foto: Pixabay

 

Está difícil acompanhar a nova realidade com otimismo. Bom, talvez você esteja comemorando que, no futuro, as crianças de escolas públicas possam receber os novos livros de História, como o ministro colombiano da educação brasileira diz que pretende mandar fazer.

 

Os livros da nova era vão constar as novas verdades: não teve Golpe Militar no Brasil, nem ditadura! A censura, as torturas e mortes não foram fruto da perseguição comandada pelo regime militar para impedir manifestações contrárias. Não, imagina.

 

Se você, assim como eu, aprendeu História em boas escolas, um aviso: agora vão tentar te convencer de que você aprendeu errado. Ah, viu essa? O nazismo foi um movimento de esquerda!             (Parênteses, pra quem quiser considerar: até o museu do Holocausto em Israel afirma que a perseguição aos judeus foi um movimento de direita.) Mas você tem todo o direito de dizer que o mundo inteiro está enganado. Certo está o chanceler brasileiro. Certa está a equipe que está fazendo uma meleca no MEC, mas vai acabar com a tal “doutrinação ideológica” das nossas crianças.

 

Na nova era, o que sempre foi verdade virou mentira. E o que não passava de fantasia da cabeça de algumas pessoas, agora, é verdade. Fora as verdades montadas. Mentira virou o que você lê em jornal e em revista. E assim, continuamos avançando na era da pós-verdade. Como é que se educa filhos assim, negando ou montando fatos, não sei.

 

Uma dúvida real: as “correções” na história serão feitas com o nosso (já escasso) dinheiro? E quem serão os especialistas que vão reescrever a História, já que os atuais donos de títulos reais perderam o valor? Até o IBGE passou a trabalhar para “enganar a população”. Ó céus!

 

Bom, talvez, o governo mude de ideia (de novo) sobre algumas questões. Mudar de ideia, muitas vezes, é evolução. O problema é o estrago. Olha, teve um tempo em que a gente criticava e ria (nem que fosse de nervoso ou de desespero) da presidente que saudava a mandioca e estocava vento. Agora, não dá para nem pra rir.

 

A economia, em recessão por causa de erros dos antigos governos, parece longe de ser resgatada. Se você está no novo recorde de 13,1 milhões de desempregados, continue dizendo para os seus filhos que está sem dinheiro, enquanto continua na busca ativa por oportunidades, ajoelhado em orações.

 

Agora, se você só está otimista, mas ainda assim se preocupa com as declarações do governo e a conjuntura, talvez deva considerar o que muitas pessoas que formaram a base de apoio do novo governo têm dito. O que tem de gente de cabelo em pé não tá no gibi. Senso crítico também salva.

 

Por outro lado, você pode discordar de tudo e de todos. Ser tipo adolescente teimoso ou sem noção. Desses que, depois que crescem, acham que o caminho é mandar o Hamas se explodir, porque Deus está do lado de quem governa o nosso país. Poder você pode. Mas, ó, Senhor, dá até medo.

 

*A gente fala sério, fala com educação e, às vezes, com ironia… E fala sempre com as amigas, né? Porque quem avisa amigo é.

Vem conhecer o papo sem receita no @maesemreceita no Instagram!