Há mais de seis anos o Sarau da Maria abre espaço aos artistas alternativos e promove encontros de diversão e debates. Através dele, ficamos amigos de muitos produtores culturais da cidade. A partir dele, criamos o Show da Maria e o Bloco da Maria. Se hoje o sarau é organizado por Deise Capelozza, Nilzete Lalá Ribeiro, Marici Silva, Helen Torres, Selma Bizon, Francisco Fanca e Arnaldo Afonso, muitos são os colaboradores que fizeram e ainda fazem com que ele continue a acontecer. A cada um, agradecemos o apoio, o carinho, o suor. São artistas, coletivos, amigos novos e antigos, corações e ideias em gestação e ação. São muitos nós emendados, somos todos nós, entrelaçados. Neste sábado tem mais um sarau, superespecial. Como sempre é, de novo e toda vez. Venha sentir essa magia acontecer. Vem viver a energia solidária que vibra do lado de fora da tela manipulada da tevê. Já são mais de seis anos de Sarau da Maria pra você: em defesa da diversidade, contra o fascismo e pela liberdade de ser.

SARAU DA MARIA, 3 DE AGOSTO, 20h >>> O cantor e poeta pernambucano Ortinho, surgido na cena do Mangue Beat, faz pocket-show no próximo Sarau da Maria, apresentando algumas canções de seu novo cd ‘Nas Esquinas do Coração‘. O cara é parceiro de Arnaldo Antunes, Chico Science e Jeneci, entre outros feras da nossa música, mas tem espírito alternativo e quer levar seu som às quebradas de SP. Sorte nossa! Fique ligado. O evento tem palco aberto e acontece no Clube Vila Maria, à rua Professora Maria José Barone Fernandes, 486. Confira os outros convidados:

O grupo de teatro Ansur, que vai apresentar o espetáculo ‘Progênie‘, retrata temas contemporâneos a partir do universo feminino. É formado por Mariana Santana Pitta, Vanessa Sousa, Rafaela Terriaga, Jaqueline Silva e Kethelin Cruz. O multiartista e professor Claudemir Santos, um dos fundadores e produtores culturais da Aldeia Satélite Espaço Cultural, falará sobre seu trabalho de pesquisa para o livro “Fantasmas, Demônios e Lendários”. O poeta Vlado Lima, organizador do sarau Sopa de Letrinhas, lerá textos de seu livro ‘Sabe de Nada, Inocente‘.

Na parte musical, mais três atrações: o grande cantor Pérola Negra, da banda Cabras de Baquirivu (no vídeo acima interpretando a canção ‘Volta‘, de Arnaldo Afonso), o cantor e compositor O Zi Stafuzza (que recentemente releu as canções de Belchior em elogiado espetáculo) e o desenhista e compositor Punky que vai expor seus trabalhos gráficos e também cantar.

… … …

LIVROSLIVROSLIVROS

… … …

Livro falado alado pesado prensado musicado. Livre leve levado achado perdido. Livro livre lindo relido. Livro é bicho vivo. Conforme o prometido (no post passado) eis aqui uma primeira lista de livros de autores do circuito alternativo. Semanalmente nesta seção, alguns registros. Hoje, cito algumas coletâneas:

Quando adolescente li coletâneas de montão. Devorava. Me parece que esse pacote que junta vários estilos e abordagens chama atenção, de cara, pela beleza da diversidade. De uns tempos para cá, acompanhei o lançamento )(e até participei) de algumas delas, como 40 poetas em SP (do Coletivo Sarau dos Conversadores), a Coletânea do sarau Sopa de Letrinhas, a do importante projeto Veia e Ventania (Literatura Periférica nas Bibliotecas), a do coletivo Poetas do Tietê – volume 2 (entre outras), a de poetas participantes do famoso Sarau do Bar do Frango, a de mulheres escritoras, Blasfêmeas (organizada por Marilia Kubota e Rita Lenira), as edições das Senhoras Obscenas (grupo de escritoras admiradoras de Hilda Hilst, que saltou da net para o livro impresso) e os três volumes de As Mulheres Poetas na Literatura Brasileira, brilhante trabalho de pesquisa e resgate da poesia feminina nacional realizado por Rubens Jardim (também disponível na net). Por falar em Rubens, ele é um dos organizadores (ao lado de Cesar Augusto de Carvalho e Claudio Laureatti) do Sarau da Paulista, que lançou sua antologia com emocionante evento na Casa das Rosas, domingo passado. Finalizo com um trecho do lindo e amoroso texto de Rubens Jardim sobre a importância da poesia em sua vida.

      

RUBENS JARDIM >>>Existem poetas que rompem com a tua estabilidade. Eles te provocam para descobertas -e para um conhecimento que fica muito distante de qualquer método, de qualquer objetivo. Até porque a poesia é o urro do absoluto. É um jeito de adquirir uma certa flexibilidade. Uma abertura da alma para aquilo que está entranhado – e estranhado em nós. Acho que poesia é mesmo – e definitivamente – revelação, salvação. Eu devo, particularmente, a minha existência cheia de milagres, dores e amores aos poetas que li desde a minha juventude, e a uma porção de outros que vieram depois. Esses poetas me ajudaram a viver. A me encantar e reencantar. Só que essa coisa se renova e estou sempre encontrando a palavra inaugurante dxs poetas. E são elas que tornam esse mundo atual – quase insuportável pra mim – superável e ultrapassável. Sem os poemas e sem os poetas atuais, de várias gerações, acho que eu seria um cara depressivo, necessitado de medicamentos tarja preta. Por isso, agradeço a todos. A cada encontro com poetas nos saraus eu me sinto uma criança encantada. Até porque acho que nós todos (poetas) insistimos em fazer isso como as crianças insistem em brincar – e não se cansam“.

… … …

CLIPE, EP, CURSO, INSTALAÇÃO,
FILME E PROGRAMA DE RÁDIO
… ….

VIDEOCLIPE >>> A Cirilo Amém, ótima banda ZL que mescla mpb, levadas de rock e toques de psicodelia, lançou videoclipe da música ‘Delírios de Platão‘. No vídeo, os membros do grupo, Rafael Cirilo (violão e voz), Katia Aqkino (voz), Sergio Basseti (baixo), Telo Ferreira (bateria e percussão) e Filipe Cirilo (guitarras) foram substituídos e dublados pelas amigas Ana Clara, Ju Juliete, Lua Bernardo, Mariana Belli e Ysa Lour. A direção é de Adriano Stofaleti

PROGRAMA DE RÁDIO >>> Todas as noites, das 23h à 0h30, na rádio Sens, a escritora (e agora radialista) Graziela Brum, do coletivo Senhoras Obscenas, apresenta o programa Jenipará (nome do seu próximo romance), tocando música nacional de vários estilos, desde sucessos inesquecíveis a novidades de compositores do circuito alternativo, como Branca Lescher, Bento Ferraz e Banda da Portaria, entre outros. Clique aqui pra acompanhar

LANÇAMENTO DE EP >>>Samba pra uma Nação‘ é o novo trabalho do compositor Joca Freire. Além da faixa-título, de sua autoria, Joca gravou mais três canções, todas em parceria com o poeta Oswhaldo Rosa: ‘Alerta Geral’, ‘Carta ao Rei’ e ‘É do Povo a Praça’. A produção musical é de Clayton Santana. Aqui o link do ep

CURSO LIVRE DE TEATRO >>> Os professores Artur Gomes (Poéticas), Rosângela Queiroz (Interpretação), Leo Jr (Voz) e Luciano de Paula (Corpo), ministram curso sob a coordenação de Pedro Fagundes. No dia 4 de agosto, às 17h, no Teatro Trianon, em Campos dos Goytacazes, no RJ

CURTA SUZANO NA TELA >>> A partir de 1º de agosto, toda primeira quinta-feira do mês, às 19h, o cine-teatro Wilma Bentivegna (à rua Paraná, 70, em Suzano), exibe três filmes do festival Curta Suzano. Depois, roda de conversa dos realizadores com o público. O evento, gratuito, é parceria do coletivo Curta Suzano com a Secretaria da Cultura da cidade. Nesta primeira edição, com os filmes “Agora se vira, meu bem” (Elisa Alexa, Guarulhos), “1 a 1” (Ramon Abreu, Brasília) e “Quando parei de me preocupar com canalhas” (Tiago Vieira, São Paulo)

ANTITRUMP, ANTIMURO >>> Gangorras foram instaladas em um muro na fronteira entre EUA e México para permitir que crianças americanas e mexicanas brinquem juntas, sentadas cada uma de um lado da cerca. As instalações cor-de-rosa foram montadas pelo professor de arquitetura Ronald Rael, da Universidade da Califórnia em Berkeley, e pela professora de design Virginia San Fratello, da Universidade Estadual de San Jose, também na Califórnia. Em um post no Instagram, Rael disse que tanto crianças como adultos “conectaram-se de maneira significativa, reconhecendo que as ações que acontecem de um lado têm consequência direta no outro“. Ele compartilhou imagens e fotos mostrando crianças e adultos de ambos os lados da barreira rindo, enquanto se balançavam no ar nas gangorras. Foi um momento “cheio de alegria, emoção e união no muro da fronteira“. Fica a dica, Trump.

… … …

MINHAS ANDANÇAS POR AÍ

… … …

Que fique bem claro, seu Januário: não sou cri-crítico musical nem literário. Sou artista que sente pressente pelo insight o valor do objeto emocional criado. Sou fã abduzido seduzido cooptado. Apaixonado pelo belo poético tocado e cantarolado. E ainda estou transtornado (e transformado) lendo e relendo livros, indo e vindo de shows, vendo e ouvindo canções e sentindo reverberar as emoções que vivi. Um pouco do que vi é o que conto aqui:

SEXTA-FEIRA >>> Fui ao Sesc Belenzinho e assisti ao supercompetente show de Douglas Mam, acompanhado da banda Os Famigerados, com várias participações de músicos e parceiros. O artista lançou o clipe de ‘Fahrenheit‘, carro-chefe do cd homônimo. Seu estilo de compor formata uma bem resolvida mistura de folk e pop rock, além dele cantar muito bem. O show passou voando. Foi muito bão!

SEXTA-FEIRA – 2 >>> Saindo de lá, dei uma passada pra conhecer o Emerson Alcalde, organizador do Slam da Guilhermina, que acontece na pracinha ao lado da estação do metrô. Cheguei no final, mas deu pra sentir a efervescência cultural do pedaço, ainda repleto de grupos de jovens que comentavam sobre as performances poéticas.

SEXTA-FEIRA – 3 >>>Antes de ir embora, andei 300 metros e fui tomar umas cervas no Espaço Cultural Eclipse (mistura de bar, cafeteria e casa de shows) administrado pela poeta Adriana Caló. Lá, me apresentarei (com vários artistas convidados) na sexta-feira, 9 de agosto. O local é amplo, bem decorado (com objetos e fotos que remetem ao melhor da música mundial) e tem salas onde acontecem oficinas diversas (para crianças e adultos), além de um agradável terraço. Inaugurado há uns quatro meses, o Eclipse tem oferecido diversificada programação: de espetáculos de dança, poesia e saraus a shows de bandas cover e trabalhos autorais de artistas independentes. Pelo belo trabalho, este blog o parabeniza e divulga. Fica na rua Astorga, 621.

SÁBADO >>> Após uma prazerosa roda de violão e bate-papo, onde encontrei amigos e parabenizei a multiartista Regina Tieko, que aniversariava, saí de um barzinho na Rebouças e segui célere e atrasado rumo ao CaruariBar, na Vila Maria, para participar do show do cantor e compositor Dari Luzio, líder da banda Jeca’s Blues, que também convidou para o palco Kita & Giadas, José Carlos Guerreiro, Rica Soares e Vladinsky & Cordeirovich. Dari Luzio, mais reconhecido pelo talento de suas letras poéticas e densas, mostra-se cada vez mais um exímio guitarrista. A banda (com o batera Rod e o baixista Montagner) mandou uma sonzera pesada e consistente. Blues e rock na veia, man!

DOMINGO >>> Ah… que delícia que é reencontrar Rubens Jardim, esse meu velho amigo e poeta querido a quem tanto admiro. Ele, incansável ativista dos encontros poéticos, juntou-se a Cesar Augusto de Carvalho na organização da primeira Antologia do Sarau da Paulista, evento que, há 3 anos, reúne poetas de várias gerações para declamações na avenida. Não bastasse a beleza dos poemas, o lançamento aconteceu no pátio da Casa das Rosas, em meio à uma exposição de flores e sob um lindo céu azul. Além dos citados, estavam lá (e estão no livro) os incríveis Celso de Alencar, Álvaro Alves de Faria, Hamilton Faria, Beth Brait Alvim e Paulo César de Carvalho, entre muitos outros. E tivemos o privilégio de ouvir a bela voz da cantora Myrian Lopez, acompanhada pelo violão de Leandro de Abreu. Tava tudo muito bão, mas eu saí correndo porque tinha compromisso na ZL…

DOMINGO – 2 >>> “A Idade da Terra em Transe” é uma baita festança que tem exposição de pôsteres, desenhos e objetos supercriativos (bolados pelo Marcelo Dalla Dea), discotecagem antenada, shows de cinco bandas e algumas comidinhas e bebidinhas num ambiente pra cinéfilo nenhum botar defeito, a sede do Videoclube Charada (na rua José Antonio Fontes, 62, em Sapopemba). O espaço administrado por Gilberto Petruche, com a colaboração de uma tchurma de artistas e ativistas culturais da ZL, é um point de resistência da arte do underground. Nesta edição, eu pude curtir as bandas Aletrix, Grupo Noir (com Célia Demézio à frente), Alcoóliques, Eletric Junx e Piano Black (que voltou à ativa, após hiato de 10 anos. Ainda bem que voltou: eles arrebentaram!). Antes de sair, felizão da vida, conversei com Eduardo Osmedio e Marco Antonio Gonçalves, dois dos organizadores, para agendarmos a ida do poeta e cantor Ortinho ao local. Portanto, aguardem!

TERÇA >>> Sou fã das programações culturais do Cemitério de Automóveis, teatro e bar administrado pelo dramaturgo Mário Bortolotto (hoje, quinta, tem show da banda Saco de Ratos). Na terça fui ao Jazz Poetry, evento mensal em que um timaço de escritores declama textos ao som de jazz. Desta edição participaram os ‘residentes’ Aline Bei, Carcarah, Marcelo Montenegro, Lucas Mayor e o próprio Mário, além dos convidados Marcelo Mirisola e Carla Kinzo (os dois, nas fotos acima). Eu curto de montão (e sempre saio de lá ‘inspirado’, escrevendo meus poeminhas no busão). No local, ainda tem uma exposição dos desenhos de André Kitagawa, artista que cria os cartazes das peças e shows que rolam por lá.

QUARTA >>> Finalmente pude assistir à uma performance da SPIO, orquestra de improvisos sonoros regida através de sinais pelo maestro Eduardo Carrera (com uma faca em lugar da batuta). E adorei. O projeto Macrofonia convidou a orquestra (com Guilherme Pinkalsky nas projeções ao vivo) para acompanhar a declamação de poemas de Fabrício Corsaletti, Fabiano Calixto, Natália Agra, Camila Assad e Jeanne Callegari. Essa deliciosa a mistura de poesia, música e cinema, aconteceu num casarão antigo (e reformado) em frente à Estação da Luz. A Casa da Luz, que eu ainda não conhecia, tem biblioteca, acolhe oficinas e recebe grupos artísticos em suas salas, além de oferecer ao público exposições, festas e shows. Vou falar bastante dela, e de sua programação, futuramente. Fique ligado.

… … …

NA NET, O CD ‘AS MARÉS’,
DE PAULO BARROSO

… … …

E eu continuo falando do belo álbum duplo As Marés, do cantor e compositor Paulo Barroso, agora disponível nas plataformas digitais. Então, clica aí: você pode ouvi-lo no Spotify, Deezer, Google Play, ITunes eYoutube (acesse também o primeiro disco de Barroso, Vozes da Cidade, inteiro). Hoje, posto o making-of do projeto (gravado pelo Gustavo Pera), pra você saber mais sobre essa bela história de união entre os amigos e artistas da Vila Maria:

… … …

MARIELLE PRESENTE!

… … …

No dia 14 de março de 2018 a vereadora, de 37 anos, foi assassinada no bairro da Lapa, no Rio. Ela era relatora da Comissão dos Direitos Humanos que acompanhava a intervenção militar no RJ. Havia feito denúncia contra abusos policiais e voltava de um evento com jovens negras quando foi baleada. Anderson Gomes, motorista do carro em que ela estava, também foi executado. Desde então, protestos contra o bárbaro crime se repetem diariamente em várias cidades brasileiras. Marielle lutava por justiça, inclusão e igualdade de direitos. Defendia as causas que todos nós, artistas e coletivos dos saraus, também defendemos. Este blog continua aguardando o esclarecimento do caso e a punição dos assassinos e mandantes. As balas que a mataram atingem a todos nós. Não podemos nos calar. Até quando vou ficar semanalmente repetindo esse texto aqui? Será que vai ficar assim? Por que a resposta não vem? Quem matou (e quem mandou matar) Marielle?

Faz um ano e quatro meses que eu repito esse texto. E vou continuar repetindo enquanto este blog existir. É meu compromisso em defesa da democracia e da liberdade, ambas ameaçadas pela impunidade de assassinos ou pela omissão das autoridades. Há um ano repito o texto que eu já sabia que ia repetir. Se temos dois suspeitos presos (a quem ninguém entrevistou, confrontou, nem perguntou os motivos) ainda falta saber quem mandou matar Marielle. Um ano depois, Marielle continua sendo baleada, morrendo todas as noites e renascendo a cada manhã. Porque pessoas íntegras como Marielle não morrem jamais. Se eternizam e viram exemplo de luta. Nós, brasileiros democratas, estamos aqui, de braços dados com ela, esperando que a justiça seja feita. Os assassinos talvez tenham a proteção momentânea de organizações ou de eventuais autoridades fascistas. Que podem ameaçar Marcia Tiburi e Jean Wyllis. E podem mirar nas nossas cabeças. E até nos matar, um a um (‘matar uns 30 mil’, como disse o atual presidente, sem ser punido nem ter sua candidatura impugnada). Só não poderão evitar que Marielle renasça mais forte, todos os dias, no corpo e na mente de cada menina guerreira da cidade do Rio de Janeiro. Marielle presente.

… … …

AGENDÃO

… … …

Aqui as sugestões de programação para esta semana. Acompanhe também as opções contidas na página da Agenda da Periferia. Informe-se, inconforme-se, atue e divirta-se!   

… … …

QUINTA-FEIRA – 1 de agosto – 17h … Exposição Téo & O Mini Mundo. De Caetano Cury. Na 9a arte galeria. Até 24 de agosto

… … …

QUINTA-FEIRA – 1 de agosto – 19h … Encontro de Coqueiras de SP na NossaCasa Confraria das Ideias. Com Rachada do Coco, Juremas, Coco de Oyá e Eu Acho é Coco

… … …

QUINTA-FEIRA – 1 de agosto – 19h … Lançamento do livro ‘Qualquer um desbrava um coração sem nome’, de Eduardo Bartolomeu. Na Patuscada

… … …

QUINTA-FEIRA – 1 de agosto – 19h … Banda Saco de Ratos, do dramaturgo e vocalista Mario Bortolotto (acompanhdo por Pagotto, Brum e Vecchione), se apresenta no Cemitério de Automóveis, à rua Frei Caneca, 384

… … …

QUINTA-FEIRA – 1 de agosto – 19h … Lançamento do livro ‘Óbvio oblongo’, com poemas de Djami Sezostre. Haverá performances, leituras, debates e instalações sonoras. No Bang Bang, à rua Artur de Azevedo, 493. Do livro, extraio o poema “Clepsidra”:

“Eu andei por onde eu andei / E andei como anda um mineral / E cavei a terra para ser, então, / Não um ser humano, mas / Uma risca de mineral no coração // Eu andei por onde eu andei / E andei como anda um vegetal / E cavei a terra para ser, então, / Não um ser humano, mas / Uma risca de vegetal no coração // Eu andei por onde eu andei / E andei como anda um animal / E cavei a terra para ser, então, / Não um ser humano, mas / Uma risca de animal no coração // Para ser, então, um ser humano / E entrar para o ventre, água / Clepsidrar-me Clepsidra”.

… … …

QUINTA-FEIRA – 1 de agosto – 19h … Trio Choro Moderno na Quinta dos Infernos, à rua Coronel José Eusebio, 109

… … …

QUINTA-FEIRA – 1 de agosto – 20h … Still Reich … Focus Cia de Dança apresenta o premiado espetáculo em Campos, no Rio de Janeiro (clique no cartaz)

… … …

QUINTA-FEIRA – 1 de agosto – 20h … Wylmar Santos interpreta Luiz Melodia. No Rara Books Livraria e Café, à rua Fernando Pinheiro Franco, 58

… … …

QUINTA-FEIRA – 1 de agosto – 20h … 59° Sarau Selvagem e Siririca Poética. Saraus se unem por poesia, contracultura e revolução. No Mondo Cane, à rua João Alfredo, 325, em Porto Alegre/RS

… … …

QUINTA-FEIRA – 1 de agosto – 20h30 … Lançamento do livro de Luís Serguilha ‘Falar é morder uma epidemia’, pela Reformatório. No Instituto Fernando Braudel, à rua Tinhorão, 60

… … …

QUINTA-FEIRA – 1 de agosto – 21h … Mancomunados, coletivo de poesia e música se apresenta no Vizinha 123, à rua Henrique Novaes, 123, em Botafogo, no Rio de Janeiro

… … …

QUINTA-FEIRA – 1 de agosto – 23h … Festa Vitamina #15. Com sarau erótico, stand-up comedy e som com os djs Brito Andrade e Irineu Bishop. No Presidenta – Bar e Espaço Cultural, à rua Augusta, 335

… … …

SEXTA-FEIRA – 2 de agosto – 8h … Zé Leônidas lança single ‘Aquela Que Arrebenta’. Nas plataformas digitais

… … …

SEXTA-FEIRA A DOMINGO – 2 a 4 de agosto – 10h … Inauguração do espaço Vila da Terra, com mais de 40 artesãos e programação gratuita de shows e oficinas. Na av. das Corujas, 456

… … …

SEXTA-FEIRA – 2 de agosto – 18h … Happy hour com roda de choro. Na rua da Quitanda, 150

… … …

SEXTA-FEIRA – 2 de agosto – 19h … Lançamento ‘Contos Brutos: 33 Textos Sobre Autoritarismo’. Na Tapera Taperá, à av. São Luis, 187, 2º andar da Galeria Metrópole. Haverá debate com Luiz Ruffato, Cristina Judar e Sheyla Smanioto, com mediação da organizadora da publicação, Anita Deak

… … …

SEXTA-FEIRA – 2 de agosto – 19h30 … Concerto Literário ... Escobar Franelas fala de seu novo romance, “Premiado”, e Claudemir Dark’ney Santos toca as canções que o inspiram. Na Kas Tattoo, à av. Papa Pio XII, 432, em Guarulhos

… … …

SEXTA-FEIRA – 2 de agosto – 20h … Dragster Rock Bar apresenta o cantor e compositor Mutzka em show acústico. Na rua Curuçá, 439, na Vila Maria

… … …

SEXTA-FEIRA – 2 de agosto – 20h … Happy Hour com The Duo no Carauaribar e Mercearia, à praça Carauari, 8, na Vila Maria

… … …

SEXTA-FEIRA – 2 de agosto – 20h … Chorinho na Battataria do Cambuí, à rua Doutor Sampaio Peixoto, 297, em Campinas. Com Matheus Kleber (sanfona), Guilherme Lamas (7 cordas de aço) e Roberto Amaral (pandeiro)

… … …

SEXTA-FEIRA – 2 de agosto – 20h … Aurora Ao Vivo apresenta: O cantor e compositor Acauã mostra sua mistura de rap e repente; o grupo instrumental Liquidus Ambiento mescla sons de funk, rock psicodélico e afro-beat. Rua João Moura, 503

… … …

SEXTA-FEIRA – 2 de agosto – 20h … Outros Caminhos – Lançamento do cd de Adolar Marina e Flávvio Alves, com participação das cantoras Izza Beatriz e Janaina Fellini. No Teatro Paiol, à praça Guido Viaro, s/n, em Curitiba

… … …

SEXTA-FEIRA – 2 de agosto – 20h … Anette Camargo – 100 anos de Nat King Cole. No Sesc São Caetano

… … …

SEXTA-FEIRA – 2 de agosto – 20h30 … Blubell … Cantora e compositora revisita músicas de seus 4 discos e apresenta novas composições. Na rua Álvaro Anes, 43

… … …

SEXTA-FEIRA – 2 de agosto – 21h … Sopa de Letrinhas Sarau & Encontro de Compositores do Caiubi. Homenagem ao poeta Daniel Perroni Ratto. No Bar do Julinho (clique no cartaz).

… … …

SEXTA-FEIRA – 2 de agosto – 21h … Jardim das Delícias … Petiscos, bebidas e música à beira da piscina. Com Fred Lima e Clariastra nos toca-discos, mandando música brasileira de todos os tempos, rock, soul e grooves em geral. Na Casa Híbrida, à avenida Doutor Arnaldo, 1620, no Sumaré

… … …

SEXTA-FEIRA – 2 de agosto – 21h … Alzira E … No show ‘O Que Vim Fazer Aqui’, desenvolvido a partir de arranjos coletivos dela com Gustavo Cabelo (guitarra e vocais), Peri Pane (voz, violão e violoncelo) e Marcelo Dworecki (baixo, violão e vocais). Participação da cantora Iara Rennó. No Sesc Pompeia

… … …

SEXTA-FEIRA – 2 de agosto – 21h … Show Força Mulher – Estela Ceregatti. No Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros, à av. André Maggi, no Centro Político Administrativo, em Cuiabá. Com os músicos Jhon Stuart, Yndira Gabriela e Ricardo Porto. Participação da poeta Jade Rainho e da dançarina Nancy Ribeiro

… … …

SEXTA-FEIRA – 2 de agosto – 21h … Show Maisum … Daniel Minchoni e o Esquizoradiofônico apresentam performances de poesia e música na Casa Gramo, à rua Bento de Abreu, 223, na Lapa

… … …

SEXTA-FEIRA – 2 de agosto – 21h … Rafael Cirilo … Cantor e compositor interpreta clássicos da mpb e repertório autoral. No Espeto, à av. do Oratório, 5741

… … …

SEXTA E SÁBADO – 2 e 3 de julho – 21h … Fuck You, Baby … Peça tem texto e direção de Mário Bortolotto, que também atua (veja o elenco, clicando no cartaz). No Teatro Cemitério de Automóveis, à rua Frei Caneca, 384

… … …

SEXTA-FEIRA – 2 de agosto – 23h30 … 16 Toneladas de Groove. Com o cantor Reginaldo, do Clube do Balanço e do Funk Como Le Gusta, entre outros projetos. Na Casa Matahari Mariposa, à rua Silva Bueno, 729

… … …

SÁBADO e DOMINGO – 3 e 4 de agosto – a partir das 10h … 4º Festival OcupaCerejeiras, no Parque do Carmo, tem dois dias de eventos artísticos:
Sábado – dia 3
10h – Anna Bueno (mpb)
11h – Eder Bofete (folk rock)
11h40 – Lual (pop rock)
12h30 – Mokshers (rock)
13h30 – Dança do Ventre
14h – Batalha de MCs
Domingo – dia 4
10h – Igor Becyk (rap acústico)
11h – Sarau do Vale (poesia)
12h – Denker (rock)
13h – Dança do Ventre
13h30 – El Mizza (mpb)
14h – DJ Faiska
14h30 – Rocinante (rock)
15h30 – Trinca de Aries (folk rock)

… … …

SÁBADO E DOMINGO – 3 e 4 de agosto – 11h30 … Trupe … Focus Cia de Dança realiza performance de rua em Campinas (clique no cartaz)

… … …

SÁBADO – 3 de agosto – 12h … Espetáculo “O Que Ali Se Viu” no Sesc Pompeia. Nesta produção do Coletivo Teatro Dodecafônico, o público assume o lugar da Alice de Lewis Carroll. As rainhas e lagartas estarão em diálogo com a arquitetura da Lina Bo Bardi. Com Ana Flávia Chrispiniano, Beatriz Cruz, Cláudia Tordatto, Gabriela Cordaro, Katia Lazarini, Lígia Borges, Paulina Caon, Pedro Felício, Priscila Carbone e Samir Signeu. Entrada franca, para todas as idades

… … …

SÁBADO – 3 de agosto – 15h … Choque-Rosa no Sesc Vila Mariana. Quatro palhaças são obrigadas a se aventurar no tão temido ‘Fora’, um lugar que não foi feito para elas, onde mulher nenhuma pode se aventurar. Mas será, mesmo?

… … …

SÁBADO – 3 de agosto – 15h … Fios de Choro, grupo instrumental de chorinho que tem o violino como solista, se apresenta no Boteco da Dona Tati, à rua Brigadeiro Galvão, 639, na Barra Funda

… … …

SÁBADO – 3 de agosto – 15h às 22h … Festa Roofsteady … Sons da Jamaica do tempo do Bob, do Lee, do Alton, do rock, do reggae com os djs Jurassico Ym (You & Me on a Jamboree) e Elohim Barros. Com comidinhas e bebidinhas. Na Balsa (um espaço delicioso, com terraço para a São Paulo Antiga), à rua Capitão Salomão, 26

… … …

SÁBADO – 3 de agosto – 16h … Encontro com Aline Bei, autora de ‘O Peso do Pássaro Morto’, que ganhou o Prêmio São Paulo de Literatura de 2018 na categoria Melhor Romance de Autor com menos de 40 anos. No Sesc Rio Preto

… … …

SÁBADO – 3 de agosto – 16h30 … Tardes Musicais – Duas Beiras. As cantoras Anabel Andrés e Priscila Magella compartilham composições e histórias das suas jornadas. Na Fundação Ema Klabin, à rua Portugal, 43

… … …

SÁBADO – 3 de agosto – 17h … Monstro Amigo – no Estúdio Fiaca. Com jam session (17h) e show (21h). Na rua João Anes, 117
… … …

SÁBADO – 3 de agosto – 17h … A atriz e cantora Natália Quadros e o violonista Gabriel Hernandes interpretam músicas de rir e chorar de amor, para aquecer corações românticos e divertir os debochados. No Lola Bar, à rua Brigadeiro Galvão, 469

… … …

SÁBADO – 3 de agosto – 17h … Dellortos e Continental (shows a partir das 20h30). Com desenhos da Nora “Egg”, comidinhas, acessórios, discos e camisetas. No Estúdio Lamparina

… … …

SÁBADO – 3 de agosto – 18h … Shows de Fred Martins e Irene Atienza no Music Box, em Lisboa

… … …

SÁBADO – 3 de agosto – 18h30 … Festa De Livrxs Trovoar. No Espaço Bento Rosa

… … …

SÁBADO – 3 de agosto – 19h … Lançamento de Livro de Adriana Carla Silva de Oliveira e Mariana Giorgetti Valente sobre “Direitos Autorais” e roda de conversa com as autoras mediada pelo professor Guilherme Carboni. No Atelier Travessia, à rua Minas Gerais, 201

… … …

SÁBADO – 3 de agosto – 19h … Lançamento de ‘Precário de absolutos’, poemas de Samuel Malentacchi e da antologia poética ‘Mediocridade‘, organizada por Rosana Piccolo e Rubens Jardim. Na Patuscada Livraria Bar e Café, à rua Luís Murat, 40

… … …

SÁBADO – 3 de agosto – 20h … Nicolas Não Tem Banda. No Rock And Blues Bar, à avenida Marari, 466

… … …

SÁBADO – 3 de agosto – 20h … Trio de Choro na Osteria – Com Matheus Kleber (sanfona), Guilherme Lamas (7 cordas de aço) e Roberto Amaral (pandeiro). Em Campinas

… … …

SÁBADO – 3 de agosto – 20h … Double Boss Blues se apresenta no Topic Rock Bar, à rua Diogo de Moraes Lara, 459, em São Mateus

… … …

SÁBADO – 3 de agosto – 20h30 … Temporada do espetáculo “Vanja bonita do cangaço brasileiro”. Na Rodovia Raposo Tavares, km 14,5 – Sala Irene Ravache. Só aos sábados, até 31 de agosto

… … …

SÁBADO – 3 de agosto – 21h … Tributo a Capital Inicial com Level 11. No Eclipse: Espaço Cultural, Bar e Café

… … …

SÁBADO – 3 de agosto – 21h … Ciro Pinheiro Trio – No Teatro Bruta Flor. Show com canções do cd mais recente, ‘Uno’, e algumas de outros discos. Na rua Augusta, 912

… … …

SÁBADO – 3 de agosto – 21h … Show de lançamento do disco “Desmanche”, de Karina Buhr, no Sesc Pinheiros

… … …

SÁBADO – 3 de agosto – 21h30 … Show da banda Poema Novo. Participação do Gabriel de Almeida Prado, Cabaré Feminista e André Mello. No Dona Zefa Cozinha e Arte, à rua Barão de Campinas, 562

… … …

SÁBADO – 3 de agosto – 22h … Banda Xaxado Novo faz show dançante no Hostel Casa Azul, à avenida Senador Casemiro da Rocha, 731

… … …

SÁBADO – 3 de agosto – 22h … Picanha de Chernobill no Clandestino Estúdio, à rua Augusta, 2366. Com Matheus Mendes (voz e contrabaixo), Chico Rigo (segunda voz e guitarra) e Leonardo Ratão (bateria e percussão)

… … …

SÁBADO – 3 de agosto – 23h30 … Pimenta de Boteco … Projeto musical de músicos de diferentes coletivos e bandas que se juntaram pra fazer releituras de Bezerra da Silva, Originais do Samba e Adoniran Barbosa, entre outros. Na Casa Matahari Mariposa, à rua Silva Bueno, 729

… … …

DOMINGO – 4 de agosto – 20h … Escola… Estreia da peça no Teatro Cemitério de Automóveis (detalhes no cartaz)

… … …

SEGUNDA-FEIRA – 5 de agosto – 18h … Ato – Ditadura Nunca Mais … Frente Povo Sem Medo e diversos coletivos de artistas participam de ato público  em repúdio à nova leva de declarações fascistas do atual presidente. No Masp

… … …

SEGUNDA-FEIRA – 5 de agosto – 18h30 … Sessão Gaia … Cineclube exibe filmes com temática feminina e debate após a sessão, com participantes do Coletivo das Diretoras de Fotografia do Brasil. Na av. Barão de Tefé, 75, no Rio de Janeiro

… … …

SEGUNDA-FEIRA – 5 de agosto – 19h30 … Oficina de ritmos brasileiros no cavaquinho … Curso com o músico Paulo Ramos. Às segundas-feiras, até 23 de dezembro. Na Cia de Arte Knu, na Lapa. Mais informações aqui

… … …

TERÇA-FEIRA – 6 de agosto – 17h … Choro da Quitanda + DJ Clariastra. No Fatiado Discos, à av. Professor Alfonso Bovero, 382

… … …

TERÇA-FEIRA – 6 de agosto – 19h … Visões do Surrealismo … Aula com o poeta Claudio Willer. No Sebo Clepsidra, à rua Fortunato, 117, próximo ao Metrô Santa Cecília

… … …

QUARTA-FEIRA – 7 de agosto – 19h … Ozu + Hate Moss … A Purple Produções convida a banda de trip-hop paulista Ozu a dividir o palco com o duo de post-punk londrino Hate Moss. Na Associação Cultural Cecília, à rua Vitorino Carmilo, 449

… … …

QUARTA-FEIRA – 7 de agosto – 19h … Atelier Desenha-me. Proposta visa treinar a observação da figura humana através do desenho ou da pintura, a partir de uma dinâmica criada entre o modelo vivo e os artistas (clique aqui para mais detalhes). No Atelier Travessia, À rua Minas Gerais, 201

… … …

QUARTA-FEIRA – 7 de agosto – 19h … Oficina de cavalo-marinho com Cláudio Rabeca (rabequeiro, compositor, cantor, luthier e produtor musical). Na Casa dos Arcos, à al. dos Guaicanãs, 519

… … …

QUARTA-FEIRA – 7 de agosto – 19h30 … Lá na Laje … A escritora, artista e ativista Eliane Potiguara e a imigrante Igiaba Scego conversam sobre como o colonialismo pode afetar ou não a vida das mulheres, seus costumes e como a escrita, a literatura e a resistência ajudam neste campo. Mediação de Jéssica Balbino. No Sesc Pompeia, à rua Clélia, 93

… … …

QUARTA-FEIRA – 7 de agosto – 20h … Revoada – Encontro literário bimestral, recebe poetas e cancionistas-letristas que apresentam suas criações. Em seguida, bate-papo sobre os métodos de trabalho de cada um. Nesta edição, com Carlos Rennó, Diana Junkes e Heitor Ferraz Mello. Evento gratuito, no Espaço91 (próximo ao Sesc Pompéia. Inscreva-se e receba o endereço pelo inbox)

… … …

QUARTA-FEIRA – 7 de agosto – 20h30 … Cia Incorpóreo lança segunda edição de seu fotolivro e apresenta espetáculo que une poesia, dança e música. Com Deolinda Nunes, Elis Pessotti e Aline Lopes, entre outros. No Eclipse Espaço Cultural, Bar e Café, à rua Astorga, 621. Depois, rola um sarau, com palco aberto

… … …

QUARTA-FEIRA – 7 de agosto – 20h30 … Achados e Perdidos – no Bar Amigos do Zé, à praça Roosevelt, 92. Sarau apresentado por Shirlene Holanda e Rogério dos Santos, já tem alguns artistas inscritos: Cláudio Willer, Pedro Tostes, Claudio Laureatti, Naguais, Benedito Bergamo e Roger Willian, entre outrosa. Homenagens a Luiz Claudio Geteó, Tula Pilar e Eduardo Igarapé (o Cumpa)

… … …

QUARTA-FEIRA – 7 de agosto – 21h … O Zi – Lendo e Relendo Belchior … Músico, cantor e compositor, O Zi Stafuzza interpreta clássicos do bardo cearense. Com a participação de Graco, um dos parceiros de Belchior, e dos cantores Ana Lee, Cristina Pini e Mário Montaut. Na banda estão a pianista Rosangela Alves, o baixista Ayrton Mugnaini, o baterista Sandrinho Silva e o violonista Bráu Mendonça. No Bar Brahma, à av. São João, 677 

… … …

QUARTA-FEIRA – 7 de agosto – 21h … Mauricio Pereira apresenta seu novo disco, Outono no Sudeste. No Blue Note, à av. Paulista, 2073

… … …

QUARTA-FEIRA – 7 de agosto – 21h30 … Electric Hendrix Ensemble convida o rapper Dow Raiz. Com Eder “Hendrix” Martins (guitarra e voz), Rob Ashtoffen (baixo e backing vocals), Wagner Vasconcelos (bateria), Danilo Moura (percussão), Lua Bernardo (flauta transversal e backing vocals), Estefane Souza (trompete), Sintia Piccin (sax barítono) e Richard Firmino (trompete e saxofones). No JazznosFundos / CCMI, à rua Cardeal Arcoverde, 742

… … …

ATÉ 18 DE AGOSTO … Exposições: “Entre o azul e o que não me deixo/deixam esquecer”, de Juliana dos Santos e “acerca do fracasso das formas”, do Coletivo Cartográfico (Carolina Nóbrega, Fabiane Carneiro e Monica Galvão) em parceira com Jorge Soledad. No Paço das Artes, à av. Europa, 158.

… … …

ATÉ 18 DE AGOSTO … PretAtitude, no Sesc Vila Mariana. Exposição é um recorte da produção afro-brasileira contemporânea com trabalhos de Aline Motta, André Ricardo, Eneida Sanches, Janaina Barros, Laércio, Lídia Lisboa, Luiz 83, Marcelo D’Salete, Marcio Marianno, Peter de Brito, Sidney Amaral, Rosana Paulino, Wagner Celestino e Washington Silveira. Nos dias 18 e 26/6, bate-papo com artistas convidados. De terça a sexta, das 10h às 21h30; sábado, das 10h às 20h30; domingo, das 10h às 18h30

… … …

ATÉ 18 DE AGOSTO … ‘Björk Digital Brasil’ – no MIS SP … Exposição de realidade virtual imersiva da artista islandesa Björk, que une arte e tecnologia para ilustrar as imagens poéticas de suas músicas. A mostra-instalação traz seis trabalhos de Björk extraídos de seu álbum, Vulnicura (as obras podem ser vistas com óculos de realidade virtual). Além dos vídeos, a expo traz o projeto educativo Biophilia e uma sala de cinema onde o público confere diversos clipes da carreira da artista feitos por mestres do videoclipe, como Michel Gondry e Spike Jonze. Clique aqui para mais informações.

… … …

ATÉ 5 DE SETEMBRO … A Utopia na Era da Incerteza – Imersão Artística Múltipla: Instalação cenográfica com atividades sensoriais e espetáculo teatral. Projeto da Cia Lúdica ocupa o Tendal da Lapa, na rua Guaicurus, 1100

… … …

AGENDÃO >>> Fique ligado, pois o agendão é diariamente atualizado. E toda quinta-feira tem post novo. Até lá!

… … …