Seria bem interessante se essa pergunta fosse realizada em tom de brincadeira, mas infelizmente a proposta aqui é séria.  Se você respondeu rapidamente que quer sim perder peso, te convido a pensar com muito carinho e olhar para a sua relação com o seu corpo e a comida.

Comer é um comportamento que proporciona um prazer intenso para um grande número de pessoas, e é muito gostoso mesmo, afinal uma comidinha bem preparada sacia a fome e alimenta a alma. E o melhor de tudo, não há nada de errado nessa situação. Porém, muitas vezes a comida se torna a única fonte de prazer e como mudar essa realidade sendo que é ela que dá sustentação para as dores que você não consegue olhar e resolver?

Agora sim começamos a entender por que questiono se realmente você deseja perder peso. Fica claro para você?

É muito interessante já repensar a sua resposta, pois perder peso pode sim significar olhar para tudo que por anos deixou trancado dentro do porão do seu inconsciente, e com certeza é nesse momento que a maioria das pessoas dá um passo atrás e se recusa a enfrentar o processo de limpeza.

Já fica mais fácil de compreender como as empresas ou clínicas que oferecem perda de peso rápido crescem descontroladamente, o foco do emagrecimento se torna externo, e as pessoas acabam se convencendo de que haverá uma forma mágica de perder peso sem que tenham que fazer uma mudança realmente efetiva em relação ao que sentem e se comportam.

Todo esse processo é bem compreensível, pois por que devemos abrir os porões do inconsciente para olhar o que causa dor? Porém, é nesse momento que decide se realmente quer ou não perder peso, pois a comida é um excelente mecanismo de defesa, mesmo sendo temporário, para amenizar a dor, a tristeza, a solidão, a raiva, as mágoas e traumas.

Muitos pacientes conseguem olhar para esse contexto e dizer que não querem emagrecer, conseguem entender o que implica essa mudança e na grande maioria das vezes não se sentem preparados para esse enfrentamento. E está tudo bem, cada um com o seu tempo e liberdade de escolha.

Só é preciso ser sincero consigo mesmo e entender que correr atrás de algo mágico não irá ajudar, que estar acima do peso, em muitos casos, é uma escolha, mesmo que inconsciente. É uma defesa contra a dor, diz respeito a várias situações que não estão bem ou que, de alguma forma, sublimou e faz questão de negar a si mesmo.

Todos nós temos um porão particular onde guardamos memórias de experiências que vivemos, muitas vezes são situações boas, outras não. Nem sempre o que pensamos estar relacionado com o peso que carregamos no corpo é realmente a causa primária que dispara o comer compulsivo, por isso a autorresponsabilidade cabe a quem sofre com esse mal. Tomar consciência de que mudar depende de atitudes concretas, tanto em relação a uma boa alimentação, quanto à atividade física, e que muitas vezes não consegue colocar em prática essas mudanças, porque tem um eu dentro de si mesmo que pede proteção e a gordura faz esse papel.