Blog 180816Tudo começou na década de 70 quando o treinador/técnico de tênis, Timothy Gallwey começou a usar técnicas diferenciadas que faziam seus treinados atingirem seus melhores resultados. O que passou a diferenciar esse trabalho não foi o conhecimento técnico que Gallwey tinha sobre tênis, mas o uso de métodos de controle emocional e motivação pessoal que usava com os alunos. Para Gallwey, “os verdadeiros adversários não são seus concorrentes, mas suas próprias limitações e fraquezas”.

Um dos princípios utilizados no processo, e que hoje aparece como diferencial, é o diálogo interno que o processo de coaching proporciona. O diálogo interno contra obstáculos, falta de concentração, disposição, ansiedade, falta de confiança em si, dúvida, medo, todos os hábitos mentais que possam inibir a excelência nos resultados desejados. Estar focado, concentrado e alinhado é o trabalho que o coach realiza ajudando o cliente a dominar as emoções, estar mais centrado, levando a sua capacidade ao seu máximo.

E foi isso que aconteceu com atletas como o recordista olímpico Michael Phelps, a judoca Rafaela Silva e a dupla de vôlei de praia Larissa e Talita. São exemplos de superação, graças ao processo de coaching.

Assim como nós quando lutamos contra a balança, eles viveram experiências de fracasso, decepção, frustração e tristeza e também pensaram em desistir no meio do caminho, acreditando na própria incapacidade.

Perceba que os sentimentos, as emoções são semelhantes às nossas quando nos deparamos com o nosso objetivo de emagrecer e ser magros. E foi com a ajuda de um processo de coaching que eles deram a volta por cima, reprogramaram seus modelos mentais e passaram a acreditar novamente que é possível quando se quer.

Assim como os atletas de alta performance, invista em um processo de coaching para atingir os seus objetivos e ganhe, em vez da medalha de ouro, a sua Mente Magra!

Abraço!

Andrea Romão

Coach de Emagrecimento