Erros de projeto podem acontecer – apesar de haver o levantamento e a projeção do espaço para que não ocorram – e devem ser contornados o quanto antes para garantir a segurança e também a comodidade e estética do ambiente. Em alguns casos, não precisam de intervenção estrutural, mas, em outros, é preciso fazer uma avaliação minuciosa e, infelizmente, não há como evitar o quebra quebra posterior à obra. 

(Anelisa Lopes escreve sempre às terças. Acompanhe alguns de seus projetos e referências no Instagram: @a81_design)

Distâncias mínimas e máximas, como para assistir à TV, por exemplo, devem ser respeitadas para segurança e conforto (foto: arquivo pessoal)

Algumas falhas, no entanto, só serão percebidas com o uso da residência no dia a dia, mas são igualmente incômodas e, com grande incidência, tiram a completa funcionalidade de algum processo. Normalmente, a imprecisão se dá na avaliação de medidas sem a ajuda de um profissional ou por “achômetro” do dono da casa – o famoso “eu pensei que coubesse”. As mais recorrentes dizem respeito às distâncias mínimas. 

Vamos à prática. Para se sentar e se levantar com conforto em uma sala de jantar, é preciso ter entre 90 cm e 1,20 m de distância entre a mesa e parede para o entra e sai das cadeiras. Já fui em muitas casas em que as cadeiras que ficavam em frente à parede simplesmente não eram usadas porque ninguém conseguia se acomodar. 

Nas cozinhas pequenas – que muitas vezes parecem corredores – é necessário considerar a abertura da porta do forno. Para isso, meça o tamanho da tampa e considere esta medida mais uma pessoa à frente fazendo a ação de abrir e fechar o compartimento. O mesmo deve ser pensado para a máquina de lavar com porta frontal. 

Falando em portas, elas também são grandes obstáculos em espaços pequenos e podem atravancar o uso do vaso sanitário em um banheiro, por exemplo. Nestes casos, faça uma avaliação se não vale a pena instalar um modelo de correr ou até mesmo camarão. Por último, dimensões de televisão devem conversar diretamente com a distância mínima e máxima até o sofá para não prejudicar nem incomodar a visão.