Neste sábado, dia 18, Arnaldo Afonso canta as incríveis canções poéticas e filosóficas do grande Belchior, no palco Parlapatões – Giostri, à praça Roosevelt, 158, a partir das 19h. Esse era pra ser o assunto de abertura do post. Este blogueiro só queria mesmo era falar de música e poesia, mas não é possível fechar os olhos ante às barbaridades que acontecem em nosso país, governado por um ser desprezível e incompetente que precisa ser tirado da presidência já, imediatamente. A situação é grave e os artistas não podem deixar de se posicionar: #forabolsonaro

.

“O país está doente. Vítima do golpe continuado, a sociedade civil está mergulhada numa noite de retrocessos e desmonte civilizatório(trecho do manifesto dos Poetas Pela Democracia)

.

O texto acima abriu o post da semana passada. E abre também o post desta semana, neste pobre Brasil onde a matança se repete impunemente, onde a nós, povo, só resta perguntar diversas vezes, a cada crime, “quem matou? quem mandou matar? quem matou? quem mandou matar? quem matou? quem mandou matar?”, sem obter as respostas. Os assassinos estão no poder. Somos governados por fascistas, corruptos e genocidas, gente da mais baixa estirpe do pelotão da maldade. Na quarta-feira, eu tive ânsias de vômito ao ler a manchete da Folha:

“Bolsonaro diz que Dom era mal visto na Amazônia e deveria ter tido mais atenção”

O que é isso? Isso lá é fala de um mandatário máximo de qualquer país? Que desrespeito… Enquanto deixa assassinos impunes, culpa as vítimas, que foram cruelmente assassinadas. Eles eram ‘malvistos’ por quem, presidente? Só se for pelos madeireiros, garimpeiros e pescadores ilegais. Eram malvistos pelos bandidos, né?
Um mandatário que faz uma declaração vergonhosa dessas tem de ser tirado da presidência imediatamente a puxões de orelha. Esse é o presidente incompetente, o ser desprezível, o irresponsável facínora, o amiguinho de milicianos e assassinos que o golpe de 2016 nos deu. É o Brasil na ‘vanguarda do atraso’, desde o abominável ‘acordão’ maligno encabeçado pela mais retrógrada e anacrônica classe política e empresarial, com apoio de pseudo-religiosos charlatães e jornalistas indignos de seu nobre ofício. Deu nisso.
Fora, seus pulhas. Canalhas!

.

As ótimas ilustrações de Lafa, Nando Motta e outra que não consegui identificar o autor, foram colhidas na net.

.

.

CHICO, EU TE AMO >>> Já chegou às plataformas digitais o single ‘Que tal um samba?’, de Chico Buarque. O artista anunciou para setembro o início da turnê em que percorrerá o Brasil, tendo a cantora Mônica Salmaso como convidada fixa. A letra me arrepia ao defender a cultura, citar ‘Beleza Pura’, de Caetano, e falar sobre criar um filho num novo Brasil, ‘num bom lugar, numa cidade legal’. E termina com um bom e sonoro palavrão, que é o que esse presidente e seus seguidores merecem, por tudo de ruim que nos fizeram passar nesses quatro longos e tenebrosos anos.
Ao endereçar a esse governo alguns palavrões, em posts indignados que faço às vezes, os amigos me dizem que ‘perco a razão’, que devo me ater apenas aos argumentos, sem xingar. Mas a questão não é a de divergir de quem tem posições políticas de que discordamos. A questão é que eles merecem ser xingados, mesmo. Justamente porque não se trata de divergência política. Eles são antidemocratas, não querem diálogo, não lhes interessa debater políticas sociais, culturais, sanitárias, nem nada. Querem o poder para calar a sociedade e se locupletarem. Faço minhas as palavras e o palavrão de Chico: são uns filhos da puta, mesmo. Então, vamos lá, ‘desconjurar a ignorância e desmantelar a força bruta’. Já.
.
QUE TAL UM SAMBA?
(Chico Buarque)
.
Um samba
Que tal um samba?
Puxar um samba, que tal?
Para espantar o tempo feio
Para remediar o estrago
Que tal um trago?
Um desafogo, um devaneio
Um samba pra alegrar o dia
Pra zerar o jogo
Coração pegando fogo
E cabeça fria
Um samba com categoria, com calma
Cair no mar, lavar a alma
Tomar um banho de sal grosso, que tal?
Sair do fundo do poço
Andar de boa
Ver um batuque lá no cais do Valongo
Dançar o jongo lá na Pedra do Sal
Entrar na roda da Gamboa
Fazer um gol de bicicleta
Dar de goleada
Deitar na cama da amada
Despertar poeta
Achar a rima que completa o estribilho
Fazer um filho, que tal?
Pra ver crescer, criar um filho
Num bom lugar, numa cidade legal
Um filho com a pele escura
Com formosura
Bem brasileiro, que tal?
Não com dinheiro
Mas a cultura
Que tal uma beleza pura
No fim da borrasca?
Já depois de criar casca
E perder a ternura
Depois de muita bola fora da meta
De novo com a coluna ereta, que tal?
Juntar os cacos, ir à luta
Manter o rumo e a cadência
Esconjurar a ignorância, que tal?
Desmantelar a força bruta
Então que tal puxar um samba
Puxar um samba legal
Puxar um samba porreta
Depois de tanta mutreta
Depois de tanta cascata
Depois de tanta derrota
Depois de tanta demência
E uma dor filha da puta, que tal?
Puxar um samba
Que tal um samba?
Um samba
.
PARTICÍPIO PRESENTE >>> Novo livro do poeta Elcio Fonseca foi lançado na semana passada em evento artístico e político promovido pelos coletivo Poetas Pela Democracia, que mobiliza artistas em defesa da cidadania e dos Direitos Humanos, ameaçados pela escalada fascista de Bolsonaro e seguidores. O livro, cuja venda será totalmente revertida para o Movimento Nacional de Luta em Defesa da População em Situação de Rua, traz toda uma discussão sobre poesia e participação política, através de poemas, textos e artigos, incluindo o histórico e o manifesto dos ‘Poetas Pela Democracia’, entre outras informações.

“É preciso/ dizer não/ é urgente/ amar mais/ é premente/ é pra já/ ou jamais”

Mande mensagem para adquirir o livro e veja como foi o evento de lançamento, nas fotos de Roberto Candido.

.

Sábado – 18 de junho – 19h … Arnaldo Afonso Canta e Conta Belchior no palco Parlapatões – Giostri, à praça Roosevelt, 158, no centrão. Entrada franca. Veeeenhaaaa

Após se apresentar no Bar do Frango, no niver de Suzano e de realizar três lives interpretando as canções de Belchior e contando algumas histórias sobre a vida e a obra do bardo cearense, o cantor e compositor Arnaldo Afonso leva o show ao badalado point cultural Parlapatões – Giostri, no centrão de São Paulo.
No show, entrarão ao menos 20 destas canções:
1… Como o Diabo Gosta
2… Sujeito de Sorte
3… Alucinação
4… Não Leve Flores
5… Comentário a Respeito de John
6… Tudo Outra Vez
7… Fotografia 3×4
8… Divina Comédia Humana
9… Coração Selvagem
10.. Na Hora do Almoço
11.. A Palo Seco
12.. Antes do Fim
13.. Conheço o Meu Lugar
14.. Galos, Noites e Quintais
15.. Pequeno Mapa do Tempo
16.. Todo Sujo de Batom
17.. Como Nossos Pais
18.. Velha Roupa Colorida
19.. Medo de Avião
20.. Espacial
21.. Ypê
22.. Paralelas
23.. Princesa do Meu Lugar
24.. Apenas um Rapaz Latino-Americano
25.. Retórica Sentimental
26.. Brasileiramente Linda
27.. Mucuripe
.
Os interessados podem clicar pra ver como foram a primeira live, no dia 9 de novembro de 2021, e a segunda live, em 7 de dezembro, ambas no Instagram
.
ARNALDO AFONSO >>> Cantor e compositor, é um dos organizadores do Sarau da Maria. Além de espetáculos com composições próprias apresentou, durante a pandemia, várias lives cantando os clássicos e contando curiosidades sobre a vida e a obra do genial sambista Cartola (aqui no Festival Satyrianas de 2020). Realizou, ao lado da cantora e atriz Rosa Freitas, seis edições do projeto ‘Lives Caetanas’ (aqui uma delas, no Instagram).
.

ANOTA Aí >>> Na sexta-feira, dia 24 de junho, a partir das 19h30, tem Arnaldo Afonso Canta e Conta Belchior no Carauari Bar e Mercearia, à praça Carauari, 8, na Vila Maria. Entrada franca. Vai rolar um ‘passa-chapéu’ para quem quiser e puder colaborar com o artista. Os mais muderninhos podem fazer um pix para arnaldo.aafonso@gmail.com. Mais detalhes no post da semana que vem

.

… … …

DESTAQUES  DA SEMANA

… … …

Domingo – 19 junho – 16h … ‘Uma Tarde com Carlos Moreira – Música, Teatro e Poesia’, na Aldeia Satélite, à rua Tenente Luiz Fernando Lobo, 118, em São Miguel. Alguns de seus ótimos poemas, colhidos em sua página no Facebook:

.

que fique muito
mal explicado

não faço força
para ser entendido

quem faz sentido
é soldado

.

mais tarde: agora não: mais tarde:
mas não tão tarde que não parta ao mar
aberto do tempo aquele instante aquele
olhar e ver e tocar e ser: a rugosa pele
do tempo sobre a lisura das coisas:
os dedos nas cordas os fios do tear
tecendo subindo descendo e depois
desfazendo o desenho para nunca mais:
tarde: não agora: no agora não: por hora
só este segundo suspenso no nada
que já passou: todo instante é virgem:
sabe a vinho e sangue tudo o que é vivo:
e tudo o que a vida pede é voragem

.

eu te amo, merda
disse sísifo
à pedra

.

o eu
está cheio
de nós

.

siamesas: siamesmas: uma mordendo
a ponta da espiral da outra: outra abrindo
o mar com as mãos para pés que muito
irão navegar: ambas o mesmo âmbar
no olhar: a mesma fome na teta da vida:
a mesma vida em corpos que tesoura
alguma irá separar: é de outra lâmina
essa alma de amar: tempo haverá
em que se vejam na mesma altura:
nessa hora: para ver: até o sol vai parar

.

um pássaro basta
para me trazer
ao chão

.

não jogo o jogo do vazio
por mais que de silêncio fale:
o silêncio é um detalhe
entre as dobras do que vivo

e o que vive não me cabe

.

>>> CARLOS MOREIRA >>> Poeta e professor formado em letras pela UNIR (Universidade Federal de Rondônia). É autor dos livros ‘O evangelho segundo ninguém’, ‘Duas palavras’ e ‘Literatura e libertinagem’, todos editados pela EDUFRO de Porto Velho. Publicou ainda os livros de poesia ‘Cardume’ pela Editora Valer e ‘Corpo aberto’, pela Editora Patuá. Seu mais recente livro ‘Seol’, pode ser adquirido no site da Lavra Editora

.

ITAÚ CULTURAL >>> Mostra Bispo do Rosário, até 2 de outubro, e Ocupação Lia de Itamaracá, até 11 de julho. Na av. Paulista, 149

>>> Estão abertas as inscrições gratuitas para o passeio virtual pela exposição “Bispo do Rosário – eu vim: aparição, impregnação e impacto” e pela “Ocupação Lia de Itamaracá”. Vagas limitadas. Saiba mais

.

Sexta – 17 de junho – 20h … A grande Tetê Espíndola apresenta o show A Era dos Festivais, no Sesc 24 de Maio

.

Sábado – 18 de junho – 23h … Ortinho se apresenta no São João de Carauaru, sua cidade natal, em PE. O lançamento de seu álbum ‘Caraurus’ será no palco Azulão, com participação de Riáh e Lula Viegas

.

… … …

COMO FOI

… … …

O blogueiro teve uma semana agitada. Além de se dedicar a este blog e de inscrever o Sarau da Maria num edital do PROAC, participou de alguns eventos bem legais:

.

No sábado, fui ao Espaço Cultural Opereta, em Póa, assistir ao show do grande Zulu de Arrebatá, cantor de timbre único, que nos arrebatou com suas interpretações ao estilo soul-music. Generoso, o artista ainda convidou a mim, Ricardo de Deus e Jocelio Amaro para canjas. Pra completar a noite feliz, no trem para São Paulo, encontramos o cantador Carlos Mahlungo, que também se apresentou na região, no sarau-niver do poeta Cleyton Mendes.

.

Domingão fui até a ZL dar um abração em Gilberto Petruche e Eduardo Osmedio, e parabenizá-los pelos 27 anos do Vídeo Clube Charada e pelos 6 Anos do Festival ‘A Idade da Terra em Transe’. A festa estava superlegal, discotecagem rolando, exposições, casa cheia, muitos amigos e shows legais. Assisti Cirilo e Giuseppe, Capitão Bourbon e conferi o painel desenhado pelo Vander na parede externa da casa. Pra quem não sabe, a Charada é uma locadora de vídeos, point de cinéfilos e músicos, que se transformou num belíssimo espaço cultural. Nesta sexta, dia 17, a festa continua numa live: confira aqui

.

Na quarta-feira participei da gravação de um videoclipe da ong Sarau das Águas e produzido pelo artista ZeMarcio Kaipira, em Veleiros, na zona sul. Na página dele, já tem algumas chamadas com os vários artistas que estão participando da campanha pelo saneamento da represa Billings e do Rio Pinheiros. Aqui, um trecho com este blogueiro cantando. Fiquei contente de poder ajudar nessa causa ambiental tão importante para todos nós

.

Ainda na quarta, cheguei a tempo de curtir o showzaço dos violeiros Ricardo Vignini e Zé Helder, no Blue Note, na av. Paulista. A dupla, que apresentou versões de clássicos do rock para a viola caipira, está lançando seu quarto álbum ‘Moda de Rock Brasil’, com arranjos para músicas dos Mutantes, Raul Seixas, Novos Baianos, Pitty, Ira!, Plebe Rude e Titãs, entre outras bandas de rock nacional. Foi uma delícia. E ainda teve Led Zeppelin, Queen e música clássica. Esses dois violeiros danados de bons nos mostram que a música de qualidade não tem fronteiras e que os estilos se fundem quando interpretados com paixão. E talento, claro, coisa que eles têm de sobra.

.

.

Na quinta-feira fui assistir ao show do talentoso Kleber Albuquerque, a convite do meu querido amigo Duda Jardim. A apresentação aconteceu no Teatro da Rotina, do cantor e compositor Bhezão, agora administrador desse espaço cultural que se abre para os artistas alternativos. Mesmo um pouco rouco, Kleber nos encantou com suas entonações delicadas e suas poéticas composições (no vídeo acima, Eclipse, seu novo single). Cantou algumas inéditas e entoou, junto com o público, alguns clássicos de seu repertório. Generoso, ainda chamou ao palco Gabriel de Almeida Prado, Gerro e Marco Vilane, artistas que foram lá só para vê-lo. Eita noitada boa… Fiquei feliz também por conhecer pessoalmente Flávio Alves, parceiro de Kleber, e July SK, filha de Madan, com quem mantinha contato apenas pelas redes sociais.

.

UM BEIJO PRO JOÃO AUGUSTO >>> Esta sexta-feira começou péssima. Logo de manhã li no Facebook sobre a morte de mais um amigo querido. O João Augusto, ou João Mané. O João dos Chapéus, como também ficou conhecido. O João que eu encontrava na feira de sábado e pelos botecos da nossa Vila Maria. Amigo que conheci em 1976, no colégio Paulo Egydio, sempre de bom astral, com seu lenço no pescoço. Era estiloso, o rapaz. No dia 7 de março passado, quando ele aniversariou, lhe escrevi um textinho de parabéns sem saber ainda que ele enfrentava um câncer. Quando soube, lhe mandei mensagem, inbox, me prontificando a ajudá-lo no que eu pudesse. Vi que ele não visualizou nenhuma das duas mensagens. Hoje veio a triste notícia. Adeus, amigo. Obrigado por ter nos ofertado a bondade imensa de seu generoso coração. Sua gentileza, sua amizade sincera. O João, desde os tempos do pátio da escola, gostava de cumprimentar os amigos com um beijo. Então, um beijo, meu querido, um beijão pra você.

Aqui o textinho que lhe enviei em seu último niver. Quando digo ‘todos precisam de um ombro’, me refiro ao que ele me disse em nosso último encontro, no começo do ano, na feira de sábado. Sua irmã tinha morrido recentemente e ele me contou de sua tristeza. Depois, eu falei de meu show com canções do Belchior. Ele disse que queria ver. E ficamos de nos ver. Sábado, nos Parlapatões, vou dedicar o show a ele. Ah, João… a minha alucinação tá sendo suportar esses dias assim…

Já chamei o João Augusto de primo da Alice, de João do lenço no pescoço, de João português, de João maçã, de João Mané, de João do chapéu e só de João também… e de Véio do Rio, brincando, quando ele deixa a barba bem grande… Primeiro, eu lembro de encontrar com ele no pátio da escola… faz teeeempo… Hoje a gente se encontra muito na feira de sábado, na Araritaguaba… às vezes, andando na avenida ou pelas quebradas da Vila Maria… somos andarilhos e vila marianos convictos… a gente se vê bastante nos bares também… porque somos boêmios, festeiros e cachaceiros… e também o vejo muito pelos saraus… porque a gente gosta de um sonzão e de arte em geral… porque temos muitos amigos artistas… e somos arteiros… A gente tá sempre batendo um papo, mesmo que rápido. E tomando umas… e às vezes é demorado… e tamo sempre desejando o melhor um pro outro… às vezes acontecem uns lances que lamentamos um pouco… às vezes, muito… todos precisam de um ombro… mas, temos que seguir em frente… e passa o tempo e logo nos vemos contentes de novo… ele tem um astral legal… Feliz niver, João… amigo véio, pessoa boa, grande coração… parabéns.

.

… … …

‘TODA SEXTA, UMA NOVA CANÇÃO’
TRAZ A QUINTA FAIXA DO NOVO LP

… … …

Após doze edições semanais consecutivas, a seção criada para tirar o pó das minhas composições engavetadas gerou material suficiente para o lançamento de um disco. Como nunca tinha lançado nenhum, batizei esse conjunto de canções de ‘Um Dia Feliz – Meu Primeiro LP’. Sim, é um álbum fake. Como o meu sonho de menino era lançar um LP, então, brinquei de lançar um, artesanal, vendas diretamente com o autor. Não tem no Spotify. Edição numerada e limitadíssima (quantitativa e qualitativamente, dizem as más línguas). Ei-lo:

.

UM DIA FELIZ – Meu primeiro LP – Arnaldo Afonso >>> Ouça as 12 canções desse discão de vinil.

No lado A:
Um Dia FelizSó TeuVisita ÍntimaHey, Girl O Poema GráficoOh, John / Imagine

No lado B:
Tom Jobim No TelhadoE Se De RepenteCoisas do AmorDesvarioValsa DesamorosaSem Disfarce

.

‘BARBÁRIE MODERNA’, O SEGUNDO LP >>> Já postei 4 músicas das 12 do meu segundo LP. A faixa 1 do Lado A, que dá nome ao disco, chama-se ‘Barbárie Moderna‘. Na segunda faixa, ‘Vila Maria & Adjacências de Mim‘, falei sobre meu bairro, na terceira, ‘Talvez‘, relatei as turbulências de uma paixão e, na quarta, Coração Jazz, as improvisações pra suportar a perda de um grande amor. Na quinta faixa, apresento Estrelas Passam Tão Longe, canção um tanto enigmática até mesmo para mim, exceto pelo trecho em que o personagem deixa ‘os chatos de lado’ para a vida seguir bem melhor. Isso, já faz algum tempo, eu entendi direitinho…

.

.

ESTRELAS PASSAM TÃO LONGE (música e letra de Arnaldo Afonso)

.

Estrelas passam tão longe / e a nossa voz no vento vem
Estrelas passam tão longe / e a nossa voz no vento vai
Quanta coragem tens / num gesto singular
Quanta coragem há / num gesto natural
.
Digo palavras que ninguém entende nada
Digo palavras como quem engole espadas
.
Estrelas passam tão longe / e a nossa voz no vento só
Estrelas passam tão longe / e a nossa voz no vento pó
De onde essa força vem / prazeres tão plurais
Onde essa força vai / fazendo acreditar
.
Digo palavras que ninguém entende nada
Digo palavras como quem engole espadas
.
Basta apenas amar / e um humor afiado
Para a vida mostrar sua cor
Vale a pena amar / deixe os chatos de lado
Para a vida seguir bem melhor
.
Estrelas passam tão longe / tão longe, longe, longe
Estrelas passam / tão longe.

.

… … …

AGENDÃO

… … …

Em minha página no Facebook, a programação alternativa do agendão é diariamente atualizada. Confira lá…

BRANCA PRODUÇÕES >>> Produtora do violeiro Betto Ponciano surge ‘com o objetivo de trabalhar desde a produção, gravação, mixagem, masterização em estúdios de música até o lançamento e impulsionamento de trabalhos artísticos nas mídias sociais’. Eu mesmo já estou acertando de gravar na Branca o meu ep ‘Cinco Canções de Amor e uma Balada Desesperada’ (aguarde mais informações).

No vídeo, gravação realizada lá: um trecho de ‘Deixe o Sol Chegar até Mecê‘ e ‘Viola Avarandada’. Contatos in box

DEH OLIVEIRA >>> Talentoso músico se apresenta em diversos bares da cidade neste fim de semana. Fique ligado na programação em sua página no Facebook

Sexta – 17 de junho – 20h … Show ‘Os Samicos’. No repertório, músicas autorais e parcerias dos três Samicos: Julio (pai), Rodrigo e Rogério (filhos), em formato acústico. No Teatro de Santa Isabel, em Recife – PE

PROJETO [B]OIÁ >>> Grupo Xingó, fundado há 15 anos e sediado na Mooca, abriu inscrições, gratuitas, para núcleos de pesquisa artística em dança, teatro e audiovisual. O projeto chama-se [B]oiá: Dissidências submersas e é focado na ancestralidade. Saiba mais sobre o trabalho do grupo

WOYZECK >>> DOMINGO E SEGUNDA – 19h >>> ‘Woyzeck, uma desterritorialização em curso’, espetáculo do Grupo Redimunho. Montagem baseada na obra fragmentada do escritor e dramaturgo alemão Georg Buchner marca os 17 anos de atividade da companhia teatral. Na peça, reflexões sobre a vida no campo e os dilemas vividos pelo trabalhador, sempre levando em conta os aspectos políticos, sociais e culturais da atualidade. Os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria 1h antes do início da peça. Direção e dramaturgia de Rudifran Pompeu. Temporada vai até 25 de julho, aos domingos e segundas, sempre às 19h. Na Ocupação 9 de Julho, do MSTC (Movimento Sem Teto do Centro), à rua Álvaro de Carvalho, 427

DUDA JARDIM MUSICANDO >>> O músico, cantor, compositor e ator Duda Jardim também é produtor cultural. Organiza eventos, realiza shows e participa dos saraus da cidade. Em seu canal no YouTube, além das canções autorais de seu cd ‘Parede da Memória‘, há vídeos interessantes onde ele analisa e comenta grandes clássicos da mpb (como ‘Preciso Me Encontrar‘). Visite o canal e confira a série de entrevistas com artistas da cena alternativa, como Akira Yamasaki, Tom Kbélo e Esther Alcântara, entre outros. As mais recentes são com Edu Brisa e a turma do grupo de teatro da CTI, com o músico goiano radicado em São Paulo, Adriel Viniciuse com o poeta e cantadorMauri de Noronha(no vídeo acima, a parte um; aqui a parte dois)

>>> DUDA COM JORGE MELLO >>> Confira também o bate-papo de Duda Jardim com o multiartista Jorge Mello, um dos principais parceiros de Belchior e membro fundador e participante ativo do grupo que ficou conhecido como ‘Pessoal do Ceará’ (este blogueiro participa da conversa). Veja a primeira parte da entrevista. Aqui, a segunda

QUE CAIA O REI‘ >>> Canção da banda Anhangabahy é um funk-marchinha que expressa o desejo comum de novos e melhores tempos, com mais empatia e humanidade, ‘unindo as pontas do afetivo e do político: é ao mesmo tempo uma canção de amor e de rebeldia, um elogio ao espírito livre e esperançoso, um grito de otimismo’. O clipe, concebido, dirigido e editado pela vocalista Hévelin Gonçalves, colheu retratos em vídeo de quase trinta pessoas pelas ruas. A canção é de Rui Xavier e o arranjo de Wady Issa Fernandes.

18 de junho – 14h … Lançamento do livro ‘O Terapeuta’, de Sergio Aguilera. Na Livraria Martins Fontes, à rua Dr. Vila Nova, 309

TRILOGIA RICHARD FOREMAN >>> Até 31 de julho >>> A Cia Nova de Teatro comemora seus 20 anos de atividades apresentando três obras inéditas do dramaturgo norte-americano Richard Foreman. Cada peça fica em cartaz por três fins de semana seguidos: às sextas e sábados, às 20h e aos domingos, às 19h, no Centro Cultural Olido – Sala Paissandu, à av. São João, 473. Entrada franca, retirar ingressos com 1h de antecedência. Compõem a ‘Trilogia’ as peças ‘Os Deuses Estão Marretando a Minha Cabeça’ (de 3 a 19 de junho), ‘Bad Boy Nietzsche’ (de 24 de junho a 10 de julho) e ‘Prostitutas Fora de Moda – Um romance real (de 15 a 31 de julho)’. Direção e iluminação de Lenerson Polonini, tradução de Fábio Fonseca e trilha sonora de Wilson Sukorski. No elenco, Fábio Mráz, Carina Casuscelli, Marcelo Marothy, Rafael Schmitt, Joelle Malta e Simone Heitor. Participação especial em voz off e vídeo, Paulo Cesar Peréio

CANCELADO: OS DEUSES ESTÃO MARRETANDO A MINHA CABEÇA >>> Nesta semana os espetáculos foram cancelados. Sinopse: Dois lenhadores rivais esmagam tudo o que vêem pela frente, esperando que a verdade cósmica venha substituir a banalidade de suas vidas cotidianas. Uma bela mulher inicia-os nos mistérios do sexo, da morte e da ressurreição. A peça apresenta uma série de exercícios espirituais que contestam o fascínio do erótico e as falsas promessas de sabedoria e poder. Nessa versão, com contornos de brasilidade, os machados dos lenhadores ganham auxilio de motosserras: uma alusão ao contexto atual de desmatamento da Amazônia, ampliando a dimensão da obra para uma abordagem de problemas político-sociais do país. O cenário virtual inclui fragmentos de uma Amazônia devastada pela ganância do motosserra e suas consequências para o planeta.

POETAS PELA DEMOCRACIA >>> Fundado em Agosto de 2020, o coletivo ‘Poetas Pela Democracia’ reúne hoje uma centena de poetas, de várias partes do Brasil, e computa mais de 70 mil pessoas alcançadas, com mais de 20 mil engajamentos, leitores em todas as capitais brasileiras e ainda França, Portugal, Alemanha, Suíça, Filipinas, Estados Unidos, Bélgica, Moçambique, Índia e Nicarágua, entre outros. Visite sua página e saiba mais

….

ZOOM ZOOM ZOOM… É POESIA! >>> Programa do multiartista Claudio Laureatti é uma vitrine de poetas e suas tendências, convidando também artistas de circo, contadores de histórias, músicos e atores. Inscreva-se no canal. Nesta edição, comemorando o segundo aniversário dos ‘Poetas pela democracia’, com Andri Carvão, Karlos Chapul, Yara Camilo, Dagô D’Aragorn, Poeta Seu Zé e Deolinda Nunes. Assista

CASARTE MARGINAL, >>> Programa semanal apresentado por Paulino Alexandre na web rádio CasilêOca, recebe artistas do circuito alternativo. Reapresentação no domingo às 17h.

CONCURSO LITERÁRIO DE CONTOS E CRÔNICAS DA FELILI 2022 >>> O concurso visa fomentar, divulgar e prestigiar escritores e escritoras, preferencialmente da região de São Miguel Paulista, colocando-os em contato com a produção literária de Maputo (Moçambique), que participará em condições iguais e cujas obras selecionadas farão parte de uma antologia de contos e crônicas produzidos em ambos os países na antologia inEDITO nº01. A inscrição é gratuita e vai até 26 de junho

SARAU NA COZINHA >>> Programa mensal ‘Sarau na Cozinha’, produzido pelo Coletivo Marginaliaria, apresenta o terceiro da série de 24 episódios. Nesta edição com Bruna Mascarenhas e Bruna Black. Assista os dois primeiros, que ficam disponíveis no canal do Youtube

REVISTA DA QUEBRADA >>> Joad Lima, editor, informa que já está disponível a 19°edição edição da Revista da Quebrada (clique para acessar o novo número e também as edições anteriores). Na matéria de capa, homenagem à fotógrafa e ativista cultural Marina Pinto, falecida recentemente, que, além de colunista, participou do projeto da publicação desde seu início

SONS DA RESISTÊNCIA >>> Programa transmitido para Brasil, Itália, Peru e Equador. vai ao ar pela Expedição CoMMúsica, com curadoria e apresentação de Elizabeth Del Nero Tuca, toda sexta, às 19h, apresentando somente artistas independentes e atuantes na cena underground. Clique para ouvir

.

>>> EXPEDIÇÃO COMMÚSICA >>> Adquira as Camisetas Psicodelize da Expedição Commúsica, com arte de Stevan Zanirati e cadernos artesanais de Namatim Arte na loja da Rádio Expedição Commúsica. Parte da renda é revertida para a manutenção da Expedição CoMMúsica. Encomende por aqui

A PARTILHA DO POÉTICO >>> Décima edição do programa homenageia Oswald de Andrade. Participação de Aguinaldo Gonçalves, poeta e professor da Unesp, Léo Gonçalves, poeta e tradutor, Luana Portella, professora e pesquisadora, Luís Turiba, poeta e jornalista, e Luciana Jardim, professora e pesquisadora da Unipampa. Evento acontece sempre no dia 1 de cada mês, com coordenação e mediação de Anelito de Oliveira, editor da Revisa Sphera. Visite o canale confira os programas com Manuel Bandeira, Tarsila do Amaral e Mário de Andrade

FEMININE HI-FI >>> Banco de profissionais promove a divulgação da produção musical feminina ligada ao reggae. Saiba mais

PAPO ROCK >>> Programa apresentado por Arnaldo Marques vai ao ar às sextas-feiras, às 20h, com reprise aos domingos, às 20h e às segundas-feiras, às 23h. Com transmissão pela web rádio CDR

ACORDES URBANOS – TERÇAS E QUINTAS >>> Programa passa a ser também às terças, às 16h. na Rádio e Tv Nuar. Com Quinho, Passarinho e Gregório entrevistando artistas alternativos. A edição das quintas, às 18h, continua valendo

ÀS TERÇAS – 20h >>> TV MCA – Moto, Cultura e Afins, programa apresentado por Adilson Aragão e Norberto Cassa, todas as terças-feiras com transmissão peloYouTube

ÀS SEGUNDAS – 19h >>> Propagassom Tom-K, apresentado por Tom Kbélo na rádio Expedição CoMMúsica – www.commusica.com.br

HORA 13 AGORA >>> Prof. Matias Vieira apresenta programa de entrevistas sobre temas sociais, políticos e culturais, transmitidos ao vivo pelo canal em sua página no Facebook. Fique ligado na programação

QUINTA A DOMINGO – ATÉ 26 DE JUNHO >>> Peça ‘Play Beckett’ reúne ‘três dramatículos e uma pantomima’. Curta temporada com ingressos a preços populares. De quinta a sábado, às 20h, e aos domingos, às 18h. No Teatro Aliança Francesa, à rua General Jardim, 182

ATÉ 19 DE JUNHO >>> QUINTA A DOMINGO … ‘Esperando Godot’, no Teatro Oficina, com direção de Zé Celso. No elenco: Alexandre Borges, Marcelo Drummond, Tony Reis, Ricardo Bittencourt, Roderick Himeros e equipe de técnicos-artistas-atuadores. De quinta a sábado, às 20h, domingo, às 18h. Na rua Jaceguai, 520, no Bixiga. Ingressos no Sympla

GELEDÈS >>> Web série ‘Geledés – Caminhos e Legados’ registra a luta das mulheres negras no Brasil e a atuação da organização para a erradicação do racismo e sexismo na sociedade brasileira. Serão 9 episódios, com duração de 10 minutos cada. Entre as participações especiais estão Antonia Aparecida Quintão, Erica Malunguinho, Flavia Oliveira, Flavio Carrança, Maria Sylvia de Oliveira, Natália Carneiro, Neon Cunha, Rafael Pinto, Sharlaine, Suelaine Carneiro, Suelen Girotte, Sueli Carneiro e Winnie Bueno. Saiba mais

ÀS SEGUNDAS – 19h >>> Live do programa Geringonça promove interessantes debates semanais sobre questões contemporâneas: cultura, política e saúde. Fique ligado no canal para assistir e participar: Coletivo Resistência/CCD-LL no Youtube e no Facebook

BOM DIA POÉTICO >>> O poeta e ator Milton Luna divulga diariamente em grupos do zap o trabalho de poetas de todas as regiões brasileiras. Lá conheci os textos de ótimos escritores, que vou publicando por aqui também. Aguarde

ÁLBUNS DE CABECEIRA >>> Programa começa ao meio-dia do domingo e vai até o meio-dia da segunda-feira, na Rádio Jardim Psicodélico. Um convidado escolhe 13 álbuns que o influenciaram e conta um pouco sobre cada um. Entre no link do site e clica no player da radio ou na 2° opção para ouvir a rádio.

MADAN LIVES >>> Série de encontros promovidos pela trompetista July SK, filha do músico morto precocemente, aos 53 anos, em 2014. Nas lives, parceiros e amigos relembram histórias e canções do artista. Fique ligado no Instagram. Se inscreva no novo canal de Madan no YouTube

ÀS SEXTAS – a partir das 19h30 >>> Slam da Guilhermina. Batalha poética acontece na saída da estação Guilhermina-Esperança do metrô, na ‘pracinha’ da rua Astorga

ÀS TERÇAS – 19h … Tato Fischer promove o seminário ‘Como é que Você Compõe’, série de bate-papos com artistas. Evento privado – via Zoom. Saiba mais e inscreva-se

ÀS SEXTAS – 10h >>> Marco Vasques apresenta o programa JTT-CULTURA, dentro do JTT- A MANHÃ COM DIGNIDADE, do porta Desacato, sempre com três poetas convidados e aberto a participações. Ao vivo, nas mídias sociais do Portal Desacato

ÀS SEGUNDAS – 13h … ‘Diversidade em Ciência’, programa de entrevistas apresentado por Ricardo Alexino Ferreira, é voltado para as ciências das diversidades e direitos humanos. Reprise às terças-feiras, às 2h da manhã e aos sábados, às 14h. Na rádio USP 93,7 MHz/SP ou na net

ATÉ 26 DE JUNHO – SEXTA A DOMINGO >>> Morte e Vida Severina. Nova montagem do texto de João Cabral de Melo Neto tem banda tocando ao vivo as músicas de Chico Buarque. Direção de Elias Andreato. Às sextas e sábados, às 21h, e aos domingos, às 19h. No teatro Tuca, à rua Monte Alegre, 1024

CCN NOTÍCIAS é um site voltado principalmente para a Zona Norte. O Coletivo de Comunicação Norte Notícias foi lançado em novembro de 2020. Entre lá, dê uma olhada geral e compartilhe. Divulgue mais essa iniciativa em prol de um jornalismo progressista, antifascista e em defesa da democracia

AOS SÁBADOS – 15h … ‘Tome Prosa, Tome Poesia’, com mediação de Antônio Mariano, convida  poetas para bate-papo. Live com transmissão pelo Facebook e YouTube do mediador

ÀS SEGUNDAS – a partir das 19h >>> Sarau Segunda Negra tem convidados e palco aberto. No Espaço Cultural Libertário Fofão Rock’n Bar, na Estrada das Taipas – 3827

LEONE DA GAITA >>> Além de show no formato ‘violão, gaita & voz’, com repertório e histórias de Robert Johnson a B.B.King, o artista também dá aulas para iniciantes de violão e gaita (diatônica e cromática). Contate pelo zap: 11-9.8173-0897 ou mande msg inbox

ÀS QUARTAS – 22h15 … Programa Toca do Autor na Rádio Brasil Atual, pelo 98,9 FM ou pela internet. Apresentação de Alexandre Tarica e Regina Cell

RADIOLA DA MEMÓRIA >>> Série de podcasts conta histórias de pessoas e suas memórias sonoras. A cada episódio uma experiência sensorial diferente. Nos dois primeiros, parceria entre o canal Avosidade e a atriz Janaina Sant’Ana, que narra os episódios

ÀS TERÇAS – 20h >>> Programa ‘Contraponto’ entrevista produtores, instrumentistas e compositores para compreender um pouco mais do mercado brasileiro da música. Com Serginho Sagitta, do programa Sons do Brasil, e Mateus Mello, do canal Tropicalismo Selvagem. Se inscreva no canal do YouTube 

MARCELO BARUM >>> Esse grande artista, cantor e compositor do grupo Tarumã, também dá aulas de violão, vocalização e composição. Tem módulo para iniciantes, pra quem já pratica um pouco e pra quem quer aprimorar ainda mais seus recursos teóricos e práticos. Saiba mais aqui

SELETA MENSAL >>> Músico Dharma Samu apresenta programa que vai ao ar às 18h, de segunda à sexta-feira, na Rádio Jardim Psicodélico, com reprise às 12h. No repertório, rock, jazz, música brasileira e independente

GRUPO ECDE >>> O grupo Esquerda Compra da Esquerda nasceu em novembro de 2020 e rapidamente conectou em seu perfil mais de 156 mil pessoas realizando negócios, produzindo, criando e encontrando uma grande rede de apoio. Visando empoderar economicamente seus membros e semear cultura, em abril de 2021 organizou o Primeiro Festival de Música de Esquerda do Mundo, reunindo 32 atrações musicais de diversas regiões do Brasil e do mundo, promovendo o protagonismo de artistas de esquerda no triste cenário de pandemia, isolamento e des-governo fasci-negacionista. Saiba mais

.

.
CASO MARIELLE: QUATRO ANOS DE VERGONHOSA IMPUNIDADE >>> No dia 14 de março de 2018 a vereadora Marielle Franco, aos 37 anos, foi assassinada no bairro da Lapa, no Rio. Ela era relatora da Comissão dos Direitos Humanos que acompanhava a intervenção militar no RJ. Havia feito denúncia contra abusos policiais e após voltar de um evento com jovens negras, foi baleada. Anderson Gomes, motorista do carro em que ela estava, também foi executado. Desde então, protestos contra o bárbaro crime se repetem em várias cidades brasileiras. Marielle lutava por justiça, inclusão e igualdade de direitos. Defendia as causas que todos nós, artistas, coletivos dos saraus e defensores da democracia e dos direitos humanos defendemos. Quatro anos depois, este blog continua aguardando o esclarecimento do caso e a punição dos assassinos e mandantes. As balas que a mataram atingem a todos nós. Não podemos nos calar. Até quando vou ficar semanalmente repetindo esse texto aqui? Será que vai ficar por isso mesmo? Por que a resposta não vem? Quem matou (e quem mandou matar) Marielle?

.

.

Faz 4 anos que eu repito esse texto. E vou continuar repetindo enquanto o blog existir. É meu compromisso em defesa da democracia e da liberdade, ambas ameaçadas pela impunidade de assassinos e pela omissão das autoridades. Repito o texto que eu já sabia que ia repetir. Se temos dois suspeitos presos (a quem ninguém entrevistou, confrontou, nem perguntou os motivos) ainda falta saber quem mandou matar Marielle. Nós, brasileiros democratas, seguimos de braços dados com ela, esperando que a justiça seja feita. Os assassinos talvez tenham a proteção momentânea de organizações ou de eventuais autoridades fascistas. Que podem mirar nas nossas cabeças. E até nos matar, um a um (‘matar uns 30 mil’, como disse o atual presidente, sem ser punido nem ter sua candidatura impugnada). Só não poderão evitar que Marielle renasça mais forte, todos os dias, no corpo e na mente de cada menina guerreira da cidade do Rio de Janeiro. E nas periferias de todo o Brasil.

Marielle sempre estará presente.

.

.

MAIS NALDOS NEW’S >>> Tenho canções postadas em dois canais no YouTube (canal um e canal dois), além de vários registros de minhas participações pelos saraus da cidade (é só pesquisar pelo meu nome). O blog também está no YouTube e tem projetos de transmissão de programas e lives para 2022. Este blogueiro, poeta e cantor, informa aos interessados que tem quatro espetáculos prontinhos da Silva para apresentações presenciais nas Casas de Cultura, Ceus, Bibliotecas e Sescs e que foram adaptados para o formato de lives durante a pandemia. São eles:

.

1 – Arnaldo Afonso Canta e Conta Cartola >>> Além das Casas de Cultura, o espetáculo foi apresentado no Festival Satyrianas

.

2 – Rocks, Pops & uns Toques de Poesia >>> Arnaldo Afonso canta repertório autoral. Versão online de shows presenciais realizados no palco dos Parlapatões, no Bar do Frango, no Eclipse, no Centro Cultural Charada e na Tom-K Produções

.

3 – Arnaldo Afonso Canta e Conta Caetano >>> A série ‘Lives Caetanas’ teve 6 edições (a primeira teve mais de 1.500 visualizações, mais de 700 comments e cerca de 150 compartilhamentos). Aqui uma delas

.

4 – Arnaldo Afonso Canta e Conta Belchior >>> Veja a primeira e a segunda edição das ‘Lives do Bel-Prazer’.

.

EP >>> Além dos shows sobre a vida e a obra de Belchior, Cartola ou Caetano, e de me apresentar cantando repertório autoral, pretendo realizar ainda este ano a gravação do ep ‘Cinco Canções de Amor e uma Balada Desesperada‘. Aguarde.

.

Quem puder contribuir com as lives e várias outras atividades do artista, segue o PIX: arnaldo.aafonso@gmail.com

.

.

… … …

UNS SONS & AFINS

… … …

APONTAMENTOS DE UMA NOITE DE PELEJA >>> Após se apresentarem no Primeiro Festival ECDE de Música, em 2021, o coletivo multiartístico ‘Os Ditos’ recebeu diversas mensagens de outros artistas participantes e de sua rede de amigos, estreitando laços e fortalecendo essas relações. No vídeo, eles nos mostram sua visão emocionada desses acontecimentos: são músicos, poetas, cantores, artistas. Resistências. Assim nasceu a ‘canção-manifesto’, ‘Apontamentos de uma noite de Peleja’, uma criação coletiva, feita a partir de fragmentos das mensagens recebidas. Além dos Ditos (Marc Florindo, Paulo Pepe e Rivaldo Giancotti), que tocaram, cantaram, declamaram, editaram e ilustraram o single-vídeo, participam com letras e vozes Plinio Delphino, Heliane Lima Lourenço, Tais Dantas, Carlos Nêgo, Paulo Pixu, Miriam Casas, Silvia Maria Ribeiro, Amaury ZG e Eduardo Proffa. Saiba mais sobre os projetos do coletivo

BEMBOLADO >>> Selo do músico e escritor Edmar Silva, em poucos meses, já apresentou ao público alguns trabalhos de talentosos artistas (entre eles, o próprio Edmar), fortalecendo a cena cultural alternativa. Clique e confira as chamadas ‘Coletâneas Bem Boladas’: Super Sons Vol.1SonicdalíaSonidos LatinosLisérgico Brasil

‘NASCENDO’ >>> Já está nas plataformas digitais o single ‘Nascendo’, do dueto de mpb Rios Flutuantes, formado pelo poeta e cantor Rudá Ventura e pelo pianista e regente Rodolfo Schwenger

O TEMPO É SEU IRMÃO >>> Violeiro Chico Lobo lançou álbum ‘O Tempo é Seu Irmão’ em todas as plataformas digitais – e com cd físico também. Participações de Luiz Caldas, Kleiton & Kledir, Tetê Espíndola e Sérgio Andrade (da Banda de Pau e Corda). Produção musical de Ricardo Gomes. No link

ASSOCIAÇÃO LIVRE INVISÍVEL >>> Banda lançou no YouTube o registro do show comemorativo de seus 10 anos, realizado no final de 2021 na Casa de Cultura Chico Science – Ipiranga, no dia 18 de dezembro de 2021

UILSON PAIVA >>> Cantor e compositor lança nas plataformas a música ‘Amar Deixar-se Amar‘. Participação do saxofonista Milton Guedes

KATYA TEIXEIRA >>> Cantora, compositora e produtora cultural programa série de lançamentos para 2022. ‘Making of Canções na Quarentena’ (Parte 1 – Criações e Parte 2 – Instrumentos) conta um pouco do processo de criação dos espetáculos que deram origem ao cd ‘Canções Para Atravessar a Noite Escura‘, também disponível nas plataformas digitais (outro álbum está em produção e deve ser lançado em 15 de julho de 2022). Saiba mais no site da artista 

ADRIEL VINÍCIUS >>> Jovem revelação da mpb, artista goiano recentemente radicado em SP, disponibilizou nas redes sociais o show ‘Tons, Retalhos e Beats‘, apresentado no festival ‘Canto da Primavera’, onde interpretou 12 de suas canções, em meio a relatos poéticos e crônicas da vida urbana. Em 2016, o artista lançou o álbum duplo ‘Prazer, meu Nome é Via Láctea‘. Ouça: disco 1 e disco 2Em 2019, apresentou ‘Vivo Aqui e Agora‘, álbum gravado no projeto ‘A Casa de Vidro’. Em breve, Adriel será um dos artistas convidados na volta do Sarau da Maria presencial

CARUARUS – ORTINHO >>> Cantor e compositor pernambucano, oriundo da cena do mangue beat, disponibilizou nas plataformas digitais seu novo álbum, ‘Caruarus‘, disco de forró feito com muitos parceiros: Azulão, Chico César, Anastácia, Lula Viegas, Josildo Sá, Kiki Vassimon, Marco Polo e Zeca Baleiro. Disco tem 10 faixas e produção de Yuri Queiroga

ROGER MARZOCHI >>> Campanha de financiamento coletivo visa arrecadar fundos para a gravação de um álbum com improvisações livres do saxofonista com paisagens sonoras de Fernando de Noronha, captadas pelo cientista Raul Rio Ribeiro, que assina a primeira música desse projeto. Parte dos recursos serão destinados à ong @oceansoundorg. Para contribuir, acesse o site 

VANESSA BUMAGNY >>> Novo álbum da cantora, ‘Cinema Apocalipse‘, tem participações de Zeca Baleiro, Chico César e Fernanda Takai, além de parceria com Luiz Tatit. Já disponível nas plataformas digitais. Com produção de Rafael Castro, disco tem dez faixas, incluindo o poema ‘Lady Lazarus’, de Sylvia Plath, musicado pela cantora

‘CANTO PERIFÉRICO‘ >>> Chega às plataformas digitais ‘Canto Periférico‘, single de Adolar Marin em parceria com Flávvio Alves, que faz parte de seu segundo álbum de parcerias, o ‘Outros Caminhos – Volume Dois’

WANDER B >>> O ator e escritor tem também consistente trabalho na área musical. Confira sua discografia completa, com seis álbuns e dezenas de singles, que está disponível em todas as plataformas. Inclusive a canção ‘Eu Quero Te Amar e Me Amar Por Te Amar , de seu mais novo álbum, ‘Espantalho-querubim‘ . Visite no Spotify

OSNI RIBEIRO >>> ‘Cantigas de Andar’, mais recente álbum do cantador, compositor e violeiro Osni Ribeiro, já está disponível nas plataformas digitais. O nome do disco faz referência ao conceito do ‘Dandô – Circuito de Música Dércio Marques’, projeto coletivo de que participa e que também ‘anda’ pelo Brasil

PÉRICLES CAVALCANTI >>> ‘Saltando Compassos’, novo álbum de inéditas de Péricles Cavalcanti chega às plataformas digitais. Tem parceria com Arnaldo Antunes e participações de Adriana Calcanhotto e Ana Frango Elétrico. Ouça

MARTINHO JORGE >>> O samba ‘Poeta Boêmio Feliz’ já está nas plataformas digitais. Homenagem a Zeca Pagodinho, tem participação de Mauro Diniz. Ouça aqui

AMOR MARRUÁ >>> Guilherme Rondon gravou com Gabriel Sater e disponibilizou nas plataformas sua canção feita em parceria com Zé Edu

.

.

… … …

LIVROS & AFINS

… … …

Livro falado alado pesado prensado musicado. Livre leve levado achado perdido. Livro livre lindo relido. Livro é bicho vivo. Eis aqui mais uma lista de livros de autores do circuito alternativo. São apenas alguns registros, não necessariamente de lançamentos:

QUANDO A LUA É CHEIA >>> Crimes, mistério e romance se misturam no primeiro romance juvenil de Vanessa Ratton. Confronto entre um temido delegado e uma corajosa estudante de jornalismo pode revelar o quanto há de verdade nas lendas que assombram a humanidade. Ilustrações de Marcela Pialarissi. Adquira. Vanessa tem seis livros infantis publicados, é coautora de ‘Encontros à Hora Morta’ (em parceria com Maria Valéria Rezende) e integra o movimento Mulherio das Letras

CANTIGAS DO LUARÉU >>> Novo livro de Claudio Daniel, publicado pela editora Arribaçã, reúne poemas sobre criaturas fantásticas do folclore brasileiro, como Cuca, Saci, Curupira e Boitatá, entre outros. Adquira

EMMA E O SEXO >>> Primeiro volume de uma trilogia. Da romancista e poeta Ilana Eleá, Doutora em Educação pela PUC-Rio, que mora em Estocolmo desde 2011. Saiba mais e adquira

DIANA JUNKES >>>Foi lançado ‘asfalto’, livro de poemas da professora e crítica literária Diana Junkes, pela editora Laranja Original. Ela já publicou ‘clowns cronópios silêncios’, ‘sol quando agora’ e ‘asas plumas macramê’. Com prefácio de André Luiz Pinto e texto de orelha por Alberto Pucheu. Adquira aqui

‘TEMPO SEM CRUZ’ >>> Foi lançado o primeiro livro de poemas da jornalista e produtora cultural Flora Miguel, pela Editora Primata. Adquira aqui

OUTRAS VOZES – Contos Sobre o Negro Escravizado no Brasil >>> Texto de Luigui Ricciardi sobre o livro de contos de Plínio Camillo: “São trinta e três histórias de profunda dor, que mostram a realidade dura em que viviam os negros durante o período de escravidão em nosso país. Embora trate de vozes caladas ao longo dos séculos, são os sentimentos dessas pessoas caladas que vêm à tona”. Saiba mais e adquira o livro 

ESCOBAR FRANELAS >>> Videomaker, poeta, romancista e ativista cultural, Escobar Franelas lançou o livro ‘hipjazzcoolbopfunksambabensoulblue‘, pela Editora Lavra. Para adquirir, acesse

SUMIÇO >>> Foi lançado, postumamente, o romance de Wander Porto, escritor, poeta e letrista mineiro falecido precocemente no início do ano. Para adquirir o livro, mande mensagem para sua filha, Fernanda Porto

ERAM OS POETAS ASTRONAUTAS? … Segundo livro do poeta, ator e produtor cultural Ivan Néris, do coletivo Aldeia Satélite. O autor costuma postar vídeos declamando seus textos no Facebook (acompanhe). À venda na lojinha virtual da editora Lavra (adquira aqui)

VLADO LIMA >>> O poeta e agitador cultural em breve fará o lançamento de seus quarto livro de poemas, NOIA, pela Patuá. Ele já publicou ‘Sabe de Nada, Inocente!‘, ‘Como Suportar Jabs no Baço e Encarar Nocautes‘ e ‘Pop Para-Choque‘, além de criar e apresentar o Sarau Sopa de Letrinhas, há mais de 18 anos. Vlado, também cantor e compositor, é um dos fundadores do famoso Clube Caiubi

TEATRO SOB FOGO CRUZADO >>> No livro, o ator, diretor, sociólogo e professor de teatro Tin Urbinatti narra a trajetória e a produção do grupo Teatro da Ciências Sociais, que dirigiu entre 1973 e 1979, comentando o contexto histórico do período sob AI-5, com censura, perseguições políticas, exílios, prisões, torturas e mortes.

LIVRO DOS SONETOS >>> Foi lançada a tradução do livro do poeta cubano Nicolás Guillén, feita por Cesar Veneziani, que declarou: “Os temas abordados por Guillén vão desde o amor até o engajamento nas lutas de seu povo, sejam elas étnico-raciais ou políticas, que o levaram a fundar a União de Escritores e Artistas de Cuba, da qual foi presidente por largo período. Mesmo abordando temas sensíveis, ele sempre fez uma poesia inspirada, intensa e até, em alguns momentos, bem-humorada”. Edição bilíngue. Clique para adquirir

OS MISERÁVEIS DA SECA >>> Escritor José Sarmento lança seu décimo segundo livro, Os Miseráveis da Seca. Para saber mais e adquirir o livro, clique aqui

SETE CÂNTICOS NEGROS e Outros Tantos Orikis Negros e Índios >>> O poeta José Couto lançou um objeto multimídia. Seu e-book é o que se chama popularmente de ‘três em um’: poemas para serem lidos, acompanhados por belas ilustrações de Artur Madruga e com links para se ouvir os poemas musicados. O livro em pdf tem 96 páginas e está com preço promocional de R$25. Saiba mais e adquira um exemplar 

‘PALAVRAS DO INFERNO’ >>> Projeto literário em que fotógrafa, escritora e diretora Jezz Chimera desenvolve textos baseados em palavras de Dante Alighieri durante a passagem pelo inferno na ‘Divina Comédia’. Toda semana uma palavra é sorteada e, a partir dela, nasce um novo texto que é publicado no Instagram.

‘DISCOTECA BÁSICA’, LIVRO E CAMPANHA >>> Discoteca Básica é o podcast de música do jornalista Ricardo Alexandre. Já estão disponíveis mais de 50 episódios contando a história detalhada da produção de lps e cds fundamentais do cancioneiro nacional, com áudio-documentários e pesquisa minuciosa. Agora, está no ar a campanha pra financiar o livro ‘Os 500 Maiores Álbuns Brasileiros de Todos os Tempos‘, que trará a lista de nossas produções musicais mais importantes, elaborada por 162 especialistas (além de entrevistas inéditas e informações de bastidores)

SANTIAGO DIAS >>> ‘Artigo Raro’, página que divulga escritores da editora Essencial e promove encontros literários, apresenta a primeira parte da reportagem sobre a vida do poeta Santiago Dias, que declama textos seu livro ‘Destino Cigano’

ABCDelas, pela Editora Clóe >>> Primeira antologia de poetas mulheres da história do ABCD, livro (que está à venda por R$30) traz textos de 45 autoras da região, como Dalila Teles Veras, Vanessa Molnar, Rosana Banharoli, Lília Reis, Olga Defavari e Carla Diacov (saiba mais)

CARLA DIACOV >>> Poeta, que já publicou sete livros, abre campanha na APOIA-se: ‘Poema Põe Mesa’ tem mais de 90 posts no mural e 14 audiopoemas, com três valores de contribuição e suas respectivas recompensas (entre lá e saiba mais). O apoio é para que a escritora continue produzindo e postando seu trabalho poético diariamente. Diagnosticada com agorafobia, o que não lhe permite sair de casa, a escritora admite mais essa dificuldade, mas prefere focar a campanha na valorização do ofício poético num país governado por políticos que surfam na onda fascista de ódio aos artistas. E lança questões muito pertinentes:
Por que o escritor deve ter uma outra profissão de sustento?
Qual o valor da arte, da poesia, do tempo do artista?
Por que tão poucos podem viver da arte?

.

.

… … …

Fique ligado em minha página no Facebook, onde divulgo as lives e textos deste blog, além de outras inserções. E, anote: toda sexta-feira (às vezes, quinta) tem post novo. Até lá!

… … …

.