Chegamos aos últimos quinze dias de 2020. Um ano que tem sido desafiador – ainda digo no presente, pois essas duas semanas restantes ainda podem trazer situações inesperadas. O tempo parou por pelo menos quatro meses; não encontramos, da maneira como gostaríamos, todas as pessoas que amamos; alguns perderam entes queridos. O maior tempo desprendido foi com nós mesmos, dentro do nosso ninho, seja ele físico, nossa casa, ou psicológico, pelo autoconhecimento. E o que levaremos para o ano seguinte?

(ANELISA LOPES ESCREVE SEMPRE ÀS TERÇAS. ACOMPANHE SEU PERFIL NO INSTAGRAM: @anelisalopes)

 

Tranquilidade e menos impulsividade para 2021 (foto: Habitissimo/Pinterest)

Nas últimas semanas, meu marido e eu cogitamos a hipótese de mudar de casa. Crianças crescendo e a necessidade de socializar com a mesma idade. Nossa casa, com dez anos desde a última reforma, já apresenta sinais de desgaste e, enfrentar um reparo geral, por mínima interferência que tenha na nossa rotina, parece uma tarefa um tanto quanto desgastante. Mas, depois de respirar, observar cada cantinho dela, concluímos que o melhor é nos manter onde estamos, sem grandes ousadias financeiras, principalmente pela época instável em que nos encontramos. 

O que levarei para 2021 será esse respiro de contar até dez, refletir e decidir sem impulso. A correria nos faz acelerar, tomar atitudes muitas vezes precipitadas que, se refletidas com calma e racionalidade, se manteriam no campo das ideias. Tanto que já foi adquirido que já não possui serventia; tanto jogado fora porque não resistiu ao tempo; tanto que foi doado que não fazia mais sentido no nosso dia a dia. 

Passei os últimos dias refletindo sobre esse consumo insconsciente que nos leva a possuir, mas o que queremos ter de fato? Acredito que um ciclo está prestes a se fechar para dar lugar a outro. Mas, diferentemente dos que já passaram, este virá com mais sereno e permanente. Farei pequenas mudanças na decoração, bem pontuais, aproveitarei móveis antigos e mudarei outros de lugar. E, assim, manterei um convívio saudável com minha casa por mais alguns anos…