Sarau, luau e o escambau

Sarau, luau e o escambau

Produção artística que vive à margem da indústria cultural

As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Tem Arnaldo Afonso nos Parlapatões e shows de Carol Naine, Blubell e Céu pela cidade

Por Arnaldo Afonso

   

Cultura é um lugar bom de ir. Não é só um passeio só, que se faz de boas. É onda de responsa em que em se plantando tudo voa. É jogar conversa dentro do hd do pensamento. Nos buracos da cabeça, do sexo, do violão, do atabaque do coração. Nas entrelinhas vivas onde canções e livros se dão. E o artista é o que, meu irmão? Inspira/dor, transpira/dor e… super/ação! Civilização é uma palavra grande. Um imenso palavrão. O mundo quer ser lido, quer ser livro livre anárquico/compreendido. Quer ser canção, ser tocado na emoção. O artista tanto entende que transcende o sentido. Deveras mente tudo o que sente. Ou não. Essa coluna é sobre cultura e resistência, arte e diversão. Sobre as muitas vozes e sotaques na diversidade da cidade. Esse blog é um grande salão pleno de sarau, luau e o escambau desfilando lindos na programação desse findi. Certifique-se. Festifique-se. Fique aqui e curte aí. Curtecircuite-se.

DOMINGO – 24 de março – 17h … Arnaldo Afonso nos Parlapatões ... ‘Rocks, Pops & Uns Toques de Poesia’ é o show voz e violão onde o artista (eu!) apresenta canções autorais. Participação especial de Helen Torres, Sidney Kitagawa e Dari Luzio. Há 6 anos, Arnaldo Afonso é um dos organizadores do ‘Sarau da Maria‘. Há 3 anos mantém, no portal do Estadão, o blog ‘Sarau, Luau e o Escambau‘ (este aqui!). No Facebook, publica (ir)regularmente na página ‘Arnaldo Afonso, Poeta e Músico‘. Entrada franca. Na praça Roosevelt, 158. Veeeenhaaa!

Neste domingo (dia 24 de março, às 17h) levarei o show ‘Rocks, Pops & uns Toques de Poesia‘ aos Parlapatões (espero vocês lá). No sábado passado, convidado pelo produtor de eventos Tom Kbélo (valeu, Tom!), apresentei o mesmo show no lendário Bar do Frango, um precioso espaço de resistência cultural e democrática na zona leste de SP. Foi um baita prazer tocar lá. Veja como foi nas fotos do sempre presente Roberto Candido (no show, quando citei sua presença, o cara foi aplaudido por todos: um merecido reconhecimento a quem se empenha em registrar a vida cultural alternativa na cidade). Eu supercurti o ambiente, as conversas com os amigos, a participação de Helen, Kita e Dari e a recepção carinhosa de Tom, Tatau, Esther e dos frequentadores do bar. É muito inspirador tocar num lugar em que as paredes estão forradas de cartazes de movimentos políticos e culturais democráticos e de resistência ao fascismo. Me senti parte de algo maior. Um movimento amplo, uma família feliz e fraternal. Estava em casa. Adorei!

 

… … …

DOIS SHOWS DE CAROL NAINE
(UM COM BLUBELL)

… … …

QUINTA-FEIRA – 21 de março – 21h … Carol Naine – Show tem mistura de novas canções, releituras e composições já conhecidas da artista. No Teatro Bruta Flor, à rua Augusta, 912. Ingressos a R$40 (na porta) e R$20 (antecipado)

QUARTA-FEIRA – 27 de março – 20h … Blubell & Carol Naine em “A Mulher do Compositor” … Acompanhadas por Joana Bergman (teclados) e Naná Rizini (percussão e programações), as cantoras interpretam canções conhecidas que possuem algum conteúdo machista (que até pouco tempo atrás não era notado) e terminam o show com canções feministas de sua própria autoria. No Centro Cultural Fiesp, à av. Paulista, 1313

APÓS OUVIR O CD DE CAROL NAINE, ESCREVI >>> Carol é fina afinada e canta como quem fala. Não grita não precisa. E como opina. Feminina quase franja no cabelo e aquele jeito meio nara de gata que guarda um leão. Não se engane, cuidado com Carol Naine que ela morde. Pega, mata e come. Inspirada, bem-humorada, antenada com seu tempo, comenta sem forçar a mão. Há informalidade e classe na poesia mordaz com que revela o dia-a-dia, a tragicomédia dos homens, sua farsa e fome, seu circo e pão. Há toques daquele lirismo do jovem Chico em letras e harmonias, aqui. Há pitadas de graça das típicas piadas do eterno Noel, ali. E há uma consciência trágica que beira mestre Cartola, acolá. Carol nos conecta ao espírito semprevivo dos bambas, ao som que atravessa eras. Traz na pulsação da veia e na doçura da garganta a herança de um olhar particular de um jeito amoroso e sedutor que um certo Brasil já produziu. Como uma dança que resiste dentro de um corpo que nem sabe se ainda existe. Ou como uma alma que se remexe ao som de um ritmo que sequer conheceu mas jamais esquece. Não sei se me expresso bem. Há um grande prazer em ouvir e sentir identificação com essas canções, mas um sintoma de difusa ancestralidade me atinge e comove. Uma quase dor me invade. Algo coletivo e impreciso de que estava com saudade de andar perto e de me sentir parte. Se bem recordo, é de uma arte. Daquele objeto artístico de primeira, perfeito casamento da bela melodia com a poesia da letra: chamava-se canção brasileira. Ainda chama. Há chama. Há sol. Ouça a Carol.

APÓS UM SHOW DE BLUBELL, ESCREVI >>> O show todo tem um clima teatral de alto astral e autogozação. As letras de Blubell (e ela própria) são bem-humoradas. Destilam ironia e dizem coisas inteligentes, sem que se levem a sério demais. Um agradável frescor juvenil exala das composições, mas não se enganem: nada ali é ingênuo. É um universo adulto que os versos retratam. A letrista já sofreu, tombou, sucumbiu, juntou seus cacos, se ergueu e está aqui, toda bela e poderosa para nos contar. Sem ares professorais. A experiência de quebrar a cara e seguir em frente é vivida sem drama, assumidamente. Ela simula chorar, geme e se descabela ao cantar. Faz graça da desgraça, sem jamais perder a ternura, nem a classe. Retrabalha o encanto das grandes canções americanas, os mais melodiosos e melados boleros, os rocks mais incrustados em nossa musculatura de adolescentes, as baladas que aindam guardam os suspiros mais puros, os charlestons mais divertidos e impõe sua visão pós-moderna, sua cicatriz exposta, a óbvia dor de quem carrega o fardo da consciência contemporânea. Blubell, sem usar clichê algum, deu toques de feminismo, empoderamento e ainda por cima nos proporcionou uma noite prazerosa e divertida. Não é pouca coisa, não. Ela termina o show com a clássica pergunta que amantes de amores urgentes e inseguros sempre se fazem: ‘Foi bom para você?’. E eu respondo daqui, do meu solitário palco sem camarim: ‘Foi muito bom pra mim, sim.’

 

… … …

DOIS SHOWS DE CÉU

… … …

QUINTA E SEXTA-FEIRA – 21 e 22 de março – 22h … Céu celebra seus quinze anos de carreira cantando seus maiores sucessos: Lenda, Malemolência, Cangote, Retrovisor e Perfume do invisível. No Z Carniceria do Largo da Batata. Cantora acaba de lançar o videoclipe da música “Amor Pixelado“, terceiro single do premiado álbum Tropix (2016). O vídeo tem direção de André Meirelles Collazzi

APÓS UM SHOW DE CÉU, ESCREVI >>> Céu é celestial. Céu é sol céu é mar. Ave altaneira peixe-mulher sereia. Céu mergulha e decola, cantarola impávida, asa ávida de voo, voz de brancanegra, brasa brasileira. Em sua salada eletrônica, letras poéticas temas insólitos som viajante, psicodélico lisérgico. Céu entorpece e enternece. Céu em Sampa invadiu de azul minha tarde cinza, minha verdade solitária and blue. Céu é rosa amorosa vagarosa absoluta total. Como uma onda redonda que desmonta e retorna outra. É um som dançante que não se enquadra no padrão, groove quebrado e antenado que não se contenta com repetição. Pleno, rico de timbres inusitados, Céu é um caminho por onde a música vaza prazer. O gozo da melodia. Onde o canto se torna central e a periferia vira capital. Céu descamba no samba quebra requebra feito cabrocha clubber. Mistura tinturas partituras várias. Desfila diversidades com sobriedade e loucura no ponto certo, no grau. Céu é total. Celestial. E esse texto parece voltar ao começo. Como um céu imenso, como o universo curvo de Einstein, o céu de Céu não cabe em si. Seu show ainda me toca ainda toca na memória aqui ainda ecoa ecoa soa de boa e escoa céu em mim.

 

… … …

E ESSE (DES)GOVERNO, HEIN?

… … …

Como faz pra parar? Onde aperta o botão de stop? Quem aguenta tanta besteira proferida pelo Bozo e por seus ridículos ministros (depois eles sempre voltam atrás, claro, e dizem que não quiseram dizer o que disseram). E aquele senador militar declarando que os professores devem ter armas na sala de aula? A ele, recomendo o ótimo texto de Luís Mendes divulgado pela escritora Liz Rabello (abaixo). E o presidente falando mal dos brasileiros? E enterrando a soberania nacional ao oferecer de bandeja aos EUA tudo o que Trump quiser? Que vergonha… Eu ia ilustrar essa patética situação nacional com charges de consagrados artistas. Mas é tão vexaminoso isso tudo que o atual (des)governo nos causa que vou deixar assim mesmo: a palo seco. Está sendo muito triste e desolador ser brasileiro nessa hora. Ao menos, a pesquisa Ibope de ontem (20 de março) indica que a popularidade do Bozo caiu 15 pontos. Antes tarde do que nunca.

O professor, segundo o Sen. Major Olimpio
(texto de Luís Mendes)

“O professor estaciona o seu blindado Urutu verde oliva no estacionamento da escola. Chove em São Paulo, o barro suja seu coturno que acabara de lustrar. Rapidamente pega seu material escolar, uma pistola 380, uma AK-47 e algumas folhas para rascunhos. É segunda feira, seu time perdeu no domingo. Cumprimenta a professora de literatura que carregava com balas dum dum seu revólver 38. Não quis incomodar o professor de artes que amolava seu machado. Já são quase 19:30, está atrasado! Hoje a sala está lotada e em sua maioria de operários e operárias precarizados. Alguns com armas compradas nos submundos dos condomínios de luxo fechado. Outros no entanto, preferiram comprar feijão que está pela hora da morte, mas portavam alguns porretes e punhais. É o novo Brasil, o Brasil do mito e deus acima de tudo. O professor coloca seu colete à prova de balas e começa a passar a lição na lousa. Chove muito em São Paulo. Hoje a sala está lotada e seu time perdeu no domingo. Por entre explicações do colonialismo e período regencial, no fundo da sala sai a primeira provocação: – Foi três a zero professor! Ele permanece firme! Tão firme quanto a abdicação do trono por D. Pedro I pelo seu filho D. Pedro II no período conhecido de Regência Trina por volta de 1830. Sai a segunda provocação: – Time de boiola! É o novo Brasil, sem protocolos, sem educação e do adeus ao politicamente correto. Logo o professor pega a sua AK-47 e descarrega no fundo da sala. Dois são mortos na hora! A turma da frente descarrega suas pistolas no professor que logo cai! Na sala ao lado a professora de filosofia dá uma paulada na cabeça de seu antigo desafeto, o professor de matemática! O professor de artes invade a sala com seu machado recém amolado, porém é surpreendido por trás pela professora de literatura! A professora é degolada por um aluno que escondia o punhal no meio da bíblia. O Zé da Oficina que sempre reclamava das lições, descarrega a sua metralhadora no aluno que degolou a professora de literatura. Uma metralhadora importada comprada no submundo dos condomínios de luxo fechados. O Zé é morto por uma bala perdida. A diretora da escola, em desespero, se joga no meio do conflito com uma granada na mão! A sala explode! A tropa de choque é acionada e invade a escola. Os policiais nervosos atiram nos sobreviventes. Assim termina mais um dia de aula no novo Brasil. O Brasil do mito e deus acima de tudo! O governador de São Paulo está cortando recursos, mandou fechar a escola. Os investimentos na educação caem. As ações da Taurus e Rossi sobem na Bolsa de Valores”.

 

.. … …

PEÇA ABORDA VIOLÊNCIA
CONTRA A MULHER

… … …

SEXTA-FEIRA – 22 de março – 21h … Uma Louça Quebrada e Nenhuma Roupa Lavada … Montagem da Meraki Cia Teatral aborda diferentes formas de violência contra a mulher. O texto é de Cléo Moraes, que atua ao lado de Rosa Freitas. Direção de Eduardo Osório. Mulheres pagam meia (homens vestindo alguma peça rosa também). Às sexta-feiras, até 5 de abril, no Espaço Parlapatões, à praça Roosevelt, 158

 

… … …

CIA FOCUS DE DANÇA
NO ESPÍRITO SANTO

… … …

SÁBADO – 23 de março – 11h30 … Focus Cia de Dança – Performance ‘Trupe’ – No Parque Moscoso, em Vitória/ES. A intervenção começa com um cortejo de 8 bailarinos se deslocando coletivamente até um ponto específico do parque onde se intensifica a movimentação. Na sexta, dia 22, das 15h às 17h, a Cia oferece uma ‘Oficina de Dança Contemporânea’, gratuita

SÁBADO e DOMINGO – 23 e 24 de março – 19h30 … Focus Cia de Dança – Still Reich … Em Vitória/ES. Espetáculo reúne quatro peças criadas a partir de músicas do compositor contemporâneo americano, Steve Reich. A coreografia “Keta” teve três indicações ao Prêmio Cesgranrio de Dança 2018: Melhor coreografia, Melhor bailarino (Marcio Jahú) e Melhor bailarina (Carolina de Sá). No Centro Cultural Sesc Glória, à av. Jerônimo Monteiro, 428, no centro de Vitória/ES. Ingressos a R$15 e R$30

 

… … …

CAMPANHA DE FINANCIAMENTO
DO CD DA DUPLA ‘PÊ ÉFE’

… … …

Primeiro disco da dupla Pê Éfe, formada pela cantora Filó Silva e pelo violonista, cantor e compositor Pedro Milanesi terá canções de Pedro e duas inéditas de Luhli, famosa cantora e compositora (falecida no ano passado) autora de “O Vira”, “Fala” e “Bandoleiro”, sucessos na voz de Ney Matogrosso. A dupla fará shows de divulgação da campanha, mas você já pode acessar esse link e saber detalhes do projeto, como contribuir, quais os valores e as recompensas correspondentes. Nas gravações, a dupla contará com uma banda de músicos de apoio. O cd terá design gráfico de Sandra Kaffka e fotos de Eriberto Chagas.

 

… … …

MARIELLE PRESENTE!

… … …

Faz um ano que eu repito esse texto. E vou continuar repetindo enquanto este blog existir. É meu compromisso em defesa da democracia e da liberdade, ambas ameaçadas pela impunidade de assassinos  ou pela omissão das autoridades. Há um ano repito o texto que eu já sabia que ia repetir. Se temos dois suspeitos presos, ainda falta saber quem mandou matar Marielle. Um ano depois, Marielle continua sendo baleada, morrendo todas as noites e renascendo a cada manhã. Porque pessoas íntegras como Marielle não morrem jamais. Se eternizam e viram exemplo de luta. Nós, brasileiros democratas, estamos aqui, de braços dados com ela, esperando que a justiça seja feita. Os assassinos talvez tenham a proteção momentânea de organizações ou de eventuais autoridades fascistas. Podem ameaçar Marcia Tiburi e Jean Wyllis. Podem mirar nas nossas cabeças. E até nos matar, um a um (‘matar uns 30 mil’, como disse o atual presidente, sem ser punido). Só não poderão evitar que Marielle renasça mais forte, todos os dias, no corpo e na mente de cada menina guerreira da cidade do Rio de Janeiro. Marielle presente.

No dia 14 de março de 2018 a vereadora, de 37 anos, foi assassinada no bairro da Lapa, no Rio. Ela era relatora da Comissão dos Direitos Humanos que acompanhava a intervenção militar no RJ. Havia feito denúncia contra abusos policiais e voltava de um evento com jovens negras quando foi baleada. Anderson Gomes, motorista do carro em que ela estava, também foi executado. Desde então, protestos contra o bárbaro crime se repetem diariamente em várias cidades brasileiras. Marielle lutava por justiça, inclusão e igualdade de direitos. Defendia as causas que todos nós, artistas e coletivos dos saraus, também defendemos. Este blog continua aguardando o esclarecimento do caso e a punição dos assassinos e mandantes. As balas que a mataram também atingem a todos nós. Não podemos nos calar. Até quando vou ficar semanalmente repetindo esse texto aqui? Será que vai ficar assim? Por que a resposta não vem? Quem matou (e quem mandou matar) Marielle?

 

… … …

AGENDÃO

… … …

Aqui as sugestões de programação para esta semana. Acompanhe também as opções contidas na página da Agenda da Periferia. Informe-se, inconforme-se, atue e divirta-se!   

… … …

Pré venda do cd Cantos à Beira-mar… A compositora paraibana Socorro Lira prepara Cantos à Beira-Mar, com dez composições sobre poemas da maranhense Maria Firmina dos Reis. Reserve o seu e participe da próxima audição

… … …

QUINTA-FEIRA A SÁBADO – 21 a 23 de março – a partir das 8h … A FLIG – Festa Literária do Grajaú, começou na terça e vai até sábado. A programação, que inclui saraus, shows, debates e oficinas, está espalhada por diversos Ceus e Centros Culturais. Clique no cartaz

… … …

QUINTA-FEIRA – 21 de março – 10h … Rony Barba e Mari Lu no Programa Toque, de Clovis Ribeiro, na Rádio Cidadã FM

… … …

QUINTA-FEIRA – 21 de março – 19h … André Youssef Trio na Quinta dos Infernos. Ingressos a R$15. Na rua Coronel José Eusébio, 109

… … …

QUINTA-FEIRA – 21 de março – 20h … Ná Ozzetti e Luiz Tatit … Em show de violão e vozes, artistas apresentam canções de seus discos e dão uma palinha do novo álbum do Grupo Rumo (a ser lançado em abril). No Bona, à rua Álvaro Anes, 43. Ingressos a R$40

… … …

QUINTA-FEIRA – 21 de março – 20h … Pariá + Caraná se apresentam no Presidenta, à rua Augusta, 335

… … …

QUINTA-FEIRA – 21 de março – 20h … Crewslam, batalha de graffiti, djs e poetas entre slams (menor slam do mundo, slam da guilhermina e slam das minas), mostrando um dos berços dessa cultura. No Sesc Belenzinho

… … …

QUINTA-FEIRA – 21 de março – 21h … Graziela Medori apresenta canções dos seus dois discos: “A Hora é Essa” e “Toma Limonada”, acompanhada dos músicos Fernando César, Thiago Damásio e Chico Medori. No Teatro Commune, à rua da Consolação, 1218

… … …

QUINTA-FEIRA – 21 de março – 21h … François Muleka e Flavio Tris – Cantores convidam o percussionista Gui Augusto. No JazzB

… … …

QUINTA-FEIRA – 21 de março – 22h … Tess + Martin Mendonça – Banda apresenta músicas de seus dois discos e ep já lançados e divide a noite com o guitarrista. No Clandestino Estúdio, à rua Augusta, 2366. Ingressos a R$20

… … …

QUINTA-FEIRA – 21 de março – 23h … HappyOn – Estreia a festa das quintas-feiras no DJ Club Bar. Mulheres vip. Na Al. Franca, 241

… … …

SEXTA-FEIRA – 22 de março – 10h … Oficinas de Poesia e Escrita Criativa na ZL com Victor Rodrigues – Bibliotecas Rubens Borba e Sergio Buarque – Ermelino e Itaquera. Saiba mais aqui

… … …

SEXTA-FEIRA – 22 de março – 17h … Coletivos de artistas convocam para a ‘Mobilização contra a Reforma da Previdência‘. Na av. Paulista, em frente ao Masp

… … …

SEXTA-FEIRA – 22 de março – 18h … Sexta no Santa Sede Rock Bar. Com a Banda CLT40. Na av. Luís Dumont Villares, 2104

… … …

SEXTA-FEIRA – 22 de março – 18h … Festa de Inauguração do Espaço Bento Rosa. Com discotecagem dos djs Joao Lyon e Pingo Preto, música ao vivo com o JP Quarteto, sarau de poesia falada com microfene aberto e lançamento do livro ‘ArteFatos’, de Paulo Batista e Ni Brisant. Na rua Mourato Coelho, 1094

… … …

SEXTA-FEIRA – 22 de março – 18h … Sarau Encontro de Utopias – 118ª edição – Com a poeta Ingrid Morandian, a Morada dos Contos (Iasmin Oliveira e Alex Campello) e o grupo Son de Los Andes. Na Patuscada, à rua Luiz Murat, 40

… … …

SEXTA-FEIRA – 22 de março – 19h … Lançamento de ‘Ainda Deste Lado da Trincheira‘, livro de poemas de Artur Mattar pela Desconcertos. Na Patuscada

… … …

SEXTA-FEIRA – 22 de março – 19h30 … Caio Bars (Turnê OverDoses) + Anderson Oliveira no República Bar e Gastronomia, à rua Visconde de Itaboraí, 233. Ingressos a R$10. Depois dos shows, sarau com microfone aberto

… … …

SEXTA-FEIRA – 22 de março – 19h30 … Mostra de Processos – Laboratório de Criação Circense. No Centro Cultural Tendal da Lapa, à rua Guaicurus, 1100

… … …

SEXTA-FEIRA – 22 de março – 19h30 … MPB e rock no happy hour com Deh Oliveira. No tradicional Carauari Bar e Mercearia, à praça Carauari, 8, na Vila Maria

… … …

SEXTA-FEIRA – 22 de março – 20h … Festarau de 5 anos – Atelier Arte de Ser … Palestras, música, dança e poesia. Na rua Voluntários da Pátria, 3558

… … …

SEXTA-FEIRA – 22 de março – 20h … O Melhor da MPB, com Lindomar Mathias, Wander Parente e Birodylan. No Bar do Anão, à rua Antonio Fonseca, 426

… … …

SEXTA-FEIRA – 22 de março – 20h30 … Vrborrgica – Ed 02 … Slam com poetas convidados (Beth Brait, Paula Valéria Andrade e Marlene Araujo) e sonorização da Ensemble Vrborrgica, coletivo conduzido por Daniel Carrera e formado por diferentes músicos a cada edição. Na Madre Superiora, à rua Sete de Abril, 356, 4º andar. Ingressos a R$10 e R$15

… … …

SEXTA-FEIRA – 22 de março – 20h30 … Cantos de São Paulo – Segunda Temporada … A cidade de São Paulo e suas contradições são o cenário do mais novo espetáculo do Coral Unifesp. Com direção musical de Eduardo Fernandes e direção cênica de Reynaldo Puebla. Com sucessos de Paulo Vanzolini, Adoniran Barbosa, Geraldo Filme e Criolo, entre outros. No Teatro Marcos Lindenberg, à rua Botucatu, 862. Ingressos a R$10 e R$20. Também nos dias 29 e 30 de março e 5 e 6 de abril

… … …

SEXTA-FEIRA E SÁBADO – 22 e 23 de março – 21h … Medusa de Rayban … Remontagem da peça (elogiada em 1997 por inovadoras referências às hqs e ao rock) narra os conflitos de quatro assassinos de aluguel, abordando a violência sem descartar o humor. Texto e direção de Mário Bortolotto (clique no cartaz). No Cemitério de Automóveis, à rua Frei Caneca, 384. Ingressos a R$40 e R$20

… … …

SEXTA-FEIRA – 22 de março – 21h … Ruane e Nicole Ballmant – Mother’n. Cantoras trazem a essência das relações modernas entre mãe e filha. No Teatro Bruta Flor, à rua Augusta, 912

… … …

SEXTA-FEIRA – 22 de março – 21h … Luedji Luna … Participação de Ellen Oléria no Sesc Bom Retiro, à al. Nothmann, 185

… … …

SEXTA-FEIRA – 22 de março – 21h … Clássicos MPB – com Adriano Comenale. No Eclipse: Espaço Cultural, Bar e Café, à rua Astorga, 621

… … …

SEXTA-FEIRA – 22 de março – 21h30 … Festival Mulher Peru Brasil … Após o show da cantora peruana Martha Galdos (ocorrido no último dia 8), o Sebo convida agora artistas brasileiras: a paulistana Tchella e as paraenses Versos Polares e Lívia Mendes. Ingressos a R$15. No Sebo Praia dos Livros, à avenida Bernardino de Campos, 331, no Paraíso

… … …

SEXTA-FEIRA – 22 de março – 21h30 … Sons da NovaBrasil apresenta: Zeca Baleiro. No Teatro Eva Wilma, à rua Antonio de Lucena, 146

… … …

SEXTA-FEIRA – 22 de março – 22h … Tarancón Histórico … Encontro junta os fundadores originais do gupo: Emilio Nieto, Míriam Miràh e Jica Thomé. No Instituto Brincante, à rua Purpurina, 412

… … …

SEXTA-FEIRA – 22 de março – 23h … Baile Na Pimenta … Com Xaxado Novo + Sexteto Sucupira e Silvan Galvão. No Mundo Pensante, na rua 13 de Maio, no Bixiga

… … …

SEXTA-FEIRA – 22 de março – 23h … Bailão do Santo de Casa … No Burako´s “Quase no Centro da Terra”, à rua Marques de Herval, 11/13, no Valongo, em Santos

… … …

SEXTA-FEIRA – 22 de março – 23h30 … Bloco Eu Acho é Coco – Coco de Oyá – DJ Odara Kadiegi. No Estúdio Bixiga

… … …

SÁBADO – 23 de março – 10h … Oficina de Modelo vivo – ministrada pela artista e professora Denise Zinetti Bitencourt. No Instituto Sarath

… … …

SÁBADO – 23 de março – 11h … Sarau Poesia é Da Hora – na Cidade Tiradentes. Coletivo poético e ativista organiza saraus mensais para (e com) pessoas em situação de rua. Na rua Sara Kubitscheck, 165

… … …

SÁBADO – 23 de março – 11h … Printa-Feira III no Sesc 24 de Maio … Feira de arte impressa autoral e de publicações alternativas chega à terceira edição dentro do FestA – Festival de Aprender, com mais de 500 atividades gratuitas espalhadas pelas 39 unidades do Sesc. Na programação paralela, demonstração de impressão em xilogravura e conversas com artistas. Aqui a lista de editoras, coletivos e artistas que participam

… … …

SÁBADO – 23 de março – das 12h às 22h … Aniversário de 4 anos Samba du Braço. No Tibagy Club, em Guarulhos. Com roda de samba, baile black e banda de samba rock.

… … …

SÁBADO – 23 de março – 12h … Oficina Ensino Di Verso – Módulo 2019. Com o poeta Rafael Carnevalli, na Casa de Cultura São Miguel

… … …

SÁBADO – 23 de março – 13h … 1ª Edição – Slam do Pico. Em comemoração ao Dia do Graffiti, primeira edição tem parceria com o Coletivo Salve Kebrada e a Batalha da Rubi. Com os poetas Brunão, Helena, Bruno Afroguarani, Kaique Chinelo e Meia. Na rua Francisco da Cunha Menezes, no Jaraguá

… … …

SÁBADO – 23 de março – 14h30 … Canções Instantâneas: Oficina com Mauricio Pereira. Na Escrevedeira, à rua Isabel de Castela, 141

… … …

SÁBADO – 23 de março – 16h … Show Encontro … Cantora e compositora Silvia Sant’Anna apresenta as músicas de seu cd ‘Ninho’. Na praça Buenos Aires

… … …

SÁBADO – 23 de março – 16h … Evento Beneficente Com três bandas de rock: Terapia de Grupo, Bloody Sabbath e Os The Brechts. No Point do Charuto

… … …

SÁBADO – 23 de março – 16h … Prosa & Samba com Nega Duda e Samba Negras em Marcha. Na Goma Capulanas, à rua José Barros Magaldi, 1121

… … …

SÁBADO – 23 de março – 16h … Realce convida Boteco PratodoDia. Na Casa Híbrida, à avenida Doutor Arnaldo, 1620, no Sumaré

… … …

SÁBADO – 23 de março – 17h … Cidade SubTexto ... Performance, literatura e música no subterrâneo paulistano com os grupos Fabricantes de Planetas, Macaco Fantasma e lançamento de “O Universo Cabe em Meu Horizonte”, primeiro livro de contos do escritor e poeta Alessandro de Paula. Na Passagem Literária da Consolação

… … …

SÁBADO – 23 de março – 17h … Johnny Monster faz pocket-show na Sensorial Discos, à rua Augusta, 1371. Entrada R$10

… … …

SÁBADO – 23 de março – 17h … Sarau Santo de Casa, no Estúdio Wave, à av. Ana Costa, 541, em Santos. Ingressos a R$5. Santo de Casa é um coletivo santista de músicos e produtores interessados em fomentar a música autoral da baixada, criando eventos para divulgar sua produção

… … …

SÁBADO – 23 de março – 18h … Menjingles – Tributo ao The Doors. No Tattoo Beer Rock Bar, à av. Sapopemba, 7660

… … …

SÁBADO – 23 de março – 18h … A 60º edição do Lapada Poética é dedicada a Marielle Franco. No Ferradura Bar, à rua Prof Gieg, 15, no centro de São Bernardo do Campo

… … …

SÁBADO – 23 de março – 19h … Especial Rock Argentino com a Banda Lomo Plateado. No Centro Cultural Butantã

… … …

SÁBADO – 23 de março – 19h … Escotilha#25 – Noite Inflamável com Carbônica e Chuck & os Crush. No Escotilha (um sobrado entre a av. Paulista e o Bixiga)

… … …

SÁBADO – 23 de março – 19h30 … Elas na Casa – com a artista visual e brincante Elaine Buzato. Na Casa Rosa Manjericão, à rua Antonio Cavaglieri, 15, em São Roque

… … …

SÁBADO – 23 de março – 20h … Golonka canta o disco Transa, de Caetano Veloso, na Casa Barbosa

… … …

SÁBADO – 23 de março – 20h … Show Tributo a Celly Campello. Com Mônica Alves e Banda Zona de Fronteira. No Carauari Bar e Mercearia

… … …

SÁBADO – 23 de março – 20h … Vinil Hits – Clássicos Retrô. No Eclipse: Espaço Cultural, Bar e Café, à rua Astorga, 621, na ZL

… … …

SÁBADO – 23 de março – 20h … Banda Mato Seco no Casarão Vila Guilherme, à praça Oscar da Silva

… … …

SÁBADO – 23 de março – 20h … Carcaju + Manacá Me Viu Pequena. No Picles, à rua Cardeal Arcoverde, 1838. Entrada R$10

… … …

SÁBADO – 23 de março – 20h … Absurdos. Espetáculo do Grupo Ato Real dialoga com questões como preconceito racial, homofobia e relações abusivas de trabalho. Também nos dias 30 de março e 6 de abril. Entrada franca. Na Aldeia Satélite, à rua Tenente Luiz Fernando Lobo, 118

… … …

SÁBADO – 23 de março – 20h30 … Massa Fina canta sambas de Chico, Paulinho, Vanzolini, Cartola, João Bosco, Nelson Cavaquinho, Elis, Guineto e outros. No Buteko Na Elis, à rua Pereira do Lago, 38,

… … …

SÁBADO – 23 de março – 20h30 … Us Top Classic Rock – Banda se apresenta no Estação Rock Bar, à praça Gajé, 30, em Engenheiro Goulart

… … …

SÁBADO – 23 de março – 21h … ‘Anambé’, show de Grazi Nervegna no Gansaral, à rua Demóstenes, 885. Couvert R$30

… … …

SÁBADO – 23 de março – 21h … Som Da Estrada + Quando Inhambú Cantou no meu Quintal. Apresentação dos dois duos no Ecla, à rua Abolição, 244. Entrada R$15

… … …

SÁBADO – 23 de março – 21h às 4h … Abdução na Bally, à rua São vicente de Paula, 347, em Guarulhos. Exposição de Caio Mattos e show das bandas Letty, Naaxtro e Nicolas não tem banda

… … …

SÁBADO – 23 de março – 21h30 … Sebah de Assis & Sandro Premmero no show “Idas e Vindas”. No Bar Do Frango, av. São Lucas, 479

… … …

SÁBADO – 23 de março – 22h … La Nuit du Gainsbarre. Festa acontece em dois andares do Estúdio Lâmina, à avenida São João, 108. Ingressos a R$30 e R$40

… … …

SÁBADO – 23 de março – 22h … Forró Vem Vindo no Centro Cultural Butantã, à av. Corifeu de Azevedo Marques, 1882. Ingressos a R$10

… … …

SEXTA E SÁBADO – 22 e 23 de março … Fim de semana na Casa Matahari … Na sexta, às 20h, Aula de Tribal Fusion com Ana Luisa Le Senechal. Depois, a partir das 23h50, Noite Preta, discotecagem do samba ao soul com Tatá Brasilina (entrada free). No sábado, às 23h50, Forró Capim Guiné, som ao vivo com Tatá Brasilina, Daniel Lacerda e Nain Carvalho (entrada R$10). Na rua Silva Bueno, 729, no Ipiranga

… … …

SÁBADO – 23 de março – 23h50 … Piranha: As Minas Comandam na Casa da Luz, à rua Mauá, 512. Com as djs Daisy Coelho (Nossacasa Confraria das Ideias), Lia Macedo (Pilantragi), Ariele Quaresma (Ursal), Mari Pinheiro (Dale) e djs Piranha abrindo e fechando a noite

… … …

DOMINGO – 24 de março – das 10h às 19h … 1ª PerifaCon. Evento com amantes de quadrinhos, livros, desenhos e cultura pop que cresceram nas periferias de São Paulo. Na Fábrica de Cultura do Capão Redondo, à rua Algard esquina com rua Trevo Branco, s/n

… … …

DOMINGO – 24 de março – das 15h às 22h … 29ª Edição ” A Idade da Terra em Transe”. Festa tem dicotecagem em vinil, exposições e show de várias bandas (no cartaz). Na videoclube Charada, à rua José Antonio Fontes, 62, em Sapopemba

… … …

DOMINGO – 24 de março – 16h … Peça ‘Choque Rosa’ no Sesc Pompeia … Espetáculo do Circo di SóLadies em que quatro palhaças se aventuram no tão temido ‘Fora’, um lugar onde mulher nenhuma pode se aventurar. Na rua Clélia, 93

… … …

DOMINGO – 24 de março – 18h … Aurélio Pedro … Cantor e guitarrista da Banda Cachorro Urubu (que faz tributo a Raul) lança o primeiro ep “Um dia chamado hoje” no domingo autoral do Santa Sede, à av. Luis Dumont Villares, 2104

… … …

DOMINGO – 24 de março – 20h … Interiores … Dividida em quatro momentos, que correspondem a habitações diferentes, a peça trata das relações que se estabelecem em torno da venda desses imóveis, de seus espaços vazios e de suas ausências. Texto e direção de Lucas Mayor e Marcos Gomes. No Teatro Cemitério de Automóveis, à rua Frei Caneca, 384

… … …

TERÇA-FEIRA – 26 de março – 19h30 … 32º Sarau Gente de Palavra – Evento poético homenageia Beatriz Helena Ramos do Amaral. Apresentado por Rubens Jardim e Graziela Brum, na Patuscada, à rua Luiz Muarat, 40

… … …

TERÇA-FEIRA – 26 de março – 20h … Sarau As Mina Tudo – 11a Edição … Sarau de música e poesia feito por mulheres. No JazzB, à rua General Jardim, 43. Ingressos a R$15

… … …

TERÇA-FEIRA – 26 de março – 21h … Jazz Poetry … Ao estilo das reuniões dos poetas beats, escritores leem seus textos ao som de jazz. No Cemitério de Automóveis (clique no cartaz)

… … …

QUARTA-FEIRA – 27 de março – 11h … Dia do Circo – Desconforto: Um espetáculo de máginas clownescas. No Centro Cultural Tendal da Lapa, à rua Guaicurus, 1100

… … …

QUARTA-FEIRA – 27 de março – 18h … SlamOz – 15ª Edição … Pocket-show com Quixote, o poeta convidado (às 18h45). Depois, a batalha poética. Na Estação Osasco – Linha 9 Esmeralda da CPTM

… … …

QUARTA-FEIRA – 27 de março – 18h … Macrofonia é uma noite mensal de performances que unem palavra, som e imagem. Nesta edição, com o coletivo Paetê e o convidado Daniel Minchoni. O artista visual Guilherme Pinkalsky fará projeções. Na Casa da Luz, à rua Mauá, 512

… … …

QUARTA-FEIRA – 27 de março – 18h30 … Cine Direitos Humanos. Sessões mensais gratuitas de cinema seguidas de rodas de conversa entre artistas, cineastas, ativistas e o público. Sempre na última quarta-feira do mês. Nesta edição, exibição de ‘As Hiper Mulheres’ (The Hyperwomen). No Sesc 24 de Maio

… … …

QUARTA-FEIRA – 27 de março – 19h … Sarau Alfinete. Com lançamento do livro ‘Ganjadamente Distraido’, de Kjé Lauí e pocket-show de Paablo Escobar. Na Kas Tattoo, à avenida Papa Pio XII, 432, em Guarulhos

… … …

QUARTA-FEIRA – 27 de março – 19h … Lançamento dos livros de Marcelo Da Silva Antunes: ‘Outros Cortes’ e ‘Viva Vaca’. No Dona Augusta, à rua Augusta, 1112

… … …

QUARTA-FEIRA – 27 de março – 20h … Sarau DoGrito … Na rua Salvador Simões, 928, no Ipiranga

… … …

QUARTA E QUINTA-FEIRA – 27 e 28 de março – 20h … Curso: “A Filosofia Política de Judith Butler”, com Carla Rodrigues, doutora em Filosofia pela PUC-Rio. No Espaço Revista CULT, na Praça Santo Agostinho, 70

… … …

ATÉ 7 DE ABRIL – De terça a domingo … Ocupação Manoel de Barros, no Itaú Cultural. Exposição de manuscritos e diversos materiais selecionados do acervo pessoal do grande poeta matogrossense Manoel de Barros (1916-2014). Além da exposição, o projeto deu origem a uma série de vídeos e outros conteúdos on-line (clique aqui e saiba mais).

… … …

ATÉ 13 DE ABRIL – AOS SÁBADOS – das 14h às 17h … Curso de Teatro gratuito – na Aldeia Satélite … (no carnaval, a confirmar) … Curso de preparação artística para atores e interessados, abordando técnicas de Stanislavsky e da linguagem clown. Sob a coordenação de Claudemir Santos, é composto por atividades práticas, leituras, criação de espetáculo e apresentação do resultado obtido. Na rua Tenente Luiz Fernando Lobo, 118

… … …

ATÉ 20 DE ABRIL (menos aos domingos) … Exposição André Dahmer … O grande cartunista, que publica diariamente na Folha e no Globo, apresenta dezoito trabalhos originais e cinco gravuras em serigrafias numeradas e assinadas. De segunda a sábado, na 9° Arte Galeria, à rua Augusta, 1371 (térreo da galeria Ouro Velho)

… … …

AGENDÃO >>> Fique ligado, pois o agendão é diariamente atualizado. E toda quinta-feira tem um post novo.

… … …