Nossa Mulher Positiva é Cleube Dias; empreendedora na área de Saúde em Consultoria, Administração e Auditoria em São José do Rio Preto/SP e Coordenadora da Regional Noroeste Paulista do Partido NOVO no Estado de São Paulo.

  1. Como começou a sua carreira?

Formada pela PUC Campinas em Enfermagem e Obstetrícia, muito jovem, aos 21 anos, nunca parei de estudar. Pós-graduada em Administração Hospitalar e em Auditoria em Saúde, entre diversos outros cursos na área administrativa. Na época da faculdade passei literalmente os 4 anos dentro de hospitais, entre aulas e estágios, em razão da paixão pela profissão. Cumpria os estágios oficiais da graduação e, aos sábados, os extraoficiais que eu mesma procurava. Já formada, retornei à minha cidade São José do Rio Preto, onde atuei por quase 20 anos no mercado privado em saúde, focada na administração hospitalar, e atualmente é onde resido, contudo, já há alguns anos, exercendo a atividade por meio de empresa própria.

  1. Como é formatado o modelo de negócios do ( incluir aqui o nome do seu negocio )?

Há 6 anos sou autônoma em Prestação de Serviços em Assessoria, Gestão e Auditoria, voltada para a área médica, especialmente clínicas e hospitais de S. J. do Rio Preto e região. Há quase 2 anos divido meu dia atuando voluntariamente na política. No ano de 2016 conheci e me identifiquei com os princípios e valores do Partido Novo, vindo, assim, a me filiar. Em 2017, integrei a Equipe Coordenadora, e, em Julho/2018 assumi de fato a Coordenação da Regional do Partido no Noroeste Paulista, também como voluntária e em conjunto com uma equipe de filiados, cuja sede fica em São José do Rio Preto, interior de SP, com cerca de 180 cidades em nossa área de influência.

  1. Qual foi o momento mais difícil da sua carreira?

Formada muito jovem, tive dificuldades em momentos pontuais da carreira, como ainda hoje, por vezes, ocorre. Na área política, sendo a única mulher coordenadora de uma da 10 Regionais do Partido do Estado, em alguns momentos fico sobrecarregada, entretanto, com equilíbrio, muita disposição e resiliência, vou enfrentando, derrubando barreiras, aprendendo, buscando sempre agregar e crescer. Não se pode parar jamais!

  1. Como você consegue equilibrar sua vida pessoal x vida corporativa/empreendedora.

Listando prioridades e/ou urgências. Com filhos adultos e já no mercado de trabalho, divido a atenção à cada um deles mesmo de longe, à minha casa, ao marido, à gestão das empresas que atuo e à Regional do Partido, para a qual dedico metade do meu tempo. Sem esquecer da saúde do corpo e da mente, o que considero fundamental, procuro encaixar dois dias na semana para praticar exercícios físicos. E quase que todas as noites dedico à minha grande paixão desde a infância, que é tocar piano.

  1. Qual o seu maior sonho?

A realização dos meus filhos, pessoal e profissionalmente, sem dúvida é meu maior sonho, porém, luto e trabalho igualmente forte para ver um Brasil cada dia melhor, mais digno, justo, onde a cidadania seja realmente exercida na sua totalidade, as pessoas sejam iguais perante às leis e o respeito seja um direito de todos.

  1. Qual a sua maior conquista?

Sem dúvida, ver a cada dia – pela formação dos filhos que se consolidam em suas respectivas áreas –  que fizemos o correto, criamos cidadãos para o mundo. Também, exercer a cada dia o pensamento de que, através de políticas públicas e de inclusão social, é possível sim colaborar para uma vida melhor para todos. E claro, aprimorando o meu crescimento pessoal e profissional, garanto estímulo para seguir em frente.

  1. Livro, filme e mulher que admira

Livro: Atualmente lendo dois excelentes livros:

1 – “ As seis lições “ – Ludwig von Mises;

2- “ A Pobreza das Nações “ – Wayne Gruden e Barry Asmus.

Filme:

“ A Teoria de Tudo “

Baseado na biografia do físico Stephen Hawking.

Mulheres que admiro:

Adriana Ventura (Deputada Federal) e Janaína Lima (Vereadora em SP).

Ambas eleitas pelo Partido NOVO. Meus exemplos e certamente minha inspiração para seguir em frente estimulando muitas outras mulheres a participar da vida política, exercendo a cidadania plena, lutando por seus direitos.