Balança

Você é daquelas pessoas que não vive sem uma balança? Tem uma em seu banheiro e se pesa regularmente? Ou você é do tipo que passa longe dela, fica semanas, meses ou até mesmo anos sem se pesar?

Quando você começa a treinar seu cérebro para ter uma Mente Magra, você passa a ter comportamentos de mente magra e lidar bem com a balança é um deles.

Culturalmente criamos um fator psicológico negativo em relação a balança que atrapalha e muito o processo de emagrecimento.  Não estou dizendo aqui o que é certo ou errado, pelo contrário, mas não dá para assumir isso como verdade.

Quando você inicia um processo de emagrecimento, deve planejar todas as etapas que precisará seguir. O planejamento deve iniciar no plano alimentar, na atividade física que escolherá para fazer, se conseguirá fazer um tratamento estético ou não. Tudo isso conta na hora de subir na balança. Tendo este planejamento, você vai entender o que acontece com seu corpo ao subir na balança para pesar ou para medir.

Por exemplo: logo que começamos um processo de emagrecimento, dependendo da dieta que seguimos, o ponteiro da balança mostra resultados significativos. Só que a maioria desse peso perdido é composto por água. Nesse primeiro momento, nós desinchamos. Com o decorrer do processo, esse resultado não é tão significativo assim. Porém, isso não significa que não estamos mais emagrecendo, mas, sim, que estamos emagrecendo mais lentamente. Ou, então, se você inicia o processo de emagrecimento e começa a fazer uma atividade física, dependendo da intensidade começa a substituir gordura por músculos e isto aparece na balança.

O mais importante em um processo de emagrecimento é, primeiro, se conhecer. Se você fizer isso, saberá se o fato de você se pesar semanalmente ou diariamente gerará ansiedade ou trará mais foco. Tendo esse conhecimento, a balança será apenas a balança neste processo.

Agarre sua balança e use-a a seu favor.

Abraço.

Andrea Romão

Coach de Emagrecimento