SÁBADO TEM SHOW DA MARIA >>> Eu, Deise, Selma, Lalá, Mari e Helen estaremos lá, mais uma vez. É muito legal fazer parte do coletivo que organiza o Sarau da Maria (curta aqui a nossa página). Há mais de seis anos temos a felicidade de abrir espaço para a manifestação de músicos, poetas e performers. Curtir suas criações e as parcerias que surgem, acompanhar seu crescimento artístico e sua inserção no movimento cultural da cidade (tenho lido semanalmente os guias de fim de semana da Folha e do Estadão: hoje, artistas saídos de saraus estão tocando em Sescs e Centros Culturais, o que não se via antes). Os saraus oferecem à tchurma de amigos (inicialmente) e ao público em geral (depois) a oportunidade de um entretenimento que não seja raso, como o das tevês e sua programação viciada, rendida e vendida ao jabá. Como é bom ver, em nossos eventos, as pessoas representadas nos versos de nossos poetas, se identificando com as canções de nossos compositores. Essa arte que não toca no rádio, mas toca no coração (como diz o samba do grande Paulo Barroso). Além da satisfação que o Sarau da Maria nos proporciona ao cumprir esse papel, faltava um espaço maior para que artistas com trabalho mais consistente e profissional se apresentassem. Por isso criamos o Show da Maria, com renda revertida integralmente a eles. Ainda não chegamos ao formato ideal. Ainda não temos (sempre) um som de qualidade. Ainda não conseguimos encher a casa (prestigie!). Ainda não encontramos patrocínio. E ainda erramos muito na organização. Muitas coisas ainda nos entristecem. Mas, na hora do show, é uma sensação indescritível de prazer que nos invade. Olhar as pessoas felizes, os artistas dando seu recado. A comunhão. Isso é o que vale. Vários dos artistas que lá se apresentaram deveriam estar vivendo só da música, se apresentando em diversas casas de shows e tendo suas canções tocadas nas emissoras de rádio, não fossem elas balcão de negócios a serviço dos jabazeiros profissionais, que enriquecem na mesma medida do empobrecimento cultural da nação. Por isso, espaços alternativos como o Show da Maria, o Instituto Juca, a Casa Amarela, o Charada Clube, o Caiubi, o Carauari e outros, são fundamentais. Somos pequenos, nanicos e quase invisíveis. Mas em nossos palcos o público se encontra com o verdadeiro artista. É lá que a voz do cantor parece sair da garganta do público. Não há jabá que pague (nem apague) isso. Existimos. Resistimos. Estamos vivos!

SÁBADO – 18 de maio – 20h … Show da Maria … Evento bimestral recebe sempre dois artistas para apresentações de aproximadamente uma hora cada. Às 21h, a dupla Duas Casas, formada por Bezão (do trio Folk na Kombi) e Nô Stopa (do grupo Teatro Mágico) apresenta os vocais harmonizados das baladas e folks de seu cd homônimo. Depois, às 22h, Rica Soares mostra as letras poéticas dos rocks e blues de seu novo disco ‘O Pleonasmo Redundante‘, acompanhado pelo violonista João Emilio. No Clube Vila Maria, à rua Prof. Maria José Barone Fernandes, 483. Prestigie. Aqui uma mostra do som deles:

… … …

VIRADA CULTURAL >>> Acontece neste fim de semana, nos dias 18 e 19 de maio, a 15ª edição da Virada Cultural que ocupa a cidade de SP com mais de 1200 atrações gratuitas: shows, exibição de filmes, exposições, espaços para gastronomia, oficinas, vivências e performances. Vários coletivos e artistas ligados aos saraus participam. Deixo dois links com a programação completa (confira aqui ou neste outro site). Destaco a programação do Palco Itamar Assumpção 70, no Copan (à av. Ipiranga, 210), que faz justíssima homenagem ao saudoso e revolucionário Pretobras:

18 de maio – 18h – Denise Assunção
18 de maio – 21h – Zélia Duncan convida Tetê Espíndola
18 de maio – 23h30 – Porcas Borboletas convida B Negão
19 de maio – 2h30 – André Abujamra convida Kiko Dinucci e Juçara Marçal
19 de maio – 5h – As Bahias e a Cozinha Mineira
19 de maio – 7h30 – Orquídeas do Brasil convida Chico Chico
19 de maio – 10h30 – Anelis Assumpção convida Tulipa Ruiz e Negro Leo
19 de maio – 13h30 – Arrigo Barnabé e Claras & Crocodilos
19 de maio – 16h30 – Alzira E convida Maria Gadú

 

… … …

MINHAS ANDANÇAS POR AÍ

… … …

DOMINGO – No dia das mães, fui até Guarulhos (na inauguração de mais uma ampla e bela unidade do Sesc) assistir à Focuscompanhia de dança carioca patrocinada pela Petrobras, apresentar seu premiado espetáculo ‘As canções que você dançou pra mim‘, com canções de Roberto Carlos. Minha filha Carolina de Sá, dança na Companhia. Há um momento, na coreografia de Alex Neoral (durante a canção ‘Lady Laura’), em que os bailarinos descem ao público para oferecer rosas às ‘mães’ presentes. Foi emocionante quando minha filha se colocou entre sua mãe e sua vó e as abraçou, com as rosas na mão. Este velho coração peludo confessa que sentiu vários ciscos caírem em seus olhos nessa hora… Foi lindo!

NOITE DE QUARTA-FEIRA – Consegui uma folga no Estadão e fui conhecer o Balsa (à rua Capitão Salomão, 26, 4º andar), espaço cultural no centrão de éssepê, agradavelmente decorado com fotos, objetos e mobiliário de família (o que me proporcionou a deliciosa sensação de me sentir ‘em casa’), iluminado por meias luzes e com acesso a um terraço que dá um visual bem legal da cidade. Lá costumam rolar festas, shows e diversos eventos alternativos. Nesta quarta assisti ao coletivo poético Trovadores do Miocárdio. O grupo apresentou seus versos sob fundos musicais variados (teve até um áudio com Pablo Neruda recitando) e projeção de imagens e textos. Participaram desta edição Fausto Fawcett, com sua convidada especial Luciana Vendramini, e os poetas Mário Bortolotto, Junio Barreto, Ian Uviedo e Adelita Ahmad (com direção e concepção artística de Eduardo Beu). Tive a impressão de ver um filme denso, daqueles que tem cenas curtas, de vários diretores geniais. Cada um dando seu toque mágico e pessoal. Saí de lá com a cabeça embatucada, o eco de alguns versos ainda reverberando, as vozes dos poetas me indicando caminhos, as ruas escuras, as setas das placas trocadas, os sinais, as lembranças de amores distantes, ou extintos, as quebradas da vida doida, e doída, da minha velha e querida praça do Correio, das almas abandonadas pelas esquinas largadas de Sampa, dos vícios, segredos e das paixões vividas sem medo. Ah, mi corazòn! Esses porras desses poetas sabem mesmo fazer com que a gente reflita um pouco sobre as merdas que fazemos na vida! No dia 12 de junho tem mais uma edição (vou fazer de tudo pra arrumar outra folga).

TARDE DE QUARTA-FEIRA – Ô Bolsonaro… seu fascistinha… os estudantes vão botar você na linha!“. Esse foi um dos vários refrões entoados na avenida Paulista na manifestação de quarta-feira, contra o corte de verbas na Educação. Fiquei emocionado de estar de folga no trabalho e poder participar. Tinha gente resistente, de todas as idades. Mas tinha uma garotada muito irada (este comuna véio sentiu um cisco umedecer seus olhos ao ver a força dos cânticos da juventude). Sai de lá com uma certeza: esse governo retrógrado não vai conseguir impor seus pacotes de maldades sobre nós, não. Os estudantes estarão lá, na primeira fila da frente de resistência.

A resposta às bobagens proferidas por Bolsonaro (que nos chamou de ‘idiotas’) e seu ministro (o que falou sobre a ‘balbúrdia’ nas escolas) foi dada por milhares de pessoas, caminhando, cantando e portando cartazes que estampavam frases como: “balbúrdia é fazer arminha com a mão, é empregar miliciano, é assassinar vereadora, assassinar músico, assassinar portador de guarda-chuva ou furadeira; balbúrdia é acabar com a Previdência, é fechar a Universidade, é não aceitar a pluradidade, a diversidade e a existência de opiniões contrárias; balbúrdia é defender torturadores, é ser homofóbico e misógino, é esse governo antidemocrata”.

 

… … …

HOJE TEM BLUBELL
NO TEATRO BRUTA FLOR

… … …

QUINTA-FEIRA – 16 de maio – 21h … Blubell (voz, guitarra e barulhinhos). Além de canções dos seus quatro discos autorais, cantora interpreta novas parcerias com Carol Naine e Zélia Duncan. No Teatro Bruta Flor, à rua Augusta, 912. Após assistir a um show de Blubell, escrevi:

O SHOW DE BLUBELL >>> O show todo tem um clima teatral de alto astral e autogozação. As letras de Blubell (e ela própria) são bem-humoradas. Destilam ironia e dizem coisas inteligentes, sem que se levem a sério demais. Um agradável frescor juvenil exala das composições, mas não se enganem: nada ali é ingênuo. É um universo adulto que os versos retratam. A letrista já sofreu, tombou, sucumbiu, juntou seus cacos, se ergueu e está aqui, toda bela e poderosa para nos contar. Sem ares professorais. A experiência de quebrar a cara e seguir em frente é vivida sem drama, assumidamente. Ela simula chorar, geme e se descabela ao cantar. Faz graça da desgraça, sem jamais perder a ternura, nem a classe. Retrabalha o encanto das grandes canções americanas, os mais melodiosos e melados boleros, os rocks mais incrustados em nossa musculatura de adolescentes, as baladas que aindam guardam os suspiros mais puros, os charlestons mais divertidos e impõe sua visão pós-moderna, sua cicatriz exposta, a óbvia dor de quem carrega o fardo da consciência contemporânea. Blubell, sem usar clichê algum, deu toques de feminismo, empoderamento e ainda por cima nos proporcionou uma noite prazerosa e divertida. Não é pouca coisa, não. Ela termina o show com a clássica pergunta que amantes de amores urgentes e inseguros sempre se fazem: ‘Foi bom para você?’. E eu respondo daqui, do meu solitário palco sem camarim: ‘Foi muito bom pra mim, sim.’

 

… … …

DESTAQUES DA SEMANA

… … …

SÁBADO – 18 de maio – 17h … Lançamento do livro ‘De Pai Pra Filhas’ de Luiz Gustavo Vieira … O que um pai diz às filhas quando a mãe não está por perto? Coletânea de crônicas narra as inusitadas experiências de um pai de gêmeas. Em tom leve e irônico o autor apresenta diálogos divertidos com suas filhas pequenas, sobre sexo, eventos infantis, dinheiro, futebol, viagens, saúde e amor, recheados de referências ao cinema, à música e à literatura. Na Patuscada, à rua Luiz Murat, 40 (no dia 25 de maio, lançamento em Belo Horizonte). Um trecho:

“Clara enrola com a fruta. Ordeno que termine. Ela me olha de soslaio, abre sorriso sarcástico e… (o que lerão é verdade!!!): “Pai, hoje é dia da mulher. Você não pode falar assim comigo.” Stella larga a maçã na mesa e completa: “Isso mesmo. Você precisa nos respeitar mais.” Instantaneamente vejo a Simone de Beauvoir, a Catherine Deneuve ou a Marguerite Duras, todas babando de ódio, descendo a Champs-Élysées com cartazes e bandeiras, entoando gritos de ordem e liderando hordas enfurecidas de oprimidas. Embaixo do Arco do Triunfo, amarrado, madeira, palha e gasolina aos pés, à espera da centelha fatal, eu.”

… … …

DOMINGO – 19 de maio – 18h … Violeiro Ricardo Vignini, o matuto pós-moderno, será recebido por Fábio Miranda, no projeto Violada – Circuito Autoral de Violas Brasileiras. Vignini lança o cd “Viola de Lata”. No Instituto Juca de Cultura, à rua Cristiano Viana, 1142. Entrada R$20

… … …

QUARTA-FEIRA – 22 de maio – 19h30 … Palestra com Paulo Nunes … O Instituto Juca de Cultura, na pessoa de seu administrador, o poeta, compositor e livreiro Paulo Nunes, foi convidado pelo Centro de Pesquisa e Formação do Sesc para falar sobre seu trabalho de gestão na série de debates ‘Casas que se Transformam em Espaços de Produção Cultural‘. Lá têm acontecido vários shows por mês, de músicos de muitas partes do país e do mundo, um sarau bimestral, que dura até 15 horas, festas populares, aulas de música, ensaios de grupos ligados ao coletivo, reuniões destes grupos para discussão de projetos, além de cafés, almoços e jantares para congraçamento de artistas diversos. Para participar do bate-papo, inscreva-se pelo  centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br. O encontro acontece na rua Dr. Plínio Barreto, 285 – 4º andar, na Bela Vista.

SOBRE O INSTITUTO JUCA DE CULTURA >>> O nome do IJC é uma homenagem a Juca da Angélica, poeta popular do cerrado mineiro (falecido em 2016, aos 98 anos), que teve parte de sua obra resgatada e registrada em cd e em livro por Paulo Nunes e amigos. Aqui você acessa a página do IJC (que fica na rua Cristiano Viana, 1142) e, na sequência, deixo um poético texto-resistência do Paulo sobre as atividades do Instituto: “em tempos difíceis para os artistas, que veem a cada dia seus espaços minguarem, (é preciso) não deixar a palavra perder a poesia, a música perder a arte, o humano perder-se na falta de reconhecimento” (as fotos pb são de Daniel Kersys e a colorida é de Ione Cadengue).

TEXTO DE PAULO NUNES >>> Seres humanos dignos e plenos, e por isso todos amigos, há muito alijados dos mercados e templos vendilhões, e que trabalhavam nas orquestras, bandas e oficinas culturais fechadas, no Clube do Choro, nos projetos de educação musical (e tantos outros projetos) desativados, nos balés, nos teatros sucateados, herdeiros dos editais falidos, vítimas das sinecuras ministeriais, das falsas secretarias municipais e estaduais de cultura emperradas pela falta de verba e de vontade, pela burocracia e pela incompetência, e também os que trabalham nos restaurantes, bares e demais casas noturnas que apenas fingem pagar “seus” artistas, e em tantos antros e lugares mais que compõem este formidável inferno da falta de respeito à Criação e à Beleza, vinde todos ao Instituto Juca de Cultura, adentrai esta sala aparentemente de apenas 20 metros quadrados, sentai-vos aos milhares e tocai e cantai e dançai e recitai vossos versos como se fossem – e são! – uma singela conversa entre aldeões finalmente reencontrados. A um canto, observai, já se acomoda o grande e também maltratado Dom Quixote, e ao seu lado todos aqui caberão (e ali, e acolá, e além, em tantos lugares também aparentemente muito pequenos e insuficientes), pois esta sala na verdade é do tamanho do mundo, que aqui recomeça.

… … …

SÁBADO – 18 de maio – 19h30 … Sarau dos Conversadores … Organizado pela dupla de músicos Cacá Mendes e Edson Tobinaga. Com palco aberto e convidados (clique no cartaz). Na praça Carauari, 8, na Vila Maria

… … …

ATÉ DOMINGO, 19 DE MAIO … Aquilombô 2019 – Últimos dias da intensa programação do Fórum Permanente das Artes Negras (clique aqui). No Teatro Francisco Nunes, à av. Afonso Pena, 980, em Belo Horizonte

… … …

QUINTA-FEIRA – 16 de maio – 20h … Solange Sá – no Música de Mulher … Idealizado por Regina Machado, projeto retrata protagonismo feminino na canção brasileira. Numa série de 4 encontros, artistas recebem o público para conversar sobre seus processos de criação e cantar. Nesta quinta, Solange Sá. Depois, Badi Assad, Lucina e Regina Machado (dia 23) e Maria Beraldo (dia 30). No Canto do Brasil, à rua Cerro Corá, 1689

… … …

SÁBADO – 18 de maio – 12h … Cecília, Clarice, Fernando e Federico: Canções Que Guardam Poemas … A cantora e compositora Vanessa Bumagny musicou poemas de Cecília Meirelles, Fernando Pesssoa (ouça aqui), Federico Garcia Lorca e trechos em prosa de Clarice Lispector e criou com essas canções um show infantil para dançar, pular, brincar e aprender. A banda tem Zeca Loureiro (guitarra e vocais), Camila Lordy (piano, teclados e vocais), Henrique Alves (baixo) e Rogério Bastos (bateria). Também no dia 25 de maio. No Sesc Pompeia, à rua Clélia, 93

QUARTA-FEIRA – 22 de maio – 20h … SHOW-TRIBUTO A ZÉ RODRIX >>> Espetáculo relembra a obra do compositor, arranjador, publicitário e escritor Zé Rodrix, falecido há dez anos. Participam do show os artistas Sonekka, Álvaro Cueva, Márcio Policastro, Tarumã, Nancy Galvão, Juca Novaes (Trovadores Urbanos) e Celso Viáfora. No Teatro Olido, à avenida São João, 473.

QUINTA-FEIRA – 23 de maio – 21h30 … O cantor e compositor Ortinho lança, em cd e vinil, seu quarto álbum, “Nas Esquinas do Coração”, com produção de Jorge Du Peixe. O show de estreia da turnê acontece no palco do Manouche, à rua Jardim Botânico, 983, no Rio de Janeiro (ouça também no deezer e spotify). Na banda estão Estevan Sinkovitz (violão aço e guitarra), Zeca Loureiro (guitarra), Tiago Brandão (baixo), Rogério Rochlitz (piano, moog e escaleta) e Gustavo Souza (bateria). Além das novas composições, Ortinho interpreta canções de discos anteriores como “Alto Zé do Nada”, “Herói Trancado”, “Saudades do Mundo” e “Pense Duas Vezes Antes de Esquecer”.

 

… … …

IGREJA, PEDOFILIA
E SINEAD O’CONNOR

… … …

Leio matérias em que o papa Francisco reitera seu compromisso de combater a pedofilia e abusos sexuais em sua Igreja (mesmo sem tocar na questão do celibato). Num recente encontro no Vaticano diante de líderes episcopais, secretários de congregações, bispos e cardeais, o papa declarou que “se na Igreja for descoberto um só caso de abuso, este caso será enfrentado com a máxima seriedade.” Até o papa já sacou que esse discurso é muito óbvio e necessário hoje em dia. Mas não foi sempre assim. Encontrei na net um texto que relembra o episódio vivido pela cantora Sinead O’Connor nos anos 1990, hostilizada nos EUA por acusar o papa João Paulo II de encobrir a investigação e a punição dos crimes de pedofilia cometidos por padres da Igreja Católica. Ela rasgou o retrato dele num programa de tevê e sentiu a ira dos deuses retrógrados desabar sobre sua cabeça (e sua carreira). Dois vídeos (veja abaixo) ajudam a entender a situação vivida pela jovem artista irlandesa de 26 anos que enfrentou as vaias de cabeça erguida. Ela sabia o que estava fazendo e mostrou coragem ao desafiar os reacionários de sempre. O tempo lhe deu razão, claro. Parabéns à grande artista Sinead. Acompanhe:

Esse vídeo de 1992 mostra Sinead O’Connor rasgando uma foto do então papa João Paulo II num programa de televisão, ao vivo, em protesto contra a falta de empenho da Igreja Católica em elucidar as denúncias de casos abuso sexual de crianças por parte de seus padres. Nas semanas que se seguiram, Joe Pesci disse que queria lhe dar “um bofetão”, Frank Sinatra disse iria “chutar a bunda dela” e o produtor Jonathan King disse que ela “precisava de uma surra”. Dez dias depois, Sinead iria se apresentar no Madison Square Garden, previamente convidada a participar de uma homenagem a Bob Dylan. Assim que chegou ao microfone, o público começou a vaiá-la. Ela falou mais tarde sobre como o som era horrível e como ela achava que ia passar mal. Os organizadores do evento encarregaram Kris Kristofferson de tirá-la do palco. Em vez disso, ele a acalmou e permaneceu com ela até que estivesse pronta para se apresentar. Sinead substituiu a música de Dylan que iria cantar por ‘War’, de Bob Marley, alterando a letra original para citar o tema do abuso infantil. Quando ela saiu do palco, Kristofferson a abraçou. Ainda passando mal, ela se afastou por um instante e vomitou. Ele então a ajudou a sair do palco.

Sobre o incidente, Kris disse: “Quando ela subiu ao palco e foi vaiada, disseram-me para ir tirá-la de lá. Eu disse “Não vou fazer isso!”. Cheguei pra ela e falei: “Não deixe os escrotos te botarem pra baixo”. Ela disse: “Eu não estou pra baixo” e cantou. Foi muito corajosa. Vaiarem aquela menina me deixou revoltado. Ela demonstrou muita coragem.” É da coragem de artistas como Sinead que precisamos para enfrentar a onda fascista que ressurge no Brasil. A letra que ela cantou foi mais ou menos essa:

Até que não existam mais cidadãos
de primeira e segunda classe em qualquer nação
Até que a cor da pele de um homem
não tenha nenhum significado além da cor
Eu digo guerra

Até que todos os direitos básicos
sejam igualmente garantidos para todos
sem privilégios de raça, terá guerra

Até que o regime infame e infeliz
que aprisiona a todos nós completamente
(Abuso infantil… abuso infantil)
não mais exista e seja destruído
Haverá guerra, eu disse guerra

 

… … …

CURSOS, CONCURSOS,
SINGLES E
 CAMPANHAS

… … …

CAMPANHA – LIVRO ‘UNIVERSO DE LIA’ >>> Após sofrer um AVC aos 29 anos e ser diagnosticada com câncer aos 31, a autora Daniele Cavalcante supera as limitações físicas e emocionais e escreve livro a partir dessa experiência. A coleção de histórias (em parceria com a designer Erika de Carvalho) aborda a inclusão e tem como pano de fundo a astronomia. Cada volume traz uma temática diferente, falando sobre a importância da inclusão, de encarar seus desafios e de não vê-los como problemas. A campanha para o financiamento coletivo da obra está na plataforma Catarse e vai até 31 de maio. Clique aqui para saber mais e colaborar.

… … …

MARÍLIA CALDERÓN – EM CAMPANHA >>> A atriz e cantora que já se apresentou pelas ruas e vagões do metrô de SP, está em campanha de financiamento para a produção do álbum ‘A Saudade é um Vagão Vazio“, com canções que possam fazer refletir e inspirar caminhos democráticos na luta contra o fascismo. Na primeira fase do projeto, foi gravado um single com a participação da maioria dos parceiros que estarão no álbum. Para colaborar ou se informar sobre as recompensas, acesse aqui (caso a meta não seja atingida, o dinheiro será devolvido)

ATÉ 17 DE MAIO: Prêmio Guarulhos de Literatura >>> Estão abertas as inscrições. O ganhador terá seu livro publicado pela Editora Patuá. Acesse e saiba mais sobre as regras

CAMPANHA PRO LUIS MENDES – ATÉ 20 DE JUNHO >>> Tenho acompanhado os ótimos textos do escritor Luis Mendes através de sua página no Facebook. Recentemente, o convidei e ele participou do Sarau da Maria, onde dois de seus contos foram lidos e muito aplaudidos. Luis escreve contos e crônicas urbanas que mesclam ficção e realidade. Seus personagens são moradores das periferias de SP, mulheres, andarilhos, jovens e figuras mitológicas das culturas africana e europeia. Ele promove encontros e diálogos entre eles, nos fazendo refletir sobre as questões políticas, sociais e ideológicas do nosso País. Luis mora na ZL e é orientador socioeducativo em um centro de acolhida para homens acima de dezoito anos, em situação de rua. Amigos e admiradores criaram uma vaquinha virtual para financiar seu primeiro livro ‘Conversa de Encruzilhada e Outros Contos’. Acesse, saiba mais e colabore porque o cara merece.

LIVRO DO CLEYTON MENDES >>> Um intercâmbio cultural em Moçambique resultou na criação de um diário de bordo relatando de forma poética as experiências vividas por lá: suas apresentações, performances poéticas, oficinas e seus encontros com os artistas da cena local. Ao fim da viagem, Cleyton foi convidado a voltar e participar de um festival de artes. Para custear essa viagem e o livro ‘África é Logo Aqui’, onde ele conta toda essa experiência, foi criada uma campanha na net. Acesse, informe-se e colabore. Cleyton é participante ativo de saraus e slams da cidade.

ATÉ 20 DE MAIO … HÉLOA – Campanha de financiamento para Opará, segundo álbum da cantora HéloaAcesse aqui para contribuir e saber mais sobre as recompensas

ATÉ 9 DE JUNHO – LUCIANO COSSINA >>> Campanha visa custear o processo de gravação, mixagem e masterização de seu primeiro disco autoral. Cantor e compositor, Luciano tem parcerias com Celso Sim, Zé Leônidas e Grupo João de Barro. É também violonista do Bloco Carnavalesco “Tarado ni você”, que homenageia Caetano Veloso. Acesse, colabore e saiba mais aqui

ÁLBUM DO ADOLAR MARIN >>> Saiu o cd do cantor e compositor Adolar Marin em parceria com o poeta e produtor musical Flávvio Alves. O ábum ‘Outros Caminhos‘ já está disponível nas plataformas digitais (Deezer, Spotify e Tratore)

TEJU FRANCO – ‘LULA LIVRE’ >>> O cantor e compositor Teju Franco, ligado ao Clube Caiubi de Compositores, compôs um maravilhoso samba onde pede liberdade para o ex-presidente e canta a esperança de um País melhor, ao estilo de ‘O Bêbado e a Equilibrista’, de Bosco e Blanc (ouça aqui). Um timaço de artistas participou da gravação (veja nos créditos)

BANDA DA PORTARIA –  “Preciso de Mais Tempo Para Amar” – Veja aqui o videoclipe da Banda da Portaria, formada por Vitor Miranda (poemas), João Mantovani (violão), Telo Ferreira (percussão), Daniel Nakamura (guitarra) e Daniel Doc (baixo). Da gravação participaram as cantoras Dani Vieira e Thainá Borges

SOCORRO LIRA – CANTOS à BEIRA-MAR … A cantora e compositora Socorro Lira lançou cd com onze composições sobre poemas da maranhense Maria Firmina dos Reis (já disponível nas principais plataformas digitais – veja aqui). Com arranjos e direção musical de Jorge Ribbas 

THOMÁS MEIRA – “INFLAMADO DE INFLAÇÃO” >>> Em videoclipe dirigido por Carlos Franco, o cantor e compositor Thomás Meira fala sobre o caos político e a incerteza do futuro do Brasil. A música tem produção de Felipe Câmara e conta com Bianca Godói (bateria), Thaizinho Costa (baixo), Thaiana Halfed (pandeiro) e Gabriel Bortolatto (guitarra). Clique aqui

GRUPO RUMO – Universo … Selo Sesc lança disco de inéditas com Ná Ozzetti, Paulo e Luiz Tatit, Hélio Ziskind e os compositores e cantores da incrível banda que integrou a chamada Vanguarda Paulista dos anos 80 (com Itamar, Arrigo & Cia). Ouça aqui o disco inteiro.

 

… … …

MARIELLE PRESENTE!

… … …

No dia 14 de março de 2018 a vereadora, de 37 anos, foi assassinada no bairro da Lapa, no Rio. Ela era relatora da Comissão dos Direitos Humanos que acompanhava a intervenção militar no RJ. Havia feito denúncia contra abusos policiais e voltava de um evento com jovens negras quando foi baleada. Anderson Gomes, motorista do carro em que ela estava, também foi executado. Desde então, protestos contra o bárbaro crime se repetem diariamente em várias cidades brasileiras. Marielle lutava por justiça, inclusão e igualdade de direitos. Defendia as causas que todos nós, artistas e coletivos dos saraus, também defendemos. Este blog continua aguardando o esclarecimento do caso e a punição dos assassinos e mandantes. As balas que a mataram atingem a todos nós. Não podemos nos calar. Até quando vou ficar semanalmente repetindo esse texto aqui? Será que vai ficar assim? Por que a resposta não vem? Quem matou (e quem mandou matar) Marielle?

Faz mais de um ano que eu repito esse texto. E vou continuar repetindo enquanto este blog existir. É meu compromisso em defesa da democracia e da liberdade, ambas ameaçadas pela impunidade de assassinos ou pela omissão das autoridades (no vídeo acima, três hipóteses para as causas do assassinato, na análise do conceituado jornalista Luis Nassif) . Há um ano repito o texto que eu já sabia que ia repetir. Se temos dois suspeitos presos (a quem ninguém entrevistou, confrontou, nem perguntou os motivos) ainda falta saber quem mandou matar Marielle. Um ano depois, Marielle continua sendo baleada, morrendo todas as noites e renascendo a cada manhã. Porque pessoas íntegras como Marielle não morrem jamais. Se eternizam e viram exemplo de luta. Nós, brasileiros democratas, estamos aqui, de braços dados com ela, esperando que a justiça seja feita. Os assassinos talvez tenham a proteção momentânea de organizações ou de eventuais autoridades fascistas. Que podem ameaçar Marcia Tiburi e Jean Wyllis. E podem mirar nas nossas cabeças. E até nos matar, um a um (‘matar uns 30 mil’, como disse o atual presidente, sem ser punido nem ter sua candidatura impugnada). Só não poderão evitar que Marielle renasça mais forte, todos os dias, no corpo e na mente de cada menina guerreira da cidade do Rio de Janeiro. Marielle presente.

 

… … …

AGENDÃO

… … …

Aqui as sugestões de programação para esta semana. Acompanhe também as opções contidas na página da Agenda da Periferia. Informe-se, inconforme-se, atue e divirta-se!   

… … …

QUINTA-FEIRA – 16 de maio – 19h … Festivalzin Trovoar, no Espaço Bento Rosa, à rua Mourato Coelho, 1094. Com sarau, jazz, Feira de publicações independentes, Dom Orione, Itinerância Poética e o lançamento de ‘Bixos (da China) nas estrelas’, de Nus Passos e Ni Brisant

… … …

QUINTA-FEIRA – 16 de maio – 19h30 … PretAtitude, no Sesc Vila Mariana. Exposição é um recorte da produção afro-brasileira contemporânea com trabalhos de Aline Motta, André Ricardo, Eneida Sanches, Janaina Barros, Laércio, Lídia Lisboa, Luiz 83, Marcelo D’Salete, Marcio Marianno, Peter de Brito, Sidney Amaral, Rosana Paulino, Wagner Celestino e Washington Silveira. Nos dias 18 e 26/6, bate-papo com artistas convidados. Até 18 de agosto. De terça a sexta, das 10h às 21h30; sábado, das 10h às 20h30; domingo, das 10h às 18h30

… … …

QUINTA-FEIRA – 16 de maio – 20h … La Petite Mort, peça da Cia Matheus Pamplona, ‘coloca morte, sexo e solidão para dançarem juntas’. No Dominatrix Augusta, à rua Fernando de Albuquerque, 298

… … …

QUINTA-FEIRA – 16 de maio – 20h30 … AI-5 – A peça … Reconstituição cênica da ata da reunião do Conselho de Segurança Nacional em 1968, em meio a ditadura militar no Brasil. No Redimunho, à rua Álvaro de Carvalho, 75

… … …

QUINTA-FEIRA – 16 de maio – 21h … Sesc Pompeia apresenta “Cabaré Transpoético” … Espetáculo dirigido por Aderbal Freire-Filho a partir dos poemas do livro ‘Abracadabra’, de Beatriz Azevedo. No elenco, a atriz Lucélia Santos

… … …

QUINTA-FEIRA – 16 de maio – 21h … Enquanto Ela Dormia, com direção de Eliana Monteiro, do Teatro da Vertigem e dramaturgia de Carol Pitzer. No Sesc Osasco

… … …

QUINTA-FEIRA – 16 de maio – 21h … Trio de samba Batuque de Lara (Dessa Brandão, Luciana Fernandes e Gisah) se apresenta no Estúdio Bixiga, à rua Treze de Maio, 825. Na abertura, Banda Swinga Mano Velho

… … …

SEXTA-FEIRA – 17 de maio – 18h … Dia de Malcolm X no Centro Cultural Olido, à av. São João, 473. Evento tem como objetivo discutir o legado pan-africanista de Malcolm X e sua influência na luta dos negros no Brasil e no Mundo. Presença de Carlos Moore, Katiúscia Ribeiro, Cleber X e Dudu Faticati. Apresentação do Koletivo Ijexazz.

… … …

SEXTA-FEIRA – 17 de maio – 18h … Fuzzhouse #9 – Show com Os Longes, discotecagem e expo. No Estúdio Lamparina, à rua Capital Federal, 95, na Pompeia

… … …

SEXTA-FEIRA – 17 de maio – 19h … Rachada do Coco no Hostel Casa Azul, à avenida Senador Casemiro da Rocha, 731. Banda só de mulheres apresenta cocos, maracatus, boi e outras manifestações

… … …

SEXTA-FEIRA – 17 de maio – 19h … Luisa Lacerda canta canções autorais e de novos compositores como Ilessi, Cláudia Castelo Branco, Iara Ferreira, Pedro Iaco, Vicente Pachoal, André Lacerda, Renato Frazão, Marcelo Fedrá e Rogério Santos. No Lab Mundo Pensante, à rua Treze de Maio, 733

… … …

SEXTA-FEIRA – 17 de maio – 19h … Clarianas – Quebra Quebranto. Show com canções autorais e textos poéticos. No Sesc Santo Amaro, à rua Amador Bueno, 505

… … …

SEXTA-FEIRA – 17 de maio – 19h … 25ª Edição do Sarau da Vergueiro – Edição de Aniversário. Organizado por Vieira Pato e Carlos Buono, sarau tem palco aberto e convidados. Na rua Vergueiro, 803, Liberdade

… … …

SEXTA-FEIRA – 17 de maio – 19h … Lançamento do livro ‘Vísceras’ de Clara Baccarin, com sarau no auditório da Biblioteca Pública Municipal Alceu Amoroso Lima, à rua Henrique Schaumann, 777. Depois, o bate-papo continua na Patuscada, que fica logo ali na rua Luiz Murat, 40. A entrada para o evento é gratuita e o exemplar estará à venda por R$38. Um poema do livro:

desritos

faltou um aceno que fosse
uma porta que fechasse
um trem que partisse

mesmo em sonho…

faltou uma frase que não veio
uma frieza que não houve
um cansaço que absolvesse

faltou um rito qualquer de morte
um grito que anunciasse passagem
uma lágrima de sensatez
umas sombras que significassem
esses, agora, secos ecos
desse momento vácuo

ficaram as janelas
tontamente abertas
e o sol ingenuamente
me adentrando
os dias

… … …

SEXTA-FEIRA – 17 de maio – 20h … Projeto Novo Rock Brasilis … Festa criada por Jairo Souza vem mostrar que existe muita vida além do mainstream. Nesta oitava edição, show com a banda oSKArface, formada por Fabio Dimaz Santana (guitarra e vocal), Oskarface Wou Daniel (baixo e vocal) e Alexandre Gabóra (bateria). Feira de vinis da Charada Discos e discotecagem de Juh Juliete e Eduardo Osmedio. Na Toca do Rock – Tattoo Beer Rock Bar, à av. Sapopemba, 7660, no subsolo

… … …

SEXTA-FEIRA – 17 de maio – 20h … Jardim das Delícias … Projeto oferece som dançante com petiscos e bebidas à beira da piscina. Com os djs Fred Lima e Tahira. Na Casa Híbrida, à av. Dr. Arnaldo, 1620 (ao lado do metrô Sumaré)

.. … …

SEXTA-FEIRA – 17 de maio – 20h … Após o single “Sertão Gerais” em 2018, Alysson Salvador lança seu primeiro álbum solo autoral “Maré da Sorte”. No Teatro Francisco Nunes, à av. Afonso Pena, 980, em Belo Horizonte

… … …

SEXTA-FEIRA – 17 de maio – 20h30 … Mauricio Pereira e banda no LiBricas Paulistanas. Show traz grupo de poetas surdos e ouvintes, ao lado de intérpretes de libras. Participações de Caco Pontes, Daniel Minchoni, Fábio de Sá e Leo Castilho. No Sesc Pinheiros, à rua Paes Leme, 195

… … …

SEXTA-FEIRA – 17 de maio – 20h30 … Concerto de Despedida da Joana Reais no Espaço91 … Antes da volta à Lisboa, cantora faz tour pela América do Sul. No show, Joana é acompanhada por Gustavo Bugni (piano), Jackson Silva (contrabaixo) e Rodrigo Digão Braz (bateria). Reservas in box (o local é próximo do sesc Pompeia)

… … …

SEXTA-FEIRA – 17 de maio – 21h … Seleta Blues Band no Santa Sede … Clássicos do blues & rock com MaurusBlues (gaita e vocal), Bruno Thomaz (guitarra), Edu Camargo (bateria e vocal), Alex Almeida (contrabaixo), André Minelli (piano e teclados). Na avenida Luís Dumont Villares, 2104

… … …

SEXTA-FEIRA – 17 de maio – 21h … Thiago K no ZStudios. Cantor e compositor antecipa as músicas de seu próximo álbum, “Quando o grito enfim chegar”, a ser lançado em agosto. Participações de Patrícia Bastos e Almério. Na rua Dr. Albuquerque Lins, 200

… … …

SEXTA-FEIRA E SÁBADO – 17 e 18 de maio – 21h … Efeito Urtigão – texto e direção de Mario Bortolotto … Na peça, jornalista talentoso, cansado da mediocridade a que é submetido nas redações, resolve se isolar morando num sítio. Um amigo jornalista o procura para tentar entrevistá-lo. Com Mario Bortolotto e Walter Figueiredo. Ingressos a R$40 e R$20. No Teatro Cemitério de Automóveis, à rua Frei Caneca, 384

… … …

SEXTA-FEIRA – 17 de maio – 21h … Tributo a Legião Urbana com banda ‘O Livro dos Dias’. No Eclipse, à rua Astorga, 621

… … …

SEXTA-FEIRA – 17 de maio – 21h … Du8a80 … O melhor dos anos 80 com Rosane Queiroz (voz), Mario Arapa Margarido (teclados) e a participação de Dudu Sales (violão). No Sampa Jazz Bar, à rua Arcipreste Ezequias, 245, no Ipiranga

… … …

SEXTA-FEIRA – 17 de maio – 21h … Túlio Borges e Luiza Borges … Músico brasiliense que lançou o cd ‘Eu venho vagando no ar’ se apresenta ao lado da parceira poeta. No Teatro Bruta Flor, à rua Augusta, 912

… … …

SEXTA-FEIRA – 17 de maio – 22h … Casa Matahari … Som da Associação Livre Invisível e discotecagem das irmãs Appes Cibele e Isis. Entrada R$10. Na rua Silva Bueno, 729

… … …

SEXTA-FEIRA – 17 de maio – 22h … Élio Camalle faz último show no Brasil antes de voltar à França, onde mora. No Estúdio Bixiga, à rua Treze de Maio, 825. Na sequência, a banda Golōnka apresenta as músicas do cd Transa, de Caetano. No Estúdio Bixiga, à rua Treze de Maio, 825

… … …

SEXTA-FEIRA – 17 de maio – 22h … Toinho Melodia e Conjunto Picafumo apresentam seus sambas no Ó do Borogodó, à rua Horácio Lane, 21, em Pinheiros

… … …

SEXTA-FEIRA – 17 de maio – 22h … O grande cantor Carlos Bacelar é o entrevistado do programa É Tudo Nosso, do locutor Marcos Muniz Falcão. Na 87.5 FM

… … …

SEXTA-FEIRA – 17 de maio – 22h … Ellen Oléria e Alma Thomas: Tributo a Nina Simone, com clássicos como como “Ain’t got no”, “Feeling good”, “My baby just cares for me” e “Love me or leave me”. No Blue Note SP, à av. Paulista, 2073

… … …

SEXTA-FEIRA – 17 de maio – 23h … Banda ‘Pessoas Cinzas Normais’ apresenta o show ‘Voltando Belchior’ no Al Janiah, à rua Rui Barbosa, 269

… … …

SEXTA-FEIRA – 17 de maio – 23h … Forró na Gruta com Antonio Vito. Sanfoneiro paulistano traz no repertório composições autorais e sucessos de Dominguinhos, Marinês e Trio Nordestino. Na rua Major Quedinho, 122

… … …

SEXTA-FEIRA – 17 de maio – 23h … Baile Na Pimenta: Xaxado Novo e Convidados + Forró Dos Amigos. No Mundo Pensante, à rua Treze de Maio, 733

… … …

SÁBADO – 18 de maio – 19h … Show das bandas Sentimento Carpete (15 anos) + Capitão Bourbon. No 74club

… … …

SÁBADO – 18 de maio – 19h … Poesia Expandida … Coletivo Balbúrdia apresenta “poemasvídeo, poemasimagens, poemasprint, poemasvoz, poemascorpo e poemas” (clique no cartaz). Na Casa das Rosas, à av. Paulista, 37

… … …

SÁBADO – 18 de maio – 20h … Show de Cleston Teixeira no Espaço Bossa Zen, à rua José Antonio Coelho, 583, na Vila Mariana. Com Luís Bastos na percussão e Álvaro Cotarelli na viola de arco

… … …

SÁBADO – 18 de maio – 20h … Estreia do show musical ‘Tempos Difíceis’. Parceria do ator e jornalista Walmir Pinto com o músico Zé de Riba, inspirada em um poema de Bertold Brecht. No Cineteatro Wilma Bentivegna, à rua Paraná, 70, em Suzano

… … …

SÁBADO – 18 de maio – 20h30 … Nossa Senhora de Paris … Espetáculo é resultado da oficina coordenada por Claudemir dos Santos com apoio de Vanessa Sousa e Mariana Santana. O texto de Victor Hugo (adaptação do Corcunda de Notre Dame) reflete o momento em que o país vive, onde os preconceitos e a violência colocam os cidadão em situações limite. Na Aldeia Satélite, à rua Tenente Luiz Fernando Lobo, 118

… … …

SÁBADO – 18 de maio – 21h … Som da Estrada … Dupla formada por Giliane Meireles e Valter Gusmão apresenta sua mistura de mpb, som regional e rock rural no Ecla, à rua Abolição, 244

… … …

SÁBADO – 18 de maio – 22h … Comemoração dos 50 anos do festival de Woodstock. Com performances, bolo e shows das bandas Cabeçass (da cantora Daniela Neris) e Flores do Fogo. Na Fofinho, à av. Celso Garcia, 2728

… … …

SÁBADO – 18 de maio – 22h … Lu Vitti no Show “This is a jazz” … Grande cantora conta histórias divertidas e apresenta clássicos de rock, soul e blues. Com Felipe Alves (baixo) e Fábio Porpeta (bateria). No Central Caos, à rua General Júlio Marcondes Salgado, 321, em Santa Cecília

… … …

DOMINGO – 19 de maio – das 16h às 22h … Encrespa Geral SP – 10a. edição … Palestras, gincanas, debates, shows e exposições promovidas pelo Instituto Encrespa Geral, associação sem fins lucrativos que divulga a cultura popular brasileira com ênfase na matriz africana, visando a inclusão de todos os cidadãos. Na Casa das Caldeiras, à avenida Francisco Matarazzo, 2000. Aqui a programação

… … …

DOMINGO – 19 de maio – 17h … Peça Teatral: Revolução … Baseada em textos de Bertolt Brecht peça discute o papel de cada um em prol de uma sociedade mais livre, justa e solidária. na Biblioteca Municipal Monteiro Lobato, à rua João Gonçalves, 439, em Guarulhos

… … …

DOMINGO – 19 de maio – 20h … Amores … Peça em homenagem a Domingos de Oliveira. No Cemitério de Automóveis, à rua Frei Caneca, 384 (também em 26 de maio e 2 de junho – ver cartaz)

… … …

SEGUNDA-FEIRA – 20 de maio – 19h … Teatro na Mário: Deus Deve Estar Distraído … Na Biblioteca Mário de Andrade. A partir de contos de Caio Fernando Abreu, a peça trata da temática da solidão, da sexualidade, da incomunicabilidade e da falta de fé no humano. Direção de Nelson Baskerville, com Maíra De Grandi. Também no dia 27 de maio

… … …

SEGUNDA E TERÇA-FEIRA – 20 e 21 de maio – 20h … O mundo está cheio de nós … Cia. do Latão faz oito apresentações da peça inspirada no filme “Noites de Cabíria” e em poemas de Bertolt Brecht. Com nove atores e três músicos, que fazem a trilha sonora ao vivo. Direção e dramaturgia por Sérgio de Carvalho. Na Biblioteca Mário de Andrade, à rua da Consolação, 94 (também nos dias 25 e 26, às 17h, e 27 e 28, às 20h)

… … …

SEGUNDA E TERÇA-FEIRA – 20 e 21 de maio – 20h … Nyame Nti – Um Manifesto Ritual … Espetáculo performático questiona racismo, intolerância religiosa, identidade e expressão de gênero e genocídio da população negra. Na Oficina Cultural Oswald de Andrade, à rua Três Rios, 363. Entrada franca (também no dia 31 de maio, no CCJ)

… … …

TERÇA-FEIRA – 21 de maio – 19h … Oficina “Dança para todos os corpos” apresenta ‘Corpo Oco’, no Teatro Sérgio Cardoso, à rua Rui Barbosa, 153. Com direção de Marcos Abranches, espetáculo aborda as relações entre as pessoas e das pessoas com a vida. As cenas são resultado dos exercícios diários de consciência corporal do grupo, a partir de suas vivências e abre com a poesia “O Corpo Oco”, de Paula Valeria Andrade:

O corpo solto oco
Leve solto ou vazio
Oco solto
O corpo no estio
O corpo oco solto
Leve, todo solto
Oco vagueia
Leve
Solta e despenteia
O corpo roda solta
E reviravolta
O corpo todo leve
E solto
Tenso e teso
O corpo coeso
O corpo solta
O corpo solto oco
Leve
Solto ou vazio
Pesado ou leve
Quente ou frio
O corpo solto
Ecoa oco leve solto,
O corpo!

… … …

TERÇA-FEIRA – 21 de maio – 19h … Lançamento do livro infanto-juvenil ‘Elétrico’, do escritor mineiro Eduardo Ferrari. Um retrato do mundo a partir dos olhos de Bernardo, menino portador de TDAH (Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade). Segundo o autor, crianças hiperativas vão se identificar com a obra e seus pais vão entender melhor como funciona o cérebro deles. Na Livraria Cultura, à av. Brigadeiro Faria Lima, 2232

… … …

TERÇA-FEIRA – 21 de maio – 19h30 … Cinecubo IAB … Cineclube promovido pelos Istituto dos Arquitetos toda terceira terça-feira do mês, com curadoria e mediação de Nana Maiolini e Travessia Filmes. Nesta sessão “Eduardo de Almeida – Arquiteto da Medida Justa”, documentário de Thomas Piper, produzido por Mariana Tassinari, que estarão presentes (com Cesar Shundi Iwamizu) para um bate-papo após a exibição. No IAB-SP, à rua Bento Freitas, 306

… … …

TERÇA-FEIRA – 21 de maio – 21h … Cantos de São Paulo … A cidade de São Paulo e suas contradições são o tema do espetáculo do Coral Unifesp, com direção musical de Eduardo Fernandes e direção cênica de Reynaldo Puebla. No repertório, Vanzolini, Adoniran e Criolo, entre outros. Na Etec de Artes, à av. Cruzeiro do Sul, 2630 (perto da estação Carandiru do metrô)

… … …

TERÇA-FEIRA – 21 de maio – 21h … Fernando Anitelli, do Teatro Mágico, faz show intimista (voz e violão) com convidados. No Teatro Morumbi Shopping, à av. Roque Petroni Junior, 1089. Também no dia 28 de maio

… … …

QUARTA-FEIRA – 22 de maio – 14h … LAB Reportagem Literária … LAB Reportagem Literária … Narrativas transformam o mundo. Qual é a sua? Do que é feita a sua história? Laboratório com as jornalistas e pesquisadoras Jéssica Balbino e Jordana Barbosa, na Biblioteca Centenário, complexo Cultural da Urca, em Poços de Caldas. Inscreva-se aqui

… … …

QUARTA-FEIRA A DOMINGO – 22 a 26 de de maio – 18h … Festival Líricas Paulistanas 2 … Festival relembra a Vanguarda Paulista (de Itamar, Arrigo, Rumo & Cia) e comemora os 40 anos do Teatro Lira Paulistana. Com curadoria dos poetas Caco Pontes e Daniel Minchoni, festival promove bate-papos, recitais poéticos, apresentações musicais e exibição de filmes que abordam o movimento. Em diversos endereços e horários (veja aqui a programação completa)

… … …

QUARTA-FEIRA – 22 de maio – 19h … Lançamento de “Lá dentro”, livro de contos do crítico literário Joaquim Maria Botelho, pela editora Reformatório. Na Livraria Martins Fontes, à av. Paulista

… … …

QUARTA-FEIRA – 22 de maio – 19h30 … Sarau Alfinete … Com palco aberto e convidados. A cantora e compositora Marcy Santtos faz pocket-show e Ligia Regina Lima lança o livro “Quando a Alma Tem Olhos de Zinco, os Sorrisos São de Plásticos” e apresenta seus quadros e artes na exposição “Mulheres, Até a Raiz dos Cabelos”. No Kas Tattoo, à av. Papa Pio XII, 432, em Guarulhos

… … …

QUARTA-FEIRA – 22 de maio – 19h30 … Meu corpo grita! … Projeto Margens apresenta bate-papo com as poetas Ryane Leão e Ingrid Martins sob mediação da jornalista Jéssica Balbino. “As autoras, ambas negras, lésbicas e com corpos fora do padrão, discutem permanência, existência, voz e poesia”. Em seguida, sarau sobre o tema. No Sesc São José dos Campos, à av. Adhemar de Barros, 999

… … …

QUARTA-FEIRA – 22 de maio – 21h … Talento MPB – cantora Jeanne Darwich apresenta o show ‘Trajetória’ acompanhada pelo Cabedal Quarteto. No Bar Brahma, à avenida São João, 677

… … …

QUARTA-FEIRA – 22 de maio – 21h … Gringa Music apresenta o percussionista Eduardo Cubano, que viaja por diversos países fazendo workshops e seminários sobre técnicas de bateria e percussão, tendo como foco a música latina e os ritmos cubanos. No Al Janiah, à rua Rui Babrosa, 269

… … …

QUARTA-FEIRA – 22 de maio – 21h30 … Canções de Amor e Liberdade … Show da cantora, pianista e compositora Olivia Gênesi acompanhada pelo baterista Fernando Garcia. No repertório, canções de seus 7 cds autorais e lançamento do novo single ‘Eu Você’. No Raiz Bar, à rua Alves Guimarães, 153

… … …

ATÉ 22 DE MAIO … Exposição Palhaços Brasileiros … Artista plástico e escultor João Goudinho expõe 14 esculturas de expoentes das artes circenses no Brasil, como: Arrelia, Carequinha, Picolino, Pimentinha e outros. No Centro de Memória do Circo, à av. São João, 473, no térreo. De segunda a sexta, das 10h às 20h (sábados e domingos, das 13h às 20h)

… … …

ATÉ 31 DE MAIO … SP_Urban x Maio Amarelo … Obras digitais iluminam SP durante todo esse mês. No Centro Cultural Fiesp, à av. Paulista 1313

… … …

ATÉ 29 DE JUNHO … Exposição de Marcatti – Primeiras Páginas … “Marcatti escreve, desenha, imprime, encaderna e vende suas pérolas escatológicas quadrinísticas. Seu estilo inconfundível já estampou transgressões em revistas como Chiclete com Banana e Mad.  De terça a sexta, das 12h às 17h e das 19h às 21h. No sábado, das 11h às 20h. Na 9a Arte Galeria, à rua Augusta, 1371 – loja 113

… … …

ATÉ 5 DE SETEMBRO … A Utopia na Era da Incerteza – Imersão Artística Múltipla: Instalação cenográfica com atividades sensoriais e espetáculo teatral. Projeto da Cia Lúdica ocupa o Tendal da Lapa, na rua Guaicurus, 1100

… … …

AGENDÃO >>> Fique ligado, pois o agendão é diariamente atualizado. E toda quinta-feira tem post novo

… … …