Imagem Blog 180816A expressão “pensar fora da caixa” surgiu há mais de 20 anos, quando uma consultoria de estratégia passou a divulgar seu serviço usando um desafio gráfico no qual era preciso unir nove bolinhas dentro de um retângulo, como se fosse uma caixinha, usando apenas quatro segmentos de reta. Segundo Ricardo Neves, autor do livro “Tempo de pensar fora da caixa”, para resolver este quebra-cabeça, em geral, as pessoas demoravam muito tempo fazendo tentativas frustradas. Só quando alguém percebia que o retângulo poderia ser ignorado é que eram visualizadas soluções alternativas e a caixa deixada de lado. E este trabalho passou a ser amplamente usado para mostrar a cegueira causada pelos hábitos do cotidiano. Desde então, esta expressão ficou conhecida como sinônimo da capacidade de encontrar alternativas e sair do óbvio.

No entanto, temos a tendência a nos acomodar naquilo que já conhecemos e a automatizar hábitos. Deixamos de pensar nos movimentos que já se tornaram corriqueiros e foram incorporados. Isso nos torna um pouco robôs, com movimentos e ações mecânicos na maior parte do nosso dia. O problema ocorre quando nós nos entregamos a esse automatismo e deixamos de questionar nossas práticas, perdendo chances de criar e inovar.

Assim, diante da vida que conquistamos, muitas vezes nos perguntamos por que algumas pessoas atingem o sucesso e outras não. A resposta é simples: porque na maioria das vezes essas pessoas de sucesso tomam as rédeas de sua própria vida, sonham, planejam e realizam, se engajam em projetos, são focadas e perseverantes, e não desistem até alcançarem aquilo que desejam. São pessoas que não têm medo de errar porque acreditam que é com o erro que atingem a excelência. Superam-se e cultivam a criatividade dia após dia, não se deixando influenciar por crenças limitadoras.

E assim como eu, você também deve ter ficado muitas vezes presa na “caixa”. Encontrando desculpas para iniciar um projeto de reeducação, preferindo ficar no automático vitimando-se constantemente. Temos medo de sair da caixa por vários motivos: por medo de fracassar, por não ter tempo para se planejar, por não acreditar, ou por simples falta de força de vontade. Falar e fazer dieta não são agradáveis, não é?

Só que precisamos acreditar que somos capazes de mudar isso, de sair da mesmice, encontrar alternativas e sair do óbvio. Cabe a nós nos recriarmos, sair da caixa e pensar diferente. Vença a crença de que criatividade é para poucos e que não tem nada a ver com você. Coloque ideias novas em prática esta semana. Faça perguntas diferentes a você mesmo e terá novas respostas. Isto fará com que amplie seu horizonte e sua forma de enxergar as coisas. Saia da caixa, quebre a caixa e liberte sua mente de crenças que já não funcionam mais com você.

Acredite que, mesmo em um processo de emagrecimento onde todos nós sabemos o que fazer e como fazer, você pode fazer diferente! INVISTA NA SUA MENTE MAGRA.

Abraço.

Andrea Romão

Coach de Emagrecimento