Sarau, luau e o escambau

Sarau, luau e o escambau

Produção artística que vive à margem da indústria cultural

As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

O luto e a luta das Vidas Negras: Dinha Maria Nilda, Nona Faustine, Marielle, seu Oswaldo, dona Ruth, Kleyse, Cirilo, Mel Duarte, Cordeirovich… (e mais: o ativismo de Carlos Rennó e a entrevista de Chris Herrmann à Lavra)

Por Arnaldo Afonso

Brasil, meu nego / Deixa eu te contar / A história que a história não conta
O avesso do mesmo lugar / Na luta é que a gente se encontra

Brasil, meu dengo / A Mangueira chegou / Com versos que o livro apagou

Desde 1500 / Tem mais invasão do que descobrimento
Tem sangue retinto pisado / Atrás do herói emoldurado
Mulheres, tamoios, mulatos / Eu quero um país que não está no retrato

Brasil, o teu nome é Dandara / E a tua cara é de cariri
Não veio do céu / Nem das mãos de Isabel
A liberdade é um dragão no mar de Aracati

Salve os caboclos de julho / Quem foi de aço nos anos de chumbo
Brasil, chegou a vez / de ouvir as Marias, Mahins, Marielles, malês

MANIFESTAÇÃO >>> 17ª Marcha da Consciência Negra de São Paulo. Nesta sexta, dia da Consciência Negra, 20 de novembro, a partir das 16h, acontece a manifestação organizada por entidades e ativistas antirracistas, celebrando ‘a força da história negra e o heroísmo de Dandara e Zumbi dos Palmares’. No vão do MASP (ao lado da estação MASP do metrô). Leia o manifesto

CANAL DO POETARIADO – ao vivo no Facebook e no Youtube >>> Hamilton Faria e Cesar Augusto de Carvalho criaram o Canal do Poetariado para conversas sobre poesia e literatura, focando no processo de criação da obra. A cada quinze ou vinte dias um poeta é entrevistado por três de seus leitores (clique para ver as primeiras edições). Nesta segunda-feira, dia 23 de novembro, às 19h, a entrevistada é a poeta Dinha Maria Nilda, autora de sete livros, entre eles ‘De passagem, mas não a passeio’, ‘Onde escondemos o ouro’, ‘Zero a zero: 15 poemas contra o genocídio da população negra’, ‘Maria do Povo/ María Pepe Pueblo’ e ‘Diário do fim do mundo’. Em 2013, fundou o coletivo editorial de mulheres negroperiféricas Edições Me Parió Revolução. Participa da live a poeta Cibele Verrangia. Para assistir ao programa, acesse o link. Dela, o poema:

PAÚRA NA TERRA DO NÃO
(Contra a sociedade do espetáculo)

O que ficou em mim
de zumbi
de mandela
de malote
cabe num pote
de uma loja de um real.

Entretanto é sempre assim
não cabe
num palco da Avenida Paulista
na arquibancada do Morumba
na torcida do Corinthians vazando do Itaquerão.

É que
subterrâneo como os cupins
– escondindins –
malote mandela zumbi
trabalham na terra do não

E na paúra o rei já sabe
ele sabe
é no auge do fogo da tarde
que nós vamos eclodir.

NONA FAUSTINE >>> Uma fotógrafa americana posou nua, com sapatos brancos, nos locais onde negros foram torturados. Nona se expôs e se opôs aos racistas e preconceituosos. As imagens são dela em seu projeto fotográfico White Shoes (abaixo, meu texto emocionado).

Nona Faustine, mulher adulta fotógrafa nua gorda negra cidadã, sobe no pedestal e demarca o exato ponto onde a injustiça se enraíza e eterniza o esquecimento das atrocidades. Nona nos relembra, do alto do salto de seus sapatos, brancos, quem promoveu os horrores, os descalabros, e nos cobra, de corpo exposto e rosto sem mágoa nem ressentimento, senão o ressarcimento, ao menos uma arrependida reflexão, quando não um comovido pedido de perdão. Nona carrega sua negra ancestralidade pela cidade. As marcas na pele da alma, os mortos nos ombros nos olhos. Ajoelhem-se diante dela e se desculpem, seus pulhas, torturadores até hoje impunes.

OSWALDO DE CAMARGO >>> A Câmara Municipal de Bragança Paulista aprovou projeto de lei que homenageia o poeta e escritor, natural da cidade, com a criação da Praça da Poesia Poeta Oswaldo de Camargo, como reconhecimento a uma vida inteira dedicada à literatura e cultura negras. Crítico e historiador, jornalista e ativista das causas antirracistas, Oswaldo fundou, em 1978, o Grupo QuilombHoje, que publica anualmente os Cadernos Negros. Lançou recentemente a novela Negro Disfarce, pela Ciclo Contínuo Editorial. Saiba mais sobre ele nesta entrevista concedida a Roberta Flores Pedroso e Luís Augusto Fischer

MARCOS MUNRIMBAU >>> No show ‘Sentidos da Terra’, postado no canal do artista no YouTube (se inscreva) o cantor e compositor fez o lançamento do single ‘Acabem com isso‘. Munrimbau (filho do professor Oswaldo de Camargo), que realizou antes da pandemia uma série de shows em homenagem às mulheres (Aquarela de Batons), também postou nas plataformas digitais ‘Quando você se aproxima’, música que originou um belo videoclipe. Ouçam e o sigam também no Spotify 

DONA RUTH – FESTIVAL DE TEATRO NEGRO >>> A edição online do festival acontece até 28 de novembro. Confira a programação do evento. Festival é ‘um território de encontros, expressão, fruição, reflexão e diálogo entre o público e artistas cujas suas produções se reafirmam como arte negra’. Todas as atividades terão intérpretes de libras e serão transmitidas no canal do evento no YouTube (inscreva-se). Siga no Instagram: @donaruth.ftnsp

Quinta – 19 de novembro – Rafael Cirilo faz sua quarta live (voz e violão) ‘Livrai-me’, tocando músicas autorais e de outros artistas negros, em celebração ao Dia da Consciência Negra. Contribua com o artista (cachê voluntário)

MAIS CIRILO >>>  Rafael Cirillo e Dharma Samu (com Sergio Basseti e Clayton Martin), talentosos artistas ligados ao centro cultural da locadora Charada, na ZL, lançaram duas canções no canal ‘Menino Muquito Records’: ‘‘Não’ (deles dois, mais Tom Kbélo) e ‘5090’ (só dos dois)

Sábado – 21 de novembro – 20h … Live de Cordeirovich & Vladinsky. O poeta e performer que também atende por José Carlos Cordeiro (e que aniversariou nesta semana – parabéns!), falará também de seu novo livro, prestes a ser lançado. Em sua página no Facebook

A RESPEITO DE JOSÉ CARLOS CORDEIRO >>> Eu e o Cordeiro hoje somos da mesma idade. Mas, na adolescência, 3 ou 4 anos fazem uma bela (ou espinhosa) diferença. Eu, com meus 16 ou 17 ainda não o conhecia. Só de vista, do pátio do colégio, porque ele era da turma do meu irmão Luiz. Um dia a professora de português elogiou e leu uma redação dele na minha sala. Eu lembro que ele subvertia a linguagem e já usava vários recursos de estilo: versos no meio da prosa, onomatopeias, reiteração de palavras, citações de Oswald, apropriações de Mario & Macunaíma… O cara era incrível mesmo, cheio das ideias. Certa noite, eu tomei coragem e conversei com ele numa festa na casa do Poty. Lembro que estava lá com o meu amigo Valmir Perea. E que tomei umas cachaças a mais e falei um monte de besteiras sobre política e arte (não é Val?). Dei minhas opiniões “sobre isso e aquilo, coisas que nóis não entende nada”, como cravou o grande Adoniran. Mas, fiquei feliz por trocar umas ideias com ‘o cara’. Ele, gentil, ouviu as abobrinhas do bebunzinho com respeito e paciência. Me senti importante. Depois o acompanhei no teatro, dirigindo o Grupo Gesto, na linda montagem do espetáculo ‘Um Pé na Dança Outro na Fala“. A seguir, o cara gravou um disco independente, “Brincadeira Manhã“, com Lé Dantas. Eu admirava as canções e suas performances nos palcos (teatros, feiras, festivais). Tinha (e mantém) a desinibição dos que sabem que têm algo a dizer. É um show-man. Mais tarde, vieram os ‘Bar Noir‘ no Leão XIII, espécie de sarau, abrindo espaço a vários artistas. Vieram os vídeos de suas peças (com Deise e Vladi, na Bentevideo). Vieram os livros de poesia. Vieram novas canções e cds, agora em parceria com Vladinski (e com meu irmão). O cara atravessou as décadas produzindo. O velho menino Cordeirovich que deu a maior força ao ‘nosso futebol’ (mesmo sem jogar) e a este blog (que ele me dá a honra de ler). E que impulsiona, desde o começo, o Sarau da Maria. Que faz a crítica do movimento e comparece pra ajudar. Que fala da turma da Vila como se a gente fosse o Clube da Esquina. Por ele, creio que seria. Ele queria. Ele cria. Ele fez por onde. E continua fazendo a sua parte. Recentemente criou o projeto #issoéoquemove, juntando arte, amizade e muito love. Sempre criando, sempre cantando e escrevendo. Meu amigo Cordeiro, daquela incrível redação que eu continuo lendo.

VERSOS DE RESISTÊNCIA >>> Quinta, 19 de novembro, 20h – Sarau organizado por Débora Garcia, Elizandra Souza e outros artistas negros atuantes na cena cultural periférica. Com transmissão pelo Zoom (clique no cartaz)

KLEYSE L’AMOUR >>> Nesta sexta, dia da Consciência Negra, cantora lança nas plataformas digitais seu ep autoral ‘Poesia em Mim’. Faça a pré-save

MEL DUARTE >>> Neste 19 de novembro, a poeta e slammer aniversaria e lança o livro em comemoração aos mais de dez anos de carreira dedicados a poesia, artes e música. Colmeia apresenta poemas escritos de 2012 a 2020. Saiba mais aqui

MARIELLE PRESENTE >>> No dia 14 de março de 2018 a vereadora Marielle Franco, de 37 anos, foi assassinada no bairro da Lapa, no Rio. Ela era relatora da Comissão dos Direitos Humanos que acompanhava a intervenção militar no RJ. Havia feito denúncia contra abusos policiais e após voltar de um evento com jovens negras, foi baleada. Anderson Gomes, motorista do carro em que ela estava, também foi executado. Desde então, protestos contra o bárbaro crime se repetem em várias cidades brasileiras. Marielle lutava por justiça, inclusão e igualdade de direitos. Defendia as causas que todos nós, artistas e coletivos dos saraus, também defendemos. Quase três anos depois, este blog continua aguardando o esclarecimento do caso e a punição dos assassinos e mandantes. As balas que a mataram atingem a todos nós. Não podemos nos calar. Até quando vou ficar semanalmente repetindo esse texto aqui? Será que vai ficar por isso mesmo? Por que a resposta não vem? Quem matou (e quem mandou matar) Marielle?

DOIS ANOS E MEIO DE IMPUNIDADE >>> Eu repito esse texto há dois anos e oito meses. E vou continuar repetindo enquanto este blog existir. É meu compromisso em defesa da democracia e da liberdade, ambas ameaçadas pela impunidade de assassinos ou pela omissão das autoridades. Se temos dois suspeitos presos (a quem ninguém entrevistou, confrontou, nem perguntou os motivos do crime) ainda falta saber quem mandou matar Marielle. Quase três anos depois, Marielle continua sendo baleada, morrendo todas as noites e renascendo a cada manhã. Porque pessoas íntegras como ela não morrem jamais. Se eternizam e viram exemplo de luta. Nós, brasileiros democratas, estamos aqui, de braços dados com Marielle, esperando que a justiça seja feita. Os assassinos talvez tenham a proteção momentânea de organizações ou de eventuais autoridades fascistas. E podem ameaçar Freixo, Marcia Tiburi e Jean Wyllis, ou mirar e atirar em nossas altivas cabeças. E até nos matar, um a um (‘matar uns 30 mil’, como disse o atual presidente durante sua campanha, sem ser punido nem ter sua candidatura impugnada). Só não poderão evitar que Marielle renasça mais forte, todos os dias, no corpo e na mente de cada menina guerreira da cidade do Rio de Janeiro. Marielle presente.

 

… … …

PARKER & RENNÓ >>> A história é bem interessante: Carlos Rennó fez uma letra para o jazzão ‘Ornithology‘, do grande Charlie Parker, mas não pôde lançar devido a impedimentos com relação aos direitos autorais. Já que o Bird não ia usar, o músico Danilo Penteado pegou a letra e compôs um samba inspirado em Tom Jobim (nosso genial adorador de passarinhos). Até gravou um videoclipe em que canta com Paula Mirhan. A canção (acima) está disponível nas plataformas digitais.

AS LETRAS INCRÍVEIS DO CARLOS RENNÓ >>> Primeiro conheci o jovem letrista que despontava nos discos da Tetê Espíndola. Depois, me encantei ao ler seu livro com versões para as músicas de Cole Porter. Por fim, em anos recentes, admiro o grande artista e ativista que ele se tornou. Carlos Rennó é um dos melhores letristas da música brasileira da atualidade. Tem parcerias com Pedro Luís, Lokua Kanza, Chico César, Paulinho Moska, Zé Miguel Wisnik, João Bosco, Gilberto Gil e Rita Lee, entre muitos outros. Lançou em 2018 o álbum ‘Poesia – Canções de Carlos Rennó‘ (Selo Sesc), com 16 faixas interpretadas por vários parceiros, e o livro ‘Canções‘ (Perspectiva), uma antologia de suas letras com apresentação de José Miguel Wisnik, Antonio Cicero e Marcelo Tápia. Destaco aqui trechos de suas letras engajadas (confira as formas altamente poéticas de que ele faz uso para abordar temas políticos, sociais e ambientais):

PARA ONDE VAMOS? >>> Com letra de Carlos Rennó e melodia de Beto Villares, a canção trata das mudanças climáticas e suas consequências para o meio ambiente e os seres humanos. Fazem parte do coro Arnaldo Antunes, Zélia Duncan, Moreno Veloso, Zeca Baleiro, Chico Brown, Céu, Ná Ozzetti, Moska, Roberta Sá, Mc Soffia e o coral do Projeto Guri. O vídeo em preto e branco foi idealizado por Isabella Prata, membro da organização Famílias pelo Clima, e surgiu de uma frustração da ativista quanto ao conhecimento e a importância que as pessoas dão atualmente à questão, principalmente no Brasil e nos EUA, cujos presidentes (Trump e Bolsonaro)  refutam as evidências alarmantes apontadas pela comunidade científica.

Para onde vamos? Ah, onde vamos parar?
Nessa encruzilhada, que estrada vamos pegar?
Que perigo de mau tempo, temporal,
De temperatura em alta e de desastre existe pra todos nós afinal?

Que desmatamento ou incêndio ou inundação
Nossos olhos tristes ainda inundarão?
Que geleira tem que ainda derreter,
Pra quebrar a pedra de gelo que tem no peito quem tem um alto e podre poder?

MANIFESTAÇÃO >>>  Texto escrito pelo poeta e ativista Carlos Rennó em comemoração aos 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos. Fala sobre frequentes violações de direitos humanos no Brasil e busca dar voz aos silenciados, invisibilizados, excluídos, discriminados, às vítimas de preconceito, racismo e intolerância, aos violentados brasileiros citados à exaustão. A melodia foi criada por Rincon Sapiência, Russo Passapusso e Xuxa Levy. Participam do clipe artistas como Chico Buarque, Fernanda Montenegro, Chico César e Roberta Estrela D’Alva, entre outros

Por todo jovem negro que é caçado
Pela polícia na periferia;
Por todo pobre criminalizado
Só por ser pobre, por pobrefobia;
Por todo povo índio que é expulso
Da sua terra por um ruralista;
Pela mulher que é vítima do impulso
Covarde e violento de um machista;

Dando à vida e à alma grande
Um sentido que as expande,
Cantamos em consonância
Com os que sofrem ofensa,
Violência, intolerância,
Racismo, indiferença;
As Cláudias e Marielles,
Rafaeis e Amarildos
Da imensa legião
De excluídos do Brasil,
do sul ao norte da nação.

E proclamamos que não se exclua
Ninguém senão a Exclusão.

REIS DO AGRONEGÓCIO >>> Essa letra de Carlos Rennó, musicada por Chico César, é uma crítica à bancada ruralista, que defende no parlamento o interesse dos grandes latifundiários monocultores. Segundo o IBGE, 70% dos alimentos essenciais que comemos vêm da agricultura familiar, do trabalho dos pequenos produtores. Ou seja, com a democratização da terra é possível produzir alimentos saudáveis, respeitando a natureza e os trabalhadores.

Ó donos do agrobiz, ó reis do agronegócio
Ó produtores de alimento com veneno
Vocês que aumentam todo ano sua posse
E que poluem cada palmo de terreno
E que possuem cada qual um latifúndio
E que destratam e destroem o ambiente
De cada mente de vocês olhei no fundo
E vi o quanto cada um, no fundo, mente

Vocês que enxotam o que luta por justiça
Vocês que oprimem quem produz e que preserva
Vocês que pilham, assediam e cobiçam
A terra indígena, o quilombo e a reserva
Vocês que podam e que fodem e que ferram
Quem represente pela frente uma barreira
Seja o posseiro, o seringueiro ou o sem-terra
O extrativista, o ambientalista ou a freira

NENHUM DIREITO A MENOS >>> Outra letra certeira de Carlos Rennó responde ao inimaginável momento de retrocesso político que o Brasil vive nos últimos anos, desde o golpe orquestrado por Eduardo Cunha no Congresso, que passa pela perda de direitos no governo Temer e culmina com as manifestações fascistas dos seguidores de Bolsonaro, até sua eleição e posse. A música é de Paulinho Moska:

Nesse país em que se vende por ganância
Direito à vida, à juventude, e à infância
Direito à terra, ao aborto e à floresta
À liberdade, ao protesto, ao que nos resta
Eu grito: Fora! Esses homens tão pequenos
De interesses grandes como seus terrenos
Não quero mais nenhum direito a menos

Nesse Brasil da injustiça social
E de uma tal desigualdade social
Queria ver os grandes lucros divididos
E os dividendos afinal distribuídos
Os bilionários concordando com tais planos
Se revelando seres realmente humanos
Não quero mais nenhum direito a menos

DEMARCAÇÃO JÁ >>> Mais uma grande letra de Carlos Rennó, também musicada por Chico César, homenageia os povos indígenas do Brasil em sua luta pelo direito à terra e à vida. O clipe tem participação de Bethânia, Gil, Ney Matogrosso, Zeca Baleiro, Zé Celso, Tetê Espíndola e Criolo, entre cerca de 30 artistas e lideranças indígenas.

Pro índio ter a aplicação do Estatuto
Que linde o seu rincão qual um reduto,
E blinde-­o contra o branco mau e bruto
Que lhe roubou aquilo que era seu,
Tal como aconteceu, do pampa ao Amapá,
Demarcação lá! Demarcação já!

Pelo respeito e pelo direito
À diferença e à diversidade
De cada etnia, cada minoria,
De cada espécie da comunidade
De seres vivos que na Terra ainda há,
Demarcação já! Demarcação já!

 

… … …

NALDO’S NEWS

… … …

CLAUDICAÇÕES >>> Nesta quarta-feira, dia 25 de novembro, às 18h, o blogueiro e artista Arnaldo Afonso estará batendo um papo com com o psicólogo e editor Cláudio Brites, em seu canal no YouTube. Suas lives de entrevistas giram em torno de temas como saúde mental, literatura, artes e bem estar. Acontecem em dias e horários variados (acompanhe a divulgação no perfil do escritor no Facebook).

COMO FOI 1 >>> Na quinta passada participei de uma conversa sobre sarau e literatura com o editor João Caetano do Nascimento na página da Editora Lavra (as entrevistas anteriores estão disponíveis nas páginas da editora no Facebook e no Instagram). Agradeço o convite e a honra (admiro profundamente muitos dos entrevistados pelo programa: fiquei lisonjeado!)

COMO FOI 2 >>> Na quarta-feira foi ao ar minha troca de poemas e canções com o agitador cultural Cláudio Laureatti, em sua página Zoom Poesia, no Youtube (inscreva-se no canal)

CCN NOTÍCIAS >>> O Coletivo de Comunicação Norte Notícias (acesse o site), voltado principalmente para a Zona Norte, é o site de notícias de que participo como colaborador. Nele, dou prosseguimento ao meu trabalho no blog, informando sobre as atividades culturais dos artistas alternativos. Divulgue também mais essa iniciativa em prol de um jornalismo progressista, antifascista e em defesa da democracia.

NO YOUTUBE >>> Após postar no YouTube minhas canções Além da Lenda (em parceira com Conrado Pera) e Chama de Amor, me dei conta de que estou com dois canais lá (desorganização total). Um deles é esse. O outro, está aqui. Em ambos, posto algumas músicas de quando em quando – além das várias espalhadas em páginas dos saraus de que participei (é só pesquisar pelo meu nome que elas vêm). Um dia organizo e junto tudo num lugar só. Essas gravações são o teste para um pacote de músicas que postarei, em breve, como se fosse um cd.

AS 3 LIVES DE ARNALDO AFONSO >>> Este blogueiro, poeta e cantor, aproveita para informar aos interessados que tem três espetáculos prontos para apresentações presenciais nas Casas de Cultura, Ceus, Bibliotecas e Sescs após a pandemia (se isso vier a acontecer algum dia) e que foram adaptados para o formato de lives (que já ando realizando pelo Face, Insta e Youtube – contatos por inbox). São eles:

1 – Arnaldo Afonso Canta e Conta Cartola >>> No show, que tem participação da atriz e cantora Rosa Freitas (eventualmente de outros artistas), canto cerca de 20 canções do grande compositor e conto várias histórias e algumas curiosidades sobre sua vida e obra (aqui uma das lives). O texto do show foi extraído da minha peça ‘Mestre Cartola: Vida e Obra em Verde e Rosa‘, disponível em minha página no Facebook

2 – A Importância da Música (Os Grandes Compositores da MPB e suas Histórias) >>> Esquetes teatrais levemente cômicos, com formatos variáveis (15 minutos, meia hora e uma hora), onde a atriz Rosa Freitas interpreta a ‘austera’ professora Margarida, que, durante o desenrolar da peça, vai se revelando uma ótima cantora (veja uma das lives). Ela dá ‘aulas de história da MPB’ a seus alunos e Arnaldo Afonso é o músico e jornalista ‘especializado’ convidado por ela a cantar algumas canções e comentar sobre a vida e a obra de compositores como Noel, Tom, Gonzagão, Cartola, Adoniran, Caymmi, Chico, Caetano, Gil e Roberto, além dos mais atuais Djavan, Paulinho da Viola, Raul, Belchior e Cazuza, entre outros

>>> MAIS ‘PROFESSORA’ >>> A live da professora Margarida tem variações com perfis educativos: Dona Margarida e A Primavera e Dona Margarida e o Verão, onde a mestra/cantora aborda a chegada de cada as estação e suas relações com a preservação do meio ambiente, o aquecimento global, sustentabilidade e cuidados com a Covid, de modo bem humorado e em meio a clássicos de nossa música e poemas pertinentes aos temas. Datas como Natal, Dia da Mulher, Carnaval e Aniversário de São Paulo também renderam espetáculos

3 – Rocks, Pops & uns Toques de Poesia – com Arnaldo Afonso >>> Canto repertório autoral, falo de meus parceiros, dos poetas que musiquei e leio textos que escrevi para os artistas que me influenciaram (veja uma das lives). Conto histórias dos saraus, do meu blog e falo do aprendizado que é participar do movimento cultural da ZN, desde os anos 80

 

… … …

O AGENDÃO & AS DICAS DUKA

… … …

ÀS QUINTAS – 17h30 … Lavra Editora … Toda quinta tem entrevista na página da nova editora, cujo projeto editorial foca na ‘defesa da democracia, dos direitos humanos, da justiça social e do direito de acesso da população aos bens literários e culturais, entendendo a cultura como caminho de libertação’. Nesta quinta, o editor João Caetano do Nascimento bate um papo com Chris Herrmann. As entrevistas anteriores estão disponíveis na página da editora no Facebook

SOBRE CHRIS HERRMANN >>> A entrevistada desta edição falará direto da Alemanha, país onde reside desde 1996. É editora da Revista Ser MulherArte e articuladora do Mulherio das Letras Alemanha. Recentemente fez o lançamento virtual de seu livro ‘Entre Amoras e Amores‘, com 50 minicontos (saiba mais aqui). Além da revista, e do podcast ‘PodPapo’, onde Chris entrevista escritoras, o coletivo Ser MulherArte lançou a antologia ‘Porque somos mulheres’, entre outras iniciativas literárias. Escritora premiada, é musicista, musicoterapeuta, tradutora e webdesigner, tendo lançado nove livros (de poesia, romance, contos e infantis).

MANOGON >>> Participa da live o poeta, ator e artista plástico Manogon, que lança no dia 26 (na quinta que vem) seu livro ‘Dentes Moles não Mastigam Pedras

CLAUDICAÇÕES >>> Série de entrevistas realizadas pelo psicólogo e editor Cláudio Brites, em seu canal no YouTube,  sobre saúde mental, artes e bem estar. As lives acontecem em dias e horários variados (acompanhe a divulgação no perfil do escritor no Facebook). Nesta quinta, dia 19, às 20h, o entrevistado é o poeta Claudinei Vieira, da Desconcertos Editora, que na sexta, 20 de novembro, inaugura a sua Loja Desconcertante (saiba mais aqui)

RESSONÂNCIA >>> O poeta e editor da DesconcertosClaudinei Vieira, entrevista escritores, com transmissão pelo Youtube (acesse aqui as ótimas lives já realizadas). Nesta sexta, Sergio Fantini, na terça, Filipa Melo, e na quarta, Rosinha Morais. Sempre às 20h

ÀS SEGUNDAS – 20h … Conversa no Instituto Sarath. Roda de conversa e entrevistas sobre qualidade de vida e saúde mental, sob o comando de Cassia Sarath (psicanalista e filósofa). No canal do Instituto no Instagram.

A TOCA >>> Na sede do Instituto Sarath está funcionando também um espaço alternativo que visa incentivar a qualidade de vida para todos, com venda de produtos orgânicos e naturais, brechó e consumo consciente, agricultura urbana, exposição e venda de artes. Na rua Humberto I, 146, perto do Sesc Vila Mariana

Sábado – 21 de novembro – 20h … Roda dos Confinados é um coletivo de música autoral e independente cujo objetivo é gerar trocas criativas entre os artistas participantes. Com transmissão pelo Facebook

POETAS PELA DEMOCRACIA >>> O poeta Elcio Fonseca, criador e organizador do projeto, define: “é um coletivo dos mais expressivos talentos da rede, numa rede de proteção à democracia”. Todos os dias, ao meio-dia, um poeta apresenta um poema com temática política, na perspectiva de que ‘não podemos nos calar diante do retrocesso por que passa o país. Páginas no Instagram Facebook. Inscreva-se.

MAIS ‘POETAS’ >>> O coletivo lançou a campanha ‘Maria Bonita no Natal‘, para ajudar mulheres moradoras de rua. Clique no cartaz

MAIS ELCIO FONSECA >>> Poeta participa do projeto ‘Como eu escrevo‘ (organizado por José Nunes) comentando seu processo de trabalho e suas referências literárias

Sábado – 21 de novembro – 16h … Teatro do Osso apresenta a segunda edição do Ossarau com participação da Companhia de Teatro Heliópolis, Núcleo Teatral Filhas da Dita e Grupo Pandora de Teatro. Transmissão pelo Facebook do grupo

ERUNDINA: “O SONHO É UM NEGÓCIO MUITO FORTE” >>> Nem vou botar foto dela. Não estou fazendo campanha política, não. É admiração, mesmo. Luiza Erundina é uma mulher que me emociona profundamente (e não é de hoje, pois já votei nela para prefeita em 1988). É comovente como seu compromisso ideológico e seus atos exalam verdade e naturalidade (saiba mais sobre ela aqui). Nesta semana, ao ser questionada sobre sua idade avançada e se não deveria se aposentar da política cedendo lugar para gente mais nova, ela respondeu:

“Estou vivendo meu tempo, minha saúde e inteligência, minha experiência. E quero que mulheres com a minha idade sejam contagiadas pela minha vivência e vontade de seguir trabalhando. E, para aqueles que se sentem incomodados, desejo que tenham a sorte de chegar onde cheguei com a energia e convicção que tenho. Sabe, se você perde seu projeto de vida, tudo perde o sentido. E meu projeto de vida não termina no meu tempo. Meu projeto é sonhar com outro futuro. Não quero só mudar São Paulo e Brasil, quero mudar o mundo. O meu sonho, de uma sociedade socialista, fraterna e igualitária, infelizmente não vai acontecer no meu tempo, tenho consciência disso. Mas se eu não fizer minha parte agora, esse modelo de sociedade não vai acontecer nunca. A velhice não é doença, não é defeito, a velhice não impede o sonho. Portanto o sonho que me move, em relação às transformações que a sociedade precisa, não envelheceu.”

DÉO MIRANDA >>> Na sexta, dia 20 de novembro, às 19h, acontece a primeira de 3 transmissões do show-live ‘Poesia Dura – Circularidades’, com repertório do disco ‘Poesia Dura, Língua Ferina, Coração Justo’, diretamente do Estúdio Municipal de Áudio e Música, em Mogi das Cruzes. Transmissão pelos canais Estúdio Limoeiro, no Youtube e Tom-K Produções, no Facebook

GILIANE & GUSMÃO >>> Dupla de cantores e compositores disponibilizou quatro canções nas plataformas digitais: ‘Nas cabeceiras do rio’, ‘Na poeira da estrada’, ‘Virada do Alto’ e ‘Terreiros da Madrugada’. Além das citadas, é só digitar ‘Som da Estrada Duo’ para acessar outras músicas

‘UNIDAS: MULHERES EM DIÁLOGOS’ – De 25 a 28 de novembro >>> Salvador e Berlim se unem como cidades-sedes do evento que mobiliza convidadas das mais diversas trajetórias e origens para desenvolver pensamentos e ações que fortaleçam a luta pela igualdade de gêneros. O encontro promoverá debates e atividades que terão transmissão na internet. Acesse a programação completa

CLARICE NA MADRUGADA >>> “Era uma vez uma mulher que faria 100 anos… e que merece todas as homenagens. Ela vive em sua obra, eterna”. No projeto, a atriz, diretora e dramaturga Stella Tobar narra 100 contos ou crônicas de Clarice Lispector até o dia 10 de dezembro, data do centenário de nascimento da escritora. As lives são transmitidas no perfil de Stella, no Instagram (sem data nem hora definida) e depois ficam disponíveis no YouTube. Inscreva-se no canale acompanhe. Aqui, um dos posts

MAIS CLARICE >>> A Editora Rocco e a Toca Livros lançaram o audiolivro ‘A descoberta do mundo‘, de Clarice Lispector, como parte das comemorações do centenário de nascimento da autora. São crônicas, reflexões e anotações publicadas no Jornal do Brasil entre os anos 1960 e 1970 narradas por Stella Tobar, Adélia Nicolete, Zeza Mota e Priscila Scholz

CURSO SOBRE DADAÍSMO >>> Em 4 encontros, André Raimundo dos Santos pega como eixo a obra de Duchamp, Schwitters e Hannah Höch e o livro de Hans Richter ‘Dada: arte e antiarte’ para traçar paralelos com os tempos atuais e a produção das neovanguardas. Inscrições e informações pelo e-mail pisonatinta@gmail.com

MAIS ANDRÉ >>> O artista expõe telas no Instituto Sarath e faz live com o Raimundo Macumba Trio no sábado, às 20h, no Youtube. Siga sua página e saiba mais

Quinta – 19 de novembro – 20h … Live da cantora e compositora Karolzinha Silva, em sua página no Instagram

ÀS TERÇAS – 21h … Sarau Elétrico. Leituras de textos por Luís Augusto Fischer, Diego Grando e Katia Suman, com um convidado escritor e outro músico (no vídeo a live da semana passada, com o historiador Peninha Bueno). Pelo www.rádioeletrica.com ou na página de Katia no YouTube. Toda terça passo por lá: sou fã demais!

ATÉ 25 de novembro – Festival das Marias – Brasil (online e gratuito). Primeira edição brasileira do festival iniciado em 2019, em Portugal, como resposta à perpetuação da desigualdade e discriminação de gênero, das oportunidades desiguais de trabalho, particularmente entre homens e mulheres. Tendo como protagonistas mulheres brasileiras, a programação é formada por espetáculos e intervenções que passam pela música, circo, teatro, literatura, artes visuais, diálogos e oficinas, e busca incentivar e difundir o fazer nas artes pelo feminino. Veja aqui a programação completa

Na música tem Consuelo de Paula (dia 20, às 21h30) e Fabiana Cozza (dia 25, às 21h30). No teatro, Anette Naiman (dia 21, às 21h30) e Renata Pizi (dia 22, às 17h). O festival se encerra em 25 de novembro, Dia Internacional de Combate à Violência Contra a Mulher. Assista pelo Facebook, Instagram, YouTube e no Cine Petra Belas Artes (presencial).

ZÉ MANOEL >>> Cantor, compositor e instrumentista talentoso, Zé Manoel lança ‘Do meu coração nu‘, primeiro álbum de inéditas após ‘Canção e Silêncio‘, de 2015. Este blogueiro assistiu, no ano passado, a um show maravilhoso de Zé Manoel no Teatro do Centro da Terra. Escrevi: ‘sou tão fã dele que nem sei que música escolher pra postar (escolhi ‘Delírio de um Romance a Céu Aberto‘ porque só o título já é um poema). Sua canções carregam um misto de leveza e densidade que me remetem à grandiosidade de Edu Lobo, Jobim e Caymmi. Mas é Zé Manoel, mesmo. Ele é, sem dúvida, a maior revelação da música brasileira nesse século’

DESLOCAMENTOS MÍNIMOS >>> Novo trabalho do Coletivo Teatro Dodecafônico. Organizado em 11 faixas, as peças sonoras são compostas por instruções que convidam a vivenciar os deslocamentos mínimos possíveis no ambiente da casa em tempos de crise. O link de acesso ao álbum pode ser adquirido até 6 de dezembro de 2020, pelo Sympla

GRAZIELA MEDORI >>> Cantora lançou ‘Tudo que você podia ser‘, primeiro single do disco ‘Nossas Esquinas‘, um trabalho feito durante a quarentena com o pianista Alexandre Vianna. O segundo será ‘O que foi feito devera (De Vera)‘, que terá clipe produzido pela dupla

SÁBADOS – a partir das 20h >>> Cacá Lima Trio apresenta repertório do “Clube da Esquina”, entre outros sons de mpb e pop rock. No Julinho Clube, à rua Mourato Coelho, 585 (seguindo os protocolos de segurança – reserve pelo 11996101860)

SOCORRO LIRA >>> Às terças, quartas e quintas, às 20h, a cantora e compositora Socorro Lira entrevista os artistas contemplados com o Prêmio Grão de Música, evento que ela organiza há sete anos. Acompanhe pelo YouTube

58º FESTIVAL VILLA-LOBOS >>> Até 27 de novembro, sempre às 16h, o Museu Villa-Lobos apresenta uma programação musical com renomados intérpretes do cenário musical brasileiro. Confira a programação completa

SONG BOOK SACHA 70 >>> Livro traz letras e harmonias cifradas das músicas de Sacha Arcanjo, um dos grandes artistas que conheci em minhas andanças pela ZL (ouça seu cd ‘Feito Bicho‘). O songbook custa R$35 (mais frete de R$10) e pode ser adquirido no inbox das Edições Archangelus ou com Luka Magalhães (9.9861-9450)

Terças e sextas – 19h … A Fim de + Poesia. Em seu perfil no Instagram, Noélia Ribeiro troca poemas sempre com dois convidados. Nesta sexta com Dyl Pires e Lúcia Santos. Na terça tem bate-papo com dois outros convidados

Sábado – 21 de novembro – 15h … ‘O inferno é um espelho da borda laranja’, performance online solo do multiartista Wander B, com duração de 50 minutos. Os ingressos são limitados e precisam ser retirados com antecedência (adquira aqui). Recentemente, o artista desenvolveu, em parceria com Elenice Zerneri, o projeto Uma história conta outra, em que, durante 100 dias consecutivos, escreveram contos e crônicas, interpretaram, gravaram e postaram diariamente no YouTube (curta o canal)

LIVES DA ACORDE EM SI … Produtora promove regularmente shows com artistas independentes em sua página no Facebook

LANÇAMENTO DE CLIPE E SINGLE >>> Chegaram às plataformas digitais o single e o clipe da música ‘Navio‘, parceria de Zé de Riba com Walmir Pinto. Ambos são criadores da série de shows ‘Samba para os Bambas‘, em que se apresentam ao lado dos músicos Beto Bianchi, Junior Batera e Herculano Oliveira

>>> MAIS ZÉ DE RIBA >>> O cantor e compositor tem postado seus contos no canal Rabiluca: três da minissérie ‘A Cerca’ e alguns abordando o isolamento social na pandemia, entre outros temas. Entra lá e confira. Zé de Riba lançou também vídeo de sua música em parceria com Wolney de Assis, sobre a vida e obra do pintor Marc Chagall (e em dezembro sai o cd). O multiartista produziu e atuou no curta ‘Caixa de Retratos‘, de Herculano de Almeida

>>> MAIS WALMIR PINTO >>> ‘Tá Faltando Poesia‘ é a coletânea de interpretações feitas por Walmir Pinto durante os meses da quarentena, unindo sua história com o teatro à experiência acumulada no audiovisual (8 novelas e 4 filmes), além do gosto inerente por poesia. “Gostaria de ver mais artistas fazendo isso e se juntando a mim e ao canal”, diz ele, se dispondo a conversas inbox

PAULA AUTRAN – lives diárias – 11h … A jornalista e escritora Paula Autran, em seu perfil no Instagram, realiza entrevistas diárias com artistas, pensadores e produtores culturais. Veja também a série ‘Simplificando a escrita com Paula Autran’, em seu canal no YouTube

CARLOS GALDINO >>> De segunda à sexta, às 14h, acontece o programa Megafone apresentado pelo poeta e radialista Carlos Galdino, no Facebook da Rádio Comunitária Cantareira FM

ARTUR FULINAÍMA >>> O poeta e performer Artur Gomes, o popular ‘Fulinaíma’, é conhecido agitador cultural da cidade de Campos, no RJ. Recentemente, teve seu livro ‘Pátria A(r)mada’ contemplado com o Prêmio Oswald de Andrade 2020, pela UBE-Rio. O multiartista criou o Projeto Arte Cultura na cidade de São Francisco de Itabapoana, onde mora há 11 anos. A ideia é fomentar a produção artística da região, descobrir talentos e incentivar coletivos através de oficinas de teatro, fotografia, poesia, cinema e produção de vídeo, dando à população ‘acesso às ferramentas necessárias para sua construção cidadã’. Saiba mais aqui. Qualquer artista pode se inscrever e se cadastrar no ‘Projeto Arte Cultura Oficinas da Fulinaíma MultiProjetos

QUARENTENA DA KIKI >>> A atriz e escritora Janaina Sant´Ana produziu uma série de vídeos divertidos abordando nossa rotina na quarentena. Ela escreveu e interpreta Kiki, personagem que faz rir desnudando seus preconceitos, dúvidas e sua pouca informação sem deixar de comentar, a seu modo confuso, as questões polêmicas do momento. Inscreva-se no canal do Youtube e acompanhe os episódios

CANAL CLÓE >>> O fanzine publicado de maneira independente durante dez anos agora está na net (se inscreva aqui). Projeto dos poetas Carlos André e Marcelo Torres apresenta um panorama da poesia brasileira contemporânea através de recortes íntimos dos entrevistados que se autofilmam em suas próprias residências (toda terça-feira tem vídeo novo). No mais recente, Roseana Murray

O BOM & VELHO >>> A excelente cantora Ana Deriggi e o renomado músico e produtor musical Mario Manga apresentam esse programa de rock superlegal, todos os sábados, às 16h. Entra lá pra ver os programas anteriores e curta o canal

ATÉ 27 DE NOVEMBRO – 17h … Cultura do Cordel – Conversas sobre cordel, repente e afins. Bate-papo com convidados sobre o tema (saiba mais aqui)

GALBA >>> Todo sábado, às 20h30, tem live do grande artista Antonio João Galba em sua página no Facebook

EDVALDO SANTANA >>>  Cantor e compositor lançou o clipe da canção ‘Voo Iluminado’, um fado escrito em parceria com Carlos Miguel Gonçalves, em seu canal no Youtube. E chegou às plataformas digitais o cd ‘Edvaldo Santana‘, lançado há 20 anos.

SEXTA A DOMINGO … A Arte de Encarar o Medo. Peça dialoga com o isolamento social neste momento crítico que vivemos. Sextas e sábados, às 21h. Domingos, às 16h. Ingressos gratuitos na página dos Sátyros, no Facebook

KLEBER ALBUQUERQUE >>> Todas as quartas-feiras, às 17h30, o cantor e compositor tem programa de bate-papo e canta algumas canções em live transmitida nas suas páginas no Face, Insta e YouTube

NA MINHA CASA >>> Série de entrevistas do músico Adolar Marin na net agora virou programa de rádio (na Radiola Livre).  Toda terça-feira, às 19h30 (com reprises na quinta-feira, às 17h, e no sábado, às 10h). Depois, por volta das 19h45, tem o quadro  Dica sem Jabá

ENCONTROS POÉTICOS COM ELIZABETH BISHOP >>> Instituto Estação das Letras promove curso nos dias 12, 19 e 26 de novembro, quintas-feiras, das 14h às 16h. Informações e inscrições pelo iel@estacaodasletras.com.br

MAIS IEL >>> ‘Diálogos Imprevisíveis’, com curadoria de José Castello e Flávio Stein, é uma série de três encontros que propõe o debate de temas contemporâneos. Terças, via Zoom, às 19h. Acesse a página do IEL no Facebook e se informe sobre outros cursos e oficinas bem interessantes

BHEZÃO >>> Cantor e compositor Bhezão (do trio Folk na Kombi) lança o single e videoclipe de  ‘Eu preciso falar menos’, com produção de Felipe Câmara. Confira também no Spotify

FOCUS CIA DE DANÇA >>> A premiada companhia carioca dirigida pelo coreógrafo Alex Neoral, que já se apresentou em mais de 100 cidades brasileiras e levou sua arte a países como EUA, México, Canadá, Portugal, Itália, França e Alemanha, está em campanha de financiamento para montagem de novo espetáculo, manutenção da equipe e viabilização de diversos projetos. Clique aqui para saber mais sobre a campanha e as recompensas

NA PRATELEIRA >>> Série produzida pelo Selo Eskambo promove apresentações ao vivo e entrevistas com cantores e bandas alternativas (no vídeo acima, a terceira edição, com a banda Macaco Fantasma). Os organizadores do programa, que conta com o apoio do Centro Cultural Vila Formosa, procuram formas de sobrevivência para os artistas nesses tempos de pandemia. O músico Giuliano del Sole afirma que, para seguir produzindo, o coletivo precisa dos ‘likes’ do público. Portanto, inscreva-se no canal 

RICARDO KELMER >>> O escritor e multiartista cearense lançou ‘Viajando na Maionese Astral‘ (saiba mais aqui): ‘em suas exóticas memórias, um escritor reflete sobre a relação com o feminino, o xamanismo, a filosofia taoista, a psicologia junguiana e a militância antifascista’. No rkelmer@gmail.com, as recompensas e promoções de seus outros livros

LINHA DE TRANSMISSÃO >>> Projeto divulga escritores da região do ABCD, via zap, toda quarta e sexta-feira. Para receber, adicione o número do BiblioSesc (11) 96483-8240, nos seus contatos e envie a mensagem ‘ALÔ POESIA’

PRÊMIO MARAÃ DE POESIA >>> O editor Marcelo Nocelli, da Reformatório, informa que vão até 30 de novembro as inscrições para a edição de 2020 que tem categoria para poetas inéditos (sem livros publicados) e para poetas com obras já publicadas. Os vencedores (um em cada categoria) terão suas obras publicadas pela Editora Reformatório em coedição com a Editora Cousa no primeiro semestre de 2021. Saiba mais e inscreva-se: www.premiomaraa.com.br

TRILHAS >>> O produtor musical Felipe Zangrandi vem postando na net há mais de um ano uma série de programas denominada Trilhas. É ele  mesmo quem comenta: “Meus trabalhos são de pesquisa e organização de material. O que era para ser um canal com o intuito de apresentar histórias curiosas de alguns discos, selos e cenas, acabou por virar um resgate de verdadeiros heróis da nossa música”.

CLUBE DAS ESCRITORAS DE RONDÔNIA >>> O Clube das Escritor@s de Rondônia, projeto para dar visibilidade às mulherxs que escrevem literatura na região, lançou sua primeira coletânea. Após um ano de atividades do coletivo, nasce ‘Primeira Fagulha’, e-book gratuito com mais de 30 obras de escritoras rondonienses. Tem 99 páginas e aborda temas como questões de gênero e raça. Saiba mais sobre o coletivo e baixe o livro aqui

Sexta a domingo – Santa Sede apresenta som ao vivo. Na sexta, das 17h às 21h30, no sábado, das 13h30 às 21h30 e no domingo, das 12h às 19h30 (nos dias de shows acústicos, abre um pouco mais tarde e fecha um pouco antes). Tudo com as devidas precauções à Covid, na av, Luiz Dumont Villares, 2104

ÀS TERÇAS – 20h … CasArte Marginal. O casal de artistas Alexandre Paulino e Aline Lopes promove encontros semanais com figuras atuantes no circuito cultural alternativo. Ao vivo pelo Facebook da rádio @CasIleOca (rádio e espaço cultural administrados por Liberto Solano Trindade). Toda a programação tem reprises às sextas, às 13h, e aos domingos, às 17h

AOS SÁBADOS – Papo Sons do Brasil >>> Projeto do produtor cultural Serginho Sagitta reúne artistas que participaram de seu famoso programa na rádio USP. Lives no Facebook
ÀS SEXTAS – 19h30 … Charada – Sala Privada Convida. Espaço cultural promove shows e bate-papos todas as sextas-feiras direto da ‘sala privê’ da locadora, via Facebook

>>> MAIS CHARADA >>> Gilberto Petruche, Edu Osmedio e o grupo de artistas que participa das atividades culturais do VideoClube Charada lançaram campanha no Abacashi. Acesse para saber mais e colaborar

….

ATÉ 28 DE NOVEMBRO – SÁBADOS – 20h … Circo Feminista – ‘Pastrana e A Visita de Chico’ – com As Pandoras. Trupe de mulheres (Fernanda Pimenta, Izabela Nascente e Radarani Oliveira) realiza turnê de apresentações virtuais, abordando com humor temas ligados ao universo feminino para quebra de tabus e como forma de resistir à subjetivação da mulher. Saiba mais aqui

ÀS SEGUNDAS – 15h … Sarau Segunda Negra. Confirme presença no evento e assista pelo Instagram

 

… … …

LIVROS, SINGLES E ETC & TAIS

… …

CANDINHO >>> O livro ‘O Poeta Militante’ conta a história do militante comunista e poeta de cordel Cândido Antonio dos Santos, o popular Candinho, da ZN. Escrito pelo jornalista João Teixeira, inclui a tese de doutorado de Gilvan Matias (que entrevistou Candinho), depoimentos, ilustrações, fotos e bela produção gráfica de Genivaldo Matias. Os interessados em adquiri-lo devem entrar em contato por inbox, no Facebook 
ANTES ARTE DO QUE NUNCA >>> Em seu canal no YouTube, o artista Rafael Nestardo tem divulgado o trabalho de músicos, poetas e diversos artistas alternativos. Se inscreva e acompanhe suas produções. Nesta semana o colaborador Gilberto Petruche, do Centro Cultural Charada, em sua seção ‘Antes Cinema do Que Nunca’, indicou 3 filmes sobre mortos-vivos

UM POEMA PARA…’ >>> Olga Ribeiro de Favari apresenta, na companhia de André Castro, um programa diário de leitura de poesias onde, além de ler os textos, comenta sobre a história dos artistas e divulga o lançamento de seus livros e outros eventos literários. O programa está também na Rádio Praieira FM, de Santo André. Inscreva-se gratuitamentee ouça os vários podcasts postados no Spotify (acima, com Suzanna Busato).

REVISTA ACROBATA >>> Editada por Demetrios Galvão e Aristides Oliveira, com apoio dos colaboradores Floriano Martins (editor de outra revista de cultura, a Agulha), Dante Galvão, Monyse DamascenoAnna Apolinário e Paola Marugan, entre outros, a revista oferece poemas, artigos, contos e entrevistas com cineastas, escritores e músicos

DESVARIO >>> Editada pela poeta Thainá Carvalho, a revista online Desvario é especialmente voltada para a publicação de literatura produzida por mulheres (e os textos sempre são acompanhados por desenhos de ilustradoras). O site (que replica seu posts no Facebook) também apresenta contos, entrevistas e resenhas, além de ótimos poemas

OS 4 VÍDEOS DO ‘SOPA’ >>> Comemorando os 18 anos do Sopa de Letrinhas Sarau e do Clube Caiubi de Compositores, o poeta Vlado Lima comunicou: “os vídeos mandados pelos muitos participantes foram divididos em quatro postagens e estão disponíveis no Youtube”. O farto material foi editado e montado pelo poeta Filipe Luiz. Confira cada um deles: no vídeo 2 (com O Zi e Vitor Miranda) tem Arnaldo Afonso (este blogueiro) interpretando a sua nova canção ‘Talvez‘ (a partir de 21min e 40seg). Os outros três vídeos estão nos seguintes links: vídeo 1(com Max Gonzaga e Álvaro Cueva)vídeo 3(com Fernando Cavallieri e a dupla Cordeirovich & Vladinsky) e o vídeo 4(com Deise Capelozza e Sander Mecca)

PAULO BARROSO >>> Cantor e compositor da Vila Maria, disponibiliza nas redes sociais sua participação no evento ‘Isso é o que move 4‘, promovido pelo multiartista Cordeirovich, em 2018. No repertório do show, músicas do então recém-lançado álbum duplo ‘As Marés’, segundo disco do artista (que já havia lançado ‘Vozes da Cidade’, nos anos 80). Filmagem e edição de Gustavo Pera

CONRADO PERA >>> A deliciosa canção ‘Buena Onda’, do cantor e compositor Conrado Pera, virou videoclipe com participação dos fãs que enviaram vídeos. Fique ligado em seu canal no Youtube que sempre tem novidades. Recentemente o artista botou letra numa melodia de seu pai, Paulo Barroso, comentando o sufoco do atual momento em que vivemos. Chama-se Lockdown

LIGIA REGINA & EDER LIMA >>> Dupla lançou videoclipe de ‘Paixão Marginal‘, linda canção de Eder Lima (em parceria com Edvaldo Santana) que já fazia parte do cd ‘Pisagens‘, da dupla. Assista, se inscreva no canal do Youtube e compartilhe o belo e singelo videoclipe dele

MÁQUINA DE CONTOS >>> Serviço disponibiliza um texto por mês gratuitamente para clientes Nextel e Algar Telecom (quase um milhão de leitores em potencial – acesse www.maquinadecontos.com.br). Já foram publicados Lisa Alves, Cinthia Kriemler, Juliana Leite, Alexandre Arbex, Maurício de Almeida e Tiago Velasco (também curador do projeto)

PEDRO E FILÓ >>> Dupla também conhecida por Pê Éfe lança o cd ‘Aragem‘ com 11 músicas do compositor Pedro Milanesi. A voz de Filó Silva e o violão de Pedro (que também canta) se unem num pacote de canções bonitas de ritmos variados. Se inscreva no canal deles no YouTube e saiba mais sobre seu trabalho no site. Para adquirir o cd, mande e-mail (pe.efe.brasil@gmail.com)

GINCO >>> Primeira edição da série ‘Coletivos Teatrais Paulistas’. Juliana Calligaris entrevista o poeta e ator Antonio Ginco, fundador da Cia Trilhas da Arte 

O GRITO’ >>> O multiartista Ca Cau acaba de lançar o videoclipe da música ‘O Grito’ (em sua página no YouTube). Veja também os quadros pintados por ele e que estão em leilão, para arrecadar fundos para a manutenção do espaço cultural Atelier Travessia

ODE AO ÁLCOOL >>> A banda Gozi lançou (em seu canal no YouTube) o single ‘Ode ao Álcool‘, composição de Ozi Garófalo, que aborda a amizade e os encontros de bar. A dupla de cantores (Ozi & Gisele) havia postado, recentemente ‘Eu Quero Mais‘, seu primeiro single

CÉLIA DEMEZIO >>> Integrante do Movimento Santo de Casa, coletivo de artistas que promove eventos alternativos na  baixada santista, a cantora e compositora Célia Demezio lançou recentemente nas plataformas digitais a canção ‘Inodoro’, sua parceria com Adinan Moraes

UNDERGROUND & ETC E TAL >>> ‘Sinister Salad Musikal‘, site do multiartista e ativista cultural Marco Antonio Gonçalves, agora virou canal no YouTube (se inscreva!)

COLETIVO CONTEMPORÂNEOS >>> A partir de 2017, a artista plástica e curadora Lu Valença organizou e realizou exposições coletivas mensais em vários espaços culturais do Rio e Niterói. Esses encontros deram origem ao Coletivo Contemporâneos, grupo de mais 12 artistas que agora se reúne em lives e já prepara exposição física pós-pandemia para o final de 2021. Clique e siga o coletivo no site e no Instagram

ORTINHO >>> A música ‘Olhos Vermelhos’, parceria de Tião Cavalcanti e Ortinho, já está em todas as plataformas digitais

PING POESIA >>> Projeto idealizado pelos poetas Andri Carvão, Noélia Ribeiro e José Danilo Rangel apresenta vídeos curtos com recitação de poemas-minuto e versos soltos ou frases ditas por duplas de poetas. A ideia é divulgar o trabalho dos poetas e dar visibilidade e espaço para autores independentes

SIMPÓSIO DE POETAS BÊBADXS >>> Todos os sábados, às 20hAndri Carvão e Thiago Medeiros apresentam poetas de todas as regiões do Brasil no programa, que é gravado no Zoom e depois disponibilizado em seu canal do YouTube. Inscreva-se no canal

DAN SANTOS >>> Cantor e compositor lança o videoclipe da canção ‘Safira‘, mais um single também disponível nas plataformas digitais. O artista tem realizado sessões de bate-papo no #BatePapoComODan. Acompanhe

PODCAST DO GUERREIRO >>> O cantor e compositor José Carlos Guerreiro (premiado no festival da Globo, em 2000, com a música ‘Morte no Escadão‘) tem sua vasta obra musical ligada à turma de artistas da Vila Maria que lançou discos independentes nos anos 80 (Dari Luzio, Pedro Lua, Paulo Barroso, Lé Dantas & Cordeiro). Guerreiro, que já vinha postando suas novas canções regularmente nas redes sociais, agora criou um podcast. Entre lá e saiba mais

RÁDIO TELÚRICA >>> Podcast da atriz, locutora e produtora cultural Jeyne Stakflett. Num dos áudios, a escritora Paula Valéria Andrade conta sobre seu livro ‘A Pandemia da Invisibilidade do Ser’

TV ARTMULTCULTURAL >>> O projeto encabeçado pelo produtor cultural Nicanor Jacinto, admirada figura do movimento dos saraus, comemorou dez anos de atividades. Nesse período, foram mais de 2 mil vídeos publicados com bandas, poetas, compositores, cantores, manifestações sociais nas praças públicas, bares, avenidas, metrô, praias, barzinhos, sescs e muitos saraus. Confira os quatro vídeos do sarau virtual de aniversário com poemas, músicas e depoimentos de vários artistas (Clique para ver também os vídeos um , dois e três e quatro). Visite o canal do YouTube e o site www.tvartmultcultural.com.br

RICARDO VIGNINI >>> Eita sonzêra da boa… Que baita prazer que foi assistir à live de aniversário do grande violeiro Ricardo Vignini (com seus convidados Alzira E, Zé Geraldo, Adriana Farias, Ana Deriggi, Socorro Lira, Emmanuele Baldini, Matuto Moderno, Levi Ramiro e Carlinhos Ferreira). São músicas, artistas e arranjos incríveis! Confira como foi

O PARTISANO >>> Com curadoria de William Dunne, escritores publicam regularmente seus textos no site: Deborah Dornellas (sexta), Sergio Rocha (sábado), Mell  Renault (domingo), Felipe Mendonça (segunda), Andri Carvão (terça), Fernanda Noal (quarta) e Helena Arruda (quinta). Colabore com a campanha para manter esse espaço progressista (saiba mais aqui)

SUPLEMENTO LITERÁRIO A ILHA >>> Conheça a revista (que já existe há 40 anos!), com 72 páginas de muita prosa, poesia, informação literária e cultural. O número 154 traz matérias sobre Adélia Prado, Ana Maria Machado, Borges e Cruz e Souza, entre outros

 

… … …

Fique ligado em minha página no Facebook, onde divulgo, diariamente, as lives e textos deste blog, além de outras inserções. E, anote: toda quinta-feira tem post novo. Até lá!

…  … …

 

Tendências