Sarau, luau e o escambau

Sarau, luau e o escambau

Produção artística que vive à margem da indústria cultural

As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Tem os festivais Gramix (na Casa Gramo) e Primavera (no Carauaribar), e os tributos a Luiz Melodia (no bar do Alemão) e Belchior (no Ecla)

Por Arnaldo Afonso

   

Selecionei quatro eventos legais de artistas e ativistas do movimento de saraus da cidade. Nesta semana tem o Festival Gramix (música, poesia e intervenções variadas, na Casa Gramo), o Festival Primavera (com Ligia Regina & Eder Lima à frente, no Carauaribar), e dois shows de tributos mais que necessários: Marco Palmah canta os sambas de Luiz Melodia (acompanhado pelo grande Renato Piau, no bar do Alemão) e O Zi Stafuzza faz releitura da obra de Belchior (no Ecla). Confira:

SEXTA – 20 de setembro – 21h … O artista O Zi Stafuzza relê a obra de Belchior, acompanhado por Rosangela Alves, Brau Mendonça, Ayrton Mugnaini e Sandro Silva. Evento da Tarica Produções. No Ecla, à rua Abolição, 244, no Bixiga

SÁBADO – 21 de setembro – das 16 às 4h … Gramix Festival – Ocupação: O Corpo como Resistência. Na Casa Gramo, à rua Bento de Abreu, 223, na Lapa. Terceira edição do evento comemora o 5 anos da casa administrada por Beto Antunes, com música, dança, rodas de leitura e exposições ocupando banheiros, cozinha, escadas e todos os ambientes do local. Veja a programação completa:

PALCO INSTRUMENTAL
17h – Quarteto Folha Seca
18h – Choro da Quitanda – corpos em roda
19h30 – Felipe Mancini – Passagem por vários sons
20h – Duo Corda e Platinela

PALCO FOYER
16h – Ericsson & Andrea
16h30 – Projeto Aberta INá IÊ
18h30 – Macabea Banda
19h – Tunuka
20h30 – Edu Kneip
21h – Zimbher
21h30 – Cacá Pereira, um compositor
22h – Curva
22h50 – dAni-Vi, inteira aberta errante

PALCO LANÇAMENTO
20h – Bruna Romaro “Mundo Meu”
21h30 – Gustavo Galo ” se tudo ruir, deixa entrar o ruído” voz e guitarra – Participação Especial de Tatá Aeroplano (Gravação ao Vivo)
23h – Banda Antúrio Banda
0h30 – Pedro Iaco
01h30 – mc Zen
02h30 – dj Sopa
03h10 – Tatá Aeroplano

PALCO BANHEIRO ROSA
16h – tiragosto
17h – Lia
17h30 – Linio Lírio
18h – Ian Lasserre
21h – João Sobral
21h – Letícia Morelli
22h – Eloi Calame

PALCO QUARTIN
19h – Sudário
19h30 – Lobisomem
20h – André Vilé
20h30 – Abelha Psicoldélica
21h – Juli Manzi

PALCO MULTI
17h – Yoga com Bianca Mimiza
18h30 – Leitura coletiva do livro: A moça caminha alada sobre as pedras de Paraty
19h30 – Clarena
20h30 – Rádio Lithium Mini System – Caco Pontes
21h – Necessidades básicas, pilulas poéticas com Daniel Perroni Rato
21h30 – DEVIR: Jamperformance com OTilia Françoso Didi, Bruno Garrote, Edgard de Lima, Emmanoel León, João Gomes, Rodrigo O Cardoso

PALCO AR
16h – Jai Mahal e os Dois Pacíficos
16h40 – Paulo Ohana – Pólis “Quantas cidades cabem numa voz”
17h10 – Guilherme Kafé
17h40 – Flor
18h20 – Malu Maria
18h50 – A Farsa do Açúcar Queimado ou a mulher que virou Pudim
20h – A+A
20h30 – Alexandre da Silva e Quarteto Amaeté

SÁBADO – 21 de setembro – 19h … Festival da Primavera no Carauaribar … Festival de música, poesia e resistência, com organização de Ligia Regina e Eder Lima (que também fazem show) e participação de músicos e poetas da cena cultural independente e autoral, como Dari Luzio, Deise Capelozza & João Emilio, Cida Sarraf, Chero da Poesia, Cordeirovich & Vladinsky, Dedé Brasil, Fernando Rocha, Francisco Américo (Quinho), Gilberto Brás, Ir ao Ar (Mad Rodrigues, Valmir Quinto, Tiago Magrello), João Caetano, Karolzinha da Silva, Key L’amour, Márcia Barbieri, Marcy Santos, Silvia Maria Ribeiro, Valter Passarinho e Arnaldo Afonso (eu também estarei lá: obrigado pelo convite!). Na praça Carauari, 8, na Vila Maria

QUARTA – 25 de setembro – 20h30 … Show “Sambas do Melodia” … Tributo ao grande Luiz Melodia com os cantores Marco Palmah e Renato Piau (parceiro de Melodia e violonista que o acompanhou por toda a carreira). Marco Palmah, intérprete paulistano residente no DF, faz parte da Orquestra Cafuçú do Cerrado, comandada pelo produtor Lucas Furmiga. O grande Renato Piau, além de acompanhar vários cantores da mpb, já lançou discos solos, como ‘Guitarra Brasileira’ e ‘Tom do Leblon’. No Bar do Alemão, à av. Antártica, 554

 

… … …

MINHAS ANDANÇAS POR AÍ

… … …

Que fique bem claro, seu Januário: não sou cri-crítico musical nem literário. Sou artista que sente pressente pelo insight o valor do objeto emocional criado. Sou fã abduzido seduzido cooptado. Apaixonado pelo belo poético tocado e cantarolado. E ainda estou transtornado (e transformado) lendo e relendo livros, indo e vindo de shows, vendo e ouvindo canções e sentindo reverberar as emoções que vivi. Um pouco do que vi é o que conto aqui:

QUINTA – Sarau da Paulista no Santa Sede … Delícia de evento com poetas declamando seus textos (da antologia Sarau da Paulista) no famoso templo do rock da ZN, o Santa Sede, de Cleber Lessa. Participaram os organizadores Cesar Augusto de Carvalho, Fabiano Garcez e Sergio Rocha. O poeta Rubens Jardim, idealizador e um dos criadores do Sarau da Paulista, não pode comparecer mas foi lembrado e homenageado diversas vezes (eu mesmo li um poema dele). O sarau teve ainda a presença dos poetas Claire (sempre iluminada e reverenciada), Lenita Estrela de Sá, Carolina Montone, Élcio Fonseca, Silvia Maria Ribeiro, Lázara Papandrea, Akira Yamasaki, Gilberto Braz, Arnaldo Afonso (eu!) e muitos outros. Enquanto o violonista Nelsinho tocava clássicos do rock e da mpb, a tchurma de poetas e amigos continuou por lá cantando e fazendo a festa. Foi bão demais!

SEXTA – Anhangabahy no Armazém do Campo … A banda formada por Hévelin Gonçalves, Rui Condeixa Xavier e Wady Issa Fernandes, com a participação de Flavio Hernandes, mandou seu som no Armazém do Campo (um posto de venda dos produtos orgânicos dos trabalhadores do MST e que também promove eventos culturais). Cheguei no meio do show, mas ainda pude curtir as levadas variadas e as letras inventivas de Rui (compositor da banda) e a performance teatral e divertida dos artistas. Claro que, antes de ir embora, aproveitei pra tomar uma boa dose da cachaça Lula Livre. Neste sábado, às 20h, o Anhangabahy se apresenta no bar Dali Daqui, à rua Conselheiro Brotero, 71. Vai lá, meu filho, vai lá…

SEXTA – As Quiridinhas da Rainha no Picles … Adoro ir aos shows alternativos que acontecem no Picles (Cardeal, 1838). Na sexta, me diverti com ‘As Quiridinhas da Rainha‘, banda de mulheres que fez deliciosa releitura do repertório dos Beatles, com Alexia Evelyn (voz, vocais e percussão), Camila Lordy (teclado, voz e vocais), Gigi Magno (baixo e vocais), Irlana Maia (bateria, voz e vocais), Patrícia Ahmaral (voz , vocais e percussão) e Helô Ribeiro (guitarra, flauta, voz e vocais). Helô, que eu já admirava por suas composições e atuações ao lado de Vanessa Bumagny e André Sant’Anna na série de espetáculos Sons e Furyas, se apresentou pela primeira vez tocando guitarra. E foi dela, talvez, o momento que mais me encantou: uma versão suingada e quase reggae de You Won’t See Me. Mas a Help ‘country’ também estava linda. E ficou bem legal a levada acelerada de  Day Tripper. Ah… foi gostoso ouvir Maria, Maria emendada na Lady Madonna. Sei lá… só digo mais uma coisinha: eu gostei pra-ca-rai! Estou querendo mais shows dessas ‘Quiridinhas‘…

SÁBADO – Chero da Poesia no Bar do Frango … O quê dizer dessa banda que desde fins dos anos 70 mantém intactas e atuais as suas características marcantes: vocais harmoniosos, lindas melodias e temas ambientais e humanistas? O trio base, formado pela grande cantora Helen Torres e pelos dois compositores, o guitarrista Luiz Giadas e o violonista Sidney Kitagawa (a alma emocionada da banda), teve o reforço das batidas precisas do percussionista Quinho (Francisco Américo). O show foi lindo! Não há, nas rádios que tocam mpb hoje, músicas mais bonitas do que aquelas que ouvi nesse show. Repito: não há! Esse recado vai para a Nova Brasil, a Eldorado, a Usp, a Cultura e a Brasil Atual. A banda Chero da Poesia merece tocar nas rádios brasileiras, ponto final. Eles ainda, generosamente, abriram espaço para a cantora Marina Fama, a dupla Ligia & Eder Lima, a poeta Silvia Maria Ribeiro e este blogueiro e cantor Arnaldo Afonso. Eu cantei minha parceria com Luiz Giadas, ‘A Primeira Vez’, letra minha sobre um rap melódico composto por ele. Ah, meus amigos… foi mesmo uma noite bela! No fim, o Tatau, administrador do Bar do Frango, deu um recado: em outubro, acontecerão os shows comemorativos dos 30 anos desse lendário point de resistência cultural da ZL (na av. São Lucas, 479). Vou noticiar tudão por aqui. Fique ligado.

DOMINGO – Sons do Brasil no Atelier Travessia… O projeto do radialista Serginho Sagitta acontece uma vez por mês, até novembro. Nesta edição, teve show do cantor e compositor Nell Filho (boas baladas cantadas em timbre grave, remetendo a Renato Russo) e bate-papo com o multiartista Ca Cau, que falou das relações entre arte e mercado, contando casos interessantes de suas vivências como músico e artista plástico

TERÇA – Vladinsky & Cordeirovich no CCSP … Sem dúvidas, este foi o melhor show da dupla desde a retomada da carreira de Cordeirovich, agora com Vladinsky ao violão (com o nome de Cordeiro, ele formou dupla ao lado de Lé Dantas nos anos 80, com quem lançou o disco independente ‘Brincadeira Manhã’).  Acompanhados pelos ótimos Dan Grasso (nos solos de guitarra) e Rafael Fazzion (na percussão vigorosa), Cordeirovich & Vladinsky apresentaram seu repertório de canções poéticas e circulares, quase mantras que vão envolvendo o público e puxando nossos sentidos para dentro de sua roda amorosa de fraternidade e paz. Além das belas canções, é preciso ressaltar que Cordeiro domina a arte de cantar e estar no palco com a mesma naturalidade de quem sorve um chicabon (como diria o mestre Nelson Rodrigues). O show ainda teve a participação do músico Tom Peixoto. Abrindo os trabalhos, tivemos o prazer de ouvir e apreciar o talento do violoncelista e pianista cubano Yaniel Matos. Foi mesmo uma noite prazerosa!

TERÇA – Ortinho no Mundo Pensante ... O cantor e compositor, que lançou recentemente seu quarto álbum, “Nas Esquinas do Coração”, se apresentou acompanhado por Estevan Sinkovitz (violão aço e guitarra), Zeca Loureiro (guitarra), Tiago Brandão (baixo), Rogério Rochlitz (piano, moog e escaleta) e Gustavo Souza (bateria). Ortinho é, essencialmente, um front-man: é ali, cantando à frente de uma banda, que ele revela seu vigor de rock-star, e onde sua música se completa e alça voo. O artista pernambucano, oriundo da cena do mangue beat, exerce com autonomia sua versatilidade: já participou e formou bandas punk (Querosene Jacaré) e é parceiro de mpbistas (como Arnaldo Antunes e Marcelo Jeneci), sem que isso desvirtue a pegada muito pessoal de suas levadas psicodélicas e de suas letras de poética quase surreal. Após seu show, ainda presenciei a ótima performance da jovem cantora Josyara, que imprimiu personalidade a temas que remetem à baianidade de Gal e Caetano, além de condenar o fascismo da era bolsonariana na canção ‘Engenho da Dor‘, em que canta: ‘nós não vamos voltar pros porões, não vamos voltar pros armários, não vamos voltar pras prisões’

 

… … …

FOCUS NO CANADÁ E O
NIVER DA CAROLINA DE SÁ

… … …

SEXTA, SÁBADO E QUARTA – 20, 21 e 25 de setembro … Focus Cia de Dança se apresenta no exterior … Companhia carioca dirigida por Alex Neoral (e mantida pela Petrobras) leva suas coreografias ao Canadá e à Colômbia (no cartaz, a programação completa). No elenco, estão os bailarinos Marcio Jahú, Cosme Gregory, José Villaça, Roberta Bussoni, Marina Teixeira, Monise Marques e Carolina de Sá (minha filhoca, que aniversariou no dia 13 e de quem falo na matéria a seguir).

Eu vou bancar o pai babão e bobão outra vez: parabéns, filha, papai te ama de montão! (imaginem milhares de emojis de coraçõezinhos aqui). Mas não se trata só disso.  Já falei aqui das qualidades da bailarina Carolina de Sá e falo novamente, porque ela tem superado muitas adversidades. Segue o texto:

Olha ela lá… bem no dia do seu niver, essa menina brasileira da Vila Maria, a Carolina de Sá, está dançando no Canadá… ah… que alegria isso me dá … como não falar de sua raça, de sua força ou daquele jeito de ser que só ela tem? … daquela sua mistura de sonho e determinação, da delicadeza consistente que transparece em cada gesto e em seus movimentos no palco … aquele seu ‘jeitinho’ só seu, que faz com que a gente te identifique, mesmo na penumbra, logo na primeira cena, no meio de toda e qualquer apresentação de qualquer companhia… nessas horas, alguém sempre me diz: ‘olha lá a Carolina!’ … aí vem mais alguém me cutucar: ‘ela é diferente, né?’ … eu ouço e fico quieto, claro… mas entendo o que eles querem dizer … é que tem mais alguma coisa ali, além da técnica… algo talvez bem maior do que só saber dançar… e também nem é o caso de ser melhor que ninguém … nunca foi esse o seu alvo … penso em dizer: é que ela faz aquilo com um amor profundo! … acho que ela está onde sempre quis estar … e onde fez por merecer estar… no palco, fazendo o que gosta … e recebendo em troca os aplausos… somente os aplausos … porque é só isso o que importa … todo o resto (grana, fama, vaidades) o buraco negro do mundo vai sugar … e quando tudo passar, são só os aplausos, reverberando no cosmos, é que ainda irão ecoar … e na mente da gente, eternamente, vai ficar a imagem daquela menina a dançar … a Carolina de Sá… … … … beijos desse teu fã.

 

… … …

ARNALDO, ESTE BLOGUEIRO ATAREFALDO!

… … …

SEÇÕES >>> Por motivos de força maior, essa edição ainda vem sem a seção de livros. A programação do agendão vai sendo incluída no dia a dia, com divulgação diária dos eventos também pelo Facebook (e transmissão de vídeos dos eventos a que assisto). Como já disse, o blogueiro anda ocupado resolvendo questões nada secundárias como emprego, aposentadoria e moradia, além de dividir o tempo que sobra em ensaios, shows e textos para este blog. Tudo ao mesmo tempo agora, vamos em frente fazendo do modo que for possível. Na vibe dessa fight, peço a compreensão dos leitores. Beijos e um grande abraço a todos.

RÁDIO BRASIL ATUAL >>> Quero agradecer as manifestações de carinho e apoio para que dê certo e vá ao ar a versão radiofônica deste blog (meus queridos amigos praticamente formaram uma torcida organizada por mim: obrigado!). Como disse no post passado, gravei alguns pilotos do Sarau, Luau e o Escambau na Rádio Brasil Atual e estou aguardando a confirmação do programa. Em breve, darei um retorno aqui.

Por falar na Rádio Brasil Atual, acesse o link para conhecer e colaborar com sua campanha de financiamento. Neste momento de retrocessos políticos, sindicais e culturais, sabemos bem o quanto é imprescindível ter uma emissora que faça frente ao discurso fascista do governo e das poderosas redes que o apoiam.

CENSURA, COMO NA DITADURA … Claro que esses ratos fascistas que estão no (des)governo Bolsonaro dizem que “apenas sugeriram” que o filme sobre o grande Chico Buarque fosse retirado de festival no Uruguai (leia aqui). Chico é um artista que qualquer país do mundo ostentaria com orgulho como um dos maiores símbolos de sua riqueza cultural. A obra de Chico é eterna e mundialmente reconhecida. Viva Chico! Já esses pulhas que estão no poder no Brasil, só nos envergonham. Logo passarão. Fora, seus fascistas de merda!

MARIELLE >>> Dia 14 de setembro fez um ano e meio deste assassinato político sem punição. Dois supostos assassinos (milicianos) estão presos e incomunicáveis. A família Bolsonaro, de evidentes ligações com as milícias do RJ, abafa o caso. A grande mídia (e seus inúmeros e vendidos comentaristas políticos) não se incomoda, o STF não se incomoda (Dodge teve um ano e meio para tomar providências…) e os fascistas da família e do governo Bolsonaro (mais o desmiolado governador Witzel) comemoram, fazendo gesto de ‘arminha’. Este blog continua, semanalmente, lembrando de Marielle, exigindo o esclarecimento de seu assassinato e a punição para os criminosos fascistas. Enquanto isso não acontecer, fica evidente que este País não vive uma democracia.

… … …

MARIELLE PRESENTE!

… … …

No dia 14 de março de 2018 a vereadora, de 37 anos, foi assassinada no bairro da Lapa, no Rio. Ela era relatora da Comissão dos Direitos Humanos que acompanhava a intervenção militar no RJ. Havia feito denúncia contra abusos policiais e voltava de um evento com jovens negras quando foi baleada. Anderson Gomes, motorista do carro em que ela estava, também foi executado. Desde então, protestos contra o bárbaro crime se repetem diariamente em várias cidades brasileiras. Marielle lutava por justiça, inclusão e igualdade de direitos. Defendia as causas que todos nós, artistas e coletivos dos saraus, também defendemos. Este blog continua aguardando o esclarecimento do caso e a punição dos assassinos e mandantes. As balas que a mataram atingem a todos nós. Não podemos nos calar. Até quando vou ficar semanalmente repetindo esse texto aqui? Será que vai ficar assim? Por que a resposta não vem? Quem matou (e quem mandou matar) Marielle?

Já faz um ano e meio que eu repito esse texto. E vou continuar repetindo enquanto este blog existir. É meu compromisso em defesa da democracia e da liberdade, ambas ameaçadas pela impunidade de assassinos ou pela omissão das autoridades. Durante todo esse tempo, repito esse texto que eu já sabia que ia repetir. Se temos dois suspeitos presos (a quem ninguém entrevistou, confrontou, nem perguntou os motivos) ainda falta saber quem mandou matar Marielle. Um ano e meio depois, Marielle continua sendo baleada, morrendo todas as noites e renascendo a cada manhã. Porque pessoas íntegras como Marielle não morrem jamais. Se eternizam e viram exemplo de luta. Nós, brasileiros democratas, estamos aqui, de braços dados com ela, esperando que a justiça seja feita. Os assassinos talvez tenham a proteção momentânea de organizações ou de eventuais autoridades fascistas. Que podem ameaçar Marcia Tiburi e Jean Wyllis, ou mirar e atirar em nossas altivas cabeças. E até nos matar, um a um (‘matar uns 30 mil’, como disse o atual presidente, sem ser punido nem ter sua candidatura impugnada). Só não poderão evitar que Marielle renasça mais forte, todos os dias, no corpo e na mente de cada menina guerreira da cidade do Rio de Janeiro. Marielle presente.

 

… … …

AGENDÃO

… … …

Aqui as sugestões de programação para esta semana. Acompanhe também as opções contidas na página da Agenda da Periferia. Informe-se, inconforme-se, atue e divirta-se!

… … …

CAMPANHA: ATÉ 7 DE OUTUBRO >>> A Pinot Noir Literatura é um projeto literário que visa divulgar três artistas independentes: as escritoras Marcia Barbieri e Graziela Brum e o artista plástico e ilustrador Ivan Sitta, publicando os livros “A casa das Aranhas” de Marcia (terceiro de sua ‘trilogia do corpo’, que inclui ‘A Puta’ e ‘O Enterro do Lobo Branco’) e “Jenipará”, de Graziela (idealizadora do projeto literário ‘Senhoras Obscenas’). A campanha vai até o dia 7 de outubro e, além dos exemplares em pré-venda, existem outras recompensas. Acesse e saiba mais 

… … …

CURSO – INSCREVA-SE >>> Inscrições para o curso livre “Violências simbólicas e históricas em literaturas de língua portuguesa – poder, diversidade” – Ministrado por Ricardo Escudeiro no campus Santo André da UFABC, o curso analisa as relações entre memória, etnia, gênero, classe, e identidade social e nacional na literatura, apontando os processos de apagamento, exclusão, fragmentação identitária e silenciamento praticados contra os contestadores do sistema. Direcionado aos docentes, mas aberto a toda a comunidade, o curso terá início em 3 de outubro, sempre às quintas-feiras, das 19h às 21h. Acesse para se inscrever e saber mais

… … …

I PRÊMIO “SUBURBANO CONVICTO” >>> Suburbano Convicto é sarau, livraria e editora administrados pelo produtor cultural e poeta Alessandro Buzo. Este guerreiro das artes periféricas criou agora (com apoio do coletivoPoetas do Tietê) um prêmio para valorizar os artistas e coletivos que fazem a vida cultural das quebradas da cidade. Desde 1 de setembro estão abertas as votações para o ‘I Prêmio Suburbano Convicto‘, com 15 indicados em cada uma de suas dez categorias. A votação é dividida em três fases e vai até novembro. A entrega do Prêmio será no dia 11 de dezembro, no Centro Cultural Olido. Para conhecer os indicados e votar, clique aqui.

… … …

SEXTA E SÁBADO – 20 e 21 de setembro – 14h … Vozes Periféricas … No sábado, ‘Literatura e Arte Educação’, com Lucas Afonso, Andrio Candido e Mariana Felix (mediadora), na Biblioteca Pública Érico Veríssimo, à rua Diógenes Dourado, 101. No domingo, ‘Eugenia na Literatura e o Livre Saber’, com Natália Neris e Weber Lopes, na Biblioteca Pública Municipal Álvaro Guerra, à av. Pedroso de Morais, 1919

… … …

SEXTA – 20 de setembro – das 16h a 1h… E. Culture … Espetáculo undergrounde de música e performance com JorgeF, Velt e Aloha. No 4e20 Music Bar, à rua Margarida, 420

… … …

SEXTA – 20 de setembro – 19h … Palavras D’água – Espetáculo lítero-musical celebra os dez anos de carreira da poetisa Débora Garcia. Com direção de Renato Gama e banda de mulheres negras. No Sesc Guarulhos

… … …

SEXTA – 20 de setembro – 19h30 … Cabaré Feminista no Armazém do Campo, à alameda Eduardo Prado, 499. Grupo apresenta o show ‘Não Cala!’

… … …

SEXTA, SÁBADO (20h) E DOMINGO (19h) – 20 a 22 de setembro … Terror e Miséria no Terceiro Milênio, peça inspirada em texto de Brecht. No Teatro de Contêiner, à rua dos Gusmões, 43

… … …

SEXTA – 20 de setembro – 20h … Festival Jardim Psicodélico #2 no Centro Cultural Vila Formosa, à av. Renata, 163. Shows das bandas Os Longes e Nicolas não tem banda.

… … …

SEXTA – 20 de setembro – das 20h às 4h … Noite do Karaokê … Festa tem apresentação de Rafael Nestardo e som dos anos 80 e 90 nos intervalos. No Estúdio Toca do Disco, à rua Grecco, 629

… … …

SEXTA – 20 de setembro – 20h … Indy Naíse & D’Ogum … Show de lançamento do single “Fogo No Baile”. Na Aparelha Luzia, à rua Apa, 78

… … …

SEXTA – 20 de setembro – 20h … Primavera nos Olhos … Lançamento dos livros “Poemas de Amor Ainda”, de Antonio Thadeu Wojciechowski, e “A Caverna dos Destinos Cruzados”, de Sergio Viralobos e Monica Berger. No evento, show da Orquestra Sem Fim. No Jokers, à rua São Francisco, 164, no centro de Curitiba

… … …

SEXTA – 20 de setembro – 20h … Víctor Cagnotto e Lucas Scandura … Dupla apresenta canções autorais, releituras e poesias. No Sabor do Parque, à rua Frederico Bacchin Neto

… … …

SEXTA (20h) E SÁBADO (18h) – 20 e 21 de setembro … Criatura, Uma Autópsia – Espetáculo solo de Bruna Longo sobre o romance Frankesnstein, de Mary Shelley. Na Oficina Cultural Oswald de Andrade, à rua Três Rios, 363

… … …

SEXTA – 20 de setembro – 20h30 … Lançamento do livro “Vozes da Tradição” … Com a presença dos autores Marco Haurélio e Lucélia Borges. Roda com narradores recontando histórias do livro. Na A Casa Tombada, à rua Ministro Gódoi, 109

… … …

SEXTA – 20 de setembro – 21h … Banda Still Life – (Iron Maiden Tributo) no Santa Sede Rock Bar, à av. Dumont Villares, 2104

… … …

SEXTA – 20 de setembro – 21h … Cabaré das Travestidas … Show performático reúne o elenco do coletivo em números musicais, dublagens e performances. Na Estrella Galicia Estação Rio Verde, à rua Belmiro Braga, 119

… … …

SEXTA – 20 de setembro – 21h … Dan Silva e Banda no Alvenaria Espaço Cultural Colaborativo, à rua Turiassu, 799

… … …

SEXTA – 20 de setembro – 21h … Banda da Portaria ‘mata o mito’ no Picles, à rua Cardeal Arcoverde, 1838. Com Daniel Doc (voz, baixo e assobio), Daniel Nakamura (guitarra), João Mantovani (voz e violão), Telo Ferreira (voz e baixo) e o poeta Vitor Miranda declamando em meio às canções

… … …

SEXTA A DOMINGO – 20 a 22 de setembro … Resquícios Brutos no Teatro Alfredo Mesquita, à avenida Santos Dumont, 1770. Espetáculo de dança com Christiana Sarasidou, Karime Nivoloni, Liana Zakia e Raissa Cintra. Trilha Sonora de Danilo Pêra. Sexta e sábado às 21h. No domingo, às 19h

… … …

SEXTA – 20 de setembro – 22h … Covers de Whitesnake, Scorpions e Europe. No Manifesto Bar, à rua Iguatemi, 36

… … …

SEXTA – 20 de setembro – 23h … XXXbórnia no Mundo Pensante. Festa com música autoral: 3 shows + 3 djs. Na rua 13 de Maio, 830

… … …

SEXTA – 20 de setembro – 23h … Caetanagem no Al Janiah ... Canções de Caetano interpretadas por Bruno Del Rey (voz e violão), Leo Mattos (bateria, percussão e vocais), Kaneo Ramos (guitarra) e Augusto Passos (baixo), na série de apresentações organizadas pelo militante cultural Netto Duarte. Na rua Rui Barbosa, 269

… … …

SEXTAS – 20 e 27 de setembro – 23h … Temporada “Bolo de Rolo” … Baile da banda e bloco. No Espaço170, à rua Inácio Pereira da Rocha, 170

… … …

SÁBADO – 21 de setembro – 14h … “30 anos depois de ‘As horas nuas’: memória, decadência, feminismo e repressão”. Debate sobre o livro lançado por Lygia Fagundes Telles em 1989. Na Tapera Taperá, à av. São Luís, 187, 2º andar

… … …

SÁBADO – 21 de setembro – das 16h à 1h … Festa Realce … Com os djs Fred Lima, Festa Dama, Lia Macedo e Aline Nabisi. Projeções com Vj Foga. Na Casa Híbrida, à avenida Doutor Arnaldo, 1620, no Sumaré

… … …

SÁBADO – 21 de setembro – 16h … Lançamento – ‘O filho de Osum’, romance de Decio Zylbersztajn. Livro trata da invasão nazista na Holanda, suas consequências sociais e econômicas, seus efeitos morais (deformação de caráter) e o viés político (resistência). Na Unibes Cultural, à rua Oscar Freire, 2500

… … …

SÁBADO – 21 de setembro – 17h … 4º edição do Casa Amarela Convida, na rua Julião Pereira Machado, 7, em São Miguel Paulista (clique no cartaz). Com palco aberto

… … …

SÁBADO – 21 de setembro – a partir das 17h … Abdução – 2 anos … Festa com três shows (John Walace, Filipe Fritos & os Monstros Siderais
e Alienage), djs, projeção, expos, brechó, comes e bebes. No Esco.Bar Guarulhos, na Travessa do Rosário, 153

… … …

SÁBADO – 21 de setembro – 18h … Aprendi a voar quando fui empurrado do precipício … Instalação cênica criada e interpretada por Tales Jaloretto com música instrumental do guitarrista Luiz Eduardo Galvão. No Niá, à rua Primeiro de Março 84, perto do metrô Santa Cruz

… … …

SÁBADO – 21 de setembro – 19h … Lançamento do livro “Se você me amasse, teria fechado os olhos”, com poemas de Ingrid Morandian. Na Patuscada, à rua Luiz Murat, 40

… … …

SÁBADO – 21 de setembro – 19h30 … Lançamento: “Mormaço – Entre outras formas de calor”, projeto musical da poeta e slammer Mel Duarte. Participação de Nina Oliveira e Amiri. No 3º andar do Sesc 24 de Maio

… … …

SÁBADO – 21 de setembro – 20h … Banda Anhangabahy se apresenta no Dali Daqui, à rua Conselheiro Brotero, 71

… … …

SÁBADO – 21 de setembro – 21h … Stand up Comedy na Locadora Charada, à rua José Antonio Fontes, 62, na ZL (clique no cartaz). Décima terceira edição do evento produzido pela Jardim Psicodélico. Entrada franca

… … …

SÁBADO – 21 de setembro – 21h … Banda Us Top toca clássicos do rock no Santa Sede, à av. Luiz Dumont Villares, 2104

… … …

SÁBADO – 21 de setembro – 21h … Banda O Grande Ogro apresenta seu som instrumental no Rock and Blues Bar, à av. Marari, 466 (no cartaz, a arte de Vander Bourbon)

… … …

SÁBADO – 21 de setembro – 21h30 … Histórias e Canções do Clube da Esquina. Na rua Fontoura Xavier, 1090, em Itaquera

… … …

SÁBADO – 21 de setembro – 22h30 … Guizado toca Miles Davis: “Kind Of Blue”, no Blue Note

… … …

SÁBADO – 21 de setembro – 23h30 … Lu Vitti canta blues, rocks e brasileiragens na Casa Matahari, à rua Silva Bueno, 729

… … …

DOMINGO – 22 de setembro – das 8h às 21h … A Grande Festa do CAPSArtes … O Centro de Arte e Promoção Social comemora 29 anos de (R)existência com festa de 12 horas que homenageia a literatura de cordel. O evento tem curadoria de João Gomes de Sá e Maria Vilani, com programação gratuita e apoio do Sarau Bodega do Brasil, do Sarau Clamarte, da Ação Educativa e do coletivo Espaço Cultural & Gráfica ECP. Confira:

8h – Café da manhã na Ação Educativa, à rua General Jardim, 660
9h – Procissão poética até a Praça da República
10h30 – Carreata até o Projeto Clamarte
11h30 – Almoço e Sarau no Projeto Clamarte, à rua Prof. Otávio Guimarães, 393, em Socorro
14h – Chegada ao Centro Cultural do Grajaú, à rua Prof. Oscar Barreto Filho, 252
14h30 – Roda de Poesia. Tema: Cordel
16h – Roda Cantante: a influência do cordel na música brasileira
17h30 – Teatro – Fuzuê na Odisseia – Projeto Maria Fuzarca
18h30 – Cordelista em cena – Sarau Bodega do Brasil

… … …

DOMINGO – 22 de setembro – das 11h às 18h … Feira Cultural de Oz, na praça Benedito Lázaro da Silva. Visa promover ocupações culturais e desenvolver economicamente pequenos produtores de arte e artesanato

… … …

DOMINGO – 22 de setembro – das 11 às 22h … Encontro dos Povos da Zona Leste. Na Praça Fortunato da Silveira (Morumbizinho), em São Miguel Paulista (clique no cartaz)

… … …

DOMINGO – 22 de setembro – das 12h às 20h … Prima Vera Cria Tiva. Na Duit, a Casa do Fazer, à rua Girassol, 1220. Oficinas de Escrita Criativa, Discotecagem Digital, Robótica para crianças, Marcenaria, Terapia Horticultural e Pintura. A entrada para o evento é gratuita e as oficinas têm valores de participação de R$20 a R$40

… … …

DOMINGO – 22 de setembro – 17h … Lançamento de “Não briga comigo”, livro infantil de Rosália Milsztajn (um poema de seu livro “Recorte”, ilustrado por Felipe Trigueiro). Com intervenções poéticas de Glauce Guima. Na rua General Venâncio Flores, 184, no Leblon, Rio de Janeiro

… … …

DOMINGO – 22 de setembro – das 18h … Show Brasilidade Africana, na Biblioteca de Guarulhos, à rua João Gonçalves, 439. Com os artistas Caique Rudá, Letícia D’Alma , Biel Araújo e Guido Beline, além de convidados

… … …

DOMINGO – 22 de setembro – 19h … Gardênia. Peça inspirada no romance ‘O amor nos tempos do cólera’, de Gabriel García Márquez. Com Cybele Jácome e Luís Mármora. No Teatro Flávio Império, à rua Professor Alves Pedroso, 600, em Cangaíba

… … …

DOMINGO – 22 de setembro – 19h … Dandô Sampa … Com as cantoras e compositoras Kris Pires e Denise Mello, acompanhada pelo violonista Victor Mendes. Na Unibes Cultural, à rua Oscar Freire, 2500

… … …

DOMINGO – 22 de setembro – 19h … Jam … Encontro de quatro músicos: Eduardo Contrera (multi-instrumentista), Jorge Peña (percussões e sons), Pedro Macedo (contra-baixo) e Romulo Alexis (trompete e sopros). Na Casa Clara, à rua Alves Guimarães, 838

… … …

DOMINGO – 22 de setembro – 19h … Show ‘Aquarela de Batons’, com Marcos Munrimbau. Cantor e compositor faz homenagem às mulheres acompanhado pelas instrumentistas Anete Ruiz (teclado), Luciana Rosa (violoncelo) e Paula Padovani (bateria). No Casarão da Vila Guilherme, à praça Oscar da Silva, 110

… … …

DOMINGO – 22 de setembro – 19h30 … Show: Patrícia Bastos e Dante Ozzetti no Bar do Alemão, à av. Antártica, 554

… … …

SEGUNDA – 23 de setembro – 20h … Trupe Chá de Boldo: Subterrânea … Banda se apresenta no teatro do Centro da Terra (rua Piracuama, 19). A cada noite, um show diferente

… … …

SEGUNDAS – 23 e 30 de setembro – 21h … Dharma Samu – Pira musical. Show do quarteto paulista de jazz e música experimental. No Porão da Cerveja, à av. Gal. Olímpio da Silveira, 39

… … …

TERÇA – 24 de setembro – 18h … Sarau das Américas – Do Guarani ao Portuñol. No Memorial da América Latina

… … …

TERÇA – 24 de setembro – 18h30 … Lançamento de Passarais, livro de poemas de Hamilton Faria, pela Editora Espelho D’Alma. Na Livraria Martins Fontes, à av. Paulista, 509. Entre diversas participações em coleções e antologias, o poeta já lançou Diavirá, Hais, Haikuazes e mínimoIMENSO. Alguns de seus haicais:

Alegria triste
Tudo morre
E ainda existe

Converso com a rã
Há na loucura
Alguma coisa sã

Jardim inatingível
Brotar de três linhas
A flor do que digo

Ora, vê se não insiste!
O futuro é agora
O amanhã não existe

Aqui o meio do caminho
Nessa viagem vou comigo
Quero nunca andar sozinho

MAIS HAMILTON >>> No dia 1 de outubro, às 19h30, o poeta Hamilton Faria participa (com Isabel Santos e Eleilson Leite) do debate ‘Cultura, natureza e liberdade: pelo reencantamento do mundo’, sobre povos indígenas, negros e a conexão entre floresta e cidade, ressaltando utopias libertárias e igualitárias como o Teko Porã guarani e o Ubuntu africano. Na Ação Educativa, à rua General Jardi, 660

… … …

TERÇA – 24 de setembro – 19h … Lançamento: “O Colapso da Democracia no Brasil”. Luis Felipe Miguel analisa como em tão curto prazo ruíram as conquistas democráticas pós-ditadura e discute possíveis caminhos para a urgente reorganização da resistência popular. Na Editora e Livraria Expressão Popular

… … …

TERÇA – 24 de setembro – 20h … Sarau As Mina Tudo no JazzB – 17a Edição. Cantora e atriz Rhaissa Bittar apresenta sarau que abre espaço para as mulheres artistas. No JazzB, à rua General Jardim, 43

… … …

TERÇA – 24 de setembro – 20h … Terça Poética de Verão … Poetas de várias partes do País participam de evento preparativo para o 33º Psiu Poético, que acontecerá de 4 a 12 de outubro, com tema “Psiu Cinema”. No Quintal Avenida Rock Bar, na av. Deputado Esteves Rodriges, em Montes Claros, Minas Gerais

… … …

QUARTA – 25 de setembro – 18h … Macrofonia! convoca Poesia AKTO. Evento com projeções, performances poéticas e musicais. Na Casa da Luz, à rua Mauá, 512

… … …

QUARTA – 25 de setembro – 18h … SlamOz 21ª Edição – Com palco aberto. Lançamento de ‘Disperso’, livro do poeta convidado, Thiago Peixoto. Na Estação Osasco – Linha 9 Esmeralda da CPTM

… … …

QUARTA – 25 de setembro – 19h … Sarau Gente de Palavra, organizado e apresentado por Rubens Jardim e Cesar Augusto de Carvalho, homenageia a poeta carioca Mirian de Carvalho, autora de 10 livros de poemas e 7 de ensaios, além de artigos, resenhas e prefácios. Na Patuscada, à rua Luiz Murat, 40

… … …

QUARTA – 25 de setembro – 19h30 … 14º Sarau Alfinete. Com o músico Tião Baia, o poeta Sergio Rocha e o palco aberto. No Kas Tattoo, à avenida Papa Pio XII, 432, em Guarulhos

… … …

QUARTA – 25 de setembro – 19h30 … Lá na Laje – Escritoras Porsha Olayiwola e Negafya discutem a resistência na literatura e propõe um intercâmbio entre escritoras negras. Mediação de Jéssica Balbino. No Sesc Pompeia, à rua Clélia, 93

… … …

QUARTA – 25 de setembro – – 20h … Brechas Urbanas | o que é desenvolvimento. No Itaú Cultural, à av. Paulista, 149. Ciclo de debates sobre a vida nas cidades discute o sentido do desenvolvimento. Com Beatriz Pedreira e Mirian Cisneros, sob a mediação de Monique Evelle

… … …

QUARTA – 25 de setembro – 20h30 … Vivaz! – Daniel Medina e Convidados – Temporada no Teatro de Arena (à rua Teodoro Baima, 94). Com convidados, o compositor e ator cearense apresenta canções de seu disco “Evoé!”, além de inéditas

… … …

QUARTA – 25 de setembro – 21h … Túlio Borges e Luiza Borges. No Vizinha 123, à rua Henrique de Novaes, 123, no Rio de Janeiro

… … …

QUARTA – 25 de setembro – 21h30 … Alice Antunes – Do Samba Ao Jazz. No All of Jazz, à rua João Cachoeira, 1366

… … …

QUARTA E QUINTA – 25 e 26 de setembro … ‘Kassandra-Hecuba’ … Peça baseada em trechos de “Mulheres de Tróia”, de Eurípedes. Com Rosa Freitas e Carina Casuscelli. Espetáculo multimídia, da Companhia Nova de Teatro, faz parte do Projeto Estado, que começa com esta produção e se desenvolve a partir de pesquisas e experiências na Grécia e na Romênia, confrontadas com a realidade brasileira. O grupo participa do Analogio Festival Athens no dia 25 (às 20h no Museu da Universidade de Plaka), e dia 26 (às 16h no Teatro da Universidade de Atenas). Também se apresenta no Festival ‘25 horas de teatro sem parar‘ em Sibiu, na Romênia, no dia 6 de outubro (0h30, no Teatro Gong) e no dia 8 de outubro (20h, no Teatro de Arte Bucarest).

… … …

ATÉ 12 DE OUTUBRO … Exposição ‘Vende-se’, de Allan Sieber, na 9 arte galeria, à rua Augusta, à rua Augusta, 1371, loja 113

… … …

AGENDÃO >>> Fique ligado, pois o agendão é diariamente atualizado. E toda quinta-feira tem post novo. Até lá!

… … …