Sarau, luau e o escambau

Sarau, luau e o escambau

Produção artística que vive à margem da indústria cultural

As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Loas ao poeta Vlado Lima (e à Rede Sina), dez histórias sobre viver em Itaquera (por Escobar Franelas), estátua e show pra Itamar Assumpção (na Penha) e as duas lives ‘Embebedai-vos’ (nas férias deste blogueiro)

Por Arnaldo Afonso

DIA DOS DIREITOS HUMANOS >>> Hoje é dia 10 de dezembro de 2021 e eu estou aqui escrevendo e reescrevendo o óbvio, toda semana, a cada post, e pela vida inteira. Porque é preciso estar atento e forte, sempre: fora fascistas! fora fascistas! fora fascistas! fora fascistas! fora fascistas! fora fascistas! fora fascistas! fora fascistas! fora fascistas! fora fascistas! fora fascistas! fora fascistas! fora fascistas! fora fascistas! fora fascistas! fora fascistas! fora fascistas! fora fascistas! fora fascistas! fora fascistas! fora fascistas! fora fascistas! fora fascistas! fora fascistas! fora fascistas! fora fascistas! fora fascistas! fora fascistas! fora fascistas! fora fascistas! fora fascistas! fora fascistas! fora fascistas! fora fascistas! fora fascistas! fora fascistas! fora fascistas! fora fascistas! fora fascistas! fora fascistas! fora fascistas!

Sarau, Luau e o Escambau estreou às 16h40 do dia 14 de dezembro de 2015 com a publicação do Manifesto Sarauzista. Desde então, se passaram seis anos de postagens semanais ininterruptas (obrigado, jornalista Roberto Gazzi, por ter acreditado nisso). Na semana que vem este blog tira suas primeiras férias. Vai repensar formatos, avaliar a trajetória e tentar voltar melhor em fevereiro de 2022. Ou antes, quem sabe, se a saudade bater forte. Ou, sabe-se lá o que virá. De todo modo, na última edição de 2021, este blogueiro véio de guerra (que ainda acentua a palavra ‘véio’) quer deixar claro que, em cada matéria principal ou nos pequenos registros de eventos, todos os posts deste blog sempre buscaram defender a diversidade, unir os coletivos e promover o movimento dos artistas que vivem à margem da indústria cultural. Engrossar as fileiras na luta por mais representatividade e criar condições para o florescimento de oportunidades de inclusão é também fortalecer a democracia. Portanto, quando este blog voltar, saiba: será por ainda se sentir útil ao processo democrático e à resistência antifascista. E seguirá firme, rumo ao sétimo niver, disseminando arte e amor.

.

Arnaldo Afonso, este artista, sarauzeiro e blogueiro, promete voltar em fevereiro, após reavaliar o blog, a carreira e também aproveitar pra cuidar um pouco da saúde (física e mental). Afinal, apesar de toda a superação e resistência, ninguém pode dizer que escapou ileso dos golpes, das perdas e das terríveis dores destes obscuros tempos de fascismo, desemprego e pandemia. Agradeço o apoio, as curtidas, compartilhamentos, críticas, dicas e as palavras gentis e incentivadoras dos amigos e colaboradores que sempre me deram a maior força nestes seis anos. O blog só chegou a essa marca porque vocês ajudaram. Sigamos juntos.

.

Modéstia às favas, este post está superfoda! Destaque para o artigo de Juca Ferreira, a estátua em homenagem a Itamar Assumpção, o reconhecimento do blog ao talento poético de Vlado Lima, o livro de Escobar Franelas sobre viver em Itaquera e as férias deste blogueiro (e suas duas lives ‘Embebedai-vos’, que acontecerão às vésperas do Natal e do Ano Novo), entre mutchas outras coisas & loisas. Fique ligado. Informe-se e inconforme-se. Curta o circuito alternativo. E curtecircuite-se:

.

.

… … …

OS DESTAQUES DA SEMANA

… … …

JUCA FERREIRA >>> Lendo a pesquisa do IBGE que apontou o crescimento de desemprego (também) na área cultural, dei de cara com um texto do Juca Ferreira, ex-ministro e figura de proa da cultura nacional. Quando transcrevo ou compartilho um texto, não quer dizer que concordo com tudo. Às vezes, apenas considero importante discutir o tema levantado. No caso de Juca, leio e releio atentamente porque sei que ele sabe das coisas (veja essa maravilhosa entrevista dada a Lenerson Polonini, no ano passado). Aqui um resumo de seu artigo (leia na íntegra):

A Destruição da Cultura Brasileira é a Destruição do País >>> “Uma das estratégias usadas pelos militares na guerra é a que os especialistas chamam de ‘cerco e aniquilamento’. Enfraquecem, acossam, perseguem, machucam e atormentam até o aniquilamento total. Essa estratégia está sendo posta em prática pelo atual governo em sua relação com a cultura brasileira.

A extinção do ministério da cultura, a tentativa de substituir o IPHAN por uma superintendência, o escárnio na Palmares, o esvaziamento de todas as instituições culturais, o etnocentrismo doentio em relação aos povos indígenas, a suspensão ou esvaziamento das políticas culturais, dos serviços e mecanismos de financiamento, estímulo e apoio à produção cultural, as tentativas de perseguição e censura, o escárnio e a sistemática banalização do mal, etc…

Em geral, a destruição é acompanhada de uma alternativa para ocupar o terreno alvo da destruição. Mas a ignorância, a mediocridade, a burrice e o vazio distópico que estão dando as cartas no Brasil não são capazes de produzir um projeto de nação, de propor um futuro, de produzir uma outra cultura.

O resultado é destruição, demolição, desconstrução, tristeza, pessimismo e desalento.
Quem poderá herdar esse cenário, caso ele permaneça por mais tempo, é a indústria cultural globalizada e suas megaempresas supranacionais.
A guerra cultural não é um capítulo à parte da tragédia que estamos vivendo. É a mãe de todas as batalhas”.

.

‘ORAÇÃO’ DA MULHER
(Mel Inquieta)

Que eu possa estar sempre atenta
A todo mal que possam me fazer
De ordem física e emocional,
No meu trabalho, nos meus relacionamentos, na rua, nos bares, baladas, metrôs, ônibus, táxis, espaços públicos e privados.
Que eu possa estar sempre informada, com a auto-estima elevada para perceber a tempo mansplaining, manterrupting, bropriating, e gaslighting que possa vir estar acontecendo comigo ou com outra mulher.
E que esteja forte o suficiente a ponto de interrompê-los e “meter a colher”.
Que eu nunca esqueça que para os abusos de ordem moral, psicológica, patrimonial, física, sexual há a Lei Maria da Penha. Que eu não caia no discurso do vitimismo masculino e entenda que a cultura de culpar as mulheres é mais antiga que a mim mesma.
Que eu jamais me despreze ou culpe a mim ou outra mulher por sofrer abuso de qualquer natureza.
Que esteja consciente que possivelmente julgamentos pelo meu gênero seguirão até o dia de minha morte, mas que eu nunca silencie sobre a injustiça que vivemos em meu tempo.
Que eu consiga ter cada vez mais discernimento sobre as culpas que são e as que nunca foram minhas afim de que eu mesma, minha geração e as futuras possam viver de forma mais humana e equilibrada.
Que eu lembre sempre que se o mundo nos divide como “mocinhas” ou “vilãs”, nunca esqueçamos que somos deusas e irmãs.
Que na minha luta, encontre outras mulheres que cerquem outras mulheres e construam juntas uma corrente de cuidado, zelo e proteção.
Que a nossa voz, a nossa luta sejam o nosso escudo.
Que possamos compartilhar nosso aprendizado
Orar, vigiar e se proteger desse sistema patriarcal, abusivo e machista.
E despertando-nos,
despertemos muitos outros.
Chega de silêncios!

.

REDE SINA 1 >>> Plataforma digital criada em 2015 (administrada pela jornalista Melina Guterres – Mel Inquieta – com a colaboração de Rosana Zucolo) põe foco no conteúdo autoral de pessoas com olhar sensível às causas sociais, cultura, economia criativa no Brasil e no mundo, publicando entrevistas, debates, artigos e realizando programas ao vivo, tudo de forma gratuita. Até 2020 publicou conteúdo de mais de 100 autores (saiba mais). No vídeo, a atriz Jordana de Moraes interpreta outro poema de Melina, ‘Dona de Mim’:

REDE SINA 2 >>> Neste mês, o grande Vlado Lima (para este blog, um dos maiores poetas brasileiros em atividade), teve dez de seus magníficos textos publicados (acesse).
Destaco um deles aqui. Leiam e me digam: quem, na literatura brasileira contemporânea, seria capaz de enfileirar essa quantidade de imagens repletas de informação e vida real, com tamanhas doses de lirismo ácido e beleza dolorida comovente? Vlado Lima é o the best. Sei que a arte não é um campeonato e devemos valorizar a diversidade de abordagens e estilos, mas, sem dúvida, ele está entre os 5 maiores poetas brasileiros em atividade. Infelizmente, é reconhecido apenas na seara literária alternativa. Já passou da hora dos ‘grandes’ cadernos culturais lhe darem o merecido valor. Confira:

.

CALOFÃO
(Vlado Lima)

vim do Missouri
no lombo do demo
depois andei por aí
com o bando de William Munny
roubando bancos e dinamitando trens

levei minha primeira grande surra
num saloon em Big Whiskey
mas foi no colo de uma puta
chamada Delilah Fitzgerald
que aprendi o ofício de colorir cicatrizes com canetinhas Sylvapen

abandonei o velho oeste
em 25 de abril de 1964
dia em que me tornei sparring
de um rei negro
chamado Cassius Marcellus Clay Jr.
e rabisquei os primeiros versículos de
Como Suportar Jabs no Baço
e Encarar Nocautes

hoje sou um homem apenas 86% mau
tenho um FUCK YOU tatuado em Arial Black na sola da minha sina
e o que não dizem de mim na Wikipédia,
metade é lenda

.

VLADO LIMA >>> Compositor, poeta, editor e agitador cultural. Publicou os livros ‘Sabe de Nada, Inocente!’ (Sopa de Letrinhas, 2018), ‘Como Suportar Jabs no Baço e Encarar Nocautes’ (Patuá, 2015) e ‘Pop Para-Choque’ (Patuá, 2012). Produz e apresenta o Sarau Sopa de Letrinhas, é um dos fundadores do Clube Caiubi de Compositores e um dos responsáveis pela Editora Sopa de Letrinhas

.

Quarta – 15 de dezembro … Inauguração da estátua de Itamar Assumpção. A obra, do artista Leandro Junior, ficará em frente ao Centro Cultural da Penha (Largo do Rosário, 20) e será a primeira de cinco novos monumentos que homenageiam personalidades negras de extrema importância para a construção da cultura nacional. No cartaz, a programação.

>>> “É fundamental que toda a comunidade negra se movimente para estar presente e fazer ecoar este acontecimento. Não é todo dia que um artista negro brasileiro ganha uma estátua ou que a memória dos nossos é reverenciada. Num momento de tantos retrocessos, precisamos mirar no afrofuturo e reconstruir este país a partir das vivências e potências pretas”, afirmou Anelis Assumpção, cantora, compositora e diretora geral do museu que leva o nome do seu pai, Itamar Assumpção

.

.

SOBRE ITAMAR >>> Confira o que o blog Sarau, Luau e o Escambau escreveu sobre o PretoBras em post de 2016, após assistir ao show da banda Os Amanticidas. Aqui, um dos textos:

‘Eu fico louco faço cara de mau…’ Itamar é um meteoro, um fogo vivo. O que estaria compondo? Sua música ainda paira acima dos modismos, a anos-blues dos supérfluos. Ao ver uma banda de jovens e excelentes músicos tocarem seu som, com as musas Suzana e Vange nos vocais, eu constato abismado o quanto ele ainda não é atual. Itamar continua à frente. Bendito maldito nego Dito cascavé. Sua onipresença na interpretação raivosa & amorosa delas, fez cair um cisco aqui, sabe? Meus olhos marejaram porque Itamar Assumpção ainda é um gigante da canção. E não é porque morreu, não. É porque foi conceitual nos mínimos passos, nos muitos pulos pelo palco. Aparentemente ‘largado’, era ‘filosofia no talo’. Fazia um pop de morte de Marte de arte. Eu, burro, não o entendi no momento e nem sei quem hoje o entende. Itamar transcende. Seu tempo é dos inquietos vivos e instigantes. De atitudes urgentes pensantes calientes, portanto, não é esse. Seu tempo ainda não veio, nego véio. Itamar é o meteoro que não cai. O fogo suspenso sobre a mentalidade mediana, sobre a treva de nossa idade mídia. Itamar é uma estrela linda que me faz chorar na penumbra de um teatro quase vazio que não era o Lira. O porão lotado do Lira é uma utopia que flutua. E, merecidamente, o cultua.

.

Sexta – 10 de dezembro – 20h … Lançamento presencial do livro ‘Memórias – 10 Histórias Sobre o Viver em Itaquera’, organizado por Escobar Franelas. Na Okupação Cultural Coragem, à rua Vicente Avelar, 53, em Itaquera. Livro disseca o bairro a partir de dez depoimentos colhidos por Escobar para a Jornada do Patrimônio (SP, 2020). As entrevistas, feitas em formato “live”, trouxeram à luz a formação do bairro nos últimos 60 anos, através das histórias de vida do seu Leandro de Itaquera (fundador da escola de samba que leva seu nome), dos historiadores Zé Carlos Batalhafam, Cida Santos e Lucas Florêncio, da escritora e jornalista Vânia Coelho, da assistente social Ana Alexandria, do professor e militante social Valter de Almeida Costa, o ator Antônio Primus, o cineasta João Luiz de Brito Neto e Gilberto Lobato Vasconcelos, escritor e jornalista que dirigiu os icônicos jornais “Espalhaphatos” e “Bem Feito”.

.

ESCOBAR FRANELAS >>> Escritor e cineasta, autor de ‘hardrockcorenroll’ (poesia, 1998), “Antes de Evanescer” (romance, 2011), ‘Itaquera – Uma Breve Introdução’ (história, 2014), ‘haicaos – feridas, fragmentos e fraturas poéticas’ (poesia, 2018) e ‘Premiado’ (romance, 2019), além de antologias de poesias, contos e crônicas. Escreve em portais, jornais e revistas. Faz parte dos coletivos ‘A Casa Amarela – Espaço Cultural’ (São Miguel Paulista), ‘Lentes Periféricas’ (de produção audiovisual) e ‘Curta Suzano’ (organizador de mostras de cinema)

.

CONVERSAÇÃO DE PAZ >>> Cantor e compositor João Gurgel lançou álbum com releituras das canções de seu pai, o grande Sérgio Ricardo (que nos deixou em 2020). O cd tem participações de Babu Santana e Marcello Melo Jr, entre outros artistas ligados ao grupo Nós do Morro. “O álbum é muito político e questiona várias coisas que continuam fora do lugar”, afirma o artista. ‘Conversação de Paz’ está disponível em todas as plataformas digitais. Acesse

.

.

… … …

COMO FOI / COMO SERÁ
& OUTROS QUETAIS

… … …

COMO FOI 1 >>> VIOLETAS E MARGARIDAS >>> No domingo fui ao show de Kátya Teixeira no Sesc Belenzinho. Um espetáculo repleto de canções humanistas, delicadas e belas, interpretadas com paixão e esperança. E com naturalidade e doçura, verdades que a artista traz consigo e exalam em seu ofício. Nos arranjos, minúcias como sons de água corrente, canto de pássaros, ruídos cotidianos, gemidos e respirações variadas, mesclados às bem urdidas tessituras harmônicas e vocais, deram pulsação vital à percussão energizante que reitera a diversidade dos ritmos que nos fizeram como somos: índio – euro – afro – sertanejos – latino – americanos. De vez em quando, tinha a impressão de ver uma onça atravessar o palco, ou uma revoada de guarás me avermelhando a visão. De repente, a noite pretejava o verde denso da mata. Ou o dia nascia nas flautas da cordilheira. Vi uma procissão de mulheres guerreiras, de mãos dadas. Vi crianças brincando e sorrindo, trazendo nos olhos um futuro melhor. Vi que havia amor na ondulação das vozes, havia zelo no vento de cada tom, havia história na trança dos cabelos. Parece que meus olhos marejaram algumas vezes, não sei. Parece que meu coração bateu mais forte, talvez. Saí de lá meio leve. Diria até, feliz. Parece que me banhei num rio de águas puras. Ou molhei o rosto na pia das utopias. O fato é que lavei a alma e estou pronto pra lida.
Será que sonhei?
Eram apenas lindas músicas com inspirada poesia. Mas isso, claro que sonhei, pois não se ousa mais fazer hoje em dia.
.
Da gravação dos três shows (que aconteceram de sexta a domingo) sairá material para o cd de inéditas que Kátya lançará em breve. Por ora, visite as páginas dessa grande artista

.

DANDÔ >>> Kátya Teixeira, além de seu trabalho musical próprio, é a criadora e organizadora do Circuito Dandô, que desde 2013, reúne músicos de diversas cidades brasileiras, de maneira coletiva e colaborativa, para participarem de shows, encontros, trocas de experiências e reflexões sobre o universo cultural e social, já tendo lançado dois cds com coletâneas desses artistas. Recentemente, criou a TV Dandô, no YouTube. “Buscamos trazer uma discussão mais plural, sobre o Brasil profundo e sua importância cultural na e para a América Latina”, destacou.

.

COMO FOI 2 >>> O LIVRO DE SHIRLENE HOLANDA >>> Sábado fui ao Sarau Achados e Perdidos, no arborizado e ventilado jardim do Petrus, participar do lançamento do livro ‘Onde estão os deuses’, de Shirlene Holanda (mais informações no inbox). Desde que a conheci, há alguns anos no Sarau Bordel Poesia, venho acompanhando suas amorosas leituras de outros poetas e, aos poucos, a verve autoral que ela foi postando na net e que, felizmente, chega agora ao livro. Não pude ficar muito, mas o astral estava elevado e adorei reencontrar vários amigos e artistas como César Augusto e Janaina Sant’Ana, Daniel Medina, Benedito Bergamo, Filó, Guilherme e Pedro Milanesi, Banda Gozi, Beth Brait Alvim, Celso de Alencar e Marcia Soares, entre outros. Antes de sair, ouvi Shirlene declamar um de seus poemas ao som do violão de Medina. Tava um climão bão. Veja nas fotos de Roberto Candido (o lendário The Eye está de volta. Se Candidun is back, habemus photus)

.

COMO FOI 3 >>> NIVER NA VILA MARIA >>> Fiquei feliz da vida em participar da festa-sarau que comemorou o niver de três artistas e amigos da Vila Maria: Simone Barbour, Aécio Oliveira e Ismael Birodylan (veja as fotos do Roberto Candido). Além de cantar várias do Bel, pude rever e abraçar muita gente querida: Hélia e Valdir, Teresa, Flori, Sheilinha, Marcia de Carvalho, Juliana, Mou e Rose, Thata Luz, Sergio Rocha, Rose Scatolini, Cátia Bolívia, João do Chapéu, Ana, Ane e tantos que nem lembro mais (e os aniversariantes, claro). Saí de lá levezinho…

.

   

COMO FOI 4 >>>AS LIVES DO BEL PRAZER, volume 2 >>> Na terça aconteceu a segunda live da série ‘Arnaldo Afonso canta e conta Belchior’ (veja a primeira). Ao todo, foram 24 músicas interpretadas na íntegra e mais umas 10 que tiveram trechos de letra citados (sem contar a declamação de poemas de outros artistas). Veja como foi 
.
NALDOS NEW’S 1 >>> O show ‘Arnaldo Afonso Canta e Conta Belchior’ será apresentado em janeiro de 2022, no tradicional point de resistência cultural da ZL, o Bar do Frango. Aguarde mais detalhes na página do artista no Facebook
.
   
.
2 LIVESEMBEBEDAI-VOS!’ >>> Esse é o nome da live de bate-papo e confraternização que faço entre goles de caipirinha, leitura de mensagens dos internautas e cantoria sem fim dos clássicos do cancioneiro nacional (da mpb ao brega, incluindo meu repertório autoral). Mas ATENÇÃO!!! >>> A live Embebedai-vos! é recomendável apenas para os ‘fortes’: a primeira da série durou quase 4 horas, com mais de 40 canções bebidas e duas jarras de caipirinha interpretadas (ou coisa parecida – veja como foi). Você güeeeenta?
Já que estarei de folga do blog, vou aproveitar pra fazer duas delas. Na terça, dia 21 de dezembro, live ‘Embebedai-vos! – de Natal’. Na terça, dia 28 de dezembro, live ‘Embebedai-vos! – de Ano Novo’. Sempre a partir das 20h. Precisamos lavar com álcool as tristezas de 2021. Pra entrar 2022 bem esterilizados. Veeenhaaa!
>>> Quem puder contribuir com as lives e várias outras atividades do artista, segue o PIX: arnaldo.aafonso@gmail.com
.
FESTCHINHA GORÔ >>> A tchurma do Sarau da Maria cancelou o sarau de despedida de ano que faria no dia 17, na praça Carauari. Na dúvida quanto à periculosidade da nova variante da Covid, achamos por bem deixar os eventos presenciais para 2022. Sorry, amigos…

.

TV DA MARIA >>> Pra quem não sabe, no YouTube tem um canal com um montão de vídeos de diversas apresentações acontecidas no saraus e shows organizados pelo coletivo Sarau da Maria ao longo de seus 8 anos de atividades. As filmagens foram feitas pela querida Selma Bizon.  Entre lá e confira

.

.

… … …

AGENDÃO & ALGO MAIS

… … …

Em minha página no Facebook, posto regularmente esses e outros eventos culturais da seara alternativa (leia e compartilhe; fortaleça a cena dos artistas independentes):

GABRIEL DE ALMEIDA PRADO >>> Artista lançou recentemente dois vídeos de suas canções: ‘Tropeçando em sua pele‘ e ‘Goela

BANDA ISSOO >>> Sábado, dia 18 de dezembro, às 19h, acontece o show presencial ‘As Canções Que Amamos’, no Atelier Travessia (à rua Minas Gerais, 201). Ingressos limitados

MACACO FANTASMA >>> O grupo de poesia, performance e música, que tem à frente a performer Chris Cruz e o músico Flavio Hernandes, apresenta ‘Transfluências Modernistas’, série de espetáculos em que homenageia os 100 anos da Semana de Arte Moderna. O grupo visita autores das três fases do Modernismo Brasileiro, como Oswald, Drummond e até Clarice Lispector, resgatando a relevância e atualidade desse movimento que tanto influenciou a cultura popular brasileira, reverberando décadas depois no Tropicalismo dos anos 1960 e na Vanguarda Paulistana dos anos 1980

>>> As apresentações até a sexta-feira, 17 de dezembro, nas Bibliotecas Públicas de São Paulo, com entrada franca e livre para todas as idades. Para acompanhar os locais e horários das outras apresentações, fique ligado na página da banda no Facebook

“O ARTISTA E A FORÇA DO PENSAMENTO” >>> Premiado filme de Elder Fraga na programação do ’10º Assim Vivemos – Festival Internacional sobre Deficiência’, que acontece no CCBB – Centro Cultural Banco do Brasil. Grátis (retirar convite uma hora antes)

JOHN MUELLER >>> Cantor e compositor lançou o clipe de ‘Pés no Chão’, sua parceria com Gabriel Caminha, que tem arranjo de Jorge Helder. Saiba mais sobre esse grande artista em seu canal, no YouTube

Sábado – 11 de dezembro – das 17h às 2h30 … Love’Art Resistance, à rua Ibiraçu, 225, no Alto de Pinheiros. Festa cultural celebra o amor e a confraternização através da arte. Criado, realizado e apresentado por Marciah Liedk, evento traz várias expressões artísticas num mesmo espaço: exposições de artes plásticas e fotografia, cinema com mostra de curtas, shows musicais, sarau, poesia, performances de dança e teatro, pista de dança e djs convidados, além de bazar e brechó

Sábado – 11 de dezembro – 16h … ‘Plataforma Prelúdio Poético’, projeto do escritor Marcos Torquato, busca despertar o hábito da leitura através de textos interpretados por atores profissionais, como Chico Neto e Rosa Freitas (os três, na foto). A atriz, falecida precocemente em outubro, será homenageada com exibição de seus vídeos (sua companheira na Cia Meraki, Cleo Moraes, dará continuidade ao trabalho e participa do evento). Saiba mais

.

MAIS HOMENAGEM À ROSA FREITAS >>> Como homenagem à querida e grande atriz falecida em 19 de outubro, a Meraki Cia Teatral disponibilizou em seu canal no YouTube a íntegra do espetáculo ‘Uma Louça Quebrada e Nenhuma Roupa Lavada‘, peça que aborda as violências cotidianas sofridas pelas mulheres em nossa sociedade machista. Cleo Moraes, autora do texto e atriz que dividiu o palco com Rosa, postou: “Rosinha sempre estará em nossos corações, pulsante, voraz e forte como somente ela”. Viva Rosa!

OCUPAÇÃO GONZAGA >>> Centro Cultural Santo Amaro comemora o aniversário do grande Lua, Luiz Gonzaga – o Rei do Baião, um dos gênios da cultura nacional. A programação é gratuita. Confira:

Sexta – 10 de dezembro – 18h … Ensaio aberto do coletivo Espalha Graça do Forró (criado para dar mais oportunidades culturais para mulheres artistas e produtoras), com a cantora Vanu Rodrigues. Depois, às 19h, show ‘Deu jazz no forró’, com Tony Jazz Band. No Teatro Leopoldo Froés (no CCSA)

Sábado – 11 de dezembro – 16h … Coletivo Repentistas Amigos de SP, com os cantadores Adão Fernandes e Andorinha, promove cantoria inspirada na memória nordestina dos que vivem em SP. No saguão do CCSA

>>> Também no saguão acontece a exposição ‘Cordel na Pauliceia’, com acervo dos autores residentes na cidade: Cacá Lopes, Chico Costa, Cleusa Santo, EdiMaria e Varneci Nascimento, entre outros. Cordelistas recitarão seus textos e será lançado o livreto em cordel Bahya, de Cleusa Santo

Sábado – 11 de dezembro – a partir das 17h ... Rock e blues acústico, com a grande Lu Vitti cantando clássicos e brasilidades (show às 19h). Entrada R$20. No Clandestino, à rua Augusta, 2366

DIA DO SAMBA >>> Está disponível no YouTube o vídeo do show de lançamento do álbum Samba do Revista, que aconteceu em 2015 no Teatro Oficina, com direção de Paulo Lepetit. Com Letícia Coura (voz, cavaquinho e violão), Vítor da Trindade (percussões e voz), Beto Bianchi (violões e voz) e várias participações (Sylvia Prado, Camila Mota, Osvaldinho da Cuíca e André Santana, entre elas)

BETTO PONCIANO >>> Cantor, compositor e violeiro, artista apresenta 10 canções no Spotify. Ouça aqui

EDVALDO SANTANA >>> Artista lançou o single ‘O Meu Tio‘, adiantando faixas que entrarão em seu próximo álbum, em fase de pré-produção

.

>>> Sexta – 10 de dezembro – 17h … Edvaldo Santana se apresenta no Sesi Sorocaba, à rua José Miguel, 419

ZULU DE ARREBATÁ >>> Cantor e compositor, apresentou recentemente seu ep Cena de Cinema. Saiba mais sobre ele na Revista Ritmo Melodia, editada e publicada por Antonio Carlos da Fonseca Barbosa

TRISTE NA PRAIA >>> Banda Anhangabahy lançou single e videoclipe ‘Triste na Praia’ em suas páginas nas redes sociais

Sábado – 11 de novembro – 20h … Léo Vieira se apresenta no Cavibar, à av. Pompeia, 1682

Sexta – 10 de dezembro – 19h … Raimundo Macumba Trio faz show em Atibaia. Saiba mais

Sexta – 10 de dezembro – 18h30 … Encontro do Livro Circulante no V Capôra em casa faz leitura de ‘A língua que a gente fala’, de Socorro Lira, com participação dela (no link)

Segunda – 13 de dezembro – 18h30 ... Lançamento do livro ‘Museu de Mim’, do poeta (e letrista) Raimundo Gadelha. Participação do músico e parceiro Hélio Braz. No Restaurante Via Castelli, em Higienópolis

Sexta – 10 de dezembro … Wolf Do Vale apresenta repertório rock e mpb no bistrô Angelina, no Jardim Maria Dirce

PROJETO CLIO >>> Lyric vídeo com música, ilustrações e arte criados e produzidos por Kiko Pietro e Ana Paula Lucinari. Inscreva-se no canal e saiba mais

Domingo – 12 de dezembro .. Viradinha Cultural do Casarão Vila Guilherme (na praça Oscar da Silva) tem oficinas culturais, palhaçada, recreação, contação de histórias, teatro, guloseimas e brinquedo inflável, com entrada franca e álcool em gel para a segurança de todos (vá de máscara, claro). Na programação:

13h às 17h – Parque Sonoro com Silvio Ribeiro
13h30 – Festa no Céu e outras Alegrias com Cia Mapinguary
14h – Recreação com Marlon Chucruts
15h – Contos e Cantos com Alicce Oliveira
14h às 16h – Maquiagem com a Palhaça Pipoca
14h às 16h – Mediação de Leitura com Claudia Der
16h – Oficina de construção de Brinquedos com Carlos Godoy
16h30 – “Se essa Rua fosse minha” com Cia Colcha de Retalhos

Sábado – 11 de dezembro – 20h30 .. Luiz Casé apresenta o show ‘Entre Versos & Canções’, no Bar do Frango, à av. São Lucas, 479

Sexta – 10 de dezembro – 18h … Lançamento do livro ‘Na órbita das espirais’, de Fernanda Bienhachewski, composto de poemas com artes feitas em nanquim. Além da venda dos exemplares, a autora irá expor ilustrações da obra, já emolduradas e disponíveis para venda. No Quinto Pecado Café & Bistrô, à rua Áurea, 259, na Vila Mariana

Sábado – 11 de dezembro – 21h … Sebah de Assis se apresenta com O Som do Bando. No Imperador Bar, na Vila Formosa

Sábado – 18 de dezembro – 21h … Cantor e compositor Kleber Albuquerque faz show de lançamento do single ‘Os Presentes’ (que estará disponível em todas as plataformas de streaming – faça o pre-save). No Teatro de Utopias, reservas pelo telefone 11 9 4109 3191

Sexta – 17 de dezembroLançamento nas plataformas de streaming de ‘Maritacas Flow’, segundo disco do jornalista e saxofonista Roger Marza. O cd, ‘um manifesto em defesa da natureza’, tem capa do próprio artista e traz 10 improvisações livres com paisagens sonoras gravadas por ele e cientistas do Laboratório de Acústica e Meio Ambiente, da Usp, além de colaborações sonoras do artista de computação Nicolau Centola

TOM KBÉLO >>> Tom é um guerreiro na divulgação dos eventos de produtores culturais, músicos e poetas do circuito alternativo. A Tom-K Produções Culturais tem promovido entrevistas e shows com artistas de várias regiões do país. Lá, este blogueiro e cantor  apresentou live autoral

>>> ÀS SEGUNDAS – 19h >>> Ouça o Propagassom Tom-K, na rádio Expedição CoMMúsica. Apresentado por Tom Kbélo, programa tem reprise aos sábados, às 15h (no link)

ÀS TERÇAS – 17h >>> Programa ‘Diário Negro’, de Anelito Oliveira, recebe artistas e pensadores para conversas sobre racismo, diversidade e outras questões contemporâneas. Acompanhe o canal de Anelito no YouTube

ÀS QUARTAS – 22h15 … Programa Toca do Autor na Rádio Brasil Atual, pelo 98,9 FM ou pela internet. Apresentação de Alexandre Tarica e Regina Cell

SONS DE VILA >>> Música, poesia, performances, artes plásticas, moda, djs e gastronomia. Às sextas-feiras, às 18h. Evento gratuito, a céu aberto. No cartaz, outras programações de dezembro no CC Vila Formosa (à Avenida Renata, 163)

FEIRA DE NATAL >>> Grupo Esquerda Compra da Esquerda faz feirão nos dias 10, 11, 17 e 18 de dezembro. Na rua Formosa, 99. Saiba mais

ZOOM ZOOM ZOOM… É POESIA! >>> Programa do multiartista Claudio Laureatti, que acontece desde agosto de 2020, é uma vitrine de poetas e suas tendências, convidando também artistas de circo, contadores de histórias, músicos e atores. Nas edições mais recentes, com Aroldo Pereira, do Psiu Poético, e com João Rosalvo, em homenagem aos poetas Solano Trindade e Mário de Andrad. Neste final de ano, em clima natalino, o convidado é Alessandro Azevedo, o Palhaço Charles, do tradicional sarau da Vila Madalena, que tem palhaçaria, dançarinos, malabaristas, músicos e poetas

FULINAÍMA TUPINIQUIM >>> É o programa que o multiartista Artur Gomes apresentará semanalmente na Rádio Goitacá a partir de 6 de novembro, com uma hora de ‘overdose poética, musical e muita informação sobre a cena cultural independente país afora’

>>> ARTUR GOMES – 2 >>> Poeta e produtor cultural informa que Festival Cine Vídeo de Poesia Falada está aberto para poetas e intérpretes: envie seu videopoema pelo e-mail portalfulinaima@gmail.com ou pelo zap (22)99815-1268. Festival é realizado desde dezembro de 2020 e está sendo exibido na página Studio Fulinaíma Produção Audiovisual

DEMARCAÇÃO DAS TERRAS INDÍGENAS >>> Manifesto e abaixo-assinado do Greenpeace, apoiado por diversos artistas e coltivos, afirma: “O direito territorial dos povos indígenas é originário e seu reconhecimento na Constituição é fruto de muita luta. Infelizmente a agenda do atual governo tem facilitado a atuação de garimpeiros, grileiros e madeireiros que atuam ilegalmente nesses territórios. Lideranças e comunidades têm sido vítimas de ataques violentos, além de terem as suas terras invadidas. Vamos unir nossas forças para pedir as medidas necessárias ao Ministério da Justiça em prol da defesa dos povos indígenas”. Para saber mais e assinar a petição, clique

COMMÚSICA >>> Criado por Elizabeth Del Nero, site recebe inscrições para mapear o cenário de bandas e artistas independentes, promovendo a divulgação de seus trabalhos, suas redes sociais e fortalecendo as conexões entre eles. O mapa virtual da Expedição CoMMúsica tem geolocalização e representação por fotos de satélite. Canal objetiva a interação entre artistas periféricos e independentes, democratizando o acesso à música e buscando novos recursos digitais que aproximem a arte do público, garantindo a sobrevivência dos artistas’. Saiba mais

>>> ÀS SEXTAS – 19h >>> Sons da Resistência, programa apresentado por Elizabeth del Nero, mistura revelações a artistas consagrados. Pela Expedição CoMMúsica

MARACATU DE CABEÇA >>> O poeta e letrista maranhense Celso Borges, o compositor pernambucano Assis Medeiros e o poeta e artista visual paulistano Daniel Minchoni estão juntos na produção deste vídeo que é um ‘manifesto antifascista contra o atual estado brasileiro, de índole autoritária’. Poema e interpretação são de Borges; trilha, mixagem e masterização, de Medeiros; vídeo, de Minchoni

NO QUASE CLARO CÉU >>> Chegou às plataformas digitais o cd lançado em 2009 pela dupla Rene de França & Zé Terra (do trio Freu à Deriva, com Marcelo Mazzucatto). O disco tem várias participações e parcerias. Confira aqui o clipe da canção-título. Deles, ouça também o álbum gravado em 2002, Por Cima da Carne Seca

JARDIM PSICODÉLICO >>> A produtora de eventos culturais Jardim Psicodélico lança selo e rádio, procurando valorizar e dar visibilidade aos artistas que sobrevivem fora do mainstream. Nessa semana, a rádio focará nas músicas de artistas negros, desde blues, jazz, garage, psicodélico e brasilidades. Acesse www.jardimpsicodelico.com e aperte o player na primeira pagina do site.

>>> Contatos: Jardimpsicodelicoproducoes@yahoo.com – 55 11 984827044 Edu Osmédio – 55 11 975674908 Vander Bourbon

SEXTAS – 20h … Brau Mendonça e Rosangela Alves apresentam o melhor da mpb no bar Pará Bahia, à rua Santo Antônio, 1277

‘OUÇA’ >>> Single da cantora Hilda Maria aborda as dores de ser negro no Brasil e empodera a juventude ao dizer “Filha seja como teu cabelo: cresça para o Sol”. Assista ao clipe e salve a música na playlist da sua plataforma de streaming preferida

UM MUNDO EM NÓS >>> Já está nas plataformas digitais o cd que reúne canções com letras de Léo Nogueira. Produzido por Leonardo Costa e Augusto Teixeira (que canta), tem participação de artistas como Kleber Albuquerque, Zeca Baleiro, Chico Salem, Renata Pizi, Estela Lilian e Álvaro Cueva Moraes, com arte de Elifas Andreatto

THIAGO MALAKAI >>> Artista lançou clipe falando sobre o ego e o término de relacionamentos na vida do homem preto de periferia. Se inscreva em seu canal no YouTube

DANIELA BONTEMPI >>> Cantora e compositora lançou o single ‘Se há calma’. Acesse

RHAISSA BITTAR >>> Cantora e compositora lançou videoclipe da canção ‘Um Dia Útil‘, de Mauricio Pereira (com o Duofel nos violões), dentro da série ABITAH, criada e realizada pelo duo de filmmakers Diana Boccara e Leo Longo

CCN NOTÍCIAS >>> Há um ano entrou no ar o site de notícias de que eu, Arnaldo Afonso, participo como colunista e colaborador eventual. Voltado principalmente para a Zona Norte, o Coletivo de Comunicação Norte Notícias, ou CCN Notícias, foi lançado oficialmente através de uma live no dia 3 de novembro de 2020. Entre lá, dê uma olhada geral e compartilhe. Divulgue mais essa iniciativa em prol de um jornalismo progressista, antifascista e em defesa da democracia.

ÀS SEXTAS – a partir das 19h30 … Happy Hour na Carauari, na Vila Maria, com a dupla Danilo & Gabriel

ÀS SEGUNDAS – 19h >>> Live do programa Geringonça promove interessantes debates semanais sobre questões contemporâneas: cultura, política e saúde. Fique ligado no canal e para assistir e participar: Coletivo Resistência/CCD-LL no Youtube

MADRUGADA SEM FRONTEIRAS >>> Programa apresentado por Arnaldo Marques toca jazz, blues, mpb e música folclórica de todos os continentes. Nas madrugadas de quinta-feira, a 1h na web rádio CDR

>>> ÀS SEXTAS – 20h … Programa Papo Rock, com Arnaldo Marques. Clique no link da web rádio CDR. Também na segunda-feira, às 23h (saiba mais aqui

.
.

… … …

MAIS 10 LIVROS

… … …

Livro falado alado pesado prensado musicado. Livre leve levado achado roubado perdido. Livro livre lindo relido. Livro é bicho vivo. Além das dicas de saraus literários e batalhas poéticas nos slams, o blog registra alguns livros novos e seus eventos de lançamento, e republica semanalmente, de forma alternada, todos os links de livros já citados em outros posts. Confira:

ESTRANHOS NOTURNOS >>> Livro do jornalista Marcelo Mendez é uma ‘história de amor e rock and roll na Santo André dos anos 90’

CARTAS DE AMOR >>> Foi lançado ‘Cartas de Amor em Despedida ou Das Cartas de Amor que Nunca Mandei’, da escritora Bárbara Mazzola, produzido de forma independente (a autora fez todo o processo de editoração, distribuição e divulgação). Além disso, o livro traz um QR Code onde o leitor pode acessar, via Spotify, as canções citadas na obra. Adquira aqui

CONFESSO QUE SOBREVIVI >>> Incomodado com o aumento dos feminicídios no Brasil, o editor Carlos Mattos, da Essencial, criou o livro para mulheres que sofrem abusos domésticos, estão em cárceres psicológicos e que não acreditam que possam sair desta situação. Organizado por Leila Soued, Vanda Felix, Soraia Tardeu Varela, Maitê Andorra, Fátima Faria e Renata Crupp, o livro pode ser baixado gratuitamente

OS SETE VOCÁBULOS >>> Após publicar ‘Luiza Mahin’, em 2019, sobre a escrava que liderou a Revolta dos Malês, em Salvador, o escritor e jornalista Armando Avena lança ‘Os 7 Vocábulos’, obra que aborda a desavença entre autores e editores. Já à venda

AUDIOBOOK >>> ‘Caixa de Guardar Segredos de Família’, de Viviane Ferreira Santiago, já está disponível no YouTube. Com narração de Sabrina Carvalho e descrição das ilustrações por Yara Camillo

OLHOS DE LUA >>> Na quarta-feira passada este blogueiro participou do lançamento de ‘Olhos de Lua’, primeiro livro de poemas de Verônica Lopes (adquira aqui)

CUÁHEU >>> O escritor Paulo D’Auria lançou o livro, ‘Cuáheu, ontem-amanhã’, pela Desconcertos Editora (adquira aqui). O romance é uma releitura da nossa história, mas ao invés de os europeus chegarem às Américas, são os povos nativos americanos que invadem a Europa

TEMPESTADE URBANA >>> Novo livro de poemas de Adriana Aneli ‘é um exercício de coletividade, de amor pela cidade e pela arte urbana que brota, esplendorosa, do seu asfalto’. Tem prefácio de Jorge Nagao, arte gráfica de Lunna Guedes e ilustrações de Puf Capitão Caverna. Com lançamento previsto para 27 de novembro, já está disponível para pré-venda aqui

SEOL >>> Editora Lavra promoveu live de lançamento do livro de poemas de Carlos Moreira. Trata-se de uma ‘obra visceral, criada em meio ao horror do tempo fascista que vivemos, mas que traz consigo a luta e a resistência’. Livro tem 160 páginas, custa R$35 e já está à venda no site da editora

FILIPE LUIZ >>> Editora Sopa de Letrinhas apresenta ’60 Curras e Outros Poemas’, o segundo livro do poeta. Saiba mais e adquira o livro

.

.
… … …

MAIS NALDOS NEW’S

… … …

.

ARNALDO AFONSO TEM CANAL NO YOUTUBE >>> Após postar no YouTube minhas canções Além da Lenda (em parceira com Conrado Pera), Chama de Amor e Tom Jobim no Telhado, me dei conta de que estou com dois canais lá (canal um e canal dois), além das várias postagens espalhadas pelas páginas dos saraus de que participei (é só pesquisar pelo meu nome que elas vêm – ouça ‘Barbárie Moderna‘, ‘Eu e a minha solidão‘, ‘Lágrima no Asfalto‘, ‘Coração Jazz‘, A Sereia Encantada, Paraísos Cotidianos (Paraisópolis), ‘A Música e Eu‘, ‘Vida Gozada‘ e a minha recente parceria com o poeta Vlado Lima, Os Desperdiçados do Mundo).

.

O blog também está no YouTube e tem projetos de transmissão de programas e lives para 2022: já entra lá e se inscreva no ‘nosso’ canal

AS LIVES DE ARNALDO AFONSO >>> Este blogueiro, poeta e cantor, informa aos interessados que tem cinco espetáculos prontinhos da Silva para apresentações presenciais nas Casas de Cultura, Ceus, Bibliotecas e Sescs após a pandemia e que foram adaptados para o formato de lives (que já realizei no Face, Insta e Youtube – contatos por inbox). São eles:

.

1 – Arnaldo Afonso Canta e Conta Cartola >>> No show, são interpretadas cerca de 20 canções do grande compositor entremeadas por curiosidades sobre sua vida e obra. Além das Casas de Cultura, o espetáculo foi apresentado recentemente no Festival Satyrianas

.

2 – Rocks, Pops & uns Toques de Poesia >>> Arnaldo Afonso canta repertório autoral e fala de seus parceiros e dos artistas que o influenciaram. Versão online de shows presenciais realizados no palco dos Parlapatões, no Bar do Frango, no Eclipse, no Centro Cultural Charada e na Tom-K Produções

.

3 – Embebedai-vos! >>> Live de bate-papo e confraternização, entre goles de caipirinha, onde leio as mensagens dos internautas e canto clássicos do cancioneiro nacional (da mpb ao brega)

ATENÇÃO!!! >>> A live Embebedai-vos! é recomendável apenas para os ‘fortes’: a primeira da série durou quase 4 horas, com mais de 40 canções bebidas e duas jarras de caipirinha interpretadas (ou coisa parecida – veja como foi). Você güeeeenta?

.

4 – Lives Caetanas >>> Canções e histórias sobre a carreira de Caetano Veloso. Série teve 6 edições (a primeira teve mais de 1.500 visualizações, mais de 700 comments e cerca de 150 compartilhamentos). Aqui, uma delas

.

5 – Lives do Bel-Prazer >>> Canções e histórias sobre a carreira de Belchior. Veja a primeira e  a segunda live da série

.

Quem puder contribuir com as lives e várias outras atividades do artista, segue o PIX: arnaldo.aafonso@gmail.com

.

… … …

TRÊS ANOS E MEIO DE
VERGONHOSA IMPUNIDADE

… … …

MARIELLE >>> No dia 14 de março de 2018 a vereadora Marielle Franco, aos 37 anos, foi assassinada no bairro da Lapa, no Rio. Ela era relatora da Comissão dos Direitos Humanos que acompanhava a intervenção militar no RJ. Havia feito denúncia contra abusos policiais e após voltar de um evento com jovens negras, foi baleada. Anderson Gomes, motorista do carro em que ela estava, também foi executado. Desde então, protestos contra o bárbaro crime se repetem em várias cidades brasileiras. Marielle lutava por justiça, inclusão e igualdade de direitos. Defendia as causas que todos nós, artistas e coletivos dos saraus, também defendemos. Três anos depois, este blog continua aguardando o esclarecimento do caso e a punição dos assassinos e mandantes. As balas que a mataram atingem a todos nós. Não podemos nos calar. Até quando vou ficar semanalmente repetindo esse texto aqui? Será que vai ficar por isso mesmo? Por que a resposta não vem? Quem matou (e quem mandou matar) Marielle?

… … …

Fique ligado em minha página no Facebook, onde divulgo as lives e textos deste blog, além de outras inserções. E, anote: toda sexta-feira (às vezes, quinta) tem post novo. Até lá!

… … …