Nossa Mulher Positiva é a empresária Fernanda Sakai, diretora executiva da Hummel Brasil, marca dinamarquesa de artigos esportivos.

Como começou a sua carreira?

Me formei em Publicidade e Propaganda e fiz pós graduação em Marketing esportivo. Sempre fui ligada em esporte, fui atleta quando mais nova, e o esporte sempre foi minha maior paixão. Meus empregos sempre foram na área e em um determinado momento da minha vida decidi ter meu próprio negócio e comecei a Sakai Sports com meu marido. Como agenciamos atletas e estamos dentro do mundo esportivo e a Hummel estava a procura de investidores no Brasil, acabou chegando até nós que abraçamos a idéia. Não tínhamos conhecimento no varejo, mas por outro lado um grande conhecimento do mercado esportivo, atletas e clubes. Trabalhar com uma marca esportiva é maravilhoso, acredito muito que o esporte muda as pessoas, assim como o slogan da própria marca diz Change the World Through Sports.

 

– Como você enxerga o mercado de artigos esportivos no Brasil? E como é a relação da Hummel com projetos sociais?

O mercado esportivo não só no Brasil como no mundo é muito competitivo. Temos grandes marcas atuando no mercado e a concorrência é bem grande. Acredito que o brasileiro está buscando coisas novas e marcas aspiracionais como a Hummel podem fazer muito sucesso. A Hummel tem no seu DNA as causas sociais que são espalhadas pelo mundo e nosso maior objetivo é replicar isso aqui no Brasil. Acreditamos no KARMA, tudo que você faz, volta para você, por isso fazer o bem, fazer a coisa certa sem dúvida nos trará muito sucesso.

 

– Qual foi o momento mais difícil da sua carreira?

 

Acredito que seja esse que estou vivendo agora. porque trazer uma marca esportiva para o Brasil não é fácil. Encontramos muitos desafios no meio do caminho: muita burocracia, impostos, valor alto para as importações, enfim, a dificuldade é imensa e ainda estamos fazendo tudo sozinhos, eu e meu marido Dalton Sakai. Somos uma empresa que não possui capital aberto, todo e qualquer investimento parte de nós. Estamos trabalhando duro, mais de 12 horas diárias para fazer acontecer. Além da Hummel temos uma empresa chamada Sakai Sports onde cuidamos da carreira de atletas, ou seja, o trabalho é dobrado.

 

– Você optou por seguir os seus sonhos e empreender. Foi difícil tomar esta decisão?

Na verdade não foi uma decisão tomada. As coisas foram acontecendo, as oportunidades aparecendo e eu sou uma pessoa ligada no 220V. Faço mil coisas ao mesmo tempo, e não gosto de ficar parada.  Posso dizer que “me encontrei” empreendendo, acho que realmente levo jeito (rs). Adoro trabalhar pra mim, isso me motiva mais e me faz ser incansável para alcançar meus objetivos. O problema são as dificuldades em empreender, vivo meu negócio 24 horas por dia e a responsabilidade é enorme.

 

– Qual o seu maior sonho?

 

Essa pergunta é difícil (rs), os sonhos são muitos; o principal deles é me tornar uma empresária de sucesso e ser mãe novamente, quero muito ter mais um filho

 

– Qual a sua maior conquista?

 

Sem dúvida meu filho (Leo Akira), sempre sonhei em ser mãe, passei por muitas dificuldades, tive 3 abortos, e ser mãe é um sonho realizado.

 

– Livro, filme e mulher que admira?

Livro: Transformando suor em ouro – escrito pelo Bernardinho, técnico de voleibol

Filme: À procura da felicidade

Mulher que admiro: minha mãe (Maria Inês Pessotto Paschoa), minha maior inspiração