Sarau, luau e o escambau

Sarau, luau e o escambau

Produção artística que vive à margem da indústria cultural

As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

O Prêmio Grão e as artes de Socorro Lira, a canção de Giadas para George Floyd, o clipe de Juli Manzi, o livro de Chris Herrmann e a poesia de Lisa Alves

Por Arnaldo Afonso

SIM! (em tempos fasci-negacionistas é um raro prazer começar o post com uma afirmação positiva). Mas, sim, amigos… tem muita live e programação cultural no circuito alternativo. Estamos vivos! E este blog saúda e repercute a diversidade das opções. Artistas e produtores culturais vão se virando para resistir à pandemia e ao fascismo de um governo anticultura e antieducação. Desde as manifestações de 2013 (passando pelo impeachment de Dilma e culminando com a eleição de Bolsonaro) cães raivosos e cegos estão soltos, mordendo e esfolando as liberdades e os direitos do cidadão brasileiro. Antes da eleição do atual (des)presidente, em 19/10/2018, eu já escrevia aqui: “não posso crer que um artista, participante dos saraus, possa sequer ventilar a possibilidade de votar no ‘coiso’, que não passa de um fascista defensor de torturadores. Reflita: não são ‘dois lados da polarização’, como dizem (aparentando isenção) a grande mídia e os políticos oportunistas. Um lado já governou o País por quatro vezes, sem jamais desrespeitar os princípios democráticos. O outro está pondo em xeque o processo de eleições, ofendendo cidadãos (pobres, negros, gays, mulheres, esquerdistas), semeando a exclusão e ameaçando com morte, tortura e ditadura. Isso é inconstitucional, indefensável e inaceitável (o candidato do PSL já deveria ter tido a sua candidatura impugnada). Um passado rancoroso e vingativo quer voltar (e tenta reescrever a história à base de fakenews – e do silêncio cúmplice dos que não se opõem). É contra isso que os artistas e os coletivos do movimento dos saraus têm de se mobilizar. É pela defesa da democracia, já”.

Esse revival do texto me veio à mente após discutir sobre ‘jornalismo e isenção em tempos de polarização’ no programa Megafone, a convite do poeta Carlos Galdino. Mais abaixo, leia essa matéria e o meu texto escrito a partir dela. Acompanhe também o movimento dos artistas, suas lives, projetos e lançamentos. Mesmo sob pandemia, fazemos arte e lutamos pela democracia.

 

SOCORRO LIRA EM LIVES, LIVRO,
CD E NO PRÊMIO GRÃO DE MÚSICA

CIRCUITO ‘PRÊMIO GRÃO DE MÚSICA’ >>> O prêmio, criado e organizado pela cantora e compositora Socorro Lira em 2014, realiza a segunda etapa do “Circuito #PGMemCasa“, uma série de 30 shows com 30 artistas de todo o país (que foram premiados nas seis edições anteriores). Serão 15 horas de música ao vivo, em três dias, começando às 17h e terminando às 21h30, nos dias 24, 25 e 26 de julho (sexta sábado e domingo). As transmissões acontecem pelo Facebook, em tempo real, nas páginas do #PGM e dos artistas e parceiros. Além de estimular a profissionalização dos concertos virtuais ao vivo (lives), a iniciativa visa beneficiar, economicamente, os artistas participantes, nesse momento de distanciamento social. Há um couvert artístico (opcional) cujo valor mínimo sugerido é de R$20. A equipe de produção do PGM repartirá o valor arrecadado, igualmente, entre as trinta atrações do circuito. Nos cartazes, a programação completa

SOCORRO LIRA – O LIVRO >>> A poeta, cantora e compositora Socorro Lira, organizadora do Prêmio Grão de Música, lançou recentemente o romance ‘Falar dos Meus Amores Invisíveis‘ (pela Carpe Librum Editora). A personagem principal é Ondina, mulher que foi educada para o casamento, mas que busca superar as restrições impostas pelo sistema patriarcal e, na velhice, publica suas memórias (capa e ilustrações de Amanda Barros Velloso)

O SHOW >>> No ano passado, assisti ao lindo show da cantora e compositora Socorro Lira, que lançava o cd ‘Cantos à Beira-Mar’ com dez composições sobre poemas da maranhense Maria Firmina dos Reis. Teve participação da grande cantora negra (né?) Fabiana Cozza, da premiada escritora Maria Valéria Rezende (que inspirou a pesquisa de Socorro sobre o tema) e da instrumentista Cimara Fróis. Na banda estavam Ana Eliza Colomar (sopros), Álvaro Couto (sanfona), Clara Bastos (baixo acústico), Cassia Maria Araujo (percussão) e Jorge Ribbas (arranjo, direção musical e violão). O show foi uma delícia. Letras e músicas fluíam delicadas e tranquilas enquanto a gente respirava poesia. Socorro inventou melodias bonitas e assoviáveis para versos de métrica complexa, escritos há 150 anos pela escritora pioneira (primeira romancista brasileira, Firmina publicou o conto ‘A Escrava’ em 1887).  O momento mais aplaudido do show foi quando Socorro interpretou sua música em homenagem à Marielle. A artista, além de compor, cantar e participar de shows musicais e literários, é também a criadora do Prêmio Grão de Música, que tem edições anuais, desde 2014, e cujo foco é a canção brasileira. Talentosa e arretada, Socorro Lira é gente que cria.

AS LIVES >>> Socorro Lira tem cantado canções e comentado sobre seus livros e projetos em lives que realiza às quartas-feiras, às 21h, em sua página no Facebook. No Prêmio Grão ela se apresenta no domingo, dia 26, às 21h30. Depois comemora o Dia dos Amigos participando, na segunda-feira, dia 27, da liveMúsica Para Ser Feliz‘, um trabalho coletivo com mais seis mulheres cantoras: Cida Lobo acompanhada por Edinho Oliveira, Clara Menezes acompanhada por Ricardo Menezes, Elaine Morie, Karla Dalman, Mayara Ferreira acompanhada por Danilo Della Monica e Vânia Bastos acompanhada por Ronaldo Rayol

O SITE >>> Socorro Lira organizou site onde estão disponíveis para compra seus livros e cds. Visite a página dessa grande artista: www.socorrolira.com.br/loja

 

A MÚSICA DO GIADAS E
O CLIPE DO JULI MANZI

...

A MÚSICA DO LUIZ GIADAS >>> Enquanto repetia a frase “eu não consigo respirar”, o cidadão afro-americano George Floyd foi brutalmente sufocado durante mais de 8 minutos por um policial branco nos EUA. Todos vimos (eu não quis ver) o vídeo do bárbaro crime acontecido em Minnesota, no dia 25 de maio. Dois meses já se passaram. Ainda indignado, o músico e compositor Luiz Giadas (da banda Chêro da Poesia) escreveu um texto e compôs uma canção sobre o assunto “para que a morte de Floyd não caia no esquecimento e se transforme apenas em mais um número nas estatísticas dos muitos negros assassinados pela opressão racista ao redor do mundo (inclusive no Brasil)”. Publico a letra e a música, com interpretação e arranjo de Bráu Mendonça e Rosangela Alves. Confira:

AS CORES DE GEORGE
(Luiz Giadas)

Andarei vestido / com as cores de George
porque minhas armas / tem todas as cores
e o meu inimigo / desconhece a luz.

Mesmo que sua força / desligue o ar
todas as cores / irão se espalhar
pelas praias do Rio / nas ruas de Londres
pelas almas aflitas / dentro das palafitas
nas ruínas de Roma / nas águas do Nilo
no abismo profundo / do teu peito vazio

Os punhos fechados / de todas as cores
em todos os cantos / avenidas e vales
os estados unidos / numa só voz
entoando cânticos / da convivência

Eu tenho as luzes / e tenho a razão
eu saquei o teu jeito / eu sei teu segredo
é você quem tem medo / teu discurso é vazio
eu tenho todas as cores / e você só tem uma:
a pálida cor de um verme

O CLIPE DO JULI MANZI >>> Saiu o videoclipe de ‘Ela Gosta de Brincar com Meu Coração‘, parceria do poeta Daniel Perroni Ratto com o cantor e compositor Juli Manzi, artista gaúcho radicado em São Paulo desde 2010 (recentemente, Juli lançou seu sexto álbum, ‘Sambas, Pagodes & Uá-Uás’, com sambas autorais e guitarras com pedal wah-wah no lugar de cavaquinho). A nova música, produzida por Marcelo Fornasier, é um funk suingado com elementos de música eletrônica. A letra aborda “a liberdade do amor e suas nuances nessa sociedade retrógrada, preconceituosa, misógina, racista e homofóbica” em que vivemos. Gravado no Cabaret da Cecília, na noite anterior ao anúncio da pandemia pela OMS, o clipe foi dirigido por Luís Dávila e Beto Assem. Teve Jackie Jobs Silva como atriz convidada e participação de vários artistas da cena alternativa

 

CHRIS HERRMANN LANÇA LIVRO
‘ENTRE AMORAS E AMORES’

O LIVRO >>> Nesta quinta-feira, dia 23 de julho, a partir das 16h, via Facebook, a escritora Chris Herrmann, editora da Revista Ser MulherArte, faz o lançamento virtual de seu novo livro ‘Entre Amoras e Amores‘, em que apresenta 50 minicontos com toques de humor (sob o belo sub-título ‘Quando os desencontros são mais doces’). Sobre os textos do livro, a escritora e cineasta Gisele Mirabai escreveu: “são minicontos para serem colhidos entre uma e outra hora do dia, como quem, em meio ao cinza da rotina, abre a geladeira para desfrutar de pequenas amoras, vermelhas e cheias de graça”. Saiba mais aqui

Acima, um vídeo criado a partir do poema ‘O Tempo’, de Chris Herrmann, publicado no site As Contistas – Escritoras.

A REVISTA >>> Feita por um coletivo feminista, a Revista Ser MulherArte tem por objetivo valorizar e dar maior visibilidade à produção artística das mulheres. As publicações são variadas com rubricas e colunas abrangendo diversos campos da arte contemporânea. Chris Herrman, editora, cuida também da parte gráfica das publicações no Facebook e Instagram. Além da revista, com poemas, entrevistas e podcasts, o coletivo Ser MulherArte lançou a antologia ‘Porque somos mulheres’. Confira mais duas novidades: 

PODPAPO >>> Saiu a quarta edição da coluna na Revista Ser MulherArte, onde a escritora e editora Chris Herrmann faz entrevista de áudio com a professora e escritora Divanize Carbonieri. Veja também os podcasts anteriores, com Rosângela Vieira Rocha, Lia Sena e Ingrid Morandian 

No dia 1 de agosto, às 19h, a artista plástica Lu Valença inicia a série de lives de entrevistas com mulheres artistas na Revista Ser MulherArte. A primeira convidada é a escritora e editora do site, Chris Herrmann. Na página da revista no Facebook

 

ESTE BLOGUEIRO E SUAS
LIVES, PENSATAS & PROJETOS

ARNALDO AFONSO NO RÁDIO >>> Na segunda-feira passada participei do programa Megafone (veja a íntegra da live), apresentado pelo poeta e radialista Carlos Galdino na Rádio Comunitária Cantareira FM. Falei sobre minhas atividades de artista e produtor cultural, do Sarau da Maria, deste blog, além de abordar as relações entre jornalismo e política no Brasil atual (abaixo, um texto que juntei a partir de informações colhidas na net). Nesta quinta-feira o entrevistado do programa (que acontece de segunda à sexta, sempre às 14h) é o escritor Thiago Winner; na sexta, o músico Élio Camalle

IMPRENSA SOB FASCISMO >>> Convidado a falar sobre se é possível fazer um ‘jornalismo isento em tempos de polarização’ na live com o poeta e radialista Carlos Galdino, fui selecionando na net alguns trechos de matérias e artigos a respeito de temas que envolvem a liberdade de imprensa no primeiro ano de (des)governo de Bolsonaro. Juntando todas as minhas anotações, o ‘texto’ ficou assim:

O processo de deterioração das instituições, muitas vezes, começa com discursos ofensivos contra a imprensa por parte de líderes populistas e com viés autoritário

Segundo o relatório da Freedom House, foram 208 ataques a jornalistas e a veículos de comunicação em 2019, contra 135 em 2018, o que representa um aumento de 54%. Bolsonaro, sozinho, foi responsável por quase 60% dos ataques registrados no ano passado, uma média de um ataque a cada 3,14 dias

No ranking anual da ONG Repórteres sem Fronteiras sobre liberdade de imprensa o Brasil ocupa agora o 107° lugar, entre 180 países listados, à frente do Mali e atrás de Angola (106°), Montenegro (105°) e Moçambique (104°)

A entidade também frisa que “o ‘Gabinete do Ódio‘, que cerca o presidente brasileiro, publica ataques em larga escala a jornalistas que fazem revelações sobre as políticas do governo”

As palavras do presidente criam um clima de desconfiança na população com relação aos jornalistas e algumas pessoas mais exaltadas acabam partindo para a violência. Como a maior autoridade da República não condena essas agressões (e pelo contrário, segue com o discurso hostil) passa a impressão de que não haverá punição a esse tipo de atitude

De uma jornalista, Bolsonaro disse que “ela queria dar o furo“. De um jornalista, disse que tinha uma “cara de homossexual terrível

Na porta do Planalto, irritado, o presidente mandou um jornalista ‘calar a boca’ só porque perguntou se ele havia pedido a troca do superintendente da Polícia Federal no Rio de Janeiro. Depois, negou que tivesse a intenção de substituir o superintendente e disse que não há qualquer investigação contra ele ou seus filhos na PF. E afirmou: “é uma mentira que a imprensa replica o tempo todo, dizer que meus filhos querem trocar o superintendente”. Alguns dias depois, trocou o superintendente

Segundo o UOL, o governo Bolsonaro aumentou em 63% os gastos com publicidade no primeiro trimestre de 2019, em relação ao mesmo período de 2018. Em três meses, foram gastos R$ 75,5 milhões com propaganda. A Record (que recebeu R$ 10,3 milhões) e o SBT (com R$ 7,3 milhões) lideram o ranking dos veículos que mais receberam recursos do governo. Só na emissora do bispo Edir Macedo, os investimentos em publicidade governamental subiram 659% no primeiro trimestre de 2019. Não por coincidência, no desfile de 7 de setembro, em Brasília, Edir Macedo e Silvio Santos estavam ao lado do presidente

O governo Bolsonaro deixou de informar dados com relação ao crescimento da violência policial, das áreas desmatadas na Amazônia, das mortes por Covid e do desemprego, argumentando ter dúvidas sobre a precisão da metodologia empregada nas pesquisas do IMPE e do IBGE, entre outros órgãos e instituições

O (então) ministro da Educação, Ricardo Vélez, disse que pretendia retirar o termo “golpe militar” dos livros escolares. Bolsonaro, que já homenageou torturadores no plenário da Câmara e ameaçou comemorar o aniversário da ditadura militar em seu primeiro ano de governo, após o fuzilamento (com mais de 80 tiros) de um trabalhador que ia com o filho a um chá de bebê, declarou: “O Exército não matou ninguém, não. O Exército é do povo”

O ministro da Educação (que incentivou alunos e pais a filmarem e ‘delatarem’ professores na sala de aula) cortou 30% das verbas de três universidades federais, a Fluminense (UFF), a da Bahia (UFBA) e a de Brasília (UnB). E ameaçou: outras instituições teriam recursos cortados se estiverem promovendo “balbúrdia” em seus câmpus

Em live com o presidente Bolsonaro, Weintraub disse: “Pode estudar filosofia? Pode. Com dinheiro próprio”. A verdade é que eles não querem que as pessoas pensem. Por isso defendem a tal ‘escola sem partido’

Os ministros e secretários de Bolsonaro, em cada área, agem de forma contrária às atribuições que se espera de suas pastas: um é contra a democratização da Educação, outro é contra o direito dos negros; uma é contra a emancipação das mulheres, outro contra as leis de preservação do Meio Ambiente; um promove o desmonte da Cultura, outro xinga Fernanda Montenegro, não reconhece um prêmio internacional outorgado a Chico Buarque e nem sequer dá os pêsames à família de Aldir Blanc

Bolsonaro é contra o patrocínio da Petrobras a eventos culturais e para justificar a opinião, publicou em suas redes sociais um vídeo com imagens de eventos que não foram patrocinados pela estatal, como a exposição Queermuseum, em Porto Alegre

Bolsonaro proibiu a divulgação de uma propaganda do Banco do Brasil que retratava a diversidade brasileira. O presidente do banco, Rubem Novaes, disse que “a esquerda tentou empoderar minorias e caracterizar cidadão ‘normal’ como exceção”

O governo, ao acenar com isenção de punição aos ‘fazendeiros’ que atirarem em quem entrar em suas terras, acaba liberando o assassinato de militantes da luta pela terra e aumentando a violência no campo

O presidente foi a Israel e abriu escritório em Jerusalém, a reconhecendo como capital e se recusando a visitar a Palestina (sem considerar sequer a importante questão comercial: a comunidade árabe compra muito mais produtos do Brasil do que Israel). O Hamas chiou, claro, e o filho do presidente, num ‘show’ de diplomacia, tuitou: “Quero que eles se explodam”

Sobre o holocausto, Bolsonaro declarou que “podemos perdoar e não esquecer”, atenuando o horror imperdoável daquele genocídio. A distorção de fatos inquestionáveis, como negar a existência da ditadura militar de 1964 ou até mesmo refutar o fato da Terra ser uma esfera, são ‘ideias’ comuns nas fileiras bolsonaristas e fazem parte da disseminação das fakenews, renomeadas de ‘pós-verdade’. Cada um fala a asneira que quiser, via ‘zap’. Os robôs espalham a ‘notícia’

Queiroz, que ‘administrava’ as contas da família Bolsonaro é encontrado no sítio de seu advogado. Um dos assassinos de Marielle morava no mesmo condomínio do presidente. As investigações sobre as ‘rachadinhas’ e o envolvimento de seus filhos com as milícias cariocas não avançam. Além da troca do superintendente da PF, por um amigo da família, o procurador-geral também é aliado do presidente. Tudo ‘coincidências’

Antes das eleições, Bolsonaro disse não crer na eficácia do sistema digital de votação. Depois, disse que não aceitaria outro resultado que não fosse sua vitória. Desde o princípio de seu governo, ataca a imprensa, o STF e incentiva (e até comparece e dá apoio) a manifestações que pedem aberrações como ‘a volta da ditadura’, uma ‘intervenção militar’, um ‘novo AI-5’ e o ‘fechamento do Congresso’

Há cerca de 50 pedidos de impeachment de Bolsonaro no colo do presidente da Câmara, Rodrigo Maia. Pelo menos 342 deputados (dois terços da Câmara) teriam de endossar o envio da denúncia ao Senado para que a Casa avaliasse a abertura do processo.

A sanha antipetista, alimentada por um “grande acordo nacional, com o Supremo, com tudo” e disseminada vorazmente através da mídia nos últimos anos é uma das responsáveis, sim, pela eleição de uma das mais conservadoras bancadas do Congresso, onde ruralistas, evangélicos e empresários do setor madeireiro e da indústria bélica dão base de sustentação a Bolsonaro e não permitirão que o pedido de seu impeachment avance

Os setores de centro e de esquerda perderam espaço e deram lugar a direitistas e conservadores raivosos e anacrônicos, naquilo que foi chamado de ‘renovação do perfil do Congresso’ pela grande mídia. Por isso, hoje, se deixar, eles “passam a boiada”, como afirmou o ministro do Meio Ambiente na reunião com o presidente

Diante de tantas arbitrariedades cometidas ou proferidas por Bolsonaro (muitas outras poderiam ser citadas, como as acusações no ‘caso Moro’ ou suas atitudes e declarações irresponsáveis diante da pandemia), finalizo com alguns tópicos da Constituição que ele desrespeitou, tornando óbvio o seu impeachment, que só não vai acontecer porque não vivemos numa democracia de fato. Para reconquistá-la, nós, nação brasileira como um todo, e imprensa em particular, precisamos urgentemente repensar o que fizemos no Brasil (e do Brasil) nos últimos anos. Não foi nada de que alguém pudesse se orgulhar: em nome de uma suposta ‘limpeza moral’ (e o velho anticomunismo doentio de sempre) o país foi atirado aos cães e agora sangramos todos. Até quando? Eis alguns pontos da Constituição que Bolsonaro infringiu:

– cometer ato de hostilidade contra nação estrangeira, expondo a República ao perigo da guerra, ou comprometendo-lhe a neutralidade
– tentar dissolver o Congresso Nacional, impedir a reunião ou tentar impedir por qualquer modo o funcionamento de qualquer de suas Câmaras
– opor-se diretamente e por fatos ao livre exercício do Poder Judiciário, ou obstar, por meios violentos, ao efeito dos seus atos, mandados ou sentenças
– servir-se das autoridades sob sua subordinação imediata para praticar abuso do poder, ou tolerar que essas autoridades o pratiquem sem repressão sua
– subverter ou tentar subverter por meios violentos a ordem política e social
– incitar militares à desobediência à lei ou infração à disciplina
– proceder de modo incompatível com a dignidade, a honra e o decoro do cargo

CHARGES >>> As três ótimas ilustrações acima foram colhidas em postagens na internet e são de autoria de, respectivamente, Claudio Mor, Nani e  Gilmar Fraga, a quem parabenizo pelo talento e coragem

‘UM POEMA PARA’ >>> Olga Ribeiro de Favari apresenta, na companhia de André Castro, um programa diário de leitura de poesias onde, além de ler os textos, comenta sobre a história dos artistas e divulga o lançamento de seus livros e outros eventos literários. O programa agora está também na Rádio Praieira FM, de Santo André. Inscreva-se gratuitamente e ouça os vários podcasts postados no Spotify. Eu tive a honra de ser um dos poetas citados:

‘NONADA’ NO PODCAST >>> Olga Ribeiro Defavari e André Luiz De Castro Silva foram generosíssimos comigo e colocaram meu poema em seu podcast ‘Um Poema Para…‘. Fiquei superfeliz e emocionado com a excelente leitura de Olga e agradeço também a citação que os dois fizeram das minhas atividades como blogueiro e artista. Puxa… foi demais! Fiquei verdadeiramente comovido.

MEUS TRÊS ESPETÁCULOS >>> Este blogueiro, poeta e cantor Arnaldo Afonso, informa a quem interessar possa, que tem três espetáculos prontos para apresentações presenciais nas Casas de Cultura, Ceus, Bibliotecas e Sescs após a pandemia (se isso vier a acontecer algum dia) e que foram adaptados para o formato de lives (que já ando realizando pelo Face, Insta e Youtube). São eles:

1 – Arnaldo Afonso Canta e Conta Cartola >>> No show, canto 20 canções do grande compositor e conto várias histórias e algumas curiosidades sobre sua vida e obra (aqui uma das lives). O texto do show foi extraído da minha peça ‘Mestre Cartola: Vida e Obra em Verde e Rosa‘, disponível em minhas página no Facebook.

Neste sábado, dia 1 de agosto, às 19h, faço a live do Cartola na página do Casarão (Casa de Cultura Vila Guilherme) no Facebook. No post da quinta-feira dou mais detalhes

2 – A Importância da Música (Os Grandes Compositores da MPB e suas Histórias) >>> Esquetes teatrais levemente cômicos onde a atriz Rosa Freitas interpreta a ‘austera’ professora Margarida (que, durante o desenrolar da peça, vai se revelando uma ótima cantora). Ela dá ‘aulas de história da MPB’ aos seus alunos e Arnaldo Afonso é o músico e jornalista ‘especializado’ convidado por ela a cantar algumas canções e comentar sobre a vida e a obra de compositores como Noel, Tom, Gonzagão, Cartola, Adoniran, Caymmi, Chico, Caetano, Gil, e Roberto, além dos mais atuais Djavan, Paulinho da Viola, Raul, Belchior e Cazuza, entre outros (veja uma das lives)

3 – Rocks, Pops  & uns Toques de Poesia – com Arnaldo Afonso >>> Canto repertório autoral, falo de meus parceiros, dos poetas que musiquei e leio textos que escrevi para os artistas que me influenciaram (veja uma das lives). Conto histórias dos saraus, do meu blog e falo do aprendizado que é participar do movimento cultural da ZN, desde os anos 80

LIVE ANTIFASCISTA >>> Mais um projeto deste intrépido blogueiro (e que deve continuar mesmo após o fim do isolamento social). A ideia é transmitir pela minha página no Facebook uma live de uma hora cantando e declamando canções e poemas (entre autorais e conhecidos) que conclamem à luta pela liberdade e à resistência à opressão, além de ler textos e mensagens antifascistas postadas pelos internautas durante a sessão. No meio da live, vou abrir o microfone para um artista logado na transmissão. Tudo seguindo o mote criado pelo meu amigo, o poeta e ativista cultural Professor Betinho: ‘opinião a gente respeita, fascismo a gente combate”. Neste momento da vida nacional, não há tarefa mais necessária e urgente: é preciso combater o fascismo 

 

LIVES, CLIPES E ETC & TAIS

FOCUS CIA DE DANÇA (ao vivo – no YouTube)
Dias 25 e 26 de julho – 16h – Ingresso R$35 – compre diretamente na pagseguro e receba o link para assistir

CORAÇÕES EM ESPERA” >>> “Os médicos são essenciais, mas as artes são essenciais para que não fiquemos doentes”, disse Alex Neoral, diretor e coreógrafo da Focus antes da live de estreia. Novo espetáculo da companhia reflete a situação em que todos nós nos encontramos hoje. Ao vivo e online, o trabalho se revela através das ferramentas digitais, que hoje são nossos olhos e ouvidos para o mundo (e por onde o espectador adentra no cenário atual de cada artista: sua casa). “Se as emoções estão em compasso de espera, os corações seguem pulsantes e em constante movimento, para manter viva a nossa arte!”

PING POESIA >>> Projeto idealizado pelos poetas Andri Carvão, Noélia Ribeiro e José Danilo Rangel apresenta vídeos curtos com recitação de poemas-minuto e versos soltos ou frases ditas por duplas de poetas. A ideia é divulgar o trabalho dos poetas e dar visibilidade e espaço para autores independentes. Aqui as edições com José Inácio Vieira de Melo e Fernanda Noal

SIMPÓSIO DE POETAS BÊBADXS >>> Todos os sábados, às 21h, Andri Carvão e Thiago Medeiros apresentam poetas de todas as regiões do Brasil no programa, que é gravado no Zoom e depois disponibilizado em seu canal do YouTube. Aqui a oitava e mais recente edição, que teve participação de Fernanda de Paula, Fernanda Limão, Lilia Guerra, Isabela Penov, André Siqueira e Marcos Samuel Costa, além dos dois anfitriões

RESSONÂNCIA >>> O poeta e editor da Desconcertos, Claudinei Vieira, entrevista escritores às segundas, quartas e sextas, sempre às 20h, com transmissão pelo Youtube (acesse aqui as ótimas lives já realizadas). Nesta sexta, dia 24 de julho, com Michele Santos. No dia 27, segunda-feira, com Dalila Teles Veras e na quarta, dia 29, com Adriano B. Spíndola Santos

HISTÓRIAS DE QUEM >>> A Desconcertos Editora disponibilizou o link para a pré-venda do livro de contos de Cesar Augusto de Carvalho. O lançamento oficial será no dia 29 de agosto, às 16h, mas o livro impresso já está à venda neste link

CANAL DO POETARIADO – ao vivo no Youtube. Diante da nova realidade pandêmica, onde encontros pessoais são proibidos, Hamilton Faria e Cesar Augusto de Carvalho criaram o Canal do Poetariado para conversas sobre poesia e literatura, focando no processo de criação da obra. A cada quinze ou vinte dias um poeta será entrevistado por três de seus leitores. Clique no linke acompanhe a primeira edição

LIVES DA ACORDE EM SI – dias 24 e 31 de julho – 20h … Produtora promove shows com artistas independentes em sua página no Facebook. Nesta sexta, com Lando Suárez. Na sexta da semana que vem, com Lio de Souza

 

Terça e Quarta – 28 e 29 de julho – 20h30 – Tom Kbélo Entrevista >>> O poeta e produtor cultural abre espaço para os artistas alternativos contarem sua história. Na terça, com o músico Sergio Bassetti, no Facebook

DIÁLOGOS >>> Lenerson Polonini, diretor da Cia Nova de Teatro, dá sequência à série de encontros com personagens da cena cultural brasileira. As lives acontecem às segundas, quartas e sextas, às 20h no perfil da @cianovadeteatro no Instagram (acesse todas as entrevistas já realizadas)Nesta sexta, dia 24 de julho, tem bate-papo com o pastor Henrique Vieira. Na segunda-feira, com a cantora Preta Ferreira. Na quarta com o cineasta Neville d’Almeida. Na terça, dia 28, a Companhia participa de uma live:

Terça – 28 de julho – 19h30 … La MaMa LiveTalks – Conversas semanais sobre arte e vida em tempos de crise em todo o mundo. A Companhia Nova de Teatro, do diretor Lenerson Polonini e das atrizes Carina Casuscelli e Rosa Freitas (ambas na foto, em cena da peça ‘Prostitutas Fora de Moda‘, de Richard Foreman) participa de encontro, via zoom, contando sua experiência de quase duas décadas no teatro experimental. Marcos Bulhões (do Desvio Coletivo) fala sobre a performance urbana ‘Blind‘ e Ferdinando Martins (da USP), aborda a censura nas artes. Mais informações no link

NA MINHA CASA >>> Série de entrevistas do músico Adolar Marin na net agora virou programa de rádio (na RadiocraciaJá).  Toda terça-feira, às 12h30, com reprises na quinta-feira, às 23h20 e no sábado, às 11h. Nesta semana com o ator, compositor e escritor Manuel Filho 

Sexta – 24 de julho – 18h30 … Sabrina Carvalho comanda o arraiá da Brinda Produções. No Facebook, YouTube e Instagram

CANAL CLÓE >>> O fanzine publicado de maneira independente durante dez anos agora está na net (se inscreva aqui). Projeto dos poetas Carlos André e Marcelo Torres apresenta um panorama da poesia brasileira contemporânea através de recortes íntimos dos entrevistados que se autofilmam em suas próprias residências (toda terça-feira tem vídeo novo). Nas últimas edições com Celso de Alencar, Tadeu Renato e José Geraldo Neres

….

CANAL SOBRE CINEMA >>> O jornalista e crítico de cinema Franthiesco Ballerini posta semanalmente em seu canal no Youtube textos sobre a história do cinema, estreias de filmes e séries, jornalismo cultural, arte e entretenimento. Clique aqui e se inscreva

O PÁSSARO ZERO – DJAMI SEZOSTRE >>> A Editora Urutau abriu campanha de financiamento para a publicação do livro deste grande poeta. Funciona basicamente como uma pré-venda. Ao alcançar a primeira meta, já se inicia o processo de impressão. Saiba mais e colabore. Leia um de seus incríveis poemas:

O SERTANISTA (de Djami Sezostre) >>> A cal!sgrafia a exxtranha / Cães ligrafia de meu pai que nascia e visvia / E naonascia e naovisvia o meu pai e seu / L’pis do camminnhar atravês vés a / Caligrafia aestranharme aentrarrharme / Caligrafiafira de um sertanista um dia / Um sertanista e ele o meu pai / Aiodfadsfdsajhfjsdafsdafsdafusdfsda / E não quero mais escrever xxzxx / Uma vaca é uma vaca é uma vaca / E uma rosa então é uma rosa então é uma rosa / Mas a vaca não é uma vaca e a rosa não é uma rosa / Afinal, quem vai entender o que é para entender, / Emtemda, extrume, excrementos // A mão extramha a fala extramha o falo extramho

EDVALDO SANTANA >>> O grande artista estreou seu canal oficial no Youtube. Inscreva-se e saiba em primeira mão sobre suas lives, shows e novas canções. Neste domingo, às 16h, live no Facebook da Casa de Cultura São Mateus 

CONRADO PERA >>> A deliciosa canção ‘Buena Onda’, do cantor e compositor Conrado Pera, acaba de virar videoclipe com participação dos fãs que enviaram vídeos. Fique ligado em seu canal no Youtube que sempre tem novidades

ENTRE / VISTAS >>> O poeta, performer e ativista cultural Artur Gomes tem realizado entrevistas com escritores e produtores culturais. Clique e acompanhe as suas conversas com Rubens JardimLuis MendesNic CardealRubervam du Nascimento e Beth Brait Alvim. A mais recente é com a poeta Lisa Alves. Após ler seu livro Arame Farpado, escrevi:

“Há tempos cultivo o hábito de dobrar as pontas das páginas quando leio algo que me toca profundamente. Ao término da leitura, o livro de Lisa Alves mais parecia um origami, repleto de dobraduras. É tão lindo o modo como ela zela por humanidades, as resguarda do extermínio, da morte certa célere suicida galopante. Preserva o encanto quase esquecido do animal bonito que somos/fomos. Aponta quanto e como nos tornamos soldados uniformizados banalizados comportados conformados violentados iguais. O fato é que optamos por trabalhar vender comprar corromper roubar trair e acumular. Poemas podem não ser a salvação, mas se não libertam, ao menos alertam os sofredores sobre os arames farpados que os (nos) cercam cortam castram crivam. Não se trata de poesia panfletária. Isso Lisa não faz. Sua escritura é um casamento tesudo (com sexo e discussão) entre a forma e o conteúdo. Há vida real ali. Gente que morre sofre sangra. Há dor e esperança. Ou, às vezes, uma desesperança inconformada, uma indignação tamanha que é capaz de engravidar sonhos coletivos”

Conheça três de seus ótimos poemas:

O DESCOBRIMENTO (Lisa Alves)

Eles caminhavam em busca de uma terra
com rios, lagos e água abundante.
Eles defendiam-se do sol com tecidos
especialmente feitos para proteger a pele da invasão intensiva dos raios.
Eles construíam casas em qualquer local
propício para uma nova cerca.
Eles não cansavam, eram dromedários
capazes de seguir em frente até darem de cara com o final.
Eles não choravam, eram hienas, seus
lamentos pareciam risadas  com o poder
de afastarem os inimigos de perto.
Eles não se machucavam, eram elefantes
capazes de segurarem um dos seus em
qualquer momento de dificuldade.
Eles não fugiam dos obstáculos, eram macacos,
pulavam e suportavam qualquer tipo de superfície.
Eles mergulhavam no mundo mais profundo,
eram peixes e desbravavam qualquer oceano
em busca de alimento e abrigo.

Eles nos descobriram e até hoje não encontramos
o antídoto certo para esse resfriado.

WOOLFS & STORNIS AQUI DENTRO (Lisa Alves)

Eu sou desordem.
Exterminadora de Eus passados.
Alma em cálice de vida.
Corpo entregue à ruína.

Eu sou canção do exílio – inteligência colonizada.
Segredo para mais de 500 anos.
Império de sem terras, de sem tetos e de sem vergonhas.

Meu sexo é algema, mácula e saia longa.
Meus olhos esperam o não sei o quê.
Curso pontes e pinguelas
desafiando Leis e o Reich da Gravidade.

LIGIA REGINA & EDER LIMA >>> Dupla de artistas lançou na net mais um de seus vídeos realizados em tempos de pandemia. Após ‘Jardim de Hideko’, chegou a vez de ‘Rimas Pobres‘ (outra parceria de Eder com o poeta Akira Yamasaki) virar videoclipe. As músicas fazem parte do cd Pisagens (ouça nas plataformas de streeming)

NA PRATELEIRA >>> Quarta edição do programa tem a banda Fabricantes de Planetas. Na terceira, performance poética e musical da banda Macaco Fantasma, além de bate-papo com os integrantes (as outras duas foram com Dharma Samu e Lews Barbosa). Produzida pelo Selo Eskambo a série promove apresentações ao vivo e entrevistas com cantores e bandas alternativas. O coletivo está em campanha pelos ‘likes’ do público. Portanto, inscreva-se no canal

ZÉ DE RIBA >>> O cantor e compositor tem postado seus contos no canal Rubilica: três da minissérie ‘A Cerca’ e alguns abordando o isolamento social na pandemia, entre outros temas. Entra lá e confira

FANON BLUES >>> Podcast (no Spotify) dedicado a reflexões sobre a questão racial, é uma produção da AZ2 Comunicação Antirracista com redação e locução de Anelito de Oliveira, jornalista, professor e apresentador do ‘Diário Negro’, no YouTube

AULAS COM ANELITO >>> Estão abertas (na Diáspora Black) as inscrições para as aulas com o professor Anelito de Oliveira tendo por mote a obra de grandes personalidades negras: no dia 25 – Milton Santos. Lives no Google Meet, sempre das 14h às 18h

ÀS SEXTAS – 15h … Sabah Moraes recebe Claudia Garcia. Bate-papo dos artistas acontece no ‘Conversas Musicais’ com transmissão pelo YouTube

ÁS QUARTAS – 17h30 … O cantor e compositor Kleber Albuquerque bate-papo e canta algumas de suas belas canções em live transmitida no Face, Insta e YouTube. Agora em versão semanal, com uma hora de duração

ATÉ 30 de agosto – 15° Festival Taguatinga de Cinema. Aos sábados e domingos, com lançamentos de filmes e debates com seus realizadores. No Facebook @festivaltagua

Quinta – 16 de julho – 17h30 – Live da Oficina de Liderança. Marli Gavioli bate um papo sobre Sabrina Taiana. No Youtube e no Facebook

Quinta – 16 de julho – 20h30 … Samira Regina e Vinicius Maganha. Dupla realiza sua ‘Live das Quintas’, com transmissão pelo Facebook

AOS SÁBADOS – Papo Sons do Brasil >>> Projeto do produtor cultural Serginho Sagitta reúne artistas que participaram de seu famoso programa na rádio USP. Lives no Facebook

Quinta – 23 de julho – 19h30 … Irineu de Palmira é o convidado de Fernanda de Almeida Prado no Vamos Falar de Poesia. No Instagram

SEGUNDA NÃO ABRE >>> Segundo livro de fotografias de Marcelo Garcia documenta a arte comercial feita por artistas gráficos populares para salões de beleza. Os textos, as 64 fotos, a programação visual das 84 páginas e a capa em serigrafia foram feitos pelo autor. As imagens que não entraram podem ser vistas na conta do Instagram@segundanaoabre. O belo projeto está em fase de financiamento coletivo até meados de agosto de 2020. Clique para saber mais e colaborar

DANIEL MEDINA CONVIDA >>> O cantor e compositor recebe escritores, poetas, letristas e criadores obcecados pela palavra. A partir do dia 27, no Instagram, às segundas e quartas, às 22h

FESTIVAL FIQUE EM CASA COM ARTE >>> A escritora e produtora cultural Alessandra Mansano participou da série de depoimentos promovida pela secretaria municipal da cultura de Osasco. No vídeo, fala de seus livros, da participação em antologias, de como nasceu a Artlivroz e das dificuldades para publicar

HIATO – Curta-metragem de Gustavo Pera mostra as crises de um morador de bairro periférico de SP em meio à pandemia da Covid-19. Os 10 filmes mais votados participam de mostra especial no 31º Festival Internacional Curta Kinoforum. ‘Hiato’ estará disponível de 20 a 30 de julho no canal do YouTube do Instituto Criar de TV, Cinema e Novas Mídia

Sexta – 24 de julho – 18h30 … Jardim Psicodélico apresenta a live de Rafael Cirilo para arrecadar fundos para a Charada, importante espaço cultural da ZL. Apresentação de Gilberto Petruche e Edu Osmédio. No Facebook da Charada

View this post on Instagram

A beija-flor e o girassol

A post shared by Flavio Marin (@flaviomarin121269) on

PAULA VALÉRIA ANDRADE >>> O palhaço TufTuf (o ator Flavio Marin) faz leitura de ‘A beija-flor e o girassol‘, livro infantil de Paula Valéria Andrade. A escritora acaba de ser indicada ao Prêmio Guarulhos de Literatura nas categorias de ‘Livro do ano’ e ‘Escritor do ano’ por seu livro de poemas ‘A Pandemia da Invisibilidade do Ser’

LÊ GUEDES >>> Músico apresenta novo clipe, ‘Menina’, com acompanhamento de Mael Júlia ao violão. Se inscreva em seu canal no Youtube

CAPITÃO BOURBON >>> Banda acaba de lançar o clipe ‘Sombras da Noite’, música que faz parte do cd ‘Terra em Transe’. Assista também a outro clipe da banda: ‘Carandiru Blues’, do mesmo cd, que tem um belo trabalho de animação com desenhos do músico e artista plástico Vander Bourbon

Domingo – 26 de julho – 18h … Zulu de Arrebatá faz live no Facebook do Teatro Flavio Império

ÀS QUINTAS – 22h30 … Lu Vitti in Jazz … Cantora  faz live de entrevista com mulheres cis e trans (a artista avisa que o bate-papo não será gravado). Em seu canal no YouTube

ÀS SEXTAS >>> O Estúdio Toca do Disco promove lives com artistas da ZL. Às 20h

Sexta – 24 de julho – 20h30 … Giliane e Gusmão fazem live na página do Ecla no Facebook

Quinta – 23 de julho – 11h … Marcelo Nocelli fala com Paula Autran sobre ‘Os caminhos da publicação’. No instagram @paula.autran

ÀS QUARTAS – 11h … Marcelo Nocelli no Rádio … Editor da Reformatório apresenta programa sobre literatura na Rádio Brasil Atual (FM 98,9). Se você perder a transmissão ao vivo, saiba que o escritor sempre disponibiliza o áudio do programa em sua página no Facebook

Quinta – 23 de julho – 20h … Aline Barcelos entrevista Murilo Merlim. No Instagram

ÀS QUARTAS – 20h … Sarau Virtual Poetas e Cantadores. Grupo formado no zap pelos artistas Val Barros, Sebah de AssisEdinho TwinBirodylanMauri de NoronhaDarc Maia e Val Branco, entre outros (inclusive este blogueiro), apresenta seus trabalhos, sempre às quartas-feiras (clique nos nomes e faça contato pelo Facebook)

DEH OLIVEIRA >>> Além de suas lives com canções autorais e clássicos da mpb, o cantor, compositor e jornalista apresenta semanalmente o Balbúrdia, programa onde entrevista artistas e ativistas da política, da cultura e da saúde. No Face e no Insta

Quinta – 23 de julho – 17h … Os Ditos na live ‘Compro Prosa Vendo Poesia’, com Renata D’Urso, no Instagram. Acompanhe esse ótimo trio nas plataformas digitais

A VOZ DA POESIA E A POESIA DA VOZ >>> O poeta Ademir Assunção e a cantora Jordanna Souza produziram um pocket-show online, cada um em sua casa, disponível no site sob uma colaboração de R$30, realizada pelo sistema Pagseguro

AULA >>> O grande guitarrista Filipe Cirilo (das bandas Velhas Virgens e CiriloAmém) oferece cursos online de guitarra e violão, para todos os níveis. Mensagem pelo Facebook

Quinta – 23 de julho – 17h … Bezão entrevista Fernando Anitelli, do Teatro Mágico, no Instagram do Teatro da Rotina. Na sexta, Bruna Moraes. No sábado, Zeca Baleiro. No domingo, Zé Geraldo

A DONA DO ESCULACHO >>> Para aproveitar o tempo na quarentena, o produtor cultural e multiartista Rafael Nestardo criou a desbocada personagem Maria da Treta, uma apresentadora que dá ‘receitas’ para combater o coronavirus (e a inação do despresidente Bolsonaro). Inscreva-se aquipara assistir a esse e outros trabalhos do artista. Veja o mais recente episódio

TIA CIATA (o filme) >>> Documentário aborda o protagonismo feminino negro sob a ótica da personagem popular Tia Ciata, uma mulher de suma importância para a história e cultura brasileira

Quinta – 23 de julho – 17h30 … Lavra Editora … Toda quinta um escritor é entrevistado na página da nova editora, cujo projeto editorial foca na ‘defesa da democracia, dos direitos humanos, da justiça social e do direito de acesso da população aos bens literários e culturais, entendendo a cultura como caminho de libertação’. Nesta quinta o editor João Caetano Do Nascimento conversa com Osvaldo Higa. As lives anteriores, com Marilia Kubota, Paulo Gonçalves e Ivan Neris estão disponíveis na página da editora no Facebook

CLAUDIO LAUREATTI >>> Poeta lança série de poemas encenados que fazem parte do livro de teatro-sarau ‘Luz & ribalta’, lançado recentemente pela Editora FiloCzar 2020. ‘Fones de ouvido são submarinos’ é um deles. Inscreva-se no canal.  Aqui, outro texto

ENTREVERBO >>> Revista literária volta a ser publicada. Confira no link

QUARENTENA DA KIKI >>> A atriz e escritora Janaina Sant´Ana está produzindo uma série de vídeos abordando a rotina na quarentena. Ela escreveu e interpreta Kiki, divertida personagem que desnuda preconceitos, dúvidas e a pouca informação das pessoas ao comentar as questões polêmicas do momento. Inscreva-se no canal do Youtube e acompanhe os episódios

EDMAR SILVA >>> O ep ‘Made in SP’ é 100% instrumental e tem influência do free jazz. Já está nas plataformas digitais pelo selo digital Free Music, no Youtube

KONFUSÓTICO >>> Rapper lança novo trabalho. Confira no link

MPB YEAH >>> Programa de Tata Alves na Rádio Praieira FM, de Santo André, abre espaço para artistas novos. Quartas, às 18h, com reprise aos sábados, às 14h

‘VIDA DE ESCRITOR’ EM CAMPANHA >>> Começou a campanha de financiamento coletivo visando colocar a plataforma no ar em setembro. Um grupo de escritores, críticos, tradutores e professores (com apoio do Sebrae) idealizou esse projeto literário online voltado a autores e leitores de fora dos grandes centros. O site terá conteúdos gratuitos, clubes de leitura e concursos, além de oferecer oficinas, consultoria, cursos, leitura crítica, pareceres sobre textos e acompanhamento para quem quiser escrever um livro. Saiba mais no ebook gratuito ‘Treze escritores & Muitos segredos

O CD DE BETTO PONCIANO >>> Já está disponível nas plataformas digitais o cd com canções autorais de Betto Ponciano, violeiro que criou sonoridade muito particular, ao mesmo tempo tradicional e inovadora, ao misturar suas raízes caipiras com referências do folk americano e do rock inglês. No YoutubeDeezer e Spotify

SEGUNDA A SEXTA >>> ‘Uma História Conta Outra‘ é o nome do novo projeto artístico do multiartista Wander B e da atriz e dramaturga Elenice Zerneri. Eles escrevem contos e crônicas, gravam e postam, diariamente, no YouTube. A série, que já conta com mais de 40 performances, mistura literatura e audiovisual (aqui, a mais recente). A partir dela foi criado o curta-metragem ’10 dias. 10 verbos-versos em preto e branco do cotidiano’ escrito por Adélia Nicolete e dirigido por Wander B. A prolífica dupla também participa do curta-metragem experimental ‘Eu, daqui’ 

BANDA DA PORTARIA >>> Grupo que se caracteriza pelas intervenções poéticas em seus trabalhos musicais lançou recentemente o clipe Viramundo’, composição de João Mantovani, com produção musical (e contrabaixo) de Daniel Doc e inserção de versos declamados pelo poeta Vitor Miranda (que em sua página no Instagram vem publicando contos e poemas durante o período de isolamento). Acompanhe essa turma de jovens e talentosos artistas


Segunda – 27 de julho – 20h .. INTER PHONES Converxs na Portaria (no canal do YouTube da Banda da Portaria.
Com Rafael Cirilo, da Banda Cirilo Amém, Tin Oliveira, da Banda Issoo e a Poeta Graziela Brum

CASA DA PALAVRA >>> Confira a programação do espaço cultural para julho

LUTA CONTRA O FEMINICÍDIO – Projeto visa lançar coletânea com relatos de mulheres que lutaram, escaparam e deram a volta por cima em casos de relações abusivas e violentas. A coletânea será distribuída em casas de acolhimentos, delegacias da mulher e escolas. O Coletivo Confesso que Sobrevivi é formado por Maitê Andorra, Leila Soued, Soraia, Renata Crupi, Fátima Faria e Vanda Felix. Participe (com pseudônimo) por email (editoraessencialsp@gmail.com) ou pelo Facebook (@lutacontraofeminicidio)

TRANSVÊ >>> Segunda edição do Festival Literário Online da Transvê Poesias com lives de interação à três pessoas. Saiba mais aqui

JANAINA FELLINI >>> Cantora e compositora lançou single e videoclipe da música ‘Tangerina’ nas plataformas de streaming e no Youtube

ORÁCULO MUSICAL >>> Toda quinta-feira tem uma nova mensagem do mago e multiartista Marcio Cassoni, ‘O guardião do tempo’, na página do Atelier Travessia

COLETIVO LIVE AOS VIVOS >>> Doze talentosos artistas que costumavam se apresentar no Julinho Clube (à rua Mourato Coelho, 585) antes da pandemia, organizou uma série de lives que estão sendo transmitidas na fanpage do coletivo no Facebook e compartilhada para as páginas dos artistas. Saiba mais e colabore

ANACÃ >>> A companhia de dança dirigida pelo coreógrafo Edy Wilson postou na net, em duas partes, a aula de Jazz Avançado, com o bailarino assistente Rafael Luz. No canal da companhia, no Youtube

OS CDS DA KANA >>> A talentosa cantora e compositora Kana Nogueira, conhecida também pelo seu nome de solteira, Kana Aoki (ela é casada com o escritor e blogueiro Léo Nogueira) disponibilizou seus cds para venda (e audição) nas plataformas digitais. Entre aqui e confira

RAREFEITO 011 >>> Banda formado por Pedro Lopes (vocal), Rafa Greg (guitarra), Alê Pereira (baixo) e César Balbino (bateria), acaba de postar no Youtube o clipe da música ‘Liberdade Jaz

ORTINHO >>> O cantor e compositor pernambucano Ortinho lançou o single ‘Os Loucos’, parceria com o pianista Rogerio Rochlitz (veja aqui)

CULTURA EM CASA >>> Secretaria da Cultura disponibiliza conteúdo online durante toda a campanha de combate ao coronavirus: shows de música, concertos, visitas virtuais a museus, palestras, bate-papos, livros e espetáculos. A lista será atualizada diariamente. Confira aqui

ÀS TERÇAS – 20h … Acompanhe o programa CasArte Marginal, apresentado e produzido pela dupla de artistas Alexandre Paulino e Aline Lopes. São entrevistas com escritores, músicos e ativistas da cena cultural alternativa. O programa tem reprise na sexta, às 13h, e no domingo, às 17h. Na  casileoca.com

NOVO CD >>> O cd da coletânea do Dandô – Circuito de Música Dércio Marques, com interpretações de vários artistas, está à venda nesse link

TRILHAS >>> O produtor musical Felipe Zangrandi vem postando na net uma série de programas denominada TrilhasOuça aqui o papo com Tony Pent, que foi o vocalista dos The Jungles

UM BANDO DE GENTE >>> Programa convida quatro poetas para conversar e dizer poemas. Domingo, às 18h, na página de Ricardo Silvestrin, no YouTube (se inscreva no canal)

UNDERGROUND & ETC E TAL >>> ‘Sinister Salad Musikal‘ é o site de Marco Antonio Gonçalves, que agora virou canal no YouTube. Se inscreva

POESIA NA VARANDA >>> Livro digital traz como tema a reflexão poética em época de pandemia. Com organização de Luka Magalhães, tem textos de vários poetas da literatura alternativa, como Akira Yamasaki, Alexandre Paulino, Aline Silva, Escobar Franelas, Liz Rabello, Manogon, Rosa Freitas e Wolf do Vale, entre outros, além do próprio Luka que também assina a introdução. Clique no link e confira tudo

RUBENS JARDIM E ‘AS MULHERES POETAS’ >>> Os três volumes de ‘As Mulheres Poetas na Literatura Brasileira’, brilhante trabalho de pesquisa e resgate da poesia feminina nacional realizado durante seis anos por Rubens Jardim, já estão disponíveis na net (acesse aqui)

ESCRITORAS NEGRAS >>> Está disponível na net o levantamento ‘+ de 100 autoras pretas & brasileiras‘ feito pela jornalista e produtora cultural Jéssica Balbino, ao lado de Ketty Valencio, da Livraria Africanidades, com a colaboração da poeta Mel DuarteClique no link e saiba mais

RENATO DE MATOS MOTTA >>> Escritor gaúcho faz lançamento virtual do livro ‘Pretos de Peleia‘, onde, através da poesia, aborda as lutas dos negros no Rio Grande do Sul (clique para saber mais e adquirir o livro)

A POESIA E A LUTA >>> Livro de poemas de Roberto Bezerra dos Santos, o popular Professor Betinho, organizador do Sarau Poesia de Porão, tem por tema o amor, a arte e a luta diária dos moradores da periferia em sua resistência à opressão. Custa R$20 reais (mais o frete se for pelo correio). As ilustrações são de Vander Bourbon

TAVINHO PAES >>> As 48 páginas de ‘WI-FI (o tempo real)‘ dão continuidade ao seu trabalho anterior, ‘ON LINE – the setlist‘ (89 páginas e 200 links para seguir). Os dois livros podem ser adquiridos, juntos, em oferta especial (entre em contato pelo inbox)

O REINO >>> Livro do jornalista Gilberto Nascimento trata do nascimento e crescimento da Igreja Universal

 

… … …

MARIELLE PRESENTE

… … …

No dia 14 de março de 2018 a vereadora Marielle Franco, de 37 anos, foi assassinada no bairro da Lapa, no Rio. Ela era relatora da Comissão dos Direitos Humanos que acompanhava a intervenção militar no RJ. Havia feito denúncia contra abusos policiais e após voltar de um evento com jovens negras, foi baleada. Anderson Gomes, motorista do carro em que ela estava, também foi executado. Desde então, protestos contra o bárbaro crime se repetem em várias cidades brasileiras. Marielle lutava por justiça, inclusão e igualdade de direitos. Defendia as causas que todos nós, artistas e coletivos dos saraus, também defendemos. Dois anos depois, este blog continua aguardando o esclarecimento do caso e a punição dos assassinos e mandantes. As balas que a mataram atingem a todos nós. Não podemos nos calar. Até quando vou ficar semanalmente repetindo esse texto aqui? Será que vai ficar por isso mesmo? Por que a resposta não vem? Quem matou (e quem mandou matar) Marielle?

DOIS ANOS DE IMPUNIDADE >>> Eu repito esse texto há mais de dois anos. E vou continuar repetindo enquanto este blog existir. É meu compromisso em defesa da democracia e da liberdade, ambas ameaçadas pela impunidade de assassinos ou pela omissão das autoridades. Se temos dois suspeitos presos (a quem ninguém entrevistou, confrontou, nem perguntou os motivos do crime) ainda falta saber quem mandou matar Marielle. Mais de dois anos depois, Marielle continua sendo baleada, morrendo todas as noites e renascendo a cada manhã. Porque pessoas íntegras como ela não morrem jamais. Se eternizam e viram exemplo de luta. Nós, brasileiros democratas, estamos aqui, de braços dados com Marielle, esperando que a justiça seja feita. Os assassinos talvez tenham a proteção momentânea de organizações ou de eventuais autoridades fascistas. E podem ameaçar Freixo, Marcia Tiburi e Jean Wyllis, ou mirar e atirar em nossas altivas cabeças. E até nos matar, um a um (‘matar uns 30 mil’, como disse o atual presidente durante sua campanha, sem ser punido nem ter sua candidatura impugnada). Só não poderão evitar que Marielle renasça mais forte, todos os dias, no corpo e na mente de cada menina guerreira da cidade do Rio de Janeiro. Marielle presente. 

 

… … …

CAMPANHAS

… … …

INSCREVA-SE >>> Artistas alternativos que possuem contas no YouTube estão em campanha para alcançar a quantidade de 1000 inscritos, número a partir do qual, dizem, o YouTube passa a pagar pelas visualizações. Além do apoio de admiradores, a ideia é que cada artista se inscreva no canal do outro, e que este retribua, provocando um efeito cascata. Segue uma relação com alguns dos que já estão em campanha:

NO FACEBOOK >>> Vários artistas do circuito alternativo têm postado no Facebook informações sobre shows, ensaios e aulas online, cursos e campanhas, poemas e músicas. Eis alguns deles (clique e visite suas páginas): Ricardo Kelmer … Teju Franco … Aloha …  Adolar Marin …  Graziela Medori & Alexandre Vianna …  Rubens Jardim …  Aldeia Satélite …  Jeanne Darwich …  Paulo Miranda, …  Focus Cia de Dança … Claire … Vanessa Bumagny …  Victor Mendes Santos … Socorro Lira …  Luis Mendes …  Poesia Primata … Tato Fischer …  Rosinha Morais …  Paula Valéria Andrade … Tavinho Paes … Léo Nogueira … Zé Manoel …  Zé Marcio KaipiraUrbano … Issoo … André Raimundo dos Santos …  Galba … Deh Oliveira … Carolina de Sá … Rafael Luz … Vladinsky & Cordeirovich

TAPERA TAPERÁ >>> A Tapera Taperá (sediada na Galeria Metrópole, à av. São Luís, 187) é um misto de biblioteca, livraria, bar e espaço cultural. Para a manutenção de suas atividades, pede que o público se associe a ela, contribuindo com qualquer valor. De sua equipe guerreira, fazem parte: Antonio Freitas (idealizador e organizador), Manuela D’Albertas, Marcelo Finateli e Michele Vasconcelos. Colabore e saiba mais aqui

CAMPANHA DA CHARADA >>> Gilberto Petruche, Edu Osmedio e o grupo de artistas que participa das atividades culturais do VideoClube Charada lançaram campanha no Abacashi. Acesse para saber mais e colaborar

INSTITUTO JUCA DE CULTURA >>> O IJC, acolhedora casa de cultura administrada pelo poeta Paulo Nunes, lança sua Campanha do Fundo Solidário Permanente para poder superar este período de crise com a pandemia. Clique aqui para saber mais e colaborar

FOCUS: CAMPANHA DE FINANCIAMENTO >>> A Focus Cia de Dança, premiada companhia carioca dirigida pelo coreógrafo Alex Neoral, está em campanha de financiamento para montagem de novo espetáculo, manutenção da equipe e viabilização de diversos projetos. Clique para saber mais sobre a campanha e as recompensas

… … …

AGENDÃO >>> Fique ligado em minha página no Facebook, onde divulgo, diariamente, as lives e textos deste blog, além de outras inserções. E, anote: toda quinta-feira tem post novo. Até lá!

… … …