SP 465 >>> No niver de éssepê, selecionei uma pá de canção (e espalhei pra quebrar o textão). É feriadão e você pode ficar relax, de boas, ouvindo e lendo tudo deitado, tranquilão. Ou não. Pode sair por aí e curtir o montão de programação que tem aqui: shows, saraus, expos e lançamentos de livros entre as muitas atividades no niver da cidade. E o agendão é diariamente atualizado, você sabe. Então, se quiser, entre na vibe e se largue: se jogue nessa que é bom à beça! Sampa é sempre muito pra cabeça.

PELOS JORNAIS >>> Gosto de ler jornais. Sei que são todos parciais, uns mais, outros menos. Mesmo assim, aprendi a entendê-los com seus defeitos. E gosto de lê-los. Até trabalho em um. Não penso como meus patrões, mas bem aqui, agora, você está lendo este ótimo blog de esquerda que defende o respeito à diversidade e abre espaço aos artistas alternativos (perdão pela auto-citação e pela falta de modéstia – mas é só um sarro bem-humorado). Certa vez, em conversa com jovens jornalistas do portal do Estadão, eu comentava sobre meu hábito de continuar lendo os jornais impressos, mesmo acessando diariamente as edições digitais. Na net, muitas janelas se abrem e desviam a atenção de um determinado foco inicial. Muito se ganha e perde, instantaneamente. Louvo a ideia de selecionar notícias e enviá-las ao celular do assinante. Mas, pra mim, nada ainda se compara à separação de acontecimentos e análises, por editorias e cadernos impressos. Sim, porque eu sou antigo, você pode argumentar (com razão). Mas eu também sou muito moderno e não tenho preconceito nem dificuldade alguma no uso das mídias digitais. Adoro e usufruo incessantemente, como todos, da interatividade, da portabilidade e, principalmente, de seu maravilhoso banco de dados. Afinal, tá (quase) tudo lá. É só saber pesquisar. E é aí que o bicho pega. No tal do ‘saber’. Ninguém nasce sabendo, né? Saber é uma conquista cotidiana, saber só vem com o tempo. Muitas vezes, nunca vem. Mas o soft do pensar, uma vez instalado, sempre alimentará de sadias dúvidas e ideias originais o seu assíduo usuário. Li por aí (e lamento) que jovens leem cada vez menos, ou leem apenas coisas divertidas e rápidas, e não textos densos e difíceis. Sobre isso, o respeitável escritor israelense e prêmio Nobel Amós Oz (falecido recentemente) declarou:
“O problema é que a política misturou-se às concepções da indústria do entretenimento. Há uma geração inteira de jovens, no mundo todo, que veem mais programas satíricos na tv do que o noticiário. E esse é o único contato deles com a política. Há uma infantilização da raça humana. Adultos sofrem lavagem cerebral da indústria cultural para virar criancinhas, porque as criancinhas são melhores consumidores”

DEZ RECORTES >>> Essa introdução toda é pra dizer que eu gostaria de manter sempre essa seção, com comentários sobre arte e política, mas ela só consegue espaço em dias como esses, nas férias e feriados. Separei pequenos recortes de textos, notícias, artigos e entrevistas extraídos do Estadão, da Folha e do Globo na última semana. Não são os mais ‘importantes’. Mas juntos, a meu ver, formam o terrível esboço de um horripilante animal: o Monster Brasilis, que caminha à direita, cego, surdo e determinado, rumo ao abismo da história. É só juntar os pedaços e conferir:

1 … O antídoto contra o discurso de ódio é a alfabetização digital, defende, em livro, a socióloga Esther Solano Gallego, para que o brasileiro “saiba se informar e se comportar nas redes sociais”. Ela destaca, por exemplo, que “o discurso feminista aqui é fundamental porque o Brasil é um dos países que mais mata mulheres no mundo. E há uma reação muito grande da direita contra as pautas identitárias, cada vez mais presentes na sociedade. Virou bacana falar que é racista, machista, sob o argumento de que não quer se submeter a essa ditadura do politicamente correto”. Ela afirma ainda que quando um líder político assume um discurso discriminatório, a situação se agrava: “as pessoas que já praticam esse tipo de violência cotidiana se sentem legitimadas”. Será que precisa desenhar ou os ‘seguidores do coiso’ conseguiram captar?

2 … “A criminalização das artes que vem acontecendo no Brasil, não se deve apenas ao conservadorismo moral, mas porque ela é capaz de abrir fendas para que se anunciem diferentes vozes”. Isso explica porque os poderosos odeiam a alteridade. “Querem um mundo homogêneo, uniforme. Tudo o que a arte justamente não oferece”. Frases da curadora Marisa Flórida César

3 … “Nós não queríamos que fosse um filme sobre lésbicas e homossexualidade, e sim sobre seres humanos apaixonados. O assunto é caráter, pessoas, comportamento”. Do diretor Yorgos Lanthimos, sobre seu filme “A Favorita“, que aborda a relação de duas mulheres com a rainha Anne, na corte inglesa do século XVIII

4 … O escritor José Eduardo Agualusa escreveu sobre a liberação da venda de armas no Brasil: “Os defensores do decreto acreditam que é possível evitar acidentes trancando as armas e escondendo as munições. Portanto, o cidadão de bem coloca a pistola no armário e, por uma questão de segurança, guarda as balas no cofre, esperando que os seus filhos nunca venham a saber a combinação — o que por si só já denota perigosa ingenuidade. Às três da manhã um ladrão entra em casa. O cidadão de bem pede licença ao bandido para abrir o armário e tirar a Glock, e depois — ‘só mais um minutinho, por favor’ — vai até o cofre, procura as munições e carrega a arma… Sinto muito, não vai dar certo. Acho até preferível usar um liquidificador”. O grande Agualusa, a meu ver, só não ‘sacou’ (ôps) que o projeto de lucrar com as armas inclui também muito lucro com a venda de cofres para guardá-las. Essa história de ‘segurança do cidadão’ é uma grande balela eleitoreira, claro

5 … Sobre anticomunismo e a presença dos militares no atual governo, o historiador Carlos Guilherme Mota fala que “o risco que se corre é o do anacronismo evidente em algumas áreas do governo. Afinal, a guerra fria já passou há muito tempo, a China está aí abrindo caminhos novos, o planeta entra na chamada revolução 4.0, na cultura digital. E, na vida real, no universo político, o que vemos é um governo que chega sem projeto”. Me parece que o projeto desse governo é apenas e tão somente combater o que foi definido (pelos anacrônicos de plantão) como ‘marxismo cultural’. Daí, censura à cultura e incentivo à ‘igrejas’ e ‘escola sem partido’. Pobre de nós.

6 … O repórter pergunta: “Waltércio Caldas, isto é arte?”. O artista responde: “Arte é isto”. Eu concluo: os caretas jamais vão entender que a arte é uma coisa que não tem regras. Nem se aprisiona.

7 … “Você pode imaginar o nosso mundo sem arte? Um país em que os dirigentes não considerem arte como um instrumento vital para o crescimento e o enriquecimento da vida social e cultural? O ser humano não pode viver sem arte”. Frase do crítico de arte Frederico Morais

8 … Estrela do piano, a portuguesa Maria João Pires deixou os palcos para se dedicar a projeto pedagógico. “A decisão de parar vem do fato de que sempre chego à conclusão de que não consigo mais me identificar com a ideia do concerto. Eu quero, ao tocar, sentir que estou criando algo junto com a plateia”. Para ela, o público deve ser como “um amigo”, dividindo um momento mágico, “que pode dar a todos uma vida melhor”. “Mas o modelo do concerto, com teatros enormes, frios, para os quais o público vai apenas para assistir um ‘grande nome’ não me atrai. As pessoas estão enganadas ao pagar para ver um artista. Não deveria funcionar assim. Eu não toco ‘para’ as pessoas, eu toco ‘com’ as pessoas. Tocar e ouvir são atividades criativas, é a mesma coisa. Arte é algo que se partilha”. A pianista criou um centro de artes em Belgais, onde os participantes tem liberdade para viver a arte e a cultura de uma forma não comercial. Ninguém precisa ter nome, fama, para estar lá. Ter um nome, ser um sucesso comercial, muitas vezes significa perder a pureza, a capacidade de transmitir algo com a música. O mundo talvez seja assim, mas em Belgais queremos uma alternativa, queremos unir pessoas que pensam diferente em um ambiente de respeito à natureza e à arte. É utópico, idealista, eu sei. Mas é verdadeiro”. Parabéns, Maria.

9 … Bruno Levinson, co-autor da biografia ‘Não se Preocupe Comigo’, sobre Marcelo Yuka (artista falecido na semana passada) escreveu: “Yuka dizia que o amor é revolucionário, que sua arma mais potente sempre foi o afeto”. E conclui desejando “que essas sementes que ele plantou em mim e em tantos outros, floresçam. Que sejamos uma plantação de afetos. Afeto. Afeto. O afeto dele pelos outros é o que não nos pode faltar. Principalmente nos dias de hoje”. Paraplégico há 18 anos (vítima de balas de assaltantes), o músico, fundador da banda O Rappa, escreveu em sua mais famosa canção: “A minha alma está armada e apontada para a cara do sossego. Pois paz sem voz, paz sem voz, não é paz, é medo“. Valeu, Yuka.

10 … Um texto do doutor Drauzio Varella sempre é bom de ler: “Voltamos a falar no ensino do criacionismo nas escolas. A mania de andar para trás teima em nos perseguir. Questionar a veracidade da teoria da origem das espécies enunciada por Darwin e Wallace há mais de 150 anos, desculpem, é ignorância. É o mesmo do que duvidar da gravitação universal de Newton, colocar outra vez a Terra no centro do universo sem levar em conta Copérnico e Galileu, negar a relatividade enunciada por Einstein ou a teoria quântica de Max Planck. A seleção natural é um mecanismo universal que explica a evolução da vida na Terra e em qualquer planeta em que venha a ser encontrada. A vida surgiu a partir das moléculas primordiais de RNA que se formaram há uns quatro bilhões de anos, assim que o planeta esfriou. Há os que preferem crer que a mão de Deus deu origem ao homem e a todos os seres vivos. Para eles, admitir que surgimos como resultado dos acasos envolvidos na seleção natural não faz sentido. Para mim, imaginar que um ser superior criou tudo num passe de mágica reduz a complexidade da biologia, que através de mecanismos seletivos chegou ao único animal que se atreveu a desvendar os mistérios da criação da vida”.

 

… … …

40 POETAS EM SP

… … …

SEXTA-FEIRA – 25 de janeiro – 16h … Lançamento – Antologia “40 poetas em SP” … O Sarau dos Conversadores e a Editora Patuá comemoram o aniversário da cidade com poesia. A antologia tem curadoria de Cacá Mendes, Edson Tobinaga e Mariana Torres. Participam do livro: Arnaldo Afonso (eu!), Cá Berto, Claudinei Vieira, Cleusa Santo, Edmilson Corrêa de Souza (Edmyl), Edson Tobinaga, Elaine Agustini, Fernando Vasqs, Inês Santos, João Caetano Nascimento, Rosana Crispim da Costa, Santiago Dias, Silvia Maria Ribeiro e Yara Camillo, entre outros. Na Patuscada, à rua Luís Murat, 40. No local, Bazar Vou de Rosa, com o Coletivo Arte Permanente (artesanato que preza pela economia local expondo apenas artesãos que põem a mão na massa). Na Patuscada, à rua Luiz Murat, 40. Eu estarei lá, claro (valeu, Cacá!)

 

… … …

SARAU PARA OS
465 ANOS DE SP

… … …

SEXTA-FEIRA – 25 de janeiro – 19h … 6º Sarau Itinerante – Sarau da Vergueiro – Terra da Garoa … Homenagem ao aniversário da cidade tem participação de artistas de diferentes segmentos (cordelistas, músicos, poetas, escritores). A convite do músico Vieira Pato (valeu, Vieira!), eu também estarei lá cantando uma canção inspirada em SP. E ainda tem o palco aberto. No Centro Cultural Olido, à avenida São João, 473

 

… … …

ANHANGABAHY LANÇA
CD NA FUNARTE

… … …

SEXTA-FEIRA – 25 de janeiro – 20h … Lançamento do cd “Sonhar é a Solução”, do trio Anhangabahy, formado por Rui Condeixa, Hevelin Gonçalves e Wadih Issa. Participação dos músicos Igor Limaah, Dharma Samu e Pedro Rocha. Ingressos R$15 e R$25. Na Funarte, à al. Nothmann, 1058

 

… … …

ÉLIO CAMALLE
NA CARAUARI

… … …

QUINTA-FEIRA – 24 de janeiro – 19h30 … Happy hour com Élio Camalle no Carauaribar … Músico ligado ao Clube Caiubi e radicado na França apresenta a versão acústica do seu novo álbum, Zé da Bronca (assista o videoclipe dessa canção incrível). Na Praça Carauari, 8, Vila Maria

ÉLIO CAMALLE >>> Filho de retirantes do sertão baiano, nascido em São Caetano do Sul e criado em éssepê, o cantor, compositor e ator participou de diversos trabalhos no teatro e no cinema, além de ter gravado cds solo no Brasil e coletâneas no Japão e Europa. Em 1992, integrou o grupo ‘Os Menestréis’, de Oswaldo Montenegro, e o grupo folclórico de dança, Abaçaí. Em 2000, atuou no musical “Brasil Outros Quinhentos”, do escritor e poeta Millor Fernandes. Seu primeiro cd, ‘Mágicas’, foi lançado em 1998. Em 2009 atuou no filme “Família Vende Tudo”, de Alain Fresnot. Atualmente divide seu tempo entre Brasil e França, onde apresenta o espetáculo ‘Samba D’Accord’. Engajado, seus poemas e canções são inspirados nos movimentos contestatórios e ilustram a situação atual do país. Elio lançou videoclipe e prepara novo cd. Aguardo ansioso. Esse cabra é bão!

 

… … …

MAIS UM ESPAÇO PARA
OS 
INDEPENDENTES

… … …

DOMINGO – 27 de janeiro – 20h … Música Autoral – nos Parlapatões … Primeira edição do festival de música independente que reúne bandas com repertório autoral. O objetivo do festival é divulgar as bandas,  promover a interação entre elas e valorizar sua criação musical e poética. Sempre aos domingos (em janeiro) no Teatro dos Parlapatões, à praça Roosevelt, 158. Entrada R$40 e R$20. Nesta terceira semana, com Juliana Caldas e Tchello Palma.

 

… … …

AGENDE: 2 DE FEVEREIRO
TEM SARAU DA MARIA

… … …


AGENDE JÁ >>> O primeiro Sarau da Maria do ano tem pocket-show do cantor e compositor Gabriel de Almeida Prado (Clube Caiubi e Chama Poética), tem a presença do poeta Paulo Nunes e do violonista Alisson Amador (ambos vão contar algumas histórias do Instituto Juca de Cultura), tem o músico Cale Narman e a bailarina Elis Pessotti (do Sarau Encontro de Expressões, da ZN), tem o multiartista Casulo (também conhecido por Gilmar Ribeiro, do Sarau Clamarte) e tem o Daniel Golinelli, cantor e compositor de Guarulhos (da turma boa do Sarau Terça Autoral, do Wolf do Vale e Lucas Golinelli). E o palco aberto, claro, pra quem chegar. No Clube Vila Maria (rua Profa. Maria José Barone Fernandes, 483), dia 2 de fevereiro, sábado, às 20h.

 

… … …

UMA FORÇA PARA O
POETA 
CLAUDIO WILLER

… … …

Artistas e amigos de Claudio Willer estão divulgando nas redes sociais um texto em que pedem ajuda ao poeta. Gente acima de qualquer suspeita, como Celso de Alencar, Ademir Assunção, Marcelino Freire, Luiz Roberto Guedes, Jotabê Medeiros, Eduardo Lacerda e muitos outros escritores, jornalistas e intelectuais. Leia e colabore depositando valores generosos na conta pessoal de Claudio Willer: Banco do Brasil, ag. 712-9. CC. 1890-2. CPF: 516.745.138-87

 

… … …

DEZ MESES REPETINDO:
QUEM MATOU MARIELLE?

… … …

QUE VERGONHA, BRASIL! >>> Já estamos em 2019 e esse crime continua impune. Uma representante do povo foi assassinada, os assassinos estão soltos e não ouço panelas: vários ‘suspeitos’ presos, muito blablablá e… nada! Vocês acreditam que a polícia (num Rio de Janeiro que estava sob intervenção militar) ainda não ‘descobriu’ quem são os assassinos de Marielle Franco? E ainda temos que ouvir o presidente eleito e suas balelas sobre armamentos e ‘militarização’. Já são dez meses de impunidade. No dia 14 de março a vereadora, de 37 anos, foi assassinada no bairro da Lapa, no Rio. Ela era relatora da Comissão dos Direitos Humanos que acompanhava a intervenção militar no RJ. Havia feito denúncia contra abusos policiais e voltava de um evento com jovens negras quando foi baleada. Anderson Gomes, motorista do carro em que ela estava, também foi executado. Protestos e manifestações contra o bárbaro crime se repetem diariamente em várias cidades brasileiras. Marielle lutava por justiça, inclusão e igualdade de direitos. Defendia as causas que todos nós, artistas e coletivos dos saraus, também defendemos. Este blog continua aguardando o esclarecimento do caso e a punição dos assassinos. As balas que a mataram também atingem a todos nós. Não podemos nos calar. Até quando vou ficar semanalmente repetindo esse texto aqui? Será que vai ficar por isso mesmo? Por que a resposta não vem? Quem matou (e quem mandou matar) Marielle?

VERGONHA 2 >>> Se o atual presidente fosse mesmo ‘bom de segurança’, uma vereadora não teria sido assassinada (ao que tudo indica, por milicianos – leia matéria do jornalista Marcelo Godoy com o secretário da Segurança Pública do Rio entrevista de Fernanda Chaves, assessora de Marielle, à Mônica Bergamo) no Estado onde ele fez toda sua carreira política (e que se encontrava sob intervenção militar). Será que seus eleitores refletiram sobre isso? Apoiadores do ‘coiso’ posaram para fotografias sorrindo ao quebrar ao meio uma ‘placa de rua’ com o nome de Marielle (junto a eles, o atual governador do Rio. Pode?). Será que os eleitores do ‘coiso’ concordaram com essa ‘brincadeira’? Não posso crer nisso. Como também não consigo compreender o porquê do ‘coiso’, ou do governador fluminense, jamais terem exigido publicamente o esclarecimento do caso Marielle. Por que será?

VERGONHA 3 >>> O delegado responsável pela investigação do assassinato de Marielle, Giniton Lages, foi mantido (pelo novo chefe de polícia, delegado Marcus Vinicius Braga) no cargo até o final do inquérito. Braga foi nomeado secretário pelo governador Wilson Witzel. A justificativa da nova cúpula é não interromper o trabalho da equipe atual, que vai ser ampliada para que a investigação ‘seja finalizada ainda no início do ano’. Também foram mantidos os responsáveis pelas unidades da Baixada Fluminense e de Niterói e São Gonçalo, Daniel Rosa e Bárbara Lomba. Parabéns aos envolvidos, só que não: afinal, já são 10 meses de impunidade. É uma vergonha! 

 

… … …

AGENDÃO

… … …

Aqui as sugestões de programação para esta semana. Acompanhe também as opções contidas na página da Agenda da Periferia. Informe-se, inconforme-se, atue e divirta-se!

… … …

ATÉ 14 DE FEVEREIRO – ÀS QUINTAS-FEIRAS – 15h … Oficina de Poesia Falada … Slam do 13 desenvolve diversas oficinas de escrita, performance e oralidade, a fim de possibilitar o surgimento de novos artistas por meio do poetryslam. No Sesc Santo Amaro, à rua Amador Bueno, 505

… … …

ÀS QUINTAS-FEIRAS – 24 e 31 de janeiro – 18h30 … Bia Doxum & Banda … Cantora e compositora da ZL apresenta trabalho autoral. No Mirante, atrás do Masp

… … …

QUINTA-FEIRA – 24 de janeiro – 19h … Dharma Samu – nos Parlapatões … Quarteto de música instrumental experimental, com base no jazz, liderado pelo músico e compositor Dharma Samu (sax tenor e barítono). Com Fábio Batista (bateria), Bruno Rocha (baixo) e Pedro Rocha (sax tenor). Entrada franca. Na Praça Roosevelt, 158

… … …

QUINTA-FEIRA – 24 de janeiro – 19h … Ivan Marcio – The Blues Man … Na Quinta dos Infernos, à rua Coronel José Eusebio, 109

… … …

QUINTA-FEIRA – 24 de janeiro – 20h … Feminismo e filosofia em Simone de Beauvoir, com Izilda Johanson … Doutora em Filosofia pela USP e professora da Unifesp aborda temas como liberdade, feminismo, existencialismo, gênero e igualdade. No Espaço Revista Cult, à praça Santo Agostinho, 70

… … …

QUINTA-FEIRA – 24 de janeiro – 21h … ‘3ª AMostra Canção Presente’ … Iara Ferreira sempre convida um artista já conhecido e dois novos compositores. Nesta edição, o grande Eduardo Gudin com Pedro Iaco e Daniel Tatit. No Bar do Alemão, à av. Antártica, 554

… … …

QUINTA-FEIRA – 24 de janeiro – 21h … Roda de viola no Bar do Frango … Com Fábio Bello, Cícero de Crato e Adilson Casimiro. No Bar do Frango, à av. São Lucas, 479

… … …

QUINTA-FEIRA – 24 de janeiro – 21h … Pink Floyd Experience BR … Banda apresenta a conhecida sincronia entre o disco “The Dark Side of the Moon – 1973” com o filme “O Magico de Oz – 1939”. No Teatro UMC, à avenida Imperatriz Leopoldina, 550. Ingressos a R$25 e R$50

… … …

QUINTA-FEIRA – 24 de janeiro – 22h … Lu Vitti com Brum e Basa – sessão acústica … Cantora e violonistas interpretam versões desplugadas de clássicos do soul & blues. No Clandestino Estúdio, à rua Augusta, 2366. Ingressos R$20

… … …

QUINTA-FEIRA – 24 de janeiro – 22h … Ano Passado Eu Morri Mas Esse Ano eu Não Morro … Bloco carnavalesco toca as músicas e segue o lema do grande Belchior: “Sempre desobedecer, nunca reverenciar”. Discotecagem da dj Gabi Ornaghi. Couvert R$10. No Al Janiah, à rua Rui Barbosa, 269

… … …

SEXTA-FEIRA – 25 de janeiro – 11h … Toca-Fita de Corcel – na Paulista … Roqueiros de Mossoró radicados em Sampa comemoram os 465 anos da cidade tocando em frente ao Conjunto Nacional (número 2125)

… … …

SEXTA-FEIRA e DOMINGO – 25 e 27 de janeiro – 11h às 17h … Feira de Livros – Casa das Rosas … A Giostri Editora, além da tradicional feira mensal, realiza edição especial em comemoração aos 465 anos da cidade. 20% de desconto em todos os títulos disponíveis. Na av. Paulista, 37

… … …

SEXTA-FEIRA – 25 de janeiro – 15h … 3a Festa De Rua – 15 anos do bloco ‘Agora Vai!’ … Na programação, chorinho com Regional do Seu Fagundes (15h), Samba de Bonecos com a Cia. Bonecos Urbanos (16h), Sambadêra convida os sambistas da cidade para uma Roda de Samba Comunitária (17h), Aulão de Percussão com a Bateria Dengosa sob o apito de Victória dos Santos (19h) e Ensaio Turbinado do Agora Vai! (20h). Na rua Lopes de Oliveira, 365, em Santa Cecília

… … …

SEXTA-FEIRA – 25 de janeiro – 16h … Adoniran em partitura: 12 canções inéditas … Conjunto João Rubinato faz show especial em comemoração ao aniversário da cidade. Entrada franca. Participação de Eduardo Gudin, Toinho Melodia e Sergio Rubinato (sobrinho de Adoniran). No IMS Paulista, à av. Paulista, 2424

… … …

SEXTA-FEIRA e SÁBADO – 25 e 26 de janeiro … ‘Comum’ – no CEU Perus … Mostra de Repertório do Grupo Pandora, que comemora 15 Anos. No sábado, às 16h e no domingo às 18h. À rua Bernardo José de Lorena

… … …

SEXTA-FEIRA – 25 de janeiro – 20h … Hilda Maria e Regional de Choro … No show “Choro Cantado: uma homenagem à Ademilde Fonseca”, cantora é acompanhada por Paulo Serau (violão de 6 cordas), Carlos Moura (violão de 7 cordas), Maik Oliveira (bandolim), Pedro Vithor Almeida (sax e flauta) e Allan Gaia Pio (pandeiro). Participação da cantora Carol Andrade. Na rua Cojuba, 45, no Itaim Bibi

… … …

SEXTA-FEIRA – 25 de janeiro – 20h … Baião Lascado convida Ana Maria Carvalho … Grupo é formado por Allan Gaia Pio (triângulo, percussão e voz), Antônio Vito (sanfona), Bogoló (zabumba e voz), Lincoln Pontes (cavaco e voz) e Renato Macedo (rabeca e voz). Ana é uma das fundadoras do Grupo Cupuaçu, reconhecida por seu trabalho de resgate, preservação e divulgação da cultura popular brasileira. Na Casa Barbosa, à rua Rui Barbosa, 559. Entrada R$15

… … …

ATÉ MARÇO – SEXTA-FEIRA e SÁBADO – 20h e 18h … Peça “Nomes para Furacões” … Grupo Pandora de Teatro faz 15 anos e apresenta 4 espetáculos do repertório. Na Ocupação Artística Canhoba, à rua Canhoba, 333

… … …

ATÉ 9 DE FEVEREIRO – ÀS SEXTA-FEIRAS E SÁBADOS – 21h … Homens, Santos e Desertores … Peça de Mário Bortolotto (que também atua, ao lado de Gabriel Pinheiro). Direção de Fernanda D’Umbra. No Cemitério de Automóveis, à rua Frei Caneca, 384

… … …

SEXTA-FEIRA – 25 de janeiro – 21h … Static convida Luiz Viola e Jota.pê … Produtora apresenta show de artistas independentes. Discotecagem de Akinn e Peeh Augusto. Na Aparelha Luzia, à rua Apa, 78

… … …

SEXTA-FEIRA – 25 de janeiro – 21h … Saco de Ratos – no Clandestino … Banda de blues e rock apresenta músicas dos seus 10 anos de carreira, além de canções que estarão em seu próximo disco. Com Mario Bortolotto (voz), Fabio Brum (guitarra), Diego Basa (guitarra), Fabio Pagotto (baixo) e Rick Vecchione (bateria). Na rua Augusta, 2366. Ingressos a R$20

… … …

SEXTA-FEIRA – 25 de janeiro – 21h30 … Tabuleiro do Ary – no Exquisito … Grupo toca Ary Barroso e outros grandes compositores de samba e choro. Com Ana Lessa (voz), Ivan Banho (pandeiro), Cadu Barros (violão 7 cordas) e Caio Cury (cavaco). Couvert R$12. Na rua Bela Cintra, 532

… … …

SEXTA-FEIRA – 25 de janeiro – 23h … Dani Mattos & Toque de Bambas – Cronistas da Cidade … Roda de samba, poemas e curiosidades sobre a cidade. Lançamento do primeiro ep do grupo. No repertório, Vanzolini, Adoniran, Germano Mathias e outros. Cantora se apresenta com Tito Longo, Edu Batata, Tigana Macedo, Coka Pereira e Marcelinho 7 cordas. No Al Janiah, à rua Rui Babrosa, 269

… … …

SEXTA-FEIRA – 25 de janeiro – 23h … Banda Gorda apresenta: “I Hope Show” Volume 3 … Com várias participações (ver cartaz). No Estrella Galicia Estação Rio Verde, à rua Belmiro Braga, 119. Ingressos a R$30 e R$40

… … …

SEXTA-FEIRA – 25 de janeiro – 23h59 … Eu acho é Coco! … Bloco com mais de 20 mulheres tocando seus tambores, maracas e caixas, cantando cocos de roda e baianás. Ainda no palco, o trio feminino Coco de Oyá e a participação de Laylah Arruda. Na pista, a dj Odara Kadiegi. No Estúdio Bixiga, à rua Treze de Maio, 825. Ingressos a R$15 e R$30

… … …

ATÉ 25 DE FEVEREIRO – SÁBADOS, DOMINGOS E SEGUNDAS … Ledores no Breu … Peça inspirada no texto “Confissão de Caboclo” do poeta Zé da Luz e no pensamento e prática do educador Paulo Freire. Espetáculo trata das relações entre o homem sem leitura e sem escrita com o mundo ao seu redor. Com Dinho Lima Flor. Direção de Rodrigo Mercadante. Ingressos a R$40 e R$20. Aos sábados e segundas (21h) e domingos (20h). No Ágora Teatro, à rua Rui Barbosa, 672.

… … …

SÁBADO – 26 de janeiro – 14h … Samba do bEmol no Nelito … Roda de samba organizada por Felipe Bemol promove viajem sonora que vai de 1916, com Pelo Telephone (Donga), a 2017, com ‘Acaju’ (Felipe Bemol, Thiago Melo e Luisa Toller). Na rua Mário, 75, na Vila Romana

… … …

SÁBADO – 26 de janeiro – 19h … Feijoada Rock – no Metamorphosis Bar … Novo espaço alternativo da ZL traz o melhor do rock nacional e da mpb com o Abisso Duo (Ivan Mendes e Bruno Gouvea). Na rua Sibaldo Lins, 66, em São Mateus

… … …

SÁBADO – 26 de janeiro – 18h … Banda Oto Gris (em formação de trio) revisita as músicas do primeiro disco, ‘Avôa’, e apresenta novidades. No Almanaque Urbano, à rua Martin Carrasco, 110

… … …

SÁBADO – 26 de janeiro – 18h … A Luz Sim, Nação! … Cantor e compositor Wolf do Vale interpreta os clássicos do famoso disco de Belchior. Participação de Karoline da Silva. Entrada R$20. No Espaço Capote, à rua do Capote, em Guarulhos

… … …

SÁBADO – 26 de janeiro – 18h … Zélia Duncan no Sesc Parque Dom Pedro II … Cantora relembra sucessos como “Alma”, “Catedral”, “Lá Vou Eu”, “Nos Lençóis Desse Reggae”, “Enquanto Durmo” e outros

… … …

SÁBADO – 26 de janeiro – 18h … Slam do Bronks ... Estreia do campeonato de poesias autorais que acontecerá sempre no último sábado do mês. Com palco aberto e pocket-show da banda Alcova. Na rua Professor Dr. José Marques da Cruz, 50 (na paça ao lado da Estação do Brooklin – linha lilás do metrô)

… … …

SÁBADO – 26 de janeiro – 19h … Os sonâmbulos: exibição + debate … Filme de Tiago Mata Machado, seguido de debate com a presença dele e do roteirista Francis Vogner dos Reis. Mediação de Kleber Mendonça Filho. No IMS Paulista

… … …

SÁBADO – 26 de janeiro – 20h … Festa Realce – na Casa Barbosa … Festa com os djs Fred Lima, Odara Kadiegi e João Laion balançando a pista. Nos visuais, Vj Foga. Rua Rui Barbosa, 559. Entrada R$10

… … …

SÁBADO – 26 de janeiro – 20h … Projeto Cunhã com Arthur Vital e Joyce Nogueira … Duo apresenta músicas de Caymmi, Cartola, Gonzagão e João Donato, entre outros, além de canções autorais dos álbuns em processo de gravação “Alô, Brasil!” e “Há Mares e Sertões”, que serão lançados pelo Terreiro Elétrico Produções. Couvert R$18. Na rua Major Maragliano, 74

… … …

SÁBADO – 26 de janeiro – 20h … Pessoas Cinzas Normais e Seu Universo Brega … Banda apresenta versões para sucessos de Roberto, Magal, Odair José, Raça Negra, Reginaldo Rossi, Waldick, Wando e Nelson Ned, entre outros. No Casarão Café, à rua Boa Morte, 935, no centro de Limeira. Ingressos R$8

… … …

SÁBADO – 26 de janeiro – 20h … Stil Life (Iron Maiden Tribute) .. Banda apresenta os clássicos da donzela de ferro. No Santa Sede, à avenida Luís Dumont Villares, 2104, na ZN

… … …

SÁBADO – 26 de janeiro – 20h30 … Duo Salomão Sidharta e Wellington Silva … O violonista e o clarinetista trazem canções de Pixinguinha, Jacob do Bandolim e Waldir Azevedo, além de composições autorais. No Quinto Pecado Café Bistrô, à rua Coronel Artur de Godoi, 12, na Vila Mariana

… … …

SÁBADO – 26 de janeiro – 22h … Aniversário da Kutu … Galera do rock comemora niver da promotora de eventos da ZL. Com sarau, forró e o dj Edson Discípulo. Na Fofinho Rock Club, à av. Celso Garcia, 2728, no Tatuapé

… … …

SÁBADO – 26 de janeiro – 22h … Eletricdum – no Secretinho … Antonio Novaes, da banda Clarimbó, apresenta projeto de música latinoamazônica e eletroacústica dançante. Na rua Inácio Pereira da Rocha, 25

… … …

SÁBADO – 26 de janeiro – 23h … Cabaré Sons e Furyas de Variedades … Palco aberto pra cantar, recitar, dançar “ou tudo que vire festa”. Com o Sons e Furyas (Vanessa Bumagny, Helô Ribeiro, André Santanna, Zeca Loureiro, Henrique Alves e Rogério Bastos), Luiz Gayotto, Adriana Nunes, Daniel Perroni Ratto, Tonho Penhasco, Kika Carvalho, Roger Man, Rafael Castro, Paulo César Carvalho, Fernanda Dumbra, Tânia Garcia, Ademir Assunção, Vanderley Mendonça e Anttonio Amoedo. No Picles, à rua Cardeal Arcoverde, 1838

… … …

SÁBADO – 26 de janeiro – 22h … Cachorro Urubu – Tributo a Raul … Banda apresenta versões superlegais dos clássicos e lados B do grande Maluco Beleza. Na Taberna do Rei, à av. Pref. João Pires Filho, 15, em Santa Isabel

… … …

DOMINGO – 27 de janeiro – 12h … Festixa – Festival de Verão da Lagartixa Preta … Atrações artísticas e musicais (clique no cartaz) com entrada franca. Comes e bebes veganos vendidos pelo Ativismo ABC para o pagamento do aluguel da casa. Na rua Alcides de Queirós, 161, em Santo André

… … …

DOMINGO – 27 de janeiro – 15h … DJ Set de Groove e Brasilidades com Brito Andrade … No Que Tal – Espaço Multicultural e Bar, à rua Vergueiro, 3393 (ao lado do metrô Vila Mariana)

… … …

DOMINGO –  27 de janeiro – 15h … Fera Neném … Show de rock para crianças com o quarteto formado por Gustavo Cabelo, Lia Biserra, Pedro Gogom e Peri Pane. No Auditório do Sesc Vila Mariana, à rua Pelotas, 141

… … …

DOMINGO – 27 de janeiro – 16h … Bodega na Vitrine … Sarau Bodega do Brasil, organizado pelo músico e poeta Costa Senna, participa da festa de encerramento da exposição Cordel na Vitrine, com a presença de cordelistas, venda de cordéis, bate-papo poético, exposição e venda de xilogravuras e apresentação musicais. No Centro Cultural Olido, à avenida São João, 473

… … …

DOMINGO – 27 de janeiro – 18h … Coquetel e Audição do álbum “Estação Felicidade” … O cantor e compositor Augusto Teixeira promove evento para escuta e diálogo, em formato multimídia, com comentários faixa a faixa e exibição de videoclipes. No Gato de Máscara Estação Cultura, à rua Fradique Coutinho, 1884

… … …

DOMINGO – 27 de janeiro – 19h … Toca Raul – com Putos Brothers Trio … Clássicos do Maluco Beleza no Manjericanto, à rua Voluntários da Pátria, 3558

… … …

DOMINGO – 27 de janeiro – 19h … 58° Sarau Selvagem e Siririca Poética … Dois saraus abrem espaço para “poesia, contracultura e revolução”. No Mr Eggs Bar – Betão, à rua Coronel Genuíno, 185, em Porto Alegre, RS

… … …

SEGUNDA A QUINTA – 28 a 31 de janeiro – das 18h às 21h … Curso: O cinema de Stanley Kubrick … Prof. Dr. Marcos Soares aborda alguns dos mais importantes filmes do diretor: 2001 – Uma Odisseia no Espaço (1968), Laranja Mecânica (1971), O Iluminado (1980), De Olhos Bem Fechados (1998). No Espaço 8 arte e cultura, à rua Juquis, 28. Investimento: R$200 (ver parcelamentos e condições especiais)

… … …

ATÉ 17 DE FEVEREIRO … Sampa – 465 Tons de Cinza … Os fotógrafos Jorge Araújo e Filipe Araújo, pai e filho, expõem suas visões da metrópole cinza. No Porão da Cerveja, à rua Gal. Olímpio da Silveira, 39, em Santa Cecília (as imagens estão à venda)

… … …

TERÇA-FEIRA – 29 de janeiro – 19h … “Margens: Entre Cicatrizes e Poesia” … As poetas Ryane Leão e Lâmia Brito participam de bate-papo e oficina sobre como a escrita e a literatura podem ser cura. Mediação da jornalista Jéssica Balbino. Entrada franca. No Sesc Pinheiros, à rua Paes Leme, 195

… … …

TERÇAS E QUARTAS – ATÉ 27 DE FEVEREIRO – 20h … ‘Café’ no CCSP … Dois garotos se conhecem em uma cafeteria e vivenciam trajetória amorosa permeada por um único assunto: café. A peça, construida a partir de poema homônimo de Herácliton Caleb, tem direção de Bruna Vilaça. No elenco, Gabriel Galante e Weslley Nascimento. Na rua Vergueiro, 1000

… … …

TERÇA-FEIRA – 29 de janeiro – 20h … Sarau As Mina Tudo no JazzB – 9a Edição – no JazzB … Sarau de música e poesia feito por mulheres. No primeiro bloco, artistas confirmadas previamente; no segundo, microfone aberto. Evento organizado por Rhaissa Bittar e Andressa Brandão, do coletivo As Mina Tudo (que já reúne mais de 200 artistas). Na rua General Jardim, 43. Ingressos a R$15

… … …

TERÇA-FEIRA – 29 de janeiro – 20h … Toca Do Autor … Sarau organizado pelo músico Alexandre Tarica com apoio musical de Brau Mendonça, Rosangela Alves e Regina Cell. No bar do Hotel Cambridge, à rua João Adolfo, 108. Entrada R$10

… … …

TERÇA-FEIRA – 29 de janeiro – 21h … Baile do Sereno convida Sirimanco … Toda terça uma atração dançante no Centro Cultural Butantã. Nesta, baile com o trio formado por Felipe Sereno (sanfona e voz), Rafa Ella (percussão e voz) e Mestre Nico (zabumba e voz). Com aula de dança, das 21h às 22h. Entrada colaborativa no chapéu. Av. Corifeu de Zevedo, 1883

… … …

TERÇA-FEIRA – 29 de janeiro – 21h … Terça em Cena … 52a. edição do projeto que sempre apresenta quatro peças curtas (clique no cartaz). No Teatro Cemitério de Automóveis, à rua Frei Caneca, 384. Entrada R$40 e R$20

… … …

TERÇA-FEIRA – 29 de janeiro – 23h … Terça Open: Abacaxepa no Mundo Pensante … Banda com traços tropicalistas na performance e na sonoridade apresenta trabalho autoral com pegada teatral. É formada por Bruna Alimonda (vocal), Carol Cavesso (vocal), Rodrigo Mancusi (vocal), Fernando Sheila (baixo), Juliano Veríssimo (bateria), Ivan Santarém (guitarra) e Vinícius Furquim (teclado e vocal). Na rua Treze de Maio, 830 (até 0h, free; depois, R$15)

… … …

QUARTA-FEIRA – 30 de janeiro – 18h … Slam Oz 13ª Edição – “Lança Tudo” … Espaço aberto para divulgação e venda de zines, cds, livros, camisetas e quadros. Na programação, microfone aberto (18h45), explicação das regras e escolha dos jurados (19h40) e batalha de poesias (20h). O slam acontece toda última quarta-feira do mês, na Estação Osasco CPTM

… … …

QUARTA-FEIRA – 23 e 30 de janeiro – 18h30 … Elio Camalle – no Mirante … Cantor e compositor se apresenta com a Banda do Zé da Bronca nas quartas-feiras de janeiro no Mirante 9 de Julho, atrás do Masp.

… … …

QUARTA-FEIRA – 30 de janeiro – 19h … Trovadores do Miocárdio … O grupo Trovadores do Miocárdio realiza intervenções literárias e musicais com Fausto Fawcett, Junio Barreto, Mário Bortolotto, Rodrigo Carneiro, Luana Martinelli e Ian Uviedo, além das convidadas Silvia Machete e Adelita Ahmad. Na Balsa, à rua Capitão Salomão, 26, no 4º andar. Entrada R$40

… … …

QUARTA-FEIRA – 30 de janeiro – 21h30h … Os Mulheres Negras – “Música Serve Pra Isso” … André Abujamra (guitarra, samplers e voz) e Mauricio Pereira (sax e voz) tocam músicas do seus dois discos, em especial do segundo, “Música Serve Pra Isso”, que será relançado em vinil. No Z – Largo da Batata, à av. Brigadeiro Faria Lima, 724, em Pinheiros

… … …

QUARTA-FEIRA – 30 de janeiro – 21h30 … Chico César e Vitor Ramil … Talentosa dupla entremeia canções e histórias de vida. No repertório, parcerias como “Olho d’água, água d’olho”, além de “Estado de poesia”, “Moer cana”, “Pensar em você” (de Chico) e “Deixando o pago”, “Labirinto” e “Estrela, estrela” (de Vitor). Na Casa de Francisca, à rua Quintino Bocaiúva, 22. Ingressos a R$80

… … …

ATÉ 30 de janeiro … Panorama da Luteria Experimental em SP … Músicos e artistas do som se apresentam na segunda edição do projeto. Com exposição de objetos acústicos, eletroacústicos, eletrônicos, digitais e mistos utilizados como instrumentos sonoros/musicais. Na Passagem Literária da Consolação

… … …

ATÉ 2 DE FEVEREIRO … Programação de férias no CCPenha … Contação de histórias, teatro, circo, palhaçada, música, cinema, oficina e atividades diversas para as crianças. Veja a programação completa aqui. No Centro Cultural da Penha, no Largo do Rosário, 20

… … …

ATÉ 3 DE FEVEREIRO … Férias no MIS – Na programação: cinema, música, exposições, quadrinhos, fotografia e cursos. De terça a sábado, das 10h às 20h; domingos e feriados, das 9h às 18h. Até 3 de fevereiro. Saiba mais aqui. Na Avenida Europa, 158

… … …

ATÉ 3 DE FEVEREIRO – SEXTAS, SÁBADOS E DOMINGOS  … União e Olho Vivo … Apresentação da peça ‘Bom Retiro Meu Amor Ópera Samba’ (horários variados, duas sessões diárias). Na rua Newton Prado, 766

… … …

ATÉ 8 DE FEVEREIRO … Centro de Música Sesc Vila Mariana – Especial de Férias … Entre as muitas atividades, vai ter aula-espetáculo com Pepeu Gomes, bate-papo com Derrick Green, do Sepultura, curso com os músicos do Angra, oficina de bateria para garotas (foto), Ricardo Herz, Toninho Ferragutti e Guinga discutindo as conexões entre a música popular e erudita. Na rua Pelotas, 141. Confira a programação completa

… … …

SEXTAS A DOMINGOS – ATÉ 10 DE FEVEREIRO DE 2019 … Roda Viva … Zé Celso e seu grupo remontam, 50 anos depois, a histórica peça de Chico Buarque. No Teatro Oficina, à rua Jaceguai, 520. Sextas e sábados, às 20h, e domingos, às 19h.

… … …

SÁBADOS E DOMINGOS – ATÉ 24 DE FEVEREIRO … Grande Sertão: Veredas … No espetáculo, montado na área de convivência do Sesc Pompeia, a diretora Bia Lessa propõe a um só tempo uma peça de teatro e uma instalação em sua adaptação da obra-prima de Guimarães Rosa. Com Caio Blat, Luiza Lemmertz, Leo Miggiorin e elenco. Ingressos de R$12 a R$40. No Sesc Pompeia, à rua Clélia, 93. Aos sábados (20h30) e domingos (18h30)

… … …

AGENDÃO >>> Fique ligado, pois o agendão é diariamente atualizado. E toda quinta-feira tem um post novo.

… … …