dylan6

Pergunto a você, que agora me lê: “quantos caminhos um homem deve andar até que seja aceito como homem? E quantos mares uma gaivota irá singrar até poder descansar na areia? E quanto tempo as balas dos canhões explodirão até serem banidas para sempre? Sim, e quantas vezes um homem deve olhar para cima até que possa ver o céu? E quantos ouvidos um homem deve ter para ouvir os lamentos do povo? E quantas mortes ainda serão necessárias para que se saiba que já se matou demais? E quanto tempo pode uma montanha existir antes que o mar a desfaça? E quantos anos pode um povo viver sem conhecer a liberdade? E quantas vezes um homem pode virar a cabeça fingindo não ver o que está vendo?  The answer, my friend, is blowing in the wind. The answer is blowing in the wind“.

 

São apenas três ou  quatro acordes, nove versos e muitas perguntas. Reza a lenda que a música “Blowin’ in the Wind” foi composta em apenas 10 minutos, no dia 9 de abril de 1962, no The Commons, em Greenwich Village, após uma discussão sobre política. Seu autor, um jovem e desconhecido compositor de 21 anos chamado Bob Dylan, argumentava que ‘testemunhar uma injustiça e não fazer nada para impedi-la é a mesma coisa que cometê-la. Você é traído por seu silêncio. E todos nós, que não nos manifestávamos, estávamos sendo traídos por ele”. Mais do que dar respostas fáceis, o cantor queria propor discussões incômodas. “Alguns dos maiores criminosos são aqueles que viram as costas quando veem algo errado”, escreveu no encarte de seu álbum.

 

Este blog ama Bob Dylan, Dario Fo, Yzalu, Viegas, Nina Oliveira, Claudinei Vieira, Akira Yamasaki, Edvaldo Santana, Carolina de Sá e todos os artistas que se importam e se colocam no lugar do outro. E que não viram as costas fingindo que não veem.

 

… … … … … …

>>1. Algumas informações acima foram tiradas do texto de André Bernardo (Saraiva Conteúdo) e confirmadas em outros sites da net. >>2. A foto de Dario Fo é de benvegnù–guaitoli–lannutti. >>3. O novo lay-out do site apresenta pequenos erros. Mas se você clicar sobre as palavras em azul e itálico, um link deve se abrir.

 

 

… … … … … …

DYLAN NOBEL

… … … … … …

 

Que Bob Dylan é o melhor letrista da história do rock e um dos maiores artistas de todos os tempos, já sabemos. O Nobel de literatura e o reconhecimento acadêmico quase nada acrescentam ao amor que sentimos por ele e à identificação que temos para com sua obra. Nós, fãs, além de satisfeitos pelo fato de sua notoriedade ter colocado a poesia no topo do noticiário, ficamos felizes pelo ídolo; e ponto. Em meu post sobre os livros e autores que fizeram minha cabeça (de 3/8), citei vários letristas de rock e mpb: Chico, Vandré, Caetano, Gil, Aldir, PC Pinheiro, Lennon, Cole Porter, Cazuza, Renato Russo, Belchior. E Bob Dylan, claro. Sem maiores comparações (como já disse, não sou crítico literário, seu Januário), ele fez, numa época mais obscura, o que fazem hoje os rappers e compositores de saraus: iluminar, através de suas letras, o pensamento de uma geração. Aos 14 anos, quando comecei a trabalhar, comprava a Revista do Rock (editada pela turma do Tárik de Souza, Ana Maria Bahiana e Ezequiel Neves) e ‘viajava legal’ com as versões para o português de seus clássicos dos anos 1960. O bardo poetizava sobre o amor livre, a defesa dos direitos civis, da liberdade de expressão e fazia críticas às injustiças sociais, à guerra e a toda e qualquer opressão. É óbvio que o Arnaldinho pré-adolescente assimilou muita coisa ali. Por falar em juventude, vou costurar uns pensamentos que, indiretamente, talvez tenham algo a ver com nosso tema: meses atrás, um jovem repórter do Estadão voltou maravilhado do nordeste após uma entrevista com o grande Alceu Valença. Sabem por que? Porque Alceu, como Dylan e Tom Zé (de quem falei aqui no post passado), são artistas que têm consciência política e defendem valores humanistas. Eles nos contagiam com a beleza do que produzem e que possuem; beleza humana e solidária que há em nós e que não percebíamos, perdidos na selva competitiva. ‘Tudo o que você podia ser‘, como cantou Milton. Esses nobres valores os ultrapassam e transparecem em suas obras. E em sua postura de vida.

 

 

 

Sobre essa tal ‘postura’, deixo alguns pitacos: sem querer julgar nem criminalizar os envolvidos, cito dois casos recentes com artistas jovens e famosos. Na semana passada, li que o mc Gui, foi pego dirigindo sem carta de motorista e em alta velocidade. Meses antes, outro mc, o Biel, havia constrangido uma jornalista com um assédio público e brutal, chamado por ele de ‘brincadeira’. Após as desculpas, ouvi dizer que todo jovem comete essas ‘atitudes impensadas’. Ok, pode até ser, claro que não é o fim do mundo e nem quero generalizar. Mas temo que os artistas citados sejam vítimas de um processo de infantilização, de uma crescente cultura do ‘se-achar-grande-coisa’ só por ter mais dinheiro ou mais fama que a maioria. A valorização do ‘ter’ (dinheiro, carros, fama) em detrimento do ‘ser’ (ideias, valores, atitudes). Um terceiro fato: neste momento, discute-se, em meio a uma ampla ‘reforma’ do ensino, a extinção de matérias supostamente ‘difíceis’, para que as aulas sejam mais ‘atraentes’ ao aprendiz. Como se já não bastasse a quantidade enorme de ‘divertidas’ banalidades e superficialidades que a tevê e o mundo das celebridades descarregam diariamente sobre nossos jovens. O que me parece, é que o Estado foge da sua responsabilidade de ensinar e abre mão do dever de formar cidadãos. De certa forma, é mais uma vitória da cultura do entretenimento vazio. E, consequentemente, uma derrota dos projetos com conteúdo, que apostam na diversidade cultural e na representatividade social. É uma diminuição de espaço para os criadores, os semeadores de benéficas dúvidas, os questionadores e provocadores. Os alternativos, sonhadores, poetas. Os nossos ‘novos’ Dylans e Darios Fos (ver texto abaixo). Aqui, neste blog, você sempre vai sentir um pouco da vibe subterrânea e indignada que cresce dia a dia, e vem à tona nos ceus, nas bibliotecas, clubes, casas de cultura e saraus das periferias. Ouço dizer que ‘a revolução não será televisionada’. Parafraseando, ouso dizer que a cultura não passa mais por essas retrógradas instituições, de ensino desfibrado e ‘sem partido’. A população vai se organizando em associações e movimentos, reagindo à indiferença do poder público, que cada vez menos a representa. A resposta, amigo, está no ar, soprando com o vento. Talvez Dylan nem vá a cerimônia do Nobel. Seu prêmio maior viaja pelos quatro cantos do mundo e pulsa em cada um dos nossos corações: somos ecos de sua voz e de suas canções. De seus poemas libertários e de resistência. Tamo junto, Bob.

 

 

Pra ilustrar o assunto, termino com três vídeos de artistas jovens que, como Dylan, são compositores que unem sua poesia ao comprometimento com os valores humanistas, de crítica e transformação do sistema político, visando a inclusão e o bem estar de todos: Yzalu, Viegas e Nina Oliveira. Ouçam.

 

 

 

… … … … … …

DARIO FO

… … … … … …

 

Roma . Dario Fo - fotografo: benvegnù - guaitoli - lannutti

Um grande artista se foi. Um homem que fez da arte seu instrumento de compreensão e transformação do mundo. Como Dylan, é da estirpe dos artistas íntegros, que não se vendem. Sobre o dramaturgo Dario Fo, morto dia 13, o ator e diretor Julio Adrião declarou: “as pessoas saem das suas peças alimentadas de uma energia revolucionária. Fo insufla o desejo de mudança e nos dá esperanças.”
Abaixo, outros trechos interessantes que li nos jornais.

 

No Estadão, Maria Eugênia de Menezes escreveu: “a sátira social, a ironia mais cortante, o riso como forma de subversão… A gargalhada como meio e método para chegar ao que lhe interessava: a verdade… Pela defesa aguerrida de suas ideias, enfrentou dezenas de processos judiciais e prisões, muitas delas ocorridas em cena. Via-se como um defensor dos oprimidos, contrário a todos os poderosos”.

 

À Folha, o ator dos Parlapatões, Hugo Possolo, fez este contundente depoimento: “que os humoristas mais novos, com seus stand ups e talk shows, tão tolos em sua sede de fama e dinheiro, olhem para Fo para aprenderem que uma piada não é só uma piada. Que saibam que o comediante tem um ponto de vista, que tem responsabilidade sobre o que expressa e que deve saber para onde atira, para não errar o alvo”.

 

Do texto do Globo, não assinado, extraio: “Foi um subversivo. Um artista que… se insurgiu contra o poder e a opressão, fossem do Estado ou da Igreja. Sua arma foi a palavra… Fo dizia lutar contra a ‘afirmação de que a cultura dominante é a da classe dominante’.”

 

Lutou muito bem. Uma salva de palmas para Dario Fo (abaixo, uma entrevista e a homenagem que o ator Dan Stulbach lhe prestou, em seu aniversário de 90 anos).

 

 

… … … … … …

O NOVO LIVRO DE
CLAUDINEI VIEIRA

… … … … … …

 

claudineivale

Ontem fui à Patuscada para o lançamento do livro ‘Olá, pequeno monstro do dia‘, do grande poeta Claudinei Vieira. Com muitos escritores e amigos presentes, o encontro se estendeu para além da livraria, levando divagações poéticas e musicais madrugada adentro. No evento, destaque para a presença da brilhante intérprete Daniela Neris. Este blogueiro que vos escreve, mesmo com a voz debilitada pelas constantes mudanças climáticas, mandou algumas canções.  Parabéns ao Claudinei. Ainda não li tudo, mas já deixo aqui um poema de que gostei muito:

… … …

‘PÉS GELADOS’

vi os pés
não cobertos
pés de menino
criatura estranha:
corpo em coberta rala,
cabeça escondida,
pés estirados na calçada

vi os pés
criatura bizarra:
braço recolhido, apertado,
descobertos, estendidos
enviesados, pousados na calçada

vi os pés
pés de carregar menino
pés de levantar poeira
pés de provocar corrida
pés de procurar comida

mas a comida agora está fria
a poeira agora está fria e parada
o menino agora está frio e esquecido
a esperança agora está fria
e distante, se é que já houvera
a poesia agora está fria
não há poesia em pés gelados
estendidos na calçada

… … …

claudineicapa

Claudinei Vieira é autor do livro de contos ‘Desconcerto’ (selo Demônio Negro) e do livro de poemas ‘Yurei, Caberê’ (editora Patuá). Participa de várias antologias de contos e poesia, além de contribuir com resenhas, ensaios e entrevistas para sites, blogs e portais. Organiza eventos e encontros literários culturais como o ‘cineclube Pandora’ e, atualmente, os ‘Desconcertos de Poesia’. Acaba de lançar seu novo livro de poemas, ‘Olá, pequeno monstro do dia‘ (editora Benfazeja). O projeto gráfico é de Well Souza.

 

 

… … … … … …

EDVALDO SANTANA
NA CASA AMARELA

… … … … … …

 

edvaldo

O grande cantor e compositor Edvaldo Santana, sempre presente nos saraus e nos movimentos políticos e culturais, está de cd novo. Chama-se ‘Só vou chegar mais tarde’. O álbum já está disponível em todas as plataformas digitais: iTunes, Google Play, Spotify, etc. Para adquirir o cd, mande mensagem inbox para o facebook do Edvaldo ou por e-mail para edvaldosantana@hotmail.com
Confira a entrevista concedida por ele ao programa “Na Hora do Rango”, comandado por Osvaldo Colibri, na Rádio Brasil Atual FM:

E olhem só o recado do meu cumpadi Akira Yamasaki para o povo dos saraus:
“Pessoal, é o seguinte! A Casa Amarela convida a todos para uma audição super especial do novo cd de Edvaldo Santana, o “Só vou chegar mais tarde”. Venham conferir as novas canções deste artista que é hoje o cara mais importante e essencial da cena musical brasileira. De quebra, após a audição haverá um bate-papo com Edvaldo.” Se o poeta Akira falou, tá falado. Anota aí:
Encontro com Edvaldo Santana, dia 22/10, sábado, a partir das 17h. Na Casa Amarela, à rua Julião Pereira Machado, 7, em São Miguel Paulista.

 

 

… … … … … …

ANACÃ CIA DE DANÇA
EM PORTUGAL

… … … … … …

 

Neste sábado (22/10), a Anacã Cia de Dança, que comemora seu 4º aniversário, apresenta o espetáculo ‘Principiar’, na 24ª edição do Festival de Dança de Almada, em Portugal. No elenco, os bailarinos Rafael Luz, Carolina de Sá, Karine Almeida, Thaynara Gomes, Rafael Trevisan, Alexssandro Silva e Jonatha Martins. Direção e coreografia de Edy Wilson De Rossi.

 

… … … … … …

AGENDÃO

… … … … … …

 

Devido a dificuldades variadas e incontornáveis, voltei a postar apenas uma vez por semana, todas as quintas-feiras pela manhã. Juntei meus pitacos poético-culturais (das quartas) com o agendão (das sextas). O post fica longo, mas não há outro jeito. Quando eu puder, retorno ao formato anterior, menor e mais adequado. Dito isto, já temos aqui a ‘superagenda dos saraus’ para o seu findi, com fotos, cartazes, links e vídeos. Se aparecerem novidades na programação, eu insiro (na sexta) e aviso pelo facebook. Além das sugestões abaixo, acompanhe também as muitas opções contidas no link da Agenda da Periferia. Inconforme-se, informe-se, atue e divirta-se!

… … …

Quinta-feira – 20 de outubro – 14h30 … Poetas Ambulantes na Biblioteca Paulo Duarte … Projeto Veia e Ventania traz o Coletivo  de poetas de volta às intervenções nas bibliotecas. Desta vez, no Jabaquara. Sarau com microfone aberto. Rua Arsênio Tavolieri, 45.

 

… … …

01sarath

Quinta-feira – 20 de outubro – 19h30 … A Representação feminina na pintura impressionista francesa … Curso, ministrado pela professora Simone Catto, pretende discutir questões de gênero através da análise de obras impressionistas e estimular o estudo da história da arte como forma de aumentar nossa compreensão do mundo e também de nós mesmos. Investimento: R$190 (4 aulas) ou R$50 (aula avulsa). No Instituto Sarath, à rua Humberto I, 183, na Vila Mariana.

 

… … …

02ema

Quinta-feira – 20 de outubro – 19h30 … Aula de Mestres – Cancioneiro da Imigração – Anna Maria Kieffer … Na série ‘Aula de Mestres’ deste segundo semestre, Anna Maria Kieffer resgata a memória musical de 12 grupos de imigrantes em São Paulo, por meio da pesquisa que realizou junto às comunidades que ainda mantêm vivas as tradições musicais de suas culturas originais, incluindo música sacra, música profana, cantigas, danças e depoimentos. Neste encontro, contadores de histórias e orquestra de bandolins alemães; canções litúrgicas armênias e cantigas tradicionais polonesas. Na Fundação Ema Klabin, à rua Portugal, 43, no Jardim Europa.

 

… … …

02carol

Quinta-feira – 20 de outubro – 19h30 … Carol Naine & Manu Pozzi – Casa de Convergência … Seria uma casa normal, com família, cachorros e amigos. Mas, em algumas quintas e domingos, os móveis mudam de lugar, e surge a Casa de Convergência, com piano, caixas de som, microfones, e palco para shows e saraus. É lá que a cantora e compositora carioca Carol Naine, grande revelação da mpb, se apresentará ao lado do músico argentino Manu Pozzi. Leia o que já escrevi sobre Carol, AQUI. A entrada é R$15 e a casa fica perto do metrô Vila Madalena. O endereço será divulgado às primeiras 40 pessoas que reservarem ingresso.

 

… … …

quebra

Quinta-feira – 20 de outubro – 20h … O melhor do Chorinho … Samba, chorinho e MPB com o grupo Quebra Dedo. No Bar da Vila, em Santa Isabel. Rua Picinguaba, 176.

 

… … …

04Hemisferio

Quinta-feira – 20 de outubro – 21h … Hemisfério – Acústico … Banda apresenta som desplugado no Centro Cultural Estação São Miguel, rua Jaime Barcelos, 536.

 

… … …

08inevitavel

Sexta-feira – 21 de outubro – 19h … Sarau “O inevitável amor” … Marcos Fonseca organiza sarau com muitos convidados poetas e músicos: Carloz Torres e Liz Rabello, Claudio Laureatti, Daniel Carvalho, Eder Casagrande, Joana, Vanda, Naime, Deolinda Nunes, Eduardo Kawamura, Abraao, Eloi, Joel Oliveira, Clovis Ribeiro, Diego Parma, Genildo, Flavia Maciel Swarovsky da Rocha e Guiniver Santos. No SP Escola de Teatro, à rua Marquês de Itu, 273.

 

… … …

06vilma

Sexta-feira – 21 de outubro – 19h … Exposição Cicatrizes … Foi com recortes de papel que a artista plástica Vilma Kano juntou seus próprios pedaços quando pensou que fosse morrer de câncer de mama. A narrativa da ‘Mostra Cicatrizes’ permeia o plástico e o gráfico, em uma nuance moderna e minimalista. À rua Manifesto, 475, no Ipiranga. Acompanhe o emocionante depoimento da artista e saiba mais sobre seu importante trabalho, no vídeo abaixo:

 

 

… … …

09literatura

Sexta-feira – 21 de outubro – 19h30 … Sarau LiteraturaNossa – Outubro 2016 … Nesta edição, o sarau lança o livro “Falo”, de Vandeí Oliveira (o Seu Zé), e apresenta a ‘Intervenção Cenopoética’, de Jô Freitas. Com sorteio de livros, dvds, camisetas e produtos literários. À rua Cumbica, 630, no Jardim Revista, em Suzano.

 

 

… … …

Sexta-feira – 21 de outubro – 20h … Inspir’Ação – Anna Bueno no Teatro Flávio Império … Grande cantora e compositora, acompanhada pelo percussionista Pablo Paternostro, apresenta as músicas do seu novo cd (à venda no local por R$20). Entrada Franca – retirar ingressos à partir das 19h. O Teatro fica na rua Professor Alves Pedroso, 600, em Cangaíba.

 

… … …

 

Sexta-feira – 21 de outubro – 20h …O Bagulho é Louco – ceu Água Azul … Peça do músico e escritor Zé de Riba, sobre o isolamento do homem que vive sob a violência dos grandes centros urbanos. Montagem da Cia. de Teatro Atores InSanos, com Drico Oliveira, Rômulo Cabrera e Carla Shinabe. Direção de Walmir Pinto. Entrada franca. Na av. dos Metalúrgicos, 1.262, na Cidade Tiradentes.

 

… … …

 

04elo

Sexta-feira – 21 de outubro – 20h30 … Sarau Elo Da Corrente – 9 Anos … Tradicional sarau, com a presença de Guilvan Miragaya lançando seu livro Espinheiros. No Bar do Santista, à rua Jurubim, 788, em Pirituba.

 

… … …

pizi22

Sexta-feira – 21 de outubro – 20h30 … Renata Pizi e Sonekka – no Bistrô Esmeralda … A grande cantora Renata Pizi e o compositor Sonekka, um dos fundadores do Clube Caiubi de Compositores, se apresentam no show “Os Dois”, interpretando suas parcerias. Leia o que já escrevi sobre o talento deles AQUI. Ingressos a R$20 e R$10. Na rua Esmeralda, 29, na Aclimação.

 

 

… … …

04ksn2

Sexta-feira – 21 de outubro – 20h30 … KSN Apresenta Luck Vas … Luck Vas e banda se apresentam no KSN com músicas autorais e também releituras de artistas da música brasileira. No StudioPub KSN, à avenida Tenente Laudelino Ferreira do Amaral, 558, em São Miguel.

 

… … …

13jecas

Sexta-feira – 21 de outubro – 20h30 … Show do Jeca’s no Bar do Anão … Banda formada por Dari Luzio, Felipe Pellegrini e Vicente Amorim faz show com novas versões de rocks e blues. Na cachaçaria e cervejaria Adri & Anão, à rua Curuçá, 435, na Vila Maria. Entrada franca.

 

… … …

09cabecas

Sexta-feira – 21 de outubro – 22h … Cabeças Enfumaçadas de volta ao Casa Amarela Pub … Excelente banda que tem Daniela Neris no vocal, apresenta clássicos de Janis Joplin, Pink Floyd e Mutantes, entre outros. Na Casa Amarela Pub, à rua Dr. Mariano J. M. Ferraz, 96, em Osasco.

 

 

… … …

05ocupaz

Sábado – 22 de outubro – 13h30 … Sarau Ocupaz convida os alunos do CEU Paz … Sarau (iniciativa do coletivo Poetas do Tietê) realiza última edição deste ano, com lançamento do livro de poemas dos alunos do CEU Paz. Na rua Daniel Cerri, 1549, no Jardim Paraná.

 

… … …

06contaçao

Sábado e Domingo – 22 e 23 de outubro – das 14h às 17h … Contação de histórias e oficinas de bonecos … As arte-educadoras Adriana Amaral, Marcela Mantovani e Marili Serafini apresentam três histórias da cultura popular: A raposa e o barbeiro, As serpentes que roubaram a noite e O marido da mãe d’água. A partir delas, crianças e adultos irão construir seus próprios bonecos, utilizando papéis, tecidos, recortes, amarrações e costuras. As artistas irão orientar todo o processo de experimentação das técnicas e materiais. Inscrição a R$35 e R$45. No Instituto Sarath , rua Humberto I, 183, na Vila Mariana.

 

… … …

07leocosta

Sábado – 22 de outubro – 17h30 … Leo Costa no Parque da Vila … Violonista, compositor e arranjador, Leo Costa apresenta suas composições ao lado dos parceiros Rodrigo Digão Braz (bateria) e Marcos Paiva (baixo acústico), com participação especial de Muari Vieira (violão). O show integra a programação do projeto Parque da Vila – Festival de Música Instrumental. No Armazém da Cidade, à rua Medeiros de Albuquerque, 270, na Vila Madalena.

 

… … …

08li

Sábado – 22 de outubro – 17h30 … Li Sousa no Carauari … Acompanhada por Luis Mea (violão) e Renan Alves (baixo), Li canta forró, samba e mpb. Entrada franca. No Carauari Bar e Mercearia, à praça Carauari, 8, na Vila Maria.

 

… … …

09bruno

Sábado – 22 de outubro – 19h … Show Bruno Brasil & Fernando Diniz … Com 10 anos de parceria musical, a dupla apresenta o show “Contraponto”, em que ambos tocam e cantam composições que fizeram juntos e falam sobre histórias e reflexões que os inspiraram. No Estúdio Espaço Som, à rua Teodoro Sampaio, 512, em Pinheiros. Entrada R$20,00 e R$15.

 

… … …

10crespo

Sábado – 22 de outubro – 19h … Crespo MC – no #CCSP … O rapper Crespo apresenta seu novo álbum, “Maldito”, onde homenageia poetas da música e do cinema nacional considerados marginais, sampleando artistas como Jards Macalé, Marcelo D2, Paulinho da Viola, Chico Buarque e Mano Brown, com trechos de filmes dirigidos por Glauber Rocha e Zé do Caixão. Participação da cantora Daniella Alcarpe, de Osmar Sorriso e Marco Mendes, e também do rapper Lenda ZN. Na sala Adoniran Barbosa, à rua Vergueiro, 1000. Entrada R$10.

 

… … …

escriptonita

Sábado – 22 de outubro – 19h30 … Lançamento da Antologia Escriptonita … A Editora Patuá convida para o lançamento de uma antologia de pop/poesia, mitologia-remix & super-heróis de gibi, com 69 autores. Organização de Alberto Bresciani, Alexandre Guarnieri, Jorge Elias Neto e Nuno Rau. Apresentação de Fabrício Carpinejar e posfácio de Furio Lonza. A entrada é franca e o exemplar custa R$38. Na Patuscada – Livraria, Bar e Café, à rua Luís Murat, 40, na Vila Madalena.

 

 

… … …

11perroni

Sábado – 22 de outubro – 19h … Lançamento do Livro “VoZmecê” de Daniel Perroni Ratto … A Editora Patuá e o Espaço Cultural Olho da Rua convidam para o evento. O livro estará à venda por R$ 38,00. Ás 20h, show com Douglas Bastos. Entrada franca. Na rua Bambina, 6, em Botafogo, no Rio de Janeiro.

… … …

 

12jupiter

Sábado – 22 de outubro – 19h … Lançamento do livro do Júpiter Maçã em SP … Júpiter Maçã/Apple é um ícone do rock gaúcho. Lançou temas como “Um lugar do caralho”, “Miss Lexotan”, “Mademoiselle Marchand” e “Beatle George”. Durante os seus últimos meses de vida, Júpiter se encontrou diversas vezes com o músico Juli Manzi, para longas conversas. O resultado está neste livro, que traz, na fala delirante de Júpiter Apple, uma visão íntima de sua vida e obra. No evento, várias apresentações musicais e performances com Danislau Tb, Marcelo Gross, Zé Pi, Juli Manzi, Daniel Perroni Ratto, Rica Soares entre outros. Entrada franca. Na Sensorial Cervejas, Cafés & Discos, à rua Augusta, 2389, nos Jardins.

 

 

… … …

Sábado – 22 de outubro – 20h … Silvia Sant’Anna no Teatro de Bolso … Show com a cantora e compositora paulista Silvia Sant’Anna que acaba de lançar “Ninho”, seu primeiro álbum solo autoral. As composições transitam entre mpb, folk, rock, pop e samba. Couvert artístico R$20. No Teatro De Bolso Do Iv Mundo, à praça Jesuino Bandeira,124, na Vila Romana.

 

 

… … …

15soyloco

Sábado – 22 de outubro – 20h … Soy Loco Por Ti America … Uma imersão pela América Latina: às 20h, exibição do documentário “Um Poema para Mercedes”. Às 21h, aula de rumba com a professora cubana Adria Rodriguez. E às 21h30, a Banda Camarada Ernesto convida Camila Trindade e Gabriel “Gonzo” Bernardes. Comidas e bebidas típicas a preços populares. No Centro Cultural Monte Azul, à av. Tomás de Sousa, 552.

 

 

… … …

13urbanus

Sábado – 22 de outubro – 20h … URBANUS ROCK no Pilequinhos Bar … Banda volta ao bar com vasto repertório de rock and roll. No local, muitos rótulos de cervejas nacionais e importadas. Couvert R$10. O Pilequinhos fica na praça Santo Eduardo, 125, na Vila Maria.

 

… … …

13fernandes

Sábado – 22 de outubro – 20h … Fernandes + ChokoFreaks … Banda de ‘hardcore achokolatado’ formada por Fábio Plumari (guitarra e vocal),
Deko (baixo e vocal) e Paul Domingos (bateria) abre a noite. Depois, tem Fernandes e seu rock´n roll. No Ekletiku ‘s Bar, à av. Imirim, 1143, na ZN.

… … …

 

14nash

Sábado – 22 de outubro – 20h … Ricardo Nash – “Santo Menino Vagabundo” … O ator, músico e compositor apresenta seu álbum acompanhado por Elcio Robbi, Jorge Peña, Leo Costa e Wilson Feitosa. No Teatro Décio de Almeida Prado, à rua Cojuba, 45, no Itaim Bibi. Entrada franca.

 

… … …

15barun

Sábado – 22 de outubro – 20h … Sandro e Marcelo … Músicos apresentam repertório variado com canções folk, rock rural e música caipira. No Bar do Frango, à av. São Lucas, 479, no Parque São Lucas. Entrada franca.

 

 

… … …

16votereza

Sábado – 22 de outubro – 20h … Vó Tereza + Karla da Silva no Grazie a Dio … A banda paulista Vó Tereza (formada por Natan Kurata, Paulinha Malvar, Fe Lima, Spiga Bastos, Marcelo Tuma, Luca Gorga e Thiago Biral) divide a noite com a cantora Karla da Silva em única apresentação. Além de canções autorais de seus últimos trabalhos, os artistas fazem releituras de Tim Maia, Criolo e Kiko Dinucci. O Grazie A Dio fica na rua Girassol, 67, na Vila Madalena.

 

 

… … …

Domingo – 23 de outubro – 16h … SESC Vila Mariana recebe Leo Middea (Grátis) … Em show no formato acústico (voz, violão, percuteria e baixo acústico), Leo Middea apresenta as canções do seu novo álbum, A Dança do Mundo, onde junta mpb e ritmos regionais ao seu toque tropical. Participação especial da cantora Nina Oliveira, que foi uma das mulheres negras inspiradoras do TED deste ano. Na rua Pelotas, 141, na Vila Mariana.

 

… … …

15festival

Domingo – 23 de outubro – das 17h30 às 23h … NIG&Cifra Club Apresentam: Time4Music Festival – Eliminatória K … Apresentação das bandas Ricardo Nash e Os Alquimistas, Branco ou Tinto, Denker, No Trade, Bacos e Catrupe. Ingresso antecipado a R$30. No Skull Bar, à rua Amauri, 244, no Itaim Bibi.

 

… … …

max22

Domingo – 23 de outubro – 18h … Café das 9 … Show com os músicos Max Gonzaga e Adolar Marin, no Espaço Parlapatões. Participação de Marco Vilane. Na Praça Roosevelt, 158.

 

… … …

17germana

Terça-feira – 25 de outubro – 19h30 … Germana Zanettini no Sarau Gente de Palavra Paulistano – Um Ano … Evento gratuito com a presença da poeta Germana Zanettini. Apresentação de Rubens Jardim e Davi Kinski. Sarau com microfone aberto. Na Patuscada – Livraria, bar & café, à rua Luís Murat, 40, na Vila Madalena.

.
18germana

 

 

… … …

19padoka

Quarta-feira – 26 de outubro – 19h … 7° Sarau na Padoka … O Espaço cultural Padoka e o Movimento Ocuparte promovem mais um encontro de músicos, poetas, contistas, cronistas, atores e artistas em geral. Marcela Sanctus traz seu zine “Entre Insônias e Sinfonias”. Warlen Perevezon vem com a 3ª edição do “Tipo Válvula de Escape”. E mais: os músicos El Miza, Éder Bofete e a Banda TelaBeat. Na Padaria Alternativa, à praça Valdemar Bassi.

 

 

… … … … … … …

BOM FINDI A TODOS E
ATÉ A SEMANA QUE VEM!

… … … … … … …