Sarau, luau e o escambau

Sarau, luau e o escambau

Produção artística que vive à margem da indústria cultural

As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

As homenagens a Marielle, o show de Arnaldo Afonso (eu!) e o Festival Peixe Barrigudo

Por Arnaldo Afonso

   

As lágrimas ainda escorrem. Não dá pra começar o post sem falar da tristeza incomensurável que nos invade ao acompanhar a tragédia acontecida ontem em Suzano. Mais uma que se soma a tantas que têm acontecido. Os textos deste post, a maioria sobre Marielle, já estavam todos prontos. No meio deles, uma frase da filósofa Marcia Tiburi diz muito a respeito dessa nossa pobre dor brasileira cotidiana:

“A loucura coletiva nasce da brutalidade e da ignorância produzidas em escala industrial como vemos hoje nas redes”.

Aqui mesmo, eu já havia escrito: filósofos nos ensinam que a violência germina quando (e onde) a cultura se ausenta. E que ser culto é exercer e aprimorar a capacidade de compreensão. E que compreender é colocar-se no lugar do outro. Ponha-se no lugar de quem sofre uma injustiça. Dos abandonados pelo poder público. Dos não-cidadãos. Da grande maioria de excluídos. Este blog sempre soube de que lado está. E se alinha na luta por cidadania, pela diversidade e pelas liberdades democráticas. Isto não é um bordão político. Os cães fascistas nos rondam, sim. Eles gostam de armas (e de vender armas). Eles matam. E eles querem banalizar a matança. Assassinam dia a dia a nossa alegria, o nosso futuro, nosso amor e nossos corpos. Por isso, defender a memória de Marielle e punir seus matadores (físicos e metafóricos) é lutar por cidadania, diversidade e por uma sociedade mais justa.

SOBRE ARMAS >>> O texto a seguir foi pinçado de vários jornais: “Não se sabe o que motivou Guilherme, de 17 anos, e Luiz Henrique, de 25, a matar pelo menos 10 pessoas na manhã de ontem em Suzano. O mais novo, se declarava “fã de armas” e costumava interagir bastante com páginas que faziam propaganda pró-armamento no Brasil, entre elas a “Portal Armas de Fogo” e “Eu Amo Armas”. Outro assunto que ele costumava comentar era sobre política. O apoio dele a Jair Bolsonaro e o ódio a grupos de esquerda marcam grande parte de sua atuação on-line. Os dois assassinos costumavam revezar o uso de um pingente com uma suástica de metal“. Sobre o tema, recomendo a leitura do ótimo texto do escritor Ricardo Kelmer.

 

… … …

2 EVENTOS LEGAIS
NESTE FINDI

… … …

ARNALDO AFONSO NO BAR DO FRANGO >>> Neste sábado, dia 16 de março, às 21h, vou tocar meus rocks & pops no lendário Bar do Frango (valeu Tom Kbélo, obrigado pelo convite!). Ponto de encontro de boêmios, artistas alternativos e ativistas de esquerda, o Bar do Frango é, há 30 anos, um precioso espaço de resistência cultural e democrática na zona leste de SP. Será um baita prazer tocar lá. Quem puder, apareça: av. São Lucas, 479. (No domingo seguinte, dia 24, eu repito o show no palquinho do bar dos Parlapatões).

SÁBADO E DOMINGO – 16 e 17 de março – 15h às 22hFestival Peixe Barrigudo – no Centro Cultural Grajaú, à rua Professor Oscar Barreto Filho, 252. Canal de vídeos e promoção de eventos convida para festival de poesia, rap e mpb com a nova geração da música independente

 

… … …

MINHAS ANDANÇAS POR AÍ

… … …

CASA MATAHARI >>> Na semana passada estive na Casa Matahari, um porão psicodélico no Ipiranga, administrado por Lu Pilibbossian (na foto acima). O local, que funciona nas noites de sextas e sábados, abre espaço para a arte underground, presente em cada detalhe da decoração, e para bandas e artistas alternativos que lá se apresentam ou aparecem pra curtir. Além das cervas e birinaites, a Lu sempre prepara um rango enquanto o pessoal vai chegando. Tem lojinha-biblioteca com venda (ou mostra) de livros e cds, tem uma ‘sala’ com almofadas espalhadas pelos sofás e vários cantinhos escurinhos pra quem quiser namorar gostoso. Eu cantei, dancei, tomei umas, conversei bastante e fui pra casa feliz. A Matahari fica na rua Silva Bueno, 725 (no cartaz, a programação para esse findi). Vale a pena conferir: o ambiente é de paz e amor. A vibe é de arte e diversão.

UM SAMBA PRA CARAUARI >>> Em abril acontece a comemoração pelos 20 anos do tradicional concurso gastronômico ‘Comida de Boteco’. Minha querida ‘prima’ Andrea (na foto com o Toninho) pediu pra eu fazer um samba falando da participação de seu bar no evento. Fiz com prazer, pois o Carauari Bar e Mercearia é um parceiro fiel do Sarau da Maria e das várias turmas de artistas da Vila, sempre abrindo suas portas para shows, saraus, carnaval e todo o tipo de festa e comemoração. Há uns quinze dias, eu e meu parceiro Marcio Butarello já tínhamos juntado o pessoal pra participar da gravação da nossa marchinha de carnaval e aproveitamos também pra gravar o samba da Mercearia. No sábado, com a presença de vários amigos que costumam frequentar a casa, rolou a gravação de um videoclipe (com nossa música-tema de fundo). Foi superdivertido estar lá, cantarolar, beber e brindar com o pessoal. Enquanto o clipe não fica pronto, deixo a letra da música, como aperitivo. E viva a moela da Carauari!

COMIDA DE BOTECO

Aos chegados do fut
do violão, recorreco
e azamiga querida
de amizade e xaveco

Vou pedir companhia
vamo encher o caneco
20 anos não são 20 dias
um brinde ao ‘Comida de Boteco’

Vamo rapar o prato
e pedir repeteco
degustar os goró
dar um nó no intelecto

E cair na folia
descabelar o boneco
20 anos não são 20 dias
um brinde ao ‘Comida de Boteco’

Prova aqui a casquinha de siri
e a salada de queijo com jiló
Já comi a moela da Carauari
com aquela receita da vovó

Pastelzinho, cuscuz e rabada
a moqueca, a feijuca, o tutu e o bobó
No ‘Comida de Boteco’
só provo do bom e do melhor

SARAU E NIVER DO KLEBER >>> O grande cantor e compositor Kleber Albuquerque aniversariou na semana passada. Soube que ele participaria do sarau mensal Tempo Livre (organizado por seu amigo e parceiro Sergio Alves Lima, na rua Dr. Bacelar, 649, Vila Mariana) e fui até lá para cumprimentá-lo e ouvir suas canções. Pra minha sorte, além das pérolas já conhecidas (como a linda ‘Isopor’) ele nos brindou com sua mais nova composição, uma delicada melodia com poética inspirada na literatura de cordel. A noite também contou com a presença luminosa de Renata Pizi (cantando com Sonekka) e com a apresentação de Carô de Oliveira (acompanhada por Peter Dietrich). Participaram ainda Marcia Matos, Rafé, Gerro, Teju, Heverton e Joeliveira, entre outros artistas (eu cantei também!).

SHOW DO RICARDO VIGNINI >>> Ah… Que prazer assistir ao show do grande violeiro Ricardo Vignini no Itaú Cultural. O músico, que acaba de lançar o cd ‘Viola de Lata‘, interpretou canções dedicadas a mestres da guitarra e da viola (como ‘Rio de Lágrimas‘), contou histórias divertidas e tocou pra chuchu, esbanjando talento e virtuosismo. Eram solos de um violeiro roqueiro, era um rasteado ponteado com slide, era Zeppelin com Tião Carrero e Pardinho. Era um sertão londrino, era o Virgulennon Vignini, solando sonhos de menino de alma brasileira e coração musical sem fronteira. O guitarrista Tuco Marcondes e a cantora Socorro Lira participaram do show (a comovente interpretação dela para o lindo arranjo de ‘Volta da Asa Branca’ marejou meus olhos). Na saída, parabenizei os artistas, dei um abração no Vignini e tirei uma foto com ele (abaixo). Já conhecia seu som dos discos e vídeos postados no youtube. Mas ao vivo… foi superfoda. O cara é fera!

 

… … …

MARIELLE PRESENTE!

… … …

Hoje faz um ano que eu repito esse texto. E vou continuar repetindo enquanto este blog existir. É meu compromisso em defesa da democracia e da liberdade, ambas ameaçadas pela impunidade de assassinos  ou pela omissão das autoridades. Há um ano repito o texto que eu já sabia que ia repetir. Se temos dois suspeitos presos (coincidentemente, na semana em que se completa um ano de impunidade e em que os atos públicos cobrarão uma resposta das autoridades), ainda falta saber quem mandou matar Marielle. Um ano depois, Marielle continua sendo baleada, morrendo todas as noites e renascendo a cada manhã. Porque pessoas íntegras como Marielle não morrem jamais. Se eternizam e viram exemplo de luta. Nós, brasileiros democratas, estamos aqui, de braços dados com ela, esperando que a justiça seja feita. Os assassinos talvez tenham a proteção momentânea de organizações ou de eventuais autoridades fascistas. Podem ameaçar Marcia Tiburi e Jean Wyllis. Podem mirar nas nossas cabeças. E até nos matar, um a um (‘matar uns 30 mil’, como disse o atual presidente, sem ser punido). Só não poderão evitar que Marielle renasça mais forte, todos os dias. No corpo e na mente de cada menina guerreira da cidade do Rio de Janeiro. Marielle presente.

A carne mais barata do mercado é a carne negra
é a carne negra que vai de graça pro presídio
e para debaixo do plástico
e vai de graça pro sub-emprego
e pros hospitais psiquíatricos
A carne mais barata do mercado
é a carne negra que fez e faz história
segurando esse país no braço, meu irmão
O cabra aqui, não se sente revoltado
porque o revólver já está engatilhado
e o vingador eleito

Quando soube do assassinato da vereadora Marielle Franco, a cantora Elza Soares, de 80 anos, passou mal. Os médicos que a atenderam depois do susto recomendaram repouso. Ela cancelou sua programação de entrevistas e ensaios mas mandou a seguinte mensagem de texto:

“Eu sempre cantei que a carne mais barata do mercado ‘É’ a carne negra. Desde ontem [dia da morte de Marielle], houve uma promoção no mercado de carnes, e a carne mais barata do mercado não é mais ‘SÓ’ a negra. É a da mulher negra. É a que vai de graça para o presídio, a que apanha, morre na esquina, a que é covardemente ceifada. De uns tempos pra cá, como em um sonho, eu tenho cantado que a carne mais barata do mercado ‘FOI’ a carne negra, porque é o que eu quero que aconteça”. Obrigado, Elza. Vai acontecer, sim. Já está acontecendo.

UM ANO DEPOIS: QUEM MANDOU MATAR MARIELLE? >>>  A dois dias de completar um ano do assassinato de Marielle, dois supostos responsáveis pelo crime foram presos (eles negam serem autores dos assassinatos). E, caso sejam, não há informação sobre quem são os mandantes. Muito pouco se avançou em um ano de investigações. Mas nada diminuirá a profusão de atos públicos em memória de Marielle, em várias cidades brasileiras. Hoje faz um ano. No dia 14 de março de 2018 a vereadora, de 37 anos, foi assassinada no bairro da Lapa, no Rio. Ela era relatora da Comissão dos Direitos Humanos que acompanhava a intervenção militar no RJ. Havia feito denúncia contra abusos policiais e voltava de um evento com jovens negras quando foi baleada. Anderson Gomes, motorista do carro em que ela estava, também foi executado. Desde então, protestos contra o bárbaro crime se repetem diariamente em várias cidades brasileiras. Marielle lutava por justiça, inclusão e igualdade de direitos. Defendia as causas que todos nós, artistas e coletivos dos saraus, também defendemos. Este blog continua aguardando o esclarecimento do caso e a punição dos assassinos e mandantes. As balas que a mataram também atingem a todos nós. Não podemos nos calar. Até quando vou ficar semanalmente repetindo esse texto aqui? Será que vai ficar assim? Por que a resposta não vem? Quem matou (e quem mandou matar) Marielle?

Separei e posto aqui algumas simbólicas e merecidas homenagens de músicos e poetas à luta e à pessoa de Marielle Franco:

A coletânea “Um girassol nos teus cabelos – poemas para Marielle Franco“ reúne versos de 50 escritoras impactadas com a tragédia de seu cruel assassinato

A antologia ‘Marielle, presente!’, livro virtual com edição de João Gomes e comissão editorial de Lubi Prates e Taciana Oliveira: https://issuu.com/vidasecreta/docs/marielle__presente__-_antologia)

O poema de Teca Mascarenhas:

O poema de Micheliny Verunschk:

uma mulher descerá o morro
como se descesse de uma estrela

uma mulher seus olhos iluminados
suas mãos pulsando vida e luta
sob seus pés a velha serpente
[a baba as armas a covardia de sempre].

uma mulher descerá o morro
as inúmeras escadarias do morro
os muros arames que separam o morro

e pisará o chão desse país sem nome
desse país que ainda não existe
desse país que interminavelmente não há

uma mulher descerá o morro
tempestade é o vestido que ela veste
uma mulher descerá o morro
e ainda que seu sangue caia
ferida incessante no asfalto do Estácio
e ainda que anunciem sua morte
[e sim, ainda que a comemorem]
esta mulher ninguém poderá parar.

O samba da Mangueira:

O poema de Oswhaldo Rosa:

Quem há de calar sobre sua morte?
Os covardes que atiram e correm
Os infames que acobertam tais crimes
Os mandantes em suas casacas blindadas
Não eu
Não os meus
Nenhum de nós ficará em silêncio
Retumbaremos seu grito de guerra
Reverberaremos seu brilho de Negra
Com nossas almas, com nossas peles

Seu corpo está caído
Mas Marielle não morre
A Maré vai virar tsunami
Mesmo que as bestas feras
Transformem o Rio em mar de sangue

A música de Alexandre Tarica na voz de Regina Célia:

O poema de Germana Zanettini:

[para marielle]

como aceitar
que vá pra debaixo da terra
quem tinha nome de mar?

como suportar
o criminoso calar
de quem era a voz daqueles
que ninguém escuta?

como desejar
que descanse em paz
quem sempre foi de luta?

O vídeo da Mídia Ninja com mulheres do movimento negro:

… … …

MARCIA TIBURI >>> Este blog se solidariza com a filósofa que, após sofrer seguidas ameaças de morte, decidiu deixar o Brasil e morar nos EUA, onde foi convidada para uma residência literária. A escritora declarou: “Eu não podia ir a uma padaria que já recebia ameaças de morte. Não dava para viver assim. Eu amo o meu País, é muito triste e difícil ter que sair do Brasil por não me sentir segura e não poder fazer mais o meu trabalho”. Marcia, recebeu ameaças de apoiadores do MBL, pela net, de homens ‘orgulhosos de serem fascistas’, pelas ruas e de sujeitos dizendo que iriam matá-la na noite de lançamento de seu livro. Para ela, Bolsonaro e seus filhos naturalizam esse tipo de atitude: “Tem uma fala da Meryl Streep, num momento em que o Trump debocha de um jornalista que tem uma deficiência física. Ela disse: ‘acho um absurdo o presidente fazer isso porque autoriza esse tipo de postura’. O Bolsonaro e seus filhos fazem coisas parecidas. Eles autorizam todos a fazerem coisas horríveis”, alerta. Após Jean Wyllis (que não se sentiu em segurança para exercer o terceiro mandato que o povo lhe confiou), os retrógrados truculentos nos privam do convívio com as ideias progressistas de Marcia Tiburi. É o Brasil quem perde, empobrece e emburrece.

Em sua página no Facebook, Marcia Tiburi deixou um texto de despedida: “Cada abraço que eu recebo hoje é um signo potente contra o fascismo instaurado no Brasil. Minha gratidão pela generosidade do simples gesto de amor de cada um. O amor é o laço simbólico original. O ódio é sempre diabólico. Desejo que o Brasil acorde desse pesadelo fascista. Com o espírito da compaixão seguiremos enfrentando os espíritos antidemocráticos com o pensamento lúcido. A loucura coletiva nasce da brutalidade e da ignorância produzidas em escala industrial como vemos hoje nas redes“.

 

… … …

AGENDÃO

… … …

Aqui as sugestões de programação para esta semana. Acompanhe também as opções contidas na página da Agenda da Periferia. Informe-se, inconforme-se, atue e divirta-se!   

… … …

QUINTA e SEXTA-FEIRA – 14 e 15 de março – 14h30 … Margens – nas Fábricas de Cultura … Bate-papo com escritoras participantes do projeto criado pela jornalista Jéssica Balbino (veja o vídeo), que mapeia e divulga a literatura de mulheres das periferias de todo o Brasil. Entrada franca (também na semana que vem):

QUINTA – 14 de março – Carol Peixoto, no Jardim São Luís
SEXTA – 15 de março – Carol Peixoto, no Capão Redondo
TERÇA – 19 de março – Thata Alves, no Jaçanã
QUARTA- 20 de março  Ryane Leão, em Diadema

… … …

QUINTA-FEIRA – 14 de março – 19h … Banda Federal Japanese – No Quinta dos Infernos, à rua Coronel José Eusebio, 109

… … …

QUINTA-FEIRA – 14 de março – 19h30 … Elas na Casa – De 14 a 30 de março a Casa Rosa Manjericão propõe encontros com artistas. Na abertura, Mam’etu Luijidi (Mãe Ofá) Sacerdotisa de candomblé da tradição Congo/Angola. Na rua Antonio Cavaglieri, 15, em São Roque

… … …

QUINTA-FEIRA – 14 de março – 20h … Cantor e compositor Kinjo faz lançamento do single ‘Flores para o Coração da Gente’ acompanhado por Eduardo Colombo (voz e percussões), Guilherme Kafé (violão e voz), João Antunes (baixo), Moita Mattos (guitarra), Fernando Seiji Sagawa (sopros), Ariel Coelho (percussões) e Ivan Banho (percuteria). No Itaú Cultural, à avenida Paulista, 149

… … …

QUINTA-FEIRA – 14 de março – 20h30 … Instrumental Poesia: Projetonave & Caco Pontes. No Sesc Avenida Paulista

… … …

QUINTA A SÁBADO – 14 a 16 de março … Somos Todos Olga … Espetáculo biográfico, retrata a revolucionária Olga Benário momentos antes de sua execução. No dia 14, às 21h, na sede do PCB, à rua Francisca Miquelina, 94. No dia 15, às 21h, no Espaço Augusto Boal, à rua Guaianases, 253. No dia 16, às 19h, no Instituto Pombas Urbanas, à av. dos Metalúrgicos, 2100, na Cidade Tiradentes

… … …

QUINTA-FEIRA – 14 de março – 21h … Tudo Que Dói … Contemplada na 8ª edição do Prêmio Zé Renato, a peça conta a história de um consagrado escritor  que passa os dias no bar de uma cidadezinha, rodeado de outros bêbados, na tentativa de esquecer o passado. A chegada de uma jornalista interessada em entrevistá-lo coincide com a visita de sua filha, que atingiu a maioridade e deseja conhecer o pai. Texto e direção de Mário Bortolotto (clique no cartaz). No Cemitério de Automóveis, à rua Frei Caneca, 384. Ingressos a R$20 e R$10

… … …

QUINTA-FEIRA – 14 de março – 21h30 … Baile Indocumentado: Selectora Cecyza + La Caravana Orquestra. No Al Janiah

… … …

SEXTA-FEIRA – 15 de março – 18h … Aula Aberta: Samba Rock com Quarteto São Jorge. No Centro Cultural Tendal da Lapa

… … …

SEXTA-FEIRA – 15 de março – 19h … Show com a banda Rock & Tal. No Carauaribar, na Vila Maria

… … …

SEXTA-FEIRA – 15 de março – 18h … Zé Leônidas se apresenta na Hostel Casa Azul, à avenida Senador Casemiro da Rocha, 731

… … …

SEXTA-FEIRA – 15 de março – 19h … Posse Popular da Bancada Ativista … 9 codeputadas estaduais convidam coletivos, apoiadoras, amigas e ativistas para show, sarau, poesia, comida, roda de conversa e política. Na sede do Pessoal do Faroeste, à rua do Triunfo, 301

… … …

SEXTA-FEIRA – 15 de março – 19h … 23ª Edição do Sarau da Vergueiro, organizado por Vieira Pato e Carlos Buono, entre outros músicos, acontece sempre na terceira sexta-feira de cada mês. Na rua Vergueiro, 803

… … …

SEXTA-FEIRA – 15 de março – 19h30 … Abertura da 6ª Semana da Cultura Caiçara de Santos … Com música, dança, teatro, literatura, contação de histórias, artes visuais, cinema, debates, oficinas, esportes, ação ecológica e turismo de base comunitária. Nessa edição as atividades se estendem a Guarujá e São Vicente. Até 21 de março. Clique aqui e veja toda a programação

… … …

SEXTA-FEIRA – 15 de março – 20h … 5 Bandas – 5 Anos De Minuto Indie No Estúdio Bixiga, à rua Treze de Maio, 825. Ingressos a R$10 e R$30. Com Mustache e os Apaches, Alaska, Raça, Geo e Brvnqs

… … …

SEXTA-FEIRA – 15 de março – 20h … Duas Casas Toca Raul … Dupla formada por Bezão e Nô Stopa toca os clássicos do Maluco Beleza acompanhada por Alexandre Fontanetti, Eduardo Malta e Caio Lopes. No Itau Cultural

… … …

SEXTA-FEIRA – 15 de março – 21h … Uma Louça Quebrada e Nenhuma Roupa Lavada … Montagem da Meraki Cia Teatral aborda diferentes formas de violência contra a mulher. O texto é de Cléo Moraes, que atua ao lado de Rosa Freitas. Direção de Eduardo Osório. Às sexta-feiras, até 5 de abril, no Espaço Parlapatões, à praça Roosevelt, 158

… … …

SEXTA-FEIRA – 15 de março – 21h … Maria Cláudia Mesquita apresenta as canções do cd Zoom e de seu próximo trabalho ‘Só queria te agradar’. No Teatro Bruta Flor, à rua Augusta, 912

… … …

SEXTA-FEIRA – 15 de março – 21h … Festa Cansei apresenta duas bandas: Groupies do Papa & Porno Massacre. Na Casa Do Mancha, à rua Felipe de Alcaçova

… … …

SEXTA-FEIRA – 15 de março – 21h … Jota.pê – Lá Vem Garoa … Com músicas que vão de Jorge Ben a Caetano Veloso, passando por Chico Science. No palco o cantor e compositor é acompanhado por Marcelo Mariano (diretor musical e baixista) e Kabé Pinheiro (bateria e percussão). Na Estrella Galícia Estação Rio Verde, à rua Belmiro Braga, 119

… … …

SEXTA-FEIRA – 15 de março – 21h … Pré venda do cd Cantos à Beira-mar … A compositora paraibana Socorro Lira prepara Cantos à Beira-Mar, com dez composições sobre poemas da maranhense Maria Firmina dos Reis. Reserve o seu e participe da audição no dia 19 de março, terça-feira, às 19h30, no CPF Sesc, à rua dr. Plinio Barreto, 285 – 4º andar

… … …

SEXTA-FEIRA – 15 de março – 21h … No Projeto Estéreo MIS, Laura Lavieri apresenta as músicas de seu cd Desastre Solar. No Museu da Imagem e do Som, à avenida Europa, 158

… … …

SEXTA-FEIRA E SÁBADO – 15 e 16 de março – 21h … Medusa de Rayban … Remontagem da peça (elogiada em 1997 por inovadoras referências às hqs e ao rock) narra os conflitos de quatro assassinos de aluguel, abordando a violência sem descartar o humor. Texto e direção de Mário Bortolotto (clique no cartaz). No Cemitério de Automóveis, à rua Frei Caneca, 384. Ingressos a R$40 e R$20

… … …

SEXTA-FEIRA a DOMINGO – 15 a 17 de março – 21h (sex e sab) e 18h (dom) … Abujamra Presente! … No encerramento da exposição em homenagem ao seu pai, André Abujamra faz show com participação de membros da família, misturando música, poemas e vídeos

… … …

SEXTA-FEIRA – 15 de março – 21h … Branca Lescher e banda em Curitiba. No Quintal do Monge, à rua Dr. Claudino dos Santos, 24

… … …

SEXTA-FEIRA – 15 de março – 22h … Dead Elvis & His One Man Grave (Holanda) ao vivo no Clandestino, à rua Augusta, 2366. Ingressos a R$20

… … …

SEXTA-FEIRA – 15 de março – 22h … Montanas Trio e Birão Ramin – na Casa Matahari … Espaço underground recebe o trio que apresenta as canções de seu novo álbum “Serviço Comunitário”. Birão faz discotecagem. Entrada R$15. Na rua Silva Bueno, 729, no Ipiranga

… … …

SEXTA-FEIRA – 15 de março – 22h … Alba Santos (voz, loop station, teclado e percussão) e Aniel Someillan (baixo, tres cubano, teclado, loop station e percussão) no show “Sesiones” + Quarteto e participação de Anaadi e Dj FlavYa. Ingressos a R$25 e R$35, no JazznosFundos, à rua Cardeal Arcoverde, 742

… … …

SEXTA-FEIRA – 15 de março – 22h … Festa Estranha com Música Esquisita … Até 2h, música brasileira bizarra. Depois, só ‘podrera’ (discotecagem de churras na laje). No Espaço Arranca, à rua Santa Catarina, 520, em Guarulhos

… … …

SEXTA-FEIRA – 15 de março – 23h … Baile em Casa – Com o dj Brito Andrade e YndjáhBáh tocando forró, black, funk, axé, cumbias e brasilidades de todos os tempos. Na praça Gen. Araripe de Faria, 243. Entrada R$5

… … …

SEXTA-FEIRA – 15 de março – 23h … Edgar no Mundo Pensante … Cantor performático apresenta as músicas de seu cd Ultrassom. Na rua Treze de Maio, 830. Ingressos a R$15 e R$30

… … …

SEXTA-FEIRA – 15 de março – 23h … Caetanagem – no Al Janiah … Bruno Del Rey (voz e violão), Leo Mattos (bateria, percussão e vocais), Kaneo Ramos (guitarra) e Augusto Passos (baixo) apresentam canções dos discos “Caetano Veloso” (1968), “Transa” (1972) e “Qualquer coisa” (1975). Na rua Rui Barbosa, 269. Ingressos a R$15

… … …

SEXTA-FEIRA – 15 de março – 23h … Forró na Gruta – com o grupo Baião Lascado. Na rua Major Quedinho, 112

… … …

SEXTA-FEIRA – 15 de março – 23h … Festa XXXbórnia – no Tokyo … Com os djs Cabra Guaraná (DF), Samuel Samuca (Samuca e a Selva), Daft Funk e D La Veiga (Mel Azul). Na rua Major Sertório, 110

… … …

SÁBADO – 16 de março – 12h30 … Lançamento do livro – Lifineoped, produzido com apoio da Liga de Fisioterapia em Neonatologia e Pediatria da USP, em associação com a FioCruz. No IV Curso Introdutório da Lifeneoped

… … …

SÁBADO – 16 de março – 14h … Liberdade acima, Carnaval no meio … ‘Arrastão dos Blocos’ congrega mais de uma centena de blocos na luta e na festa em defesa da democracia e do carnaval de rua livre e convida a todos para encerrar o carnaval de 2019. Na Praça da República

… … …

SÁBADO – 16 de março – 18h … Inauguração do Lola Bar, da escritora Monica Marques, com desenhos da artista Tais Forner nas paredes e som do dj Fred Lima. Na programação, espaço para música, lançamento de livros, poesia e artes visuais. Na rua Brigadeiro Galvão, 469

… … …

SÁBADO – 16 de março – 20h … Os Cabeçasss. Trio de rock psicodélico se apresenta no Carauaribar

… … …

SÁBADO – 16 de março – 21h … Stand Up Comedy – na Videoclube Charada … Detalhes no cartaz

… … …

SÁBADO – 16 de março – 21h … Show de Jonathan Silva. Na Casa Teatro de Utopias, à rua Duílio, 46, Lapa

… … …

SÁBADO – 16 de março – 21h … Carcaju + Evi Hadu – na Fauhaus, à rua Faustolo, 983

… … …

SÁBADO – 16 de março – 21h30 … Blues Jam – Clandestino … A banda da casa é formada por Alexandre Zequi, Diego Basanelli, Fábio Pagotto e Pedro BB. Leve seu instrumento (bateristas, levem suas baquetas). Ingressos a R$20. No Clandestino Estúdio, à rua Augusta, 2366

… … …

SÁBADO – 16 de março – 23 às 5h … Forró para todos – na Casa Matahari Mariposa, à rua Silva Bueno, 729

… … …

SÁBADO – 16 de março – 23h … Sarau do Charles – 23 anos. No Gam Yoga, à rua Fradique Coutinho, 1004

… … …

DOMINGO – 17 de março – 16h … Ekena canta Elis – Sesc São Carlos

… … …

DOMINGO – 17 de março – 17h … Espetáculo “Revolução” – da Metamorphose Cia. de Teatro. Na Aldeia Satélite, à rua Tenente Luiz Fernando Lobo, 118, na ZL

… … …

DOMINGO – 17 de março – 17h às 2h … Festa Blues Jam/Niver – Mr John, Pagotto, Eliete & Silvana. Leve seu instrumento e participe dessa noite de blues. No Carro de Bois, à av. Mário Lopes Leão, 667

… … …

DOMINGO – 17 de março – 17h … Dandô SP – com a cantora Kátya Teixeira, o grupo Entrelatinos e a poeta Lígia Araújo … O Circuito Dandô reúne cantadores e músicos de várias gerações, estilos e culturas de diferentes lugares do Brasil. Na Unibes Cultural, à rua Oscar Freire, 2500. Ingressos a R$20

… … …

DOMINGO – 17 de março – 19h … Sarau Soltando a Franga no Frango – Evento do Mulherio das Letras tem poesia e música. No Bar do Frango, à avenida São Lucas, 479

… … …

DOMINGO – 17 de março – 20h … Interiores … Dividida em quatro momentos, que correspondem a habitações diferentes, a peça trata das relações que se estabelecem em torno da venda desses imóveis, de seus espaços vazios e de suas ausências. Texto e direção de Lucas Mayor e Marcos Gomes. No Teatro Cemitério de Automóveis, à rua Frei Caneca, 384

… … …

TERÇA-FEIRA – 19 de março – 19h … Phalácia, fala poética e performance … Oficina com o poeta e performer Daniel Minchoni propõe ‘soltar línguas e corpos por meio de jogos poéticos’. No Sesc Pinheiros. Terças e sextas até 9 de abril

… … …

TERÇA-FEIRA – 19 de março – 19h30 … Travessia Musical – com Patrícia Lia e Caio Bars. Encontro mensal reúne compositores, artistas e bandas em um show intimista na rua Minas Gerais, 201

… … …

TERÇA-FEIRA – 19 de março – 19h30 … Cinecubo é o cineclube promovido pelo IAB toda terceira terça-feira do mês com exibiçã. Nesta edição, “Quem Mora Lá”, documentário dirigido por César Vieira, Conrado Ferrato e Rafael Crespo. Com a presença de Conrado Ferrato e Mário Vieira. Na rua Bento Freitas, 306

… … …

TERÇA-FEIRA – 19 de março – 19h30 … Projeto Tania Maria 70 anos homenageia a artista. Com Anette Camargo (voz, piano e teclado), Libero Dietrich (baixo), Lael Medina (bateria) e Danilo Moura (percussão). Na Escola de Música e Tecnologia

… … …

TERÇA-FEIRA – 19 de março – 20h … Marcelo Barum 50 Anos – Sarau Transformadoria … No niver do grande músico e cantor (parabéns, Barum!), vai ter pocket-show dele com Sandro Premmero e participação especial do Grupo Tarumã. E ainda rola o sarau com palco aberto. No Camaleon Bar, à rua Coelho Lisboa, 333

… … …

TERÇA-FEIRA – 19 de março – 20h … Mauri de Noronha – Olido Canto … O cantador e poeta apresenta seu show ‘De repente um cantador’, com participação do flautista Chico Pedro. No Teatro da Galeria Olido, à avenida São João, 436

… … …

QUARTA-FEIRA – 20 de março – 19h30 … Mestre Zé Pereira no Curso Livre de Rabeca. Na Casa dos Arcos, à al. dos Guaicanãs, 519. Ingressos de R$20 a R$50

… … …

QUARTA-FEIRA – 20 de março – 20h30 … Trio que Chora, formado por Martha Ozzetti (flauta), Rosana Bergamasco (violão sete cordas) e Cássia Maria (percussão e voz), apresenta sua mistura de choro com o baião, frevo, samba, marabaixo, boi e arrasta-pé. No Atelier Paulista, à rua Amália de Noronha, 301

… … …

QUARTA-FEIRA – 20 de março – 22h … Céu: show surpresa (extra) no Z – Largo da Batata

… … …

ATÉ 15 DE MARÇO … Mulheres de ArTitude – Primeira exposição do coletivo de grafiteiras. Na Casa de Cultura São Miguel, à rua Irineu Bonardi, 169

… … …

ATÉ 20 DE MARÇO (menos aos domingos) … Exposição “Derivações de uma Mártir”, de Bruna Alcântara … Artista expõe série de obras relacionadas à gênero, maternidade e feminismo. Entrada franca. De segunda a sexta, das 10h às 21h30. Sábados, das 10h às 18h. Na Oficina Cultural Alfredo Volpi, à rua Américo Salvador Novelli, 416

… … …

ATÉ 7 DE ABRIL – De terça a domingo … Ocupação Manoel de Barros, no Itaú Cultural. Exposição de manuscritos e diversos materiais selecionados do acervo pessoal do grande poeta matogrossense Manoel de Barros (1916-2014). Além da exposição, o projeto deu origem a uma série de vídeos e outros conteúdos on-line (clique aqui e saiba mais).

… … …

ATÉ 13 DE ABRIL – AOS SÁBADOS – das 14h às 17h … Curso de Teatro gratuito – na Aldeia Satélite … (no carnaval, a confirmar) … Curso de preparação artística para atores e interessados, abordando técnicas de Stanislavsky e da linguagem clown. Sob a coordenação de Claudemir Santos, é composto por atividades práticas, leituras, criação de espetáculo e apresentação do resultado obtido. Na rua Tenente Luiz Fernando Lobo, 118

… … …

ATÉ 20 DE ABRIL (menos aos domingos) … Exposição André Dahmer … O grande cartunista, que publica diariamente na Folha e no Globo, apresenta dezoito trabalhos originais e cinco gravuras em serigrafias numeradas e assinadas. De segunda a sábado, na 9° Arte Galeria, à rua Augusta, 1371 (térreo da galeria Ouro Velho)

… … …

AGENDÃO >>> Fique ligado, pois o agendão é diariamente atualizado. E toda quinta-feira tem um post novo.

… … …