brahma apresenta Sander Mecca … Talentoso artista, que tem se apresentado nos vagões do metrô (veja reportagem no vídeo), faz show na esquina mais famosa da cidade, mesclando canções autorais e grandes clássicos da boemia. Com Douglas Froemming (produção musical, violão e guitarra) e Tércio Guimarães (piano e metais). Na avenida São João, 677. Ingressos a R$20.

… … …

Sexta-feira – 4 de agosto – 21h … Lucina – Lançamento cd … Cantora e compositora (da incrível dupla Luli e Lucina, ouça AQUI), gravada por Ney Matogrosso e Zélia Duncan, lança o disco Canto de Árvore, com músicas inéditas. No Auditório Ibirapuera – Oscar Niemeyer, à av. Pedro Alvares Cabral, s/n – Portão 2.

… … …

Sexta-feira – 4 de agosto – 21h … Carol Andrade no show Sorria … O projeto ‘Música de Sexta’ recebe a cantora e compositora Carol Andrade com seu show “Sorria”, com Alex Maia (violão), Johnny Frateschi (contrabaixo acústico e elétrico), Rafa Clarim (sax e flauta) e Vlad Rocha (bateria). No Espaço Cia da Revista, à al. Nothmann, 1135 (perto da estação Marechal Deodoro do metrô). Ingressos a R$50 e R$25.

… … …

Sexta-feira – 4 de agosto – 22h … Sarau Alcova da Deusa … Sarau com palco aberto, convidados e brechó de roupas e acessórios. Com mc Deusa Poetisa, dj Yanca Delrey e pocket-shows de Yunei Rosa, Gabi Nyarai, Gabrielle Dandara e ViiC Oliveira. Performances de Coletivo Alcova e Gabrielle Dandara, exposição de fotos de Yara Alves e poesias eróticas de Patricia Meira. Na Aparelha Luzia, à rua Apa, 78.

… … …

Sábado – 5 de agosto – das 9h às 18h … 3ª Marcha do Orgulho Crespo SP … Criado em 2015, o movimento tem se consolidado como referência no debate racial pelo viés estético, a fim de transcender o campo da beleza e evidenciar o cabelo crespo/cacheado como símbolo de resistência aos padrões historicamente difundidos e de afirmação de identidade e autoestima, especialmente de mulheres negras. Concentração a partir das 9h na praça do Ciclista (Av. Paulista, 2439). Clique AQUI para ver a extensa e variada programação.

… … …

Sábado – 5 de agosto – 10h … Horti-Cultural Orgânicos + Arte … Evento de integração entre os diferentes saraus da cidade( com música, hortifrutis orgânicos, artesanato, expressões artísticas e gentes de todas as tribos), quer ser a salada na mesa do faminto por comida natural, arte, cultura e pessoas. Na Rua João Martins Eredia, 205, em Veleiros.

… … …

Sábado – 5 de agosto – 10h … Encontro ZN – Rede de Resistência e Proteção contra o genocídio … Após o I Seminário Internacional Juventudes e Vulnerabilidades (com mais de 900 coletivos, movimentos sociais, profissionais da área e pesquisadores) acontecem os encontros e plenárias regionais para compartilhar seus resultados. O Centro de Defesa dos Direitos Humanos Carlos Alberto Pazzini e a Comunidade Cultural Quilombaque organizam o encontro da Regional Norte Noroeste e convidam coletivos, professores, agentes de saúde, lideranças e movimentos sociais para tecer esta rede. Na Travessa Cambaratiba, em Perus.

… … …

Sábado e domingo – 5 e 6 de agosto – das 10h às 18h … 2ª Edição Festival OcupaCerejeiras … A Festa das Cerejeiras acontece há 39 anos e desde 2015 o Movimento Ocuparte realiza seu costumeiro Sarau do Parque, na mesma data da tradicional Festa Japonesa. Vários amigos, poetas, músicos e artistas independentes da Zona Leste de São Paulo vão participar. Palco aberto para música, poesia, teatro, arte e cultura. No gramado do Lago do Parque do Carmo.

… … …

Sábado – 5 de agosto – das 12h às 21h … Feira Cultural … 1° Edição da Feira Cultural na Casa de Cultura do Itaim Paulista. Com música, literatura, artesanato e performances artísticas variadas (clique no cartaz para ler melhor a programação). Entrada franca. Na rua Monte Camberela, 490.

… … …

Sábado – 5 de agosto – das 12h às 22h … Sorora na Arruda … Sorora é um evento protagonizado por mulheres artistas, ativistas, curandeiras e articuladoras da arte e cultura – pensado e produzido em sororidade por elas – convidando homens, mulheres e crianças para 10 horas dedicadas à música, poesia, performances artísticas, grafite, carteado, consumo consciente, culinária afetiva e rodas de conversa sobre sororidade, empoderamento e o papel do masculino diante do feminismo e da força feminina. Na Casa Arruda, à rua Bento de Abreu, s/n, na Vila Romana.

… … …

Sábado – 5 de agosto – 14h … Aula pública em defesa do livro e da biblioteca … Ato em defesa do Plano municipal do Livro, Leitura, Literatura e Biblioteca da cidade de São Paulo ameaçado pelo decreto 57.792 de 21 de julho, que determina que os representantes do Conselho municipal, responsáveis por fiscalizar o cumprimento das metas que constam no Plano passem a ser indicados diretamente pelo secretário de cultura e não mais escolhidos por eleição direta, afastando a participação popular da gestão das políticas públicas da cidade. Como garantir a transparência do processo de fiscalização se os responsáveis serão indicados por quem deve ser fiscalizado? No Centro Cultural São Paulo, à rua Vergueiro, 1000.

… … …

Sábado – 5 de agosto – 14h … Poesia na Faixa – Especial Asas Abertas – Luz … Os Poetas do Tietê e o Sarau Asas Abertas são grupos de poetas que realizam eventos itinerantes com intervenções em diversos pontos da cidade de São Paulo. Desta vez será na faixa de pedestres entre a Estação da Luz e o Parque da Luz, próximo à Pinacoteca. É só chegar e participar.

… … …

Sábado – 5 de agosto – das 14h às 22h … A Porta Maldita apresenta: Mustache e os Apaches, Teko Porã e Mamparra … Desde 2014 o coletivo contribui para a divulgação de artistas independentes, abrindo espaço para trabalhos autorais. Os shows começam às 18h, mas antes vão rolar jam sessions abertas. Entrada franca. Na praça general Oliveira Álvares, em Pinheiros.

… … …

Sábado – 5 de agosto – 14h30 … Tardes Musicais apresenta: Picanha de Chernobill … O programa Tardes Musicais, do Museu de Arte Sacra, apresenta a banda gaúcha formada por Matheus Mendes (vocal e contrabaixo), Chico Rigo (guitarra e backing vocal) e Leonardo Ratão (bateria). Na avenida Tiradentes, 676, na Luz.

… … …

Sábado – 5 de agosto – 16h … História da Resistência Indígena … Benedito Prezia lança livro “História da resistência indígena: 500 anos de luta”, com a presença de Amaro Cosmo de Mesquita (etnia Potiguara e membro da coordenação da Comissão de Articulação dos Povos Indígenas de São Paulo – CAPISP), Eduardo Brasileiro (Frente Povo Sem Medo e Coordenador da Igreja Povo de Deus em Movimento – IPDM) e o autor (pesquisador da história indígena, assessor do Cimi e coordenador do Programa Pindorama PUC/SP). Na abertura, dança do Toré com indígenas Kariri-Xokó. Entrada franca. Na rua Abolição, 201, no Bixiga.

… … …

Sábado – 5 de agosto – 16h … Blablablá Especial – CA em Cena “Clóvis & Dedo Mole” … Blablablá recebe o esquete teatral “Clóvis & Dedo Mole”, baseado nos persagens homônimos do livro Oliveiras Blues, de Akira Yamasaki. aPÓS A ENCENAÇÃO, bate-papo com Akira e o diretor dessa produção, o dramaturgo Luka Magalhães. na Casa Amarela – Espaço Cultural, à rua Julião Pereira Machado, 7, em São Miguel Paulista.

… … …

Sábado – 5 de agosto – 17h … Pense Já Sarau/Slam … Pocket-show com Luneta Vinil e Jefferson Santana lançando dois livros e zines. Sarau com palco aberto e batalha de poesia, organizado e apresentado por Cleyton Mendes e o dj David White. Na Associação Cultural Opereta, à rua dr. Emílio Ribas, 168, em Poá.

… … …

Sábado – 5 de agosto – 18h … Trio que Chora – no Teatro Arthur Azevedo … Formado pelas instrumentistas Cássia Maria (percussão e voz), Rosana Bergamasco (violão sete cordas) e Marta Ozzetti (flauta), a diversidade rítmica e a variedade de instrumentos de percussão são o diferencial do trio. No repertório, desde Chiquinha Gonzaga, Pixinguinha e Jacob do Bandolim até Paulinho da Viola, José Miguel Wisnik e Dante Ozzetti, passando por Paulo Vanzolini, Noel Rosa e Nelson Cavaquinho. No Hall do Teatro Arthur Azevedo, à rua Paes de Barros, 955, na Mooca.

… … …

Sábado – 5 de agosto – 19h … Impulso – 6ª edição … Sarau caseiro organizado pela cantora e compositora Barbara Rodrix e pela artista plástica Pamela Munhoz. Nesta edição, show de Pedro Alterio e exposição “Território: Palco”, de Rafael Ianni. Com comidinhas e bebidinhas especiais. Entrada/couvert: pague o quanto quiser e puder. Reserva seu lugar pelo e-mail impulsoapresenta@gmail.com

… … …

Sábado – 5 de agosto – 19h … Show Thiago K … Thiago em apresentação intimista, acompanhado de seu violão, sua guitarra e seus pedais, cantando o repertório do disco “Em Meio À Tantas Possibilidades de Morte, Me Peguei Pensando na Vida”, somado à novas canções do seu próximo disco, “Quando o Grito Enfim Chegar”, além de algumas canções do “Regra de Três”, seu projeto paralelo, em parceria com Conrado Pera e François Muleka. Show com a participação de Demetrius Lulo e Isabela Moraes. Entrada R$20. Na Casa Mora Mundo, à rua Barra Funda, 391.

… … …

Sábado – 5 de agosto – 19h … Nina Oliveira na Casa Clam – Guarulhos … A grande cantora e compositora paulista apresenta canções autorais com forte posicionamento político e reflexão sobre questões existenciais, sociais, raciais e de gênero. Nina também faz releituras de clássicos da mpb. Na avenida Rotary, 98. Ingressos a R$15 (porta) e R$10 (antecipado).

… … …

Sábado – 5 de agosto – 19h … Livros Lindos e Bacanas – Lançamento + Sarau … Lançamento dos livros “São Paulo em Palavras” e “Astros e Estrelas – Memórias de um jovem jornalista em Londres”, de Wagner Merije. E vai ter sarau, com participação dos autores e convidados, além do microfone aberto. E livros, muitos livros. Na Patuscada – Livraria, bar & café, à rua Luís Murat, 40, na Vila Madalena.

… … …

Sábado – 5 de agosto – 20h … Sábado na Battataria do Cambuí … Duo de instrumentistas formado por Guilherme Lamas (7 cordas de aço) e Sai Conde (bandola) apresenta choros, pixinguinhas, jacobs, radamès e autorais. Na rua doutor Sampaio Peixoto, 297, em Campinas.

… … …

Sábado – 5 de agosto – 20h … Douglas Germano no Loki Bicho … Show intimista do cantor, compositor e violonista. Entrada R$20. Na rua Chácara do Carvalho, 109, na Barra Funda.

 

… … …

Sábado – 5 de agosto – 20h … Show – A Barca – ‘Tempo de Reza. Tempo de Festa’ … A Barca realiza pesquisas da cultura popular brasileira, num trabalho abrangente de criação de espetáculos, documentação, arte-educação e produção cultural, refletindo o fazer artístico e suas responsabilidades estéticas e sociais. No show, o grupo traz melodias do catimbó nordestino recolhidas por Mário de Andrade, doutrinas do tambor de mina e toadas do boi maranhense aprendidas nas viagens, pontos de candomblé, toadas do congado mineiro e outras rezas. No Teatro Contadores de Mentira, à av. Major Pinheiro Froes, 530, em Suzano. Colaboração mínima R$5.

… … …

Sábado – 5 de agosto – 20h … O Médico e O Monstro – Temporada 01 – Alucinógeno Dramático … O Alucinógeno Dramático Teatro & Pesquisa estreia a primeira temporada do espetáculo baseado na obra de Roberto Louis Stevenson, com tradução e roteiro de Claudemir Santos. Nos dias 5, 12 e 19, três sábados consecutivos. Na Aldeia Satélite Espaço Cultural , à rua tenente Luís Fernando Lobo, 118, em São Miguel. Entrada franca.

… … …

Sábado – 5 de agosto – 22h … Festa Cubana – no CCB … A Banda Salsombe começa o show às 22h30. Couvert artístico R$10 (até 22h30) e R$15 (após). No Centro Cultural Butantã, à av. Corifeu de Azevedo Marques, 1882.

… … …

Domingo – 6 de agosto – das 13h às 19h30 … Festivarte Ermelino – A cultura ocupa a praça … Reunir a família, ocupar o espaço público e valorizar a cultura local são alguns dos objetivos do Festivarte Ermelino, que terá oficinas, shows, teatro, poesia e muita convivência. Entrada franca. Na praça Benedito Ramos, esquina com av. Milene Elias, 1398. Veja a programação:

Oficinas:
13h – Construção de Barangandão
14h – Brinquedos com materiais reciclados
14h – Produção de Máscaras Africanas

Apresentações:
14h15 – MC Soffia
15h10 – Cordão Samba de Tempo
16h20 – Open Mic da Poetisa Mariana Félix
17h20 – Odisséia das Flores
18h15 – Rincon Sapiência
… … …

Domingo – 6 de agosto – das 15h às 22h … Menino Muquito Apresenta 3ª Festival da Mosca Branca … Festa mensal traz várias bandas apresentando sons autorais. Nesta terceira edição, Os Longes, Os Tulipas Negras, CiriloAmém e O Bicho de Três Cabeças. E ainda tem a feira de vinil da Charada Discos. Entrada franca. Na avenida Vila Ema, 5090.

… … …

Domingo – 6 de agosto – 17h … Blitz – O Império que nunca dorme … Blitz , do alemão blitzkrieg, “guerra-relâmpago”, ou ataque repentino. Peça traz à cena a discussão da militarização da vida e a violência praticada pelo Estado, legitimada pelos meios de comunicação de massa. Com a Trupe Olho da Rua, de Santos. Na rua Santa Luzia, em Taboão da Serra.

… … …

Domingo – 6 de agosto – 17h … Fulô de Cana, com Acabocaria e Cia Pé no Chão … O espetáculo é um passeio pelos ritmos da Zona da Mata pernambucana, como o maracatu de baque solto, caboclinhos, forró de rabeca, coco rural, ciranda e cavalo marinho, num repertório autoral com espaço para improvisos. Letras e músicas compostas por Rafa da Rabeca e Maria Rosa. Participação especial do Mestre Éder Rocha. No sesc Santo Amaro, entrada franca.

… … …

Segunda-feira – 7 de agosto – 17h … Carol Naine no programa Sem censura … A cantora e compositora carioca que concorreu ao Prêmio da Música Brasileira conta sua história, canta canções e responde a perguntas dos telespectadores (Mais abaixo, leia sobre o show dela, na quarta-feira).

… … …

Segunda-feira – 7 de agosto – 18h …  Sarau da Ponte Pra Cá … Toda primeira segunda-feira de cada mês, a poesia está presente e atuante na praça. Na programação, a expo de fotos do Wlad, a economia solidária com Di Nanã Turbantes, a discotecagem do dj Du e a música de Denise França e Negrifero. Na rua Aroldo de Azevedo, em Campo Limpo.

… … …

Segunda-feira – 7 de agosto – 18h30 … Aniversário de 22 anos do Grupo Cinema Paradiso … Grupo de amigos cinéfilos comemora 22 anos homenageando o cineasta Beto Brant e exibindo seu mais recente documentário ‘Pitanga’, dirigido por ele e Camila Pitanga. O filme tem 110 minutos de duração e começará a ser exibido às 19h30. Logo após a exibição, bate-papo com o diretor, com mediação do cineasta Francisco César Filho (Chiquinho). No CineSesc, à rua Augusta, 2075.

… … …

Segunda-feira – 7 de agosto – 19h30 … Histórias para Desfolhar … O Espaço Vedluz recebe Elaine Dauzck, com histórias que nos falam sobre deixar para trás e desapegar, como as folhas secas que caem para que novas folhas cheguem e nos preparem o coração para o desconhecido. E para o novo. Contribuição R$30. Na rua Julio de Castilhos, 1081, no Belém.

… … …
Segunda-feira – 7 de agosto – das 23h às 6h … Festa – Viajantes Transantes – Segundas Free … Essa é pra quem vaga por aí nas noites de segunda, sem ter pra onde ir. Festa para trocar ideias, tocar, declamar, transar pessoas e muita música boa pra dançar até o sol raiar: brasilidades e world music com o dj Brito Andrade. Entrada franca. Na NossaCasa Confraria das Idéias, à rua Mourato Coelho, 1032, na Vila Madalena.
… … …
Terça-feira – 8 de agosto – 15h … 2º Edital de Fomento às Periferias – Plantão de dúvidas … Serão realizados na Okupação Cultural Coragem dois plantões de dúvidas sobre o 2º edital da Lei de Fomento às Periferias, com Aluizio Marino. O primeiro será no dia 8/8 das 15h às 20h e o segundo será no dia 15/8. Leve seu projeto e tire dúvidas. Na Rua Vicente Avelar, 53 – Cohab II – Itaquera.
… … …
Terça-feira – 8 de agosto – 15h … Lançamento: “Escalpo”, de Ronaldo Bressane, em São Paulo … No Espaço Revista CULT, à rua Aspicuelta, 99, na Vila Madalena.
… … …
Terça-feira – 8 de agosto – 19h … Terça Autoral “12° Edição” … Sarau organizado pelo músico Wolf do Vale (com Fabricio Dias e Lucas Golinelli) tem palco aberto e convidados. Nesta edição, pocket-show do poeta Akira Yamasaki com a participação do guitarrista e compositor Ronaldo Ferro, apresentando as canções e os poemas do livro/cd “Oliveiras Blues”. Na rua Hungria, 128, no Parque das Nações, em Guarulhos. Entrada franca.
… … …
Terça-feira – 8 de agosto – 20h30 … Aline e Bedurê … Cantora Aline Nascimento faz show com o músico André Bedurê. No Atol Bar, à rua Barão da Passagem, 1460, na Vila Leopoldina.
… … …
Quarta-feira – 9 de agosto – 21h … Show de Carol Naine … Cantora e compositora que concorreu ao prêmio de melhor canção no Prêmio da Música Brasileira, faz show “Qualquer pessoa além de nós”, nome de seu novo cd. Com Alexandre Vianna (piano e direção musical), João Benjamin (baixo) e Rafael Lourenço (bateria). No Teatro Viradalata, à rua Apinajés, 1387, em Perdizes. Ouça o cd, todo. Vale a pena:

 

… … …

BOM FINDI A TODOS E
ATÉ A SEMANA QUE VEM!

… … …