Com a diminuição da metragem dos apartamentos, tem sido cada vez mais  indispensável a criação de espaços multifuncionais. As grandes cidades têm exigido do design de interiores soluções práticas, ergonômicas, econômicas e, claro, atraentes. E como criar ambientes com várias funções sem que tudo fique junto e misturado criando um verdadeiro caos? 

(Anelisa Lopes escreve sempre às terças. Acompanhe alguns de seus projetos e referências no Instagram: @a81_design)

Espaços integrados e com várias funções, mas cada um com sua atividade (foto: arquivo pessoal)

Há varias maneiras de dividir um espaço sem o uso de paredes. O primeiro passo é setorizar mentalmente o lugar de cada atividade: sala de TV, escritório, refeições, entre outros, considerando a metragem, iluminação natural, ventilação e pontos de elétrica. Depois, meça o local para verificar a possibilidade de arranjo dos móveis, lembrando que cadeiras precisam de ao menos 90 cm para ser possível se sentar e se levantar de uma mesa. Não desperdice espaço; em moradias pequenas, cada milímetro conta!

A partir daí, determine onde termina e começa um ambiente. Essa separação pode ser feita de diversas formas: por meio de uma pintura diferente, com uma cor de contraste em relação ao restante do lugar, com um piso, revestimento ou papel de parede de destaque, um tapete ou até mesmo uma composição de quadros que evidencie o início e fim da divisão. Marcenaria superplanejada e pra lá de criativa é mais que bem-vinda. 

Se uma porta de correr ou biombo ocuparem uma área desnecessária, pense em prateleiras: além de fazerem esta separação, elas vão acomodar muitos objetos. Iluminação, desde que bem trabalhada, também pode ser uma maneira de delimitar espaços. Lembre-se também que, dependendo do caso, integrar o projeto sem limites também é super válido, desde que a proposta e os materiais escolhidos permitam essa solução. 

O importante é não misturar as estações, por isso, crie o hábito de manter tudo em seu lugar: louças e copos em um móvel ou estante determinados, documentos e artigos de escritório nas gavetas ou sobre a mesa do home office e almofadas e mantas no sofá.