Já aconteceu com você de perceber que esta diante de uma situação e de um lado tem uma forte emoção  do outro um pensamento racional? Esse acontecimento é  chamado de  jogo interior ou dialogo interno.  

Em 1974, foi lançado o livro O jogo interior do tênis pelo criador do processo de coaching.

Em sua experiência  como técnico de tênis durante os anos 1970, o Coach Timothy Gallwey costumava observar seus jogadores treinando e, a partir dessas observações ele notou que alguns jogadores quando erravam  se chicoteavam, se xingavam, jogavam a raquete no chão se auto ofendiam, falavam e pensavam sobre coisas negativas. Enquanto que outros jogadores quando erravam, falavam coisas mais positivas do tipo “na próxima vou acertar”, ou, “vai dar certo”, não se ofendiam, pelo contrário, entendiam e lidavam bem com o erro.

Com este estudo, ele chegou a conclusão que os jogadores que erravam e se chicoteavam iam cada vez pior em sua performance e aqueles jogadores que eram mais positivos diante do erro tinham resultados melhores e acabavam ganhando o jogo.

E isto despertou em Timothy o interesse em entender estes dois lados que compõem o jogo interno que existe em nossa mente.

E ele deu o nome de Self1  e o Self 2. O self 1 é o self gordo. O self 2 é o self magro.

Então agora eu quero que você veja dentre todas as características  do Self Gordo e do Self Magro quais as que mais você se identifica.

Diante de um processo de emagrecimento, o Self gordo pensa: “Credo é tanto sacrifício  para nada” . !Eu me privo, sofro e não chego a lugar nenhum.

Ele reclama de tudo.

Nada está bom.

Ele duvida da própria incapacidade, boa parte de seus pensamentos são: “Eu não vou conseguir”, “não vai dar certo”.

Acredita que emagrecer 500g por semana é pouco. Não consegue pensar que multiplicando 500gr por 52 semanas ele conseguirá emagrecer 26kg. Ele não pensa em dar  um passo de cada vez, mas sofre pensando na quantidade total que precisa emagrecer

Se xinga, se chicoteia, se cobra, murmura, se julga e julga o outro o tempo todo.

Tudo tem que ser perfeito, se não para ele não está bom.

É pessimista.

Não se expões, fica só no campo das idéias, não parte para ação, pois não lida bem com o fracasso.

Quando se olha no espelho normalmente se diz: “Como você está gordo” , “Que barriga ridícula”. 

O problema é  que agimos de acordo com o que pensamos. Se eu me olho e digo tudo isso para mim, como eu vou me sentir? Péssima, é claro. Se eu estiver me sentindo péssima, sem animo, sem prazer por nada, eu vou ter motivação  para dizer não  para a comida? Com certeza não vou conseguir vou conseguir!

O self 2, Magro é bem mais otimista, enxerga a vida, os obstáculos, os erros de uma forma bem mais leve.

Comemora mesmo que seja pequenas conquistas. Que seja 200gr na semana, já acha o máximo.

Não reclama. Confia que vai chegar lá

Ele se elogia, se beija. Para ele o feito é melhor que perfeito. Normalmente se diz: “Eu posso fazer melhor, mas hoje esse foi o meu melhor e tudo bem”.

Aguenta o fracasso, se coloca no palco, se expõe e  não tem medo de errar.

Eu quis trazer este assunto aqui porque é importante que se desperte e entenda que temos este jogo em nossa mente. Esse jogo interior acontece em nossas vidas todos os dias e, na grande maioria das vezes permitimos que nosso Self gordo sufoque nosso Self magro, não  deixando ele se expressar e viver uma vida mais leve.

E a pergunta que eu deixo aqui para você é : Qual é o self que está dominando sua mente? O self gordo que quando “jacou” entra em desespero, se chicoteia, com frases como: “Eu sou um lixo mesmo”. Ou o Self magro que é otimista e vibra com cada passo que conquista.

É importante que você  priorize o self magro. Não  permita mais que o seu dialogo interno seja predominantemente gordo. Assim que iniciar uma ofensa a si mesmo pare e reformule, não  se julgue e nem julgue os outros, mude seus pensamentos, com certeza seu dialogo interno será bem mais  saudável e sua vida mais leve.

Abraço.

Andrea Romão

Coach de Emagrecimento