A tecnologia tem trazido avanços significativos na qualidade de produção de materiais para o mercado de interiores, tanto no que diz respeito a pisos e revestimentos como nos itens de decoração em geral. Alguns materiais, no entanto, têm evoluído consideravelmente tanto no que diz respeito à qualidade como na aparência. 

(ANELISA LOPES ESCREVE ÀS TERÇAS. PERFIL NO INSTAGRAM: @anelisalopes)

As estampas e texturas de produtos fabricados em larga escala estão cada vez mais fieis aos encontrados na natureza. Além de serem mais acessíveis em termos financeiros, em alguns casos, também podem ser mais amigáveis ao meio ambiente. Confira abaixo alguns exemplos de como tornar sua decoração com materiais que reproduzem o original sem comprometer o visual. 

  1. Porcelanato 

A cada ano, a indústria de pisos e revestimentos tem melhorado a “impressão” das placas. Na última edição da ExpoRevestir, as peças que reproduzem a superfície do granito e do mármore surpreenderam pela aparência quase que “natural”, com veios e tonalidades muito semelhantes aos das pedras naturais. Para quem gosta de ambientes clássicos, este modelo de porcenalato é uma opção e, no caso das lastras, também podem revestir bancadas e móveis. 

Porcelanato com tonalidades e veios da pedra natural

  1. Cimento queimado ou corten 

Tanto o aço corten como o cimento queimado são coringas no estilo industrial. Dependendo da proposta e da sua aplicação, no entanto, podem elevar consideravelmente o valor do projeto. As tintas que dão esse efeito são uma boa pedida para quem quer um visual semelhante sem gastar muito.  

  1. Couro

Quem aí já teve alguma peça em courino que já se desfez no armário depois de algum tempo guardada? Anos atrás, a experiência com este tipo de tecido não era boa e, com frequência remetia a algo muito fake. Hoje em dia, há excelentes fornecedores de couro ecológico; em alguns casos são até confundidos com o natural. 

  1. Planta permanente 

Apesar de já ter plantado a semente do cultivo de plantas naturais em alguns clientes, a maior parte pede para que a área verde, que sempre considero nos meus projetos, seja com plantas permanentes. Opção para quem não tem tempo para realizar a manutenção ou por um custo periódico mais baixo, as plantas permanentes estão cada vez menos com cara de “plástico” e são uma alternativa para incrementar a decoração. 

Plantas permanentes estão cada vez menos com cara de “plástico”