Sarau, luau e o escambau

Sarau, luau e o escambau

Produção artística que vive à margem da indústria cultural

As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

A antologia ’70 vezes Caio’, as 1000 guitarras para Victor Jara e 10 artistas legais pro Milton Nascimento conhecer

Por Arnaldo Afonso

   

Claro que o cara é o maior cantor do Brasil. E eu amo sua obra e ‘reverencio a sua beleza’ (como canta em ‘Trovoa‘, o ótimo Mauricio Pereira). Mas deu pano pra manga a entrevista em que o grande Milton Nascimento afirmou que ‘a música brasileira está uma merda‘. É óbvio que ele não se referia aos inúmeros e talentosos compositores da seara alternativa, que continuam seguindo a tradição de nossos melhores cancionistas, com belas melodias e letras poéticas (alguns fazem shows em éssepê por esses dias e eu aproveitei pra linkar suas canções na sequência desse papo). Mas, já que esse gênio da mpb tocou no assunto, bem que podia ter usado seus superpoderes de Milton para botar o dedo na ferida e denunciar o esquema corrupto da divulgação da música no Brasil, que envolve compra de horários e negociatas mis com empresas, radialistas e apresentadores de tevê, além da troca de favores entre os políticos na concessão de canais. Enfim, poderia ter descido o cacete na máfia do jabá, que divulga um único estilo de música desrespeitando a diversidade de ritmos e o fervilhante caldeirão de culturas que fez da canção brasileira uma das mais admiradas do mundo. Milton poderia ter dito que é por causa desse sistema viciado que o Brasil inteiro desconhece os muitos artistas legais que um tal de Arnaldo Afonso divulga em seu blog no Estadão (risos…). Não me citou, o querido Bituca, mas, ao menos, levantou a bola com açúcar: e é com afeto (e muito respeito) que este blogueiro mata no peito e bota a bola pra dentro.

CHICO OU CUNHA?
(Marcio Policastro)

Sai, Chikungunya
Sai por Congonhas
Se o Brasil fosse mais Chico, menos Cunha
Me encheria de orgulho, e não vergonha
Iam legalizar a maconha
Iam distribuir a fartura
Iam ter que parar com essa bronha
De pedir volta da ditadura
Iam respeitar mais os poetas
Iam valorizar professores
Iam defenestrar picaretas
E descrer de promessas de pastores

Por exemplo: sou muito fã do Marcio Policastro, cantor e compositor ligado ao Clube Caiubi de Compositores. Em sua nova safra de canções, mais ainda do que em seu primeiro cd Pequeno Estudo sobre o Karma, ele comenta de forma direta os recentes acontecimentos do País e o direitismo asqueroso que o (des)governo Bolsonaro vem nos impondo. Policastro defende, com espirituosidade e talento, as conquistas trabalhistas e os valores humanistas que estão sendo pisoteados e escreve, como nenhum outro artista da atualidade (viu, Milton?), a crônica poética (e patética) destes tristes dias de casuísmos ‘legais’ que estamos vivendo. Claro que suas músicas não tocam em lugar nenhum… Mas é ele quem responde ao general que não quer ‘comissão da verdade’, aos fascistas da rede social e aos preconceituosos em geral, dos racistas aos machistas, dos misóginos aos pedófilos. Das bravatas de políticos imorais aos lesa-pátria das negociatas multinacionais, nada lhe passa batido, nada lhe escapa ao crivo. Policastro precisa gravar logo seu novo disco. Eu, o Milton e o próprio Marcio Policastro sabemos muito bem que seu clipe não vai passar no Fantástico nem no Faustão. Mas suas canções saborosas e atuais, ecoarão pelo tempo, como boa resposta a esse momento político vergonhoso. Deveriam ser cantadas em coro pelo nosso desencantado povo (o arquivo é de Facebook: acesse para ouvir):

https://www.facebook.com/socraticosal/videos/2719264588107161/

TIOZINHO DO CHURRASCO
(Marcio Policastro)

Seguiu o pato com o manto da CBF
e elegeu um candidato mequetrefe
Foi pra Paulista tirar self com milico
Nem Amoedo vai livrar você do mico

Acreditou no blá blá blá da Lava Jato
Recomendou “O Mecanismo” do Padilha
E como todo bom tiozinho do churrasco
Postou as fake news no grupo da família

Se agora vai pagar
O que antes era de graça
Faz arminha com a mão que passa

Acabou de perceber
o tamanho da desgraça
Faz arminha com a mão que passa

Que essa tal honestidade
Era engodo e trapaça
Faz arminha com a mão que passa

Confiou em um juiz
Que era só mais um comparsa
Faz arminha com a mão que passa

… … …

NÃO ME QUEIRA MAL
(Saco de Ratos)

Juntos já tiramos muitos carros da estrada
Já pilhamos e queimamos muitos navios
Já batemos e levamos muito na cara
Já bebemos todo o rum desse barril
E já fomos os clichês de todos os clichês
E agora só resta um bendito ditado chinês
Não me queira mal
Pelo bem que eu nunca te fiz
Não me queira mal
Pelo bem que eu nunca quis
Com o inferno de Dante em nossas vidas rotas
Derretemos concreto das catedrais
Já dormimos nas sombras dos inimigos
Já traímos amigos, nossas garotas
Afogamos os gritos com poesia barata
Hasteamos no peito nossa bandeira pirata

QUINTA – 26 de setembro – 19h … Show da banda Saco de Ratos, no Cemitério de Automóveis. Com Mário Bortolotto (vocal), Rick Vecchione (bateria), Fabio Brum (guitarra) e Fabio Pagotto (baixo e vocal). Na rua Frei Caneca, 384. ‘Não me queira mal’, Milton, mas ouve essa banda também: eles tocam rocks e blues deliciosos, têm letras divertidas e certeiras, músicos excelentes e um vocalista que rosna, ri ou xinga quando a canção exige. Claro que o Mário Bortolotto é um baita dramaturgo e essa talvez seja a sua principal atividade. Mas, quando assisto sua banda, sempre penso: esses caras precisam fazer sucesso! Nós precisamos que eles façam sucesso, que sejam tocados nas rádios. Não temos mais Raul, Cazuza nem Renato Russo. Tá em falta na canção brasileira algo semelhante ao espírito anárquico e ao deboche crítico que esses ídolos nos ofereceram. Nós (os loucos, inadaptados, independentes e marginais gerais da arte e do amor) precisamos que esse recado lóki e antenado da banda chegue aos caretas de plantão (os do poder, os das ruas e os da internet) pra ver se ilumina um pouco as mentes retrógradas desse Brasil oficial que quer voltar à ditadura e às suas censuras várias (na arte, na política e no comportamento). A banda Saco de Ratos não pode ficar restrita à cena underground.

… … …

QUINTA – 26 de setembro – 21h … Gustavo Galo faz show em que canta as músicas do novo cd ‘Se tudo ruir deixa entrar o ruído‘. Participação do cantor Rubi. Na Casa do Mancha, à rua Felipe de Alcaçova. O artista já gravou “Asa” (2014), “Sol” (2016) e “Um satélite perdido” (2018 – este em parceria com Peri Pane). Com a Trupe Chá de Boldo, banda da qual faz parte há 12 anos, lançou quatro discos.

… … …

SÁBADO – 28 de setembro – 18h30 … Augusto Teixeira … Mais um ótimo cantor e compositor que o Milton precisa conhecer (é só brincadeira, Milton querido: eu te amo!). Augusto lançou o cd autoral Estação Felicidade, mas, no show, canta também alguns clássicos da mpb (inclusive as pérolas do Clube da Esquina). No Dona Carmen, à rua Doutor Bacelar, 649. Sobre o talento de Augusto, escrevi:

Seu cantar é delicado, porém grave. Seu silêncio reverbera, seu som tem conteúdo. A palavra vai sendo expirada sem pressão, ora à frente, ora atrasada, numa pulsação muito pessoal, de quem sabe criar tempos próprios a mando da emoção. Os ritmos seduzem, induzem meias-luzes, semitons. O clima poético vai se instaurando lento, gosmento, grudando na alma, tatuando cada canção. O mundo de Augusto é denso e lírico. Sua aparente candura fabrica um veneno licoroso, que bebemos absortos. Súbito nos vemos prisioneiros em seu labirinto estético. E quando seu som pesa e o céu ameaça desabar um chumbo cinzento, ele nos inventa melódicos campos verdes por onde corrermos. É um libertador de sentimentos, esse Augusto. Nos dá a prazerosa sensação de que o mais sofisticado é simples. De que é bom sentir que ainda há ar pra respirar. E pirar: Augusto Teixeira tem, implícita, uma espécie de eletricidade acolchoada. Nos inquieta, mas é zen. Nos conforta e depois tira a paz. O cara toca como quem ‘joga capoeira à beira de abismos ancestrais’.

… … …

SÁBADO – 28 de setembro – 19h … Show de Gabriel de Almeida Prado … Esse é outro artista talentoso que todo mundo precisa conhecer (viu, Milton?): o Gabriel já lançou ‘A Língua e a Alma‘ e prepara seu segundo cd. No show, canta canções novas e antigas, ao violão, acompanhado por Liw Ferreira (guitarra, violão e bandolim). Na Casa Passarinho, à av. Dr. Arnaldo, 1145. Ouça esta pérola:

DANÇA DA LUA
(Gabriel de Almeida Prado e Alexandre Lemos)

Eu sei dançar sem par
Mas vou te convidar
Pra entrar na minha dança
Não tem que se enfeitar
É só me acompanhar
Enquanto o tempo avança

E até o dia raiar
Me deixa te levar
Onde não fui com ninguém

E agora as nossas pernas enroscadas
Nas eternas emboscadas
Que todas as noites têm
E vai e vem
E mais e mais além
De toda esperança

E até o sol reclamar
Me deixa te bailar
E te molhar de calor

Repara as suas mãos iguais à minhas
Mesmas marcas, mesmas linhas
De fortuna e de amor
Espera que o destino é traiçoeiro
E sopra o nevoeiro desse teu coração
Me dá a mão
A noite é o salão
Da nossa contradança

… … …

SÁBADO – 28 de setembro – 19h30 … Suindara Rock Sertão – Vendaval de Dentro. No show, Ricardo Felix (violoncelo e flauta), Giliane Meireles (voz) e Valter Gusmão (violão) apresentam 14 canções autorais: são melodias encantadoras e letras líricas de forte conteúdo social embaladas pelo talento interpretativo e pelos muitos recursos técnicos dessa excelente cantora que é Giliane Meireles. Vai lá ver, Milton… Você vai sentir à flor da pele essas emoções. No Espaço Cultural Alberico Rodrigues, à praça Benedito Calixto, 159

… … …

ARNALDO AFONSO (eu!) NO SONS DO BRASIL >>> Agora está disponível na net: eu gostei de ouvir novamente e recomendo aos interessados: em setembro de 2016, participei do premiado programa de rádio Sons do Brasil (edição de número 78) ao lado do cantor e compositor Leo Middea, carioca que hoje mora na Europa e que havia lançado seu ótimo cd “A Dança do Mundo“. Falei da cena independente, do movimento de saraus e deste blog também. Léo apresentou quatro músicas ao vivo e, na seção ‘Pitacos’, pediu pra tocar “Dizputa”, com Carol Naine (que faz show nesta sexta, na Casa do Mancha – veja no agendão). Eu sugeri “Ciranda de Dentro” com Nina Oliveira e Rodrigo Ciampi. O Serginho Sagitta, apresentador do programa, nos presenteou com “Pequena”, da banda Flor de Aruanda. Foi um papo legal em defesa da diversidade musical e da representatividade das várias tendências artísticas brasileiras, excluídas dos meios de comunicação pelo perverso esquema de jabás – enfim, aquelas coisas que eu queria que o Milton dissesse após ter falado que ‘a música brasileira está uma merda’. Ouve mais esses três ‘sons do Brasil’, Miltão:

 

… … …

MINHAS ANDANÇAS POR AÍ

… … …

Que fique bem claro, seu Januário: não sou cri-crítico musical nem literário. Sou artista que sente pressente pelo insight o valor do objeto emocional criado. Sou fã abduzido seduzido cooptado. Apaixonado pelo belo poético tocado e cantarolado. E ainda estou transtornado (e transformado) lendo e relendo livros, indo e vindo de shows, vendo e ouvindo canções e sentindo reverberar as emoções que vivi. Um pouco do que vi é o que conto aqui:

SEXTA 1 – O Zi Stafuzza >>> Fui ao Ecla e me emocionei bastante no show em que o cantor e compositor O Zi apresentou releituras das canções do inesquecível Belchior, acompanhado pelo timaço de músicos formado por Rosangela Alves, Brau Mendonça, Ayrton Mugnaini e Sandro Silva, com participações de Gracco, Cris Pini, Galba e outros artistas. Parabenizo também ao músico Alexandre Tarica, que está se especializando em produzir esse tipo de espetáculo, que agrada ao público e movimenta a cena artística. ‘Ano passado eu morri, mas esse ano eu não morro!’

SEXTA 2 – Banda da Portaria >>> Ainda com o som do Bel na cabeça, dei uma passada rápida no Picles a tempo de ouvir uma ótima canção da Banda da Portaria (em nova e suingada formação) acompanhada pelos versos do poeta Vitor Miranda (que será homenageado do Sarau Sopa de Letrinhas, no dia 4 de outubro). Aê, Milton: fica de olho que esses caras mandam bem… 

SÁBADO >>> Havia me compromissado, mas não pude participar do festival de música, poesia e resistência organizado pela dupla Ligia Regina e Eder Lima no CarauariBar (a eles, minhas desculpas). Sei que a festa foi bonita e que contou com a participação de mais de duas dezenas de músicos e poetas do circuito de saraus. No sábado participei de um outro encontro de amigos que comemoravam os 50 anos da criação da UNAC (nas fotos, antes e agora), um grupo de jovens da ZN, que começou numa igreja do Jardim Brasil (doutrinados pela Teologia da Libertação) e do qual brotaram ramificações diversas na música, na poesia, no teatro e nos ativismos políticos e sociais. Foram comoventes os depoimentos, a alegria de todos, a projeção de fotos e a lembrança dos que já se foram (os meus queridos Gilvan e Felício, entre eles). Deixo um grande abraço a essa imensa ‘família’ de amigos: Cido, Café, Givaldo, Toninha, Godoia, Longo, Pillar, Marisilda, Dedé, Jaime, Marici, Dona Edíria, Dona Luzia, Seu Reynaldo, Roberto, Marcia, Dari, Céia, Vete, Lalá, Fernando, Paulão, Silvia, Bosco e Salete (entre outros) e mais os filhos e netos presentes. Foi lindo!

DOMINGO – Marcos Munrimbau >>> Que showzaço competente o cantor e compositor Marcos Munrimbau apresentou ao bom público presente no Casarão da Vila Guilherme. Acompanhado pelas instrumentistas Anete Ruiz (teclado), Luciana Rosa (violoncelo) e Paula Padovani (bateria), o artista apresentou 14 canções autorais dedicadas ao amor e às mulheres no espetáculo Aquarela de Batons (a bailarina Elis Pessotti fez graciosa performance em uma música). É óbvio dizer que Marcos é um ótimo cantor e que seu timbre e sua figura lembram Milton Nascimento (olha o Milton aqui de novo, gente!). Ou que o formato de algumas de suas canções me remeteram à Chico & Edu (o que é um baita elogio, hein?). Porém, o mais importante é ressaltar que, mesmo com essas semelhanças, transborda muita verdade e encantamento de cada acorde de suas músicas e das entonações emocionadas de suas interpretações. E é preciso também elogiar os movimentos do artista pelo palco: sua presença esbanja carisma e mantém o público atento até o fim de um show em que não faz uso de nenhum cover (coisa rara!). Quem viu, viu: foi um show de verdade, na periferia da cidade, altamente profissional e muito bom de se curtir. Ainda teve a projeção do romântico videoclipe ‘Quando você se Aproxima‘, para aquecer os corações naquela noite tão fria.

QUARTA – “Sambas do Melodia” >>> Luiz Melodia é o artista de quem mais vi shows. Na maioria deles, era Renato Piau quem o acompanhava ao violão. Na noite de quarta, no bar do Alemão, assisti com os olhos marejados de saudade ao show em que Piau e o ótimo cantor Marco Palmah (de interpretações intensas) fazem tributo ao repertório do Melô. Piau também apresentou algumas de suas canções com outros parceiros e contou divertidas histórias de Tim Maia, Arnaud Rodrigues, Melodia e outras feras da nossa música. Marco está morando em Brasília, mas sempre participa do Sarau da Maria e outros eventos em éssepê. Os dois músicos vão passar uma temporada na cidade e fazer mais shows (eu informo tudo por aqui). Vá ver: você vai se emocionar.

 

… … …

DANÇA E TEATRO
DO BRASIL NO EXTERIOR

… … …

SEXTA E SÁBADO – 27 e 28 de setembro … Focus Cia de Dança – No exterior … Companhia carioca dirigida por Alex Neoral (e mantida pela Petrobras) apresenta suas coreografias na Colômbia e no Canadá (no cartaz, a programação completa). No elenco, estão os bailarinos Marcio Jahú, Cosme Gregory, José Villaça, Roberta Bussoni, Marina Teixeira, Monise Marques e Carolina de Sá 

QUINTA – 26 de setembro … ‘Kassandra-Hecuba’ … Peça baseada em trechos de “Mulheres de Tróia”, de Eurípedes. Com Rosa Freitas e Carina Casuscelli. Espetáculo multimídia, da Companhia Nova de Teatro, faz parte do Projeto Apátridas, que começa com esta produção e se desenvolve a partir de pesquisas e experiências na Grécia e na Romênia, confrontadas com a realidade brasileira. O grupo participou do Analogio Festival Athens no dia 25 (no Museu da Universidade de Plaka), e se apresenta hoje, dia 26 (às 16h no Teatro da Universidade de Atenas). Também vai ao Festival ‘25 horas de teatro sem parar‘ em Sibiu, na Romênia, no dia 6 de outubro (0h30, no Teatro Gong) e no dia 8 de outubro (20h, no Teatro de Arte Bucarest).

 

… … …

OS FASCISTAS CENSURAM,
COMO NA DITADURA

… … …

Além do discurso vexatório na Onu, a semana apresentou três episódios de fascismo incontido do (des)governo Bolsonaro. Surpreso ninguém está, claro. Apesar de não assumirem, eles são fascistas mesmo e isso todo mundo já sabia. O que choca é a falta de reação da população e das instituições diante da vergonha mundial que temos passado e do papel ridículo que eles têm feito o País desempenhar (o que dizer sobre a foto do ‘Bolsonarinho’ fazendo ‘arminha’ na frente do monumento pela paz?). Até quando vamos permitir que esses seres anacrônicos, incultos e despreparados nos (des)governem?

1 – SOBRE CHICO … Claro que esses ratos fascistas que estão no (des)governo Bolsonaro dizem que “apenas sugeriram” que o filme sobre o grande Chico Buarque fosse retirado de festival no Uruguai (leia aqui). E é claro também que eles não querem que o grande Chico, defensor das liberdades (portanto, adversário dos fascistas), seja premiado em Portugal. Chico é um artista que qualquer país do mundo ostentaria com orgulho como um dos maiores símbolos de sua riqueza cultural. A obra de Chico é eterna e mundialmente reconhecida. Já esses pulhas que estão no poder no Brasil, só nos envergonham. E logo passarão.

2 – SOBRE MARIGHELLA >>> De início pareciam se tratar apenas de entraves burocráticos. E a estreia foi adiada. Depois ficou óbvio que os fascistas que estão no poder não toleram a exibição de um filme que conte a história de Marighella, um homem que perdeu sua vida na luta contra a ditadura imposta pelos militares em 1964. Que fazer quando nosso atual presidente, quando candidato, declarou em plenário ter como ídolo um assassino covarde e torturador (deveria ter sido cassado, claro!). Os fascistas estão bem assanhados, hein, leitor? E nós, democratas, estamos esperando o que para reagir? Em meus ouvidos ecoa a frase de Marighella, no trailer do filme: “As pessoas precisam saber que no Brasil tem gente resistindo. E que a nossa luta é justa”

3 – SOBRE FERNANDA MONTENEGRO >>> Quem é esse tal de Alvim pra ofender um ícone da cultura nacional como Fernanda Montenegro? Mal educado como é, não poderia sequer ter um cargo numa instituição cultural. Deveria ser demitido imediatamente. Seria, não fosse chefiado por um outro fascista idiota e mal educado. Enquanto isso, aumenta a censura às artes, a floresta queima, a polícia mata inocentes e os direitos trabalhistas são suprimidos. Que vergonha nos dá esse Brasil fascista!

… … …

MARIELLE PRESENTE!

… … …

No dia 14 de março de 2018 a vereadora, de 37 anos, foi assassinada no bairro da Lapa, no Rio. Ela era relatora da Comissão dos Direitos Humanos que acompanhava a intervenção militar no RJ. Havia feito denúncia contra abusos policiais e voltava de um evento com jovens negras quando foi baleada. Anderson Gomes, motorista do carro em que ela estava, também foi executado. Desde então, protestos contra o bárbaro crime se repetem em várias cidades brasileiras. Marielle lutava por justiça, inclusão e igualdade de direitos. Defendia as causas que todos nós, artistas e coletivos dos saraus, também defendemos. Este blog continua aguardando o esclarecimento do caso e a punição dos assassinos e mandantes. As balas que a mataram atingem a todos nós. Não podemos nos calar. Até quando vou ficar semanalmente repetindo esse texto aqui? Será que vai ficar assim? Por que a resposta não vem? Quem matou (e quem mandou matar) Marielle?

Já faz um ano e meio que eu repito esse texto. E vou continuar repetindo enquanto este blog existir. É meu compromisso em defesa da democracia e da liberdade, ambas ameaçadas pela impunidade de assassinos ou pela omissão das autoridades. Durante todo esse tempo, repito esse texto que eu já sabia que ia repetir. Se temos dois suspeitos presos (a quem ninguém entrevistou, confrontou, nem perguntou os motivos) ainda falta saber quem mandou matar Marielle. Um ano e meio depois, Marielle continua sendo baleada, morrendo todas as noites e renascendo a cada manhã. Porque pessoas íntegras como ela não morrem jamais. Se eternizam e viram exemplo de luta. Nós, brasileiros democratas, estamos aqui, de braços dados com Marielle, esperando que a justiça seja feita. Os assassinos talvez tenham a proteção momentânea de organizações ou de eventuais autoridades fascistas. E podem ameaçar Freixo, Marcia Tiburi e Jean Wyllis, ou mirar e atirar em nossas altivas cabeças. E até nos matar, um a um (‘matar uns 30 mil’, como disse o atual presidente durante sua campanha, sem ser punido nem ter sua candidatura impugnada). Só não poderão evitar que Marielle renasça mais forte, todos os dias, no corpo e na mente de cada menina guerreira da cidade do Rio de Janeiro. Marielle presente.

 

… … …

AGENDÃO

… … …

Aqui as sugestões de programação para esta semana. Acompanhe também as opções contidas na página da Agenda da Periferia. Informe-se, inconforme-se, atue e divirta-se!

… … …

RÁDIO BRASIL ATUAL >>> Quero agradecer as manifestações de carinho e apoio para que dê certo e vá ao ar a versão radiofônica deste blog (meus queridos amigos praticamente formaram uma torcida organizada por mim: obrigado!). Como disse no post passado, gravei alguns pilotos do Sarau, Luau e o Escambau na Rádio Brasil Atual e estou aguardando a confirmação do programa. Em breve, darei um retorno aqui.

Por falar na Rádio Brasil Atual, acesse o link para conhecer e colaborar com sua campanha de financiamento. Neste momento de retrocessos políticos, sindicais e culturais, sabemos bem o quanto é imprescindível ter uma emissora que faça frente ao discurso fascista do governo e das poderosas redes que o apoiam.

… … …

CAMPANHA: ATÉ 7 DE OUTUBRO >>> A Pinot Noir Literatura é um projeto literário que visa divulgar três artistas independentes: as escritoras Marcia Barbieri e Graziela Brum e o artista plástico e ilustrador Ivan Sitta, publicando os livros “A casa das Aranhas” de Marcia (terceiro de sua ‘trilogia do corpo’, que inclui ‘A Puta’ e ‘O Enterro do Lobo Branco’) e “Jenipará”, de Graziela (idealizadora do projeto literário ‘Senhoras Obscenas’). A campanha vai até o dia 7 de outubro e, além dos exemplares em pré-venda, existem outras recompensas.Acesse e saiba mais 

… … …

CURSO – INSCREVA-SE >>> Inscrições para o curso livre “Violências simbólicas e históricas em literaturas de língua portuguesa – poder, diversidade” – Ministrado por Ricardo Escudeiro no campus Santo André da UFABC, o curso analisa as relações entre memória, etnia, gênero, classe, e identidade social e nacional na literatura, apontando os processos de apagamento, exclusão, fragmentação identitária e silenciamento praticados contra os contestadores do sistema. Direcionado aos docentes, mas aberto a toda a comunidade, o curso terá início em 3 de outubro, sempre às quintas-feiras, das 19h às 21h. Acesse para se inscrever e saber mais

… … …

I PRÊMIO “SUBURBANO CONVICTO” >>> Suburbano Convicto é sarau, livraria e editora administrados pelo produtor cultural e poeta Alessandro Buzo. Este guerreiro das artes periféricas criou agora (com apoio do coletivoPoetas do Tietê) um prêmio para valorizar os artistas e coletivos que fazem a vida cultural das quebradas da cidade. Desde 1 de setembro estão abertas as votações para o ‘I Prêmio Suburbano Convicto‘, com 15 indicados em cada uma de suas dez categorias. A votação é dividida em três fases e vai até novembro. A entrega do Prêmio será no dia 11 de dezembro, no Centro Cultural Olido. Para conhecer os indicados e votar, clique aqui.

… … …

QUINTA A SÁBADO – 26 a 28 de setembro – 19h … 3º Curta Suzano – Mostra do Curtametragem tem como objetivo a democratização e a difusão da produção audiovisual do Alto Tietê. No Cine Teatro Wilma Bentivegana, à rua Paraná, 70, em Suzano. Sessões gratuitas. Serão exibidos 11 filmes de produtores locais, mais 9 realizados por estudantes e 21 que traçam um painel da produção nacional.

As exibições ocorrem simultaneamente no Ceu Gardênia e no Cine-Teatro Wilma Bentivegna (veja aqui a programação completa). Na abertura, um curta produzido em Arcoverde (PE), e dirigido pelo cineasta Djalma Galindo, ‘Uma Balada Para Rocky Lane’. No encerramento, o ator Thomás Aquino (do filme Bacurau), bate um papo com os presentes e participa da entrega dos prêmios

… … …

QUINTA – 26 de setembro – 15h … Slam da Ponta no Sesc Guarapuava. O poeta e slammer Lucas Afonso se apresenta e comanda as batalhas

… … …

QUINTA – 26 de setembro – 19h … Show de Lançamento – Single de Vico Piovani. Na Quinta dos Infernos, à rua Coronel José Eusebio, 109

… … …

QUINTA – 26 de setembro – 19h … Lançamento da antologia ’70x Caio’ – Homenagem a Caio Fernando Abreu (pela Editora Patuá). 70 poetas de diversos estados brasileiros e dois de países africanos homenageiam e dão continuidade à voz beat e pulsante de Caio. Entre eles, alguns assíduos participantes dos saraus da cidade: Beth Brait Alvim, Davi Kinski, Paula Valéria Andrade, Daniel Valente, Gabriel Felipe Jacomel, Daniel Perroni Ratto, Adriana Caló, Greta Benitez, Pedro Tostes, Rosana Piccolo, Rosana Banharoli, Jr. Bellé, Carolina Montone, Wagner Merije, Vanessa Molnar, Bruno Borin Boccia e Paulo César Carvalho. Na Patuscada, à rua Luís Murat, 40. O exemplar estará à venda por R$30.

… … …

QUINTA – 26 de setembro – 19h30 … A Primavera que Espero … Cine Quintal exibe ‘Poesia sem Fim’ (Alejandro Jodorowsky). Na Casa Rosa Manjericão, à rua Antonio Cavaglieri, 15, em São Roque

… … …

QUINTA – 26 de setembro – 19h30 … Lá na Laje – Clube do Livro discute a resistência na literatura e propõe um intercâmbio entre escritoras negras. Com Porsha Olayiwola e Negafya. No Sesc Pompeia

… … …

QUINTA – 26 de setembro – 20h … Palavras em Chamas – Encontro entre Mirian Cisneros (liderança do povo Kichwa de Sarayaku – Amazônia Equatoriana) e Cristino Wapichana (músico, compositor e escritor natural de Roraima). Na Matilha Cultural, à rua Rêgo Freitas, 542

… … …

QUINTA – 26 de setembro – 20h … Shows de Jota.pê e Leandro Léo, no Z – Largo da Batata, à av. Brigadeiro Faria Lima, 724

… … …

QUINTA – 26 de setembro – 20h … 105º Quintasoito – Trupe Lona Preta, faz ensaio aberto de seu novo espetáculo “O Circo Bélico ou A Ordem dos Palhaços no Front”, com bate-papo após a apresentação. Entrada franca. No Espaço Clariô, à rua Santa Luzia, 96, em Taboão da Serra

… … …

QUINTA – 26 de setembro – 20h … Guizado, Juliana R, Bella e Ricardo Pereira, no Hotel Bar, à rua Matias Aires, 78

… … …

QUINTA – 26 de setembro – 20h … Zé Leônidas no Sesc Catanduva. Após colaborar em vários trabalhos de outros artistas, cantor se apresenta com suas próprias canções

… … …

QUINTA – 26 de setembro – 20h30 … Língua de Trapo no projeto Humor & Música. No Sesc Vila Mariana

… … …

QUINTA – 26 de setembro – 21h … Na Escada Para O Céu Rumo Ao Planeta dos Mutantes – Uma viagem acústica pelos sons do Led Zeppelin, Mutantes, Rita Lee e Secos & Molhados, além de composições de Paulo Cézhar Luz. No O Quinto, à av. Pinheiro Machado, 51, em Santos

… … …

QUINTA – 26 de setembro – 23h … Festa Vitamina, com sarau erótico, djs e stand-up comedy. No Presidenta – Bar e Espaço Cultural, à rua Augusta, 335

… … …

SEXTA – 27 de setembro – 14h … Papo Enem … Na segunda edição do encontro a jornalista e pesquisadora Jéssica Balbino fala sobre o livro ‘Quarto de Despejo’ (Carolina de Jesus) e ‘Sobrevivendo no Inferno’, do Racionais, com mediação da escritora Rafaella Rennó. Na Biblioteca Centenário, no complexo Cultural da Urca, em Poços de Caldas, MG

… … …

SEXTA E SÁBADO – 27 e 28 de setembro – 16h … Mostra de Cinema Venezuelano no Cine Matilha Cultural, à rua Rêgo Freitas, 542. Entrada franca. Veja aqui a programação

… … …

SEXTA – 27 de setembro – 19h … Slam da Norte … Com palco aberto, batalha poética, pocket-show de Bia Doxum, exposição de Luiza Vergilio e lançamento do livro ‘Ritmo da Margem’, de Marcela Trava. Na praça da Matriz, Freguesia do Ó

… … …

SEXTA – 27 de setembro – 19h … Sexta É Dia de Acústico … Cantor e compositor Birodylan se apresenta com convidados. No Point do Charuto, à praça Comandante Eduardo de Oliveira, 254

… … …

SEXTA – 27 de setembro – 19h … Sarau Vivências no Centro Cultural Francisco Carlos Moriconi, à rua Benjamin Constant , 682, em Suzano. Com o poeta e escritor Rafael Carnevalli e o músico Danilo Seno

… … …

SEXTA – 27 de setembro – 19h … Arte – Política – Resistência: pré estreia + exposição. Com os artistas Carolina Itzá, Uberê Guelé, 10milfotografias, Mut e Bárbara Slim. Na Casa Matahari Mariposa, à rua Silva Bueno, 729

… … …

SEXTA – 27 de setembro – 19h … Sarau Encontro de Utopias – 124°edição. Com palco aberto e convidados: a bailarina Elis Pessotti, a Banda Chero da Poesia, o duo Crys Araújo e Silvio Zuccolotto e o escritor Paulo Rafael, lançando “O Garoto Régulus – Freireando a Vida”. Na Patuscada, à rua Luiz Murat, 40

… … …

SEXTA – 27 de setembro – 20h … Sarau das Águas no Espaço Formação Assessoria e Documentação, à rua Cambuci do Vale, 109, na Cidade Dutra. Com palco aberto e participação da banda Ressonância

… … …

SEXTA – 27 de setembro – 20h … Mutzka … Cantor e compositor toca clássicos do rock nacional e internacional no CarauariBar, à praça Carauari, 8, na Vila Maria

… … …

SEXTA – 27 de setembro – 21h … Thiago Romaro Convida Raí Freitas. No Alvenaria Espaço Cultural Colaborativo, à rua Turiassu, 799

… … …

SEXTA – 27 de setembro – 21h … Hendrix Tribute Brazil no Santa Sede, à avenida Luís Dumont Villares, 2104

… … …

SEXTA – 27 de setembro – 21h … The Jam toca classic rock no The Wall Café, à rua Treze de Maio, 152

… … …

SEXTA – 27 de setembro – 21h … Pedro Iaco lança ep na Casa Fuerte, à rua Tito, 1469. No repertório, músicas autorais e temas de Yamandu Costa e Guinga. Ouve só esses vocalises, Milton…

… … …

SEXTA – 27 de setembro – 21h … Gadiamb B & Carol Naine. Shows da banda franco-brasileira e da cantora carioca que foi indicada ao Prêmio da Música Brasileira por sua canção Dizputa (ouça na matéria de abertura). Na Casa Do Mancha, à rua Felipe de Alcaçova

… … …

SEXTA – 27 de setembro – 21h … Mata Rasteira … Inspirado no romance homônimo do autor paulista Abner Laurindo, o espetáculo do Grupo Caras Pintadas fala da luta da população negra desde os tempos da escravidão. Na Casa de Cultura Os Capoeira, à rua Belmiro Braga, 186

… … …

SEXTA – 27 de setembro – 22h … Um Som Só Seu e Meu. Música autoral com Célia Demézio, Cláudia Ferrari e Adinan Moraes. No Picles, à rua Cardeal Arcoverde, 1838

… … …

SEXTA – 27 de setembro – 23h … Temporada “Bolo de Rolo” … Baile da banda e bloco. No Espaço170, à rua Inácio Pereira da Rocha, 170

… … …

SEXTA – 27 de setembro – 23h … Forró na Gruta … Baião Lascado convida Seu Luiz Paixão. Na A Gruta Bar e Bilhares, à rua Major Quedinho, 112

… … …

SEXTA – 27 de setembro – 23h … Baile Embolado … Com Xaxado Novo e banda do Bloco de Pífanos de SP. No Estrella Galicia Estação Rio Verde, à rua Belmiro Braga, 119

… … …

SEXTA – 27 de setembro – 23h59 … Carlos de Lucca Trio (com Andrei Ivanovic e Fábio Pinno) apresenta rock, blues e jazz no Atelier Ju Corte Real, à av. Adolfo Pinheiro, 2420, esquina com rua João Pimenta

… … …

SÁBADO – 28 de setembro – das 10h às 17h30 … Um quarto todo nosso: traçados literários … Seminário propõe a superação do silêncio imposto às vozes dissidentes dentro e fora da literatura. Curadoria e mediação de Cecília Floresta e Cristina Judar. No Centro de Pesquisa e Formação do Sesc, à rua Dr. Plínio Barreto, 285, 4º andar

… … …

SÁBADO – 28 de setembro – das 10h às 18h … 1° Encontro Animania reúne diversas atrações do cenário Geek: salas temáticas, torneios rpg e borde game, k-pop, desfile cosplay, gincanas e venda e troca de mangás. No CCJ – Centro Cultural da Juventude, na avenida Deputado Emílio Carlos, 3641, na Vila Nova Cachoeirinha

… … …

SÁBADO – 28 de setembro – das 10h às 17h … Seminário Arte-educação dentro e fora do museu … Sobre o ensino de história e cultura africana, afro-brasileira e indígena em todos níveis de ensino. Na avenida Pedro Álvares Cabral, Portão 10, no Parque do Ibirapuera,

… … …

SÁBADO – 28 de setembro – das 11h às 17h … Mulheres em cena – Botucatu … Seleção de artistas que utilizam o próprio corpo no trabalho e que incorporam a linguagem do vídeo em suas obras (foto de ‘Acerca do fracasso das formas’, do Coletivo Cartográfico). Serão exibidas 12 obras que dialogam com artes visuais, poesias, narrativas e performances. Na Pinacoteca Fórum das Artes, em Botucatu

… … …

SÁBADO – 28 de setembro – das 13h às 16h … Literatura e Música … Performance, pocket-show e conversa entre poetas e músicos. Na Biblioteca Nuto Sant’Anna, à praça Tenório de Aguiar, 32

… … …

SÁBADO – 28 de setembro – 13h … Festival Artistas de Rua – Shows gratuitos em vários espaços públicos da cidade durante 15 dias (até 12 de outubro)

… … …

SÁBADO – 28 de setembro – das 13h às 20h … 1000 Guitarras para Victor Jara. Segunda edição brasileira do evento que homenageia o grande artista assassinado pelos fascistas do governo Pinochet. Com microfone aberto: leve seu instrumento, voz e poesias. Na Av. Dr. Arthur Andrade Filho, 2184, em Mairiporã

… … …

SÁBADO – 28 de setembro – 14h … Photopoesia oficina … Atividades de escrita e fotografia finalizando com um livro. Também nos dias 5 e 19 de outubro. Na rua Fortunato, 117, em Santa Cecília

… … …

SÁBADO – 28 de setembro – 15h … Oficina de Fotografia com Uly Nogueira “Olho do Furacão”. Também nos dias 5 e 12 de outubro. No Videoclube Charada, à rua José Antonio Fontes, 62, em Sapopemba

… … …

SÁBADO – 28 de setembro – das 15h às 23h30 … PWR apresenta: arrepya #2 … Exposição, oficina e shows de Manacá, Obinrin e Lumanzin. Na Associação Cultural Cecília, à rua Vitorino Carmilo, 449, em Santa Cecília

… … …

SÁBADO – 28 de setembro – das 15h às 20h30 … Mulheres e resistências … Debate entre Silvia Federici, Débora Silva, Tatiana Rodrigues e Generosa Lima, com mediação de Bianca Santana. Depois, apresentação do espetáculo “Vulcânicas – Ensaio sobre nossos corpos femininos em luta”. Na Ocupa 9 de Julho, à rua Álvaro de Carvalho, 427

… … …

SÁBADO – 28 de setembro – 16h … Lançamento do Livro ‘O Manuscrito de La Maga’, de Waldecy Tenório, pela Editora Desconcertos. No Riobaldo Bar e Restaurante, à rua Inácio Pereira da Rocha, 422

… … …

SÁBADO – 28 de setembro – 16h … Sarau Garagem Cultural e lançamento do livro ‘Relações Arbitrárias’, de Marah Mends. Na rua Vicente Antônio Nogueira, 156, no Parque Rodrigo Barreto, em Arujá

… … …

SÁBADO – 28 de setembro – 16h20 … Primavera nos Dentes, A Festa … Comidinhas, bebidinhas, discotecagem de Capitan Billie (17h), som do Átrio Jazz com a cantora Lucy Brand (18h30) e show da banda Manatiana. Couvert R$10. No Pitéu – Secos & Molhados, à rua Aurélia, 1846

… … …

SÁBADO – 28 de setembro – 16h30 … Grupo vocal Poucas & Boas apresenta o cancioneiro infantil brasileiro arranjado por Heitor Villa-Lobos. Na Teca, à rua Ministro Galvão Mesquita, 141, em Perdizes

… … …

SÁBADO – 28 de setembro – 17h … p.ARTE #43 … Performances de Salmonela Urbana e de Semyramys Monastier. Na Bicicletaria Cultural, à rua Presidente de Faria, 226, em Curitiba

… … …

SÁBADO – 28 de setembro – das 18h à 1h … 35ª Edição ” A Idade da Terra em Transe. Com as bandas Guaribas, Alienage, Anhangabahy e o show “Um som só seu e meu” (de Célia Demézio, Cláudia Ferrari, Adinan Moraes e Daniel Abecassis). No Vídeoclube Charada, à rua José Antonio Fontes, 62, em Sapopemba na ZL

… … …

SÁBADO – 28 de setembro – 18h … Sons da Alquimia: uma homenagem a Chico Science … Com o quarteto de alfaias do bloco afro feminino Ilú Obá de Min e participação do músico BNegão. Na Casa de Cultura Chico Science, à rua Abagiba, 20

… … …

SÁBADO – 28 de setembro – 18h … ‘Ninguém Lê’ – projeto discute o livro ‘Bagageiro’, de Marcelino Freire. Na Casa de Cultura do Butantã, à av. Junta Mizumoto, 13

… … …

SÁBADO – 28 de setembro – 18h … Slam do Bronks, 8° Edição. Com palco aberto e lançamento do livro ‘Afrofênix’, de Tawane Theodoro. Na Estação Brooklin-linha 05

… … …

SÁBADO – 28 de setembro – 18h … Thrash metal assault … Com as bandas Reattor, Extreme Agony e Trend Kill Inc. No Rock an Blues Bar, à av. Marari, 466

… … …

SÁBADO – 28 de setembro – 18h30 … Palavras D’água – Espetáculo lítero-musical com Débora Garcia. No Sesc 24 de Maio

… … …

SÁBADO – 28 de setembro – 19h … Lançamento do livro “Sertão Valente”, do artista plástico e poeta Euflávio Gois. No The Wall Zé Rock Bar, à rua dos Igarapés, 1219, na ZL

… … …

SÁBADO – 28 de setembro – 19h … Mou Vidinha – voz e violão, toca Raul, Zé Ramalho e Secos & Molhados no Três Patetas, à av. Joaquina Ramalho, 1604

… … …

SÁBADO – 28 de setembro – 19h … Lançamento do livro ‘Brinquedos quebrados’, de Elson Fróes, na Patuscada, à rua Luiz Murat, 40

… … …

SÁBADO – 28 de setembro – 19h30 … Canções de estancar o coração. Com a atriz e cantora Natália Quadros, o violonista Gabriel Hernandes e o percussionista Eduardo Alfonsi. No Lola Bar, à rua Brigadeiro Galvao, 439

… … …

SÁBADO – 28 de setembro – 19h30 … Sarau do Grajaú. Rap, música, teatro, literatura, cinema e vinil. Na rua Antônio Comenale, 166

… … …

SÁBADO – 28 de setembro – 19h30 … Betto Ponciano, Vieira Pato e Jhony Uriel …. Show 3 Vozes, 3 Expressões Musicais. No Teatro Studio Heleny Guariba, na praça Roosevelt. Estarei lá cantando uma canção, a convite do grande violeiro Ponciano (valeu, mestre!)

… … …

SÁBADO – 28 de setembro – 20h … Ca Cau … Multiartista apresenta suas canções no Teatro Bruta Flor, à rua Augusta, 912

… … …

SÁBADO – 28 de setembro – 20h … Absurdos – Grupo Ato Real Fora do Tempo. Peça discute preconceito racial, homofobia e relações abusivas de trabalho. Na Casa de Cultura São Miguel, à rua Irineu Bonardi, 169

… … …

SÁBADO (21h) E DOMINGO (18h) – 28 e 29 de setembro … Tetê Espíndola & Alzira E … Show de lançamento do ábum ‘Recuerdos’. No Sesc 24 de Maio

… … …

SÁBADO – 28 de setembro – 21h … Jane Mara e Gerson Bientinez – A cantora e atriz interpreta repertório de João Gilberto acompanhada pelo violonista curitibano. Na rua Esmeralda, 29

… … …

SÁBADO – 28 de setembro – 21h … Hell’s Brothers Metal Tribute … No repertório, Judas Priest, Iron Maiden, Black Sabbath, Deep Purple, Metallica e Ozzy. No Lê Rock Bar, à rua Chico Pontes, 1791

… … …

SÁBADO – 28 de setembro – das 21h às 4h … Festival Antifascista 2019. No Al Janiah, à rua Rui Barbosa, 269. Na pista superior, os djs Youthmans (reggae, ska e rocksteady) e Paladjno (riddim dubstep). Confira a programação da pista inferior:
21h – Cia Teatro dos Ventos (Teatro)
22h – Ameaça Vermelha (Rap nacional)
23h – Última Classe (Street Punk Oi! Antifa)
24h – Desacato Civil (punk rock hc)
1h – Yousef Saif e convidados (Rap Palestino)
2h – Ktarse (Rap Nacional)
3h – Lepra (Punk HC)

… … …

SÁBADO – 28 de setembro – 22h … Festa de Samba e Samba Rock – Tributo a Jorge Ben com a banda Meu Preto da Capadócia. No Green Light, à rua Teodoro Sampaio, 1087

… … …

DOMINGO – 29 de setembro – 15h … Sarau da Paulista … Sarau organizado por Rubens Jardim, Claudio Laureatti e Cesar Augusto de Carvalho. Na Casa das Rosas, à av. Paulista, 37

… … …

DOMINGO – 29 de setembro – 15h … “A figurinha que faltava — O gênio do crime virado do avesso”. Bate-papo sobre o livro e exibição do documentário “Memória viva: vida e obra de João Carlos Marinho”, com exposição de manuscritos, fotos, vídeo, pôster, mural de leitores, álbum de figurinhas. Na Martins Fontes, à av. Paulista

… … …

DOMINGO – 29 de setembro – 16h … Sarau Marginal … Com a artista visual Carla Guimarães, os educadores João Junior e Vanessa Liddell e os músicos Izal Ribeiro e Sandra GomesLeal. No Espaço Volume 10, à rua Eduardo Sanchez, 1148

… … …

DOMINGO – 29 de setembro – 17h … Volta dos Haxixins – Festival Primavera Psicodélica. No Sesc Santo André, à rua Tamarutaca, 302

… … …

DOMINGO – 29 de setembro – 18h … Circuito Violada … Instituto Juca de Cultura recebe os violeiros Victor Mendes Santos e Fábio Miranda, com participação do percussionista Andre Rass e do grupo Som das Dez. Ingressos a R$20 (em dinheiro). Na rua Cristiano Viana, 1142

… … …

DOMINGO – 29 de setembro – 19h … Banda Corpus (com a formação original de 30 anos atrás) toca rock nacional & internacional além de mpb. No Santa Sede Rock Bar, na av. Dumont Villares

… … …

DOMINGO – 29 de setembro – 19h … RasAcústico Autoral … Com quatro artistas: Cauê Procópio, Elaine Frere, Felipe Mancini e Leandro Palha. No Espaco Rasa, à rua Heitor Penteado, 220/236

… … …

DOMINGO – 29 de setembro – 19h30 … Domingo pede Cachimbo convida a cantora, clarinetista e compositora Eva Figueiredo. Servidão Engenho do Porto, 130, em Florianópolis

… … …

SEGUNDA – 30 de setembro – das 9h às 22h … As Várias Faces de Darcy Ribeiro. Exposição homenageia o intelectual. No Memorial da América Latina. Até 9 de novembro

… … …

SEGUNDA – 30 de setembro – 17h … 2 º Encontro de Cidadania Artística … Formação política para jovens artistas, com artistas e pesquisadores debatendo o tema, além de uma dinâmica de Teatro de Resistência e pocket-show do Cabaré Feminista. No teatro Heleny Guariba, à praça Roosevelt, 184

… … …

SEGUNDA – 30 de setembro – 19h … Slam do Grito – Com palco aberto, batalha poética e lançamento dos livros ‘Solo’, de João Inneco e ‘Fé, Sánba, Avúa’, de Daniel Lobo. No Nosso Bar – Trecão, à rua Nova Louzã, 66

… … …

SEGUNDA – 30 de setembro – 19h … “FoodCoop – a maior cooperativa de consumo de Nova Iorque” … Filme aborda a maior campanha de boicote aos agrotóxicos dos EUA. Para poder comprar no supermercado, todos os seus 17.000 membros devem trabalhar nele três horas ao mês. Na Tapera Taperá, à av. São Luis, 187, 2º andar, na Galeria Metrópole. Entrada franca

… … …

SEGUNDA – 30 de setembro – 21h … Dharma Samu – Pira musical. Show do quarteto paulista de jazz e música experimental. No Porão da Cerveja, à av. Gal. Olímpio da Silveira, 39

… … …

TERÇA – 1 de outubro – 19h … 10 ou 11 anos de çarau do burro … Sarau e lançamento do ep de Mano Moneis. O encontro poético acontece toda primeira terça-feira do mês na A7ma

… … …

TERÇA – 1 de outubro – 19h30 … Cultura, natureza e liberdade: pelo reencantamento do mundo … O poeta Hamilton Faria participa (com Isabel Santos e Eleilson Leite) do debate sobre povos indígenas, negros e a conexão entre floresta e cidade, ressaltando utopias libertárias e igualitárias como o Teko Porã guarani e o Ubuntu africano. Na Ação Educativa, à rua General Jardim, 660

… … …

TERÇA E QUARTA – 1 e 2 de outubro – 20h … Hamlet-ex-Máquina … Montagem adaptada e dirigida por Érika Bodstein à partir da obra de Heiner Müller, com trechos do original de Shakespeare. No Centro Cultural São Paulo, à rua Vergueiro, 1000. Até 23 de outubro

… … …

TERÇA – 1 de outubro – 20h30 … Gardênia. Peça inspirada no romance ‘O amor nos tempos do cólera’, de Gabriel García Márquez. Com Cybele Jácome e Luís Mármora. No Teatro West Plaza – Sala Laura Cardoso. Curta temporada

… … …

TERÇA – 1 de outubro – 21h … Terça em Cena ... Cia La Plongè e Teatro Cemitério de Automóveis apresentam quatro peças curtas (clique no cartaz). Na rua Frei Caneca, 384

… … …

QUARTA – 2 de outubro … 19h … Lançamento “O Pulsar da Resistência – A história de Alberto de Souza, um homem entre revoluções”, de Arthur Monteiro Junior, biografia do ex-integrante da Colunas Prestes e revolucionário de esquerda que viveu na cidade de Bauru. Na Tapera Taperá, à av. São Luis, 187, 2º andar, na Galeria Metrópole

… … …

QUARTA – 2 de outubro … 20h … Exposição ‘Meio Solto’ – do artista plástico Fabiano Carriero, traz um apanhado de pinturas e gravuras feitas recentemente. No Vila Bar, em Campinas

… … …

QUARTAS – dias 2, 9, 16 e 23 de outubro – 20h … Sotaques YB … Gravadora comemora 20 anos de atividade com shows de seus artistas, às quartas feiras, no teatro do Centro da Terra, à rua Piracuama, 19. . Hoje, com a cantora sergipana Heloá e o guitarrista paraense Saulo Duarte

… … …

QUARTA – 2 de outubro – 20h … Sabrina Carvalho … Cantora se apresenta com João Nepomuceno ao violão 7 cordas. Entrada franca. No Kurral Capivara Bar e Tabacaria, à rua Fernão Dias, 590, em Pinheiros

… … …

QUARTA – 2 de outubro – 20h … Menor slam do mundo … Batalha com poesias de até 10 segundos. No Tabuleiro do Acarajé, à rua Jesuíno Pascoal, 30

… … …

QUARTA – 2 de outubro – 21h … Talento MPB – Ibys Maceioh … Todas as quartas projeto abre espaço para um artista da cena independente. Nesta edição, Ibys Maceioh se apresenta com banda e os convidados Susie Mathias, Turcão, Rafaella Laranja e outros. No Bar Brahma, à avenida São João, 677

… … …

ATÉ 12 DE OUTUBRO … Exposição ‘Vende-se’, de Allan Sieber, na 9 arte galeria, à rua Augusta, à rua Augusta, 1371, loja 113

… … …

5 DE OUTUBRO – SÁBADO – 20H >>> SARAU DA MARIA … Último Sarau da Maria de 2019 (porque em novembro vai ter Show da Maria e em dezembro tem a festa de despedida de ano). Como convidados, virão os músicos Hélio Braz, Marcio Policastro, Teju Franco e Zulu de Arrebatá, o poeta Vitor Miranda e o ator Sergio Santos (que apresentará o “Monólogo de Aston”, de Harold Pinter). Ainda tem a tchurma da Vila Maria (Deise & João, Helen & Kita, Arnaldo e outros mais) e o palco aberto pra quem chegar. No Clube Vila Maria. Veeeenhaaa!

… … …

AGENDÃO >>> Fique ligado, pois o agendão é diariamente atualizado. E toda quinta-feira tem post novo. Até lá!

… … …