Só por essa foto já dá pra ver… Não dá pra não falar bastante da emocionante trigésima edição do Sarau da Maria. Tem reencontro de velhos amigos, tem a emoção do Rubão e suas ‘mulheres poetas’. E tem a série ‘Nossa Voz Ecoa’, a Mostra de Performance, o livro do Bortolotto, o Junho Folk no Teatro da Rotina, a carta da viúva de Marielle (após 3 meses de impunidade), o edital da Natura (para músicos e coletivos) e uma pá de eventos superlegais (sem falar nos muitos outros que vão entrando no agendão todos os dias). Ah… e aqui também tem Copa: assino embaixo de um textaço emprestado do grande Ricardo Kelmer. A Copa não é nossa. A gente pensa. Nossa festa não é besta. Informe-se, inconforme-se. Festifique-se, mas certifique-se. Curtecircuite-se.

… … …

MINHAS ANDANÇAS
PELOS SARAUS

… … …

SARAU DA MARIA >>> No sábado passado aconteceu a trigésima edição do Sarau da Maria, coletivo de que faço parte (ao lado de minhas queridas Deise Capelozza, Veronica Lopes, Selma Bizon, Marici Silva, Lalá Ribeiro, Helen Torres e do meu velho amigo Oswaldo Alves). Já são cinco anos de luta e resistência, abrindo espaço aos artistas alternativos. Cinco anos de muitos encontros, poesia, abraços e cantorias. Esta edição foi marcada pela presença dos músicos Brau Mendonça, Alexandre Tarica, Ayrton Mugnaini e Chico Mar (com Fanca na percussão). Uma superbanda que fez a festa até mesmo antes do sarau começar, mandando um som dançante pra recepcionar o público que chegava. Valeu, meninos, vocês são demais!

Eles se juntaram para acompanhar a performance das cantoras Regina Cell e Rosangela Alves, as duas participantes do Sarau Toca do Autor e de vários shows incríveis que o grupo promoveu nos últimos anos, como o ‘Festival dos Festivais’ e o ‘Elas Cantam Milton’, entre outros. Valeu, meninas!

O multiartista J. Cordeirovich (da dupla musical com Vladinski) lançou seu livro “Pulsares, Cênicos e Poéticos”, com uma reunião de seus primeiros textos poéticos, peças de teatro e pensatas, tudo acompanhado por comentários interessantes que relembram e explicam como se formam nossos coletivos artísticos. Cordeiro leu alguns poemas, cantou ‘a capela’ e ainda contou com a bela interpretação dos declamadores Cida Sarraf, Antonio Ginko e Aduzinda Barroso (abração a todos!).

Participação mais do que especial foi a do talentoso cantor e compositor Edvaldo Santana. O cara é, verdadeiramente, um artista muito querido pelo povo do sarau. Merece, né? Mesmo com ‘gelo no joelho’, nosso craque da canção cantou seus muitos sucessos (com o coral da plateia, claro) e fez a festa da galera. No domingo, fomos ao Bar do Alemão assistir seu show novamente. E adoramos, de novo (sobre o show, tem mais comentários na matéria abaixo). Edvaldo mora ‘aqui’ (cadê aquele emoji de coraçãozinho?).

Pra mim, particularmente, o momento mais emocionante da noite foi quando chamei o poeta Rubens Jardim ao palco. Rubens é meu ‘amigo véio’, foi meu chefe na Gazeta Mercantil há quase 30 anos e combinamos um reencontro com Yara e Genivaldo, dois amigos que também trabalharam lá com a gente. São muitos os laços afetivos que nos unem e o nosso ‘abraço a quatro’ me fez muito feliz. Claro que até rolou um chororô. Mas às vezes as lágrimas caem porque a felicidade é uma onda que vaza para além das comportas da represa dos homens. Ficamos lá, abraçados. Nós e nossa amizade, nossa alegria, no meio da música e da poesia.

Mas o poeta Rubens Jardim estava no sarau para declamar seus poemas (acaba de lançar uma antologia) e falar sobre seu brilhante trabalho de pesquisa e resgate da produção poética feminina no País. Esse levantamento originou o livro ‘As Mulheres Poetas na Literatura Brasileira‘ (ver matéria mais abaixo), além de vários saraus com as poetas participantes. Algumas delas estiveram no Sarau da Maria: Beth Brait Alvim, Paula Valéria Andrade, Claire, Silvia Maria Ribeiro e Esther Alcântara. Ao Rubão e a todas as poetas, um superobrigado pela presença. Foi lindo!

Pra finalizar o capítulo Sarau da Maria, falta falar do palco aberto. Passaram por lá poetas como Ildefonso, Gabeira, Gilda, Ciça Pagu, Paulinho das Frases e Sandra Arvage, entre outros. E cantores como Jeanne Darwich (que show!), Volt, Banda Gozi (com o Artur!), Laís Gomes & João Oliveira, Giliane e Gusmão (Som da Estrada) e o grand finale com o ‘nosso’ José Carlos Guerreiro (é da Vila!) cantando ‘Morte no Escadão’ e outras pérolas de seu belo cancioneiro. E teve Roberto Candido e Moacir Barbosa fotografando (clique nos nomes deles para ver mais fotos). Ainda rolou um ‘blues’ declamado pelo poeta Edu Malafaia (aguardando uma melodia de Dari Luzio) e uma marchinha maravilhosa do Walter Zanata, do Clube Caiubi, que fala da amizade que ele encontrou em torno do Sarau e no Bloco de carnaval dos Marias (pô, Zanata… assim nóis chora!). Não falei dos muitos amigos presentes. Eles que sempre nos apoiam e dão força pra gente seguir: Ana Hermínia, Marisilda, Marcinha, Shirlene, Sueli, Flavio, Rosa & Zé, pessoal do futebol (só craques!), Patty, Hélia, Valdir, Vladi, Kita, Solange e tantos outros que eu nem lembro. Ai ai ai… como diria o Chicó, do Auto da Compadecida, ‘eu não sei, só sei que foi assim’ a trigésima edição do Sarau da Maria.

… … …

EDVALDO SANTANA >>> No domingo, fui com minhas queridas amigas do Sarau da Maria (Deise e Cida, mais a Mari e a Nachinha) ao Bar do Alemão (do grande Eduardo Gudin) assistir à apresentação de Edvaldo Santana, acompanhado pelo percussionista Ricardo Garcia. Falar mais o que de Edvaldo? Que suas levadas são incríveis e variadas? Que ele é roqueiro, blueseiro, forrozeiro e das baladas todas? Que suas letras são poéticas, políticas e contemporâneas? Que sua voz rouca carrega a dor dos oprimidos e a esperança de um mundo melhor? Que seu som diverte e faz pensar? Pô, Edvaldo… que showzaço você fez (de novo, novamente, mais uma vez). Edvaldo é garantia de qualidade. Quando tiver show dele, vai sem susto, porque é sempre bom.

E o cara tanto se apresenta em Sescs e grandes teatros, quanto nos saraus da periferia. Sábado esteve no Sarau da Maria, domingo, no Bar do Alemão. Na segunda-feira cantava pra criançada da EMEI Jardim Monte Belo, no Morro Doce. Edvaldo é o cara.

 

… … …

AS MULHERES POETAS NA
LITERATURA BRASILEIRA

… … …

As Mulheres Poetas na Literatura Brasileira é o primeiro livro digital da série publicada durante 6 anos pelo poeta Rubens Jardim em seu blog. Neste primeiro volume, ele reuniu as poetas, em ordem cronológica, do século 18 até as nascidas em 1953. Desde Ângela do Amaral Gurgel (1725) até Jandira Zanchi(1953), passando por Bárbara Heliodora, Cora Coralina, Cecília Meirelles, Maria Firmina dos Reis, Ana Cristina César, Ledusha, Beth Brait e Bruna Lombardi. Mais dois e-books estão sendo produzidos. No total, essa transposição vai contemplar mais de 400 poetas e mais de 1000 poemas. Todos disponíveis gratuitamente no youtube. Acesse o livro aqui. Para o próximo ano, o projeto deve virar livro impresso.

O escritor, poeta e ensaísta Carlos Emílio C. Lima recomenda: “Trabalho memorável, potável, cantável, poetável, historicável, encantável do minerador de jardins gerais da poesia feminina brasileira, Rubens Jardim (foto). Seu trabalho, reinstalando e melhorando o cânone, vai contra o destrabalho da mídia patrocinada pelo sistema financeiro antinação. Não mais submersa, a verdadeira literatura brasileira, retorna ao seu lugar central de energia no espaço da literatura mundial”.

 

… … …

MOVIMENTO NEGRO
E ‘NOSSA VOZ ECOA’

… … …

Na semana passada, após ter escrito sobre Fabiana Cozza e sua polêmica renúncia ao papel de Dona Ivone Lara num musical, li e ouvi muitos comentários contrários e a favor das manifestações de membros do Movimento Negro, mas nenhum questionando a relevância da questão levantada e a necessidade de luta e posicionamento do movimento diante da falta de representatividade do negro em nossa sociedade. E me lembrei da ótima websérie ‘Nossa Voz Ecoa‘, que faço questão de divulgar aqui. Feita para circular nas plataformas digitais, apresenta negros protagonistas de sua própria história. A produtora Preta-Rara,  que esteve à frente do projeto, afirma que ’em um país cuja população apresenta 57% de negros e pardos, não podemos ter um número tão pequeno de negros nos principais canais de comunicação e entretenimento’. A série teve 10 episódios e abordou temas relacionados à cultura e estética negra, racismo, machismo e gordofobia, entre outros. Eu já destaquei os vídeos dos dois que mais têm a ver com a discussão da semana passada. Mas acompanhe todas as sinopses e clique nos links para assistir aos dez episódios.

1… PESADONA … No primeiro episódio, Preta-Rara apresenta sua família e conta um pouco sobre sua trajetória até aqui.

2… HIP HOP RESISTE … Com participação de Sharylaine, Criolo, Dani Nega, dj Simone Lasdenas, Bboy Cachorrão, grafiteira Gabi Bruce e as minas da Batalha da Dominação numa disputa de rap e poesias feita somente entre mulheres.

3 … RACISMO NA INFÂNCIA … A jovem Mc Soffia fala sobre a sua trajetória e em como se sente sendo referência para uma geração de ‘meninas pretinhas’, como versa a sua rima. Em uma roda de crianças, Jaqee Fernandes, contadora de histórias e irmã da Preta-Rara, conversa sobre violências que as crianças negras sofrem em ambientes que deveriam acolhê-las.

4 … OCUPAÇÃO GGG …. Na praia de Santos, um grupo de mulheres realiza a “Ocupação GGG”, intervenção em espaços usualmente preteridos por pessoas gordas para exposição com pouca roupa e em público. A temática gira em torno de assuntos sobre a violência sofrida todos os dias pelas pessoas gordas, sobretudo pelas mulheres e negras que combinam opressões.

5 … EU, EMPREGADA DOMÉSTICA … Episódio  conta a história de Tula Ferreira, ex-doméstica que encontrou por meio da poesia a sua força, além de uma forma de denunciar as mazelas nas quais sobrevivem as trabalhadoras domésticas e as mulheres negras de modo geral. Paralelamente, a apresentadora Preta-Rara fala sobre a criação e repercussão do seu projeto e conversa com Mara, ex-trabalhadora doméstica, sobre a real situação das domésticas no Brasil, descortinando uma história que se mantém desde o período escravocrata, transformando o quartinho de empregada em uma senzala contemporânea.

6 … O CORPO PRETO INCOMODA? … A apresentadora Preta-Rara e os artistas plásticos Moisés Patrício e Shambuy Wetu (congolês) discutem como a presença do corpo negro, em espaços construídos histórica e institucionalmente para a elite branca brasileira ocupar, provoca uma quebra da ‘normalidade’ e consequentemente, incômodos. Eles nos mostram também, como podemos questionar e levantar essas questões através da arte.

7 … AUDÁCIA – REPRESENTATIVIDADE NEGRA … Os grupos de teatro preto de SP, Coletivo Negro e Os Crespos discutem a falta de representatividade institucional dos negros e o papel das mídias na construção do imaginário e estereótipo acerca das culturas negras, restringindo o seu papel e protagonismo e até mesmo se apropriando dos seus símbolos e cultura como mecanismo de opressão.

8… GERAÇÃO INCÔMODO … A Aparelha Luzia, quilombo de resistência preta na capital paulista, foi o cenário do episódio que reuniu a responsável pelo espaço e socióloga Érica Malunguinho, a escritora Clara Averbuck, o ator e youtuber Marco Antônio Fera (do canal ‘Pretinho mais que básico’), a rapper Luana Hansen, a atriz transexual Renata Carvalho e a rapper ameríndia araucana BrisaFlow em uma roda de conversa conduzida pela apresentadora Preta-Rara sobre como é fazer parte da Geração Incômodo. O episódio ainda conta com intervenções da performance “Negror”, do artista Sidney Santiago Kuanza.

9 … LEI 10.639 … Episódio discute com a filósofa Djamila Ribeiro, educadores e alunos da Educafro como anda a lei que obriga o ensino da história africana, afro-brasileira e indígena, bem como a importância dessa lei e as dificuldades da sua efetiva implementação.

10 … FILHA DE DANDARA … A cantora Liniker, a apresentadora Preta-Rara, a filósofa Djamila Ribeiro, a atriz Lucélia Sérgio e outras mulheres, discorrem sobre a mulher negra e suas opressões cotidianas, o feminismo interseccional, a solidão afetiva e institucional e as lutas das mulheres negras, as ‘filhas de Dandara’.

 

… … …

JUNHO FOLK NO 
TEATRO DA ROTINA

… … …

E olha o Teatro da Rotina aqui de novo, gente! Parece introdução de sambão, né? Mas é que a programação do TR sempre surpreende e cá estamos nós divulgando merecidamente os eventos legais deste espaço de resistência da arte alternativa, coordenado pelo ator Leonardo Medeiros e que tem na jornalista Bijou Monteirosua curadora musical. Neste mês o TR apresenta o projeto ‘Junho Folk’, com shows às quartas, quintas, sextas e sábados. Ingressos a R$40 (na porta) e R$20 (antecipado, no site). Sempre às 21h, na Rua Augusta, 912. No cartaz (acima), a programação completa. Nesta semana tem:

QUINTA-FEIRA – 14 de junho – 21h … 2 Reis – Quarteto Acústico … Banda de rock formada pelos irmãos Theo e Sebastião, filhos de Nando Reis, com acompanhamento de guitarra, baixo, teclado e bateria. O grupo lançou cd autoral e apresentam show onde interpretam canções do disco e clássicos do rock brasileiro: Secos & Molhados, Rita Lee, Titãs e Tim Maia. No Teatro da Rotina, à rua Augusta, 912. Entradas a R$40 (na porta) e R$20 (antecipado).

SEXTA-FEIRA – 15 de junho – 21h … Devonts … Duo formado por Pedro Rui Von (voz, violão e gaita) e Denis Cruz (bateria, percussão e vocais) funde o folk tradicional e contemporâneo à música regional brasileira. Com letras reflexivas e questionadoras, traz à tona nossas mazelas sociais, satirizando agentes repressores. No Teatro da Rotina, à rua Augusta, 912. Entradas a R$40 (na porta) e R$20 (antecipado).

SÁBADO-FEIRA – 16 de junho – 21h … Monoclub … Banda formada por Fabio Baddini, Bruno Orefice, Bruno Peretti, Lucas Marx e Dilson Sartori, avança na busca pela união entre as músicas das Américas e faz apresentação com naipe de metais influenciado por Hank Williams, Pokey LaFarge, Cartola e Los Destellos. No Teatro da Rotina, à rua Augusta, 912. Entradas a R$40 (na porta) e R$20 (antecipado).

QUARTA-FEIRA – 20 de junho – 21h … Pedro … Catarinense radicado em SP faz show com canções inéditas e releituras de grandes nomes. Pedro canta a inquietude de ser, o prazer e o peso de se buscar, o desassossego do amor. Vem desenvolvendo carreira solo após breve experiência tocando nas ruas e pubs irlandeses em 2015. No ano seguinte lançou o ep Zam, com canções em português e inglês. No Teatro da Rotina, à rua Augusta, 912. Entradas a R$40 (na porta) e R$20 (antecipado).

 

… … …

UM LIVRO, UM POEMA

… … …

O escritor Mário Bortolotto lançou recentemente seu livro de poemas “O Pior Lugar que eu Conheço é Dentro da Minha Cabeça“. O livro custa R$35, saiu pela Editora Reformatório (de Marcelo Nocelli) e pode ser encontrado em várias livrarias (clique aqui). O escritor Fabrício Corsaletti diz que Bortolotto teve a manha de encarar sem medo seu universo pessoal, para dele arrancar um conjunto de poemas comoventes, em que “pessoas destruídas pelo tempo/ ainda podem conviver com o perigo/ como velhos tênis/ presos pelos cadarços/ em fios de alta tensão”. O poeta Josué Matias postou ‘compre, leia e declame em voz alta, quem sabe assim, com a brandura da sua voz, esses versos sejam carregados pelos quatro ventos e toque nos corações de cada alma inquietante dessa cidade’.  Do livro, um poema:

A PIOR PIADA DE DEUS

Nós jogamos todas as fichas
Nós marcamos a hora de aparecer e sumimos
Nós entramos na igreja quando Deus não estava mais lá
Foi quando vesti aquele fraque que eu não queria usar
Foi quando você apagou a luz do quarto
que era o sinal pra eu não voltar
Eu não tentei te encontrar enquanto você se perdia
Quando você bateu na minha porta
eu fiz de conta que não tava lá
Quando você gritou no meio da chuva
eu fiz de conta que não conseguia ouvir
Embrulhei meu coração num lençol de lágrimas
e perguntei: “há um lugar para ele entre seus cosméticos?
ele não ocupa tanto espaço assim.”
e nós fomos aceitando nossos cantos de sofá
o silêncio avassalador do café da manhã
Nossas despedidas olhando pro chão
Quando chega a noite que devia nos abraçar comovida
É que nos damos conta
Nós somos o casal dançando numa sala vazia
uma música que nenhum dos dois quer mais ouvir

O escritor Mário Bortolotto publicou diversos livros e é autor de peças, poemas, crônicas, contos, romances e letras de músicas. Tem uma banda de rock e blues, a Saco de Ratos, além de apresentar-se regularmente como vocalista no espetáculo ‘Roberto Embriagado‘, onde entoa versões mais ‘a/celeradas’ dos sucessos do rei. É um dos administradores do Cemitério de Automóveis (teatro, bar e espaço para eventos) que abriga suas montagens de peças, shows e lançamentos de livros (rua Frei Caneca, 384).

 

… … …

INSCRIÇÕES PARA O EDITAL
DA NATURA MUSICAL

… … …

Em 12 de junho abriram as inscrições para o edital 2018 (que seleciona projetos para 2019) do programa Natura Musical, com uma nova categoria de contemplados: coletivos de música, casas de shows de pequeno porte, blocos de carnaval, selos e outros. Em 2019 a marca investirá 4,5 milhões de reais no lançamento de novos trabalhos (cds, dvds, eps, vinis, shows, clipes e livros) selecionados pelo Edital. Em seus 13 anos de atividades o projeto sempre procurou contemplar a diversidade cultural brasileira, participando do lançamento e da consolidação da carreira de alguns compositores e intérpretes da nova geração como Liniker e os Caramelows, Francisco, El Hombre, Luedji Luna, Xênia França, Larissa Luz, Johnny Hooker, Filipe Catto, Felipe Cordeiro e Aíla, entre outros. As inscrições podem ser feitas até o dia 29 de junho pelo site natura.sponsor.com

 

… … …

MOSTRA DE PERFORMANCE
CONTEMPORÂNEA

… … …

SEXTA-FEIRA – 15 de junho – das 18h às 2h … PerformuláriasMostra de Performance Contemporânea traz mais de 20 artistas de várias modalidades apresentando trabalhos improváveis e inusitados. Com performances, exposições, instalações e música (clique no cartaz).  Segundo eles mesmos, “os performeiros trazem, conduzem, proporcionam dramas comédicos, partituras improvisadas, disciplinas transgressivas, resoluções inconclusivas, projetos colapsados, sussurros iminentes, silêncios surdos, ocultas gargalhadas, prováveis recalques, haremáticas e outras patafisicas bofetadas aprazíveis, quedas para o alto, intensidade de sentido signos desconhecidos, surpresas estrombóticas. Vocês estão todos convidados a virem se contagiar. Calculem rápido, resolutem-se. É improvável que surjam palmas, palmadas, batidas, propósitos, indagações. Melhor, seria conduzir as palpitações direto para os nervos, cerebrados e deixá-las prover outras formas de signagem”. No Estúdio Lâmina, à avenida São João, 108.

 

… … …

A COPA DO
MUNDO É DELES

… … …

“A Copa do Mundo é deles / Com a CBF (ou a FIFA) / Não há quem possa”.  Nos estádios ‘elefantes brancos’ construídos com dinheiro público dos países-sede e superfaturados por empreiteiras e políticos de plantão continua a farra de quatro em quatro anos ao redor do mundo, endossada pelo massacre da propaganda dos patrocinadores e pelos meios de comunicação envolvidos (acriticamente mente mente). Eu larguei de acompanhar futebol faz algum tempo por causa dos Jeromes, Teixeiras, Blatters, Globos, Marins e afins. Tô fora e sou do contra, sim. Mas, pra não dizer que não falei de Copa, pego emprestado o ótimo texto do meu querido Ricardo Kelmer, multiartista e produtor cultural cearense (acompanhe sempre o blogdokelmer.com). Ele, que organiza o sarau Bordel Poesia (em SP e Fortaleza) é também um dos (i)responsáveis pelo bloco ‘Simpatizo Fácil‘, que bolou lindas camisetas (acima) pra quem quer ver a Copa sem deixar de lado seu protesto legítimo:

A COPA SEM ESPÍRITO (por Ricardo Kelmer) >>> “A Copa do Mundo 2018 começou, e aqui, no Brasil do golpe, nadinha do espírito da Copa aparecer. A seleção está jogando um bom futebol, mas o maremoto de lama da corruptíssima CBF respingam forte sobre a canarinha. E a camiseta verde e amarela, coitada, ficou tristemente associada às manifestações Fora Dilma e aos movimentos de direita, que fingiam protestar contra a corrupção mas só queriam mesmo tirar o PT do poder, ainda que a situação do país piorasse, como de fato piorou.
Para completar, esses craques-ostentação, milionários, cheios de pose e preocupados mais com o corte do cabelo do que com as nossas urgentes questões sociais, não nos representam nem cativam. Ô saudade do Sócrates!
Eu, pela primeira vez, estou desmotivado para torcer pela seleção. Verei os jogos, sim, mas com minha camiseta “É Goooooolllpppeee no Brasil!“. E seria ótimo se nos estádios russos aparecessem manifestações da torcida brasileira a denunciar esse golpe nefasto que sangrou nossa democracia. Esse gol eu comemoraria. Com certa tristeza, mas comemoraria.”

 

… … …

QUEM MATOU MARIELLE?

… … …

MAIS UMA SEMANA SE PASSOU >>> E a polícia ainda não descobriu quem são os assassinos de Marielle Franco. Já são três meses de impunidade. No dia 14 de março a vereadora Marielle Franco (PSOL), de 37 anos, foi assassinada no bairro da Lapa, no Rio. Ela era relatora da Comissão dos Direitos Humanos que acompanhava a intervenção militar no RJ. Havia feito denúncia contra abusos policiais e voltava de um evento com jovens negras quando foi baleada. Anderson Gomes, motorista do carro em que ela estava, também foi executado. Protestos e manifestações contra o bárbaro crime se repetem diariamente em várias cidades brasileiras. Marielle lutava por justiça, inclusão e igualdade de direitos. Defendia as causas que todos nós, artistas e coletivos dos saraus, também defendemos. Este blog continua aguardando o esclarecimento do caso e a punição dos assassinos. As balas que a mataram também atingem a todos nós. Não podemos nos calar.

Há cinco semanas veio a público o depoimento de um delator que acusou um vereador, um miliciano e um PM. Eles negaram participação no crime e as investigações continuaram. Há três semanas, policiais da Delegacia de Homicídios do Rio prenderam Thiago Bruno Mendonça, conhecido como Thiago Macaco, de 33 anos. Thiago é acusado de matar Carlos Alexandre Pereira Maria, o Cabeça, colaborador do vereador Marcello Siciliano (PHS). Suspeita-se que ele tenha participado também do assassinato de Marielle. Até quando vou ficar semanalmente repetindo esse texto aqui?. Queremos a resposta: quem matou Marielle?

Na terça passada, Dia dos Namorados, a arquiteta Monica Benício, com quem a vereadora foi casada por quase 13 anos, publicou nas redes sociais esta declaração de amor em forma de carta:

“As rosas da resistência nascem do asfalto. A gente recebe rosas, mas estaremos de punho cerrado, falando do nosso lugar de existência contra os mandos e desmandos que afetam nossas vidas”. Assim minha companheira Marielle Franco se pronunciou em plenário na Câmara Municipal no dia 8 de março. A data de luta das mulheres também imprime nossa resistência a todas as formas de opressão.
E foi assim, com luta e resistência, que Marielle enfrentou dias muito difíceis no exercício do seu mandato como vereadora, pois ser mulher negra, lésbica, feminista, favelada e de esquerda em um parlamento repleto de homens brancos e ricos, símbolos do atraso político deste país, foi por todo tempo um ato de persistência. Um dos dias mais dolorosos foi o da tentativa de aprovação do Projeto de Lei da Visibilidade Lésbica, rejeitado por apenas dois votos.
Este era um debate que tocava pessoalmente Marielle: o veto ao projeto era uma expressão clara da negação de sua vida pessoal, da negação do nosso amor. A “fortaleza” com que se apresentava no plenário não era a mesma de quando estávamos juntas. Profundamente abalada, foi ao banheiro me ligar e chorou. Como sempre fazíamos, nos tranquilizamos e nos fortalecemos. Mesmo triste, ela voltou ao plenário com força para se posicionar.
Lembrar isso neste Dia dos Namorados significa reafirmar nosso amor e nossa luta. Hoje, 90 dias após minha mulher ter sido executada num crime político, no centro de uma das principais capitais do mundo, continuaremos exigindo resposta, mas não uma resposta qualquer. E reafirmamos todos os dias que não daremos nenhum passo atrás pelo direito de amar.
No país que mais mata sua população LGBTI e que nega direitos às chamadas minorias políticas, Marielle e nossa história de amor representam força inspiradora para a luta, mas também, e, principalmente, para o livre exercício do afeto e dos sentimentos. Seguiremos a todo tempo reafirmando que existimos, que nossas vidas importam. E, assim, por ela, por nós, continuaremos lutando para que nada nos sujeite, e que o que nos defina seja sempre o amor.

 

… … …

AGENDÃO

… … …

Eis aqui a superagenda dos saraus para o seu findi, com fotos e vídeos (clique nas palavras azuladas para acessar links e nos cartazes para ampliar a imagem e ler detalhes). Acompanhe também as muitas opções contidas na página da Agenda da Periferia. Informe-se, inconforme-se, atue e divirta-se!

… … …

QUINTA-FEIRA – 14 DE JUNHO – 15H … Eder_Baque – A Ciência do Baque Virado … Músico Eder “O” Rocha, do grupo Estrela Brilhante de Recife dá oficina gratuita sobre a história do maracatu. No Centro de Culturas Negras do Jabaquara, à rua Arsênio Tavolieri, 45.

… … …

QUINTA-FEIRA – 14 DE JUNHO – 17H … Sessão especial do filme ‘Badi’ … Filme de Edu Felistoque observa a trajetória pessoal e a carreira internacional da cantora, violonista e compositora Badi Assad. Após a projeção, bate-papo do público com o diretor e a cantora. No Centro Cultura Olido, à avenida São João, 473.

… … …

QUINTA-FEIRA – 14 de junho – 18h … Quintas Elétricas e Delirantes do Refresco Lisérgico Autoral #5 … Toda segunda quinta-feira do mês no Menino Muquito Bar. Nesta edição, com show da banda Rafael Cirilo & Os Videntes Pedintes, discotecagem em vinil de Ju Juliete e Eduardo Osmedio e feira de vídeos e discos do Videoclube Charada. Na av. Vila Ema, 5090.

… … …

QUINTA-FEIRA – 14 de junho – 19h … Lançamento – Desamparo, de Fred Di Giacomo … “As histórias mais absurdas de Desamparo são verdadeiras. O resto é ficção”. Livro é uma fábula sobre o que nos trouxe ao violento país que somos hoje, num desfile de personagens fascinantes, como o matador dândi Dioguinho e a ama de leite de Dom Pedro II, Maria Capa Negra, um sábio ancião que envelheceu até virar árvore, um padre milagreiro que serve de poleiro aos pássaros e uma nativa insaciável que sonha em devorar o sol. O livro custa R$40. Na Biblioteca Pública Municipal Alceu Amoroso Lima, à rua Henrique Schaumann, 777, em Pinheiros.

… … …

QUINTA – 14 de junho – 19h … Edição Especial Slam das Minas – Encontrão Poético … Slam das Minas convida poetas da Bahia, de Brasília, Minas, Pará, Pernambuco, Rio de Janeiro e São Paulo para um encontro que promova as relações e trocas em torno do desenvolvimento artístico e a batalha poética (clique no cartaz). No Sesc Pinheiros, à rua Paes Leme, 195.

… … …

QUINTA-FEIRA – 14 de junho – 19h30 … Clube da Leitura – Encontro com a Poesia e a MPB … Universidade promove encontro com o escritor José Carlos Cordeiro que falará sobre sua trajetória e obra, além de apresentar suas canções na dupla Cordeirovich e Vladinsky. Entrada franca. Na Unisal Santa Teresinha, à rua Augusto Tolle , 575, na ZN.

… … …

QUINTA-FEIRA – 14 de junho – 20h … Lançamento do álbum “Idas & Vindas” … Os violonistas do Duo Rafael Thomaz e Guilherme Lamas apresentam trabalho autoral de música instrumental que partindo de homenagem ao compositor e multi-instrumentista Aníbal Augusto Sardinha, o Garoto. Na Academia do Som, à avenida Rebouças, 1760, no Sumaré.

… … …

QUINTA-FEIRA – 14 de junho – 20h … Ciclo de Diálogos das Artes Visuais Negras em SP:Olhos que Giram … Aparelha Luzia celebra dois anos de resistência com o projeto “Aparelha Luzia: quilombo urbano das artes do visível”. Com os convidados Bruna Tamires (escritora, desenhista e gestora de políticas públicas), Antonio Junião (formado em Artes Visuais pela Unesp) e Marcelo D’Salete (professor, ilustrador e autor de hqs). Na rua Apa, 78.

… … …

QUINTA-FEIRA – 14 de junho – 21h … 2 Reis – Quarteto Acústico … Banda de rock formada pelos irmãos Theo e Sebastião, filhso de Nando Reis, com acompanhamento de guitarra, baixo, teclado e bateria. O grupo lançou cd autoral e apresentam show onde interpretam canções do disco e clássicos do rock brasileiro: Secos & Molhados, Rita Lee, Titãs e Tim Maia. No Teatro da Rotina, à rua Augusta, 912. Entradas a R$40 (na porta) e R$20 (antecipado).

… … …

QUINTA-FEIRA – 14 de junho – 21h … Noite de poesias eróticas – Da Libido ao Chocolate … O multiartista Jairo Pereira (da banda Aláfia) apresenta noite de poesias eróticas com jantar afrodisíaco. No Condomínio Cultural, à rua Mundo Novo, 342.

… … …

QUINTA-FEIRA – 14 de junho – 21h … Guilherme Kafé – na Gramo … Músico apresenta canções de seus dois esp, “Desayuno” e “Kafé com Trem”. Além dele (voz, violão e guitarra), com Kiko Woiski (baixo elétrico) e Gabriel Draetta (bateria). Entrada R$15. Na rua Bento de Abreu, 223, na Lapa.

… … …

QUINTA-FEIRA – 14 de junho – 21h30 … Coletivo Xoroxangô … Roda de choro para tocar, dançar, curtir e beber ao som da música brasileira de raiz. Até 1h, no Xangô Lanches, à rua General Jardim, 90. De 1h30 às 4h30, o pessoal continua o som na Gruta (à rua Major Quedinho, esquina com a famosa lanchonete do pernil).

… … …

SEXTA-FEIRA – 15 de junho – 13h … Teju e convidados … Niver, músicas novas e parceiros como Max Gonzaga, Marcio Policastro, Sonekka, Sander Mecca e Valério Paioti. No Brazileria, à rua Clélia, 285.

… … …

SEXTA-FEIRA – 15 de junho – 16h … Poetas Ambulantes na Linha Esmeralda … Coletivo realiza intervenções poéticas e saraus com distribuição de poemas em ônibus, trens e metrô. Nesta sexta, na catraca da Estação Osasco – Linha 9 Esmeralda da CPTM. Saída às 16h30, sentido Grajaú.

… … …

SEXTA-FEIRA – 15 de junho – 16h … 67ª edição do sarau Poesia é da hora … Coletivo poético e ativista que há mais de cinco anos organiza saraus mensais para (e com) pessoas em situação de rua em centros de acolhida e ocupações de resistência. Com microfone aberto e lançamento do romance “Elefantes têm medo de formigas”, de Marah Mendes, que discute racismo, homofobia e violência policial. Na avenida Mateo bei, 1409, em São Mateus.

… … …

SEXTA-FEIRA – 15 de junho – 17h … Ensaio aberto “Ela, Lélia Abramo” … Processo de montagem do espetáculo solo de Andréia Barros, com direção de Antonio Januzelli (Janô). Na Sala 16, da Oficina Cultural Oswald de Andrade. Na rua Três Rios, 363, no Bom Retiro.

… … …

SEXTA-FEIRA – 15 de junho – das 18h às 2h … PerformuláriasMostra de Performance Contemporânea traz mais de 20 artistas de várias modalidades apresentando trabalhos improváveis e inusitados. Com performances, exposições, instalações e música (ver matéria no alto). No Estúdio Lâmina, à avenida São João, 108.

… … …

SEXTA-FEIRA – 15 de junho – 18h … O Duo acústico GorGani Unplugged, formado por Fernanda GorGani (vocal) e Leo Gorgatti (craviola e vocal) apresenta os clássicos do rock e do pop nacional e internacional. No Carauari Bar e Mercearia, à praça Carauari, 8, Na vIla Maria.

… … …

SEXTA-FEIRA – 15 de junho – 18h … HQ – Invasão independente na Ugra … Quatro hqs independentes que se destacaram no FIQ 2018: CCC – Comando de Caça ao Cuadrinista (de Jesus Guaré), Vira Lata #1 (de João B. Godoi), Loop ( de Vítor Soares e Victor Reis) e Santa Escuridão (de André Oide e Jorge de Barrros). Na Ugra Press, à rua Augusta, 1371, loja 116.

… … …

SEXTA-FEIRA – 15 de junho – 18h30 … Arraiá no Boteco do Batata … Festança com sanfoneiro e apresentação do Trio Águas Belas & Edson Daísa. Na Estrada do Vinho, km 9, em São Roque.

… … …

SEXTA-FEIRA – 15 de junho – 19h … Cao Laru – Grátis na Biblioteca Mario de AndradeCao Laru é um grupo franco-brasileiro e viajante, com 2 brasileiros e 5 franceses. Mistura canções francesas, polifonias leste-europeias e ritmos brasileiros, entre cantos occitanos e sons dos Balkãs, além de composições e rearranjos de músicas tradicionais colhidas por onde passa. Na rua da Consolação, 94.

… … …

SEXTA-FEIRA – 15 de junho – 19h … Slam da Norte … Batalha poética da ZN, com microfone aberto, pocket-show de Renato Pessoa e lançamento do zine ‘Encontro entre Línguas’, de Viic Oliveira. Com venda de quentão pra aquecer o gogó dos poetas. No Largo da Matriz de Ns. do Ó.

… … …

SEXTA-FEIRA – 15 de junho – 19h37 … Centro Lírico & Literário IX de Novembro apresenta: Chico Suman … Show do grande guitarrista passeia pela história do blues e do rock ‘n roll, com repertório recheado de clássicos e lados b. Na rua Coronel José Eusébio, 109.

… … …

SEXTA-FEIRA – 15 de junho – 20h30Grupo Fenix apresenta clássicos dos anos 70, 80 e 90 no Manjericanto (dentro do Grão Espresso). Na rua Voluntários da Pátria, 3558, em Santana.

… … …

SEXTA-FEIRA – 15 de junho – 20h30Zulu de Arrebatá apresenta o show Cenas de Cinema, com canções autorais. No Espaço Bossa Zen, à rua José Antonio Coelho, 583, na Vila Mariana.

… … …

SEXTA-FEIRA – 15 de junho – 21h … Shows de Rock – em Santos … Intervenções poéticas, esquetes teatrais e apresentação de três bandas com repertório autoral: Mr Jaw (de Bertioga), Pinprick e Whiskey Valvulado (de Santos) se apresentam no Lobo Estúdio, à rua Luis de Camões, 12, em Santos. Entrada R$15.

… … …

SEXTA-FEIRA – 15 de junho – 21h … Histórias e Canções do Clube da EsquinaMacaco Gordo Trio, formado por Sandro Premmero (voz e contrabaixo), Nando Taruga (guitarra e sinthy) e Leandro Romero (bateria) apresentam as grandes canções e algumas histórias dos famosos mineiros. No Santa Sede, à avenida Luís Dumont Villares, 2104.

… … …

SEXTA-FEIRA – 15 de junho – 21h … Viola Paulista – Lançamento Selo Sesc … Selo mapeou violeiros de SP e apresenta o cd ‘Viola Paulista‘, com 19 faixas, de grupos e artistas solo da nova geração da viola de dez cordas. Com apresentação de Ivan Vilela e presença dos músicos Ricardo Matsuda & Patrícia Gatti, Moreno Overá, Bruno Sanches, Fabíola Mirella & Sérgio Pena e Vinicius Alves. Ingressos de R$6 a R$20. No Sesc Belenzinho, à rua Padre Adelino, 1000.

… … …

SEXTA-FEIRA – 15 de junho – de 21h às 4h … O Grande Arraial Junino … Festança das boas numa noite especial com mais de 50 músicos tocando juntos. Na programação, show da banda Xaxado Novo, do Bloco de Pífanos de São Paulo e da Orquestra do Curso Livre de Rabeca. Participação especial da cantora Renata Rosa. Discotecagem do dj Pita Uchôa (Calefação Tropicaos). Ingressos de R$20 a R$30. No Estrella Galicia Estação Rio Verde, à rua Belmiro Braga, 119, na Vila Madalena.

… … …

SEXTA-FEIRA – 15 de junho – 21h … Devonts … Duo formado por Pedro Rui Von (voz, violão e gaita) e Denis Cruz (bateria, percussão e vocais) funde o folk tradicional e contemporâneo à música regional brasileira. Com letras reflexivas e questionadoras, traz à tona nossas mazelas sociais, satirizando agentes repressores. No Teatro da Rotina, à rua Augusta, 912. Entradas a R$40 (na porta) e R$20 (antecipado).

… … …

SEXTA-FEIRA – 15 de junho – 21h … Show – Jota.Pê apresenta “Garoa” … Na inauguração do espaço Triálogo, o cantor Jota.pê faz apresentação acústica e intimista, com suas composições e releituras interpretadas por ele e convidados. Na rua Girassol, 227, na Vila Madalena.

… … …

SEXTA-FEIRA – 15 de junho – 21h30 … Aniversário do Lê – com a Banda Terapia de Grupo … No niver do Lê, dono do bar que é point de roqueiros da ZN, a banda apresenta clássicos do rock dos anos 70. Com Vicente Amorim (bateria), Felipe Pellegrini (baixo), Rafael Morais (guitarra) e André Tinti (vocal). Na rua Chico Pontes, 1791.

… … …

SEXTA-FEIRA – 15 de junho – 22h … Notche de Cumbia com o Grupo Tríptico … Primeiro, o show dançante. Depois, pista de cumbia com os djs da casa. Entrada R$10. No CCB – Centro Cultural Butantã, à av. Corifeu de Azevedo Marques, 1882.

… … …

SEXTA-FEIRA – 15 de junho – 23h59 … Ekena – no Al Janiah … Uma das maiores vozes da atualidade, a cantora Ekena apresenta as canções de seu cd “Nó”. Ingressos a R$15. Na rua Rui Barbosa, 269, na Bela Vista.

… … …

SÁBADO E DOMINGO – 16 e 17 de junho – das 9h às 19h … Imersão de Voz … A voz na perspectiva do cuidado, da escuta, da expressão e da criatividade. Dois dias de imersão conduzida pelas cantoras e mestras Nani Barbosa, Renata Gelamo e Ritamaria. Qualquer pessoa pode participar, não é necessário ter experiência prévia com trabalhos vocais. Num sítio em São Roque (a 1h de São Paulo). Inscrições e mais informações pelo e-mail aartedavoz@gmail.com

… … …

SÁBADO – 16 de junho – 12h30 … Almoço & MúsicaCao Laru é um grupo franco-brasileiro e viajante, que mistura canções francesas, polifonias leste-europeias e ritmos brasileiros, entre cantos occitanos e sons dos Balkãs, além de composições e rearranjos de músicas tradicionais colhidas por onde passa se apresenta. Na Casa de Francisca, à rua Quintino Bocaiúva, 22.

… … …

SÁBADO – 16 de junho – 13h … Fios de Choro no Bona … O quarteto formado por Allan Gaia (pandeiro), Wanessa Dourado (violino), João Pellegrini (violão 7 cordas) e Lincoln Pontes (cavaco) busca inovar a sonoridade do choro através de releituras para violino e composições e arranjos inéditos. Na rua Álvaro Anes, 43.

… … …

SÁBADO – 16 de junho – 14h … Feijuca com Sandro Mendes … No programa, country rock e rockabilly. No Carauari Bar e Mercearia, à praça Carauari, 8, na Vila Maria.

… … …

SÁBADO – 16 de junho – 15h … Trabalho e Ócio – Um estudo sobre a antropologia de Rousseau … Com mesa de debate sobre a filosofia de Rousseau. Com os professores Maria das Graças de Souza (USP), Pedro Paulo Garrido Pimenta (USP) e Thomaz Kawauche (PPGFil/UFSCar). Na Tapera Taperá, à av. São Luis, 187, 2º andar, na Galeria Metrópole.

… … …

SÁBADO – 16 de junho – 15h30 … Sábado Literário – do Folclore ao Cordel … Encontro com o cordelista Marco Haurélio, autor de mais de 40 livros, a maior parte voltada à cultura popular. No Centro Cultural Fiesp, à avenida Paulista, 1313.

… … …

SÁBADO – 16 de junho – 16h30 … Lançamento do livro de contos “Maria são nossos nomes”, de Paulo Ribeiro Neto. Na Câmara de Cultura Antonino Assumpção, à rua Marechal Dedoro, 1325, no centro de São Bernardo do Campo.

… … …

SÁBADO – 16 de junho – 17h … 54º Sarau Lapada Poética … Nesta edição, lançamento de livro (Nas Coxas do Mundo Flutuante) e performance (Peixe-Vértebra) do escritor e ator Tiago Mine. Com palco aberto. No Acervo Agostinho Dos Santos, à rua Professor Gieg, 15, em São Bernardo do Campo.

… … …

SÁBADO – 16 de junho – 17h … As Mina Tudo – No Studio Marcatta … Coletivo feminista busca unir e valorizar mulheres na música e em outras artes. As Mina Tudo é uma união de coletivos (Sonora SP, SÊLA, WME, PWR Records, We Are Not With The Band e Girls Rock Camp). Idealizado por Carol Navarro, baixista da banda Supercombo, o grupo já conta com mais de 200 mulheres que fomentam a cultura do empoderamento e sororidade através da arte. O grupo promove festas mensais e eventos/shows que contemplem as bandas parceiras (veja no cartaz as participantes). Ingressos a R$12 (antecipado) e R$15 (na porta). Na avenida Conselheiro Rodrigues Alves, 738.

… … …

SÁBADO – 16 de junho – 18h … Sarau de Eva com Trio Ocre … Trio formado por Ana Lis Marum (voz e violão), Lucas Madi (voz, violão de 7 e sanfona) e Luciana Viana (voz e percussões) apresenta repertório de músicas brasileiras e latino-americanas no show ‘Garimpo’. Na Casa de Eva, à rua Desembargador Antão de Moraes, 588, em Campinas.

… … …

SÁBADO – 16 de junho – 18h … No encerramento da Exposição Vesica Piscis o público pode adquirir as obras expostas. Com Live Painting de uma tela em conjunto com as artistas da exposição e participação da grafiteira Jae Alves. Show de rap autoral com Leilah e Sonny. Na Ocupação Cultural Ermelino Matarazzo, à av. Paranaguá, 1633.

… … …

SÁBADO – 16 de junho – 19h … Show da banda PURE (Please Use Right Excuses), formada por Bruno Leite (vocal e guitarra), Ysa Lour (baixo e vocal) e Júnior Blink (bateria). No Menino Muquito Bar, à av. Vila Ema, 5090. Entrada franca.

… … …

SÁBADO – 16 de junho – 19h … Escotilha#14Peixe Barrigudo convida os cantores e compositores Alinne Alves e Jota.pê (ambos ex-participantes do The Voice Brasil) e o cantor e compositor Victor Cali. Exposição de Isis Lourenço. Ingressos a R$20. Reservas no site da Escotilha.

… … …

SÁBADO – 16 de junho – 19h30 … Show de Letícia Sábio … Cantora apresenta suas versões para os sucessos de Sandy & Junior. No Republica Bar e Gastronomia, à rua Visconde de Itaboraí, 233.

… … …

SÁBADO – 16 de junho – 20h … Coco de Oyá + FurmigaDUB em São Bernardo do Campo … Trio formado por RafaElla (voz, pandeiro, tamancos, caixa e alfaia), Sthe Araujo (voz, atabaque, pandeiro, caixa e zabumba) e Kelli Garcia (voz, mineiro, maracas e tamanco), o Coco de Oyá apresenta o coco rural, da zona da mata norte de Pernambuco, o baianá alagoano e a ciranda praieira, com canções autorais e cantigas tradicionais. Fechando a noite, FurmigaDub (bass culture, dub, dubstep, ragga e intervenções live com rabeca, guitarras e percussão). Na Casamarela, à rua Alberto da Silva, 386, em São Bernardo do Campo.

.. … …

SÁBADO – 16 de junho – 20h … Three Dogs no Komb Bar … Banda apresenta hard rock, hard heavy e classic rock no point dos alternativos da ZL. Entrada franca. Na praça Miguel Ramos de Moura, 175.

… … …

SÁBADO – 16 de junho – 20h … Encontros Musicais – Sandra Godoy … Autora, compositora e intérprete, Sandra apresenta seu novo projeto autoral acompanhada pelo baixista e violonista francês Laurent Tchen Fo. Na Casa Rosa Manjericão, à rua Antonio Cavaglieri, 15, em São Roque.

… … …

SÁBADO – 16 de junho – 20h … Niver da Andrea + Rock’n’Roll Tokakela … Banda Tokakela, de Roger Castagnoli, traz o melhor do pop e do rock’n’roll para comemorar o niver da querida Andrea, dona da Mercearia, espaço que sempre abre suas portas para as bandas, artistas alternativos e saraus (obrigado, Andrea, parabéns pra você!). O Carauari Bar e Mercearia fica na praça Carauari, 8, na Vila Maria.

… … …

SÁBADO – 16 de junho – 20h30 … Joana Reais e Múcio Sá − Aqui tão Perto … Ela é portuguesa e vive no Brasil. Ele é brasileiro e escolheu Portugal para chamar de casa. Essa bagagem cultural intercontinental é mote para belas criações. Com Joana Reais (voz), Mucio Sá (violão e guitarra portuguesa) e a participação de Tiago Marques (oboé). No Espaço91, próximo aos Sesc Pompeia (reserve pelo site e saiba mais).

… … …

SÁBADO – 16 de junho – 20h30 … Duas Casas … Dupla formada por Nô Stopa e Bezão apresenta os folks, rocks e baladas de seu cd homônimo. No Quinto Pecado, à rua Cel Arthur Godoy, 12, na Vila Mariana.

… … …

SÁBADO – 16 de junho – 21h … ManaTiana no Bar MenphisManatiana é um projeto de música autoral instrumental dançante que mistura ritmos cubanos, gêneros brasileiros e linguagens de jazz, com improvisações, grooves e pitadas de psicodelia. A banda é formada por Rayra Maciel (percussão), Leandro Melque (bateria), Lua Bernardo (baixo elétrico), Carlos Junior (teclado), Mariana Oliveira (saxofone alto) e Deivide Bubone (trombone de vara). Na av. Utinga, 7, em Santo André. Entrada R$5.

… … …

SÁBADO – 16 de junho – 21h … Monoclub … Banda formada por Fabio Baddini, Bruno Orefice, Bruno Peretti, Lucas Marx e Dilson Sartori, avança na busca pela união entre as músicas das Américas e faz apresentação com naipe de metais influenciado por Hank Williams, Pokey LaFarge, Cartola e Los Destellos. No Teatro da Rotina, à rua Augusta, 912. Entradas a R$40 (na porta) e R$20 (antecipado).

… … …

SÁBADO – 16 de junho – 22h … Paparico Junina … Mais uma edição da divertida festa promovida pelos jornalistas e djs Vitor Fontes, Murilo Busolin e João Paulo Carvalho. Forró, brasilidades, rock e “muita diversão sem contraindicação”. Na Gruta, à rua Major Quedinho, 112-A (ao lado da famosa lanchonete do pernil).

… … …

SÁBADO – 16 de junho – 22h … Histórias e Canções do Clube da Esquina no Sampa Jazz ... O Macaco Gordo Trio, formado por Sandro Premmero (voz e contrabaixo), Nando Taruga (guitarra e sinthy) e Leandro Romero (bateria), apresenta as grandes canções e algumas histórias dos famosos mineiros. Na rua Arcipreste Ezequias, 245, no Ipiranga.

… … …

DOMINGO – 17 de junho – 13h30 … Futebol, Jazz & Churrasco … É assim que vai rolar o jogo da seleção no Menino Muquito Bar, à av. Vila Ema, 5090.

… … …

DOMINGO – 17 de junho – 15h … Depoimentos para fissurar a pele … Oficina para artistas da dança, do corpo, estudantes e interessados no geral. Com Djalma Moura. No Espaço Clariô, à rua Santa Luzia, 96, em Taboão da Serra.

… … …

DOMINGO – 17 de junho – 15h … Festival Esquema Noise Underground … No Sarau Clamarte, à rua Professor Otávio Guimarães, 393. Veja a programação:
14h – Discotecagem com DJ éffi
15h – Pausa no evento para a projeção do Jogo Brasil e Suiça
17h – Show com a LINE – Com o lançamento do seu CD – PART OF ME.
18h – Projeção do Doc “Vamo de Bolo” produzido em parceria com a Do Morro Produções. O documentário mostra por meio de entrevistas e inserts ‘o faça você mesmo’ da cena independente e o resumo dos cinco anos de produção do festival.
18h45 – Show com o Teorema do Resto – Com o lançamento do CD – Eletromagnética
20h – Omnira

… … …

DOMINGO – 17 de junho – das 16h às 23h … Arraial Vila Madalena – Forró & Cultura Popular … Baião, xaxado, xote e músicas de todos os estilos, entre barracas, brincadeiras, comidas típicas e correio elegante. Entrada franca. Na Nossacasa Confraria das Ideias, à rua Mourato Coelho, 1032, na Vila Madalena. Na programação:
16h – Abertura da Casa: dj George Costa
17h – Grupo Clarimbó traz carimbó, retumbão, lundu, boi, cumbia e brega. Com Antonio Novaes (voz, banjo e violão), Tony Karpa (bateria) Thiago Branduliz (sax e flauta)
19h – Forró do Assaré apresenta forró com muito pé-de-serra, baião, xotes, arrasta-pés e frevos. Com Ana Flor de Carvalho (voz e triângulo), Gabriela Silveira (voz e zabumba), Eva Figueiredo (voz e clarinete), Maiara Moraes (flauta transversal) e Guilherme Kafé (voz e baixo).
21h – Sambada NossaCasa manda ver no coco, baianá, baião, maracatu e afoxé. Com Maria Carolina Simões, Thata Vieira e George Costa.

… … …

DOMINGO – 17 de junho – 18h … Raquel Martins no Parlapatões … Cantora, compositora e violonista que lançou recentemente seu quarto cd autoral “Percepções Sonoro Poéticas” apresenta canções autorais e releituras de Tom, Baden e Benjor, entre outros. Com Arthur Souza, no baixo, e participação da cantora e cavaquinista Maria Elisa Pompeo. Entrada franca (colabore no chapéu). Na praça Roosevelt, 158.

… … …

SEGUNDA-FEIRA A QUINTA-FEIRA – 18 a 21 de junho – das 10h às 22hIV Salão do Livro Político … Parceria de um grupo de editoras independentes com a PUC-SP, a quarta edição da feira de livros oferece descontos de 30 a 50%, com participação de cerca de 30 editoras, debates e cursos. Entrada franca. Participam, entre outros, Guilherme Boulos, Gleisi Hoffmann, Fernando Haddad, Manuela D’Ávila, Leonardo Sakamoto, Gilberto Maringoni e Luiz Gonzaga Belluzzo (clique no cartaz e veja a programação). No Teatro Tucarena, nas Perdizes.

… … …

SEGUNDA-FEIRA – 18 de junho – 19h … Encontros Folha & Companhia – “O lulismo em crise”André Singer, criador do conceito de ‘lulismo’, apresenta interpretação do funcionamento do sistema político-partidário brasileiro, tomando como objeto de análise os anos Dilma. Com debate entre ele, Laura Carvalho, Mônica Bergamo e Oscar Vilhena. Na Livraria Cultura – Teatro Eva Herz, à avenida Paulista, 2073, no Conjunto Nacional.

… … …

SEGUNDA-FEIRA – 18 de junho – 19hLançamento da Revista Laranja Original … Revista semestral de literatura e arte reúne trabalhos inéditos de artistas e colaboradores da editora, em poesia, prosa ficcional, crítica literária, artigos de opinião, ilustração, fotografia e artes gráficas. No Canto Madalena, à rua Medeiros Albuquerque, 471.

… … …

SEGUNDA-FEIRA – 18 de junho – 21h … Ó do Avesso – Patrícia Bastos … Cantora amapaense se apresenta com Dante Ozzetti (direção musical, violão, guitarra e arranjos), Ygor Saunier (percussão) e participação do cantor e percussionista Marcelo Pretto. No repertório, canções de seus três discos, Eu Sou Caboca, Zulusa e Batom Bacaba. No Ó do Borogodó, à rua Horácio Lane, 21, em Pinheiros.

… … …

SEGUNDA-FEIRA – 18 de junho – 21h30 … Helio Delmiro e Jane Mara … A cantora e o grande violonista e guitarrista interpretam clássicos da bossanova (Tom, Vinicius, Menescal, João Donato e Johnny Alf, entre outros. Ingressos a R$30. No All of Jazz, à rua João Cachoeira, 1366, no Itaim.

… … …

SEGUNDA-FEIRA – 18 de junho – 22h30 … Iá – Na Minha Sala … A cantora apresenta a 10° edição do “Na Minha Sala”, show transmitido ao vivo de sua casa pela página oficial da artista no Facebook. No repertório, canções do seu disco “Esquerdo Direito” e releituras de Lenine, Gonzaguinha e Red Hot Chili Peppers. Participação da cantora e compositora guarulhense Nina Oliveira.

… … …

TERÇA-FEIRA – 19 de junho – 16h … Agenda Cultural das Perifeiras – com Ruivo Lopes … Todas as terças-feiras você fica por dentro de muitos eventos legais da programação alternativa da cidade. O promotor cultural e dj Ruivo Lopes apresenta o programa Agenda Cultural das Periferias, uma parceria da Ação Educativa com a Rádio Comunitária Heliópolis FM. Tem dica cultural gratuita, sarau, lançamento de livros e discos, bate-papo e cursos, apresentações de teatro, dança e música. Na net, pelo www.radioheliopolisfm.com.br ou no rádio pelo 87,5 FM.

… … …

TERÇA-FEIRA – 19 de junho – 19h … Terça Autoral … Sarau organizado por Wolf do Vale e Fabricio Dias abre espaço à arte autoral. Com palco aberto e pocket-show de Ramon Gonzalez. No Don Ramon Rock Bar, à rua Jaguarema, 47, em Guarulhos.

… … …

TERÇA-FEIRA – 19 de junho – 19h … Lançamento do livro ‘Era uma vez e outros contos‘, de Rosália Milsztajn e sarau com microfone aberto para quem quiser ler um conto ou poesia da autora, além de um bate-papo sobre sua literatura, com ela e William Soares. O grupo de chorinho Rasteirinho se apresenta às 20h30. No Midrash Centro Cultural, à rua General Venâncio Flores, 184, no Leblon, Rio de Janeiro.

… … …

TERÇA-FEIRA – 19 de junho – 19h14ª Edição do Sarau da Vergueiro abre espaço para músicos e poetas. Na rua Vergueiro, 883, na Liberdade.

… … …

TERÇA-FEIRA – 19 de junho – 19h30 … Palestra “História da Música Brasileira no Japão, de 1938 a 2018“, do jornalista japonês Willie Whopper, grande conhecedor e divulgador de nossa música no Japão. No Centro de Pesquisa e Formação do Sesc, à rua Dr. Plinio Barreto, 285, 4o. andar. Na Bela Vista. Entrada franca.

… … …

QUARTA-FEIRA – 20 de junho – 19h … Slam do Grito – Aniversarau de 5 Anos … Sarau comemora niver e realiza edição especial só com palco aberto, sem batalha poética. No Nosso Bar Trecão Lanches e Aperitivo, à rua Nova Louzã, 66, no Ipiranga.

… … …

QUARTA-FEIRA – 20 de junho – 19h … Lançamento antologia UBE – Contos de Amor e Dor … A União Brasileira de Escritores convida para o lançamento da primeira antologia organizada e publicada sob o selo editorial UBE. Na rua Rego Freitas, 454, 6º andar, conjuntos 61 e 62.

… … …

QUARTA-FEIRA – 20 de junho – 19h30 … Lá na Laje – com Santa Mala e Karen Dolorez … Projeto criado pela jornalista Jéssica Balbino discute o fazer literário e suas interações. Santa Mala é um trio de rappers composto pelas irmãs bolivianas Jhenny, Pamela e Abigail Llanque que aborda temas como imigração e feminismo. Karen Dolorez é artista visual que utiliza o crochê como instrumento para sua expressão artística, criando grandes painéis e espalhando pelos muros das cidades. No Sesc Pompeia, à rua Clélia, 93.

… … …

QUARTA-FEIRA – 20 de junho – 19h30 .. 8º Quarta Autoral da Casa Amarela & Zé Rock Bar … Sarau tem palco aberto e pocket-shows com os convidados Punky Além da Lenda (grafiteiro e compositor) e Beto Rio (poeta e compositor), que lança o seu cd homônimo. No The Wall Zé Rock Bar, à rua Igarapés, 1219a, no Jardim dos Ipês.

… … …

QUARTA-FEIRA – 20 de junho – 20h … A Ópera e suas Histórias … Curso ministrado pela regente, arranjadora, cantora e pesquisadora Dani Mattos. A origem da ópera, sua evolução, exemplos de seus diversos estilos, cantores e regentes importantes, a importância social e cultural do gênero. Ingressos a R$40. No Espaço Cultural Caraiga. Confirme presença aqui e receba o endereço por mensagem inbox.

… … …

QUARTA-FEIRA – 20 de junho – 21h … Talento MPB – Trio Sinhá Flor … Projeto que visa abrir espaço à diversidade de nossa música traz o trio (formado por Carolina Bahiense, Cimara Fróis e Talita del Collado) que apresenta seu forró pé-de-serra. No Bar Brahma, à avenida São João, 677. Ingressos a R$20.

… … …

QUARTA-FEIRA – 20 de junho – 21h … Gringa Music – com Joana Reais e Múcio Sá … Ela é portuguesa e vive no Brasil. Ele é brasileiro e escolheu Portugal para chamar de casa. Essa bagagem cultural intercontinental é mote para belas criações. Com Joana Reais (voz), Mucio Sá (violão e guitarra portuguesa) e a participação de Leo Costa (violão). No Al Janiah, à rua Rui Barbosa, 269, na Bela Vista.

… … …

QUARTA-FEIRA – 20 de junho – 21h … Pedro … Catarinense radicado em SP faz show com canções inéditas e releituras de grandes nomes. Pedro canta ‘a inquietude de ser, o prazer e o peso de se buscar, o desassossego do amor’. Vem desenvolvendo carreira solo após breve experiência tocando nas ruas e pubs irlandeses em 2015. No ano seguinte lançou o ep Zam, com canções em português e inglês. No Teatro da Rotina, à rua Augusta, 912. Entradas a R$40 (na porta) e R$20 (antecipado).

… … …

ATÉ 15 DE JUNHO … Exposição do artista plástico Fabiano Carriero ‘que mistura ingredientes coloridos e brasileiros’. No Canto Madalena, à rua Medeiros Albuquerque, 471.

… … …

ATÉ 16 DE JUNHO … Primeira Quermesse da Estação João Felipe de Artes … Espaço de entretenimento artístico promove festa com brincadeiras, jogos e apresentações musicais. Estrada de Taquacetuba, 54, em São Bernardo do Campo.

… … …

ATÉ 30 DE JUNHO … Exposição ‘Madeira Velha’… O artista sergipano Euflávio Gois Lima, ou Madeirart, participante de saraus e eventos artísticos, expõe seus trabalhos em madeira na Biblioteca Pública Alceu Amoroso Lima, na Rua Henrique Schaumann, 77, em Pinheiros. De segunda à sexta, das 10h às 19h. Sábados, das 9h às 16h e aos domingos das 10h às 14h.

… … …

AGENDÃO >>> Fique ligado, pois o agendão é diariamente atualizado (alguns eventos ainda podem entrar). E toda quinta-feira tem um post novo. 

… … …