Para comemorar Outubro Rosa o Mulheres Positivas não poderia ter escolhido melhor : Ana Paula Massolin Monteiro é LUZ! Mulher de fibra, guerreira, luta contra o cancer há 5 anos. Acompanhamos de perto seu sofrimento e gloria através de seu instagram @itsup2you_ana onde divide sua rotina. Ana Paula hoje é executiva do ramo de moda, mas foi uma das modelos mais bem recomendadas da industria. Casada e mãe de duas filhas; Lilly e Teka, tem uma mãe melhor amiga que acompanha de perto a sua trajetória e muitas fãs que junto com ela batalham contra este mal que em breve será extinguido!

1. Como começou a sua carreira?

Eu sempre sonhei em ser estilista desde muito nova, eu passava os domingos desenhando na casa do meu avô, mas em Curitiba esse sonho era muito distante nessa época.
Um certo dia um primo meu me levou numa agência de modelos, eu tinha 14 anos, acabou dando certo, comecei a trabalhar como modelo e ao mesmo tempo de vendedora de shopping, até que um certo dia o dono de uma agência de São Paulo me viu e me chamou para ser modelo em São Paulo, no começo relutei, fui criticada pela família, mas resolvi aceitar. No começo não foi nada fácil, a vida de modelo nunca foi o meu objetivo, mas foi a grande porta para chegar onde sempre sonhei… ser estilista. Morei em Paris por um ano e na volta comecei a trabalhar na Forum de modelo, aí fui ficando, fui ficando, até que um dia meus grandes mentores me falaram ‘’Porque você não vai estudar em fica trabalhando aqui com a gente?!’’ Eu acreditei e fui, estudei moda e hoje estou aqui, realizando o meu grande sonho! Quando eu contei ao meu avô que eu havia virado estilista, ele encheu os olhos de lágrimas. Hoje faço a linha de infantil da Le Lis Blanc e sou muito feliz!

2. Você vem lutando contra o cancer ha algum tempo e tem motivado muitas mulheres a terem resiliência para seguir em frente. Como você se sente sendo um modelo de referencia para a mulher brasileira?

Acho que as mulheres brasileiras por si só já são incríveis referências em varios sentidos, mas acredito que como eu virei inspiração para muitas mulheres, muitas são minhas também. Ser mulher já é ser forte, agora ser mulher e passar por um câncer então, é ser mulher maravilha, principalmente para as mulheres que passam pelo câncer de mama, onde afeta muitas vezes direto na autoestima, pois na maioria das vezes perdem o cabelo, não pelo cabelo em si, já diz frase mais piegas de todas ‘’cabelo cresce!’’ Sim, cabelo cresce, mas isso te faz lembrar o tempo todo da doença, eu nunca cheguei a perder todo o cabelo nesses últimos 5 anos de tratamento, mas no primeiro perdi quase tudo, e foram 5 anos para voltar o que era antes. Fico muito feliz por todo carinho que recebo nas redes sociais, me ajuda muito, mas a intenção quando resolvi abrir para as pessoas uma coisa tão íntima, era porque da mesma forma que eu me senti perdida naquele primeiro momento, muitas outras pessoas deviam estar na mesma situação, então desde o início foi uma troca de informações, de dicas, de otimismo, mas principalmente de carinho.

3. Você foi uma modelo importante, desfilou com personalidades como Gisele Bundchen e Alessandra Ambrosio. Como enxerga esta profissão nos dias de hoje?

Rsrs… quem dera eu ter sido essa modelo importante, na verdade eu tive a honra de por de sorte estar ao lado dessas grandes modelos que sempre admirei muito! Mas acho que hoje existe uma diferença muito grande da minha época, antes as modelos pensavam apenas em ser magras independente de como isso fosse acontecer, hoje sinto que elas são mais dedicadas a ter não só um corpo bonito, mas também cuidando da alimentação, fazendo exercícios físicos, levando uma vida mais saudável, na verdade as pessoas no geral hoje estão mais preocupadas com levar uma vida mais saudável, pois não adianta somente ter um corpo bonito, mas o mais importante é ter um corpo e mente saudáveis.

4. Mesmo trabalhando muito e tendo que lidar com exames e procedimentos pesados como a quimioterapia, você consegue se manter bonita e elegante. Quais os seus segredos?

Esse foi um grande elogio e ganhei meu dia!!! Na verdade não é muito simples, mas também não tem muito segredo e nem sempre foi assim… no meu penúltimo tratamento eu engordei 12 kilos do meu peso normal (59kg) eu normalmente como bem, mas como eu estava com muitas alergias, estava comendo muito mal e minhas metástases voltaram muito rápido, eu cheguei a inchar 7kg de um dia para o outro no hospital, eu me olhava no espelho não me reconhecia, eu chorava muito, então quando eu soube que havia voltado tão rápido, mudei meus pensamentos radicalmente, cortei açúcar, bebidas alcoólicas, refinados e derivados de leite, depois disso sinto uma diferença brusca no meu corpo, emagreci 18kg, minha pele e meus cabelos voltaram aos normal, me sinto muito mais disposta e hoje consigo me recuperar muito mais rápido que das outras vezes, claro que tudo isso com acompanhamento médico e psicológico. Isso tem me ajudado muito, minha autoestima, meu otimismo são muito melhores, pois estou em paz comigo mesma e isso transparece para as pessoas e meu corpo senti que estou bem e feliz. Quanto ao trabalho só tenho a agradecer, pois trabalho com pessoas que me dão todo o apoio e suporte que preciso, sei que não é fácil ter uma funcionária na minha situação por milhões de motivos, mas a forma e o carinho com que a empresa me trata, me faz me dedicar ainda mais nos dias que estou bem, para retribuir todo esse apoio, tenho muito sorte ter ao meu lado as pessoas tão especiais no meu trabalho! Por isso sempre digo, fazer o que se gosta, comer bem e sempre deixar a cabeça saudável somente com pensamentos positivos fazem toda a diferença.

5. Qual o seu maior sonho?

Essa resposta está muito fácil de ser respondida…
Quando finalmente descobrirem um remédio para o câncer se tornar uma doença 100% curável é tratável!!! Hoje a medicina já evoluiu muito nesse assunto, como por exemplo a Imunoterapia que já é o futuro do tratamento contra o câncer, mas que infelizmente ainda não abrangem todos os tipos cânceres. É uma doença que devasta não só o paciente, mas todos a sua volta, amigos, familiares, todos sofrem juntos. Meu maior sonho é não ver mais esse sofrimento!

6. Qual a sua maior conquista?

Acho que minha maior conquista foi ter me tornado quem eu me tornei depois da doença. Poderia ter falado trabalho, que tbm foi uma conquista, ter uma família maravilhosa, que na verdade foi um presente de Deus ou ter os amigos que tenho, que sao os meus maiores parceiros de vida, mas acho que a maior de todas realmente foi essa nova Ana ou It’s Up 2 You como alguns conhecem. Acho que todas essas dificuldades me fizeram enxergar a vida por outra perspectiva, com olhar sempre se por no lugar do outro, em sempre tentar ver o lado bom de tudo que venho passando, de levar a vida leve, mesmo que ela parece ter o peso de uma bigorna nas suas costas, de dar ainda mais valor as pessoas que nos amam e que eu amo também, a relevar problemas pequenos do cotidiano, pois a vida é mais que isso, mas principalmente dar muito valor à VIDA, pois esse é o único bem realmente precioso que temos e eu amo demais a vida, e por isso que não a deixo escapar tão fácil não!

7. Livro, filme e mulher que admira.

O livro que mudou minha vida foi o Dieta Anticâncer do médico David Servan-Schreiber, que descobriu um câncer no cérebro e por muitos anos sobreviveu mudando seus hábitos alimentares e pesquisando como a alimentação tem influência na doença. Esse livro mudou minha vida, pois ganhei de um casal de amigos logo quando fui diagnosticada com a doença e até então não fazia ideia que os meus hábitos alimentares errados poderiam estar afetando profundamente meu organismo, desde então vendo lendo, me informando e principalmente mudando meu estilo de vida, cortei o açúcar, refinados, bebidas alcoólicas e derivados de leite, toda essa mudança é muito nítida na minha recuperação aos tratamentos, hoje graças à Deus quem me vê, não diz que estou em tratamento já quase 5 anos. Filme The Notebook (diário de uma paixão) que fala sobre o amor verdadeiro e que ele ultrapassa as dificuldades seja o que for, principalmente uma doença, onde seu companheiro está ao seu lado sempre, redescobrindo o amor todos os dias. Eu mesma posso dizer isso com convicção, o apoio que tenho do meu marido é tão lindo e tão puro como desse filme, e isso é muito importante na minha vida, pois ele é um dos maiores motivos para eu sempre seguir firme e forte nessa luta!

E a mulher que mais admiro, apesar de não conhecê-la pessoalmente e a médica Silvia Brandalise aumentou os índices de cura da leucemia infantil e o Centro Boldrini, em Campinas, é hoje referência para todo o Brasil. O percurso antes da fundação do hospital filantrópico que coordena há 40 anos teve outros episódios duros. A pediatra começou a atender crianças com apenas uma maca, uma mesa e acessórios básicos. Nesse período ela desenvolveu também a habilidade de pedir doações e de compartilhar o que tinha em mãos. E toda essa história eu conheço de perto, pois ela curou a prima no meu marido, quando ela tinha apenas 15 anos e foi diagnosticada com linfoma não Hodgkin muito grave, e com esse cuidado maravilhoso com as crianças que passam por esse dilema, hoje ela está totalmente curada depois de 15 anos, muito feliz e cheia de saúde! Só tenho a admiração por um ser tão especial que dedica sua fica para cuidar com tanto carinho dos pacientes pediátricos.

Essa foi uma das coisas que precisei aprender com o tempo de que a maioria das pessoas não sabem lidar com essa situação, ou não sabem o que dizer, ou não conseguem falar… e eu aprendi que cada um lida de um jeito e que não quer dizer não se preocupa com vc, ou não está sofrendo junto com vc, porque essa doença todos sofrem, e principalmente lembrar que não porque vc está com a doença, as pessoas que te amam não estejam sofrendo tbm, que a vida pode girar somente em volta do seu próprio umbigo, que sim você tbm precisa amparar seus entes queridos que também estão sofrendo junto e partir de vc uma palavra de carinho. Se sua amiga carioquinha reclamar que está sem cabelo, não dizer ‘’mas cabelo cresce’’ isso às vezes soa como se isso não fosse relevante para mulher, mas é, muda a autoestima, te faz por um momento esquecer a doença… poderia talvez só dizer ‘’ chato amiga, mas já já passa!’’ Eu fiquei tão feliz quando ouvi isso, era como se não estivessem me julgando por uma futilidade, mas sim como aquilo doía meu coração! Eu graças à Deus só tenho a agradecer tanto carinho que recebo dos amigos maravilhosos, dos amigos que fiz nas redes sociais, da família, enfim todos que me amam e desejam o meu bem!

É isso que me faz me expor nas redes sociais, pois esse carinho e a força que me dá que faz valer a pena!