Sarau, luau e o escambau

Sarau, luau e o escambau

Produção artística que vive à margem da indústria cultural

As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

A ARTE QUE INDEPENDE

A ARTE QUE INDEPENDE

O adeus ao João e os clipes de Zé de Riba, Toca-Fita, Freud à Deriva, Bruno Batista, Rhaissa, Bando de Régia…

Minha preferida é ‘Corcovado‘. Mas poderia ser ‘Brigas Nunca Mais’. Ou ‘Manhã de Carnaval’. Poderia ser ‘O amor, o sorriso e a flor’. Ou ‘Desafinado’. Poderia ser ‘Wave’ ou ‘Coisa Mais Linda’. A voz de João Gilberto encheu de beleza muitos momentos da minha vida. As músicas maravilhosas que ele interpretou e a forma única

Por Arnaldo Afonso

11/07/2019, 16h10

A ARTE QUE INDEPENDE

Arnaldo Afonso toca rocks & pops; Augusto Teixeira toca mpb, Macaco Fantasma toca Itamar e o Duas Casas toca Rauuuul!

Neste SÁBADO, dia 29 de junho, às 20h, o cantor e compositor Arnaldo Afonso estará tocando seus rocks & pops na abertura do “Sarau Poesia de Porão“. Sim, esse Arnaldo sou eu mesmo! No show, participação dos meus queridos amigos Helen Torres & Sidney Kitagawa (da banda Chero da Poesia). Vai ser no ‘arraiá’ do Rock and Blues

Por Arnaldo Afonso

27/06/2019, 15h43

A ARTE QUE INDEPENDE

Feriadão tem o Festival Bantu, o show de CiriloAmém, a Focus dançando ‘Still Reich’ e o poeta Vlado Lima no Gente de Palavra

É feriadão e você pode ficar relax de boas tranquilão. Ou não, meu irmão. Pode sair por aí e curtir o montão de programação que eu botei aqui: tem 3 dias do festival Bantu (com Jéssica Areias e Nega Duda), tem 4 apresentações da premiada coreografia da Focus (no Sesc Pompeia), tem a mpb psicodélica

Por Arnaldo Afonso

20/06/2019, 14h57

A ARTE QUE INDEPENDE

Tem Ortinho lançando cd, tem a Focus dançando no Sesc Guarulhos e o filme ‘Botinas no Elevador’

Eu havia assistido (e divulgado neste blog) um dos shows da série Nordeste Psicodélico, projeto de Ortinho para resgatar a música criada por talentosos e então desconhecidos compositores nordestinos dos anos 70: Alceu, Belchior, Ednardo, Geraldinho, Zé Ramalho, Amelinha, Kátia de França, Ave Sangria e outros. No meio de uma conversa sobre saraus, ele me

Por Arnaldo Afonso

09/05/2019, 15h00