Você já se deparou com apartamentos ou casas em que a circulação fica comprometida em razão da quantidade de mobiliário ou de acúmulo de bagunça? As áreas de circulação não só devem ser livres para cumprir seu papel como também podem ter um destaque especial no projeto do espaço. 

(Anelisa Lopes escreve sempre às terças. Acompanhe alguns de seus projetos e referências no Instagram: @anelisalopes)

Uma poltrona bonita ou mobiliário de destaque para o hall chama a atenção de quem entra (imagem: arquivo pessoal)

A principal delas, o corredor – na maior parte das vezes que leva até a área íntima da residência -, não precisa ficar abarrotado de objetos do dia a dia jogado no chão, como mochilas ou sapatos, ou ainda “enfeitados” com quadros ou fotos de família – a não ser que você tenha um recurso muito criativo para usá-los – e pode receber várias ideias que vão tornar esse espaço funcional atraente – não se esqueça de quantas vezes você passa por ele em apenas um dia e a passagem de visitas para chegar até o lavabo, por exemplo. 

As ideias são muitas: espelhos, revestimento ou piso diferenciado, placas de madeira em toda extensão das paredes até o teto, marcenaria planejada para ser roupeiro, brinquedoteca e até sapateira, plantas penduradas ou apenas um efeito provocado por uma iluminação diferente na parte de baixo.

O hall também pode ganhar atenção especial com um banco ou mobiliário para receber os objetos pequenos usados diariamente, como chaves e bolsas. Se a ideia é pendurar casacos, opte por um mancebo ou ganchos cheios de estilo para não parecer guarda-roupa. Guarda-chuvas e chinelos também podem ser acomodados em cestos ao lado da porta.  

Corredores e halls merecem atenção no projeto (imagem: arquivo pessoal)