Nossa Mulher Positiva é Sabrina Nunes, mãe, empresária e empreendedora. Nascida em Itinga, saiu de sua cidade para realizar o sonho de empreender. Formada em serviço social, passou por inúmeras dificuldades antes de criar a Francisca Joias, um dos maiores e-commerces de semijoias do Brasil com faturamento acima de R$ 6 milhões. Atualmente, a empresária administra o negócio e apoia com cursos, palestras e aulas, mulheres que querem empreender.

 

1. Como começou a sua carreira? 

Eu nasci em Itinga, em  Minas Gerais, e sempre empreendi, vivia vendendo coisas, comecei vendendo picolés na zona rural da cidade, mas como a região não tinha muita oportunidade eu fui trabalhar em um canavial de Maracaju (MS). O tempo que fiquei cortando cana foi difícil. Mas era o que eu tinha para fazer. Lá mesmo eu fiz contatos para conseguir me recolocar. Eu só agarrei a oportunidade, sem coitadismo.

Eu fiquei menos de um ano trabalhando nos canaviais porque consegui uma oportunidade no escritório da usina. Eu olhava para os engenheiros e pensava que queria receber um salário tão bom quanto o deles, me inscrevi no Prouni (Programa Universidade para Todos) para cursar Engenharia. Consegui a vaga em uma universidade do Rio de Janeiro.

Como eu precisava de dinheiro para me manter na cidade, descobri um site que que alguns microempresários vendiam produtos e conseguiam bom faturamento, então resolvi arriscar. Comprei R$ 50 de bijuteria e vendi tudo. O pessoal do site me ligou e perguntou se eu não queria pagar R$ 300 por um e-mail marketing sobre o meu produto. Eu concordei e em uma semana faturei R$ 3.000.
Assim nasceu a Francisca Joias, o nome da empresa é em homenagem a minha avó. É um nome que representa força, perseverança e afeto. Além disso, mostra de onde eu vim.

2.  Como é formatado o modelo de negócios da Francisca Joias ? 

A Francisca Joias é um e-commerce especializado em acessórios femininos com venda no varejo de semijoias. O propósito da loja é proporcionar acessórios que são tendência e estão na moda, de maneira acessível, além disso, o atendimento da nossa marca também é um grande diferencial, e isso acaba por fidelizar nossos clientes.

Em paralelo, tenho uma segunda empresa (Sabrina Nunes), com uma causa nobre, eu acredito no empoderamento feminino, na capacidade, na gestão, no sonho, assim como eu, outras mulheres podem viver de seus negócios, realizar seu sonhos e possuir empresas lucrativas, ajudo milhares de mulheres empreendedoras com cursos, aulas e palestras online gratuitas, também temos cursos pagos com conteúdo mais aprofundado, mais horas de aula, etc.

3. Qual foi o momento mais difícil da sua carreira?

Olha, toda jornada empreendedora é um desafio, tirar uma ideia do papel, fazer com que tenha lucro, tudo é difícil e requer muito empenho e persistência. Eu quebrei 3 vezes, antes da Francisca Joias ser o sucesso que é hoje, mas mesmo assim eu não desisti. Outro momento difícil durante a jornada da Francisca foi quando o site ficou fora do ar por 18 dias, pensa sua única fonte de renda ser um e-commerce e ele ficar mais da metade de 1 mês fora do ar, ou seja, sem dinheiro.

Mas acredito que tudo isso só me fortaleceu, faz parte do aprendizado, e as boas ideias antes de darem certo, primeiro deram errado ou demoram para deslanchar, como a Airbnb, Adidas, Google, os negócios nascem com um propósito e depois vão sofrendo alterações, às vezes por questões econômicas, questões internas, público-alvo, são inúmeros fatores que influenciam no sucesso ou fracasso de um negócio.


4. Como você consegue equilibrar sua vida pessoal x vida corporativa/empreendedora.

Sou mãe de adolescente e não abro mão de participar da vida escolar, levo na escola, estou presente o tempo todo, trouxe ela à empresa e aqui ela vai aprendendo e se desenvolvendo. Atualmente, ela está bem envolvida com o setor de marketing, setor que ela mais gosta. Geralmente, não me preocupo muito em trabalhar de segunda a sexta ou com horários regrados, sou melhor fazendo o que precisa ser feito e me dou dias de folga, independente de ser domingo ou feriado. Muitas vezes prefiro bater a meta trabalhando no sábado ou domingo e ficar em casa na segunda e terça, por exemplo.

Atualmente, tenho a minha filha inserida na empresa com objetivo de passar mais tempo juntas e desenvolver melhor as características profissionais dela. Também trabalho com meu marido, dividimos as tarefas das duas empresa, a marca Francisca Joias (e-commerce de semijoias) e a marca Sabrina Nunes (cursos). Mas todas essas frentes, exigem bastante de mim, mas como tudo na vida para sair bem feito precisa ser feito com dedicação, é desafiador, mas muito gratificante.

5. Qual o seu maior sonho?

Sempre falo que o  bom de sonhos é que eles são mutáveis, assim como o ser humano. Quero que a Francisca torne-se uma empresa autogerenciável, pois quero mais tempo para me dedicar a minha missão de vida que é empoderar mulheres para que possam criar negócios na internet. Meu objetivo é ajudar a criar 5 mil empregos indiretos pelas minhas alunas até julho 2020 e transformar várias vidas a partir do empreendedorismo. Também tenho o sonho de ter fluência em inglês.

6. Qual a sua maior conquista?

Acredito que muito das nossas conquistas e sonhos estão relacionadas ao que somos, nossas raízes, etc. Eu comemoro muito as pequenas vitórias, tanto no trabalho como em casa. Minha maior conquista recentemente foi comprar um carro pra minha mãe e conseguir trazer ela para um check-up geral, ela mora em Itinga e lá a saúde é bem precária.
Outra conquista está sendo morar em uma chácara, com mais tempo para ficar em casa, cuidar das plantas, da Loli ( uma dog sapeca) e almoçar em casa todos os dias. Essas mudanças eram as minhas metas do ano passado e consegui conquistar.

7. Livro, filme e mulher que admira  

Livro:  Nocaute do Gary Vaynerchuk.

Filme: atualmente, eu tenho visto mais séries. Acabei de maratonar 3% (Netflix).  Gosto de pensar como aquilo foi construído, a trama, o elenco escolhido, as roupas, o que tem para ser aprendido, por qual motivo chama tanta atenção e desperta desejo das pessoas.

Mulher: Luiza Trajano.