Uma das imagens mais recentes de Rankin, ‘F**k Facetune’, publicada este ano na revista Impression

Um dos fundadores de bíblias da moda como as revistas Dazed & Confused e Another Magazine, e diretor de clipes de Miley Cyrus, Rita Ora e Azealia Banks, o fotógrafo britânico Rankin acaba de lançar um novo livro. Em Unfashionable (ed. Rizzoli, 324 págs., 60 dólares), ele celebra os 30 anos de carreira revisitando trabalhos que ajudaram a moldar o imaginário dos anos 90 e 2000 e que reverberam até hoje na cultura popular.

Entre fotografias icônicas de Kate Moss (amiga pessoal que palpitou na seleção de fotos editada para a publicação), de jovens clubbers dos anos 90 e da rainha Elizabeth, destaca-se a irreverência, o apelo pop, o gosto pelo inesperado e pelo absurdo que caracterizam o trabalho deste incansável inglês.

“Tinha alguns projetos e colaboradores que queria destacar e conceitos aos quais tenho voltado de tempos em tempos. No fim construí a edição a partir destas ideias”, explica ele ao jornal WWD. “Estou esperando uma retrospectiva de 40 anos, 50 anos e assim vai. Vou continuar fotografando até morrer”, diverte-se.

O surreal e o absurdo são alguns dos temas recorrentes no imaginário pop do fotógrafo inglês

‘Into the Mist’, publicado na revista Hunger (outro projeto de Rankin) em 2012

A capa de ‘Unfashionable’, retrospectiva de 30 anos de carreira do fotógrafo e diretor de clipes publicada pela editora Rizzoli

O mundo às vezes estranho de Rankin em ‘It’s a Small World’, de 2016