como-controlar-o-desejo-por-doces-naturalmente

Ouço muitas mulheres e uma das queixas mais frequentes é a dificuldade que elas têm de controlar o consumo de doces. Os relatos são carregados de aflição por não conseguirem controlar a quantidade, não se contentam com um só bombom, querem provar todos.

Na virada desse ano passei em um hotel em que a mesa de doces é montada com total esmero, doces lindos e açucarados lindamente decorados, eu até registrei com uma foto. Para a maioria das mulheres  essa mesa repleta de doces é um abismo, onde só se para de comer quando chega ao fundo do poço.

Escolhi falar sobre esse assunto porque sabemos o quanto é sofrido querer perder peso e não conseguir manter o controle sobre o que se come. Uma angústia imensa, não conseguir controlar o impulso de comer, mesmo sabendo que é necessário para a saúde. Ao contrário do que muitas pessoas pensam, para um compulsivo controlar o que ingere é um desafio imenso, além do sofrimento que esse comportamento causa.

O TCAP (Transtorno da Compulsão Alimentar Periódica) é um transtorno alimentar que se caracteriza por uma verdadeira farra alimentar em que não existe um controle do que se ingere e onde na sequência existe a presença de sentimentos de culpa e autorreprovação acentuadas.

O tratamento psicológico se faz necessário para que se identifiquem os gatilhos emocionais que atuam durante os episódios de perda de controle, para que se desenvolvam ferramentas internas e externas para que o indivíduo possa retomar o controle sobre sua ingesta alimentar. Fica claro durante o trabalho que fatores como estresse, ansiedade, cansaço, tristeza, raiva, alegria, baixa autoestima e dietas são os principais desencadeadores dessas crises de compulsão.

Poder trabalhar cada emoção, sentimentos e crenças de forma assertiva mudará a forma com que essas pessoas se relacionam com a comida e consequentemente o indivíduo chega ao seu peso adequado e saudável.

Desta forma, se permitir buscar ajuda psicológica para um problema alimentar fará com que cessem os ciclos de compulsão alimentar e se aprenda a lidar com cada situação que a vida apresenta de forma adequada, não precisando mais de comida para obter satisfação e prazer.

Salvar