perfeccionismo
Parece que nada está bom o suficiente, sempre se cobrando em busca de perfeição? Saiba que não está sozinho nessa cilada, esse é um dos comportamentos mais frequentes no mundo atual.
Os relatos são em busca de um ideal, seja no trabalho, em relação ao corpo, em busca de ser uma supermãe, mas cuidado, essa busca não tem fim, a dor está presente o tempo todo, afinal nada é suficiente, nada fica bom, sempre dá para melhorar.
Pensamentos inundam a mente, corroem a autoestima, fragilizam e, por fim, sobra a frustração, pois a verdade é que tudo tem limites sendo importante identificar qual é o seu.
Será que você sabe o momento de parar? Identificar os próprios limites e aceitar que fez o seu melhor, sem precisar para isso encaixar-se dentro do seu crivo idealizado.
Aposto que já se identificou com esse texto e entende o quanto dói caminhar nessa busca sem fim, então comece se perguntando de onde vem essa necessidade, a quem busca agradar, te vem alguma lembrança?
Somos seres humanos, precisamos nos sentir livres para sermos felizes e a maior cilada que poderíamos nos fazer é a cobrança em excesso. A busca por um trabalho bem feito é algo saudável, ser uma boa mãe é tudo de bom, um corpo legal é ótimo, mas precisamos aceitar que não conseguimos dar conta de tudo, não da forma que um perfil perfeccionista exige de si mesmo.
Muitas pessoas acabam entrando nesse círculo vicioso cada dia que passa, pois muitas vezes as pessoas se veem acuadas diante de uma superexigência, mas é importante lembrar que essa situação acaba consumindo sua energia de reserva, desgastando o emocional e podendo levar a um fracasso em algum aspecto de sua vida.
Desta forma a pessoa sempre está exigindo cada vez mais de si mesma, não sobrando espaço para desfrutar da vida, dos momentos que possam trazer alegria. A alegria de viver de uma forma mais solta, espontânea deixa de existir, sobrando somente reclamações e insatisfações, que de alguma forma cobrará do outro, para compensar o que está lhe estressando.
Se você realmente parou para ler esse texto e percebeu que anda se cobrando demais, precisa parar e buscar formas de mudar esse padrão tão exigente, pois com certeza você não vive o presente, vive ansioso pelo o que está por vir, e certamente nada será bacana se não der um stop e mudar a forma de se relacionar consigo mesmo e com as situações ao seu redor.