Foto: arquivo pessoal

Shantal  Verdelho, influenciadora digital com mais de um milhão de seguidores, conta como tornou seu Instagram um trabalho, muito rentável, diga-se de passagem, após sete anos atuando como  relações públicas de uma conhecida marca de sapatos.

Segunda ela, o segredo para alcançar o sucesso nesse mercado, cada vez mais competitivo, é o profissionalismo. “Hoje existem muitos influenciadores no mercado, porém poucos são profissionais. Seja profissional que a chance de dar certo é grande”, alerta.

A maior dificuldade da carreira de influenciadora ainda é lidar com as criticas, “muitas injustas e distorcidas.” Como ela reage a elas? “Eu rezo!”

Além de influenciadora digital, Shantal é empreendedora e lançou, junto com sua irmã e mãe a @thezionjoias, marca de joias que vai muito bem, obrigada, graças a seu poder de influenciar através das redes. Recém-mãe, seu filho Pippo está com dois meses, ela também pretende abrir um site de consumo consciente de produtos para crianças e bebes.

Confira entrevista a seguir.

De relações públicas de uma conhecida loja de sapatos virou uma das mais famosas influenciadoras digitais do Brasil. Como foi essa transição de carreira? 

Na verdade foi muito natural e gradativa. Na empresa que trabalhava era a pessoa que contratava celebridades, atrizes, blogueiras e influenciadores, isso me trouxe o ‘know how’ do que uma empresa/marca espera de um contratado. Além disso, para vender os sapatos, eu postava muito no meu Instagram pessoal, mostrando looks que compunham os calçados, promoções e afins, comecei a sentir o resultado na hora. Foi ai que percebi que eu “influenciava” e a partir dai comecei a receber produtos de outras marcas, como biquínis e roupas de ginástica, mostrava nas minhas redes sociais e quem havia mandado me falava: “nossa vendeu tudo”. Daí em diante, recebi propostas para postar coisas e o que não era do segmento calçadista e eu gostava, eu fazia esse “job extra”, até o dia em que notei que ganhava o mesmo valor em post que ganhava com meu trabalho, sendo que me restava pouco tempo para fazer esses trabalhos extras, foi ai que que resolvi arriscar ter mais tempo para seguir nessa carreira e deixar a empresa que trabalhei por 7 anos, pois queria novos desafios. As da empresa sem nenhum contrato fixo, nenhuma garantia de que daria certo, mas graças a Deus deu!

Qual a maior dificuldade que enfrenta em trabalhar com sua imagem?

A maior dificuldade com certeza são as críticas, aliás, não chamaria de criticas, mas sim a falta de interpretação das pessoas em algumas situações. Ás vezes as pessoas pegam algo que você falou, distorcem para algo que inclusive você não concorda e te bombardeiam com  agressividade.

Como lida com elas?

Não é por que trabalhamos na internet que não somos humanos, então seria leviandade da minha parte dizer que elas não me abalam. Tive uma gravidez complicada, cheia de incômodos (tenho trombo filia, tinha que tomar injeção todo dia, tive enjoo durante os 9 meses, dentre outras coisas), e me queixava no Instagram, contando como estava sendo difícil passar mal todo dia e etc. Eis que um dia recebo uma mensagem dizendo que não merecia meu filho, pois eu só reclamava. Foi tão pesado, que minha reação foi rezar para conseguir perdoar aquela mensagem horrível e tirar ela do meu coração. Portanto, respondendo como eu reajo as criticas, EU REZO.

Que dica pode dar para meninas que estão começando a carreira de influenciadoras digitais?

A maior parte das meninas que trabalham com redfes sociais começaram muito novas, não tiveram a oportunidade de passar pelo mercado de trabalho antes, assim como eu tive, então elas não levam essa carreira a sério, não fazem os publis nos dias combinados, não se esforçam para vender o produto, levam na brincadeira mesmo, porém tem uma marca por trás, depositando seu suado dinheiro, contando com o retorno daquele investimento, então meu conselho é: leve esse trabalho a sério! Respeite seu cliente, dê o seu maximoo, capriche e haja com profissionalismo. Hoje existem muitos influenciadores no mercado, porém poucos são profissionais. Seja profissional que a chance de dar certo é grande. Lembrando que ser profissional nada que tem a ver com ser formal. Formalidade não faz parte desta profissão.

Além de influenciadora digital é empreendedora. Quais são seus negócios por trás das redes?

Abri duas franquias de restaurante no segmento saudável, mas acabei vendendo para abrir um marca de joias com minha irmã e mãe, a @thezionjoias, que vai muito bem graças as redes sociais. Também pretendo abrir um site de consumo consciente de produtos para crianças e bebes.

Já declarou que hoje ganha muito bem e faz questão de ajudar sua família. Conte um pouco desse seu lado, por favor.

Batendo mais uma vez na tecla, se você for profissional esse trabalho é bem rentável. Mas independente de ganhar bem ou não ajudaria minha família em qualquer situação, porém hoje tenho condições de dar um conforto para eles. Meu sonho é comprar uma casa grande, que caiba todo mundo.

Para encerrar: um livro, um filme e uma mulher que admira?

Livro: Fonte Viva – Chico Xavier por espírito Emmanuel (abrimos uma lição do livro toda semana em família e discutimos o que aprendemos com ela)

Um filme: A Cabana

Mulher: Maria Gadú