hipnoseericksoniana

A hipnose é uma técnica que vem sendo utilizada há muitos anos e visa beneficiar muitas pessoas devido ao amplo campo em que ela pode ser utilizada.

Existem muitos mitos quando pensamos em hipnose, ou mesmo já nos remetemos à hipnose de palco em que aparecem várias pessoas sendo induzidas a um estado profundo de torpor, esquecendo quem são e o que fazem, porém nem toda hipnose funciona assim.

A hipnose Ericksoniana é um processo de relaxamento em que a pessoa fica mais centrada em si mesma, voltada para seu interior e atenta à voz do profissional que a conduz, além de promover um relaxamento intenso, a técnica permite que trabalhemos os mais variados sintomas, desde fobias, depressão, ansiedade, obesidade, transtornos alimentares, traumas, dores, entre muitos outros sintomas.

Seu criador foi o Dr. Milton Erickson, em que propõe que a nossa mente inconsciente tem recursos suficientes para encontrar uma solução para um sintoma e/ou situação que possa apresentar.

Quando nos dispomos ao tratamento com hipnose é porque estamos abertos às novas formas de enxergar o que estamos apresentando, buscando soluções que podem fazer a diferença na qualidade de vida, reorganizando e até contextualizando os sintomas apresentados.

Se focarmos na hipnose como um instrumento que visa a perda de peso, poderemos abordar vários aspectos que fazem parte do processo de engorda, como ansiedade, compulsão, baixa autoestima, falta de motivação, persistência, foco. Atualmente são muitas as pessoas que sofrem com a obesidade e depois de muito tentarem emagrecer, acabam desanimando e se entregando à comida. Um círculo vicioso em que  a comida proporciona prazer e também desprazer.

A obesidade como sabemos é uma doença que vem aumentando de forma alarmante no Brasil, sendo necessária a aliança entre vários profissionais da área de saúde na busca do tratamento se tornar efetivo.

A hipnose se apresenta como excelente recurso aliado nessa busca pela saúde, sem que para isso se recorra às medicações e recursos invasivos que normalmente temos à disposição.