Eu costumo dizer que a execução de um projeto é como um casamento, afinal, são muitos os sentimentos envolvidos: namoro, paixão, investimento financeiro, expectativa, frustração e, em alguns casos, até divórcio entre cliente e prestador de serviço. 

(ANELISA LOPES ESCREVE ÀS TERÇAS. PERFIL NO INSTAGRAM: @anelisalopes)

O B.O na obra pode ser evitado? (foto: Pinterest)

Se você é daqueles que não pode ouvir a palavra reforma, saiba que os danos podem ser minimizados de forma considerável se o cliente adotar algumas medidas que costumo chamar de preventivas. E, assim, conseguir “viver feliz para sempre” com a sua casa nova. 

  1. Vistoria prévia

Somente um a cada dez clientes me contrata para fazer vistoria no imóvel que pretende comprar ou alugar antes de orçar um projeto.  Neste caso, não estou considerando nem a parte estrutural do imóvel, como elétrica ou hidráulica, mas a necessidade de intervenções para colocar as ideias em prática. 

Demolição de paredes, mudanças de pontos hidráulicos, instalação de ar-condicionado, troca de piso… São muitas as questões que envolvem a concepção de um projeto anteriores ao desenho. E não pense que esta vistoria só serve para imóveis usados. Já vi casos de apartamentos entregues na planta sem impermeabilização na área molhada, o que resultou em infiltração no apê de baixo depois que já estava tudo pronto…  

  1. Planejamento

Esta fase também é deixada de lado pela maior parte dos clientes que, muitas vezes, “decidem”antecipar a entrega porque marcaram o Natal com a família na casa nova. A tarefa pode ficar a cargo do arquiteto ou designer, mas quanto antes for feita, melhor. Ter uma noção de tempo x investimento é crucial para o bom andamento do processo. Vale lembrar que muitas vezes com um planejamento exemplar, uma obra pode atrasar, por questões meteorológicas ou de logística na entrega, por exemplo. Imagine quando feita sem. 

  1. Compra de material ou móvel planejado 

Sabe quando você tem de fazer uma receita e vai ao supermercado buscar, chega em casa, percebe que também acabou outro item e volta pra comprar – e como é urgente, acaba levando o mais caro ou percebe que está em falta? Esta é uma analogia grosseira ao que acontece um obra, mas é real. A compra de material deve ser listada e feita com antecedência no caso das entregas com prazo estendido. Pisos, revestimentos e móveis planejados podem empacar toda a cadeia produtiva se não forem adquiridos no momento certo. 

  1. Presença 

O ditado “o gado só engorda aos olhos do dono” serve perfeitamente para a execução de obra. Se você não contratou uma pessoa para gerenciar a execução do projeto, pode ter certeza de que em algum momento terá dor de cabeça. Em um dia de obra, são tomadas diversas decisões que vão impactar o resultado final, desde a posição de uma tomada, que acabou ficando tapada pelo móvel planejado no final, até a cor da tinta que parecia mais clara na loja. Estar presente é ideal, mas se não for possível, esteja ao menos ciente das decisões tomadas diariamente. 

  1. Abrir a mente

Mesmo com estas medidas preventivas, podem acontecer surpresas durante o processo. O importante é abrir a mente e ter consciência de que na maior parte das vezes, são contornáveis. Já vivenciei situações em que os obstáculos acabaram se tornando soluções. Por isso, nestas horas, é importante deixar o emocional de lado e resolver a crise com a cabeça tranquila.