Sarau, luau e o escambau

Sarau, luau e o escambau

Produção artística que vive à margem da indústria cultural

As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

O livro da Adriane Garcia, o ep do Anhangabahy, o videopoema do Vlado Lima, as entrevistas da revista RitmoMelodia e o ano que não termina

Por Arnaldo Afonso

Este ano não tem ponto final. É jogo jogado sem intervalo e o resultado é sempre parcial (a atual cotidiana conta de menos: quantas ausências e dores, quantos amores ainda perderemos?). Um ano que não termina e outro que não inicia. A gente inventa um breque e brinda, tim-tim à vida, via zoom ou num vapt-vupt na porta da casa do vô, da tia, da amiga. Em fevereiro, o Sarau da Maria aniversaria. Oito anos de voz rouca de muita cantoria. De poesia afiada na ponta da língua. De folia livre e coletiva. De convivência amorosa e de lida. De beijos, abraços, amizade e alegria. Sim, é nisso que a gente acredita… os caras lá no Planalto estão sempre tramando contra essa nossa fantasia (eles nos querem calados, parados, sem ideologia, consumindo letargia). Sou mais ‘nóis na fita’ e na luta: a gente nunca desanima. Por isso, este blog te convida a seguir junto nessa parceria. Feliz Natal, amigos dos saraus e de todas as vilas. Tem muito amor e suor nessa nossa história atrevida. Quem se alimenta de utopia, refaz a vida (e cria um ano sempre novo) a cada dia. Mesmo que seja à distância (e entre lágrimas doídas). A velha esperança nos visita, nos habita, nos motiva, numa resistência contínua. É a chama que nos ilumina. Hoje e mais um dia… mais um dia… mais um dia…

 

… … …

O NOVO LIVRO DE ADRIANE GARCIA

… … …

Eu vim do mundo dos excluídos – por classe social e gênero – e sou uma mulher que abomina a exclusão”, afirmou ela numa entrevista a João Gomes, na revista Mirada. Conheci a escritora mineira Adriane Garcia através de Akira Yamasaki e seu Sarau da Casa Amarela, em São Miguel. Desde então, acompanho seus ótimos poemas pelo Facebook e Instagram (entre também em seu site). Ela acaba de lançar ‘Eva-proto-poeta‘, livro de poemas que celebra a voz das mulheres sob o ponto de vista bíblico (para adquiri-lo, clique aqui). Adorei seus textos concisos, as resenhas e os merecidos comentários elogiosos que li sobre ele:

‘Seus curtos poemas aparentam uma falsa simplicidade, construídos de forma concentrada, explodem em múltiplos sentidos, um livro deliciosamente subversivo e essencial como toda obra de arte deve ser, uma furiosa ironia originada por séculos de dominação masculina’ (Alexandre Kovacs)

‘Ousadia é a palavra-chave do livro. Garcia reescreve o mito da criação da humanidade, ao empoderar a resignada Eva, a partir do momento que ela descobre a insubordinada Lilith, colocando em pauta a questão da sororidade tão necessária ao movimento feminista’ (Leila de Carvalho e Gonçalves)

‘Um conjunto de poemas entranhados uns nos outros. formam um encadeamento formal e discursivo, um texto-sequência onde é impossível citar um poema separado do conjunto. A força da trama imanta de sugestão cada parcela, cada fragmento desse discurso proliferante. Trata-se de um álbum-poema, e não de uma reunião de poemas’ (Ronald Augusto)

‘Um livro obrigatório. Marca um momento importante da poesia escrita por mulheres e anuncia as próximas reflexões da autora sobre os textos e construções de mitos fundadores do patriarcado. E o livro é lindo, capa, projeto gráfico, uma delícia’ (Maria Alice Bragança)

‘Além de escrever num ritmo acelerado, mantendo o tônus de uma poesia forte e crítica, longe da linguagem-pela-linguagem, Adriane tem especial apreço pela poesia falada, participando de eventos e saraus’ (Ana Elisa Ribeiro)

A APRESENTAÇÃO DO LIVRO >>> ‘Lilith, deusa ou demônio, que inspira os poemas deste mais recente lançamento de Adriane Garcia, teria sido a primeira mulher de Adão e também a primeira feminista da história, expulsa do paraíso e excluída da versão oficial da Bíblia. Posteriormente, Eva foi criada a partir de uma das costelas de Adão para servir-lhe de companhia, tendo sido responsável pela perda da inocência humana ao ceder à tentação do fruto da árvore proibida, uma imagem bem mais conveniente ao papel de submissão reservado à mulher. Conta-se que Lilith fugiu para o Mar Vermelho, porque criada do barro em igualdade com Adão, rebelou-se quando ele quis submetê-la. Da rebelião de Lilith ao silenciamento de Eva, metade da humanidade resolveu subjugar a outra metade. Essa história não era para ser contada. Mas Eva descobrirá Lilith e dará nome a todas as coisas’.

ORAL

No princípio
Era a boca de Lilith
Abocanhando o verbo

INCESTO

Lilith não quer
Papai e (não tem) mamãe
No Paraíso só há Irmãos

MENTIRA CIRÚRGICA

Na surdina
Noturnamente
Mãos no barro
Deus cria Eva

Mente
Que foi de
Costela

DA NATUREZA DIVINA E HUMANA

Bastava a interdição
E Ele tudo sabia:
Somente daquela
(e apontou)
Não podem comer

Depois
Atrás da moita
Aquele prazer
De espiar as quedas

DEPENDÊNCIA DE FÁBRICA

Deus se arrepende
de ter criado o homem

Adão tem um inexplicável
Complexo de Édipo

ADRIANE GARCIA, mineira de Belo Horizonte, é poeta, escritora, teatroeducadora e atriz. Graduou-se em História pela Universidade Federal de Minas Gerais e se especializou em Arte-Educação na UEMG. Publicou:

2013 – Fábulas para adulto perder o sono (Biblioteca Paraná)
2014 – O nome do mundo (Armazém da Cultura) –
2015 – Só, com peixes (Confraria do Vento)
2015 – Enlouquecer é ganhar mil pássaros (e-book, Vida Secreta)
2016 – Embrulhado para viagem, Coleção Leve um Livro, organização de Ana Elisa Ribeiro e Bruno Brum (plaquete)
2018 – Garrafas ao mar (Penalux) –
2019 – Arraial do Curral del Rei (Conceito Editorial)
2020 – Eva-Proto-Poeta (Editora Caos & Letras)

MAIS ADRIANE >>> De uma ótima entrevista da escritora à Marcio Sales Saraiva, da revista Obvious destaco as dicas sobre autores contemporâneos (entre eles, Cinthia Kriemler, Lisa Alves, Cidinha da Silva, Maria Valéria Rezende, Marcelo Labes, Sergio Fantini, Nelson de Oliveira e Akira Yamasaki) e assino embaixo dessas suas importantes considerações sobre o fazer artístico:

“É uma bobagem alguém dizer que é artista e é neutro. Isso não existe. Se você vai ficar escrevendo sobre borboletas, ou sobre seu eu-sofredor, quando os indígenas estão sendo massacrados e o país mata seus ativistas ambientais isso é uma opção política. A neutralidade também tem consequências políticas. A arte é também um campo de guerras, move o tempo e é movida por ele. Eu, particularmente, fico abismada com artistas que se posicionam politicamente com o seu não posicionamento. E há os que se posicionam ao lado de opressores. (…) O governo agora no Brasil, de extrema-direita, está modificando o direcionamento das leituras na idade escolar. O que estão buscando? Uma literatura alienante, fora da realidade, porque querem cidadãos inertes, presas fáceis de igrejas para alimentar o poder fundamentalista. (…) Os artistas podem e devem praticar a arte livremente, com engajamento político explícito ou não; mas seria coerente que todos defendessem a liberdade, sem a qual não podem ser artistas plenamente”.

 

… … …

O EP DO ANHANGABAHY >>> Nesta quinta, 25 de dezembro, banda  formada por Hévelin Gonçalves, Wady Issa Fernandes e Rui Condeixa Xavier, apresenta seu novo álbum, o ep experimental ‘Doismilevinte‘, que não será lançado em nenhuma plataforma, mas enviado individualmente aos interessados. Cadastre-se e receba as músicas por e-mail ou whatsapp, gratuitamente

… … …

O VIDEOPOEMA DO VLADO LIMA >>> O poeta e agitador cultural Vlado Lima apresenta o Sarau Sopa de Letrinhas há mais de 18 anos. Com Zé Rodrix, Sonekka, Ricardo Moreira e Ricardo Soares, participou da banda Tropeçalistas. É um dos fundadores do Clube Caiubi e publicou os livros de poemas ‘Sabe de Nada, Inocente!‘, ‘Como Suportar Jabs no Baço e Encarar Nocautes‘ e ‘Pop Para-Choque‘. Em sua página no Facebook postou um poema com clipe – veja aqui)

QUARENTENA
(Vlado Lima)

pensando merda
numa cama de pregos
suspensa no escuro
às 3 da madruga
uma garrafa de
vinho
e morfeu não
veio
formigas fornicam sob o cobertor
sombras no teto lembram os óvulos do vírus
conto carneirinhos degolados
em cercas de arame farpado eletrificado
a Rainha ronrona ao lado
e lá fora tudo Walking Dead
meu poeminha te assusta?
experimente morar 7 meses
dentro da minha
cabeça

… … …

RITMOMELODIA >>> Antonio Carlos da Fonseca Barbosa é o criador e editor responsável pela revista digital RitmoMelodia (acesse), que existe desde 2001. Jornalista, músico e poeta, Antonio Carlos propaga a diversidade musical brasileira através de entrevistas e artigos (após lançar um livro de poesia em 1998, seus textos ganharam melodias e gravações de diversos músicos, originando a trilogia ‘Reggaebelde’). Nesses 19 anos a revista já entrevistou e mantém disponível no site depoimentos de mais de 650 artistas e produtores culturais, num impressionante e imprescindível painel da arte nacional. Entre eles estão Edvaldo Santana, Élio Camalle, Kleber Albuquerque, Conrado Pera, Sabah Moraes, Bocato, Zé Geraldo, Nô Stopa, André Abujamra, Socorro Lira, Hélio Braz, Jean Garfunkel, Etel Frota, Jarbas Mariz, Nelson Sargento, Costa Senna, Geraldo Vandré, Paulinho da Viola e até Gilberto Gil. Saiba mais e participe da campanha para apoiar e manter esse importante trabalho

… … …

TEATROS FECHADOS >>> Com a demora na aprovação da Lei Aldir Blanc, no início da pandemia, vários espaços culturais fecharam suas portas: li sobre o Teatro Itália, o Frei Caneca, o Paiol e até mesmo o Ruth Escobar, marco histórico da resistência artística contra a ditadura militar. Dizem que alguns podem reabrir. Aguardemos. Nessa lista incluo um precioso espaço cultural alternativo que conheci de perto: a Casa Gramo, administrada por Beto Antunes. Sobre ela, recentemente, dei um depoimento:

CASA GRAMO >>> Os cinco anos de existência do meu blog Sarau, Luau e o Escambau coincidem com o tempo de atividades da Casa Gramo. Nessa meia década divulgando eventos de artistas alternativos pude constatar a importância do trabalho que o ‘artivista’ Beto Antunes (na foto) desenvolveu à frente desse point de resistência cultural. Em um momento obscuro da vida nacional, com a arte sendo criminalizada e perseguida por governanantes fascistas, sua programação democrática e diversificada abriu espaço e deu voz a artistas, coletivos e movimentos que desenvolvem suas obras e pesquisas à margem da grande mídia, ignorados por um circuito comercial viciado na mesmice e à revelia das (inexistentes) políticas oficiais. No fervilhante sobradinho da rua Bento de Abreu, 223, na Vila Romana, presenciei e registrei alguns inesquecíveis momentos: shows, saraus, ensaios e peças de teatro e dança, mostra de filmes, exposições, rodas de conversa e leituras de poesia, além de festas, performances, lançamentos de livros e cds, encontro de estudantes, de blocos carnavalescos, oficinas e ocupações variadas. O ponto alto, sem dúvidas, foi a organização das três edições do Festival Gramix, maratonas de cerca de 12 horas de eventos artísticos consecutivos e simultâneos que se espalharam por todos os seus ambientes: palcos, sala, cozinha, escadas, sacada, terraço e até banheiro. Ao guerreiro das artes Beto Antunes, e à Casa Gramo, este blogueiro (e artista) reconhece o valor e tece merecidas loas.

NÓS, ARTISTAS >>> Como vimos, não tá fácil pra ninguém atravessar essa pandemia. Ainda mais sob o fascismo e a ignorância de Bolsonaro e seguidores. Sobreviver, simplesmente, já é um ato de resistência. Nós, artistas, aguardamos a campanha de vacinação e a imunização da população para voltarmos às atividades. Em outubro, em sua coluna no Estadão, Marcelo Rubens Paiva escreveu um irônico texto sobre o desprezo que o atual (des)governo tem para com os trabalhadores da cultura. Aqui, um resumo meu, dividido em duas partes (e o link para ler na íntegra):

“Por que conservadores odeiam artistas? Por que a cultura entrou em rota de colisão com os ideais do Poder? Por que as leis de incentivo eram o alvo preferido da campanha eleitoral, para demonizar a classe artística? Porque, sim, somos vagabundos, e incomodamos. Atrapalhamos. Somos do contra. Somos escritores, poetas, viciados, degenerados. Merecemos a masmorra, a tortura, a censura, a Inquisição. E, por sermos vagabundos, temos tempo de sobra para pintar o teto da Capela Sistina, a Santa Ceia numa parede, esculpir Davi, buscar o sorriso enigmático de Monalisa, representar o horror da guerra em Guernica. Somos uns inúteis. Questionamos Deus, sexo, tabus, miséria, escravidão, inventamos cores, invertemos formas.

Vagabundos e pretensiosos, bêbados, drogados, comunistas, libertinos, fazem recitais com orgias, é o fim da Civilização Ocidental, é a barbárie! Ressuscitem o inquisidor. Desenterrem a guilhotina. Acendam as fogueiras. Queimem tudo. Não suportamos o questionamento, a dúvida, o avesso. Nossa verdade sólida está em livros sagrados, nas escrituras. Queimem tudo o resto! A pátria e a família em primeiro lugar. Não queremos sentir, queremos trabalhar, fazer negócios. Queimem os entediados artistas que duvidam de nossas verdades, acabem com eles! Pelotão de fuzilamento. Cortem a língua dos poetas, furem os olhos dos pintores, esmaguem o crânio de escritores, fechem teatros e cinemas, quebrem as editoras. O Estado não tem nada com isso”.

… … …

RUBENS JARDIM NO ‘POETARIADO’ >>> COMO FOI >>> Perdi a transmissão ao vivo da entrevista do poeta Rubens Jardim ao Canal do Poetariado, programa em que Hamilton Faria e Cesar Augusto de Carvalho se unem para conversar sobre poesia e literatura, focando no processo de criação da obra (clique para ver todas as edições). Ainda bem que foi pelo Youtube, assim pude ver depois, pela smart tevê (tô sem celular e com um computador sem som). Acompanhei Rubão comentando sobre sua atuação ao lado de Lindolf Bell, na Catequese Poética, falando bonito e apaixonadamente, como sempre. Chorei por duas vezes, junto com ele, em seus depoimentos e nas falas emocionadas dos amigos (Elcio Fonseca, Carolina Montone, Luiza Silva Oliveira…). Parabéns aos organizadores e aos participantes. Rubão, o poeta, o ativista, o amigo, essa pessoa inspiradora que eu conheci e com quem aprendo tanto, é um cara que melhora todos à sua volta. Conviver com ele é um delicioso curso de humanismo, arte e cultura

MAIS RUBÃO >>> Rubens Jardim fez parte da Catequese Poética, movimento encabeçado por Lindolf Bell, que levou a poesia às ruas, nos anos 60. Atualmente, é um dos organizadores (ao lado de Cesar Augusto de Carvalho e Claudio Laureatti) do Sarau da Paulista (e do já citado Gente de Palavra). Além de sua própria produção (que publica regularmente em seu blog), editou e lançou na net os três volumes de As Mulheres Poetas na Literatura Brasileira, brilhante trabalho de pesquisa e resgate da poesia feminina nacional (que agora ganhou edição física). Finalizo com um trecho do lindo e amoroso texto de Rubens Jardim sobre a importância da poesia em sua vida (e com um poema, claro).

 

… … … 

NALDO’S NEWS

… … … 

COMO FOI >>> Com imensa alegria participei do Ressonância, programa de entrevistas promovido pelo poeta e editor da Desconcertos, Claudinei Vieira. Acompanhei de perto o depoimento de muita gente boa que passou por lá nos últimos meses e fiquei lisonjeado de estar ao lado desses grandes escritores e produtores culturais (tá tudo arquivado no YouTube). Valeu, Claudinei! Parabéns por esse seu imprescindível trabalho de registro das múltiplas vozes da arte alternativa

MEU CANAL NO YOUTUBE >>> Após postar no YouTube minhas canções Além da Lenda (em parceira com Conrado Pera), Chama de Amor e Tom Jobim no Telhado, me dei conta de que estou com dois canais lá (desorganização total). Um é esse. O outro, tá aqui. Em ambos, posto algumas músicas de quando em quando – além das várias espalhadas em páginas dos saraus de que participei (é só pesquisar pelo meu nome que elas vêm). Um dia organizo e junto tudo num lugar só. Essas gravações são o teste para um pacote de músicas que postarei, em breve, como se fosse um cd. Ouça também essa gravação, feita numa noitada de bar, de minha canção ‘Eu e a minha solidão‘ (dedicada ao meu querido amigo Doni, que participa do vídeo)

CCN NOTÍCIAS >>> O Coletivo de Comunicação Norte Notícias (acesse o site), voltado principalmente para a Zona Norte, é o site de notícias de que participo como colaborador (em 2021 prometo participar mais). Nele, dou prosseguimento ao meu trabalho no blog, informando sobre as atividades culturais dos artistas alternativos. Divulgue também mais essa iniciativa em prol de um jornalismo progressista, antifascista e em defesa da democracia.

AS 3 LIVES DE ARNALDO AFONSO >>> Este blogueiro, poeta e cantor, aproveita para informar aos interessados que tem três espetáculos prontos para apresentações presenciais nas Casas de Cultura, Ceus, Bibliotecas e Sescs após a pandemia (se isso vier a acontecer algum dia) e que foram adaptados para o formato de lives (que já ando realizando pelo Face, Insta e Youtube – contatos por inbox). São eles:

1 – Arnaldo Afonso Canta e Conta Cartola >>> No show, que tem participação da atriz e cantora Rosa Freitas (eventualmente de outros artistas), canto cerca de 20 canções do grande compositor e conto várias histórias e algumas curiosidades sobre sua vida e obra (aqui uma das lives). O texto do show foi extraído da minha peça ‘Mestre Cartola: Vida e Obra em Verde e Rosa‘, disponível em minha página no Facebook

2 – A Importância da Música (Os Grandes Compositores da MPB e suas Histórias) >>> Esquetes teatrais levemente cômicos, com formatos variáveis (15 minutos, meia hora e uma hora), onde a atriz Rosa Freitas interpreta a ‘austera’ professora Margarida, que, durante o desenrolar da peça, vai se revelando uma ótima cantora (veja uma das lives). Ela dá ‘aulas de história da MPB’ a seus alunos e Arnaldo Afonso é o músico e jornalista ‘especializado’ convidado por ela a cantar algumas canções e comentar sobre a vida e a obra de compositores como Noel, Tom, Gonzagão, Cartola, Adoniran, Caymmi, Chico, Caetano, Gil e Roberto, além dos mais atuais Djavan, Paulinho da Viola, Raul, Belchior e Cazuza, entre outros

>>> MAIS ‘PROFESSORA’ >>> A live da professora Margarida tem variações com perfis educativos: Dona Margarida e A Primavera e Dona Margarida e o Verão, onde a mestra/cantora aborda a chegada de cada estação e suas relações com a preservação do meio ambiente, o aquecimento global, sustentabilidade e cuidados com a Covid, de modo bem humorado e em meio a clássicos de nossa música e poemas pertinentes aos temas. Datas como Natal, Dia da Mulher, Carnaval e Aniversário de São Paulo também renderam espetáculos

3 – Rocks, Pops & uns Toques de Poesia – com Arnaldo Afonso >>> Canto repertório autoral, falo de meus parceiros, dos poetas que musiquei e leio textos que escrevi para os artistas que me influenciaram (veja uma das lives). Conto histórias dos saraus, do meu blog e falo do aprendizado que é participar do movimento cultural da ZN, desde os anos 80

 

… … …

AGENDA DE FIM DE ANO

… … …

GIULIANO DEL SOLE >>> Artista ligado ao coletivo que promove atividades na VideoClube Charada, na ZL, músico acaba de lançar sua canção em parceria com Jefferson Garrido. Participam, além de Giuliano (voz, violão e guitarra), Paulinho Lima (bateria), Bruno Rocha (baixo), Katia Aqkino (coro) e Sergio Basseti (teclado e produção)

Terça – 29 de dezembro – 21h … Carta Para Um País Fantasma é uma vídeo-performance criada à partir do poema homônimo. Com a banda Macaco Fantasma, DançaMuda e Fábio J, no Facebook da Okupação Cultural Coragem

LIMA DUARTE >>> Até 10 de janeiro de 2021 o site do Itaú Cultural (IC) exibe a mostra ‘Lima Duarte: Profissão Ator’, que reúne cinco filmes com os personagens mais conhecidos do artista no cinema. Confira a programação completa

Domingo – 27 de dezembro – 15h … Live Poesia de Esquina, no Facebook, sob o comando da poeta PazSarinha

LOJA DO MST >>> Inaugurada a loja de e-commerce com produtos orgânicos dos trabalhadores ligados ao MST (armazemdocampo.shop). Saiba mais 

REVISTA GUETO >>> Quarto aniversário da publicação de literatura luso-brasileira (contos, crônicas, poemas, ensaios, resenhas) de periodicidade trimestral cujo selo editorial realiza, eventualmente, edições especiais temáticas, além de publicar e-books com download livre. Na semana passada foi lançada a revista ‘Brasil: (im)possíveis diálogos‘, com 27 textos de ficção e de não ficção (de autores convidados da 7ª edição do Printemps Littéraire Brésilien) que evidenciam as inquietações diante de um mundo cada vez mais confrontado a derivas totalitárias e às intolerâncias. E-book para download gratuito a partir de domingo

ZÉ TERRA >>> Artista lançou o clipe ‘Menino Rei‘, do repertório do ep ‘Natal Caipira‘, também disponível nas plataformas digitais. Com o Duo Canta Viola (Laura Campanér e Zé Terra), o videoclipe tem direção de Rene de França. Zé Terra, músico da banda ‘Freud à Deriva‘, também apresenta o programa de entrevistas Viola de Papo, no YouTube, onde conversa com grandes violeiros e artistas da música sertaneja (confira aqui).

ÀS TERÇAS – 21h … Sarau Elétrico. Leituras de textos por Luís Augusto Fischer, Diego Grando e Katia Suman, com um convidado escritor e outro músico. Pelo www.rádioeletrica.com ou na página de Katia no YouTube

LUGAR DE LIVROS >>> Visando sensibilizar famílias para a importância da leitura na primeira infância, o Itaú Social em parceria com a TV Cultura lançou a série que terá 60 episódios de cinco minutos cada, disponíveis no canal do Itaú, no YouTube, e exibidos ao longo de três meses na programação da emissora

UMA LOUÇA QUEBRADA E NENHUMA ROUPA LAVADA – Apresentação do vídeo da peça da Meraki Cia Teatral na página da Casa de Cultura Vila Guilherme, o Casarão, no YouTube. O texto é baseado em pesquisas e depoimentos de mulheres que sofreram algum tipo de violência de gênero. No elenco, Cleo Moraes e Rosa Freitas (direção de Eduardo Osório). Após a transmissão, rolou um bate-papo com as atrizes (veja o vídeo)

ITAQUERA – HISTÓRIAS E MEMÓRIAS – Os movimentos sociais da zona leste e seus protagonistas. Série de dez entrevistas mediadas por Escobar Franelas, com ativistas da região. Acompanhe na página do evento, no Facebook (aqui os bate-papos com João Luiz de Brito Neto, Ana Alexandria e Valter de Almeida Costa).

DESIGUALDADE >>> O fotógrafo americano Johnny Miller, em seu projeto ‘Unequal Scenes’ (Cenas Desiguais), produz imagens aéreas (com o uso de drones e helicópteros) que evidenciam a desigualdade de renda expressa na arquitetura e na organização urbana das cidades. Atualmente no Brasil, declarou que nosso país ‘se desviou do caminho de redução da desigualdade’, lamentando que ‘o Brasil, infelizmente, não está no caminho certo’. Conheça seu trabalho e saiba mais sobre ele nesta ótima matéria do Globo

REVISTA RAMO >>> O poeta Escobar Franelas anunciou a nova edição da revista que destaca a produção poética de São Miguel Paulista, prestando tributo a Severino do Ramo, escritor da região. Além de matérias sobre a arte poética, assinadas por Punky, Daniel Carvalho e João Caetano do Nascimento, participam escritores como Arnaldo Afonso (eu mesmo!), Antonio Miotto, Sueli Kimura, Silvia Maria Ribeiro, Manogon, Janete Amaral, Daniel Carvalho, Éder Lima, Sabrina Lopes, Teresa Lopes, Andrio Candido, Edilson Borges (Lobinho) e Rafael Vieira, além de incluir e homenagear três poetas já falecidos: Rose Beltrão, Daniel Marques e João Maloca

O FILME DO EMICIDA >>> Finalmente assisti ao maravilhoso documentário ‘AmarElo – É tudo para ontem‘, do rapper Emicida (disponível na Netflix). Em três ou quatro momentos, as lágrimas me encheram os olhos, porque o racismo no Brasil é tão evidente, abominável e ridículo que me envergonha ao ponto de chorar copiosamente (só fascistas idiotas como Bolsonaro e a tchurma de debilóides que está no poder para negar ou fingir que aqui não existe racismo). E que bom constatar que um artista da nova geração de nossa música, como Emicida, já tenha tamanha consciência e capacidade para realizar esse tão necessário instrumento de alta qualidade estética e de contundente crítica social

BARULHO D’ÁGUA – ATÉ 5 DE JANEIRO >>> Peça, que aborda o drama dos milhares de refugiados que morrem atravessando o mar Mediterrâneo, critica políticos e governos que tratam a questão da imigração como mercadoria. Texto de Marco Martinelli, com direção e tradução de Carina Casuscelli. Atuam Alexandre Rodrigues (o fotógrafo Buscapé, do filme ‘Cidade de Deus’), Vençam Guigui, Fábio Mráz e Rosa Freitas. Espetáculo da Cia Nova de Teatro, que fez parte do projeto #EmCasaComSesc, está disponível até 5 de janeiro na página do Sesc, no YouTube (clique para assistir)

>>> BARULHO 2 >>> Doc – Barulho D’Água. Documentário enfoca a produção da peça com depoimentos dos atores e produtores, além de apresentação do espetáculo. Assista pelo Instagram

DANI MATTOS >>> Cantora, regente e produtora cultural postou na net o primeiro episódio da série de vídeos #CronistasDaCidade, readequada ao confinamento imposto pela pandemia. Além dela, o grupo Toque de Bambas é formado Tito Longo, Edu Batata, Koka Pereira e Marcelinho Monserrat (visite o canal no YouTube)

CHRIS HERRMANN >>> Carioca radicada na Alemanha desde 1996, é editora da Revista Ser MulherArte e articuladora do Mulherio das Letras Alemanha. Recentemente fez o lançamento virtual de seu livro ‘Entre Amoras e Amores‘, com 50 minicontos (saiba mais aqui). Além da revista, e do podcast ‘PodPapo’, onde Chris entrevista escritoras, o coletivo Ser MulherArte lançou a antologia ‘Porque somos mulheres’, entre outras iniciativas literárias

….

MARCOS JORGE NASSER >>> Escritor capixaba radicado na cidade fluminense lança ‘Poemas de Niterói – 2º volume’, pela editora Autografia (R$55), sequência de ‘Poemas de Niterói – O Inominado’, publicado em 2019. Visite o canal do YouTube

PROJETO ‘VAMOS LER POESIA?’ >>> Participe de ‘Um passeio no Mundo Livro 2021’ enviando vídeo de até 2 minutos, recitando poema de um poeta vivo ou um poema autoral para ser publicado no canal do projeto. Entre em contato com Carlos Galdino (11- 9.5999-9045)

>>> MAIS GALDINO >>> De segunda à sexta, às 14h, acontece o programa Megafone apresentado pelo poeta e radialista Carlos Galdino, no Facebook da Rádio Comunitária Cantareira FM
VAMOS TOCAR TAMBOR >>> Lando Suarez apresenta nova parceria com Zulu de Arrebatá e Santiago Dias. Aproveite para curtir o canal, no YouTube, desse talentoso cantor e compositor

CANDINHO >>> O livro ‘O Poeta Militante’ conta a história do militante comunista e poeta de cordel Cândido Antonio dos Santos, o popular Candinho, da ZN. Escrito pelo jornalista João Teixeira, inclui a tese de doutorado de Gilvan Matias (que entrevistou Candinho), depoimentos, ilustrações, fotos e bela produção gráfica de Genivaldo Matias. Os interessados em adquiri-lo devem entrar em contato por inbox, no Facebook 

RHAISSA BITTAR >>> Cantora e compositora participou da série ‘Ô de Casas’, com Mônica Salmaso, interpretando a canção ‘Pra Acordar‘, de Suely Mesquita e Paulo Monarco, que faz parte de seu álbum ‘João‘. Além da carreira solo, Rhaissa é também a organizadora do Sarau As Minas Tudo, onde abre espaço para cantoras e compositoras

CLUBE DAS ESCRITORAS DE RONDÔNIA >>> O Clube das Escritor@s de Rondônia, projeto para dar visibilidade às mulherxs que escrevem literatura na região, lançou sua primeira coletânea. Após um ano de atividades do coletivo, nasce ‘Primeira Fagulha’, e-book gratuito com mais de 30 obras de escritoras rondonienses. Tem 99 páginas e aborda temas como questões de gênero e raça. Saiba mais sobre o coletivo e baixe o livro aqui

SONG BOOK SACHA 70 >>> Livro traz letras e harmonias cifradas das músicas de Sacha Arcanjo, um dos grandes artistas que conheci em minhas andanças pela ZL (ouça seu cd ‘Feito Bicho‘). O songbook custa R$35 (mais frete de R$10) e pode ser adquirido no inbox das Edições Archangelus ou com Luka Magalhães (9.9861-9450). Eu já estou com o meu… Tô louco pra sair tocando Sacha por aí. ‘Chão Americano‘ vai ser a primeirona, claro!

MOSTRA CINE VÍDEO DE POESIA FALADA >>> Exibição do videopoema Partida, de Tchello d’Barros (um jogo semiótico entre letras e palavras de uma frase, que vai sendo montada formalmente e desmontada no significado, em partes que se dividem por conta de uma partida, uma ausência, alguém que partiu). Ainda na página Studio Fulinaíma Produção Audiovisual, interpretação de textos de Ademir Assunção, Ademir Demarchi, Artur Gomes, Carvalho Junior, Rubens Jardim, Nic Cardeal, Nina Rizzi e Vladimir Maiakovski, entre outros

>>> MAIS ARTUR FULINAÍMA >>> O poeta e performer Artur Gomes, o popular ‘Fulinaíma’, é conhecido agitador cultural da cidade de Campos, no RJ. Recentemente, teve seu livro ‘Pátria A(r)mada’ contemplado com o Prêmio Oswald de Andrade 2020, pela UBE-Rio. O multiartista criou o Projeto Arte Cultura na cidade de São Francisco de Itabapoana, onde mora há 11 anos. A ideia é fomentar a produção artística da região, descobrir talentos e incentivar coletivos através de oficinas de teatro, fotografia, poesia, cinema e produção de vídeo, dando à população ‘acesso às ferramentas necessárias para sua construção cidadã’. Saiba mais aqui. Qualquer artista pode se inscrever e se cadastrar no ‘Projeto Arte Cultura Oficinas da Fulinaíma MultiProjetos

ANDRI CARVÃO >>> Já está disponível para venda o sexto livro do escritor, ‘Dança do fogo dança da chuva’, publicado pela editora Penalux (R$45, com frete)

PAULA AUTRAN – lives diárias – 11h … A jornalista e escritora Paula Autran, em seu perfil no Instagram, realiza entrevistas diárias com artistas, pensadores e produtores culturais. Veja também a série ‘Simplificando a escrita com Paula Autran’, em seu canal no YouTube

QUARENTENA DA KIKI >>> A atriz e escritora Janaina Sant´Ana produziu uma série de vídeos divertidos abordando nossa rotina na quarentena. Ela escreveu e interpreta Kiki, personagem que faz rir desnudando seus preconceitos, dúvidas e sua pouca informação sem deixar de comentar, a seu modo confuso, as questões polêmicas do momento. Inscreva-se no canal do Youtube e acompanhe os episódios

PAULO BARROSO >>> Em 15 de dezembro, o elepê ‘Vozes da Cidade’ completou 40 anos de seu lançamento. Para comemorar, está sendo relançado nas plataformas digitais. Ouçam e compartilhem este link do Spotify

>> BARROSO 2 >>> Cantor e compositor da Vila Maria, disponibiliza nas redes sociais sua participação no evento ‘Isso é o que move 4‘, promovido pelo multiartista Cordeirovich, em 2018. No repertório do show, músicas do então recém-lançado álbum duplo ‘As Marés’, segundo disco do artista (que já havia lançado ‘Vozes da Cidade’, nos anos 80). Filmagem e edição de Gustavo Pera

>>> BARROSO 3 (COM CONRADO PERA) >>> A deliciosa canção ‘Buena Onda’, do cantor e compositor Conrado Pera, virou videoclipe com participação dos fãs que enviaram vídeos. Fique ligado em seu canal no Youtube que sempre tem novidades. Recentemente o artista botou letra numa melodia de seu pai, Paulo Barroso, comentando o sufoco do atual momento em que vivemos. Chama-se Lockdown

VIOLEIRO CHICO LOBO >>> Artista, que já havia lançado o cd ‘Alma e Coração’ nas plataformas digitais, anuncia agora a edição física do trabalho (que será enviada às pessoas que participaram na campanha da Vakinha colaborativa). Clique para assistir ao clipe de ‘Própria História

CLARICE LISPECTOR E JOÃO CABRAL DE MELO NETO: O CENTENÁRIO >>> Coletânea de artigos, ensaios, contos, crônicas e poemas em homenagem ao centenário de Clarice Lispector e João Cabral de Melo Neto. Publicação reúne professores, pesquisadores, leitores e artistas visuais em uma homenagem a essas duas célebres personalidades da literatura brasileira. Para fazer o download gratuito, clique aqui

>>> MAIS CLARICE >>> A Editora Rocco e a Toca Livros lançaram o audiolivro ‘A descoberta do mundo‘, de Clarice Lispector, como parte das comemorações do centenário de nascimento da autora. São crônicas, reflexões e anotações publicadas no Jornal do Brasil entre os anos 1960 e 1970 narradas por Stella Tobar, Adélia Nicolete, Zeza Mota e Priscila Scholz 

CANAL CLÓE >>> O fanzine publicado de maneira independente durante dez anos agora está na net (se inscreva aqui). Projeto dos poetas Carlos André e Marcelo Torres apresenta um panorama da poesia brasileira contemporânea através de recortes íntimos dos entrevistados que se autofilmam em suas próprias residências (às terças tem vídeo novo)
>>> MAIS CARLOS ANDRÉ >>> Na semana passada, na Feira de Poesia Desvairada, o poeta lançou seu livro Mínima Lâmina

MAHLUNGO >>> Cantor, compositor e poeta, Carlos Mahlungo lançou ‘Meu Pensar’, pela Desconcertos Editora

FUNARTE >>> Vai até 24 de dezembro o #ConectArte2020 Festival, com espetáculos de teatro, dança, música e uma exposição de artes virtual. Também no canal da Funarte no YouTube

GILIANE & GUSMÃO >>> Dupla de cantores e compositores disponibilizou algumas canções nas plataformas digitais: ‘Nas cabeceiras do rio‘, ‘Na poeira da estrada‘, ‘Virada do Alto‘ e ‘Terreiros da Madrugada‘. Além das citadas, é só digitar ‘Som da Estrada Duo’ para acessar outras músicas. Entra lá e se inscreva

V BIG – Bienal Internacional de Guarulhos do Pequeno Formato >>> Por iniciativa de coletivos e artistas da cidade de Guarulhos, acontece a quinta edição da mostra independente de artes, agora online, cuja exposição dos trabalhos vai até 9 de fevereiro de 2021 no Instagram.com/@bigbienal e no blog do evento

LIGIA REGINA & EDER LIMA >>> Dupla lançou videoclipe de ‘Paixão Marginal‘, linda canção de Eder Lima (em parceria com Edvaldo Santana) que já fazia parte do cd ‘Pisagens‘, da dupla. Assista, se inscreva no canal do Youtube e compartilhe o belo e singelo videoclipe

>>> MAIS LIGIA >>> Na mais recente edição do Sarau da Casa Amarela, a cantora e atriz Deise Capelozza, do Sarau da Maria, interpretou o poema ‘Os sorrisos são de plástico’, do livro ‘Quando a alma tem olhos de zinco’ de Ligia Regina Lima. A edição do vídeo é de Odair Capelozza. Assista aqui

ZÉ DE RIBA >>> O cantor e compositor tem postado seus contos no canal Rabiluca: três da minissérie ‘A Cerca’ e alguns abordando o isolamento social na pandemia, entre outros temas. Entra lá e confira. Zé de Riba lançou também vídeo de sua música em parceria com Wolney de Assis, sobre a vida e obra do pintor Marc Chagall (e em dezembro sai o cd). O multiartista produziu e atuou no curta ‘Caixa de Retratos‘, de Herculano de Almeida

>>> MAIS WALMIR PINTO >>> ‘Tá Faltando Poesia‘ é a coletânea de interpretações feitas por Walmir Pinto durante os meses da quarentena, unindo sua história com o teatro à experiência acumulada no audiovisual (8 novelas e 4 filmes), além do gosto inerente por poesia. “Gostaria de ver mais artistas fazendo isso e se juntando a mim e ao canal”, diz ele, se dispondo a conversas inbox

CLIPE E SINGLE >>> Chegaram às plataformas digitais o single e o clipe da música ‘Navio‘, parceria de Zé de Riba com Walmir Pinto. Ambos são criadores da série de shows ‘Samba para os Bambas‘, em que se apresentam ao lado dos músicos Beto Bianchi, Junior Batera e Herculano Oliveira

VIDEOCANÇÕES (LYRIC VIDEOS) >>>Vai e Vem‘, ‘Limite‘ e ‘Revisitada‘ são lançamentos que fazem parte da série apresentada por Beto Bianchi e Marcia David, em playlist, premiada pela Lei Aldir Blanc

CLAUDICAÇÕES >>> Série de entrevistas realizadas pelo psicólogo e editor Cláudio Brites, em seu canal no YouTube,  sobre saúde mental, artes e bem estar. As lives acontecem em dias e horários variados (acompanhe a divulgação no perfil do escritor no Facebook)

MARCOS MUNRIMBAU >>> No showSentidos da Terra’, postado no canal do artista no YouTube (se inscreva) o cantor e compositor fez o lançamento do single ‘Acabem com isso‘. Munrimbau (filho do professor Oswaldo de Camargo), que realizou antes da pandemia uma série de shows em homenagem às mulheres (Aquarela de Batons), também postou nas plataformas digitais ‘Quando você se aproxima’, música que originou um belo videoclipe. Ouçam e o sigam também no Spotify 

>>> MAIS MUNRIMBAU >>> No Mês da Consciência Negra, artista lançou o single ‘Tocaia Lelê‘, música que fala sobre a resistência na adversidade. Exaltando Dinorá, capoeirista filha de doméstica, a canção relembra a história da personagem interpretada por Jéssica Barbosa no filme ‘Besouro‘. Nas plataformas digitais

OSWALDO DE CAMARGO >>> A Câmara Municipal de Bragança Paulista aprovou projeto de lei que homenageia o poeta e escritor, natural da cidade, com a criação da Praça da Poesia Poeta Oswaldo de Camargo, como reconhecimento a uma vida inteira dedicada à literatura e cultura negras. Crítico e historiador, jornalista e ativista das causas antirracistas, Oswaldo fundou, em 1978, o Grupo QuilombHoje, que publica anualmente os Cadernos Negros. Lançou recentemente a novela Negro Disfarce, pela Ciclo Contínuo Editorial. Saiba mais sobre ele nesta entrevista concedida a Roberta Flores Pedroso e Luís Augusto Fischer

RADIALIVRES >>> Produtores musicais combatem a mesmice executada pelas rádios jabalizadas e divulga artistas que não têm espaço na grande mídia através de uma playlist intitulada ‘radia_lista‘ (que também foge aos padrões impostos pelas plataformas digitais). Acima, ouça a terceira lista

VANESSA MOLNAR >>> O romance ‘A Importância dos Telhados’, vencedor na categoria nacional do prêmio CEPE, foi um dos livros lançados no evento da semana retrasada. Sobre o livro: “Elle é uma professora recém-aposentada de 67 anos que narra seu cotidiano solitário, vendo a velhice passar e refletindo sobre a morte que parece prestes a chegar, mas ao longo do livro nos surpreendemos com acontecimentos e memórias revividas que aos poucos transformam a vida da protagonista e a nossa leitura”

WILSON ALVES BEZERRA >>> Visite, no Youtube, o canal do poeta paulistano autor de ‘Vertigens’ (Iluminuras, 2015 – vencedor do Prêmio Jabuti) e de ‘O Pau do Brasil’ (Urutau, 2016). Lá tem vídeos e poemas de vários livros, além de bate-papos e palestras

PEDRO E FILÓ >>> Dupla também conhecida por Pê Éfe lança o cd ‘Aragem‘ com 11 músicas do compositor Pedro Milanesi. A voz de Filó Silva e o violão de Pedro (que também canta) se unem num pacote de canções bonitas de ritmos variados. Se inscreva no canal deles no YouTube e saiba mais sobre seu trabalho no site. Para adquirir o cd, mande e-mail (pe.efe.brasil@gmail.com)

CELSO VIÁFORA >>> Artista, famoso por suas belas canções, lança segundo romance ‘A Névoa dos Olhos’, já está à venda. Saiba mais

PRÊMIO OFF FLIP >>> Com 20 mil reais de premiação e inscrições gratuitas pela internet no site do Selo Off Flip. Contos, crônicas e poemas serão avaliados por uma curadoria indicada pela editora e os textos selecionados serão publicados em coletâneas colaborativas, no Centro Cultural Sesc Paraty durante a FLIP prevista para julho de 2021. Além da premiação em dinheiro, os autores vencedores serão contemplados com assinaturas do Jornal Rascunho e do Clube Realejo, cota de livros do Selo Off Flip, mentoria e bolsa de criação literária. Leia o regulamento e faça sua inscrição

‘HÁ UM FANTASMA NESSE POEMA’ >>> Texto de Angela Zanirato é interpretado pelo multiartista Milton Luna, ao som da música ‘Asas’, de Luedji Luna, cantada por Fátima Castro

ANA LEE >>> A ótima cantora Ana Lee lançou seu novo (e já muito elogiado) trabalho ‘Labirinto Azul‘ nas plataformas digitais. O disco tem participação de Zeca Baleiro, Mario Manga e Swami Júnior, letras de Etel Frota e Maria Rita Kehl, versos de Emily Dickinson e regravações de pérolas de Chico Buarque/Dominguinhos e Beto Guedes/Ronaldo Bastos. Ozias Stafuzza, artista ligado ao Sarau Toca do Autor e ao pessoal do Clube Caiubi de Compositores, comparece com quatro canções e toca violão, ao lado de Bráu Mendonça e Lula Gama

MANOGON >>> Escritor fez lançamento virtual de seu livro ‘Dentes moles não mastigam pedras’, pela Lavra Editora. No vídeo, a dramatização de um dos poemas. O livro custa R$ 35 (compre aqui)

TRILHAS >>> O produtor musical Felipe Zangrandi vem postando na net há mais de um ano uma série de programas denominada Trilhas. É ele  mesmo quem comenta: “Meus trabalhos são de pesquisa e organização de material. O que era para ser um canal com o intuito de apresentar histórias curiosas de alguns discos, selos e cenas, acabou por virar um resgate de verdadeiros heróis da nossa música”

ZOOM ZOOM ZOOM… É POESIA! >>> Programa do multiartista Claudio Laureatti, que acontece desde agosto, é uma vitrine de poetas e suas tendências, convidando também artistas de circo, contadores de histórias, músicos e atores. Na últimas edições do ano, Mário Bortolotto e Glauco Mattoso

GINCO >>> Primeira edição da série ‘Coletivos Teatrais Paulistas’. Juliana Calligaris entrevista o poeta e ator Antonio Ginco, fundador da Cia Trilhas da Arte (em seu canal no YouTube, acompanhe a série Clownstico)

JULINHO CLUBE >>> Fique por dentro da programação musical do Julinho Clube, tradicional point de resistência cultural localizado na Rua Mourato Coelho, 585, em Vila Madalena. O bar apresenta vários tipos de shows, dentro das normas de prevenção à Covid. Na quarta tem o ‘Encontro de Gerações’, na quinta o ‘Sala do Som’ e na sexta o ‘SextaSons’, entre outras atrações no final de semana. Clique e saiba mais 

SÁBADOS – a partir das 20h >>> Cacá Lima Trio apresenta repertório do “Clube da Esquina”, entre outros sons de mpb e pop rock. No Julinho Clube, à rua Mourato Coelho, 585 (seguindo os protocolos de segurança – reserve pelo 11996101860)

ATLAS LÍRICO DA AMÉRICA HISPÂNICA >>> Demetrios Galvão e Floriano Martins estão à frente do novo projeto da Revista Acrobata (com apoio da Agulha Revista de Cultura) que reúne textos de 57 poetas de distintas gerações dos 19 países hispano-americanos. A cada mês, novos poetas serão incluídos na lista. Visite o site e saiba mais.

>>> MAIS REVISTA ACROBATA >>> Editada por Demetrios Galvão e Aristides Oliveira, com apoio dos colaboradores Floriano Martins (editor de outra revista de cultura, a Agulha), Dante Galvão, Monyse DamascenoAnna Apolinário e Paola Marugan, entre outros, a revista oferece poemas, artigos, contos e entrevistas com cineastas, escritores e músicos

DESVARIO >>> Editada pela poeta Thainá Carvalho, a revista online Desvario é especialmente voltada para a publicação de literatura produzida por mulheres (e os textos sempre são acompanhados por desenhos de ilustradoras). O site (que replica seu posts no Facebook) também apresenta poemas, contos, entrevistas e resenhas

O PARTISANO >>> Com curadoria de William Dunne, escritores publicam regularmente seus textos no site: Deborah Dornellas (sexta), Sergio Rocha (sábado), Mell  Renault (domingo), Felipe Mendonça (segunda), Andri Carvão (terça), Fernanda Noal (quarta) e Helena Arruda (quinta). Colabore com a campanha para manter esse espaço progressista (saiba mais aqui)

SUPLEMENTO LITERÁRIO A ILHA >>> Conheça a revista (que já existe há 40 anos!), com 72 páginas de muita prosa, poesia, informação literária e cultural. O número 155 traz matérias sobre Agualusa e Cruz e Sousa, entre outros

INSTITUTO SARATH … Roda de conversa e entrevistas sobre qualidade de vida e saúde mental, sob o comando de Cassia Sarath (psicanalista e filósofa). No canal do Instituto no Instagram.

A TOCA >>> Na sede do Instituto, além das atividades artísticas, está funcionando também um espaço alternativo que visa incentivar a qualidade de vida para todos, com venda de produtos orgânicos e naturais, brechó e consumo consciente, agricultura urbana, exposição e venda de artes. Na rua Humberto I, 146, perto do Sesc Vila Mariana

ÀS SEXTAS – 20h … Charada – Sala Privada Convida. Espaço cultural promove shows e bate-papos todas as sextas-feiras direto da ‘sala privê’ da locadora, via Facebook
>>> MAIS CHARADA >>> Rafael Cirillo e Dharma Samu (com Sergio Basseti e Clayton Martin), talentosos artistas ligados ao centro cultural da locadora Charada, na ZL, lançaram duas canções no canal ‘Menino Muquito Records’: ‘‘Não’ (deles dois, mais Tom Kbélo) e ‘5090’ (só dos dois)

ÀS SEGUNDAS – 15h … Sarau Segunda Negra. Confirme presença no evento e assista pelo Instagram

POETAS PELA DEMOCRACIA >>> O poeta Elcio Fonseca, criador e organizador do projeto, define: “é um coletivo dos mais expressivos talentos da rede, numa rede de proteção à democracia”. Todos os dias, ao meio-dia, um poeta apresenta um poema com temática política, na perspectiva de que ‘não podemos nos calar diante do retrocesso por que passa o país. Página no Instagram. Inscreva-se.

CURSO SOBRE DADAÍSMO >>> Em 4 encontros (nas terças-feiras de dezembro), André Raimundo dos Santos pega como eixo a obra de Duchamp, Schwitters e Hannah Höch e o livro de Hans Richter ‘Dada: arte e antiarte’ para traçar paralelos com os tempos atuais e a produção das neovanguardas. Inscrições e informações pelo e-mail pisonatinta@gmail.com

ZÉ MANOEL >>> Cantor, compositor e instrumentista talentoso, Zé Manoel lança ‘Do meu coração nu‘, novo álbum de inéditas após ‘Canção e Silêncio‘, de 2015. Este blogueiro assistiu, no ano passado, a um show maravilhoso de Zé Manoel no Teatro do Centro da Terra. Escrevi: ‘sou tão fã dele que nem sei que música escolher pra postar (escolhi ‘Delírio de um Romance a Céu Aberto‘ porque só o título já é um poema). Sua canções carregam um misto de leveza e densidade que me remetem à grandiosidade de Edu Lobo, Jobim e Caymmi. Mas é Zé Manoel, mesmo. Ele é, sem dúvida, a maior revelação da música brasileira nesse século’

GRAZIELA MEDORI >>> Cantora lançou ‘Tudo que você podia ser‘, primeiro single do disco ‘Nossas Esquinas‘, um trabalho feito durante a quarentena com o pianista Alexandre Vianna. O segundo é ‘O que foi feito devera (De Vera)‘, com  clipe produzido pela dupla

KLEYSE L’AMOUR >>> Cantora lançou nas plataformas digitais seu ep autoral ‘Poesia em Mim’. Saiba mais

MEL DUARTE >>> Poeta e slammer lançou livro comemorando seus mais de dez anos de trabalhos dedicados às artes. Colmeia apresenta poemas escritos de 2012 a 2020. Saiba mais aqui

O BOM & VELHO >>> A excelente cantora Ana Deriggi e o renomado músico e produtor musical Mario Manga apresentam esse programa de rock superlegal, todos os sábados, às 16h. Entra lá pra ver os programas anteriores e curta o canal

GALBA >>> Todo sábado, às 20h30, tem live do grande artista Antonio João Galba em sua página no Facebook

NA MINHA CASA >>> Série de entrevistas do músico Adolar Marin na net agora virou programa de rádio (na Radiola Livre).  Toda terça-feira, às 19h30 (com reprises na quinta-feira, às 17h, e no sábado, às 10h). Depois, por volta das 19h45, tem o quadro  Dica sem Jabá

BHEZÃO >>> Cantor e compositor Bhezão (do trio Folk na Kombi) lança o single e videoclipe de  ‘Eu preciso falar menos’, com produção de Felipe Câmara. Confira também no Spotify

FOCUS CIA DE DANÇA >>> A premiada companhia carioca dirigida pelo coreógrafo Alex Neoral, que já se apresentou em mais de 100 cidades brasileiras e levou sua arte a países como EUA, México, Canadá, Portugal, Itália, França e Alemanha, está em campanha de financiamento para montagem de novo espetáculo, manutenção da equipe e viabilização de diversos projetos. Clique aqui para saber mais sobre a campanha e as recompensas

NA PRATELEIRA >>> Série produzida pelo Selo Eskambo promove apresentações ao vivo e entrevistas com cantores e bandas alternativas (no vídeo acima, a terceira edição, com a banda Macaco Fantasma). Os organizadores do programa, que conta com o apoio do Centro Cultural Vila Formosa, procuram formas de sobrevivência para os artistas nesses tempos de pandemia. O músico Giuliano del Sole afirma que, para seguir produzindo, o coletivo precisa dos ‘likes’ do público. Portanto, inscreva-se no canal 

RICARDO KELMER >>> O escritor e multiartista cearense lançou ‘Viajando na Maionese Astral‘ (saiba mais aqui): ‘em suas exóticas memórias, um escritor reflete sobre a relação com o feminino, o xamanismo, a filosofia taoista, a psicologia junguiana e a militância antifascista’. No rkelmer@gmail.com, as recompensas e promoções de seus outros livros

Sexta a domingo – Santa Sede apresenta som ao vivo. Na sexta, das 17h às 21h30, no sábado, das 13h30 às 21h30 e no domingo, das 12h às 19h30 (nos dias de shows acústicos, abre um pouco mais tarde e fecha um pouco antes). Tudo com as devidas precauções à Covid, na av, Luiz Dumont Villares, 2104

ÀS TERÇAS – 20h … CasArte Marginal. O casal de artistas Alexandre Paulino e Aline Lopes promove encontros semanais com figuras atuantes no circuito cultural alternativo. Ao vivo pelo Facebook da rádio @CasIleOca (rádio e espaço cultural administrados por Liberto Solano Trindade). Toda a programação tem reprises às sextas, às 13h, e aos domingos, às 17h

AOS SÁBADOS – Papo Sons do Brasil >>> Projeto do produtor cultural Serginho Sagitta reúne artistas que participaram de seu famoso programa na rádio USP. Lives no Facebook

 

… … …

LIVROS, SINGLES E ETC & TAIS

… …

ANTES ARTE DO QUE NUNCA >>> Em seu canal no YouTube, o artista Rafael Nestardo tem divulgado o trabalho de músicos, poetas e diversos artistas alternativos. Se inscreva e acompanhe suas produções. Recentemente o colaborador Gilberto Petruche, do Centro Cultural Charada, em sua seção ‘Antes Cinema do Que Nunca’, indicou 3 filmes sobre mortos-vivos

UM POEMA PARA…’ >>> Olga Ribeiro de Favari apresenta, na companhia de André Castro, um programa diário de leitura de poesias onde, além de ler os textos, comenta sobre a história dos artistas e divulga o lançamento de seus livros e outros eventos literários. O programa está também na Rádio Praieira FM, de Santo André. Inscreva-se gratuitamentee ouça os vários podcasts postados no Spotify

OS 4 VÍDEOS DO ‘SOPA’ >>> Comemorando os 18 anos do Sopa de Letrinhas Sarau e do Clube Caiubi de Compositores, o poeta Vlado Lima comunicou: “os vídeos mandados pelos muitos participantes foram divididos em quatro postagens e estão disponíveis no Youtube”. O farto material foi editado e montado pelo poeta Filipe Luiz. Confira cada um deles: no vídeo 2 (com O Zi e Vitor Miranda) tem Arnaldo Afonso (este blogueiro) interpretando a sua nova canção ‘Talvez‘ (a partir de 21min e 40seg). Os outros três vídeos estão nos seguintes links: vídeo 1(com Max Gonzaga e Álvaro Cueva)vídeo 3(com Fernando Cavallieri e a dupla Cordeirovich & Vladinsky) e o vídeo 4(com Deise Capelozza e Sander Mecca)

MÁQUINA DE CONTOS >>> Serviço disponibiliza um texto por mês gratuitamente para clientes Nextel e Algar Telecom (quase um milhão de leitores em potencial – acesse www.maquinadecontos.com.br). Já foram publicados Lisa Alves, Cinthia Kriemler, Juliana Leite, Alexandre Arbex, Maurício de Almeida e Tiago Velasco (também curador do projeto)

O GRITO’ >>> O multiartista Ca Cau acaba de lançar o videoclipe da música ‘O Grito’ (em sua página no YouTube). Veja também os quadros pintados por ele e que estão em leilão, para arrecadar fundos para a manutenção do espaço cultural Atelier Travessia

ODE AO ÁLCOOL >>> A banda Gozi lançou (em seu canal no YouTube) o single ‘Ode ao Álcool‘, composição de Ozi Garófalo, que aborda a amizade e os encontros de bar. A dupla de cantores (Ozi & Gisele) havia postado, recentemente ‘Eu Quero Mais‘, seu primeiro single

CÉLIA DEMEZIO >>> Integrante do Movimento Santo de Casa, coletivo de artistas que promove eventos alternativos na  baixada santista, a cantora e compositora Célia Demezio lançou recentemente nas plataformas digitais a canção ‘Inodoro’, sua parceria com Adinan Moraes

UNDERGROUND & ETC E TAL >>> ‘Sinister Salad Musikal‘, site do multiartista e ativista cultural Marco Antonio Gonçalves, agora virou canal no YouTube (se inscreva!)

COLETIVO CONTEMPORÂNEOS >>> A partir de 2017, a artista plástica e curadora Lu Valença organizou e realizou exposições coletivas mensais em vários espaços culturais do Rio e Niterói. Esses encontros deram origem ao Coletivo Contemporâneos, grupo de mais 12 artistas que agora se reúne em lives e já prepara exposição física pós-pandemia para o final de 2021. Clique e siga o coletivo no site e no Instagram

ORTINHO >>> A música ‘Olhos Vermelhos’, parceria de Tião Cavalcanti e Ortinho, já está em todas as plataformas digitais

PING POESIA >>> Projeto idealizado pelos poetas Andri Carvão, Noélia Ribeiro e José Danilo Rangel apresenta vídeos curtos com recitação de poemas-minuto e versos soltos ou frases ditas por duplas de poetas. A ideia é divulgar o trabalho dos poetas e dar visibilidade e espaço para autores independentes. Veja também os encontros promovidos por Andri e Thiago Medeiros na série de lives Simpósio de Poetas Bêbadxs

DAN SANTOS >>> Cantor e compositor lança o videoclipe da canção ‘Safira‘, mais um single também disponível nas plataformas digitais. O artista tem realizado sessões de bate-papo no #BatePapoComODan. Acompanhe

PODCAST DO GUERREIRO >>> O cantor e compositor José Carlos Guerreiro (premiado no festival da Globo, em 2000, com a música ‘Morte no Escadão‘) tem sua vasta obra musical ligada à turma de artistas da Vila Maria que lançou discos independentes nos anos 80 (Dari Luzio, Pedro Lua, Paulo Barroso, Lé Dantas & Cordeiro). Guerreiro, que já vinha postando suas novas canções regularmente nas redes sociais, agora criou um podcast. Entre lá e saiba mais

RÁDIO TELÚRICA >>> Podcast da atriz, locutora e produtora cultural Jeyne Stakflett. Num dos áudios, a escritora Paula Valéria Andrade conta sobre seu livro ‘A Pandemia da Invisibilidade do Ser’

TV ARTMULTCULTURAL >>> O projeto encabeçado pelo produtor cultural Nicanor Jacinto, admirada figura do movimento dos saraus, comemorou dez anos de atividades. Nesse período, foram mais de 2 mil vídeos publicados com bandas, poetas, compositores, cantores, manifestações sociais nas praças públicas, bares, avenidas, metrô, praias, barzinhos, sescs e muitos saraus. Confira os quatro vídeos do sarau virtual de aniversário com poemas, músicas e depoimentos de vários artistas (Clique para ver também os vídeos um , dois e três e quatro). Visite o canal do YouTube e o site www.tvartmultcultural.com.br

RICARDO VIGNINI >>> Eita sonzêra da boa… Que baita prazer que foi assistir à live de aniversário do grande violeiro Ricardo Vignini (com seus convidados Alzira E, Zé Geraldo, Adriana Farias, Ana Deriggi, Socorro Lira, Emmanuele Baldini, Matuto Moderno, Levi Ramiro e Carlinhos Ferreira). São músicas, artistas e arranjos incríveis! Confira como foi

… … …

MAIS DE MIL DIAS DE IMPUNIDADE

… … …

MARIELLE PRESENTE >>> No dia 14 de março de 2018 a vereadora Marielle Franco, de 37 anos, foi assassinada no bairro da Lapa, no Rio. Ela era relatora da Comissão dos Direitos Humanos que acompanhava a intervenção militar no RJ. Havia feito denúncia contra abusos policiais e após voltar de um evento com jovens negras, foi baleada. Anderson Gomes, motorista do carro em que ela estava, também foi executado. Desde então, protestos contra o bárbaro crime se repetem em várias cidades brasileiras. Marielle lutava por justiça, inclusão e igualdade de direitos. Defendia as causas que todos nós, artistas e coletivos dos saraus, também defendemos. Quase três anos depois, este blog continua aguardando o esclarecimento do caso e a punição dos assassinos e mandantes. As balas que a mataram atingem a todos nós. Não podemos nos calar. Até quando vou ficar semanalmente repetindo esse texto aqui? Será que vai ficar por isso mesmo? Por que a resposta não vem? Quem matou (e quem mandou matar) Marielle?

DOIS ANOS E NOVE MESES DE IMPUNIDADE >>> Eu repito esse texto há mais de mil dias. E vou continuar repetindo enquanto este blog existir. É meu compromisso em defesa da democracia e da liberdade, ambas ameaçadas pela impunidade de assassinos ou pela omissão das autoridades. Se temos dois suspeitos presos (a quem ninguém entrevistou, confrontou, nem perguntou os motivos do crime) ainda falta saber quem mandou matar Marielle. Quase três anos depois, Marielle continua sendo baleada, morrendo todas as noites e renascendo a cada manhã. Porque pessoas íntegras como ela não morrem jamais. Se eternizam e viram exemplo de luta. Nós, brasileiros democratas, estamos aqui, de braços dados com Marielle, esperando que a justiça seja feita. Os assassinos talvez tenham a proteção momentânea de organizações ou de eventuais autoridades fascistas. E podem ameaçar Freixo, Marcia Tiburi e Jean Wyllis, ou mirar e atirar em nossas altivas cabeças. E até nos matar, um a um (‘matar uns 30 mil’, como disse o atual presidente durante sua campanha, sem ser punido nem ter sua candidatura impugnada). Só não poderão evitar que Marielle renasça mais forte, todos os dias, no corpo e na mente de cada menina guerreira da cidade do Rio de Janeiro. Marielle presente.

 

… … …

Fique ligado em minha página no Facebook, onde divulgo, diariamente, as lives e textos deste blog, além de outras inserções. E, anote: toda quinta-feira tem post novo. Até lá!

…  … …