3 ANOS DE BLOG >>> Ei… tem alguém aí? Tem algum lóki logado ligado aqui? Ou estou mesmo só sem ninguém alone again como sempre no universo online nesse sertão de ilusão de sal de silício de sonhos e rancores projetados diluídos de faces & fotos amareladas, entre tapas & beijos afagos & brigas, ao pó virtual dos tempos que se vão em vão & não, pelos posts & emoticons pelos likes & comments que se extraviam pela via pela vida sólida & líquida e que se perdem como tudo se perde se perdeu e sempre se perderá de repentemente num belo dia lá. Como eu como tu como o rabo do tatu como o fio o mouse e o wi-fi. ‘Como tudo passa tomando chá ou cachaça tomando champanhe ou não’. Como Cássia & Itamar, poesia & canção, amor & revolução. Em 14 de dezembro fez três anos esse blog: agradeço a todos os bródis (artistas & amigos) que nele palpitam (tum-tum) que dele participam e o escrevem & creem & comungam comigo. Um brinde na lata na caixa na raça na taça louca da cuca de cada um de vocês. E ninguém segura o grito de ninguém: Yeaaaaaaah!

ARTISTAS DOS SARAUS, UNI-VOS! >>> A cada aniversário gosto de relembrar aqui o ‘Manifesto Sarauzista‘, texto do primeiro post que publiquei. É uma forma de revalidar meu compromisso e meu chamamento à luta. Este blog  é um canal a serviço da produção cultural alternativa, aos que sobrevivem à margem da ‘indústria do entretenimento’. Procura divulgar seus discos, vídeos, livros e eventos. Para o sucesso dessa empreitada, conta com a participação de todos os saraus, amigos, artistas e ativistas culturais. Confira:

Você já foi a um sarau, Dorival? Não? Então vá. Lá tem verso livre. Lá tem samba e rap. Pop e rock mutcho loki, tem. Sem estereótipo. Lá é outro lance. Tem gente que inventa. Canta declama dança, insolitamente. Tira som de lata, faz performance. Lá tem veterano que é revelação. Tem calouro que dá aula. O novato misturado ao professor. Artistas não têm idade e você sabe, são eternos aprendizes: deixe-se levar e lavar inovar a rotina a retina cristalina nesses rios que vão passar. Na tua rua tua orelha tua telha aberta à lua. Venha também mergulhar navegar se informar no infomar de saraus e luaus que a cidade te dá. Aqui, você vai conhecer e curtir. O que não cabe nessa tal de indústria cultural. Ilustres anônimos desfilarão por essas veredas virtuais. Abra suas janelas pra auscultar a pulsação o coração desses músicos poetas ativistas culturais. Ouça leia comente e compartilhe essa ideia. Tua aldeia tá na tela. Tua arte tá na teia. O recheio e a parte que a rodeia: a cultura e o capital. Tudo aqui nesse canal. Sarau, luau e o escambau.

… … …

MENSAGEM DO SARAU DA MARIA >>> Pra quem não viu, segue a mensagem de fim de ano do Sarau da Maria, coletivo de que faço parte ao lado de Nilzete Lalá, Marici Silva, Helen Torres, Selma Bizon, Veronica Lopes e Deise Capelloza (claro que nós temos a ajuda de muitos amigos e colaboradores como Francisco Fanca, Sidney Kitagawa, João Emilio, Cida Sarraf, Oswaldo Alves, Zé Mauro, Zé Paulo, Vlado Lima, Roberto Candido, Moacir Barbosa e outros que nem estou citando, mas que sempre estão por lá (e em nossos corações). Beijos, abraços e boas festas a todos. Este blog assina embaixo e faz coro à sua mensagem para 2019:

….

….

ENTÃO É NATAL >>> Não. Não vai ter amigo secreto. Amigo, só de coração aberto. Também não será o sarau da comunhão. A gente é paz e amor, mas não é trouxa, não. A gente nunca vai deixar ninguém ir lá pra dizer ‘como é duro ser patrão’. Nenhum João de Deus ou qualquer um dos seus terão vez. A gente não crê em milagre nem em discurso rancoroso de salvação. Ou de exclusão. A gente não acredita em Papai Noel nem em igualdade social que caia do céu. E a gente sabe que Jesus não dá em pé de goiaba. E liberdade, se não cuidar, acaba. A gente não tem raiva, mas não esquece quem apoiou fascista e torturador. Sim: a gente vai encarar e dizer ‘não’. Mas com educação e sem rancor: vamos dizer ‘não, meu amor’ (nosso ‘não’ é de coração). A gente só quer manter de pé e bem ereta a nossa enorme indignação (e o nosso amor… e o nosso humor…). A pequena nação do Sarau da Maria deseja aos amigos um Natal com muito love e deixa o convite pra caminharmos juntos em 2019. Ninguém solta a mão de ninguém, hein?

 

… … …

MINHAS ANDANÇAS POR AÍ

… … …

SEXTA-FEIRA, 21H >>> Todo mundo já sabe que a minha filha Carolina de Sá é bailarina e dança na Cia Focus, do Rio de Janeiro. De férias em SP, me convidou e fui com ela ao Theatro Municipal assistir ‘Um Jeito de Corpo – Balé da Cidade Dança Caetano‘, coreografia assinada por Morena Nascimento. O diretor da Cia, Ismael Ivo, abriu a noite com um precioso discurso sobre negritude, inclusão e defesa da diversidade, desembocando na importância da poesia de Caetano para nossa cultura, comparando-o ao prêmio Nobel, Bob Dylan (assino embaixo – quem pode discordar?): ‘o poeta inventa palavras e amplia o sentido da vida, criando novas possibilidades que antes não enxergávamos’. Sobre o belo balé, minha filha ressaltou a associação de elementos teatrais à dança moderna, marca da ‘escola de Pina Bausch‘ (a qual a coréografa pertence). Nos emocionamos ao identificar, em vários movimentos, gestos e expressões de nossas dança de rua, capoeira e carnaval. E foi arrepiante ouvir aquelas canções reverberando nos corpos… Ou eram os corpos recompondo as canções? (no vídeo acima, um trecho do espetáculo; abaixo, um texto de Morena, extraído das redes sociais). Curte aí:

“eu gosto de ver grupo grande dançando junto. eu não vou desistir de trabalhar com grupos grandes. não tem dinheiro suficiente no meu país pra trabalhar com grupo grande. mas eu não vou desistir. eu vou dar um jeito. eu não curto reuniões onde estão todos sentados por mais de uma hora. isso não me acessa. prefiro dançar na chuva. eu penso muito em suor em sexo em dança em ritual em rio. eu espero que haja espaço pra isso”

SEXTA-FEIRA, 23H >>> OSelo é um projeto musical que toca discos emblemáticos, na ordem e na íntegra, com novos arranjos. É formado por Ernani Sanchez (voz e guitarra), Pedro Felício (voz e baixo) e Nereu Afonso (bateria). Na semana passada, após o balé, eu e minha filha Carolina de Sá fomos à Casa Gramo (um espaço alternativo superlegal, na Lapa) e curtimos de montão dois discos clássicos e mui amados que a banda reinventou: ‘Pérola Negra’, do Luiz Melodia (com a cantora Delleva) e ‘Cabeça Dinossauro’, dos Titãs (com Sofia Botelho no vocal). Sem jamais descaracterizar a beleza original das canções, as cantoras imprimiram sua pegada pessoal e o trio alterou andamentos, criou riffs, apimentou levadas e acrescentou doses de dramaticidade ou humor às releituras. O projeto, além de fazer com que o fã relembre o prazer de viajar nas canções de um discaço tantas vezes ouvido, proporciona uma noitada divertida, pensante e dançante. Saímos de lá cantarolando as pérolas do Melô com a cabeça titânica, prenhe de conceitos e questionamentos que ainda estão valendo. A arte quando nos representa, incomoda e atravessa os tempos. ‘Tente passar pelo que estou passando… Polícia para quem precisa…’

SÁBADO – 21h >>> Sarau da Maria in Concert na Carauari … A poeta Silvia Maria Ribeiro organizou mais um evento da série ‘Show na Carauari‘ e convidou a turma de artistas do Sarau da Maria para cantar. Eu, Deise, Helen, João Emilio e Kita fizemos nosso som. Depois rolou palco aberto (com Cordeirovich & Vladinsky, Zé Paulo, Ayrton Mugnaini, Valdir dos Santos e Marco Palmah). Foi mais uma noitada boa de confraternização entre artistas e amigos do movimento dos saraus. Veja todas as fotos que o sempre presente Roberto Candido tirou.

 

… … …

NOVE MESES REPETINDO:
QUEM MATOU MARIELLE?

… … …

QUE VERGONHA, BRASIL! >>> Uma representante do povo foi assassinada, os assassinos estão soltos e não ouço panelas: vários ‘suspeitos’ presos, muito blablablá e… nada! Vocês acreditam que a polícia (num Rio de Janeiro sob intervenção militar) ainda não ‘descobriu’ quem são os assassinos de Marielle Franco? E ainda temos que ouvir o presidente eleito e suas balelas de ‘militarização’. Já são nove meses de impunidade. No dia 14 de março a vereadora, de 37 anos, foi assassinada no bairro da Lapa, no Rio. Ela era relatora da Comissão dos Direitos Humanos que acompanhava a intervenção militar no RJ. Havia feito denúncia contra abusos policiais e voltava de um evento com jovens negras quando foi baleada. Anderson Gomes, motorista do carro em que ela estava, também foi executado. Protestos e manifestações contra o bárbaro crime se repetem diariamente em várias cidades brasileiras. Marielle lutava por justiça, inclusão e igualdade de direitos. Defendia as causas que todos nós, artistas e coletivos dos saraus, também defendemos. Este blog continua aguardando o esclarecimento do caso e a punição dos assassinos. As balas que a mataram também atingem a todos nós. Não podemos nos calar. Até quando vou ficar semanalmente repetindo esse texto aqui? Será que vai ficar por isso mesmo? Por que a resposta não vem? Quem matou (e quem mandou matar) Marielle?

VERGONHA 2 >>> Se o presidente eleito fosse mesmo ‘bom de segurança’, uma vereadora não teria sido assassinada (ao que tudo indica, por milicianos – leia entrevista do jornalista Marcelo Godoy com o secretário da Segurança Pública do Rio) no Estado onde ele fez toda sua carreira política (e que se encontra sob intervenção militar). Será que seus eleitores refletiram sobre isso? Apoiadores do ‘coiso’ posaram para fotografias sorrindo ao quebrar ao meio uma ‘placa de rua’ com o nome de Marielle (junto deles, o governador eleito do Rio. Pode?). Será que os eleitores do ‘coiso’ concordaram com essa ‘gracinha’? Não posso crer nisso. Como também não consigo compreender o porquê do ‘coiso’, ou do governador eleito do Rio, jamais terem exigido o esclarecimento do caso Marielle. Por que será?

 

… … …

AGENDA

… … …

Aqui algumas sugestões de programação para esta semana. Acompanhe também as opções contidas na página da Agenda da Periferia. Informe-se, inconforme-se, atue e divirta-se!

… … …

QUINTA-FEIRA – 27 de dezembro – 21h … O baixista Marcelo Mariano apresenta músicas compostas para seu primeiro cd e temas de compositores consagrados (Diane Reeves, John Coltrane, Romero Lubambo e João Bosco). Com a participação de Danilo Santana (teclados), Cuca Teixeira (bateria), Conrado Goys (guitarra e violão), Josué dos Santos (sax tenor e soprano) e André Mota (voz). No JazzB, à rua General Jardim, 43

… … …

QUINTA-FEIRA – 27 de dezembro – 22h … Quinta de Forró, com o Trio Camaradas: PC Canuto (sanfona e voz), Danilo Pêra (triângulo e voz), Fabio Gagliano (zabumba e voz). No repertório, Trio Nordestino, Trio Nortista, Luiz Gonzaga, Genival Lacerda e outros. No Centro Cultural Butantã, à av. Corifeu de Azevedo Marques, 1882

… … …

SEXTA-FEIRA – 28 de dezembro – 20h … Rock Insane … Banda apresenta grunge, new wave, hard rock, heavy metal e rock nacional. Na Estação Parada Sete, à rua Luis Carlos Gentile de Laet, 96

… … …

SEXTA-FEIRA – 28 de dezembro – 20h … Happy hour com Léo Gorgatti e Fernanda Pagani. No Carauari Bar e Mercearia, à praça Carauari, 8

… … …

SEXTA-FEIRA e SÁBADO – 28 e 29 de dezembro – 21h … Borrasca … Dois amigos se reencontram depois do enterro de um terceiro e trazem à tona as mágoas que os impedem de expressar a dor da perda. Peça de Mário Bortolotto, que escreveu, dirige e atua com Eldo Mendes. No Cemitério de Automóveis, à rua Frei Caneca, 384

… … …

SÁBADO – 29 de dezembro – 18h … Show em prol da Santa Casa de Mococa … Com Anná & Banda, Sambazelô e Djair & Telma Linsk (arrecadação totalmente revertida ao hospital). No Vale Imperial II, Estrada Mococa a Guimaraes, distante 4km

… … …

SÁBADO – 29 de dezembro – 22h … Último Forró do Ano com a Sanfona de Almir Amaral. No Centro Cultural Butantã, à av. Corifeu de Azevedo Marques, 1882. Ingressos a R$10

… … …

SÁBADO – 29 de dezembro – 23h59 … Sampa Midnight Blues – Carlos de Lucca Trio … Carlos, Andrei Ivanovic e Fábio Pin se reúnem no Atelier Ju Corte Real para noite com muito rock, blues, jazz e rearranjos especiais para clássicos de diversos estilos. No Atelier do Ju Corte Real, à av. Adolfo Pinheiro, 2420 (esquina com rua João Pimenta)

… … …

DOMINGO – 30 de dezembro – 19h … Limite – Sessão Cinética no IMS Paulista. Ingressos a R$8 e R$4. Na av. Paulista, 2424

… … …

SEGUNDA-FEIRA – 31 de dezembro – 22h às 5h … Réveillon na Casa Gramo: com terraço ao ar livre, jantar colaborativo e pista de dança até o sol raiar. Na rua Bento de Abreu, 223, na Lapa

… … …

ATÉ 10 DE FEVEREIRO DE 2019 … Roda Viva … Zé Celso e seu grupo remontam, 50 anos depois, a histórica peça de Chico Buarque. No Teatro Oficina, à rua Jaceguai, 520. Sextas e sábados, às 20h, e domingos, às 19h. Sessão especial no dia 31, segunda-feira, às 20h.

… … …

ATÉ 7 DE ABRIL DE 2019 … “Claudia Andujar: a luta Yanomami” é uma exposição retrospectiva sobre o trabalho da fotógrafa que dedicou a vida para estudar e proteger um povo indígena ameaçado de extinção. De terça a domingo (das 10h às 22h), no IMS Paulista, à avenida Paulista, 2424

… … …

AGENDÃO >>> Fique ligado, pois o agendão é diariamente atualizado. E toda quinta-feira tem um post novo.

… … …