Nossa Mulher Positiva de hoje é a portuguesa Carolina Albarran, formada em administração e marketing, e apaixonada por moda e tecnologia. Empreendedora nata encontrou no Brasil, onde mora há 6 anos, a oportunidade de inovar no varejo de moda para ajudar as mulheres na hora de se vestir. Fundou junto com Andre Borges a CATWALK APP um novo modelo de marketplace de alto engajamento.

  1. Como começou a sua carreira?

Fiz formação acadêmica nas áreas de Administração, Marketing e Estratégia de Negócios. Iniciei a carreira na Hugo Boss como trainee em Lisboa, e na sequência fui contratada para Artsana Brasil multinacional italiana detentora da marca Chicco no qual construí uma carreira passando por diversas áreas pelo período de 5 anos acabando por assumir a gerencia da unidade de negócios de moda aqui no Brasil. Em paralelo tive a primeira experiência de empreendedorismo assumindo a liderança de estratégia de negócios de uma marca de roupa portuguesa chamada +351 no qual ajudei na construção da marca no início do projeto. Desde cedo tinha vontade em empreender e encontrei na Catwalk a oportunidade perfeita sendo agora sócia fundadora conduzindo o departamento de marketing e comercial.

  1. Como é formatado o modelo de negócios do (incluir aqui o nome do seu negocio)?

A todo o instante, milhares de mulheres se deparam com perguntas como: “o que vestir hoje?”, “como combino essa peça de roupa?”. Entendemos que existe este gap no mercado que não está sendo atendido com respostas de forma instantânea, gratuita e para a grande escala. Decidimos então criar a Catwalk, e daí nasceu a Genie nossa proto inteligência artificial no formato de uma assistente virtual de moda que através de algoritmos simula habilidades humanas colocando na palma da mão das mulheres respostas a estas perguntas no momento que elas mais precisam. Trazemos praticidade no momento da escolha, seja para mulheres mais ligadas nas últimas tendências assim como mulheres que não sejam tão próximas ao mundo da moda ajudando-as nas dúvidas do dia-a-dia para que se sintam mais confiantes nas suas escolhas. Essa assistente está hoje disponível como uma funcionalidade dentro do aplicativo mobile da Catwalk, que aliado à sugestão do que vestir a usuária pode também receber sugestões do que comprar navegando por diversas marcas dentro do APP.

Temos como foco principal criar uma plataforma de moda e conveniência para as usuárias e trazer as marcas para dentro dos seus armários, através de tecnologias de ponta. Na briga por fatias maiores desse crescente mercado, o varejo vem buscando inovar na experiência online, com omnicanalidade, interatividade, big data e inteligência artificial se tornando temas proeminentes nos planos estratégicos dos grupos de varejo. Nesse cenário, soluções de tecnológica como as desenvolvidas pela Catwalk tanto pelas marcas, por serem potenciais alavancas de resultado, quanto pelos consumidores, que exigem uma experiência cada vez melhor. O aplicativo da Catwalk oferece às empresas um novo ponto de contato com as usuárias, digital e inovador, disponível para marcas de variados portes e nichos através de um modelo de negócio simples e democrático.

  1. Qual foi o momento mais difícil da sua carreira?

A decisão de empreender é de fato um grande marco na vida profissional que requer bastante comprometimento e resiliência. Ao mesmo tempo que é um dos momentos de vida mais entusiasmantes torna-se bastante desafiador no dia-a-dia tanto profissional quanto pessoal. Empreender é sair da zona de conforto todos os dias. Somos obrigados a tangenciar diversas áreas da quais muitas somos especialistas e outras nem tanto, mas que obrigatoriamente temos de liderar. É um enorme aprendizado, e sem dúvida esta é a fase mais difícil e desafiadora na minha carreira até agora. Ao mesmo tempo, ter a oportunidade de construir algo do zero e inovador como a Catwalk, ver o projeto sair do papel, se materializar e crescer é uma das experiências mais motivantes e gratificantes profissionalmente. Nesse contexto os desafios são degraus necessários para evolução e o segredo é manter a dedicação e disciplina ainda que por vezes seja mais difícil do que inicialmente planejado.

  1. Como você consegue equilibrar sua vida pessoal x vida corporativa/empreendedora.

No meu caso as duas convergem bastante. Gosto muito e acredito no que faço, tenho a sorte de me rodear de família, amigos e namorado com quem compartilho experiencias similares. Essas pessoas me inspiram bastante no dia-a-dia proporcionando uma troca de conhecimento que tem sido essencial para a minha evolução, portanto, esse equilíbrio vem de forma muito natural. Procuro balancear não deixando de lado os meus interesses pessoais e durante a semana procuro sempre fazer algum programa cultural, social, exercício físico, e ter contato com a natureza de alguma forma para manter o equilibro mental e físico.

  1. Qual o seu maior sonho?

Neste momento o meu maior sonho é estabelecer a Catwalk como agente de mudança no setor de moda. Quero que as pessoas se lembrem da Catwalk como uma empresa que ajudou o setor de moda na transformação tecnológica, trazendo conveniência para quem é usuária e proporcionando tempo para se dedicarem às coisas que mais gostam de fazer.

  1. Qual a sua maior conquista?

Já atingi algumas conquistas como sair do meu país de origem e traçar uma carreira em outro país no qual já colhi frutos. Neste momento estou a caminho de chegar na próxima maior conquista profissional que será estabelecer a Catwalk no mercado. Estamos em constante evolução, e as conquistas e metas são feitas para cada fase de vida que vivemos, portanto elas estão em constante mutação.

  1. Livro, filme e mulher que admira

As três referências que vou mencionar estão muito ligadas com o meu momento de vida atual. Todas me ajudaram, inspiraram e transfomaram de forma pessoal e profissional.

Livro

Antifrágil: Coisas que se Beneficiam com o Caos, por Nassim Nicholas Taleb

Filme

The Pursuit of Hapyness, por ‎Gabriele Muccino

Mulher

Whitney Wolfe Herd, fundadora da Bumble