foto: Pixabay

 

O ideal seria a gente poder viver do que gosta.

Mas você já se deu conta de que não é pra todo mundo esse ideal?

 

O ideal seria viver num país onde o imposto que a gente paga rende segurança, escola de qualidade, bons serviços de saúde. Trabalho decente e bem remunerado.

Mas no Brasil, infelizmente, parece cada vez mais distante esse ideal.

 

O ideal seria poder sair pra trabalhar, ser honesto, pensar no futuro e voltar com vida pra casa. Aliás, isso é essencial.

Mas insistem em matar pessoas incríveis que vivem por um ideal.

 

O ideal seria ter o casamento perfeito.

Mas nem se dependesse só da gente teríamos todos o que parece ideal.

 

Ideal mesmo seria ter os filhos perfeitos, inteligentes, bem comportados, que não fazem manha, só escolhem o que a gente acha melhor e não desobedecem.

Tem criança ideal, afinal?

 

Tem mais:

O marido ou a mulher ideal.

O pai e a mãe ideal.

O corpo ideal.

A vida ideal.

 

O ideal é escrever e você comentar, depois de ler.

Mas hoje não tô ligando pra ideal.

Simplesmente porque…

Depois de anos de análise, tenho me dado conta de que o real é, na verdade, bem diferente do ideal.

 

*Tem vídeo também. Vale pra quem já se deu conta de que muito daquilo que parecia ideal não é. Ou deixou de ser. Ou pra qualquer um que já teve a experiência de ver que as coisas não eram bem como a gente idealizava.

 

Siga também:

Facebook: Mãe Sem Receita

Instagram: @maesemreceita