Vc tbem comete errosVocê para e olha para sua vida, pensa na forma como a está levando e percebe que há muita coisa desajustada. Olha para seu dia a dia e tudo está em desordem. Quando olha seu corpo, não gosta do que vê. Sua alimentação está na direção oposta de uma alimentação saudável e equilibrada. E quando pensa o quanto de tempo dispõe para cuidar de si, percebe que está longe do que parece necessário.

Diante deste cenário, você pensa em dar um basta e se propõe a mudar, mas não para para pensar no que vai encontrar pela frente e sai fazendo. Passa um dia, dois e, no terceiro, sem perceber, deixou o seu propósito de lado e está tudo como era antes.

Isso aconteceu muitas vezes comigo e deve acontecer com você também. Eu cometi alguns erros e hoje vou compartilha-los para que você não os cometa.

A oposição: Todas as vezes que eu começava um projeto novo, sempre aparecia alguém do contra dando palpites inoportunos e me jogando para baixo. Isso é muito complicado, porque quando estamos em um objetivo e as pessoas à nossa volta, além de não ajudarem, ainda jogam contra, ficamos desanimamos, nos sentimos sós e acabamos desistindo, esquecendo do nosso propósito. Não sei se isso acontece com você, mas escutei muito: “mais uma dieta, não vai dar certo”, “é dinheiro jogado fora” ou aqueles que diziam: “ah, come só este pedaço, não vai te fazer mal, esqueça esta dieta”, “ você vai ficar doente, hein”, e por aí vai. Isso acabava comigo.

Uma coisa é certa: sempre que iniciar um projeto, encontrará em seu caminho alguém que será contra, alguém que se irritará por você estar sendo ousado e corajoso ou alguém que se incomodará por você estar mexendo em sua zona de conforto. Esteja preparado para isso. Enquanto seu objetivo for grandioso, sempre terá oposição. Você não pode desanimar ou se intimidar com esse tipo de atitude.

Força: não se intimide com as oposições. Use-as a seu favor. Faça com que a indignação que sentirá se transforme em força para continuar no caminho. Que delícia que era quando finalmente tomei consciência disso e passei a ignorar essas frases. Nossa! Eu podia sentir os olhares críticos penetrando no meu peito (hahaha).

Crie seus caminhos: para você seguir em direção ao seu objetivo, precisa desenvolver a sua estratégia. Pense exatamente o que quer e quais atitudes precisará ter para alcançar seu objetivo. Muitas vezes, quando não temos um plano de ação e alguma coisa sai errado é um prato cheio para o desânimo e, consequentemente, a desistência. Não inicie sem se programar. Tenha o plano B, C, D, E… E o alfabeto todo se for preciso. Se ainda assim algo der errado, não tem problema. Faz parte do processo lidar com isso com maturidade, cair, mas levantar imediatamente é preciso. Se apareceu um evento ou um compromisso inesperado, relaxe, não precisa se desesperar. Opte por não “aproveitar a oportunidade” e sim fazer as escolhas mais saudáveis possíveis.

 

Não terceirize seu propósito: a culpa sempre é do outro, nunca é nossa de fato e as desculpas são sempre as mesmas: “se eu tivesse dinheiro para comprar a comida da dieta, tudo seria diferente”, “eu não tenho tempo para fazer a minha comida”, “eu não tenho tempo para fazer exercícios”, “meu marido não faz dieta e eu tenho que fazer dois tipos de comida”, entre outras. Não transfira a sua responsabilidade para o outro. Se você não vai atrás de seu objetivo, é por sua vontade mesmo. Eu atendo clientes que reclamam porque deixam de fazer as coisas que lhes dão prazer em função dos filhos, mas o marido não larga o futebol e a cerveja com os amigos por nada. E eu já fiz isso. Porém, nós deixamos por opção nossa, porque nos sentimos culpadas de fazer algo bom para nós e deixar nossos filhos com outras pessoas. E eles não se sentem assim. Assuma isso: a escolha é sua, a sua vida, a responsabilidade é sua.

Vigie: Não sei com você, mas quando eu conseguia emagrecer alguns quilos era a deixa para relaxar. Relaxamos, acreditamos que já sabemos o que fazer e não precisamos mais dar tanta importância. “Está na minha cabeça não preciso mais anotar”, ou “ só hoje vou dar uma escapada”, ou “já emagreci um pouco, eu mereço comer um docinho”. Você precisa estar atento ao que está fazendo, ao que está acontecendo na sua vida, ao que está sentindo, pensando e como está agindo. Tudo isto afeta fortemente a forma como você lida com a comida. Se você perder a mão, tudo pode voltar a ser como antes. Você não pode permitir pensamentos e sentimentos que te desviem do seu propósito.

 

Trabalhe em seu propósito: trabalhe nele o tempo todo se você quer que ele aconteça na sua vida. Eu nunca na vida olhei para um rótulo de embalagem para saber quanto de caloria tinha um produto, simplesmente comia. Preste atenção no que você está comendo. Escolha alimentos mais saudáveis, menos calóricos. Opte por refeições mais leves com pouco carboidrato, enfim, pegue dicas de alimentos novos, pesquise. Comprometa-se, dedique-se, assuma uma atitude de liderança, trabalhe com fervor. Surgiu um problema, resolva. Surgiu uma ameaça, lute. Não existe propósito sem disposição. Nada muda de graça. Você vai precisar de empenho e dedicação.

O que pensa sobre você: pare de se xingar, de se destruir e pensar só em fracassos. Pense naquilo que já conquistou e acredite que é capaz de conquistar muito mais. Comece a exercitar seu subconsciente a trabalhar a seu favor.

Eu, assim como você, passei a minha vida toda cometendo esses erros e, só quando percebi isso, é que consegui me movimentar e ir em busca do meu objetivo. Talvez você esteja pensando que não é fácil, que eu reprogramei minha mente, enfim. Mas se você quiser de fato mudar, siga estes passos e tantos outros que já compartilhei aqui e, com certeza, você já obterá resultados.

O Programa Mente Magra também pode te ajudar nessa tarefa!
Gostou da informação? CONTA pra gente qual tema você quer ver por aqui!

Abraço.

Andrea Romão

Coach de Emagrecimento