Imagem Blog 140716 1Durante as férias, a rotina muda bastante.

As crianças dormem mais tarde, acordam mais tarde, perdem o café da manhã e, consequentemente, os horários das refeições mudam.

Então, como manter uma alimentação saudável, se é justamente nesse tempo livre que elas abusam?

Não é fácil, mas é possível. O ataque à geladeira e aos armários da cozinha à procura de bolachas e salgadinhos são constantes e a supervisão precisa ser mais eficiente.

É extremamente importante manter regras, estabelecer horários, para que a criança entenda que existe hora para brincar, descansar e comer. A reeducação alimentar é para toda a vida, ela não tira férias. Ensinar desde cedo o que faz bem e o que vai causar problemas futuros para a saúde é essencial e, se for aprendido, vai funcionar em qualquer época do ano.

Segundo estudos recentes, a obesidade infantil no Brasil aumentou cinco vezes nos últimos 20 anos e já atinge cerca de 10 por cento das crianças brasileiras.

Infelizmente, ainda existem muitas famílias que pensam que ter um filho gordinho, bochechudo e cheio de dobrinhas é sinônimo de saúde. Segundo especialistas em nutrição infantil, esta é uma forma inadequada de pensar. No passado, esta visão até fazia sentido, pois não se tinha acesso às informações que se tem hoje quanto a uma alimentação mais saudável.

Hoje temos mais condições de agir prevenindo a obesidade infantil. Podemos criar na criança o costume de se alimentar bem, fazendo com que prove de tudo um pouco com uma alimentação variada e completa. Não existe uma quantidade exata de comida que uma criança deve consumir. Cada criança é um mundo distinto, e seus desejos e necessidades são diferentes. É a criança que determina se está satisfeita ou não, não a obrigue a comer mais, “Nem por bem, nem por mal”, como dizia minha mãe.

Não podemos esquecer que como pais, somos a principal fonte de aprendizado da criança. Torna-se inviável mostrar?lhe que é importante comer frutas, verduras e legumes se não temos este hábito. O comportamento dos pais sempre tem que estar em conformidade com  o comportamento da criança.

Além disto, não posso deixar de falar sobre a importância de ficarmos atentos a um fato que identificamos facilmente nos adultos e não percebemos que também aparece no comportamento das crianças. Elas também comem sem estarem com fome. Muitas vezes essa vontade de comer pode estar relacionada à ansiedade, a medos, a uma sensação de vazio ou vontade de sentir algum prazer.

Se você ainda não começou a se preocupar com isso, ainda há tempo. Comece agora, não importa que seja época de férias. Comece a cuidar do bem-estar de seu filho em todos os aspectos. Faça com que ele tenha uma Mente Magra desde criança.

Agora, aproveite as férias, deixe as crianças livres para dormirem o tanto que quiserem, para brincarem até mais tarde, ou até para não fazerem nada, se assim desejarem. Faça deste período o mais agradável possível, mas claro, sem se esquecer da alimentação saudável em horários adequados, de escovar os dentes e de tomar banho.

APROVEITE!

Abraço.

Andréa Romão

Coach de EmagrecimentoImagem Blog 140716 1Imagem Blog 140716 1