Seja pelo sinal dos tempos ou pela opção de uso sem uma função técnica específica, os itens listados abaixo acabam empobrecendo um projeto de interiores. Em muitos casos, podem ser deixados de lado, o que gera uma boa economia no investimento final e resulta em um visual mais limpo e sofisticado.

(ANELISA LOPES ESCREVE ÀS TERÇAS. PERFIL NO INSTAGRAM: @anelisalopes)

1. Rodapé 

O rodapé cumpre uma função, que é a de “esconder” a junta de dilatação entre as placas do piso e a parede. Se o piso for monolítico, caso do cimento queimado ou do granilite, não há necessidade de usá-lo. Mas no caso de porcelanato ou réguas de laminados, lembre-se de coordenar o rodapé com a cor da parede e não com o piso. Há também a opção de fazê-lo embutido. 

2. Soleira 

A soleira deve ser usada para fazer a transição de pisos diferentes entre as áreas, como do quarto para o banheiro, por exemplo. Com a integração de ambientes e uso do mesmo modelo em vários cômodos, não é necessário utilizar tal recurso. É possível fazer um desnível se for de uma área seca para outra molhada. Além disso, se a transição for sutil ou em ambientes secos, por exemplo, dá para optar pelos perfis metálicos, mais discretos e sofisticados. 

Piso igual em ambientes diferentes não requer  soleira (foto: Pinterest)

3. Pastilha

Levanta a mão quem já não pensou em colocar pastilha no banheiro ou sobre a bancada da cozinha. Eu mesma fui uma dessas pessoas e me arrependi, pois como este tipo de revestimento usa uma quantidade considerável de rejunte, é preciso limpar com frequência para não ficar com aparência de encardido e, com o uso contínuo de produtos com alvejante, as peças tendem a se descolar. 

Pastilhas exigem uso de rejunte em grande quantidade (foto: Pinterest)

4. Puxadores

A oferta de modelos de puxadores no mercado é enorme, mas parto do princípio que o item não pode poluir nem destoar do desenho do móvel. Se você estiver em dúvida sobre qual escolher, opte pelo tipo cava, que não contempla nenhum item à parte e é feito com a estrutura da própria porta ou gaveta. 

5. Vidros verdes

Um dos materiais que tem sido beneficiado com processos tecnológicos cada vez mais modernos é o vidro. No passado, o vidro verde tinha como função de filtrar a incidência solar e, dessa forma, controlar o calor interno. Hoje em dia, no entanto, a indústria fabrica vidro incolor com controle solar, que não interfere na estética das fachadas ou das áreas internas.