ioi

Antes de um filho nascer o casal tem um ritmo próprio, uma maior liberdade de ir e vir, de fazer o que se gosta, sem muitas regras quanto aos horários e algumas outras responsabilidades. Cada um se dedica ao parceiro de forma intensa, mas com a vinda de um filho tudo muda, desde a rotina até a relação entre o casal. Por isso logo que possível o casal deve ter um tempo para namorarem, poderem conversar com calma, se curtirem, trocarem carinho, fortalecendo a relação sempre que possível. Manter e perpetuar a cumplicidade, companheirismo são aspectos básicos a serem buscados.

O tempo deve ser estipulado pelo casal de forma que se sintam seguros e tranquilos por estarem longe de seu filho. O que funciona para um pode ser ruim para outros pais. Se esses pais conseguem durante a semana ter tempo para curtirem os filhos, podem sim tirar um dia do fim de semana para saírem sozinhos. Sairão tranquilos, conscientes de que estão sendo pais presentes, mas nesse momento estão cuidando do casamento.

As queixas mais recorrentes em consultório são o cansaço e a falta de tempo, situações que levam a uma desmotivação quanto à sexualidade. As mulheres geralmente são tomadas pelo cansaço crônico e não tem libido para se relacionarem sexualmente com os maridos, muito menos de se cuidarem. Em outros casos o bebê vira o amor maior, toda energia se volta para o mesmo, como se completasse um dos parceiros, sendo que o outro fica descartável nesse momento. Surpreender o parceiro, elogiar, ajudar nas tarefas de casa e com o filho, tudo isso contribui muito para manter a chama acesa, o interesse.

A chegada de um filho é uma grande incógnita, nunca se sabe como será e funcionará cada um dentro dessa nova realidade. Muitos casais se separam porque não dão conta de lidar com essas mudanças e/ou comportamentos do parceiro quanto a não contribuir nas novas responsabilidades. Deveria ter um curso sobre como se manter dentro do casamento com filhos, pois é importante ter consciência de que com a chegada dos filhos toda rotina irá mudar e que o casal terá que cuidar do filho juntos, esse é um aspecto importante a ser pensado. Muita conversa sobre as mudanças que irão ocorrer e como cada um poderá reagir. Sobre noites sem dormir, o cansaço. Tudo muito conversado, muita cumplicidade nesse momento. Se pensarmos bem, nada é previsível, somente imaginado, somente o dia a dia mostrará como cada um se sairá, o quanto estará disposto a lutar pelo casamento.

Algumas dicas de como passar o tempo a dois:

– Aproveitar para ir ao teatro, um show ou cinema;

– Um fim de semana em um hotel fazenda, longe da turbulência da cidade;

– Podem aproveitar para fazer viagens curtas e interessantes;

– Um motel também entra nessa lista, como sendo um resgate da época de namoro, um momento em que os dois estão voltados ao resgate da sexualidade;

– Uma tarde em um café, aproveitando o tempo para conversarem, dar risadas;

– Um jantar em um restaurante romântico;

– Quando o filho dorme ou está envolvido em alguma atividade, devem aproveitar para ficarem mais juntos;

– Conversar abertamente sobre o que sentem e o que esperam do parceiro é de grande valia durante todo o casamento.

O importante aqui não é a quantidade de horas, um fim de semana todo seria interessante em algum momento, porém não seria o único e mais correto caminho para fortalecer o relacionamento.