O empreendimento de Eliane Simionatto, 44 anos, e Margarete Coco, 54 anos, carinhosamente chamadas por Lee e Maga, começou em 2014, exatamente quando iniciaram a assessoria do Instituto Consulado da Mulher. Antes mesmo de se conhecerem, ambas já comercializavam os seus próprios produtos. Lee produzia doces em casa para ter mais tempo de ficar com o filho asmático. Maga vendia seus salgados e até geladinhos, pois o filho constantemente precisava ser levado ao hospital devido a uma alergia, assim também precisava ter mais tempo dentro de casa.  Se conheceram dentro das assessorias do Instituto e notaram que juntas poderiam empreender muito mais. Juntas, elas comandam hoje o empreendimento “Delícias da Lee & Maga”, que não para somente nos coffees e festas, elas também possuem um pequeno espaço em Santo André (SP) para receber eventos. Segundo elas, não começaram a empreender porque está na moda, mas sim por necessidade. Para ambas, sucesso está ligado com o conseguir não depender totalmente de uma outra pessoa, do poder se sustentar e conquistar simples situações como ir até o dentista e sair com o sorriso dos sonhos.

Promover a transformação social por meio do incentivo ao empreendedorismo feminino é o objetivo do Instituto Consulado da Mulher. Iniciativa da marca Consul, a ação social garante apoio e confiança às mulheres que sonham em empreender ou ampliar seus negócios. De acordo com seu último levantamento, realizado em 2017, já beneficiou direta e indiretamente cerca de 4.483 pessoas, 245 empreendimentos, totalizando um faturamento de R$ 5.7 milhões.

Em seus 16 anos, o Instituto já percorreu de Norte a Sul do Brasil em busca de histórias inspiradoras e, entre as beneficiadas pela ação social neste período, algumas destacam-se tanto pela garra e determinação como também pela forma como conduziram seus negócios e, consequentemente, mudaram suas vidas.