Tarsila Cimino fez de uma situação em sua vida seu modelo de negócio. Leitora assídua de blogs de maternidade, sentiu falta ao se divorciar de um conteúdo voltado para mulheres como ela. No portal MEU TOM MATERNAL, ela reúne colunas e informações úteis de todas as áreas ligadas a esse setor, com conteúdo forte e informativo por grandes nomes da área. Paralelo ao conteúdo, Tarsila ministra palestras e media encontros voltados para educação com sua formação em pedagogia para tornar a experiência única sob este olhar.

Como começou a sua carreira?

Sou formada em Hotelaria e Pedagogia. Antes “ flertei “com o jornalismo pois sou fascinada pela escrita desde muito menina. Hoje trabalho como professora bilingue em uma escola canadense e sou apaixonada pelo universo da Educação e recentemente comecei uma nova carreira na qual a escrita, aquela que sempre me encantou, se tornou protagonista. Idealizei um blog sobre maternidade mas sob o viés do divórcio. Meu Tom Maternal (nome que faz um trocadilho homenageando meu filho Antonio ou Tom) nasceu há poucos meses. Ele surgiu na minha vida por conta da vontade de inspirar outras pessoas com a minha história pessoal aliada a minha experiência como pedagoga; me separei quando meu filho era um bebê e hoje refeita, sinto uma vontade imensa de ajudar pais, mães e crianças a lidarem com esse cenário atual das relações, marcado por cada vez mais divórcios e por famílias expandidas. Temos que falar sobre o assunto, pensar em como agir, refletir sobre formas de preservar os filhos e o mais importante: virar a página e recomeçar. Para muitos, esse processo é muito complexo e se perder no meio dele torna-se praticamente inevitável. Lidar com esse caminho “sombrio” de uma forma mais equilibrada é a minha proposta. Brinco que quando casamos temos uma assessora sorrindo que só nos mostra coisas lindas e o sonho se torna ainda mais incrível. Quando nos separamos, apagam-se as luzes, flores e decoração são recolhidas e resta só você e sua dor; sem saber por onde recomeçar. A jornada é solitária e bem dolorida na maioria das vezes. Acolhimento, troca de ideias, sororidade, empatia e conteúdo são os ingredientes que proponho dividir através do blog com quem estiver passando por isso.

Modelo de Negocio

O modelo de negócios do blog Meu Tom Materna nasceu como um blog e está em construção para um grande portal que reúne colunistas de diversos setores, voltados para educação emocional e financeira das mães. Especialmente no caso de Tarsila, ao se divorciar, se viu sem grandes conhecimentos ou fontes para entendimento de situações que não lidava antes do divórcio. Algumas das principais: educação financeira, controle de gastos, planilha e manutenção de despesas, cuidados com o feminino, educação emocional para a família, como explicar o processo do divórcio, em que momento contar sobre novos parceiros, entre muitos outros.

Hoje, além do portal com link na web, instagram, Facebook e Canal no Youtube, Tarsila também é colunista de sites e revistas especializadas, ministra palestras para que a experiência   como pedagoga possa servir de apoio a pais divorciados, desenvolve parcerias com empresas que vendem produtos e conceitos relacionados a autocuidado e autoestima além da promoção de vídeos e entrevistas com especialistas.

O portal conta com um canal e em 2018 um dos vídeos foi um bate papo com um advogado especializado em família, Marcello Rodante que nos explicou todos os passos e variáveis de um divórcio atualmente. O blog ainda convida outras pessoas para escreverem sobre suas experiências relacionadas à maternidade/paternidade ao se divorciar promovendo assim um espaço para troca de experiência.

Lives também foram realizadas através do ig @meutommaternal como por exemplo com a psicóloga Renata Garcia que falou sobre o luto do divórcio e sobre como recomeçar. “Produção de conteúdo através de parcerias com especialistas é um dos meus maiores objetivos enquanto idealizadora do blog. Quero amenizar a dor e prestar um serviço disponibilizando conteúdo para a mãe ou o pai que se divorcia.”

Qual foi o momento mais difícil da sua carreira?

A minha maior dificuldade não é só minha, mas a mesma de toda mãe que trabalha muito e tem que conciliar a vida materna e profissional. Equilibramos dezenas de pratinhos todos os dias e muitos caem inevitavelmente. Essa gerência do caos e a flexibilidade que a gente acaba desenvolvendo são as grandes lições que a maternidade vai trazer para o seu dia-a-dia.  Ser mãe separada impacta essa dinâmica ainda mais se seu filho estiver com você na maior parte do tempo, como é o meu caso. Trabalho depois que ele vai dormir com frequência, recentemente me matriculei na natação no mesmo horário que ele para otimizar o tempo e me permitir uma atividade física perto dele já que trabalho o dia todo entre as outras dezenas de questões e decisões que vamos tomando ao longo do dia paralelamente ao trabalho. Ser mãe e profissional e encontrar o balanço nessa equação é o mais desafiador para mim.

Maior sonho

Não consigo me lembrar de nenhum sonho de consumo que tive no passado. Hoje depois do Tom e da série de mudanças que enfrentei na minha vida, só quero que eu e ele tenhamos saúde e que eu tenha recursos de todos os tipos para que possamos viver a vida com tranquilidade. Quero poder curtir meu filho e ter a oportunidade de mostrar a ele tudo que podemos ser e tudo que existe por aí fora. Viagem é algo que gosto muito pois acredito na imediata emancipação de cultura e conhecimento assim que colocamos o pé em um novo lugar. Viagens com o Antonio talvez sejam o meu maior sonho de consumo a partir de agora.

Maior conquista

Sem dúvida nenhuma, a minha nova Tarsila.  Passei por uma revolução interna nos últimos tempos e foi e tem sido incrível. Os frutos que nos chegam após um período de luto e autoconhecimento são imensuráveis. Fui atrás de uma Tarsila que tinha se perdido por aí e essa jornada fluiu. Tive reencontros comigo mesma, com pessoas do passado, com hobbies antigos e daí surgiram novos sonhos e aptidões. Hoje felizmente me sinto outra pessoa e feliz.

Livro, filme e mulher que admira

Livro- Um bom ano, Peter Boyle. Um executivo bem sucedido tem sua vida mudada quando descobre que herdou um vinhedo na França. Uma história deliciosa sobre como o amor e as coisas simples da vida são as mais valiosas.

Filme- Sob o sol de Toscana e Um Sonho Possível. Sob o sol de Toscana conta a história de uma americana que se divorcia e segue sem grandes pretensões para a Itália. Uma jornada linda se inicia e acompanhamos a personagem se transformando gradativamente. Um sonho possível é baseado em fatos reais e conta a história de um menino adotado por uma família americana e que se torna um jogador de futebol americano. Ambos super sensíveis e com temáticas que nos emocionam e nos contagiam.

Mulher – Michele Obama – Acho ela fantástica; mulher inteligente, articulada, engajada…Sou fã e a acho um ótimo modelo de inspiração para outras mulheres.