Na semana passada, o malinês Mamoudou Gassama, 22 anos, evitou a queda de um menino de quatro anos da varanda de um prédio no norte de Paris. Ele escalou quatro andares de um edifício com as mãos, pegou a criança que estava no parapeito e a levou de volta à residência em segurança. O imigrante, que ficou conhecido como “Homem-Aranha”, ganhou cidadania francesa e vai trabalhar no corpo de bombeiros. 

(Anelisa Lopes escreve sempre às terças. Acompanhe alguns de seus projetos e referências no Instagram: @a81_design)

Forno ligado, piscina descoberta ou tomada sem proteção são exemplos comuns de perigo para quem tem bebê ou criança em casa. Algumas situações que parecem inofensivas para os adultos, no entanto, também podem ser uma armadilha para o pequeno. Se você pretende fazer um projeto de reforma ou decorar a casa, dê atenção especial a alguns detalhes para deixar o ambiente mais seguro.

Sofás retráteis devem ter acabamento de tecido para não deixar estrutura interior acessível (foto: arquivo pessoal)

  1. Sofá com assento retrátil

O assento retrátil dos sofás que aumentam de tamanho deve ter um acabamento de tecido que o prende à estrutura de madeira para que, quando aberto, não deixe um buraco embaixo do encosto (onde o assento se acomoda quando recolhido). O espaço, quando não coberto, pode ser um chamariz para brincadeiras de esconde-esconde, prendendo a criança no interior do móvel.

2. Ralo com furo circular

Ralos com furos circulares, mesmo aqueles modelos que possuem fechamento, são um prato cheio para que as crianças enfiem os dedinhos e fiquem com a mão presa no orifício. 

Furo circular do ralo pode prender dedo da criança (foto: divulgação)

3. Corda de varal ou de persiana

Quando recolhidos, tanto o varal como a persiana permanecem com as “cordinhas” soltas, próximas ao chão. Se a criança se pendurar ou se enrolar nelas, corre o risco de arrebentá-las e cair ou, em casos mais graves, se enforcar. Lembre-se sempre de deixá-las recolhidas.

4. Televisão

Quando puxados pelo fio ou empurrados, aparelhos de televisão que ficam em cômodas ou racks podem cair em cima de uma criança. O ideal, neste caso, é fixá-los na parede, prevendo que a fiação também fique embutida em um painel ou conduite na alvenaria.

  1. Box de vidro 

Problemas na fabricação, no armazenamento e na instalação do vidro do box, além de variação de temperatura, são algumas causas que podem levar à quebra espontânea do vidro. Para minimizar este risco, uma vez que é um acidente mais comum que se imagina, é possível aplicar uma película no vidro antes da sua instalação, fazendo com que os estilhaços fiquem presos à superfície do material. 

Vidro do box pode receber película antes da instalação (foto: arquivo pessoal)