garotacorrendo

O tema emagrecimento já se tornou corriqueiro e não faltam matérias sobre o assunto. Dietas diversas, técnicas inusitadas, sempre há uma novidade no mercado da perda do peso. Essa realidade de buscar o corpo saudável é muito assustadora, o reganho de peso após uma dieta mina toda energia, a motivação e a confiança em si mesmo. Uma dúzia de dietas tão lotando a gaveta da cozinha, além de vários cartões de profissionais dessa área, restando somente sensação de fracasso.

Sabemos o quanto dói na alma colocar uma roupa e não sentir-se bem dentro dela. A calça aperta na cintura, a blusa fica agarrada no corpo, vamos trocando de roupa até encontrar alguma que sirva. Ter uma festa para ir e não encontrar nada que fique bacana, ir à praia e ficar incomodado de mostrar o próprio corpo. Tudo isso ainda somado aos comentários de crítica, algumas vezes até bem intencionados, porém carregados de uma extrema falta de elegância.

Quem nunca precisou perder peso não sabe como é difícil lidar com a fome, com o desejo de repetir o prato e não conseguir conter-se. A frase mais propagada a respeito do emagrecimento é fechar a boca, como se fosse esse o caminho correto a ser seguido.

Todas essas situações, entre outras que se enfrenta quando se está acima do peso, ferem a autoestima, levando à tristeza, ao desânimo, à ansiedade, ao reganho de peso e muitas vezes aos transtornos alimentares.

Porém vale lembrar que para seu objetivo dar certo é importante seguir algumas dicas:

– Emagrecer exige uma boa dose de disciplina, isso mesmo, se alimentar nos horários estipulados pelo profissional da nutrição, tomar água, não faltar à academia. Para isso pode usar o despertador do celular para lembrar ou até pedir ajuda de algum familiar ou amigo para te dar um empurrãozinho;

– Organizar-se para manter a geladeira, despensa, sua mesa no trabalho e até sua bolsa, abastecida com alimentos saudáveis. É bacana escolher um dia da semana para fazer suas comprinhas, pense que é um momento de carinho que está se dando;

– Comprometer-se com a vitória, realizando todas as atividades que estão envolvidas no objetivo da perda de peso, como, por exemplo, o tão famoso diário alimentar, que a maioria odeia fazer, mas que deixa concreto os erros que vem cometendo, e necessitam ser mudados;

– Participar de grupos de emagrecimento, seja presencial ou virtual, esse é um meio bastante rico em informações, além da motivação que esses locais promovem;

– Aprender a identificar se há gatilhos emocionais que levam você aos deslizes e consequentemente ao aumento da ingesta alimentar. Se isso estiver acontecendo vale a pena consultar um psicólogo especialista na área de obesidade.

Vale lembrar que todo esse processo pode dar certa preguiça, mas se quer mesmo perder peso, vai ter que dar um chega pra lá nela e entrar de cabeça em um modo de vida mais saudável.